Como E Onde Adotar Um Cao?

Como E Onde Adotar Um Cao?

Adoção de cachorro: tudo o que você precisa saber antes de levar o seu novo amigo para casa!

Não dá para negar: adotar cachorro é um verdadeiro ato de amor. Afinal, acolher um cãozinho abandonado pode mudar tanto a vida dele, que ganhará uma família, quanto a sua, que terá um amigo para todas as horas. Ainda assim, é preciso ter em mente que adotar requer uma série de responsabilidades e você precisa estar preparado para todas elas. Por isso, antes de tomar a decisão final, é sempre bom se planejar. Para te ajudar nesse momento, nós separamos um guia completo com tudo que você precisa saber na hora de adotar um cachorro filhote ou adulto. Dá uma olhada!

Quero adotar um cachorro! Como faço isso?

Se você está pensando em aumentar a família e abrir espaço para um amigo de quatro patas, é comum ter dúvidas sobre onde adotar um cachorro, seja ele filhote ou adulto. A boa notícia é que existem muitas maneiras de encontrar o seu grande amor peludo: anúncios em redes sociais, abrigos e protetores independentes, ongs e feirinhas de adoção.

Nesses casos, você pode visitar os locais e, pessoalmente, escolher o cãozinho que faça o seu coração bater mais forte. Mas lembre-se: você pode encontrar cachorros de diferentes idades e cada um tem uma personalidade e história única.

Por isso, antes de tomar a decisão final, é fundamental entender as necessidades e os cuidados que ele precisa, já que alguns podem precisar de mais dedicação e amor do novo tutor.

Antes de adotar cachorro, é preciso pensar nos custos que o seu amigo pode demandar

Ter um cachorro em casa é definitivamente uma das melhores experiências para os pais e mães de pet. Afinal, eles são carinhosos, divertidos e alegram a sua rotina.

Mas, antes de adotar, é importante lembrar que o cãozinho de estimação pode ser uma grande mudança no seu estilo de vida, principalmente na parte financeira – então se prepare para todos os gastos para manter o cachorro.

Além dos custos básicos com a alimentação – que deve ser adaptada de acordo com a idade do animal -, você vai precisar pagar por consultados no veterinário, vacinas e medicamentos. Nesse caso, investir em um plano de saúde para cachorro pode ser uma boa maneira de conciliar o seu orçamento com as necessidades do animal.

Os objetos pessoais do seu amigo, como coleiras, brinquedinhos e potes de ração e água, também precisam entrar na lista. Por isso, antes de bater o martelo, é preciso colocar as contas no papel e analisar se é possível ou não arcar com um amigo de quatro patas.

Como E Onde Adotar Um Cao?

Adotar cachorro envolve muitas mudanças de orçamento e compromissos, mas também traz muito amor e alegria para a sua rotina

Como E Onde Adotar Um Cao?

Adote um animal

Se você está pensando em ter um pinscher na sua vida pode estranhar a numeração que normalmente acompanha o nome da raça.

O cachorro pinscher é conhecido por ser bem pequeno, mas ainda assim há variações de tamanho: as classificações 0, 1, 2 ou miniatura são super importantes para saber a dimensão aproximada do cãozinho.

 Além disso, pode ajudar muito na hora de decidir pelo seu novo melhor amigo.

Como E Onde Adotar Um Cao?

Adote um animal

Às vezes, a vontade de adotar um gatinho é tão grande que acabamos nos precipitando e não dando a devida atenção a alguns detalhes muito importantes, como o sexo do filhote.

É muito normal achar que adotou uma fêmea e só depois descobrir que o gato, na verdade, é macho. Nós sabemos que não é nada fácil diferenciar o órgão genital do gato logo nos primeiros meses de vida do animal.

Se você faz parte deste time, não se preocupe, isso é muito comum!

Como E Onde Adotar Um Cao?

Adote um animal

O Yorkshire é um cãozinho muito popular nos lares brasileiros.

Pequeno, fofo, esperto e bem brincalhão: companheirismo é uma característica marcante nesses mini-cães, ideais para apartamentos, famílias com crianças ou mesmo pessoas que moram sozinhas e querem um amigo fiel.

O Yorkshire Terrier é reconhecido de longe pelas duas cores na pelagem, o tamanho e por sua característica única: as orelhas para cima. Quer saber tudo sobre o cachorro yorkshire? Então continue acompanhando a leitura!

