Como É Que As Moscas Se Reproduzem?

Como É Que As Moscas Se Reproduzem?

As moscas são um grupo de espécies da ordem Diptera presente em todo o mundo. Algumas das mais conhecidas são as moscas domésticas (Musca domestica), a mosca da fruta (Ceratitis capitata) e a mosca do vinagre (Drosophila melanogaster).

O tempo de vida de uma mosca passa por quatro fases: ovo, larva, pupa e mosca adulta. Como a maior parte dos insetos, as moscas passam por uma série de transformações morfológicas conhecida como metamorfose. Continue lendo pois nesse artigo do PeritoAnimal vamos explicar como ocorre o ciclo de vida da mosca.

Também lhe pode interessar: Quanto tempo vive uma pulga

Se você está nesse artigo, provavelmente já se perguntou como as moscas se reproduzem. Até o século XVII pensavam que esses insetos apareciam espontaneamente na carne podre. No entanto, Francisco Redi comprovou que não era bem assim, mas sim que as moscas passavam por um ciclo e descendiam de uma mosca já existente.

Como acontece com todos os insetos, a reprodução das moscas decorre apenas no seu estado adulto. Antes disso acontecer, o macho deve cortejar a fêmea. Para isso, o macho emite vibrações que também ajudam a controlar a sua posição durante o voo. É por isso que as moscas têm um som bastante característico.

As fêmeas valorizam a canção dos machos e o seu cheiro (feromônios) é muito agradável. Se ela decidir que não quer acasalar com esse macho, continua em movimento. Por outro lado, se ela acreditar que encontrou o companheiro ideal, fica quieta de maneira que ele possa começar o acasalamento. O ato sexual dura, no mínimo, 10 minutos.

Como É Que As Moscas Se Reproduzem?

O ciclo de vida das moscas começa com a fase dos ovos, por isso podemos dizer que esses insetos são ovíparos, ou, pelo menos a maioria deles. Um pequeno número de moscas são ovovivíparas, quer dizer, os ovos explodem dentro das fêmeas e as larvas costumam sair de maneira direta durante a posta.

Afinal, como nascem as moscas?

Depois do acasalamento, a fêmea busca um bom lugar para colocar os ovos. O local escolhido depende de cada espécie. A mosca doméstica coloca os seus ovos em restos orgânicos em decomposição, como a carne decomposta.

É por isso que as moscas sempre ficam em volta do lixo. A mosca da fruta, como o nome indica, coloca seus ovos em frutas como maças, figos, pêssegos, etc. O número de ovos de cada posta varia entre 100 e 500.

Ao longo da vida podem chegar a colocar milhares de ovos.

Em pouco tempo esses ovos eclodem. Deles saem as larvas das moscas que, normalmente, são pálidas e largas. De maneira popular, costumam ser chamadas de vermes. A principal função das larvas é se alimentar de tudo que puder para conseguir aumentar de tamanho e se desenvolver adequadamente.

O alimento também depende da espécie da mosca. Como você deve imaginar, as larvas moscas domésticas se alimentam de restos orgânicos em decomposição, enquanto que as larvas de moscas da fruta se alimentam da polpa da fruta. É por essa razão que você já encontrou alguns “vermes” nas frutas mas, na realidade, são larvas de moscas.

Como É Que As Moscas Se Reproduzem?

Quando já tiverem comido o suficiente, as larvas se cobrem de uma espécie de cápsula de uma cor mais escura, normalmente marrom ou avermelhado. Isso é o que se conhece como pupa, durante essa etapa o animal não se alimenta nem se move. Aparentemente a pupa é um ser inativo mas, na realidade, está sofrendo o processo de metamorfose.

A metamorfose é o processo biológico pelo qual a larva se transforma em mosca adulta. Durante esse período seu corpo se diferencia em três partes: cabeça, tórax e abdômen. Além disso, apresentam patas e asas. Depois dessa transformação, a mosca adulta sai da pulpa da mesma maneira que as borboletas. No estado adulto, começam o processo de reprodução.

