Como Descobrir Qual O Emprego Ideal?

Responder com convicção qual é o seu emprego ideal não é das tarefas mais fáceis. Mais do que uma função em específico, outros fatores também influenciam sobre a vaga dos sonhos: ambiente de trabalho, cultura da empresa, oportunidade de crescimento e, claro, remuneração.

LEIA TAMBÉM: Como ser bem-sucedido quando seu chefe o odeia

A melhor forma de responder à questão “Qual é o seu emprego ideal?” é identificar um elemento da vaga que mais o interesse. Apesar de ainda não saber se o trabalho é ideal ou não para você, é possível encontrar uma característica que o atraia. Portanto, se questionado sobre isso, mencione a única coisa sobre a oportunidade que o levou a enviar o currículo para a empresa.

Lembre-se também de preparar uma resposta a essa pergunta antes de qualquer entrevista para não ter de improvisar na hora.

Veja, na galeria de fotos a seguir, 5 exemplos de respostas sobre qual o emprego ideal que vão impressionar os entrevistadores, divididos por área de atuação:

  • Como Descobrir Qual O Emprego Ideal?
    1) Área financeira
    O trabalho se torna mais divertido e interessante à medida em que me aprofundo nos processos por trás dos números. O que me mais me atrai nesse emprego é a interação com vendas e marketing, duas áreas de negócios que me interessam bastante.

    iStock

  • Como Descobrir Qual O Emprego Ideal?
    2) Atendimento ao cliente
    Sempre estou animado para um novo desafio e esse emprego pode me oferecer muito disso, já que a companhia cresce continuamente no âmbito internacional, e parece que o ritmo daqui é bem rápido.

    iStock

  • Como Descobrir Qual O Emprego Ideal?
    3) Administração de empresas
    Sou feliz em qualquer emprego que posso focar em tornar a cultura de trabalho incrível tanto quanto me concentro nas políticas e práticas de recursos humanos. Eu vi os anúncios e ouvi muitas coisas boas sobre a empresa, então, posso dizer que se preocupam bastante em construir esse ambiente.

    iStock

  • Como Descobrir Qual O Emprego Ideal?
    4) Marketing
    Procuro por um emprego onde posso ficar à frente do marketing digital e parece que a sua companhia é muito avançada nesse ponto. Qual é a sua opinião?

    iStock

  • Como Descobrir Qual O Emprego Ideal?
    5) Vendas
    Meu emprego ideal é um que me permita trabalhar de perto com representantes de vendas, isso foi o que me chamou a atenção logo que li o anúncio. Estou à procura de um emprego de suporte de vendas com muita interação e onde eu possa apoiar melhor sua equipe comercial.

1) Área financeira
O trabalho se torna mais divertido e interessante à medida em que me aprofundo nos processos por trás dos números. O que me mais me atrai nesse emprego é a interação com vendas e marketing, duas áreas de negócios que me interessam bastante.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected])

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).

  • dicas
  • Emprego
  • entrevista
  • perguntas

13 dicas de como procurar emprego ideal para seu perfil

  • Na busca de uma nova colocação no mercado ou no início da vida profissional, saber como procurar emprego é muito importante.
  • Pode parecer algo simples, mas com a forte concorrência de outros candidatos e com os mercados enfraquecidos, os detalhes fazem toda diferença.
  • Desde a produção do currículo até a forma de divulgação dele, tudo interfere na sua visibilidade diante das empresas.

O profissional precisa ter foco na sua busca, saber como posicionar suas experiências passadas e se manter confiante e seguro nessa tarefa.

Com algumas boas atitudes, é possível estar cada vez mais perto da nova oportunidade tão desejada!

Veja como conduzir a sua busca, além de algumas dicas de como se manter financeiramente estável nesse período.

1. Tenha foco na sua busca

A busca por um novo emprego, algumas vezes, envolve a ansiedade e o caráter de urgência. Apesar de ser completamente compreensível, esse fator não pode tirar você do foco.

Oportunidades diversas vão surgir, sendo algumas delas totalmente fora da sua área de atuação. Vale mesmo a pena?

Pode ser difícil retornar ao seu segmento depois disso, o que vai se mostrar como um grande retrocesso na sua carreira. Portanto, nessa busca, ainda que seja complicado estar desempregado, mantenha-se fiel às suas perspectivas e pense a longo prazo.

2. Desenvolva o currículo

Seu currículo é uma preocupação crucial ao saber como procurar emprego. Nele, você mostra às empresas todas as suas competências, sua formação, sua experiência e seus objetivos. Por isso, é importante dispor esses dados de maneira eficiente e que facilite o recrutador.

Informe os seus dados pessoais, mostre que sua perspectiva profissional está relacionada com a oportunidade em questão, destaque suas habilidades e reforce as experiências que credenciam você ao emprego. Esses pontos são indispensáveis para um currículo de sucesso.

3. Relate suas experiências

As experiências profissionais são uma comprovação concreta de que o candidato já trabalhou na função ou em áreas correlatas e que o capacitaram.

Elas devem estar no currículo com uma breve descrição das demandas que geralmente eram desempenhadas nesses cargos ocupados.

Não é necessário elencar experiências que não tenham relação com a vaga ofertada. Além disso, você não precisa descrever os meses de entrada e saída.

