Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

Muitas espécies de aranha constroem teias. Os fios dessas teias, constituídos de seda, são produzidos em glândulas especiais, localizadas no abdômen da aranha.

  • A seda é expelida em estado líquido através de fúsulas existentes na parte posterior do abdômen.
  • Ao sair, a seda solidifica-se em contato com o ar, formando um fio, e a aranha constroi sua teia.
  • A teia tem propriedades que ajudam a aranha a filtrar o som e assim controlar a temperatura dela.

Mantendo as devidas proporções de diâmetro, teias são cinco vezes mais fortes do que aço, e além disso, podem ser esticadas até quatro vezes o seu comprimento sem se partir. É por isso que uma teia relativamente fina é capaz de parar um besouro voando em alta velocidade e até um morcego.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

Teia de aranha fotografada no jardim do Instituto Moreira Sales, na Gávea – Rio de Janeiro. Era enorme, ligando uma árvore à outra.

As teias são usadas como armadilha para capturar os pequenos animais, na maioria insetos, de que se alimentam essas aranhas, que os matam com as quelíceras.

Cada espécie de aranha tem um padrão de teia típico, pelo qual se pode, muitas vezes, classificá-la.

Já outras envolvem os ovos com fios de seda, numa espécie de saco ou bolsa de ovos, que em geral a fêmea carrega consigo. Como a aranha lobo faz.

  1. Não constroem teias e, ao invés de esperar a presa na armadilha, apanham-na de surpresa, aos pulos, como as temidas caranguejeiras.
  2. A teia circular é a forma mais familiar da arquitetura aracnídea.
  3. Uma teia em formato de espiral vertical, com raios interligados, é igualmente eficiente para atrair pequenas moscas ingeridas pelas aranhas de jardim ou grandes grilos comidos pela aranha dourada da Austrália.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

Se um pássaro esbarrar numa teia de aranha nada lhe acontecerá, mas a aranha terá que tecê-la de novo, provavelmente de estômago vazio. Claro que isso depende do tamanho do pássaro, do tamanho da teia e do tamanho da aranha. Há casos em que pequenos pássaros fe até morcegos viram o jantar de algumas espécies de aranha, como a Néphila por exemplo.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

Árvore coberta de teias de aranha , na Inglaterra.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

  • Chuva de aranhas em Minas Gerais.
  • Na verdade elas estão em uma enorme teia e dá a impressão de estarem voando.
  • Mas há casos em que as aranhas usam as teias para se movimentarem literalmente voando, como a Aranha Balão, por exemplo.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias? Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

  1. Praia coberta de teias de aranha, na Grecia.
  2. Duvido que alguém tenha tido qualquer doença transmitida por mosquitos neste local 🙂
  3. Quase todas as espécies de aranhas fazem teias e podem usá-la para várias funções.

Nem todas as espécies tecem teias e muitas não usam a seda para a caça. Da mesma forma que os materiais de construção, a seda das aranhas tem um grande número de aplicações.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

Essa teia estava na capela do Parque da cidade – Rio de Janeiro.

Uma utilidade bem comum da seda é o cabo de segurança. Conforme as aranhas se movem de um lugar para outro, elas deixam um fio fino e seco atrás delas. Assim como um alpinista, a aranha usa esse fio como um cabo de segurança. Se ela ficar em perigo, pode rapidamente voltar pelo fio de teia.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

  • Algumas grandes aranhas tropicais deixam as cascas dos insetos penduradas em suas teias como aviso para os pássaros não esbarrarem nelas.
  • Pensava-se que a faixa em ziguezague de seda grossa tecida nas teias de algumas aranhas tivesse esse mesmo objetivo.
  • Mas ela também serve para atrair insetos ao refletir luz ultravioleta, como as pétalas das flores.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

Teia fotografada no Lago das Fadas, Floresta da Tijuca, Rio de Janeiro.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

  1. E esta é a dona da teia, escondidinha numa folha ao lado.
  2. Algumas espécies não cuidam do casulo enquanto as jovens aranhas se desenvolvem e outras, como a aranhas-teia-de-viveiro, carregam consigo o casulo.
  3. Há inúmeras variações de teias de aranha circulares, que é apenas um dos muitos tradicionais estilos de teia.

Outro uso comum da seda é a construção do berçário. Em algumas espécies, a fêmea tece um grosso casulo protetor para o desenvolvimento dos ovos e algumas vezes dos filhotes, após o nascimento.