A duração da metamorfose das moscas depende da temperatura. No verão, quando as temperaturas estão mais altas, esse processo ocorre de maneira rápida. Durante o inverno as moscas permanecem na pupa até que o calor volte, por isso as moscas não incomodam nas épocas mais frias. Se elas se refugiarem bem, conseguem sobreviver na forma adulta até a primavera.

Não é fácil responder quanto tempo vive um mosca pois isso depende da espécie e condições de vida. No entanto, é possível afirmar que o ciclo de vida das moscas costuma durar entre 15-30 dias, sendo consideradas um dos animais com menor tempo de vida.

Quanto mais quente seja o clima e melhor for sua alimentação, mais tempo uma mosca consegue sobreviver. Parece pouco tempo, mas é o suficiente para colocar milhares de ovos. Essa eficiência permitiu que as moscas colonizassem todo o mundo, adaptando-se a todos os ambientes possíveis.

Como É Que As Moscas Se Reproduzem?

As moscas não são apenas esses animais incômodos que muitos pensam. Algumas espécies de moscas são bastante benéficas para o ser humano, por essa razão vamos explicar algumas curiosidades sobre as moscas que demonstram como elas são mais interessantes do que parecem:

  • Algumas moscas são polonizadoras. Muitas moscas são polonizadoras como as abelhas e borboletas. Quer dizer, se alimentam de néctar durante o seu estado adulto transportando o polen desde uma flor até outra. Assim, contribuem para a reprodução das plantas e, portanto, para a formação de frutos. Essas moscas são da família Calliphoridae (moscas azuis e verdes).
  • Moscas predadoras. Também existem algumas espécies de moscas predadoras, a grande maioria das moscas se aliementam de outros insetos ou aracnídeos que são prejudiciais para o ser humano. Por exemplo, as moscas-das-flores (família Syrphidae) são predadoras de pragas como afídios e aleyrodidae. Essas moscas se assemelham fisicamente as abelhas e vespas.
  • São alimento de outros animais. Outras espécies de moscas são muito incômodas e podem transmitir doenças. No entanto, são o alimento de muitos animais como aranhas, rãs, sapos, aves e, inclusive, peixes. Sua existência é fundamental para a vida de outros animais e, por isso, para o correto funcionamento do ecossistema.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Quanto tempo vive uma mosca?, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Curiosidades do mundo animal.

Bibliografia

  • Bussell, J et al. (2014): Abdominal-B Neurons Control Drosophila Virgin Female Receptivity. Current Biology, 24 (14), pp. 1584-1595.
  • Zer-Krispil, S. et al. (2018): Eyaculation Induced by the Activation of Crz Neurons Is Rewarding to Drosophila Males. Current Biology, 28 (9), pp. 1445-1452.
  • Chinery, M. (1980): Guía de campo de los insectos de España y Europa. Omega. 4ª ed
  • Hickman, C.P. et al. (2009): Principios integrales de Zoología. McGraw-Hill, Madrid.
Leia também:  O Que É Um Drone E Como Funciona?

Vídeos relacionados com Quanto tempo vive uma mosca?

Moscas – Insetos

A ordem Diptera reúne os insetos como moscas, mosquitos, pernilongos, borrachudos, mutucas, varejeiras, moscas-das-frutas, entre outros. Segundo GALLO (2002) são cerca de 120 mil espécies na ordem organizadas em mais de 100 famílias.

Como É Que As Moscas Se Reproduzem?

Mosca-da-fruta. Foto: Jordan Lye / Shutterstock.com

As moscas têm reprodução sexuada e a maioria é ovípara, com ciclo de vida curto, duram cerca de 30 dias e são insetos com metamorfose completa (holometábolos) e apresentam as seguintes fases de desenvolvimento: ovo, larva, pupa e adultos.