Como E Onde Adotar Um Cao?

Adote um animal

A chegada de um filhote de cachorro ao novo lar é marcada por muita alegria e descobertas – da parte do animal e dos próprios donos. O cãozinho terá contato com cheiros que ele nunca sentiu, pessoas diferentes, um ambiente totalmente desconhecido.

O novo papai ou mamãe de pet, por outro lado, está aprendendo sobre a rotina, como o sono e alimentação, e comportamentos do bichinho. Nos primeiros dias de adaptação na nova casa é comum ouvir o cachorro filhote chorando à noite.

A reação imediata do tutor é ficar preocupado se ele está com fome ou sentindo dor, mas saiba esse comportamento é muito normal.

A presença de animais abandonados nas ruas é uma triste realidade no Brasil. Só neste ano, uma pesquisa revelou que 30 milhões de animais estão sujeitos todos os dias à maus-tratos, doenças e fome.

Por isso, muitas vezes, ao encontrar um cachorro abandonado, o primeiro pensamento é adotá-lo. Mas, antes de levar o seu amigo para casa, é preciso saber como adaptá-lo ao novo lar e, principalmente, como cuidar bem dele.

Para te ajudar nesta tarefa, separamos algumas dicas: 

  • Tenha calma ao se aproximar do cão: ao decidir adotar um animal abandonado, é preciso lembrar que ele pode se assustar com você e, consequentemente, se afastar. Por isso, antes de levá-lo para casa, o primeiro passo é conquistar a sua confiança. Comece aproximando-se do cão com calma e, assim que estiver perto, deixe que ele faça o contato final. Ofereça comida, chame-o usando uma voz suave e aguarde até o momento em que o cachorro esteja confortável com você.
  • Verifique se o cachorro possui alguma identificação: depois de se aproximar do animal, o segundo passo é verificar se ele possui alguma coleira com plaquinha de identificação. Muitas vezes, um cachorro vagando pelas ruas não está abandonado, mas sim perdido. Por isso, antes de adotá-lo, é importante certificar-se de que o cão não possui uma família.
  • Leve-o ao veterinário: ao resgatar um cachorro abandonado, é fundamental levá-lo a um veterinário para que o profissional faça um check-up. Dessa forma, é possível verificar se o seu novo amigo possui alguma doença ou ferimento que precise ser tratado antes de entrar em contato com outros animais saudáveis ou com a sua família. 
  • Prepare a sua casa: assim como acontece com qualquer mudança na sua vida, dividir o espaço de casa com um novo companheiro é algo que pede adaptações no lugar onde você mora e na sua rotina. Quem mora em apartamentos, por exemplo, deve instalar a tela de proteção em janelas e varandas para evitar acidentes. Outro ponto fundamental é separar o espaço do cachorro na casa. O cantinho exclusivo do seu pet deve reunir a caminha e os potes de água e ração. 
  • Ajude na adaptação do seu novo pet: é comum que nos primeiros dias e semanas o seu cachorrinho passe por um período de adaptação, e isso pode causar alguns sintomas de ansiedade, falta de apetite ou hábitos inesperados, como se esconder dos membros da família. Mas, não se preocupe, isso é normal! Assim como os humanos, os cães também podem sofrer com mudanças repentinas. Por isso, seja paciente e tente mostrar a ele todo o carinho e amor que puder. 

Como E Onde Adotar Um Cao?

Mudar a vida de um cachorrinho é uma das maiores vantagens da adoção

Se você chegou até aqui, certamente notou que adotar cachorro não é uma tarefa tão simples. Pets são como filhos e precisam de cuidados específicos para viverem felizes e saudáveis.

Além das responsabilidades mensais, é importante levá-lo ao veterinário com regularidade e manter o calendário de vacinas sempre atualizado. Em troca, você terá um amigo companheiro, leal e carinhoso.

Pense nisso!

Redação: Úrsula Gomes

Como E Onde Adotar Um Cao?

Continuar Lendo

Adotar um cão

Como E Onde Adotar Um Cao?

