Como E Em Que Zona Docorpo Humano E Feito O Tratamento De Botulinica?

Quando as pessoas ouvem falar de toxina botulínica, logo pensam no tratamento para rugas. Mas, além de ajudar a suavizar marcas e linhas de expressão, a aplicação da toxina pode ajudar também a tratar outros problemas, como mostraram as dermatologistas Márcia Purceli e Gabriela Casabona no Bem Estar desta terça-feira (20).

Entre os tratamentos autorizados no Brasil pela Anvisa, está o de rugas, distonia, estrabismo, blefaroespasmo (espasmo da pálpebra), espasmo hemificial (contrações involuntárias dos músculos da face), rigidez muscular, hiperidrose, bexiga hiperativa e até mesmo dor de cabeça crônica. Há ainda o uso da toxina botulínica por dentistas para fins terapêuticos, mas nesse caso não há aprovação em bula, então a responsabilidade do tratamento é exclusiva do médico.

De acordo com as médicas, de maneira geral, a toxina não fica para sempre no organismo – com o tempo, o corpo vai degradando a substância até que ela suma. No entanto, esse período depende do quanto é aplicado e também do metabolismo de cada um.

No vídeo ao lado, a repórter Marina Araújo conta como a toxina botulínica foi descoberta. Confira!

Como E Em Que Zona Docorpo Humano E Feito O Tratamento De Botulinica?

Em relação aos tratamentos, cada casa é um caso. Por exemplo, para quem tem paralisia facial, a toxina é aplicada no lado não paralisado para deixá-lo menos expressivo e mais harmonioso com o outro lado. No entanto, ela pode ser usada ainda para quem tem paralisia cerebral, como mostrou a reportagem da Aline Oliveira, em Fortaleza, no Ceará (veja no vídeo ao lado).

No caso de hiperidrose axilar, palmar e plantar, a toxina também pode ser usada, para evitar que o suor saia. Esse tipo de tratamento pode durar até 9 meses e custa de R$ 1.500 a R$ 3.

000, dependendo do grau do problema do paciente.

De acordo com a dermatologista Márcia Purceli, apesar de ser uma solução temporária, não há risco de compensação, ou seja, o suor começar a aparecer em outra parte do corpo.

No caso do metalúrgico Mauro César Mello, por exemplo, que transpira demais, esse procedimento pode ser uma boa opção já que ele desistiu da cirurgia, como mostrou a reportagem da Liliana Junger, de Belo Horizonte, em Minas Gerais (veja no vídeo ao lado).

Porém, há alguns cuidados após o procedimento para quem sofre com o excesso de suor: não é recomendado massagear o local, praticar esportes ou deitar sobre o ponto da aplicação. Grávidas, lactantes, portadoras de doenças neuromusculares, pessoas que usam medicamentos como anticoagulantes ou que têm infecções de pele no local da aplicação não devem recorrer a esse tipo de tratamento.

Como E Em Que Zona Docorpo Humano E Feito O Tratamento De Botulinica?

Há casos ainda em que a toxina pode ajudar até mesmo quem tem problemas na ATM, como foi o caso da consultora de eventos empresariais Adriana Lemos, mostrada na reportagem do Phelipe Siani (veja no vídeo ao lado).

Ela sentia dores no pescoço, nos ombros e nas mãos e mal suspeitava que a solução para o incômodo estaria no dentista. O mesmo aconteceu com a advogada Fabiana Meira Ferreira, que recorreu à toxina para melhorar a aparência do sorriso – no entanto, o efeito da toxina, nesses casos, é de apenas 6 meses e, por isso, elas vão ter que reaplicá-la nesse período.

Para tratar o sorriso gengival, problema da Fabiana, a toxina pode ser uma solução interessante se a pessoa tiver até 8 mm de gengiva aparente. Nesse caso, a toxina relaxa os músculos dos lábios superiores e diminui o aparecimento da gengiva quando a pessoa sorri.

Em relação à ATM ou até mesmo bruxismo, a toxina é aplicada nos músculos para evitar o ranger dos dentes – se o paciente tiver dor de cabeça por causa do bruxismo, esse tratamento acaba melhorando também essa dor.

Vale lembrar, no entanto, que a toxina botulínica para o tratamento da dor de cabeça depende muito da causa. Por exemplo, se a origem da dor for tumoral, não adianta nada e, por isso, a dica é se consultar primeiro com um neurologista para saber o melhor jeito de tratar.