É através da fiandeira que a grande maioria das aranhas produz teia.

Existem 7 tipos de glãndulas fiandeiras que produzem diversos tipos de fio de seda. Cada aranha tem um tipo apenas.

  • Cada tipo de teia tem uma finalidade diferente:
  • – fios para encapsulamento da presa (glândulas aciniformes);
  • – fios para formar a “moldura”, raios e espirais da teia (glândulas ampoladas);
  • – fios para formar os casulos (glândulas tubuliformes), etc.

A aranha de teia em plataforma modela uma mesa de jantar horizontal, sobre a qual constrói um fino labirinto de fios. Insetos voadores capturados no labirinto acabam caindo exaustos na mesa, onde a aranha faminta está à espera.

A aranha lança-rede pendura-se num fio, prendendo com suas quatro patas dianteiras uma espécie de cama de gato de seda. A rede que ela prende é retangular e esticada sobre um tablado de cordas de seda.

Quando a aranha corta a rede, os fios retraem-se para cerca de um décimo de seu comprimento quando esticados, produzindo uma teia extremamente elástica. A aranha, então, espera que um inseto passe por ela.

  1. Seus dois enormes olhos permitem que ela mire com cuidado, jogue a rede, puxe a presa e comece a sugá-la.
  2. Teia de aranha encontrada no lago Tawakoni.
  3. Apesar de assustadora como uma obra de pesadelo, a teia de aranha gigante é uma maquina de pegar mosquitos.
  4. Árvore coberta de teias de aranha em Botucatu.
  5. O uso mais comum da seda, claro, é a construção de teias.
  6. A estrutura das teias varia muito de uma espécie para outra.
  7. Algumas aranhas constroem teias totalmente desorganizadas, outras fazem longos caminhos de seda e há ainda espécies que trabalham como uma colônia para formar uma grande quantidade de camadas de fios em torno da vegetação.
  8. As duas ffotos acima foram fotografadas na Mata Atlântica em São Sebastião do Passé (Bahia).
  9. Algumas delas, como a aranha lançadora de teia, fazem uma pequena teia entre as pernas e rapidamente enrolam qualquer inseto que fique preso nela.
  10. O fio da teia de aranha é composto por proteínas modulares, formadas por combinações de, basicamente, três aminoácidos: glicina, prolina e alanina.
  11. A diferença entre as combinações destes elementos, é que dá a característica de cada teia.
  12. A teia de aranha vem sendo estudada há tempos, na espernça de se reproduzir em laboratório um material relativamente tão forte quanto leve, além de biodegradável.
  13. Mais resistente do que o polímero de kevlar, uma teia artificial poderia ser usada por exemplo, para a criação de fios para suturas cujos pontos não precisam ser retirados.

As duas fotos acima,foram fotografadas na escadaria que sobe para a Coit Tower, em San Francisco, california. Na primeira, eu destaquei a aranha, que fica meio camuflada.

  • O fio da teia de aranha é composto por proteínas modulares, formadas por combinações de, basicamente, três aminoácidos: glicina, prolina e alanina.
  • A diferença entre as combinações destes elementos, é que dá a característica de cada teia.

A seda da aranha é constituída principalmente de uma proteína que tem massa molecular de 30.000, enquanto dentro da glândula. Fora da glândula, ela se polimeriza para dar origem à fibroína, que tem massa molecular em torno de 300.000.

  1. Várias árvores foram cobertas por teia de aranha em Ribeirão Preto, como dá pra ver nas fotos acima.
  2. Sorocaba não ficou fora da festa, e teve seu véu branco na grama de uma praça e do jardim botânico também.
  3. Teia fotografada em São Francisco – California
  4. Teias fotografadas em Machu-Pichu, Peru.

Para saber mais:

Teias de Aranha – De que são feitas, utilidades e por que são grudentas?

Apesar de associar aranha com teia, não são todas as espécies que as produzem. Antes de mais nada, teias de aranha são produzidas na forma líquida pelo abdômen desses aracnídeos. Se tornando sólida ao entrar em contato com o ar.

A seda, aliás, é cinco vezes mais forte que aço. E, sua principal função é propiciar a caça, já que podem prender insetos, para a aranha.

Além disso, as aranhas controlam sua temperatura pelas teias. E utilizam dos seus recursos para que os sons emitidos sejam filtrados mais facilmente.