  • Os cães adultos adotados tendem a ser mais calmos, com uma rotina e personalidade já estabelecidas, quando comparando com um cachorro jovem.
  • Alguns cães mais velhos para adoção já estão treinados para viver em casa e compreendem os comandos básicos.
  • Uma associação com boa reputação assegurar-lhe-á que o seu cão teve um check-up médico completo, está esterilizado, vacinado, desparasitado e que recebeu qualquer tratamento necessário, antes de o levar para casa.
  • Em alguns casos, o centro de acolhimento terá informação sobre a história dos animais, pelo que o poderão ajudar a escolher o cão mais adequado à sua casa e ao seu estilo de vida – por exemplo, se interagem bem com outros animais e com crianças. Isto ajudará a encontrar a combinação perfeita entre si e o seu futuro pet.
  • As associações mais reputadas podem oferecer-lhe apoio e aconselhamento importante ao longo da vida do seu cão adotado.
  • Com tantos cães disponíveis para adoção, encontrará com certeza o animal de estimação certo para si com o apoio dos colaboradores dos centros de acolhimento.
  • Além de tudo isto, sentirá a satisfação de dar a um cão abandonado a vida feliz e o amor que todos os animais merecem.
Leia também:  Como Alterar O Programa Que Abre Um Arquivo?

Claro que, tal como quando adquire um novo animal de estimação, há aspetos que deve considerar antes de trazer o seu novo companheiro para casa. Isto poderá até ser mais importante quando está a adotar um cão porque ele pode trazer algumas peculiaridades extra a considerar, dependendo da sua vida antes de ter sido recolhido pelo centro de acolhimento.

  • Os cães gostam de espaço para se movimentarem e não gostam de ficar confinados a espaços pequenos. Seja honesto em relação à sua casa – tem espaço para um cão?
  • Embora possa ter espaço no seu coração para um cão, também necessita de espaço na sua agenda. Ao contrário dos gatos, os cães dependem muito mais de si para se manterem exercitados e entretidos, pelo que deve certificar-se que tem tempo para responder às suas necessidades comportamentais, sociais e físicas.
  • Os cães mais velhos podem ter padrões de comportamento já estabelecidos, que podem ser difíceis de alterar. Pode demorar algum tempo até o seu cão se ambientar à nova vida consigo, mas não desanime. Os cães mais velhos podem aprender novos truques!
  • Infelizmente, alguns cães estão nas associações porque foram mal tratados no passado. Nestes casos, podem trazer alguma bagagem emocional ou algum problema comportamental. Se for possível, peça aos colaboradores do centro de acolhimento mais informação sobre a história do cão antes de o adotar para saber o que pode esperar.
  • Se já tem um cão em casa, a apresentação de um cão abandonado deve ser feita com cuidado. Às vezes é mais fácil apresentar um cachorro em vez de um cão adulto abandonado. Para mais informação, veja os nossos conselhos sobre como apresentar o seu cão a outros animais de estimação.
  • Se um cão foi utilizado para criação ou para exposições, ele pode ter aprendido certos padrões de comportamento e poderá ter que o ajudar a adaptar-se. O seu centro de acolhimento deverá ser capaz de lhe dar mais informação.
  • Cuidar de um cão implica um custo que deverá ter em atenção (como por exemplo, seguro de responsabilidade civil e de saúde, acompanhamento veterinário e alimentação). Tudo isto faz parte de ser um dono responsável, pelo que antes de adotar um cão tem que ter a certeza de que está confortável com todos os custos que poderão surgir.
  • Ter um cão é um compromisso para a vida e é importante proporcionar um ambiente estável a um cão adotado. Certifique-se de que pode fazê-lo, antes de o levar para casa.

Quando adotar um cão, é importante considerar cuidadosamente o que é melhor tanto para si como para o seu novo animal de estimação. Para mais informação sobre como conseguir a solução certa para si, leia o nosso artigo sobre escolher um cão.

Quando souber o tipo de cão que se adequa a si, pode começar a procurar o seu novo amigo de quatro patas!

Como E Onde Adotar Um Cao?

Há muitas associações, que apoiam animais abandonados, espalhadas pelo país, desde associações a nível nacional a canis ou centros de acolhimento locais. Encontrará muitas opções pesquisando na internet ou pedindo recomendação ao seu veterinário.

Pet Sharing junta associações de apoio animal, onde poderá encontrar o cão certo para si. Descubra os cães que se encontram para adoção aqui:

Quando encontrar um centro de acolhimento para adotar um cão, marque uma visita. As instalações devem parecer e cheirar a limpo e os colaboradores devem ter tempo para conversar consigo.