De acordo com as médicas, o Sistema Único de Saúde só cobre a aplicação da toxina se for necessária para o tratamento de uma doença, mas não para fins estéticos.

Exclusivo na web No vídeo ao lado, as dermatologistas Márcia Purceli e Gabriela Casabona tiram dúvidas dos internautas sobre as aplicações da toxina botulínica. Confira!

Conheça os riscos do uso de botox no rosto – Namu

27/09/19

Sem tempo para ler o artigo “Riscos do uso de botox no rosto”? Que tal OUVIR esse texto? Aperte o play abaixo e ouça o post.

A toxina botulínica tipo A, ou simplesmente botox, é uma substância obtida da bactéria Clostridium botulinum e empregada nos tratamentos de rejuvenescimento facial para diminuir a aparência de rugas e marcas de expressão. São conhecidos muitos casos de paralisia dos movimentos faciais e assimetrias na regiãos das sobrancelhas e dos olhos após seu uso. Ainda assim, o procedimento é cada vez mais popular.

No Brasil, não há dados efetivos sobre as aplicações realizadas, mas os dermatologistas afirmam que esse é um dos recursos mais procurados. Nos Estados Unidos, mais de 4 milhões de procedimentos com botox foram realizados em 2012, segundo pesquisa da Academia Americana de Cirurgia Plástica e Estética (ASDS).

Para saber quais os riscos do tratamento, o Portal NAMU conversou com a dermatologista Ada Regina Trindade de Almeida, médica do Hospital do Servidor Público Municipal de São Paulo e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e de Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD).

Rosto paralisado

Entre os muitos usos do botox, como tratamento de problemas de incontinência urinária, distonia muscular, entre outros, o mais comum é sua aplicação na face para suavizar marcas de expressão.

Leia também:  Como Saber Que Um Ovo Esta Estragado?

O medo de ficar com o rosto paralisado, no entanto, ronda aqueles que buscam na técnica uma saída para corrigir o que acreditam ser imperfeições. “A paralisação muscular não é algo comum. Se um médico especialista realizar a aplicação, os riscos serão pequenos.

Os tratamentos com a toxina botulínica tipo A buscam relaxar a musculatura para suavizar as expressões faciais e não paralisá-las”, afirma Almeida

A área entre as sobrancelhas (glabela) pode contribuir para dar a impressão de que uma pessoa está brava ou de mau humor. Os músculos dessa região influenciam também a posição das sobrancelhas. “Aplicamos a toxina para diminuir a tensão desses músculos e reposicionar a sobrancelha de modo que sua aparência fique mais relaxada”, explica Almeida.

Riscos

A aplicação do botox é muito procurada porque não oferece tantos riscos quanto as cirurgias plásticas e seus efeitos colaterais são raros. Contudo, eles existem. Nas primeiras 24 horas após o tratamento, é possível haver sintomas parecidos com o da gripe ou leves dores de cabeça.

O problema mais comum é a assimetria facial, ou seja, ficar com uma sobrancelha mais erguida do que a outra, uma parte do rosto mais enrijecida ou até mesmo um olho mais fechado do que o outro. Essa diferença só diminui quando a toxina perde efeito, o que pode demorar de quatro a seis meses.

Além de alterar a expressão do rosto, o uso indevido do botox pode causar ptose, que é a queda das pálpebras. Muitos médicos desaconselham a aplicação nas têmporas ou na parte lateral da testa. Costuma-se contraindicar a toxina também para pessoas que possuem flacidez acentuada na pele do rosto, pois isso pode agravar ainda mais o problema.

O botox é contraindicado também para mulheres grávidas ou que estejam amamentando. Almeida adverte que é importante informar ao médico também sobre casos de alguma doença autoimune ou neuromuscular, como distrofia muscular, miastenia gravis, miopatias, entre outras.

Como as aplicações são feitas em músculos, é importante que o profissional conheça bem a anatomia facial e o produto a ser utilizado. Segundo Almeida, os dermatologistas e cirurgiões plásticos são os mais indicados no caso dos procedimentos cosmiátricos, que são técnicas que privilegiam a estética e a aparência do paciente.

Existem muitas marcas da toxinas para uso estético. Como algumas têm ação mais ampla do que outras, podem paralisar a região ou atingir um músculo indesejado se forem aplicadas além do necessário.