Nessa ordem, as asas anteriores são funcionais e as posteriores modificadas, conhecidas como balancins ou halteres que possuem uma parte afilada chamada pedicelo e uma dilatação na extremidade conhecida como capítulo. Essas asas modificadas auxiliam no equilíbrio do inseto durante o vôo.

Uma característica que auxilia na identificação das moscas são os olhos compostos grandes que ficam na cabeça, que por sua vez é destacada do corpo. O aparelho bucal pode ser do tipo sugador ou do tipo picador.

O processo de urbanização favoreceu a reprodução das moscas que encontram no lixo, restos de alimentos e outros locais lugares perfeitos para conseguir alimento, se abrigar e reproduzir.

Segundo a FIOCRUZ, podem alimentar-se de fezes, escarros, pus, produtos animais e vegetais que estejam em decomposição além de açúcar e frutas.

Assim, as moscas são vistas como pragas urbanas, capazes de transmitir doenças, servindo de hospedeiras para agentes patogênicos e devendo ser evitadas.

Algumas dessas doenças são: tifo, disenterias (mosca doméstica); conjuntivite (mosca lambe-olhos); doença do sono (mosca tsé-tsé), berne (mosca do berne). Também existem moscas que causam bicheiras em animais como as varejeiras e mosca-do-berne (parasita).

Em equinos, a mosca-do-chifre e as mutucas são transmissoras do mal-das-cadeiras-dos equinos Além de moscas, os mosquitos, que pertencem à mesma ordem, podem ser sugadores de sangue e transmissores de doenças como malária, febre amarela, dengue e encefalite (GALLO, 2002).

Como característica comportamental, são mais ativos durante o dia do que à noite, quando repousam. Podemos identificar a presença ou passagem de moscas em um local através de manchas escuras provenientes de suas fezes ou manchas claras decorrentes da saliva produzida pelo inseto que lança sobre o alimento para facilitar sua ingestão.

Mas por mais incrível que pareça, não são apenas prejudiciais ao ser humano, algumas espécies são utilizadas para experimentos, principalmente na área de genética.

Já na agricultura podem ser empregadas como agentes de controle biológico de plantas daninhas e também para controle de insetos praga.

Além disso, muitas espécies tem um importante papel ecológico e atuam como agentes polinizadores.

Referências:

GALLO, D. (in memorian) et al. Entomologia Agrícola. Piracicaba: FEALQ, 2002.

Moscas. Disponível em: http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/infantil/moscas.htm.

Texto originalmente publicado em https://www.infoescola.com/insetos/moscas/

Mosca-da-fruta é arma para desvendar os grandes mistérios da vida – BBC News Brasil

Como É Que As Moscas Se Reproduzem?

Crédito, Nigel Cattlin /Alamy Stock Photo

Legenda da foto,

As moscas-das-frutas possuem um ciclo de reprodução muito curto

A mosca-da-fruta, ou Drosophila melanogaster, seu nome científico, vem sendo estudada há mais de cem anos.

Sim, moscas-das-frutas gostam de bananas. Você as encontra na cesta quando as frutas começam a estragar.

Mas elas também são um ótimo mecanismo para investigar o tempo ou, mais especificamente, os efeitos do tempo. Isso porque o ciclo de vida delas é tão curto que permite estudá-las por gerações e gerações, o que é quase impossível com humanos.

  • Por que estamos todos tão cansados?

Crédito, Sylvie Bouchard/Alamy Stock Photo

Legenda da foto,

Imagem aproximada das moscas-das-frutas em um pedaço de banana

Elas custam pouco e se reproduzem de maneira extremamente rápida. Em temperatura ambiente, uma fêmea pode botar de 30 a 50 ovos por dia durante sua vida. O ciclo reprodutivo é curto, de 8 a 14 dias, e essas moscas podem se tornar avós e avôs em apenas 3 a 4 semanas.

Com três milímetros de tamanho, populações de milhões desses insetos podem ser mantidas em um laboratório e sustentadas com uma dieta simples de carboidratos e proteínas, geralmente farinha de milho e extratos de levedura.