Agora a parte emocionante – encontrar o seu animal de estimação e começar o processo para o levar para casa!

  • Fale com os colaboradores do centro de acolhimento sobre o tipo de animal de estimação que procura. Eles deverão poder mostrar-lhe os cães que têm ao seu cuidado e que melhor se adequem a si.
  • Quando tiver encontrado o amigo peludo perfeito para si, avise o centro de acolhimento.
  • O centro de acolhimento poderá querer visitar a sua casa ou conhecê-lo melhor para se certificar que tem condições para adotar um cão. Não se desanime por não o poder levar para casa no próprio dia!
  • A maioria das associações ou centros de acolhimento irão esterilizar o seu cão, antes de o levar para casa.

Como E Onde Adotar Um Cao?

Como E Onde Adotar Um Cao?

Apesar de adotar um cão ser normalmente algo que é cuidadosamente planeado, às vezes podem surgir surpresas! Se encontrar um cão abandonado na rua e o quiser adotar, há várias questões a tratar antes de o poder considerar seu.

A primeira questão que tem que confirmar é se o cão tem um dono. Deve levá-lo a um médico veterinário para verificar se o cão tem microchip para obter os contactos do dono. Caso o cão não tenha microchip, pode pergunta na vizinhança ou colocando cartazes na sua zona.

Se os dados do microchip não estiverem atualizados e não for possível encontrar o dono ou se o cão não tiver microchip, então poderá adotar o cão. Comece por ir ao veterinário fazer um check-up para verificar se está saudável ou se necessita de algum tratamento médico.

Quer planeie adotar um cão ou caso a adoção aconteça por um feliz acaso, tem à sua espera um futuro muito divertido para criar muitas memórias com o seu novo cão!

Como E Onde Adotar Um Cao?
Como E Onde Adotar Um Cao?

Adoção de cães: Como adotar um cão através de uma associação

Muitos amantes de cães não procuram um cão duma raça em particular, preferem dar um lar a um cão cruzado.

Se está à procura dum cão cruzado, ou sem raça definida, deve dirigir-se a uma associação protetora dos animais – o mesmo acontece se tem preferência por um cachorro! Assim, estará a jogar pelo seguro e, simultaneamente, está a colaborar com essa entidade para evitar a multiplicação descontrolada de animais indesejados. Nas associações há inúmeros cães à espera duma mudança nas suas vidas e a adoção dum cão sem lar traz imensas vantagens para ambas as partes. Além disso, as organizações que abrigam animais poderão também aconselhá-lo, graças aos seus muitos anos de experiência, podem indicar um cão que combine com o seu estilo de vida e com as condições que tem para oferecer.

As associações protetoras dos animais dão o seu melhor também em termos de socialização, porém, os cachorros que estão em associações não estão tão estimulados nesta área como os cães de criadores, pois estas associações normalmente cuidam de muitos cães ao mesmo tempo.

Todavia, acontece com frequência os cachorros de associações protetoras dos animais terem um caráter forte e serem muito agradáveis com as pessoas e com outros cães.

E é aqui que a situação de cada cão faz a diferença: o seu cão de sonho veio do estrangeiro em condições miseráveis e dentro duma jaula, ou esteve numa família amorosa de acolhimento temporário? Se foi o caso da última situação, o seu cão terá passado por experiências tão positivas e enriquecedoras como se viesse dum criador.

Em qualquer caso, antes de adotar deve informar-se junto da associação protetora sobre as circunstâncias passadas e atuais da vida do cachorro que pretende adotar e deve solicitar a opinião da entidade sobre se você e o cachorro que tem em vista são compatíveis.

Não interessa se está a adotar um cachorro ou sénior: por norma, os cães provenientes de associações foram já examinados, vacinados, desparasitados e, de acordo com a idade, também esterilizados.

As associações protetoras de animais normalmente só entregam para adoção animais saudáveis, exceto se houver outro tipo de acordo com o futuro dono, no caso do animal ter uma doença crónica.

Os custos que vai ter para adotar um cão duma associação são aplicados nos cuidados com os restantes cães da instituição e, não menos importante, você tem a possibilidade extraordinária de oferecer a um cão um futuro inteiramente novo e melhor!

Como E Onde Adotar Um Cao?