Cada espécie de aranha segue um tipo de forma para suas teias, mesmo a circular sendo a mais conhecida. Algumas espécies enrolam seus ovos nas teias para ficar mais fácil na hora de se locomoverem.

As teias de aranha também são usadas como meios de locomoção das aranhas. E, sobretudo, servem como alerta para que pássaros não as destruam por acaso. Nesse último caso, as aranhas costumam deixar cascas de insetos para que os pássaros possam enxergar as teias com maior facilidade.

Leia também:  Como Saber Qual É O Meu Nib?

Composição das teias de aranha

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?Ciclo diferente

Composto por proteínas modulares, as teias de aranhas são produzidas a partir de três tipos de aminoácidos. São eles a glicina, a prolina e a alanina.

Devido às suas propriedades biodegradáveis, leves, porém poderosas; a teia de aranha já vem sendo estudada durante muito tempo. Onde existe a esperança de que cientistas consigam produzir um material semelhante para que possa ser utilizado para fins comerciais.

Além de sua extrema resistência, sua elasticidade é surpreendente. As teias possuem o dobro da elasticidade do náilon; e podem ser esticadas em um comprimento de até quatro vezes o seu tamanho original. Outro detalhe interessante se dá pelo fato de a espessura da teia equivaler a um décimo de um fio de cabelo.

Detalhes sobre a seda

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?Ciclo vivo

Já vem sendo estudado e discutido sobre as propriedades curiosas e interessantes que a seda possui para que as teias sejam criadas. Um deles é sobre o grande poder de cola que essas teias produzem. Como já foi dito, cada espécie de aranha produz teias de tipos diferentes. E os poderes atuantes de cola também são diferentes.

Isso, porque, variando de acordo com o local onde a aranha vive, a cola vai ser “ativada” e utilizada da forma correta. Por exemplo, para as aranhas que vivem em lugares mais frios, a cola vai ter maior efeito quando o clima estiver mais gélido. Em lugares tropicais, as teias vão ser mais úteis em dias quentes e secos. Ou seja, as teias são produzidas de acordo com o habitat dos aracnídeos.

Estudos com máquinas de sequenciamento de DNA são utilizadas para que as propriedades das teias de aranha deixem de ser tão misteriosas. E depois de um longo tempo de tecnologia limitada e complicada, estudiosos conseguiram sequenciar o DNA da cola de uma teia.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?Tricurioso

Agora, foi dado mais um passo para que sejam produzidas colas sintéticas para comercialização, por exemplo. Lembrando que as teias sólidas, feitas do modo das aranhas, ainda é um difícil passo para os cientistas. A pasta da seda, por outro lado, foi devidamente sequenciada geneticamente.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?Tech em português

Depois de ler um pouco mais sobre as teias de aranha, deve ter surgido mais algumas dúvidas a respeito, certo? Confira, em seguida, algumas curiosidades a respeito:

  • A seda é produzida no abdômen no estado líquido, e serve para que as aranhas se refugiem ou capturem insetos.
  • Elas se transformam em sedas sólidas após entrar em contato com o ar. Elas saem por estruturas que se chamam fúsulas.
  • Como dito, a teia já vem sendo estudada pelos cientistas como matéria-prima. Para fins de suturas biodegradáveis, redes para pesca e até mesmo coletes à prova de balas.
  • Um fio de teia produzido possui um grande e energético potencial. Maior até que o da bomba atômica usada anos atrás no Japão.
  • Já se sabe que nem todas as espécies produzem teias. A verdade, aliás, é apenas 2% das espécies de aranhas são capazes de criar algo assim. Talvez essa contagem seja bem menor do que você esperava, certo?

Mais curiosidades

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?Free Images

  • Você soube, ao ler a matéria, que a teia possui uma espessura bem menor que um fio de cabelo. Afinal, já foi detectado um fio de teia de apenas 0,000002 milímetros.
  • O gênero Nephila possui o título de fibra natural mais forte conhecida.
  • As teias possuem várias funções: Transporte, proteção, construção, entre outros. As espécies que as produzem tem capacidade de produzir cerca de 3 a 7 tipos de seda.
  • A teia possui compostos que a conservam, como por exemplo: a pirolidina, o fosfato de potássio e o nitrato de potássio. O que faz com que elas não sejam decompostas por bactérias e fungos.
  • Aranhas comem as próprias teias, para que possam produzir mais, reaproveitando e reciclando a proteína existente.

