Como Conviver Com Pessoas Que Nao Gostam De Mim?

Categoria dos serviços dos psicólogos: demandas comuns em clínica de psicologia

Como Conviver Com Pessoas Que Nao Gostam De Mim?

Saber conviver com pessoas é uma verdadeira arte. Todos temos aspectos negativos e positivos e nem sempre todas irão nos agradar.

É possível que você conheça pessoas com as quais pode compartilhar bons momentos na sua vida. Mas também existem pessoas que parecem colocar barreiras invisíveis no momento de se aproximar delas, não importando quantas vezes você tente.

Como fazemos para conviver com pessoas que não compartilhamos trocas emocionais? A psicologia pode te ajudar e dar algumas dicas neste sentido.

Neste artigo vamos descobrir como podemos aprender a lidar e a se relacionar com pessoas que não gostamos.

A arte de conviver com pessoas

Muitas vezes encontramos pessoas difíceis, com as quais temos que conviver como, por exemplo, colegas de trabalho, vizinhos, certos familiares distantes ou até dentro de casa. Na verdade, todas as pessoas possuem suas diferenças.

Aprender a viver com aqueles que nos rodeiam faz parte de nossa vida. De acordo com a psicologia, devemos aprender a lidar com os conflitos e saber conviver com pessoas. E, às vezes, conseguir fazer isso é muito difícil.

5 dicas de como conviver com pessoas que você não gosta

Quando não gostamos de uma pessoa, “naturalmente” criamos uma barreira que nos impede de ter emoções positivas em relação a ela. Tais barreiras são geralmente criadas quase inconscientemente como uma espécie de mecanismo de autodefesa.

Lidar com uma pessoa que não gostamos pode ser complicado, mas não impossível. Aqui vamos dar algumas dicas que lhe permitirão aproximar-se dessas pessoas e estabelecer relações saudáveis ​​e verdadeiras. Confira.

1. Estabeleça uma zona de conforto

Comece então criando uma zona de conforto. Se você pretende lidar de forma aberta com uma pessoa que você não gosta é importante que você comece devagar.

Evite começar com uma conversa complicada ou ainda desagradável. Comece a falar sobre temas pelos quais você sabe que se sentirá mais confortável e seguro. Conforme a conversa for fluindo, você pode começar a se preparar para o assunto pelo qual deseja lidar.

2. Desenvolva empatia

Pratique a empatia. Para conviver com pessoas, a melhor ferramenta de transformar sua insegurança e fazer com que essa pessoa confie em você é a empatia. Coloque-se em seu lugar, criando uma conexão sincera entre você e ela.

3. Respeite o tempo e as limitações dela

Não faça imposições ou a pressione. Qualquer pessoa que parece ser distante ou tem barreiras emocionais dificilmente quer ser pressionada. Assim, respeite seu tempo e seu limite.

4. Seja compreensivo

Observe o comportamento da pessoa evitando pré-julgamentos e preconceitos. Tente entender porque ela é diferente de você.

Busque comunicar-se com ela para garantir que sua relação seja mais saudável. Pouco a pouco, você verá que relacionar-se com ela se tornará mais fácil.

5. Estabeleça uma comunicação segura

Caso se sinta seguro, você pode ir trabalhando a confiança mútua. Criar esse tipo de relacionamento entre você e a pessoa ajudará gradualmente a lidar nas demais formas de conviver com pessoas que não gosta.

Para isso, comece por assuntos que vocês tenham em comum, seja um hobbie, algum projeto em comum entre outros.

>>> Para saber mais: Terapia cognitivo-comportamental e tratamentos e A importância da reciprocidade no relacionamento

Você tem que ir de pouco a pouco e prestar atenção em cada avanço. Temos a tendência de nos distanciar de pessoas que possuem estilos de vida, ideias ou mesmo emoções diferentes. Algumas pessoas que parecem, a um primeiro momento, frias podem apenas ter dificuldade em estabelecer laços afetivos, por exemplo.