“Bonito e bom“, dizem alguns amantes de cães, “mas pelo mesmo valor, ou até por menos dinheiro, consegue um cão cruzado igualmente bonito num criador privado.

Esses animais também precisam dum lar – e são abundantes os anúncios de intermediários privados!“ Deve ter em conta que muitos intermediários privados não especializados têm os cachorros para venda nas suas instalações sem os devidos cuidados de saúde, porque a procriação dos cachorros não foi planeada ou exclusivamente para realizarem um rendimento com essa venda. Este tipo de negócio não dá qualquer garantia de estar a fazer uma boa compra, especialmente se o animal aparenta alguma doença ou não parece bem tratado. A procura regula a oferta e, normalmente, por cada cachorro que alguém adquire de forma quase gratuita num local com más condições, significa que outro cachorro vai tomar o lugar dele. Em caso de dúvida sobre a saúde dos animais, o melhor é que comunique às entidades competentes e ao veterinário sobre as condições do local onde adquiriu o cachorro.

Leia também:  Como Vomitar Quando Se Esta Passando Mal?

Geralmente, os animais de associações protetoras passam por exames de saúde e são vacinados e desparasitados em segurança. Além disso, as associações com reputação verificam se o animal que pretende adotar tem uma personalidade compatível consigo e asseguram-se que o bem-estar do animal seja garantido a longo prazo.

Escolher o cão para adotar

Os cachorros das associações protetoras dos animais podem ser tão diferentes como a própria variedade do mundo canino. Independentemente de você já ter algo concreto em mente ou não, recomendamos que visite as associações protetoras da sua área.

Mesmo que não tenham cachorros no momento da visita, é frequente saberem indicar lares adotivos com cães jovens ou terem uma boa rede de contactos com outras associações na área e que tenham cachorros de momento. A vantagem também é a de poder visitar esses lares de adoção temporária nas imediações.

Se, efetivamente, não houver cachorros para adoção nos lares ou associações regionais, então a Internet é um bom sítio para procurar. Aqui as associações protetoras de animais têm sempre um espaço dedicado aos cachorros que estão à espera duma família.

Até pode adquirir um cachorro vindo do estrangeiro, porém nestes casos há todo um conjunto de regras e dicas que deve ter em consideração.

Como E Onde Adotar Um Cao?

Quando encontrar o cachorro “de sonho”, a associação protetora vai querer conhecê-lo melhor antes de lhe confiar um dos seus novos patudinhos. É necessário evitar que o cachorro seja devolvido à associação apenas alguns meses após a aquisição.

Há uma conversa prévia sobre o seu verdadeiro interesse em adquirir o cachorro, antes de visitarem a sua casa a fim de confirmarem se tem condições para receber o cachorro que pretende adotar. Se vive num apartamento/casa arrendada, tem de providenciar uma autorização escrita do senhorio aceitando a permanência de animais de companhia.

Depois de todas as fases de inspeção estarem concluídas e com informações positivas, basta tratar da papelada.

Um cão adotado através duma associação protetora dos animais é entregue com chip, vacinação em dia e toda a burocracia exigida por lei. Por norma, todas estas obrigações incluem também que o novo dono concorde em esterilizar o animal, na devida altura.

Este contrato muitas vezes também regula as condições de adoção e proíbe a transferência do animal para terceiros. O cachorro pode ir viver consigo a partir das 8 semanas de vida.

Há quem fique surpreendido por ter de pagar um determinado valor para adotar um cachorro duma associação protetora de animais – afinal, já vão dar um lar a esse cão! Em muitos casos, adotar um cachorro é ainda mais caro do que adotar um cão adulto, o qual já está à espera dum novo lar há mais tempo.

No entanto, esse valor é usado exclusivamente para compensar os custos com o alojamento temporário dos próprios cachorros, bem como os custos de manutenção dos restantes animais da associação. Muitas associações disponibilizam-se, nos meses seguintes à adoção, para o ajudar e para lhe dar dicas sobre como se relacionar e como lidar com o seu novo amigo.

Desejamos-lhe as maiores felicidades com o(s) seu(s) cachorro(s)!

Adoção de cachorro: tudo o que você precisa saber | DogHero

A adoção de cachorro é um ato de amor. Afinal, acolher um cãozinho abandonado vai trazer amor tanto para a vida dele, que vai ganhar uma família, quanto para a sua, que vai ter o afeto e companhia de um animal eternamente grato.