Como E Em Que Zona Docorpo Humano E Feito O Tratamento De Botulinica?

Botox faz mal?

Se aplicada em doses corretas, a toxina não prejudica o paciente, nem em longo prazo, afirma a dermatologista.

“Os efeitos do botox são completamente reversíveis e os ingredientes contidos nele são absorvidos pelo corpo com o tempo”, diz Almeida.

“Além disso, a dosagem aplicada com seringas e agulhas do tipo de insulina para diminuir a aparências das rugas é muito baixa. O perigo de intoxicação ou de infecções existe, mas é pequeno, diz Almeida”.

Contudo, se aplicado em grandes quantidades ou atingir músculos que não sejam da região a ser tratada, o botox pode causar paralisia em outras partes do corpo. Outro risco da aplicação é a contaminação por botulismo que, apesar de muito rara, pode ocorrer por inexperiência do profissional.

O botulismo é uma doença causada pela bactéria da qual é fabricado o botox e pode paralisar os músculos, além de causar dificuldades para deglutir os alimentos.

Em casos graves, o micro-organismo prejudica a respiração e pode até fazer com que o coração, maior músculo do corpo humano, perca sua elasticidade.

Contudo, para que a doença se desenvolva, a substância deve ser injetada em grande quantidade no organismo uma vez que o modo mais comum de adquirir a doença é pela ingestão da toxina.

O Food and Drug Administration (FDA), órgão que regulamenta o uso de fármacos e alimentos nos Estados Unidos, afirma que o risco mortal de botulismo existe apenas no produto obtido no mercado ilegal, pois não possui certificado de qualidade. No Brasil, a toxina para procedimento é certificada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Botox para homens e mulheres

O público feminino ainda lidera a busca por procedimentos estéticos nos consultórios dermatológicos brasileiros. Contudo, os homens, principalmente os mais jovens, têm procurado cada vez mais esses tipos de tratamentos nos últimos anos, segundo Almeida.

A especialista brinca ao dizer que primeiro os homens mandam as esposas testarem o tratamento para rejuvenescer. Se o resultado agradar, eles as imitam. Almeida conta que a idade média dos interessados diminuiu: eles têm buscado os consultórios já a partir dos 35 anos.

“Não há idade limite. Há pacientes com 70 anos que recebem aplicações de botox. O que muda é a intensidade do tratamento”, diz Almeida. Ela explica que, ao contrário do que se pensa, os músculos não ficam resistentes ao produto. Na maioria das vezes, o efeito é o mesmo.

Com o envelhecimento da pele, é possível que a aplicação de doses maiores seja necessária. Mas ela alerta que, em alguns casos, algumas pessoas podem desenvolver anticorpos para a toxina, o que tende a aumentar a resistência aos efeitos do produto.

Por esse motivo, é importante respeitar o intervalo de quatro a seis meses entre as aplicações.

Aparência plastificada

Um dos medos que ronda as pessoas que se submetem às aplicações de botox é a possibilidade de ficar com a expressão facial plasticada. Almeida afirma que na maioria das vezes é o próprio paciente quem pede esse aspecto. “Muitos acham bonito, é uma questão de gosto. Alguns pedem para desse jeito, outros preferem algo mais natural”, comenta.

“Na ocasião do tratamento, é essencial que o médico considere a idade do paciente para que ele não fique com a aparência falsa. Se você olhar uma pessoa de 70 anos que não tem nenhuma ruga, vai pensar, e com razão, que alguma coisa está errada, afirma Almeida.”

Leia também:  Nao Trate Como Primeira Opção Quem Te Trata Como Segunda?

Outros tratamentos

A dermatologista diz que outra evidência de que a toxina botulínica tipo A não traz efeitos colaterais é o fato de que ela pode ser usada em diversos tratamentos terapêuticos. Nesses casos, as doses usadas são maiores, já que o local a ser tratado é maior.

A descoberta do uso da toxina botulínica tipo A para o tratamento de rugas foi feita pelo casal de oftamologistas canadenses Jean e Alastair Carruthers em 1987 quando a utilizavam para tratar bleforospasmo, doença que causa uma disfunção muscular na região dos olhos.

