Como Descobrir Onde Meu Celular Esta?

Qual é a versão do sistema operacional Android no seu celular? Quando adquirimos um aparelho, costumamos ficar de olho nesse dado, mas com o passar do tempo, basta que ele esteja atualizado e com tudo funcionando para que deixemos esse dado de lado.

Como Descobrir Onde Meu Celular Esta?

O fato é que existem aplicativos que só podem ser executados nas versões mais recentes do sistema operacional. É justamente aí que surge a dúvida: como descubro qual é a versão do meu celular Android? Encontrar esse dado é uma tarefa muito simples – e ao final você poderá até se divertir com uma pequena brincadeira.

Descobrir qual é a versão do seu sistema operacional é muito simples. Esse passo a passo pode ter pequenas variações de um modelo para outro de celular, de acordo com o fabricante, mas em linhas gerais, a lógica é a mesma.

Passo 1. Abra o aplicativo “Configurações”.

Como Descobrir Onde Meu Celular Esta?

Passo 2. Role a tela para baixo até encontrar uma opção chamada “Sobre o Telefone” ou “Sobre o Dispositivo” e toque sobre ela.

Como Descobrir Onde Meu Celular Esta?

Passo 3. Localize a opção “Informações do Software” e toque sobre ela.

Passo 4. Na última tela, diversas informações sobre o sistema operacional serão exibidas. Entre elas você verá a “Versão Android”.

Como Descobrir Onde Meu Celular Esta?

Efeitos animados e divertidos

Ao chegar na tela em que há a indicação da versão do Android que está instalada no seu smartphone há um pequeno easter egg que pode ser verificado em todas as versões do SO. Para isso, tudo o que você precisa fazer é dar três toque seguidos sobre a informação da versão do sistema operacional.

Como Descobrir Onde Meu Celular Esta?

Independentemente da versão, uma animação será exibida. Em alguns casos, ela pode esconder até mesmo um jogo secreto, mas na maioria das vezes o que você verá é uma ilustração criativa sobre a versão correspondente. Para sair da animação basta tocar na opção de “Voltar”.

Qual é a versão mais utilizada do Android?

Localizar pessoas pelo celular: veja como é simples com o passo a passo

Digamos que você tinha em seu iPhone a função “Amigos”. E certamente se divertia, adicionando pessoas (desde que usassem dispositivos com iOS).

Entretanto, com o iOS 13, última versão do sistema operacional da Apple para seus celulares, a função foi desativada. Antes de mais nada, não se assuste, pois as funcionalidades para localizar pessoas estão todas lá.

Da mesma forma, é possível também achar pessoas se o seu smartphone for Android. Em síntese, mostramos logo abaixo para você.

iPhone: localizar pessoas pelo “Buscar”

No iOS 13 dos iPhones, o que mudou foi o aplicativo, que agora se chama “Buscar”. O conceito é o mesmo, e dessa maneira continua sendo possível localizar pessoas. Porém, fique atento: somente é possível localizar pessoas que estejam conectadas à internet. Como consequência, não dá para localizar smartphones desligados ou desconectados da rede.

Outro detalhe: o localizado será o aparelho, e eventualmente a pessoa pode nem estar por perto. E não apenas isso pois a pessoa a ser localizada igualmente deve ter o aplicativo “Buscar” instalado. No entanto, a maioria dos iPhones já utiliza o iOS 13 e, desse modo, tem o aplicativo. E, então, como fazer? Siga nosso tutorial e descubra.

O ícone é um círculo verde

Em primeiro lugar, abra o aplicativo
Buscar.

Como Descobrir Onde Meu Celular Esta?O ícone do aplicativo Buscar é um círculo verde.

  • Em segundo lugar, toque na aba “Pessoas”
    e, logo após, em “Compartilhar localização”, o que deixa sua localização disponível.

Como Descobrir Onde Meu Celular Esta? Toque em “Compartilhar localização” para abrir a possibilidade de achar pessoas.