Mas a adoção de cachorro é também um ato de responsabilidade social. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o número de animais abandonados no Brasil chega a 30 milhões. Entre eles, 20 milhões são cachorros. Tirar um deles da rua ou de organizações que os resgatam ajuda a diminuir um grande problema no país.

Se você tem vontade de se tornar mãe ou pai de um cachorro, este texto vai te ajudar a tomar a decisão, a encontrar seu cãozinho (ou cãezinhos!) e a cuidar dele, desde os primeiros momentos até os desafios do dia a dia. Confira!

10 motivos para adotar um cachorro

Bateu aquela vontade de trazer um peludo para a sua vida, mas ainda não se convenceu totalmente? Reunimos 10 motivos para apostar na adoção de um cachorro:

    Um cachorro que está para adoção em organizações ou abandonado na rua não tem uma vida fácil. Cães precisam do amor e dos cuidados de uma família, com quem possam compartilhar o dia a dia. Tirar um peludo de uma situação assim é, antes de tudo, salvar uma vida.

  1. Não vai faltar amor
  2. Acredite: adotar um cachorro muda completamente a vida de alguém. E o amor que eles nos dão é tão grande que fica até difícil retribuir à altura!

  3. Saúde mais forte
  4. Cães disponíveis para adoção geralmente não têm uma raça definida. Existem estudos que mostram que nossos queridos vira-latas têm menos tendência a desenvolver uma série de doenças e, portanto, costumam ser mais saudáveis. Quer algo melhor que isso?

  5. A melhor companhia
  6. Adotar um cachorro vai deixá-lo eternamente grato a você. Você vai ter a melhor companhia que poderia querer em todos os momentos!

  7. Muito aprendizado
  8. Nós ensinamos muitas coisas aos cachorros, mas nada se compara ao que podemos aprender com eles. Especialmente com um peludo que já enfrentou tantas coisas: resiliência é pouco!

  9. Eles podem vir prontos
  10. É claro que você vai precisar ensinar muitas coisas ao seu pet, mas adotar um cachorro adulto já torna a sua tarefa como mãe ou pai bem mais fácil.

  11. Flexibilidade
  12. As raças de cachorro são cheias de restrições. Os vira-latas, por outro lado, são flexíveis e se adaptam facilmente a novos ambientes e situações. Em todo caso, é possível, com um pouco mais de dificuldade, encontrar raças de cachorro para adoção.

  13. Perfeito para crianças
  14. Se você tem filhos, a adoção de cachorros pode ser ainda mais benéfica. A convivência com esses seres peludos ajuda no desenvolvimento, além de ensinar sobre amor e cuidado.

  15. Diminui o estresse
  16. Você sabia que adotar um cachorro ajuda a diminuir o estresse? Sim! Até nisso eles contribuem.

  17. Boa forma
  18. Depois de levar um cachorro para casa, você vai precisar ter muita energia para dar conta de tanto passeio! Já pensou no benefício que isso traz a sua saúde?

Antes da adoção de cachorro

Muitas pessoas desejam adotar um cãozinho e, quando se imaginam com um nariz gelado por perto, sentem como se nada pudesse dar errado. Mas a adoção de cachorro também tem alguns deveres.

É preciso ter certeza de que você realmente tem condições de adotar um cachorro antes de trazer um deles para casa. Isso porque ter um cão é ser responsável por uma vida, quase como um filho, e exige tempo, dedicação e paciência. Veja o que considerar antes de partir para a adoção de cachorro:

    Se você tem uma vida muito agitada, quase não para em casa ou vive em um apartamento muito pequeno, deve se perguntar se conseguiria dar uma boa qualidade de vida a um cachorro.

    O espaço até pode ser compensado com muitas atividades ao ar livre, mas isso vai exigir mais de você, seja saindo com ele ou contratando um dog walker. O tempo, por outro lado, é mais sensível. Por mais que alguém o leve para passear todos os dias, nada substitui o carinho do tutor.

  1. Você tem paciência e disposição para adotar um cachorro?
  2. Haja energia! Cães gostam de brincar e passear. É difícil saber de quanto exercício um cachorro precisa, mas todos exigem de pelo menos uma boa caminhada diária para se manterem saudáveis – física e mentalmente.