Em 1933, Thomas Hunt Morgan ganhou um prêmio Nobel por estudar como a Drosophila recebia de herança uma mutação genética que deixava seus olhos brancos, e não vermelhos.

A pesquisa de Morgan levou à teoria sobre genes produzidos pelo DNA serem carregados por cromossomos, que eram transmitidos por gerações. A descoberta preparou o terreno para a genética moderna e o estudo da teoria cromossômica da herança.

Crédito, Nature Picture Library/Alamy Stock Photo

Legenda da foto,

Cultura laboratorial de Drosophila melanogaster no Instituto de Patologia Molecular, na Áustria

Desde então, estudos conduzidos nessas moscas levaram a cinco premiações no Nobel, em 1946, 1995 e 2011. Conhecimento atual sobre como nos desenvolvemos, nosso comportamento, envelhecimento e evolução todos são construídos sobre a base dessas pesquisas com moscas-da-fruta.

E quanto mais as estudamos mais descobrimos que somos parecidos: 75% dos genes associados a doenças humanas têm um correspondente identificável na mosca-da-fruta.

A Drosophila tem quatro pares de cromossomos e cerca de 14 mil genes. Compare isso com os humanos, que têm cerca de 22,5 mil genes, e a levedura, com 5,8 mil genes, e somos muito mais parecidos do que você possa imaginar.

Essa proximidade genética relativa significa que experimentos com Drosophila podem ser traduzidos de maneira efetiva para humanos. Deixamos as moscas bêbadas para estudar o vício ao álcool, investigamos o sono delas e como são afetadas pelo café e descobrimos que moscas mais velhas dormem menos.

Os primeiros genes do “jet lag” foram identificados em moscas, e hoje sabemos que também os temos.

Crédito, Martin Shields/Alamy Stock Photo

Legenda da foto,

A cor dos olhos da Drosophila melanogaster possui variações – vermelha (tipo selvagem) e branca. O gene do olho branco é ligado ao sexo da mosca

Milhares de cientistas usam Drosophila como um organismo modelo pelo mundo, e até fora do planeta. Moscas-da-fruta foram os primeiros animais lançados ao espaço e há um laboratório permanente de moscas-da-fruta na Estação Espacial Internacional. O espaço serve para estudar coisas como por que astronautas são mais suscetíveis a doenças enquanto estão no espaço.

Por que então, se somos tão próximos geneticamente, somos diferentes das moscas e até das leveduras em um monte de outras coisas?

Leia também:  Como Se Chama O Aplicativo Que Tem 3 Livros Para Pc?

Peter Lawrence, autor do livro The Making of the Fly (A Construção da Mosca, em tradução livre), descreve isso como o “terceiro segredo da vida”.

Crédito, Nature Picture Library/Alamy Stock Photo

Legenda da foto,

A pesquisadora Anne von Philipsborn manuseando uma cultura de laboratório de moscas-das-frutas

Em entrevista à BBC, ele contou que o primeiro segredo é a teoria da evolução de Charles Darwin, que “descreve a gênese de todas as plantas e animais, de tudo, desde o começo”.

“A segunda é a descoberta do DNA, porque sem entender como essa informação é codificada e armazenada nessa molécula não saberíamos muito sobre o mecanismo que está por trás da vida”, afirma.

O terceiro segredo é uma pergunta que Lawrence vê como o maior desafio colocado aos biólogos do futuro.

Crédito, blickwinkel/Alamy Stock Photo

Legenda da foto,

Mosca-da-fruta sobre um pêssego; milhares de cientistas usam Drosophila como um organismo modelo pelo mundo

“É algo tão cotidiano que nem pensamos a respeito. O que difere um rinoceronte de um hipopótamo?”, ele diz.

“Quando você olha para os genes, não há muita diferença. Então o que produz os padrões e tudo mais? Onde o tamanho do seu nariz está especificado? O que faz as crianças se parecerem com os pais, o que determina o formato de um rosto? Nós não sabemos. Esse, para mim, é o grande problema sem solução na biologia, e que chamo de 'terceiro segredo da vida'.”