A toxina pode ser usada também em tratamentos de paralisia facial e em pacientes que sofreram acidente vascular cerebral AVC. Como relaxante muscular, ele pode auxiliar também no tratamento de casos de atrofia ou dores de cabeça de origem muscular.

Como E Em Que Zona Docorpo Humano E Feito O Tratamento De Botulinica?

 

Dê o play e assista um resumo desse artigo!

Botox: tratamento estético elimina rugas ou apenas as previne?

A toxina botulínica é popularmente conhecida como “botox”, que é a marca de uma das toxinas botulínicas. Essa toxina é produzida por uma bactéria chamada Clostridium botulinum.

É a mesma bactéria causadora da doença botulismo, mas a toxina botulínica industrializada é purificada e usada em doses que não causam a doença.

A toxina é aplicada no músculo e provoca o relaxamento da região.

A toxina pode ser aplicada em locais em que há rugas de expressão. Pelo uso contínuo da musculatura da mímica facial, a pele ao longo do tempo vai ficando marcada e craquelada. Os locais mais comuns de apresentarem essas rugas são: rugas horizontais da testa, rugas de “bravo”, “pés de galinha”.

A toxina tem sido bastante aplicada como prevenção, para que essas rugas não fiquem marcadas no futuro. A partir dos 25 anos, já podemos considerar a aplicação, porém de maneira individual.

Entretanto, não é apenas preventivo. O uso da toxina para TRATAMENTO de rugas também é válido; é possível amenizar, mesmo com as rugas já formadas, as marcas dessas regiões, e evitar que piorem no futuro.

  • Assim, a toxina botulínica é considerada tanto para prevenção, quanto para o tratamento de rugas.
  • Consulte sempre seu médico dermatologista para maiores informações deste tratamento.
  • CONFIRA TODOS OS TRATAMENTOS DA CLÍNICA DE DERMATOLOGIA MD SKIN OFERECE

ACNE O que é: a acne é uma doença inflamatória da pele, de origem multifatorial. Entre as principais causas da condição, podemos destacar a herança genética, as alterações hormonais e a oleosidade excessiva da pele em conjunto com a proliferação de bactérias. Saiba mais

DERMATITE SEBORREICA O que é? A Dermatite Seborreica, popularmente conhecida como caspa, é uma doença inflamatória da pele que provoca quadros de descamação e coceira, principalmente em regiões como couro cabeludo. Saiba mais

LUPUS CUTÂNEO O que é: O lupus é uma doença autoimune, na qual o sistema imunológico reage contra as células do próprio corpo. A pele é, em 80% dos casos, o órgão mais afetado e, por isso, o médico dermatologista é frequentemente o responsável pelo diagnóstico da doença. Saiba mais

  1. ROSÁCEA O que é: Trata-se de uma doença inflamatória, vascular e crônica, que provoca áreas de vermelhidão, telangiectasias e surgimento de pápulas ou pústulas, especialmente na região das bochechas, nariz, testa e queixo. Saiba mais
  2. ALOPÉCIA AREATA O que é: a alopecia areata, também conhecida como alopécia pelada, é uma das doenças que provoca a queda dos cabelos. Relacionada com fatores autoimunes, em que as próprias células de defesa agem contra os pelos do couro
  3. cabeludo e de qualquer região do corpo, essa doença acomete entre 1 a 2 % da população, sem predileção por sexo. Saiba mais
  4. DERMATOSCOPIA O que é: A dermatoscopia é um exame que permite a avaliação detalhada de manchas, pintas e lesões na pele, couro cabeludo, unhas e mucosas. Saiba mais
  5. MELASMA O que é: Melasma é uma condição caracterizada pelo surgimento de manchas em tons de marrom localizadas, principalmente, na face, no colo e braços .Saiba mais
  6. SIRINGOMAS O que é: Siringoma é o nome dado à condição caracterizada pelo surgimento de pequenas protuberâncias, especialmente ao redor dos olhos e na parte superior da bochecha. Saiba mais
  7. CALVÍCIE O que é: a alopécia androgenética, popularmente conhecida como calvície, é uma doença capilar que acomete homens e mulheres, provocando o afinamento dos cabelos, a diminuição do volume de fios e, progressivamente, a queda capilar. Saiba mais
  8. EFLÚVIO TELÓGENO O que é: o Eflúvio Telógeno é a condição que provoca a queda de cabelo de forma intensa, devido à algum fator desencadeante pontual. Saiba mais
  9. MICOSES O que é: a Micose é uma doença infecciosa que acomete a pele, unhas e cabelos, devido à ação de fungos em ambientes com alta umidade e calor. Saiba mais