    Além disso, não pense que, depois de adotar um cachorro, ele vai vir para os seus braços com o comportamento ideal: será preciso ensiná-lo como ele deve agir. Ele pode morder um móvel, por exemplo. Lidar com isso exige paciência e muito, mas muito amor, ainda mais com um peludo que pode já ser adulto ou mesmo ter sofrido maus tratos.

  3. Você tem dinheiro para investir nos cuidados com o peludo?
  4. Cães exigem vacinas, visitas ao veterinário regularmente, coleira, entre várias outras coisas. Isso sem considerar que ele pode ter necessidades especiais (não enxergar, por exemplo) ou sofrer de uma doença e precisar de tratamento. Adotar um cachorro é ser responsável por bancar tudo isso.

    E é um investimento, que vai retornar cada centavo com um amor imenso e um companheiro por muito tempo. Mas é preciso estar disposto a isso e ter consciência antes de adotar um cachorro.

Mas as respostas para as perguntas que você deve se fazer nem sempre serão “sim” e “não”. Pode existir até um meio termo. Talvez você não tenha espaço para um cachorro grande, mas para um pequeno. Se ele for idoso, por exemplo, vai viver bem sem um nível de exercícios tão elevado quanto um filhote. Tudo depende.

Então, quando for procurar locais de adoção de cachorro, tenha em mente aquele que se encaixa no que você pode oferecer. Se for uma ONG, por exemplo, em geral há pessoas que fazem esse direcionamento. Considere o tamanho do cachorro, o quão agitado ele é e se exige algum cuidado extra.

Leia também:  Como Dar Banho Em Gato Que Nunca Tomou Banho?

Como adotar um cachorro

A primeira coisa que você tem que fazer para entender melhor como adotar um cachorro é entrar em contato ou visitar ONGs ou o Centro de Controle de Zoonoses da sua cidade. Como cada local tem procedimentos diferentes, eles poderão te orientar melhor.

Mas, apesar de cada local de adoção ter os próprios requisitos, as principais exigências para adotar um cachorro são:

O que é preciso para adotar um cachorro

Cada local de adoção de cachorro possui os próprios requisitos na hora de entregar um pet. Esse trabalho é importante porque garante que os futuros tutores são responsáveis e que aquele animal não vai voltar às ruas em breve. Veja as principais exigências:

  • Ter no mínimo 21 anos;
  • Apresentar documentos como RG, CPF e comprovante de residência;
  • Assinar um termo de responsabilidade se comprometendo a cuidar do pet.

Além disso, em alguns lugares é possível que você precise preencher um cadastro, falando sobre como será o dia a dia do cão, como é sua casa e se você já tem outros cães ou gatos. Isso ajuda as pessoas que trabalham lá a entender melhor o perfil de quem vai adotar e, portanto, os cachorros que melhor se adaptariam.

Depois da adoção de cachorro

Em primeiro lugar, bem-vindo ao grupo de mães e pais de cachorro! Agora que você tem um filho, mesmo que de quatro patas, precisa pensar nos cuidados de que ele precisa. E é preciso ser muito responsável com isso. Muitas doenças graves, como cinomose e doença do carrapato, podem ser prevenidas com medidas simples.

Cães adotados em ONGs ou em um Centro de Controle de Zoonoses, em geral, são castrados, vacinados e vermifugados. Isso já é muito importante. Garanta que é o caso do seu peludo e, se não for, visite logo um veterinário para consultá-lo sobre esses três pontos fundamentais.

Primeiros dias

Os primeiros dias em uma nova casa podem ser desafiadores para um cachorro adotado. Ele vai precisar se adaptar a novas pessoas (talvez até a novos irmãos peludos!) e a um ambiente completamente diferente. Por isso é tão importante compreender caso aconteça um estranhamento ou ele chore, fique assustado ou agressivo.

Ao adotar um cachorro, tente deixá-lo o mais livre possível para que comece a se sentir confortável. Ele pode fazer xixi ou cocô no lugar errado ou não se comportar perfeitamente nos primeiros dias, mas é preciso ter paciência. Aos poucos e com a sua ajuda, ele vai aprender e tudo vai ficar mais simples.

Certifique-se de que sua casa está equipada com todo o necessário antes da adoção de cachorro. Veja o que é preciso comprar para que ele se alimente, faça exercícios e fique confortável para dormir e brincar.