E então? Gostou da matéria? Confira também: Picadas de insetos que você precisa aprender a diferenciar com urgência

Fontes: Guia dos curiosos, Revista Galileu, Abril Super, Ninha

Imagens: Ciclo diferente, Ciclo vivo, Tricurioso, Tech em português, Free images

Escorpião

Cada fio de seda é tecido de forma que o ordenadamento dos cristais de aminoácidos conferem a resistência física característica e o emaranhamento, a grande elasticidade.

A combinação de resistência e elasticidade torna o fio de seda um biomaterial muito eficiente para interceptação de presas que se move. Quando uma potencial presa em pleno vôo vai de encontro a parede de teia, essa não se arrebenta, absorvendo a energia cinética do impacto.

A presa por sua vez não cai da teia após o impacto por que parte dos fios possuem material adesivo. 

De fato, a aranha produz vários tipos de fios em função do tipo de glândula sericígena. Veja aqui uma ilustração.

Glândula aciniforme: produz fios para empacotar a presa garantindo a sua completa imobilização. Também é utilizada para decorar teias adicionando pigmentos que refletem a radiação ultravioleta e e para os machos produzirem  os sacos espermáticos. Como os machos não possuem órgão copulador, o esperma é colocado dentro desse estojo de seda que é recolhido pela fêmea.

 Glândula cilíndrica (ou tubuliforme): seda usada na confeccionar os casulos em que os ovos são depositados. Este tipo de seda só é produzido durante a época reprodutiva das aranhas. Sua composição equacionou a necessidade de resistência (para proteger os ovos durante a incubação) e de fragilidade para que a prole possa eclodir.

 Glândula ampolada principal: produz o fio de segurança (ou fio guia). Está entre as fibras mais resistentes e rígidas. É utilizada durante a fuga de um predador e para fazer a moldura das teias. 

 Glândula piriforme: produz os discos de adesão utilizados para fixar os fios de segurança ao substrato. É fundamental para as aranhas construtoras de teia.

Glândula flageliforme: produz o fio mais elástico: ela pode se esticar muito em relação ao comprimento original. São os fios utilizados para fazer parte da espiral de captura. Além de elástica, é adesiva.

Glândula ampolada secundária: Sintetiza os fios que compõem os raios e a espiral auxiliar (espiras secas).

 Glândula agregata: não produz seda, apenas a cola adesiva que compõe as espiras adesivas. Essa substância pegajosa é constituída de glicoproteínas.

Essas glândulas sericígenas possuem válvulas que controlam não só a espessura do fio assim como a velocidade de ejeção. 

As teias de capturas mais conhecidas (e estudadas) são as teias orbiculares. Veja abaixo o exemplo de uma teia típica. Abaixo uma clássica teia de aranha com a nomenclatura dos fios arquitetônicos.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias? Clique aqui (aruivo ZIP) ou veja um vídeo da aranha Nephylengis argentata construindo uma teia.
  • A função dos fios da teia
  • A teia desempenha pelo menos três funções na captura de presas; a função de interceptar o caminho de uma presa; a de absorver a energia cinética da presa em movimento sem causar danos físicos e de retenção, ou prender a presa com os fios adesivos dando tempo para que a aranha consiga chegar ao local.
  • Morfologia e localização das teias

Vamos imaginar duas teias com a mesma massa. Uma possui uma área maior, portanto com uma área de  interceptação mais efetiva.  Para isso, os fios ficam mais distantes uns dos outros, diminuindo a capacidade de adesão e de retenção. Nesse caso, aumenta-se a probabilidade de um inseto ser preso, mas aumenta a probabilidade de sua fuga. Uma outra teia, com a mesma massa porém de área menor possui fios mais próximos entre si, tem a vantagem de diminuir as chances de fuga. Para cada tipo de presa, haverá uma estratégia de captura que aumenta as chances de captura de presa.

Você sabia que a aranha recicla a teia? É isso mesmo: ela destrói partes danificadas da teia, alimenta-se dela e faz os reparos. Em outras palavras, a aranha utiliza uma fonte  de matéria prima renovável!

E como as aranhas sabem que uma presa está presa na teia?

  Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?   

Essas aranhas que capturam presas usando teias, não possuem visão aguçada como as aranhas  armadeiras. Então, como as aranhas sabem quando uma presa “caiu” na teia? Os fios de seda tem as suas extremidades presas em dois pontos e apresentam uma certa tensão mecânica.