É um assunto que cientistas já tentaram investigar. Moscas com asas maiores foram analisadas, por exemplo, para tentar isolar os genes responsáveis pelo aumento de tamanho. Pesquisadores compararam espécies com relação evolutiva semelhante e examinaram as diferenças que conduziram a morfologias distintas.

Crédito, Martin Shields/Alamy Stock Photo

Legenda da foto,

Pesquisa genética com Drosophila melanogaster

Mas, de acordo com Lawrence, esses estudos são importantes por ajudarem a encaixar peças nesse quebra-cabeça. Só que há ainda um longo caminho até desvendarmos o “grande mistério”, e ainda precisamos torná-lo um foco maior de pesquisa.

“Se você olhar para todo o universo da ciência você uma grande área escura, e se olhar mais perto verá alguns pontos bem iluminados aqui e acolá, e em cada um há pesquisadores discutindo entre si, mas eles não olham para fora dessas janelas para imaginar o que possa estar lá”, diz o cientista.

Quaisquer sejam as respostas, afirma Lawrence, elas provavelmente serão descobertas estudando as boas e velhas moscas-das-frutas.

Leia a versão original desta reportagem em inglês no site da BBC Earth.

Dicas para quem deseja se livrar das moscas drosófilas em composteiras

Equipe eCycle Consuma Consciência – Dia-a-dia Como É Que As Moscas Se Reproduzem?

Se você utiliza uma composteira em sua casa, é possível que algumas moscas de fruta estejam te incomodando devido a desregulações do sistema. A Drosophila melanogaster, também conhecida como drosófila, mosca do vinagre, mosca da banana ou mosca das frutas, alimenta-se das leveduras em frutos já caídos. Estas leveduras geralmente são encontradas em materiais em inicio de decomposição. Sendo assim, as moscas das frutas podem aparecer na sua composteira durante o processo de transformação do material orgânico.

Como resolver este problema? Aqui vão algumas dicas para você deter facilmente a drosófila (mas cuidado para confundi-la com abelhas em extinção, como a abelha lambe olhos):

Detectar se a umidade está elevada na sua composteira

A umidade deve ser um processo regulado para evitar problemas na sua composteira. Um teste simples para saber se a umidade está alta é apertar a mistura para verificar se há gotejamento de líquido. Se isso ocorrer, coloque mais material seco (folhas secas ou serragem) e revolva a mistura – o conteúdo deixará de ficar tão úmido.

Perceber se há mau cheiro na sua composteira

Quando isto ocorre, é sinal de que há um desequilíbrio no sistema. O mau cheiro e a fermentação são grandes aliados para a atração das moscas. O odor é causado quando o lixo orgânico úmido (em grandes quantidades) excede a capacidade de absorção do sistema, gerando gás metano. Em outras palavras, ele se dá quando ocorre a fermentação.

  • Entrevista: composteira caseira é higiênica

Usar repelentes naturais e armadilhas

Também pode haver proliferação de drosophila por meio da eclosão dos ovos já depositados nos frutos que estão sendo compostados.

Nesse caso, percebendo presença da mosca das frutas, a dica é utilizar algum repelente natural contra insetos, como chá concentrado de capim limão e óleo de citronela. O chá deve ser borrifado na mistura e o óleo pode ser adicionado nas paredes das caixas pelo lado de fora.

Outra informação importante é que temperaturas acima de 30 °C e baixa umidade, durante algumas horas, provocam mortalidade elevada de ovos.

A armadilha natural para a mosca da fruta também funciona como uma alternativa ao uso de inseticidas. Ela é feita a base de atrativo alimentar para “chamar” as moscas e auxilia no processo de controle das mesmas. Utiliza-se também, para capturar a drosófila, armadilha feita com vinagre de maçã e algumas gotas de sabão dentro de uma tigela.