Indique apenas o ano, já que isso protege sua imagem profissional caso você tenha ficado muitos meses desempregado.

4. Inclua mais do que seus empregos no currículo

Não são só as experiências que contam. Ao saber como procurar emprego, você também deve entender que outras vivências, pessoais ou profissionais, têm relevância às empresas.

  1. Projetos pessoais, trabalhos voluntários, intercâmbios e trabalhos como freelancer também são importantes.
  2. Algumas dessas atividades podem ter ajudado no desenvolvimento de características pessoais ou profissionais importantes para o novo cargo.
  3. Se você sente que elas foram relevantes e podem causar uma boa impressão nos recrutadores, destaque-as no currículo, reforçando o aprendizado obtido.

5. Divulgue seu currículo

Depois de desenvolver um currículo forte, é hora de divulgá-lo. Você precisa colocá-lo à disposição em plataformas como o LinkedIn e sites voltados para os profissionais.

Eles são uma ponte entre as empresas recrutadoras e os profissionais em busca de uma oportunidade.

Lembre-se de, no currículo, usar palavras-chaves contidas nas descrições das vagas.

Dessa forma, ao divulgar seu currículo, você poderá ser encontrado por sistemas automáticos de busca. Também envie-os para os e-mails de recrutamento das empresas, já que são um canal direto.

6. Fortaleça seu networking

  • O networking é muito necessário para qualquer profissional, só que poucos têm o entendimento do seu impacto em como procurar emprego.
  • Antes de tudo, ter uma rede de contatos é uma forma de divulgar não só o seu currículo, mas você como um profissional preparado e competente.
  • Todo lugar e ocasião são apropriadas para estreitar relacionamentos, fazer amizades e trocar boas ideias sobre o mundo profissional.

É preciso se mostrar solícito, para então conquistar confiança. Essas pessoas podem fazer indicações sobre você, reforçando sua qualidade e capacitação.

7. Seja incansável na busca

Mesmo com todas essas boas dicas, nem sempre essa busca vai dar retornos rápidos. Os índices de emprego no Brasil estão altos e as empresas estão há algum tempo no regime de recessão, o que enfraquece as contratações. O profissional precisa ser determinado e incansável na busca.

Antes de conseguir uma boa posição no mercado, certamente você ouvirá muitos “nãos”. Eles fazem parte até mesmo da sua construção profissional e ajudarão a melhorar seu currículo, sua apresentação e outros pontos importantes. Seja persistente e incansável nessa busca!

8. Direcione seu currículo de acordo com a vaga

Um dos grandes segredos de como procurar emprego é entender que seu currículo não é um documento fixo.

Ele não só pode, como deve ser mudado de acordo com cada vaga. Isso não é uma tentativa de ludibriar os recrutadores, mas de torná-lo mais suscetível a ser interessante.

Um profissional pode ter várias qualificações, o que geralmente é destacado no currículo.

No entanto, dependendo da vaga e de como ela é descrita, seu currículo pode ficar ainda mais próximo das expectativas. Desde que você não exagere ou minta, essas mudanças são positivas.

9. Desenvolva uma carta de apresentação

Uma carta de apresentação costuma ser requerida por determinadas vagas. Dessa forma, esteja pronto para desenvolver a sua.

Ter um modelo é importante, mas assim como o currículo, você pode editar de acordo com o que a vaga pede. O importante é seguir alguns parâmetros básicos.

A carta deve ser breve e apresentar suas qualificações de maneira mais direta para a vaga.

Lembre-se de se referir adequadamente, usando “caro recrutador” ou o nome de quem ela é direcionada. Descreva o motivo do envio da carta e, ao final, encerre assinando e deixando os seus contatos.

10. Busque emprego em diferentes plataformas

Há cada vez mais plataformas de busca de vagas, e entender isso tem muito impacto em como procurar emprego antigamente.

Ir de porta em porta é algo ultrapassado, já que as empresas fazem buscas automatizadas por toda a Internet, além dos sites voltados para vagas.

O LinkedIn é sempre uma rede social importante para isso. Por lá você pode desenvolver seu perfil e receber contatos.

10 passos simples para descobrir sua vocação profissional – Blog daFaculdade FARO

Quem nunca ouviu aquela famosa pergunta: “o que você quer ser quando crescer?”? Encontrar a melhor resposta não é uma tarefa fácil, porque é necessário muito estudo e dedicação para identificar a vocação profissional.

Nem sempre um estudante está preparado emocionalmente para escolher a carreira. A falta de experiência e orientação, além da pressão para tomar uma decisão, aumentam as chances de ele optar por uma profissão com a qual não tem afinidade.

Para ajudá-lo a enfrentar essa situação da melhor forma, separamos 10 passos simples para descobrir a sua vocação profissional e ajudar na definição dos melhores rumos para a sua carreira. Continue a leitura e saiba quais são!

1. Busque o autoconhecimento

O autoconhecimento é o ponto de partida para descobrir a vocação profissional, mas não é simples alcançá-lo de maneira plena: esse é um processo constante na nossa vida. Mesmo assim, você pode analisar as suas características pessoais para visualizar a profissão que pretende exercer no futuro.

Por exemplo, uma pessoa extrovertida e com facilidade de comunicação pode avaliar a possibilidade de trabalhar com relações públicas ou jornalismo, que exigem essa desenvoltura.