No próximo passo, escolha a pessoa com
quem deseja compartilhar sua localização. Para continuar toque em “Enviar”.

Defina o tempo do compartilhamento

Para completar o processo, é necessário
ainda definir por quanto tempo haverá o compartilhamento da localização. As
opções são por uma hora, até o final do dia ou indefinidamente.

Como Descobrir Onde Meu Celular Esta? Por quanto tempo você quer compartilhar? Escolha uma opção.

Entretanto, o compartilhamento da
localização somente será efetivado se a outra pessoa aceitar seu convite. Ou
seja: é uma alternativa para fazer com amigos de verdade.

Porém, vai eventualmente chegar um momento em que você não quer mais compartilhar sua localização. O processo para isso é, contudo, bem simples. Basta clicar no botão “Ajustes”, e depois tocar em seu nome. Na próxima página, toque em “Buscar” e conclua o processo desativando o botão de “Compartilhar localização”.

Como saber meu número de celular?

Curiosamente, essa é uma pergunta feita por muitas pessoas em algum momento da vida, e isso acontece por diversas razões: seja por começar a usar um novo chip ou simplesmente por esquecer o próprio número de telefone.

Neste guia, vamos apresentar os métodos usados para identificar qual é o número do aparelho. As principais operadoras (Claro, Oi, Tim, Vivo e Nextel) têm meios simples de encontrar essa informação. Confira o passo a passo a seguir.

Descobrir o número do próprio chip é muito simples.Fonte:  Pexels.com/Reprodução 

Claro

A Claro oferece duas opções gratuitas para a pessoa descobrir o número de seu chip. A primeira é por meio do código USSD, um protocolo usado por operadoras móveis e que permite ao cliente encontrar informações sobre o plano.

Nesse modo, é necessário fazer os passos a seguir.

  • Com o dispositivo móvel de número desconhecido, ligue para *510#.
  • Em instantes, a informação será apresentada na tela do celular.

Mais simples, o segundo meio é usando uma mensagem de texto (SMS).

  • Envie um SMS com qualquer palavra para 35742.
  • Assim, a resposta automática revelará o número de seu aparelho.

Muitas operadoras utilizam o código USSD para revelar informações sobre o plano.Fonte:  Pexels.com/Reprodução 

Oi

De forma gratuita, a Oi permite ao usuário descobrir o número do próprio celular por meio do código USSD. Sendo assim, o dono da linha precisa fazer as ações abaixo.

  • Usando o smartphone com o chip SIM, ligue para *880#.
  • Na tela de opções do sistema, escolha “Serviços”.
  • Em seguida, escolha a opção “Consultar Número”.
  • Feito isso, o aparelho ativará o protocolo USSD e mostrará o número.
Leia também:  Como Se Chama Uma Pessoa Que Trabalha Numa Loja?

A operadora ainda oferece outra opção: “Como saber meu número de celular?”.

  • Ligue para 0800 643 0424.
  • Durante a ligação gratuita, o atendimento eletrônico informará o número.

TIM

A TIM utiliza um método simples para informar o número do chip. Gratuito, ele revela as informações por meio do código USSD. Assim, basta seguir o passo a passo abaixo.

  • Com o celular de número desconhecido, ligue para *846#.
  • Automaticamente, o sistema da TIM mostrará a informação na tela.

As operadoras também usam as respostas automáticas de SMS para enviar as informações.Fonte:  Pexels.com/Reprodução 

Vivo

Também de maneira simples, a Vivo permite ao usuário descobrir o número da linha usando um simples SMS. Observe abaixo.

  • Usando o dispositivo com chip desconhecido, envie um SMS com a palavra “Número” para 8300.
  • Então, a operadora retornará a mensagem com a informação desejada.

Nextel

Diferentes dos exemplos anteriores, a Nextel não tem um meio simples de responder à pergunta “Como saber meu número de celular?”. Portanto, o usuário pode utilizar um serviço universal para obter a informação.

  • Ligue para o número 0800 643 6424.
  • Na ligação gratuita, uma gravação informará o número do dispositivo.