URTICÁRIA O que é: A urticária é uma doença de pele, caracterizada pelo surgimento de lesões avermelhadas e elevadas, que coçam muito. As lesões também podem provocar a sensação de ardor ou queimação. Saiba mais

CÂNCER DE PELE O que é: O Câncer de Pele é considerado um dos cânceres mais prevalentes entre os brasileiros. A doença surge em decorrência do aumento descontrolado das células do tecido epitelial. Saiba mais

FOLICULITE O que é: A foliculite é uma inflamação dos folículos pilosos causada pela ação de bactérias e fungos. Métodos de depilação agressivos também podem ser a causa da foliculite . Saiba mais

NEVOS O que é: Nevos são pequenas manchas marrons na pele, conhecidos popularmente como pintas ou sinais. Saiba mais

VERRUGAS O que é: As verrugas são lesões benignas, causadas pelo papilomavírus humano (HPV), que provocam um crescimento anormal das células da pele. Saiba mais

DERMATITE ATÓPICA O que é? A Dermatite Atópica é uma doença crônica da pele, provocada por fatores genéticos e muito comum em pacientes com histórico de doenças alérgicas e respiratórias. Saiba mais

  • HERPES O que é: a Herpes é uma doença viral, provocada principalmente por dois tipos de vírus: o Varicela-Zóster (VVZ), que causa catapora e o “cobreiro” (herpes zóster) e os herpesvírus tipo 1 e tipo 2, que causam o chamado herpes simples. Saiba mais
  • PSORÍASE O que é: a Psoríase é uma doença crônica, cíclica e não contagiosa, que apresenta como sintomas o surgimento de placas avermelhadas e descamativas na pele. Saiba mais
  • VITILIGO O que é: O Vitiligo é uma condição caracterizada pela diminuição ou ausência de melanócitos na pele, provocando a perda da coloração. Saiba mais
Leia também:  Como Saber Quem Está Online No Whatsapp?

DERMATITE DE CONTATO O que é? A Dermatite de Contato é uma reação inflamatória da pele provocada pelo contato direto com componentes alérgicos ou irritativos, como sabonetes, detergentes, solventes ou outras substâncias químicas. Saiba mais

HIPERIDROSE O que é: A hiperidrose é uma condição que provoca suor excessivo em regiões como axilas, palmas das mãos, rosto, cabeça, plantas dos pés e virilha, devido às glândulas sudoríparas hiperfuncionantes. Saiba mais

QUELOIDE O que é: Queloide é nome dado ao crescimento anormal de um tecido cicatricial após um corte ou incisão cirúrgica. Trata-se de uma alteração benigna, em que o tecido cicatricial cresce sem respeitar os limites da ferida original. Saiba mais