No caso dos mais compenetrados e que gostam de fazer cálculos, os diversos segmentos da engenharia e outras profissões no ramo de tecnologia da informação podem ser alternativas interessantes.

Mas essa não é uma regra definitiva: o recomendado é unir as características mais presentes no seu comportamento com os aspectos essenciais para um bom desempenho na profissão. Seguindo essa dica, aumentam suas chances de acertar na escolha.

Leia também:  Como Lutar Por Alguem Que Amamos?

2. Mantenha-se bem informado sobre as carreiras

Se você gosta de animais, provavelmente já lhe disseram que poderia ser veterinário. Sem dúvida, esse é um fator que pode ser considerado ao optar por essa carreira, mas não é suficiente para definir o seu futuro profissional.

Antes de decidir, avalie os conhecimentos necessários para exercer uma profissão e veja as oportunidades disponíveis no mercado de trabalho. Quanto mais estiver informado sobre as atividades envolvidas na carreira, mais fácil será tomar uma decisão consciente, evitando falsas expectativas.

Você pode (e deve!) ouvir a opinião de familiares e amigos sobre qual carreira pretende seguir. Porém, a sua decisão deve ser feita avaliando os aspectos positivos e os negativos de seguir uma determinada profissão, de acordo com os seus desejos.

3. Converse com profissionais mais experientes

Imagine-se bastante empolgado em ser professor de inglês. Um dos motivos é que tem uma grande fluência nesse idioma, que é um ponto favorável para seguir essa carreira. Mas você já sabe como é o dia a dia da profissão? A rotina de preparar aulas, provas, fazer correções e lidar com alunos pode não ser adequada ao seu perfil.

Por isso, é interessante verificar como é a rotina dos profissionais da área, as condições de trabalho e a remuneração. Para não ter uma decepção, o indicado é conversar com pessoas que já estão no mercado de trabalho e esclarecer todas as suas dúvidas.

Elas vão ajudá-lo a mostrar como é a realidade da carreira, para que você identifique se essa é realmente a sua vocação profissional. Infelizmente, o fato de apresentar uma habilidade para exercer um cargo não é sinônimo de sucesso profissional, nem de realização pessoal.

4. Tenha calma para descobrir a vocação profissional

Como diz o ditado popular: a pressa é inimiga da perfeição. Ficar muito ansioso para definir a carreira não é o melhor caminho para resolver essa situação. Por isso, procure ler, com muito cuidado, os guias que falam sobre as características das profissões, como:

  • áreas do conhecimento mais cobradas durante a faculdade;
  • oportunidades de trabalho na área;
  • requisitos necessários para ser um profissional acima da média;
  • melhores instituições de ensino superior para fazer um bom curso e estar mais bem preparado para o mercado de trabalho.

Se você chegou ao ensino médio e não tem uma visão clara da profissão que deseja seguir, a dica é buscar informações em blogs, como o da Faculdade de Rondônia (FARO), e em sites especializados no auxílio a estudantes que querem descobrir a sua vocação profissional.

Essa é uma decisão que deve ser feita com calma, com base em várias informações e de forma consciente. Portanto, também não deixe para decidir somente no momento de se inscrever para o vestibular.

5. Saiba unir os interesses pessoais com os profissionais

Conhecer a vocação profissional é o primeiro passo para o sucesso. Portanto, escolher uma carreira que o deixe feliz consigo mesmo, inegavelmente, é uma grande vantagem. Apesar disso, você não pode ignorar algo importante para uma boa qualidade de vida: a remuneração.

Imagine que você deseje se casar e ter dois filhos. Porém, a carreira que escolheu não oferece uma renda familiar que garanta o padrão de vida que espera. Nesse caso, existem duas opções: buscar complementar a renda com outras atividades ou procurar outra profissão que lhe permita dar melhores condições para os seus familiares.

É fundamental conciliar os interesses profissionais com os anseios da vida pessoal e o padrão de vida desejado. Assim, você conseguirá ter um desempenho melhor na carreira e poderá construir bons relacionamentos com amigos e familiares.

6. Busque ajuda para escolher uma profissão

Conversar com profissionais renomados, dialogar com parentes e estudar bastante o mercado de trabalho são iniciativas que ajudam a definir a melhor opção.

Se isso não for o suficiente para facilitar a escolha, você também pode fazer uma orientação de carreirapara encontrar as mais adequadas para o seu perfil.

A internet oferece diversas opções de testes, com perguntas simples que podem dar uma boa noção sobre a sua vocação.

Outra opção interessante é o apoio profissional de psicólogos, pedagogos ou coaches. Eles auxiliam na busca pelo autoconhecimento e na identificação de afinidades. Além disso, aplicam testes mais complexos e profundos, analisando as suas características e habilidades para encontrar as opções mais adequadas para o seu perfil.

Com base nessas informações, você consegue limitar as alternativas e pesquisar mais profundamente cada profissão. Assim, também fica sabendo as áreas de atuação e habilidades necessárias em cada uma, facilitando a sua escolha.

7. Considere a possibilidade de tornar o hobby uma profissão

Você tem algum hobby? Muitas vezes, eles podem se tornar uma profissão ou, ao menos, ajudar a encontrar uma boa carreira. Por exemplo, se você gosta de leitura, escrita e interpretação, o curso de Direito oferece diversas áreas de atuação. Por outro lado, se você gosta de cálculos ou de desenvolver projetos e desenhos, a engenharia pode ser uma boa alternativa.