Rotina

Depois de um período inicial de adaptação do seu cachorro adotado, é importante começar a pensar em temas como adestramento e exercícios regulares. Você pode começar ensinando truques básicos em casa mesmo, como a sentar, dar a pata e deitar e, se sentir necessidade, procurar a ajuda de um profissional para tarefas mais complexas.

Lembre-se de que, após a adoção de cachorro, você precisa proporcionar atividades regulares para garantir o bem-estar físico e mental do peludo.

Os benefícios do passeio são inúmeros, especialmente para cães não tão dóceis e muito agitados. Se não tiver tempo para sair por aí com ele, considere contratar um dog walker para fazer isso por você.

Acredite: isso pode poupar muitos móveis roídos!

Viagens

Ninguém gosta de se separar do seu peludo. Mas viagens a trabalho e até mesmo a lazer acontecem, e o mais importante é garantir que o cachorro seja bem cuidado e siga a mesma rotina na ausência do tutor. Na DogHero, você encontra anfitriões perto de casa que fazem exatamente tudo do jeito ao qual ele está acostumado – pode até dormir na cama e subir no sofá!

E o mais importante: os Anfitriões são apaixonados por cachorro. Cães que foram abandonados passaram por bons bocados e podem ser sensíveis. Eles merecem todo carinho, especialmente durante a ausência do tutor.

E se o cachorro ficar muito sozinho?

Com o dia a dia cada vez mais agitado, muitos tutores se preocupam (e com razão) ao adotar um cachorro e o deixar sozinho em casa por muito tempo. Isso pode acabar não só em destruição do sofá e lixo revirado, mas também prejudicar a qualidade de vida do seu cãozinho.

E como resolver o problema? Adotar dois ou mais cachorros pode ser, sim, uma saída. Especialmente se eles forem irmãos, o que pode facilitar a convivência entre eles. Mas existem alguns cuidados que você deve levar em conta antes da adoção de um novo cão.

Devo mesmo adotar outro cachorro?

Tenha em mente ainda que, com dois cães, a responsabilidade dobra. E os gastos também. Portanto, pergunte-se algumas coisas antes da adoção de cachorro para ajudar a tomar a decisão. As mesmas perguntas de antes valem, mas a resposta precisa ser ainda mais cuidadosa.

Afinal, você até pode ter tempo e espaço para ter dois cães em casa, mas tem realmente a disposição para dar conta de todas as suas necessidades? Se eles ficarem doentes e precisarem de um tratamento, você precisa ter uma verba guardada ou dar conta de pagar.

Se, mesmo pensando bem, você chegar à conclusão que é possível, pode comemorar. Receber em dobro o amor que os focinhos gelados podem dar vai deixar sua vida muito mais feliz.

Existe uma diferença entre adotar dois cães juntos e adotar um novo cachorro depois de já ter um pet. Se você faz a adoção deles ao mesmo tempo, eles provavelmente se conhecem e convivem bem – é fundamental considerar isso antes da adoção de cachorro para evitar problemas.

Mas, caso você já tenha um peludo e queira adotar outro, saiba que pode ser um pouco trabalhoso no início, mas é possível torná-los amigos e viver em paz (o mesmo com cães adotados e gatos). Existem alguns cuidados que fazem a diferença. Veja quais são:

Apresente-os antes de adotar um cachorro

Se for possível, leve seu dog para conhecer o cachorro que pretende adotar. Então, veja como eles reagem ao se encontrarem. Pode ser que não seja amor à primeira vista, mas se eles parecerem se entender, pode ser o início de uma grande amizade. Porém, se o resultado for uma briga, talvez você deva pensar melhor.

Adestramento de cães

Muitos cachorros que são, digamos, filhos únicos podem se tornar possessivos em relação ao ambiente em que vivem e aos seus brinquedos e objetos (a caminha, por exemplo). E aí qualquer novo integrante da família pode causar rebuliço. O adestramento ou treino de socialização pode ajudar na tarefa. Também é importante saber como evitar que eles briguem.

E gatos?

Sim, cães e gatos podem ser amigos. Com um pouco de paciência, eles podem conviver muito bem juntos e se divertirem, como grandes companheiros. Além de tudo, existem muitos gatos por aí disponíveis para adoção, que também sofrem com o abandono irresponsável.

Gostou do texto? Então, confira os nomes de cachorro mais populares para se inspirar quando seu cachorro adotado chegar!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*