  1. DERMATOLOGIA CIRÚRGICA
  2. BIÓPSIA A biópsia é o procedimento que visa retirar um pequeno fragmento da pele ou da mucosa para análise patológica, a fim de diagnosticar doenças tumorais ou inflamatórias. Saiba mais
  3. RETIRADA DE SINAIS A retirada de sinais é uma técnica aplicada para remover as pintas e lesões suspeitas (que tenham potencial de virar um câncer de pele) após a análise clínica da pele. Saiba mais
  4. CIRURGIA DE UNHA ENCRAVADA Em alguns casos avançados de pacientes com unhas encravadas que não respondem ao tratamento clínico, a cirurgia de unha encravada pode ser a melhor opção. Saiba mais
  5. CIRURGIA MICROGRÁFICA Trata-se de uma técnica cirúrgica que permite retirar apenas o tumor de maneira muito precisa, controlando microscopicamente todo o procedimento. Saiba mais
  6. CRIOCIRURGIA A criocirurgia é um tratamento realizado por meio do nitrogênio líquido, que visa, por meio da diminuição da temperatura dos tecidos ou das células a -196°C, provocar o congelamento e a remoção das lesões cutâneas. Saiba mais
  7. CURETAGEM A curetagem é uma técnica da Cirurgia Dermatológica que utiliza um instrumento cortante, chamado de cureta, para raspar a pele e remover lesões. Saiba mais
  8. ELETROCAUTERIZAÇÃO DE LESÕES A eletrocauterização de lesões é um procedimento que utiliza a eletricidade e o calor para destruir as lesões da pele, por meio de um aparelho chamado eletrocautério.
  9. DERMATOLOGIA COSMIÁTRICA
  10. BIOESTIMULADORES DE COLÁGENO Os bioestimuladores cutâneos são componentes que, ao serem injetados na pele, estimulam a produção de colágeno e elastina pelo organismo, promovendo a melhora da textura e o aumento da firmeza e espessura da pele. Saiba mais
  11. MICROAGULHAMENTO O microagulhamento é um tratamento feito com o auxílio de um aparelho de rolamento – roller – composto por diversas agulhas finas. Saiba mais
  12. TRATAMENTO PARA FLACIDEZ A flacidez de pele, também conhecida como hipotonia tissular, ocorre quando há a perda de elasticidade e firmeza da pele. Saiba mais
  13. HIDRATAÇÃO INJETÁVEL – SKINBOOSTER A hidratação injetável é um procedimento que visa injetar ácido hialurônico (em reologia específica e mais fluida) de forma superficial na pele. Saiba mais
  14. MMP – MICROINFUSÃO DE MEDICAMENTOS NA PELE O MMP® (Microinfusão de Medicamentos na Pele) é um tratamento que visa aplicar, por meio de um aparelho elétrico com microagulhas em sua extremidade. Saiba mais

TRATAMENTO PARA OLHEIRAS As olheiras são, sem dúvida, uma das queixas mais frequentes em consultório. Elas podem ter diferentes características e causas, o que influencia na escolha do tratamento mais adequado. Saiba mais

LASER FRACIONADO NÃO-ABLATIVO O Laser Fracionado não-ablativo é um tipo de laser que penetra na pele em forma de micro colunas, atingindo frações da derme e estimulando a produção de colágeno. Saiba mais

PEELINGS O termo Peeling é derivado do verbo peel que, em inglês, significa descamar. Trata-se de uma procedimento que realiza algum grau de remoção das camadas da pele, destruindo, de forma controlada, parte da epiderme e, em alguns casos. Saiba mais

  • LASER Q-SWITCHED Os lasers Q-Switched são lasers de pulso ultrarrápido e alta intensidade, que emitem ondas de energia extremamente rápidas, quebrando os pigmentos presentes na pele e fazendo com que eles sejam digeridos e eliminados pelas células de defesa do organismo. Saiba mais
  • TOXINA BOTULÍNICA A Toxina Botulínica, popularmente conhecida pelo nome comercial “Botox”, é uma substância derivada da bactéria Clostridium botulinum, que bloqueia os sinais nervosos musculares, diminuindo a contração muscular. Saiba mais
  • LUZ INTENSA PULSADA A Luz Intensa Pulsada consiste em um aparelho que possui uma lâmpada flash de alta energia e emite luz específica e gera calor, a fim de tratar diferentes queixas. Saiba mais
  • TRATAMENTO PARA ESTRIAS

As estrias são cicatrizes cutâneas que ocorrem devido à ruptura das fibras elásticas na derme. Geralmente, elas surgem em decorrência do estiramento excessivo ou abrupto da pele, em situações como o ganho de peso, gestação ou durante a fase de crescimento. Saiba mais

SAUDE CAPÍLAR

DIAGNÓSTICO DA QUEDA DE CABELO A queda dos cabelos, ou alopecia, pode ser desencadeada por diversas causas e doenças. Para diagnosticar de forma adequada a queda capilar. Saiba mais

  1. LED CAPILAR O LED Capilar é um tratamento que visa emitir luz específica no couro cabeludo e nos fios, com o objetivo de combater a queda dos cabelos e melhorar a saúde dos cabelos, tornando-os mais fortes e bonitos. Saiba mais
  2. MMP® CAPILAR -O MMP® (Microinfusão de Medicamentos na Pele) é um tratamento realizado com o auxílio de um aparelho elétrico com microagulhas em sua extremidade. Saiba mais
  3. TRICOSCOPIA A Tricoscopia é um exame capilar indolor, realizado dentro do consultório médico, com o auxílio de um videodermatoscópio, aparelho que fornece imagens detalhadas do couro cabeludo e dos fios. Saiba mais

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*