Porém, se seus hobbies são mais específicos, como pintar, fazer artesanato ou cozinhar, também vale a pena investir.

Você pode começar a fazer itens para vender e escolher um curso que ajude na profissionalização do seu negócio.

O curso de administração, por exemplo, pode ajudar a montar uma empresa de sucesso e monetizar o seu hobby, para que tenha ótimos rendimentos e inicie uma carreira de sucesso.

8. Tenha atitude para mudar de ideia

Pense que seus pais sejam médicos exemplares no segmento em que atuam. Por isso, você optou, inicialmente, por seguir a trajetória deles no âmbito profissional, mas, com os anos de estudo no colégio, percebeu que tinha mais afinidade com carreiras da área de ciências humanas (advocacia, publicidade, jornalismo etc.).

Isso é muito comum, mas algumas pessoas ficam com medo ou vergonha de mudar de ideia e reavaliar a sua vocação profissional. Com certeza, é necessário coragem para isso, principalmente porque alguns familiares e as pessoas mais próximas podem não compreender essa mudança.

Por isso, se você quer encontrar sua verdadeira vocação, é fundamental que analise o que realmente quer, e, se mudar de ideia, mostre as razões que influenciaram a sua decisão. Explique-as com calma e clareza para transmitir confiança e provar que está no rumo certo.

9. Esteja sempre estudando

O mercado de trabalho passa por constantes transformações, principalmente nos últimos anos, por causa do avanço tecnológico e da nova mentalidade das empresas, que agora priorizam a inovação e o consumo consciente, reduzindo despesas desnecessárias.

Entender a dinâmica das profissões e definir a ideal para você exige bastante estudo. A construção da carreira é um processo constante, por isso, a vocação profissional é tão importante. Afinal, escolher uma profissão da qual realmente goste facilita esse processo de buscar sempre novos conhecimentos e acompanhar a evolução do mercado.

Isso é importante para planejar a sua trajetória no mercado de trabalho da melhor maneira possível e manter expectativas alinhadas às possibilidades reais da sua carreira.

10. Permita-se mudar

Um erro muito comum ao escolher uma carreira é acreditar que essa deve ser uma decisão para a vida toda. É certo que várias pessoas conseguem escolher uma profissão ao sair do ensino médio e trabalham felizes com essa decisão até a aposentadoria.

Porém, tenha em mente que é possível mudar de ideia e descobrir outra vocação profissional no futuro. Isso é normal e não significa que você errou na primeira decisão: muitas vezes, a sua própria evolução na carreira indica novos caminhos para seguir.

O importante é estar pronto para traçar novas metas e buscar as qualificações necessárias para ingressar na nova profissão. Uma segunda graduação ou uma especialização podem ajudar a atingir esses objetivos.

Como vimos, escolher uma profissão não é uma tarefa fácil, mas existem diversas formas de tornar essa missão bem mais simples, como seguir essas dicas sobre como descobrir a sua vocação profissional. Basta ter foco, dedicação, planejamento e vontade de aprender para colocar todas em prática.

Se você gostou deste texto e deseja acompanhar outros conteúdos sobre o assunto, assine agora mesmo a nossa newsletter. Você vai receber nossas atualizações por e-mail e, com certeza, encontrará textos incríveis que vão ajudá-lo a escolher a carreira perfeita para concretizar os seus sonhos!

4 dicas para encontrar o emprego perfeito!

Candidatos Carreira

Por Contratanet · 13 de outubro de 2014

O mercado de trabalho está cada dia mais competitivo. Você sofre constantemente com a necessidade de se destacar e de se atualizar. Mas e sua satisfação em relação ao trabalho? Você gosta do emprego no qual você está atualmente? Ainda que ele não seja seu emprego dos sonhos, ele faz parte de um projeto maior, que visa ao alcance de novas posições profissionais?

É muito importante que essa reflexão seja feita, porque cada posto de trabalho possui características próprias, principalmente se levados em consideração os perfis de cada empresa. Se você passa por esse dilema em relação ao mercado de trabalho, veja as principais dicas que você deve saber para encontrar o emprego perfeito:

1 – Descubra seu perfil

Independentemente da área em que você se formou, o primeiro passo para a escolha do emprego ideal é descobrir qual é seu perfil como empregado. Você tem características de líder, ou de membro de uma equipe? Prefere tarefas individuais ou coletivas? Essa é uma das principais perguntas que você deve fazer antes de procurar um emprego.

Para isso, é importante observar como você se comporta em situações de estresse profissional, como prefere aprender e se relacionar com os colegas de trabalho etc.

Muitas dessas características podem ser observadas antes mesmo da entrada no mercado de trabalho, no âmbito familiar ou escolar. Essas informações contribuem para que você escolha um emprego que mais adeque a suas características pessoais.

De nada adianta estar em um emprego altamente cobiçado no mercado de trabalho, se seu perfil não se encaixa nele.

2 – Qual é a faixa salarial que você pretende ganhar?

Seja realista nesse ponto, pois essa não é meramente uma decisão econômica. Os níveis salariais pretendidos decorrem de uma conjunção de fatores: salário médio do mercado; sua formação acadêmica e técnica; sua experiência profissional; etc.