Vale destacar que essa opção pode ser utilizada para identificar o chip de qualquer operadora brasileira, incluindo Claro, Oi, TIM e Vivo.

O número da linha do chip também pode ser visto nas configurações do smartphone.Fonte:  Pexels.com/Reprodução 

Mais alternativas para descobrir o número do próprio celular

Além das opções apresentadas acima, há outras formas simples de encontrar a informação sobre o número cadastrado no chip. Confira algumas delas a seguir.

Ligando para outro número

  • Muito simples, ligue para o celular de uma pessoa que esteja próximo a você.
  • Em seguida, olhe o número que ficou registrado no aparelho dela.

Usando o WhatsApp

  • Com o dispositivo de número desconhecido, abra o aplicativo WhatsApp.
  • Clique nos três pontinhos no canto superior direito e acesse “Configurações”.
  • Em seguida, clique em cima do seu nome e a informação estará no campo “Telefone”.

 Pexels.com 

Em aparelhos Android

É possível encontrar o número do próprio celular por meio das configurações do smartphone. No caso do sistema Android, basta seguir as instruções abaixo.

  • Acesse a opção “Configurações”, em seguida “Sobre o Dispositivo” e depois “Status”.
  • Ou acesse “Configurações”, vá na “Rede Móvel”, depois nos “Dados Móveis” e em seguida em “SIM”.

Fique atento, pois os “caminhos” podem variar conforme a versão do Android.

Em aparelhos iOS

Algo semelhante acontece em smartphones com iOS.

  • Vá em “Ajustes”, acesse “Telefone” e em seguida “Meu Número”.
  • Ou acesse o app “Telefone”, depois “Contatos”, em seguida “Seu Nome (Meu Cartão)” e depois em “Telefone”.

Gostou do guia? Compartilhe com outras pessoas que tenham essa mesma dificuldade.

Rastrear o celular pelo IMEI: Veja se é possível

Você sabe para que serve o código IMEI? Se a sua resposta a essa pergunta foi um sonoro “não”, saiba que é fundamental entender o que ele é e para que serve esse número de registro.

  • Ele funciona como uma espécie de RG do seu aparelho e pode ser extremamente útil para evitar que você compre, por exemplo, um celular roubado.
  • Com o número de furtos de celulares crescendo no Brasil, fica complicado comprar um aparelho usado sem checar a sua procedência.
  • Além disso, ao contratar um seguro para celular, o código IMEI será necessário para que você possa bloquear o seu aparelho imediatamente após o roubo.

Se você nunca ouviu falar dele, não se preocupe. Nesse artigo, traremos todas as informações necessárias não só apenas para você proteger o seu celular como também para bloqueá-lo imediatamente em caso de roubo.

Além disso, conferir o código IMEI de um celular é essencial se você estiver comprando um aparelho usado. Afinal, smartphones roubados com IMEI bloqueado perdem parte das suas funcionalidades e você pode acabar comprando um peso de papel.

O que é o IMEI?

Assim como cada um de nós tem o seu número de RG, o IMEI nada mais é do que o número de registro de um equipamento eletrônico, no caso os celulares.

A sigla IMEI, em inglês, significa International Mobile Equipment Identity ou, em tradução direta, Identificação Internacional de Equipamento Móvel.

Trata-se de um número global e único pelo qual cada smartphone é identificado. Isso é possível graças a um código USSD pré-gravado no terminal de cada aparelho.

Inicialmente, ele era usado para garantir que as mensagens enviadas por um celular chegassem diretamente a outro aparelho, num padrão similar ao do SMS.

Aliás, SMS e USSD andam lado a lado. A diferença entre ambos é que o SMS incorpora um conteúdo intermediário – no caso, a mensagem de texto em si – enquanto o código USSD é uma mensagem enviada do emissor para o receptor.