Por último, é bom lembrar

  • Regular a umidade na composteira evita atração de moscas.
  • Não é indicado compostar frutos com furos, ou sinais de “bichado”, pois estes podem conter ovos e larvas das moscas.

Veja mais sobre o tema em outras matérias do Portal eCycle:

Veja também:

Cadastre-se e receba nosso conteúdo em seu email. Comunicar erro

Você sabia que as moscas-dos-chifres se proliferam no mês de outubro?

Outubro começa as chuvas junto com ela as moscas-de-chifres que acaba aparecendo e incomodando seu animal principalmente o bovino.

Antes de mais nada a mosca-dos-chifres ou Haematobia irritans seu nome científico é uma pequena mosca do gênero Haematobia, de origem europeia essa praga e considerada teoricamente perigosa.

As moscas se reproduzem através do bolo fecal do animal, podem colocar até 2.000 ovos em todo seu período de vida. As etapas morfológicas é o ovo, larva, pupa e a mosca já adulta.

Elas se alimentam principalmente da matéria orgânica do bolo fecal do animal. Por isso o ambiente de criação de bovinos, suínos, ovinos e aves e propício para essas moscas.

Os bovinos possuem um grande de número de glândulas sebáceas sendo o atrativo para as moscas-dos-chifres, mosquitos e outros insetos.

Leia também:  Como Consultar Quanto Vou Receber De Irs?

Como a mosca-dos-chifres pode atrapalhar na criação de bovinos?

Com o inicio das chuvas os bovinos ficam mais suscetível as moscas-dos-chifres por causa do tempo úmido. Os animais ficam estressados, queda na produção de leite e quase não ganha peso.

Por ficarem muito tempo em cima do hospedeiro o animal deixa de se alimentar por ficar tentando livrar da mosca. Da mesma forma outro comportamento do animal que devemos observar, se ele ficar se aglomerando com outros animais em sua volta é um sinal que ele já está estressado. Os bovinos fazem isso justamente para impedir que sua superfície corporal fique exposta por muito tempo.

Mas engane-se que a infestação acontece apenas na época de chuvas. As moscas estão presentes o ano todo, porém na época da seca, os dejetos dos animais onde as moscas se alojam para reproduzirem  acabam secando mais rápido, impedindo que as moscas coloquem seus óvulos nas pastagens.

Quando as chuvas ficam mais intensas e diárias as moscas-dos-chifres também não conseguem se reproduzir devido ao fato que o bolo fecal do animal encharcar e isso faz com que a luz penetre nele atrapalhando o desenvolvimento das larvas.

Então a infestação diminui naturalmente com o tempo, mas mesmo assim ainda as moscas-dos-chifres conseguem atrapalhar os animas, deixando-o irritado.

Tratamento

Para o controle da infestação é recomendado tratamentos que sejam efetivos, por exemplo: no começo de outubro e no final de março. Com a pulverização dos animais, banho de imersão e corredores de aspersão o controle estratégico consegue direcionar tratamentos para épocas de maior abundância da mosca, permitindo dessa forma o planejamento do controle sanitário.

A Kelldrin desenvolveu um produto que vai te auxiliar no controle de moscas de chifres. Alpha Ciper é indicado para bovinos, ovinos, aves e cães. Saiba mais na parte de produtos do nosso site.

f compartilhe

Eu e você sabemos o quanto uma mosca pode incomodar, e não bastasse, também transmitem doenças!

Algumas espécies colocam ovos em feridas abertas, causando o tão conhecido berne, ou seja, larvas de moscas que se desenvolvem nos tecidos humanos ou animais. Conheça algumas das várias espécies existentes e seus hábitos.

  • Algumas servem de agente biológico para combater ervas daninhas, outras ainda reciclam matéria orgânica, tem também as polinizadoras e aquelas que são uma verdadeira praga.
  • Confira abaixo os tipos mais comuns de moscas:
  • Mosca Doméstica

Atraída por cheiros, prefere locais como matéria vegetal úmida e em decomposição. Costuma descansar no período noturno junto  das comidas.