A ajuda profissional de um psicólogo é importante para aprofundar e conhecer o seu comportamento. Com ela você pode trabalhar e evoluir nesse sentido, principalmente usando sua inteligência emocional para saber lidar e conviver com pessoas em quaisquer situações sociais.

Explore a psicoterapia com estas questões, a fim de decidir com mais liberdade como você quer se relacionar.

Se você gostou deste artigo pode se interessar por esse também: 7 dicas para controlar a raiva.

Quem leu esse texto também se interessou por:

  • Como Conviver Com Pessoas Que Nao Gostam De Mim?Uma família disfuncional pode causar severos danos na formação das crianças. Saiba o que é e como evitar que isto surja em sua casa
  • Como Conviver Com Pessoas Que Nao Gostam De Mim?O fracasso pode ser um momento doloroso, mas não precisa ser prejudicial, consultório do psicólogo localizado em São Paulo, próximo ao Shopping Market Place
  • Como Conviver Com Pessoas Que Nao Gostam De Mim?Conheça os Apps terapêuticos que auxiliam as pessoas na sua qualidade de vida, consultório da psicóloga em São Paulo, próximo ao Shopping Morumbi

*Os textos do site são informativos e não substituem atendimentos realizados por profissionais.

Autora
Thaiana F. Brotto

CRP 106524/06

FORMAÇÃO

Graduação em Psicologia pela PUC-PR em 2008. Pós-graduação em Terapia Comportamental pela USP. E pós-graduanda em Terapia Cognitiva Comportamental pelo ITC.

Saiba como as pessoas inteligentes lidam com quem não gostam

Pense por alguns instantes sobre todas as pessoas que você conhece. Provavelmente, você não consegue se lembrar de cada uma delas rapidamente, mas algumas aparecem imediatamente na sua mente.

Seus familiares, seus amigos próximos, a pessoa que você ama e as pessoas com quem você trabalha, por exemplo, estão sempre por perto, por isso você se lembra delas ao pensar em quem você conhece.

Em contrapartida, e se no começo do artigo tivéssemos pedido a você que pensasse nas pessoas das quais você não gosta? Algumas mudanças significativas aconteceriam na lista que você imaginou e, provavelmente, quem não convive sempre com você pode aparecer, nesse caso.

Ninguém é obrigado a gostar de todo mundo e, muitas vezes, podemos não gostar de colegas de trabalho ou de familiares. Isso, no entanto, não é um sinal verde para você maltratar esses indivíduos. A seguir, descubra como as pessoas inteligentes lidam com as pessoas das quais não gostam!

Índice de conteúdo

Quando não gostamos de alguém, qualquer coisa que essa pessoa diga já é motivo para nos estressar. Sentimos, então, uma necessidade de criar conflitos, porém uma pessoa inteligente sabe que esse tipo de discussão não é produtiva e que, portanto, é melhor evitá-la. Aproveite seu tempo para fazer algo de que você goste em vez de usá-lo para brigar com alguém de quem você não gosta.

2) Mantêm distância nas redes sociais

Como Conviver Com Pessoas Que Nao Gostam De Mim?

Tobi / Pexels

Acompanhar alguém pelas redes sociais é muito prazeroso quando gostamos dessa pessoa. Em outros casos, essa mesma atitude pode fazer com que desenvolvamos ainda mais antipatia por alguém de quem não gostamos muito. Se você é inteligente, silenciará esse alguém nas redes sociais ou vai deixar de seguir esse indivíduo. Assim, você não passará por estresse quando for utilizar as suas contas.

3) Não fazem fofoca

Quantas vezes você já começou uma conversa com outra pessoa só para falar mal de alguém de quem você não gosta? Toda vez que proferimos palavras negativas sobre um indivíduo, estamos desperdiçando nosso tempo precioso com uma atividade nada produtiva e prazerosa. Uma pessoa inteligente não faz fofoca, porque sabe que é muito melhor nutrir uma conversa sobre coisas positivas e felizes!