Por essa razão, é importante verificar em qual patamar você se encaixa entre os profissionais da sua área para, só então, selecionar empregos de acordo com as faixas salariais.

Não podemos nos esquecer, entretanto, que você deve estabelecer um mínimo salarial que está disposto a ganhar, até mesmo em razão de suas necessidades financeiras e orçamentárias.

Além do salário-base, leve em consideração vantagens, benefícios e outras condições do contrato de trabalho, fatores que devem ser analisados com muito cuidado em busca por um emprego perfeito para você.

Leia também:  Como Lidar Com Uma Pessoa Que Nos?

3 – Verifique a reputação da empresa no mercado

Antes de escolher em qual empresa pretende trabalhar, é importante que você pesquise bem como o mercado percebe aquela organização, o que ela pode acrescentar ao seu currículo (caso você pretenda alçar novas posições no futuro, em outras empresas) e quais serão as oportunidades de crescimento profissional por meio desse emprego. Isso pode ser feito por meio de pesquisa na internet, conversa com amigos e colegas de trabalho.

4 – Reflita sobre as condições de trabalho

As condições de trabalho envolvem diversos fatores, que devem ser minuciosamente considerados: tempo de deslocamento de sua casa até o trabalho; vantagens e benefícios oferecidos pela empresa; reputação da empresa entre ex-empregados e colegas de trabalho; respeito à legislação trabalhista; entre outros aspectos. Pensar sobre esses pontos não é mera questão de comodidade. Isso influi diretamente na qualidade de vida e de trabalho que você terá no curso de sua trajetória profissional.

Que tal já começar a busca pelo emprego que tanto sonha? Cadastre seu currículo gratuitamente no portal de vagas Contratanet e concorra às melhores vagas.

4 passos para encontrar o trabalho perfeito para você

Se você é um inquieto, com certeza está em busca do trabalho perfeito para você! Mas a cada dia que ele não aparece, a gente começa a ficar desanimado.

Ainda mais quando aparece aquele tio chato para coroar o seu desânimo e fala: “se trabalho fosse bom, não me pagariam para fazer”.

Daí você começa a acreditar nisso e bate um desespero: você se sente preso nessa vida, sem esperanças de um dia escapar desta triste sina.

Calma, amigos! A gente está aqui para mostrar que existe trabalho bom sim e é possível fazer o que ama. Afinal, já dizia o filósofo chinês Confúcio, “encontre um trabalho que você ame fazer e não trabalhe um só dia na sua vida”.

E aí, você prefere ouvir o seu tio chato ou a sabedoria milenar da filosofia chinesa? Pegamos algumas dicas do Loius Efron, autor do livro How to Find a Job, Career and Life you Love (Como encontrar um trabalho, uma carreira e uma vida que você ame), para te ajudar nessa busca! 

Entenda o que você realmente quer fazer!

Você já parou para pensar o que você realmente quer fazer? Bem, tire um tempo para pensar nisso, afinal não estamos falando apenas do trabalho perfeito, mas também da sua carreira profissional e da sua vida como um todo.

“Para fazer isso, responda as oito perguntas a seguir. Uma vez que você tiver as suas respostas, revise-as para encontrar temas e provas sobre quais trabalhos você deveria tentar”, explica Louis.

As perguntas são as seguintes:

1. O que me tira da cama pela manhã? 2. Se eu não precisasse de dinheiro, o que eu faria na vida? 3. O que me deixava mais fascinado quando eu era criança? 4.

Quando na minha vida eu fiquei tão apaixonadamente focado em alguma atividade que eu perdi a noção do tempo e do que eu estava fazendo? 5. Pelo que eu gostaria de ser lembrado em vida? 6. O que eu acredito fazer de melhor? 7.

O que outras pessoas falam que eu faço melhor? 8. Pelo que eu sou mais reconhecido na vida e no trabalho?

Experimente, experimente e experimente!

Depois que você amadurecer bastante as ideias com o exercício acima, você terá uma listinha com os trabalhos perfeitos para você! Pelo menos em teoria! Então o segundo passo é arregaçar as mangas e tirar os planos do papel: você precisa realizar várias tarefas para confirmar se você realmente gosta de fazer estes trabalhos.

“A experimentação irá determinar se você tem uma habilidade natural ou o temperamento exigido para o trabalho que você procura. E até se este trabalho irá realizar as suas expectativas e te fazer feliz”, explica Louis.

Avalie a sua vida profissional até agora Em sua experiência como consultor de carreiras, Louis desenvolveu um passo-a-passo para as pessoas que querem encontrar os seus trabalhos perfeitos!

– Faça uma lista de trabalhos que você sempre quis tentar, mas nunca teve coragem ou oportunidade. Para cada um deles, coloque uma explicação de por que você nunca os tentou e o que te impede de tentar agora!

– Coloque a lista de trabalhos que você sempre quis tentar em ordem de mais interessante para menos interessante.

– Elabore um plano de ação e uma linha do tempo para tentar o trabalho no topo da lista – mesmo que seja só por algumas horas, ou no final de semana como voluntário. Vá testando todos os trabalhos da lista na ordem, até ter experimentado todos. Se você ainda está na faculdade, procure estágios nas áreas que você quer.

– Faça anotações do que você gostou ou não em cada uma dessas experiências e se você gostaria de testar algum desses trabalhos novamente.