  • Os adultos alcançam até 8 milímetros de comprimento, com tórax cinzento e abdômen amarelado.

Podem contaminar de 2 formas:

  • Pousando com suas patas;
  • Sugando alimento com aparelho bucal.

Mosca Doméstica Menor

Com ela o cuidado deve ser redobrado, pois ela pode causar doenças oculares.

  • Minúscula, mede apenas 2 milímetros na idade adulta;
  • Seu corpo é cinza e negro e seus olhos vermelhos.

Mosca da Fruta

Típica do verão, ela se reproduz onde existe resíduos em fermentação ou próximo aos ralos e utensílios sujos.

  • Extremamente pequena, ela mede 3 milímetros de comprimento;
  • Possui corpo amarelado e olhos vermelhos.
  1. E tem uma especial para o banheiro, isso mesmo a:
  2. Mosca do Banheiro
  3. Costuma se hospedar nos leitos de água residual, como no ralo do banheiro ou esgoto.
  • Seu voo é lento, passa maior parte do tempo pousada.;
  • Possui corpo castanho ou preto e suas asas são cobertas de pelo;
  • Mede apenas 2 milímetros de comprimento.

E temos também a mosquinha do Vinagre

Se reproduz em resíduos fermentados, suas lavas se alimentam de bactérias e leveduras.

  • Seu corpo é amarelo brilhante e seus olhos são vermelhos;
  • Medindo 3 milímetros, vive no máximo 2 semanas.

A famosa Mosca Varejeira

É atraída por bichos mortos e materiais em decomposição. Se desenvolvendo próximas de cadáveres e roedores.

  • Mede 11 milímetros de comprimento e seu corpo chama atenção por ser azul metálico.

ALERTA

Uma das espécies mais perigosas tanto para o homem quanto para os animais. Ela hospeda seus ovos na pele dessas espécies, causando sérias infecções que podem até levar à morte.

Mutuca

  • Também conhecida como Butuca;
  • Espécie que chega a medir 25 milímetros de largura;
  • Possui cor marrom escura;
  • Seus olhos são grandes, contíguos nos machos e separados nas fêmeas, com cores  cores  verde ou negra.

Costumam ser ativas durante o dia e atacam o gado de forma implacável, podendo causar perda de peso.

É um dos insetos que costuma ser a dor de cabeça no setor agropecuário. Ela possui um par de patas como se fossem serras que sugam o sangue.

Com uma picada extramente dolorosa, ela é uma das transmissoras da doença do sono.

Mosca de Enxame

Esta espécie voa devagar e agrupada em forma de “cacho”. São atraídas pelo calor e geralmente hibernam no inverno.

  • Possuem 10 milímetros de comprimento;
  • Com asas em cinza escuro e áreas verde-oliva e marrom.

Mosca dos Estábulos

Espécie que causa problemas nas fazendas de gado, o estresse com as moscas pode fazer com que a produção leiteira caia à metade.

A mosca dos estábulos é um animal hematófago, ou seja, que se alimenta do sangue dos animais. Origina feridas, doenças e pode levar ao óbito.

  • Chega a medir até 7mm de comprimento;
  • Possui coloração acinzentada e 4 faixas escuras no tórax;
  • De olhos castanhos, tem o corpo coberto de pelos longos.

Ciclo de Desenvolvimento

O ciclo de desenvolvimento das moscas passa por 4 fases:

  • Ovo;
  • Larva;
  • Pupa;
  • Adulto.

O inseto deposita cerca de 2.000 ovos durante a sua vida, que dura cerca de 30 dias.

Após a ovulação, os ovos são depositados. Eles possuem cor branca e cerca de 1,2 mm de comprimento.

Após 1 dia, as larvas saem dos ovos.

Agora que você já sabe um pouco sobre as espécies de moscas, o lugar onde habitam e as doenças que podem causar, fique atento. Se caso for preciso faça uma dedetização para que não haja proliferação e nem transmissão de doenças.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*