4) Tentam se comunicar

O melhor caminho para pessoas que não se gostam ou que têm um problema não resolvido é o diálogo. Alguém que é inteligente sabe que a maneira adequada de resolver um conflito é por meio da conversa e que isso pode melhorar consideravelmente a relação entre duas pessoas. Tente se comunicar com quem você não gosta para entender a raiz desse desentendimento e solucioná-lo!

Por mais difícil que pareça, nós devemos tratar com educação todas as pessoas mesmo aquelas de quem não gostamos. Isso não é só inteligente, mas uma regra essencial que serve para toda a vida.

Quando tratamos bem alguém, é provável que essa pessoa também nos trate bem, mesmo que seja só por educação. Então, cumprimente a pessoa de quem você não gosta e trate-a bem.

Lembre-se, porém, que é melhor poupar as conversas, para não se estressar.

Quais os sinais de que uma pessoa não gosta de você?

Como Conviver Com Pessoas Que Nao Gostam De Mim?

Priscilla Du Preez / Unsplash

Em muitas situações, não temos nada contra uma pessoa e mesmo assim não nos damos bem. Isso pode acontecer porque é ela quem não gosta de nós. Como identificar se é esse o caso? Como saber se uma pessoa não é muito nossa fã?

Em primeiro lugar, observe como ela trata você. Ainda que o certo seja tratar todos com educação, nem sempre conseguimos fazer isso com quem não gostamos. Então, se essa pessoa o maltrata, deixando de cumprimentá-lo ou ignorando a sua presença, é muito provável que ela não goste de você.

Leia também:  Como Dizer Aos Pais Que Vao Ser Avos?

Apesar disso, é importante considerar que há pessoas que são mais retraídas e que não apresentam muitas habilidades para lidar com as outras. Então, veja como ela trata os outros e como ela trata você. Se todas as pessoas que ela conhece são tratadas com indiferença, não é nada com você, mas, se você é o único indivíduo que ela trata assim, é melhor se atentar.

Outro indício de que alguém não gosta de você é a recepção dessa pessoa acerca do que você fala. Ela não precisa concordar com tudo, muito menos jogar confetes depois de cada pensamento que você conclui, mas, se ela sempre dá cortadas e respostas atravessadas, há uma chance considerável de ela não gostar de você.

A última evidência relevante de que uma pessoa não gosta de você é o fato de que ela evita estar nos lugares onde você está. Sabe quando alguém só confirma presença em um evento depois de saber que você não vai? Não existe um indício mais forte do que esse, por isso comece a observar!

Como tratar uma pessoa que não gosta de mim?

O fato de uma pessoa não gostar de você não significa que você tem algum problema ou que é alguém ruim. Na verdade, só significa que vocês são incompatíveis. Então, você não precisa se ofender ou se irritar com ela, caso seja confirmado que essa pessoa não goste de você.

Se vocês convivem no mesmo ambiente ou se encontram com frequência, tenha em mente que o melhor a ser feito é aceitar que ela não gosta de você e lidar com isso da melhor forma possível. Trate-a com educação, cumprimente e pronto. Você não precisa tentar desenvolver uma conversa ou “limpar a sua imagem”.

Caso você raramente veja essa pessoa, mantenha essa distância saudável. Quando vocês precisarem se encontrar, mostre que você não tem interesse em sustentar uma conversa ou em fazer a política da boa vizinhança. Ela se sentirá mais confortável por não ter que interagir muito com você e, assim, não terá motivos para gostar ainda menos de quem você é.

O que fazer quando você não gosta de alguém que gosta de você e vice-versa?

Como Conviver Com Pessoas Que Nao Gostam De Mim?

Ariel Paredes / Pexels

Uma situação desconfortável e constrangedora é gostar de uma pessoa que não gosta de nós ou não gostar de alguém que sente apreço por quem somos. Às vezes, não sabemos explicar de onde vem esse sentimento negativo, pois ele simplesmente existe. Novamente, isso não é um sinal de que você ou a outra pessoa tenha algum problema, visto que é só uma incompatibilidade.