Faça os ajustes na sua carreira – e ganhe dinheiro com ela!

“Uma vez que você descobrir o que você mais ama, o que faz melhor e o que você curte de verdade fazer, o próximo passo é resolver como ganhar o dinheiro que você precisa fazendo isso”, explica Louis.

Isso quer dizer ser comprometido com o seu trabalho perfeito. Faça um plano de carreira para continuar crescendo profissionalmente na direção que você quiser – e, portanto, em direção à felicidade.

Mesmo que você tenha que arrumar um emprego por algum tempo para juntar dinheiro, faça isso de forma planejada – não deixe a vida te levar. Continue sempre comprometido com os seus objetivos – não se esqueça que “aquele que tem um porquê, consegue superar quase todo como”, como dizia Nietzsche. O final da sua jornada será recompensador: trabalhar no que ama e ganhar dinheiro para isso! 

Pare de se moldar para cada oportunidade

Uma dica extra para quem está em busca do trabalho perfeito não acabar entrando em qualquer emprego só para depois ficar reclamando que não gosta do que faz.

“Quando as pessoas estão procurando por empregos, leem a descrição da vaga e refazem os seus currículos para se encaixar no perfil que elas acreditam que a empresa quer.

Elas recriam a si mesmas para outras especificações”, afirma Louis.

Você é desses que muda completamente o seu currículo, discurso e atitude para cada vaga em que se inscreve? Saiba que dessa forma você está pegando um atalho para conseguir um emprego, mas não um trabalho que você irá se identificar. Segundo Louis, depois de alguns meses você se sentirá frustrado por não ter o perfil daquela empresa e eles também perceberão que você não era a pessoa ideal para o cargo que eles acreditaram ser.

* Este artigo foi originalmente publicado pela 99jobs

Entenda como encontrar um emprego ideal para o seu perfil

Como encontrar um emprego ideal para o seu perfil? Quando o assunto é o mercado de trabalho, torna-se comum acompanharmos a discussão sobre o que os empregadores procuram ao contratar um novo colaborador. No entanto, o outro lado da moeda existe também: profissionais que buscam um trabalho que esteja de acordo com o seu perfil.

Ao atuar em uma companhia que seja alinhada ao seu modo de pensar e agir, as chances de obter sucesso e crescimento são maiores. Sendo assim, para que você saiba como encontrar um emprego ideal, preparamos este post com as principais informações que devem ser ponderadas na procura por uma oportunidade.

Confira a seguir e comece desde já a planejar os próximos passos da sua carreira!

Invista em autoconhecimento

Esse é um dos primeiros pontos que você deve levar em consideração na busca. Afinal, para saber se determinada vaga é perfeita para você, é necessário conhecer suas motivações, preferências e valores.

Além disso, para fazer uma avaliação mais precisa, é importante entender claramente as suas pretensões com uma nova posição. Por exemplo, neste momento a ideia é aprender uma nova atividade? Desenvolver habilidades que já possui? Conquistar posições de nível executivo?

Por isso, reflita com calma sobre a sua trajetória e o que deseja daqui para frente. Avalie o seu nível de preparo para assumir projetos desafiadores. Será que já é hora de considerar esse tipo de atividade? Nesse ponto, o ideal é fazer uma crítica sincera sobre si mesmo.  Entenda suas fraquezas e forças para tomar a decisão certa.

Ter autoconhecimento é decisivo para conquistar o emprego certo para o seu perfil, portanto comece por esse ponto. Caso considere necessário, busque auxílio de um coach de carreira, que vai te dar boas orientações.

Avalie se o seu perfil corresponde ao da empresa

Esse ponto complementa o anterior. Ao se conhecer melhor, é possível avaliar se o perfil da empresa casa com o seu. Por exemplo, atualmente é comum escritórios com perfil mais despojado, onde o clima de descontração é predominante, os horários são flexíveis e há diversas opções de entretenimento, como videogame e sinuca.

Tudo isso parece muito bacana, não é? Agora, será que esse tipo de ambiente tem a ver com seu modo de trabalhar? Você consegue ter concentração e foco nesses ambientes? Se as suas respostas forem sim, perfeito, é provável que se dê bem nesse local.

Entretanto, para quem gosta de lugares silenciosos e com regras mais rígidas, talvez já não seja adequado. Essa situação que apresentamos é apenas um exemplo entre tantas possibilidades que existem no mercado.

Com relação a esse ponto, o profissional deve entender a forma com que a companhia toca os seus negócios no dia a dia e avaliar criteriosamente se está de acordo com o seu perfil.

Aqui vale uma ressalva: por mais que determinados ambientes de trabalho a princípio pareçam interessantes, no decorrer do dia a dia podem se tornar improdutivos para quem não se sente à vontade nas condições oferecidas.

Portanto, a dica é não ignorar as suas características e as da empresa. Para alcançar o sucesso, é preciso que haja sinergia.

Defina a faixa salarial pretendida

O tema salário é sempre um pouco espinhoso, pois nem sempre as expectativas do candidato batem com a do empregador. Porém, já que o objetivo deste artigo é trazer informações sobre como encontrar um emprego ideal, vamos nos ater ao ponto de que o profissional deve ter em mente uma faixa salarial para nortear a sua busca.