Quando uma presa cai na teia e fica presa nos fios adesivos e fica debatendo e tentando escapar, os fios vibram propagando ondas mecânicas até chegar na aranha que está sempre de prontidão.

Nas extremidades das patas há pelos sensoriais extremamente sensíveis a vibrações mecânicas, apor meio dos quais, a aranha detecta a direção e o sentido da fonte das vibrações.

Biotecnologia da seda

Você sabia que a seda é cinco vezes mais resistente do que o aço?? E que a sua elasticidade é tão grande que pode ser esticada até 30% do comprimento original, sem se romper? A ciência conseguiu, só muito recentemente, produzir um material sintético semelhante, o kevlar. Com essas propriedades uma das aplicações sonhadas pelas indústrias é a confecção de coletes protetores, à prova de bala.

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

Extraído de: http://www.xs4all.nl/~ednieuw/Spiders/InfoNed/webthread.html

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias? Para saber mais RUPPERT, EE; FOX,RS;  BARNES, RD. Zoologia de Invertebrados. 7a edição. Editora Roca. 1168pp. 2005. GONZAGA, M.O., SANTOS, A.J., JAPYASSÚ, H.F. 2007. Ecologia e comportamento de aranhas. Editora interciência, Rio de Janeiro. FOELIX, R. F. 1996. Biology of Spiders. Oxford University. 2nd edition Movies and animation on web building in Araneus diadematus. por Samuel Zschokke Web and Silk. Biologia geral sobre aranhas. Matjaž Kuntner's website. Site sobre aracnologia, biologia evolutiva e muitas fotos sobre aranhas.

Como as aranhas produzem as suas teias?

As aranhas são animais com oito patas conhecidas por tecer teias de seda, usadas para apanhar insetos. Elas vivem em todas as partes do mundo, menos na Antártica. Pertencem ao grupo dos aracnídeos, assim como os escorpiões, os carrapatos e os ácaros. Há cerca de 38 mil espécies, ou tipos, de aranha.Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

Você sabe como esse bichinho constrói sua teia? Na parte de trás do abdome da aranha existem glândulas chamadas sericígenas, que secretam um tipo de proteína. Dentro da glândula a teia está líquida, mas quando entra em contato com o ar torna-se sólida, como um fino fio de seda com o qual será construído a teia.

Sua estrutura e formato vai depender da finalidade. Para construir a teia, uma aranha leva entre 20 e 30 minutos. A durabilidade de cada uma varia de horas até mais de uma semana.

Existem quatro tipos principais de teia: teias de captura, teias de refúgio, teias de cópula e teias de muda. Existem 4.

000 espécies de aracnídeos conhecidos no mundo e todos eles produzem pelo menos um dos quatro tipos de teia.

As teias de captura são as que vemos com mais facilidade, porque a aranha a tece em locais abertos, onde os insetos passam. Ela lança um fio principal e, a partir dele, organiza uma espécie de rede. Parte dela é coberta com uma substância viscosa na qual as vítimas ficam coladas.

As teias de refúgio são a casa das aranhas, formadas por um grande emaranhado de fios, muitas vezes parecendo tubos.

As teias de cópula formam uma espécie de copinho nos quais o macho deposita o esperma para depois colocá-lo na fêmea.

Algumas espécies de aranha trocam seu esqueleto (que é externo, como o das baratas) penduradas em fios. São as chamadas teias de muda.

Os fios de seda podem também ter outra finalidade: as aranhas papa-moscas, comuns dentro das casas, usam as teias para não cair. Ao se locomoverem, elas pulam de um lugar para o outro.

A cada pulo, criam mais um fio que garante sua segurança.

Já as aranhas conhecidas como Deinopis fabricam uma rede, ficam segurando até que apareça uma presa e jogam-na, como uma armadilha, para aprisionar a vítima.

Fonte: www.pragaseeventos.com.br/saude-ambiental/aranhas-como-e-feita-e-quantos-tipos-de-teia-existem/

Como as aranhas produzem os fios com que constroem suas teias ?

Como É Que As Aranhas Fazem As Suas Teias?

A aranha constrói a teia com a fiandeira, uma parte do seu corpo que fica no fim do abdômen, onde há um monte de tubinhos dos quais sai uma substância líquida. Ao entrar em contato com o ar, essa substância endurece e se transforma em fio de seda.

Como a aranha constrói sua teia?

Quantos tipos de teia existem?