Se você não gosta de alguém que gosta de você, tenha respeito pelos sentimentos dessa pessoa. Mostre que você não se identifica com ela e que, apesar disso, não quer magoá-la. Caso você acredite que a sua opinião possa mudar com o tempo, diga isso também. Faça questão de que ela entenda que não há qualquer problema com quem ela é a fim de que ela não se sinta mal.

Se a situação é o inverso do que foi apresentado, ou seja, se você gosta de alguém que não gosta de você, converse com essa pessoa. Será que ela realmente não gosta de você? Entenda isso direito e só depois tome uma atitude.

Caso a sua suspeita seja confirmada, respeite o espaço dela e se afaste caso não haja a possibilidade de ela começar a gostar de você.

Por pior que pareça essa saída, é a melhor saída para que você não se iluda e para que a outra pessoa se sinta bem.

Se nós não escolhemos nossos familiares, imaginem nossos colegas de trabalho! É ótimo quando gostamos de todos com quem trabalhamos, mas nem sempre essa é a realidade para a maioria das pessoas. Se há alguma pessoa de quem você não gosta no seu ambiente de trabalho, veja o que fazer.

Separar o trabalho da vida pessoal é difícil quando trabalhamos com quem amamos, mas é fácil quando trabalhamos com alguém de quem não gostamos. Ao interagir com essa pessoa, mantenha os assuntos restritos ao trabalho. Aja com profissionalismo e evite discussões desnecessárias.

Caso a pessoa que não gosta de você no seu trabalho esteja fazendo algo para provocá-lo, mantenha a calma. Pense que retribuir esse tipo de atitude não fará bem para ninguém e que isso ainda pode prejudicar o serviço de vocês. Tente ignorar o que ela está fazendo ou entre em contato com alguém que é superior a vocês.

O que fazer quando não gostamos de pessoas da nossa família?

É possível não gostar de pessoas da nossa família por inúmeros motivos. Posicionamentos, atitudes, maneiras de ver o mundo e personalidades distintas são algumas das razões para isso. Embora isso seja totalmente aceitável, pode ser difícil de explicar para o restante da família que não gostamos de alguém.

Você também pode gostar:

É muito comum que não gostemos de alguém da nossa família que é muito querido por outros familiares. Então, ao contar que queremos distância dessa pessoa, a reclamação pode soar estranha. Ao explicar que você não gosta de alguém, tente dar motivos para isso e explique que o seu ponto de vista não mudará, pois é uma questão pessoal.

Independentemente de como a sua família receba essa informação, não tente criar uma relação falsa, baseada apenas no que as outras pessoas querem para você. Respeite esse familiar de quem você não gosta, mas evite interagir por muito tempo com essa pessoa. Dessa maneira, o risco de vocês acabarem protagonizando um conflito será muito reduzido.

Como tornar o ambiente mais agradável mesmo repleto de pessoas das quais não gostamos?

Como Conviver Com Pessoas Que Nao Gostam De Mim?

Clem Onojeghuo / Unsplash

Estar em um ambiente com muitas pessoas de quem não gostamos pode fazer com que nos sintamos inseguros, ameaçados, atacados ou odiados. Afinal, quando não gostamos de alguém, há uma grande chance de essa pessoa não gostar de nós também. É compreensível até que você evite estar em ambientes assim, mas nem sempre é possível fazer isso.

Uma dica para esse tipo de situação é manter ao seu lado pelo menos uma pessoa de quem você goste, o suficiente para você não se sentir só. Converse com ela durante todo o tempo, mas, por educação, cumprimente quem você não gosta. Além disso, vista uma roupa que o faça sentir-se bem, esteja em paz consigo e tenha a certeza de que o seu bem-estar não depende dessas outras pessoas.