  1. Em outras palavras, falamos aqui de um código que permite o diálogo entre dois aparelhos.
  2. É por essa razão que não existe a possibilidade de que, mesmo que um SIM card seja duplicado (ou clonado), dois aparelhos recebam um mesmo SMS simultaneamente por engano.
  3. Veja também – Melhor seguro para celular: Veja 05 detalhes importantes na hora de escolher!

Como identificar o IMEI do seu aparelho?

Essa é uma pergunta que muitos usuários fazem e é bastante simples encontrar o número do IMEI do seu celular. A primeira dica é olhar a caixa do aparelho.

Muitas fabricantes incluem etiquetas em que mostram qual é o número IMEI do celular vendido.

Outra opção é conferir o certificado de garantia ou mesmo o manual. Se o aparelho em questão for usado e não tiver nenhum desses itens disponíveis, desconfie: será preciso localizar o número do IMEI diretamente no produto.

Alguns fabricantes incluem esse adesivo na bateria do celular. Porém, você poderá vê-lo nos aparelhos cuja tampa traseira é removível.

Para os iPhones e os modelos mais recentes da linha Galaxy, da Samsung, por exemplo, essa regra não se aplica.

Leia também:  Como Evitar Que O Vestido Justo Suba?

Porém, se nenhuma dessas opções servir para você, existe ainda outra forma bastante simples de identificar qual o número IMEI do seu produto. O passo a passo é muito simples.

Acesse o aplicativo de telefone do seu celular e digite o seguinte: *#06#.

Em seguida, clique na tecla “Ligar”. O aparelho vai retornar uma mensagem de texto informando qual é o número do seu IMEI.

Nossa recomendação é que você anote o IMEI em um papel e guarde-o em um local seguro. Você nunca sabe quando vai precisar dele.

Lembre-se que esse número é único e intransferível. Em teoria, não é possível existir nenhum outro aparelho no mundo com o mesmo código IMEI – apenas em casos de clonagem, mas isso é um pouco mais raro.

Esse procedimento é válido tanto em modelos com o sistema operacional Android quanto iOS.

Se você estiver comprando um celular usado e estiver longe dele, peça ao vendedor para que faça isso e informe a você o número. De posse do IMEI você poderá checá-lo para ver se consta alguma irregularidade.

Fazer isso também é muito simples. Basta acessar o site Consulta Aparelho Impedido.

Ao acessar a página, clique no botão “Consultar IMEI” e digite ou cole o código que você anotou. Preencha os caracteres de segurança e, depois, clique em “Consultar”. O resultado do número de registro vai aparecer. Há duas opções possíveis:

Se o resultado for “não cadastrado na base”

É sinal que está tudo certo com o aparelho e que você pode compra-lo sem medo, pois nenhuma denúncia de roubo foi feita em relação a ele.

Se o resultado for “impedido”

Nós recomendamos que você desista imediatamente da compra. Esse termo indica que há alguma coisa de errado com o produto e possivelmente alguém bloqueou o aparelho.

Número do IMEI: Como ele é formado?

Assim como os códigos de barras dos boletos bancários, o número de IMEI é formado por quatro grupos numéricos. Eles podem ser expressos da seguinte maneira: 000000-00-000000-0.

  • Ou seja, são 15 dígitos, divididos em quatro grupos, sendo seis no primeiro, dois no segundo, seis no terceiro e um no quarto.
  • Os dois primeiros grupos, portanto, os oito primeiros dígitos, identificam o modelo do aparelho, por exemplo, um iPhone 11, um iPhone 12 e assim por diante.
  • O terceiro grupo, com até seis dígitos, é o número de série do aparelho – uma identificação única.
  • Portanto, podemos ter muitos iPhone 11, e todos terão os dois grupos de códigos iniciais iguais, mas nunca haverá um aparelho com número de série igual a outro.
  • Por fim, o último dígito é sempre 0 e, ao menos por enquanto, ele não é utilizado nos aparelhos.

Esse código fica armazenado em um banco de dados chamado EIR (Equipment Register Identity), que em tradução direta é algo como Registro de Identidade de Equipamentos. A referência mundial para a consulta de IMEI é o site IMEI Database.