Na parte de trás do abdome da aranha existem glândulas chamadas sericígenas, que secretam um tipo de proteína. “Dentro da glândula ela está líquida mas assim que entra em contato com o ar torna-se um fino fio de seda com o qual será construído a teia”, explica o biólogo Hilton Japyassu, do Instituto Butantan, em São Paulo.

Sua estrutura e formato vai depender da finalidade. Existem quatro tipos principais. As teias de captura são as que vemos com mais facilidade porque a aranha a tece em locais abertos, onde os insetos passam. Ela lança um fio principal e, a partir dele, organiza uma espécie de rede (veja infográfico abaixo).

Parte dela é coberta com uma substância viscosa na qual as vítimas ficam coladas. As teias de refúgio são a casa das aranhas, formadas por um grande emaranhado de fios, muitas vezes parecendo tubos. As teias de cópula formam uma espécie de copinho nos quais o macho deposita o esperma para depois colocá-lo na fêmea.

Algumas espécies de aranha trocam seu esqueleto (que é externo, como o das baratas) penduradas em fios. São as chamadas teias de muda.

Para construir a teia, uma aranha leva entre 20 e 30 minutos. A durabilidade de cada uma varia de horas até mais de uma semana. Existem 4 000 espécies de aracnídeos conhecidos no mundo e todos eles produzem pelo menos um dos quatro tipos.

Os fios de seda podem também ter outra finalidade: as aranhas papa-moscas, comuns dentro das casas, o usam para não cair. Ao se locomoverem, elas pulam de um lugar para o outro. A cada pulo, criam mais um fio que garante sua segurança.

Já as aranhas conhecidas como dinopis fabricam uma rede, ficam segurando até que apareça uma presa e jogam-na, como uma armadilha, para aprisionar a vítima.

Linha de montagemSete etapas da produção de uma rede para pegar insetos

1 e 2 A aranha lança um fio de um ponto a outro. 3 e 4 À partir dele passa a fazer uma estrutura de suporte. 5 Do centro, tece uma espiral para servir de base. 6 Depois, caminha para a parte externa e 7 constrói finalmente a teia. Essa foi a resposta completa

Qual foi a contribuição dos experimentos realizados por thonson na elaboração de sua teoria atómica
Me ajuda por favo

Os tentáculos são as estruturas corporais onde estão concentradas as células urticantes chamada de cnidoblastos que em contato com a presa, dispara o

filamento contendo a toxina que penetra na presa, esse filamento corresponde a:

b) no solsticio de dezembro, quando começa o verão no hemisfério sul, a Energia solarque incide sobre esse hemisferio é__________do que a que incide s

obre o hemisfério norte c) No solsticio de junho, quando começa o inverno no hemisferio sul, a energia solarque incide sobre esse hemisferio é____________do que a que incide sobre o hemisferio norte.​

1)Considere as duas situações a seguir:|.Uma residência,no ano de 1810,antes da revolução industrial,localizada diante de um pequeno rio,o qual recebe

diretamente esgoto doméstico sem tratamento.||.

Uma residência,no ano 2000,localizada diante de um pequeno rio,o qual recebe água tratada de uma estação de tratamento de esgoto.

Aponte as principais diferenças observadas entre as duas situações,relacionando-as com o uso da tecnologia e considerando as consequências resultantes de cada uma para a saúde e o ambiente?​

1-O que é átomo? *
2-como o átomo forma a materia?*

6) Os metais são bons condutores de calor e de eletricidade. Entre os elementos abaixo é exemplo de metal o: *
1 ponto
a) carbono
b) iodo
c) hidrogêni

o
d) cálcio

5) A ligação metálica ocorre entre: *
1 ponto
a) metal + ametal
b) metal + metal
c) ametal + ametal

 Para que ocorra o processo de combustão é necessário o: *a) comburenteb) comburente e combustível c) água e combustível d) combustível​

*****URGENTEE***(CENTRO UNIVERSITÁRIO CESUMAR) Os organismos que vivem em um determinado local apresentam tolerâncias semelhantes aos fatores físicos

do ambiente e também interagem uns com os outros em uma forma sistemática de relações alimentares, o que constitui uma teia alimentar.

Nas teias alimentares, o que acontece com a energia? *
Imagem sem legenda
Aumenta no primeiro e no segundo níveis tróficos e diminui nos demais.
Mantém-se constante enquanto a biomassa aumenta em quantidade
É perdida a cada nível trófico por causa do trabalho executado pelos organismos
Aumenta a cada nível trófico, pois acumula-se na biomassa dos consumidores.