Leia também:  Como Fazer Com Que Uma Pessoa Não Te Siga No Instagram?

Isso é importante para fazer uma avaliação das propostas que surgirem para você. Porém, algumas observações são necessárias. Por um lado, aceitar uma remuneração muito aquém das suas habilidades, experiências e formações não é bom para sua carreira e vida pessoal.

Já por outro, não adianta buscar supervalorização e elevar as expectativas de ganhos ao extremo, pois você corre o risco de não encontrar ninguém disposto a pagar. Nessa situação, o que é fundamental se resume em uma palavra: equilíbrio.

Para decidir a sua faixa salarial, veja o seu momento na carreira, as experiências que já teve e pesquise a média de mercado para a função. Ao unir todos esses dados, será possível chegar a um valor mínimo que está disposto a aceitar. Mas, claro, leve em consideração que existem benefícios que tornam a proposta mais interessante.

Busque informações sobre a reputação da empresa

Você deseja que o seu emprego ideal esteja em uma empresa com boa reputação no mercado, não é? Assim, pesquise informações sobre a conduta, os valores e a missão da companhia ao longo dos anos de sua existência.

Além do mais, se possível, busque informações sobre a posição dela no mercado, sobretudo para quem tem o interesse em atingir postos de liderança. Avalie o crescimento da organização, os planos para o futuro e como está o mercado no qual ela atua.

Sabendo desses elementos, você poderá entender um pouco mais sobre os possíveis planos e as chances que terá ao ingressar em um posto de trabalho. Fora isso, pesquise matérias na imprensa que apontem ações sociais, grandes investimentos e, claro, problemas financeiros, demissões em massa e fechamentos de unidades.

Enfim, a ideia é formar um quadro geral sobre a companhia para avaliar o quanto ela é realmente interessante para os seus objetivos.

Analise as condições de trabalho

Por fim, é fundamental ponderar sobre as condições propriamente ditas para executar as tarefas, como segurança, conforto e respeito à legislação trabalhista.

Mas não é só isso: você também deve considerar a distância da sua casa até a empresa, o tempo gasto no deslocamento, o quanto é exigido trabalhar nos fins de semana, a existência de horas extras, entre outras demandas.

Esses pontos causam impacto diretamente na sua vida pessoal e podem provocar grande perda de qualidade no cotidiano. Por conta disso, considere atentamente todos os aspectos. Com o passar dos dias, o desgaste pode tomar conta e a motivação despenca, resultando em desempenho abaixo do esperado.

Como você pôde acompanhar, existem muitas questões que devem ser consideradas na busca pelo emprego perfeito. Portanto, pesar os prós e os contras é indispensável antes de bater o martelo e aceitar uma vaga, certo?

Agora, você já sabe como encontrar um emprego ideal! Que tal então, encontrá-lo em nosso site? Cadastre seu currículo e tenha acesso a vaga por todo o Brasil. Basta clicar aqui!  Aproveite para assinar nossa newsletter e receber mais dicas e informações sobre carreira diretamente no seu e-mail!

Teste Vocacional Online Grátis: descubra sua profissão

Escolher a profissão pode ser o primeiro grande desafio que precisamos enfrentar na carreira. Para te ajudar nessa missão, o PRAVALER disponibiliza um teste vocacional para tornar essa escolha um pouquinho mais fácil, trazendo pra você as carreiras que mais combinam com a sua personalidade.

Ser bem-sucedido(a) na carreira e ter um bom retorno financeiro.

Ter uma carreira em alta no mercado.

Fazer alguma atividade que você realmente goste, mesmo que não seja tão bem remunerado(a).

Ter a oportunidade de melhorar sua comunidade.

Visitar museus e castelos antigos na Europa.

Surfar e fazer esportes radicais na Austrália.

Viajar para os Estados Unidos para fazer compras, como o máximo conforto.

Conhecer uma cultura totalmente diferente no Japão ou China.

Relaxar em uma ilha paradisíaca.

Sempre se esforçou nos estudos e no trabalho e hoje tem uma posição de destaque na carreira.

Viaja bastante e gosta de viver aventuras e novas experiências.

Curte a vida e está sempre descobrindo coisas novas.

É criativa e sempre surpreende com novidades.

Dedica a sua vida a ajudar o próximo.

Algo que você goste de fazer no dia a dia como passatempo.

Um tipo de negócio que esteja em alta no mercado, independente da área ou dos seus gostos pessoais.

Uma empresa onde pudesse trabalhar com amigos e a família.

Uma empresa tradicional, com produtos e serviços que já têm boa comercialização no mercado.

Uma empresa voltada para inovação, em que você pudesse arriscar e desenvolver novos produtos e serviços no mercado.

Fica isolado um tempo, observando o ambiente.

Tenta se aproximar de alguém que possa te integrar ao grupo.

Prefere e se sente melhor sozinho.

Socializa facilmente com muitas pessoas ao mesmo tempo para fazer novos colegas.

Fica constrangido por estar sozinho e deixa o local.

Em shoppings ou lugares com muita agitação.

Não sabe por onde começar a escolher a carreira.

Está na dúvida entre duas carreiras.

Está na dúvida entre três carreiras ou mais.

Tem ideia de qual carreira escolher, mas ainda não tem certeza.

Já escolheu sua profissão e só quer confirmar.

Possuem status e são influentes.