Cada aparelho fabricado no mundo, independente do país de origem ou da fabricante, ganha um número de série antes mesmo de sair da fábrica.

Não deixe de ver – Onde fui roubado? Conheça o site que te ajuda a se prevenir de roubos e mais 05 apps para rastrear o celular.

Como bloquear um IMEI?

Caso o seu celular tenha sido roubado e você tenha certeza de que não vai conseguir mais encontrá-lo é possível bloquear o IMEI.

Essa medida vai fazer com que, dentro de no máximo 48 horas, o celular simplesmente deixe de ser reconhecido por qualquer uma das redes nacionais ou internacionais.

O passo a passo para o bloqueio de um IMEI é simples. Antes de tudo, procure uma delegacia para fazer um Boletim de Ocorrência. Em muitos estados, é possível fazer esse procedimento pela internet.

Depois, com o BO em mãos, é hora de entrar em contato com a sua operadora. Ao receber uma cópia do BO ela cancela o funcionamento do IMEI, “matando” para sempre o aparelho.

Entenda: não se trata de excluir o seu número de telefone. Ele será bloqueado, mas ao procurar a sua operadora você poderá adquirir um novo SIM card mantendo o número.

Já o bloqueio de código IMEI vai inutilizar o celular. Ou seja, se quem roubou o aparelho tentar colocar outro SIM card nele, este não será reconhecido.

O produto até poderá se conectar às redes via Wi-Fi, mas ficará impedido, por exemplo, de usar apps com o WhatsApp, cuja verificação requer um número válido de telefone.

O código IMEI ainda é confiável?

Sim! Embora não possamos afirmar que bloquear um IMEI seja um processo infalível e torne qualquer celular inutilizável, na grande maioria dos casos o procedimento funciona e dificulta bastante a vida dos bandidos, que não têm como repassar o produto para frente.

Essa medida acaba por desestimular os roubos. Vale lembrar que, após a solicitação de bloqueio do IMEI junto à operadora, pode levar até 48 horas para que ela entre em vigor.

Esse tempo, infelizmente, muitas vezes é suficiente para que os bandidos repassem o produto para outras pessoas.

Muitas vezes, quem compra nem desconfia que o aparelho foi roubado e, somente quando há o bloqueio, é que ficam sabendo que foram enganadas.

Independentemente disso, convém mencionar que a receptação de produtos roubados é crime, mesmo que você não saiba a procedência do produto que está comprando. Sendo assim, convém não facilitar.

Leia também:  Como Informar A Segurança Social Que Estou A Trabalhar?

Existem técnicos especializados que são capazes de modificar um IMEI e reabilitar aparelhos, no entanto não é o que acontece na grande maioria das vezes. Esse é um procedimento caro, restrito e proibido no Brasil.

  1. Uma medida eficiente para evitar comprar um celular roubado, por exemplo, é pedir a nota fiscal sempre que você for comprar um aparelho usado.
  2. O aparelho descrito na nota deve ser exatamente o mesmo que você está comprando.
  3. Como os bandidos em geral não roubam aparelhos com nota fiscal, torna-se mais difícil para eles levar algum tipo de vantagem com o seu produto em mãos.

Vai fazer um seguro? Tenha o IMEI em mãos

Basicamente, o processo de contratar um seguro para celular é muito simples. No site do Bem Mais Seguro, por exemplo, tudo o que você precisa fazer é, na página de contratação do seguro, localizar o modelo do seu aparelho.

Escolha a marca correspondente e em seguida o modelo exato do seu celular.

Há duas modalidades de seguro que podem ser contratadas: cobertura completa e cobertura econômica. Você pode optar pela opção mais simples – somente contra roubos – ou pela alternativa mais completa, que cobre as três possibilidades listadas.

Essa opção deve ser indicada no momento do preenchimento dos dados do aparelho e no campo correspondente ao valor da mensalidade você verá que os preços se alteram por conta disso.

Escolha a opção mais completa para ficar totalmente protegido ou a opção mais simples para garantir ao menos a proteção contra roubos.