Mantém-se constante em cada nível trófico, pois todos necessitam de quantidades no

o que acontece quando quebra um testículo ?​

Do que são feitas as teias e por que as aranhas não ficam presas nelas?

As teias de aranha são feitas a partir de fios compostos basicamente de proteína e têm muitas finalidades, como ajudar na locomoção, funcionar como armadilhas para as presas ou abrigos para a proteção dos ovos.

A matéria-prima desse engenhoso emaranhado é produzida na forma líquida por glândulas localizadas no abdome desses aracnídeos e, ao entrar em contato com o ar, solidifica-se e toma a forma de fios.

Cada espécie, por sua vez, faz tramas diferentes umas das outras e com características específicas para o contexto em que vivem.

“Se a gente tivesse um fio de seda da mesma espessura que um cabo de aço, o primeiro teria maior resistência e, além disso, teria mais elasticidade”, afirma o professor Adalberto Santos, do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

No Brasil, um grupo de cientistas da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia já conseguiu criar em laboratório o fio elaborado pelas glândulas fiandeiras das aranhas.

O desafio, no entanto, ainda é saber como fazer isso em larga escala.

Entre as possíveis aplicações para o material está a produção de coletes à prova de balas mais resistentes e mais leves do que os existentes hoje no mercado — feitos de kevlar, uma fibra sintética.

“As aranhas podem produzir diferentes tipos de seda: mais resistentes, mais elásticos ou mais adesivos.

Em algumas espécies, o mesmo indivíduo pode produzir sete tipos diferentes de fios, usados para finalidades distintas, ou seja, para embrulhar os ovos, o fio é diferente do que ele usa para construir a teia, que, por sua vez, é diferente do que ele usa para se locomover”, diz o professor da UFMG, que pesquisa aracnídeos.

Aranha desce pela teia a espera de uma presa

Imagem: Ralf Hirschberger/EFE

Como são mais de 3.000 espécies de aranha no mundo, as teias podem assumir muitos tamanhos e formatos.

Exemplo disso são as construídas por aranhas da família Tetragnathidae, que envolveram uma floresta às margens de um riacho no Vale de Soreque, região próxima de Jerusalém, em Israel.

Ou então as gigantes da espécie Nephila komaci, capazes de construir teias de um metro de diâmetro na África do Sul e em Madagascar.

Em 2010, pesquisadores identificaram outra espécie gigante em Madagascar, a Caerostris darwini, que produz teias de 25 metros de largura. Essas fêmeas usam as correntes de ar para levar o fio de seda de uma margem a outra do rio, formando algo como “pontes”. No centro, ficam emaranhados esféricos que podem chegar a três metros de diâmetro.

Sejam elas grandes ou pequenas, por que será que as aranhas não ficam presas nas suas próprias teias? O professor Santos responde que, em alguns casos, isso pode acontecer (se ela for empurrada por um vento forte, por exemplo), mas não é comum por uma série de motivos: primeiro, nem todas as aranhas produzem seda adesiva; segundo, porque elas evitam circular nas teias com essa característica e, em terceiro lugar, porque elas adotam artifícios específicos para lidar com a ‘cola’ que produzem.

“As aranhas têm garrinhas nas pernas que fazem com elas consigam se segurar no fio de seda com o mínimo de contato e sem grudar. Algumas pesquisas apontam que elas enfiam as perninhas na boca e, provavelmente, molham com alguma secreção que também ajuda a impedir que elas grudem na teia”, diz o pesquisador.

Se as manobras para a construção de uma teia parecem muito sofisticadas, há ainda as aranhas que investem em “roubar” as teias e as presas de outros grupos. Elas são chamadas de “aranhas-pirata” e sua estratégia se baseia em invadir a teia alheia e comer o arquiteto.

Ficou curioso? O professor da UFMG diz que, de modo geral, não há perigo em admirar a arquitetura das teias desses artrópodes. “A seda é absolutamente inofensiva, não tem nenhum perigo você tocar. Na verdade, as aranhas, em sua imensa maioria, são inofensivas. Então, se você parar e observar uma teia de aranha, pode ver um monte de coisas legais acontecendo”, diz.

  • Teias de aranhas gigantes envolvem floresta em Jerusalém

Como as teias de aranha são feitas?

Algumas espécies de aranhas criam teias pegajosas para que as vítimas não se desprendam facilmente. Neste artigo, falaremos como são feitas.