Têm os mesmos gostos e interesses que você.

Compartilham das mesmas ideias.

São muito diferentes de você.

Você não se preocupa com nenhuma característica ao fazer amizades.

Sempre estudar muito e tirar boas notas.

Ser atencioso com os colegas de classe.

Ser muito talentoso nos esportes.

Ser muito agitado nas aulas, levando bronca dos professores com frequência.

Ser engraçado, sempre fazendo os colegas rirem

Guardaria uma parte e investiria outra parte em um negócio.

Faria diversos investimentos com o dinheiro, como bolsa de valores, imóveis, etc.

Guardaria o prêmio e continuaria trabalhando em algo que tem afinidade.

Usaria o prêmio para ajudar a quem precisa.

Se aposentaria e viajaria o mundo.

Ficar próximo de pessoas de sucesso, aprendendo com elas.

Alguma atividade que possa ser realizada em equipe.

Alguma atividade qual tivesse boa remuneração.

Um trabalho voluntário em qualquer causa que você se identifique.

Um jantar para agradecer às pessoas importantes pra você.

Um curso para melhorar sua carreira.

Gastaria o mínimo possível.

Uma empresa no ramo da internet.

Uma fábrica de computadores.

Uma academia ou escola de esportes.

Uma clínica em alguma área da saúde.

Não ser bem-sucedido e não conseguir ser bem remunerado.

Não ser reconhecido em sua área de atuação.

Não conseguir construir uma família.

Não ter tempo para curtir a vida.

Errar na escolha da carreira e ter que mudar depois.

O que é o teste vocacional?

O Teste Vocacional é um instrumento que analisa a vocação, em que é possível identificar a compatibilidade do jovem com as áreas existentes no mercado de trabalho e o seu perfil motivacional.

Podemos dizer que a orientação vocacional também pode ser chamada de orientação profissional, que é o acompanhamento psicológico ideal para quem está em momento de transformação na área profissional e tem como objetivo não só avaliar, mas também auxiliar em momentos de dúvidas e conflitos, entendendo os  valores que regem a vida da pessoa, suas expectativas e habilidades. Dessa forma, há mais chances de realização profissional evitando perdas com mudanças de curso ou abandono de carreira.

Por que fazer um teste vocacional?

É comum terminar o Ensino Médio sem saber muito bem que carreira seguir ou para outras pessoas, essa dúvida já vem diante de alguns anos atuando no mercado de trabalho e percebendo que nem tudo é como se pensou. O processo de decisão profissional é complexo e pressupõe que a pessoa tenha conhecimento de si próprio, da sua maturidade, e informação escolar e profissional que possa sustentar sua decisão.

O teste vocacional é uma ferramenta para apoiar essas escolhas e torná-las mais assertivas e menos propensas a sofrerem mudanças no futuro. Para os jovens, o teste vocacional surge como um instrumento de segurança em meio a tantas decisões importantes que acontecem simultaneamente, como a escolha de uma carreira, desafios pessoais, posicionamento social e questões emocionais.

Então, se você está com dúvidas e incertezas ou conhece alguém que está nessa situação, já sabe qual opção seguir: realize um teste vocacional!

Qual a diferença entre teste vocacional e teste de aptidão?

Como citado acima, o teste vocacional é, basicamente, uma prova/avaliação psicológica para orientar em qual curso ou carreira mais se encaixa no seu perfil. É o momento para se autoconhecer e descobrir áreas que te motivam e mais combinam com você.

Bem, aqui a diferença é simples: enquanto o teste vocacional é uma avaliação mais completa do perfil profissional e te ajuda a escolher um curso, o teste de aptidão é necessário para comprovar que determinada pessoa está apta para exercer uma função específica. Por isso, muitos concursos ou vestibulares pedem que o candidato realize esse teste para comprovar que executará aquela profissão da melhor maneira.

Como o teste vocacional pode te ajudar?

Ele pode ajudar na tomada de decisão de qual caminho seguir. Por meio das suas respostas, o teste vocacional aponta para quais áreas você tem mais aptidões e quais não fazem parte do seu perfil.

Mas, lembre-se: Para que o resultado seja realmente eficiente, é importante ser sincero no momento de responder às perguntas. É essencial pensar bem antes de escolher cada resposta!

Qual profissão combina mais com você?

Muita calma nessa hora! Com o teste vocacional você encontrará essa resposta! Ou, pelo menos, terá um norte para onde seguir.

Para te ajudar, a primeira coisa que você deve se perguntar é: quais são os meus interesses e assuntos que mais me agradam? A pergunta aqui não é sobre o que você gosta de fazer no seu tempo livre, nem sobre o que você é bom fazendo, e sim o que te interessa? Olhe mais fundo para os seus interesses e resposta ao teste com sinceridade.

Dicas para fazer o teste

Os testes vocacionais geralmente possuem diversas perguntas de múltipla escolha que conseguem identificar os principais traços de personalidade, pontos fortes e pontos fracos. Com a junção dessas características, é possível obter uma resposta sobre as carreiras em potencial para você.

Responder ao teste vocacional é simples, desde que você seja sincero e tire um tempo para fazer isso. Para te ajudar, o PRAVALER criou um teste vocacional on-line fácil e rápido para você encontrar as carreiras que mais combinam com a sua personalidade. Bora fazer?

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*