Depois de definir a modalidade do seguro, é hora de preencher os seus dados pessoais. Até aí tudo bem, uma vez que esse requisito é obrigatório para seguir adiante na contratação do seguro.

  • Entretanto, depois de finalizar esse processo, selecionando inclusive as formas de pagamento, é importante ficar atento a alguns detalhes adicionais.
  • Para que o seguro seja confirmado como válido, o usuário precisa cadastrar o código IMEI do aparelho e fazer o upload da nota fiscal ou do recibo de compra no exterior.
  • É importante alertar também que o usuário deve enviar os documentos para BemMaisSeguro em uma data anterior à ocorrência de um eventual sinistro.

Ou seja, o seguro precisa estar válido para que o usuário possa requerer o resgate da apólice. Caso contrário, mesmo com um boletim de ocorrência, não será possível fazer o pedido de indenização.

É justamente aqui que muitas pessoas acabam enfrentando dificuldades. Muitos se esquecem de cumprir esse procedimento na hora de contratar um seguro para celular, e isso acaba comprometendo toda a proteção do produto.

  1. Dessa forma, mais uma vez é importante salientar o quanto é fundamental cumprir todos os itens do passo a passo.
  2. Sendo assim, quando algo de errado acontecer, o que você vai precisar fazer é um boletim de ocorrência.
  3. Com ele em mãos, basta entrar em contato com a equipe da Bem Mais Seguro via telefone, de segunda a sábado, das 8h às 20h.
  4. A equipe, nesse momento, vai solicitar o envio de todos os documentos necessários para a comprovação do sinistro e, de acordo com as condições contratuais da apólice que você contratou, tem início o processo de confirmação dos dados e liberação do valor para o resgate.
  5. Confira também – Seguro de celular: São Paulo é o estado com o maior número de bloqueios por roubo.

Mantenha o número do seu IMEI seguro

Por tudo o que abordamos aqui sobre o código IMEI, você já deve ter percebido que a importância dele para o seu smartphone é enorme.

Em razão disso, elencamos alguns conselhos para que você tenha esse número sempre à mão se for preciso.

Faça um seguro para celular e envie a documentação solicitada

Se você contratar um seguro para o seu smartphone, um dos pré-requisitos solicitados será o IMEI. Ao cadastrar o código na plataforma você poderá consultá-lo sempre que for preciso.

Guarde a caixa e os manuais

Muitas pessoas têm o péssimo hábito de jogar fora a caixa, os manuais e o certificado de garantia dos seus eletrônicos. No caso dos celulares, a nossa recomendação é para que você guarde tudo sempre, especialmente se nelas estiver o IMEI.

Anote em um papel e guarde-o

Outro conselho importante é o de anotar em um papel o código IMEI e guardá-lo com segurança. A principal desvantagem aqui é que você precisa se lembrar onde o papel foi colocado.

Use apps de guardar senhas

Existem diversos apps nas lojas de aplicativos que permitem a você guardar senhas. Você pode baixar um deles no PC ou no tablet e salvar entre as suas senhas o número do IMEI. Serviços como o LastPass e o Dashlane são boas opções.

Android ou iOS: não importa a sua escolha, proteja o seu celular

  • Sem sombra de dúvidas, os smartphones se tornaram itens essenciais em nossas vidas e não há como imaginar o nosso dia a dia sem eles.
  • Porém, para evitar qualquer tipo de dor de cabeça, mesmo em situações adversas, nossa recomendação é que você tome todos os tipos de cuidados.
  • Além do seguro para celular, outras ações de proteção incluem ainda manter na caixa os manuais originais e anotar em um local seguro o código IMEI.
  • Nós esperamos que, de fato, você nunca precise solicitar o bloqueio dele.

No entanto, imprevistos acontecem e é preciso estar preparado.

Um seguro para celular ajuda você a ter mais tranquilidade em qualquer circunstância.

Se você ainda não fez o seu, fale com a nossa equipe e contrate uma proteção hoje mesmo.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*