As aranhas são famosas por várias peculiaridades, entre elas o fato de terem suas próprias teias, que servem de refúgio e como ferramenta de caça. Então, você gostaria de saber como são feitas as teias de aranha? Então continue lendo este artigo.

Como as teias de aranha são feitas: técnicas

Embora as conheçamos por seus bonitos desenhos, as teias cumprem uma missão especial: prender as presas. Por isso, elas precisam ser tão resistentes.

Sua teia é uma armadilha mortal, da qual a maioria dos insetos não consegue sair. Assim que a aranha sente uma vibração na teia, sai de seu esconderijo e ataca suas vítimas.

Agora, como são feitas as teias de aranha? Primeiramente, devemos saber que construí-las requer grande esforço para as aranhas.

Embora seus corpos estejam preparados para isso – possuem glândulas específicas na parte posterior do abdômen – é certo que quando finalizam sua “obra de arte” precisam de várias horas para repor as energias.

O processo de fabricação da teia de aranha começa com a síntese de proteínas de uma seda líquida, que se solidifica ao entrar em contato com o ar. Segundo as necessidades e o ambiente onde vivem, as aranhas podem escolher a espessura ou o tipo de seda com a qual construirão suas teias.

Tudo depende de que presa querem capturar, como é o clima na região, qual o tamanho da aranha, etc. Algumas espécies de aracnídeos criam teias pegajosas para que as vítimas não se desprendam facilmente. Por outro lado, há espécies que constroem suas redes lisas para que os insetos acabem presos por conta de sua própria anatomia.

Onde montar a teia

Quando as aranhas tecem suas teias entre duas árvores, um de seus locais favoritos, deixam-se levar pelo vento. À medida que o fio de seda sai de seus corpos, elas se movem com o sopro do ar, aproveitando para armar o desenho.

Primeiro, marcam um local, que utilizam como ponto de referência. A partir daí, continuam expandindo sua rede com o objetivo de marcar seu território e de aproveitar ao máximo o lugar à sua disposição.

Em suma, as aranhas partem de uma base e vão adicionando fios à teia. Por isso, o resultado dessa engenharia é tão resistente.

O padrão inicial é conhecido como “radical” e deve ser bem elaborado para apoiar toda a rede. As linhas restantes que ficam ao redor são conhecidas como “orbe”.

Enquanto estão trabalhando, ou ao terminar seu trabalho, as aranhas utilizam as teias para se pendurar de cabeça para baixo e descansar. Inclusive, utilizam a mesma técnica para se mover de um lado para o outro. 

Por outro lado, é bom destacar que muitos aracnídeos possuem problemas de visão. Sendo assim, tecem mediante o contato da seda com suas patas.

Teias: resistentes e elásticas

Sem dúvida, a criação da teia da aranha é um dos espetáculos mais charmosos e interessantes da natureza. O fio fabricado pelas aranhas é mais resistente que um cabo de aço de mesma grossura, e cinco vezes mais elástico (em comparação). Nem nós humanos conseguimos criar um material com tais características.

Existem diferentes tipos de teias de aranha. Algumas são como um emaranhado, outras possuem forma de funil e há também o tipo rede, que é o mais famoso. De toda forma, todas são utilizadas para prender vítimas, que não têm como escapar.

Os aracnídeos não seguem uma forma ou desenho particular, apenas realizam suas redes com base em suas necessidades. Além disso, têm a capacidade de reforçar ou melhorar seu tecido no caso do desenho criado não conseguir segurar alguma vítima. Há casos em que precisam fazer linhas mais justas ou mais resistentes para o peso da presa, por exemplo.

Portanto, a tarefa da aranha não termina quando ela finaliza seu trabalho. Além disso, provavelmente precisarão fabricar uma teia nova após o banquete, caso a presa tenha se mexido muito ou se os ventos estiverem fortes.

Finalmente, cabe destacar a viúva negra, uma das aranhas mais temidas do mundo e uma infalível caçadora devido às teias que fabrica. Ela cria uma cortina de fios colados, verticais e muito pegajosos. Não há muitos insetos que conseguem escapar dela. Somando-se à teia, após os insetos ficarem presos, a aranha os ataca para engoli-los.

Outro caso digno de mencionar é o da aranha gladiadora. Sua teia é transportada entre suas patas até o momento em que localiza sua presa. Nesse momento, ela lança a rede, no melhor estilo de guerreiro romano.

Pode interessar a você…

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*