Se você não tiver uma companhia agradável para esse ambiente hostil, a sua melhor alternativa é permanecer nesse lugar somente pelo tempo necessário, sem se prolongar. Encontre um cantinho onde você possa ficar e use o celular ou experimente comidas saborosas. Talvez as pessoas o achem um pouco antissocial, mas será melhor do que começar um conflito com alguma delas, não é?

Lidar com pessoas de quem não gostamos é um desafio, porém viver em sociedade pode nos proporcionar situações que exigem isso. A melhor maneira de fazer isso é agir com educação, com paciência e com tranquilidade, afinal, não há problema em não gostar de alguém. Entretanto, nada justifica maltratar alguém ou ser desrespeitoso.

Como Lidar com Pessoas que Não Gostam de Você

  1. 1

    Decida se deve ou não ligar para a opinião dos outros. Nem todas as pessoas que passam pela sua vida devem ser vistas como amigos em potencial.

    Se um colega de trabalho ou alguma outra pessoa não tão importante na sua vida não gostam de você, provavelmente a convivência será ruim, mas você ainda poderá decidir se vale a pena ou não tentar se aproximar e conquistar a pessoa.

    Lembre-se de que nem todas as pessoas valem o esforço, principalmente se elas forem difíceis de lidar e se você não perder nada ao ignorá-las.[1]

  2. 2

    Faça uma autoavaliação. Você cometeu algum erro? A pessoa tem algum motivo coerente para não gostar de você? Talvez valha a pena se desculpar e passar a história à limpo se você achar que o outro tem um bom motivo para não gostar de algo que você fez ou de alguma característica sua.[2]

    • Admitir um erro é diferente de se culpar pelo ocorrido. Todos cometemos erros, então é importante perdoar a si mesmo, mesmo que o outro não faça isso.
  3. 3

    Desapegue. Não tenha medo de tirar da sua vida uma pessoa que está tentando machucá-lo intencionalmente. É normal pensar mais em si mesmo nesse momento e dar um fim a essa situação chata. Às vezes as pessoas não se dão bem e não há nada que possa ser feito para evitar isso, principalmente se a situação estiver fora de controle e você estiver sofrendo.[3]

    • Você pode ter vontade de insistir no relacionamento e, consequentemente, nas brigas, mas desapegar também pode valer a pena. Ao dar um ponto final à situação, você estará se protegendo e demonstrando para o outro que não aceita aquela situação.
    • Desapegar também pode envolver evitar a outra pessoa. Isso é possível, por exemplo, se vocês forem colegas de trabalho e não estiverem trabalhando juntos em nenhum projeto. Nesse caso, talvez a melhor saída seja remover as notificações da outra pessoa das redes sociais para que você não sinta vontade de interagir com ela.
  4. 4

    Não se preocupe com a aprovação do outro. É importante para você se essa pessoa gosta ou não de você? Não existem outras pessoas que gostam de você, como amigos e família? Evite se preocupar muito com a opinião dos outros. Talvez o problema esteja neles, não em você.[4]

    • Algumas pessoas podem não gostar de você por inveja. Não permita que as pessoas que sentem inveja do seu sucesso o prejudiquem.
  5. 5

    Concentre-se nas coisas positivas. Caso se sinta mal com o fato de alguém não gostar de você, tente fazer algo que possa ajudá-lo a melhorar.

    Se adora malhar, vá para a academia e esfrie a cabeça. Os amigos também podem ajudar, pois saber que existem pessoas que gostam de você poderá lembrá-lo da sua importância.

    A opinião dos outros não irá afetá-lo se você não permitir que isso aconteça.[5]

    • Se sabe porque alguém não gosta de você, pergunte-se qual a importância da aprovação dessa pessoa. O que ela pensa é mesmo importante? Se essa pessoa também não gosta de muitas outras pessoas, talvez o problema não seja você.
    • Você também pode tentar transformar as críticas em algo positivo. Se alguém disser que você está sempre atrasado ou sempre pedindo favores, tente melhorar nesses aspectos. Por outro lado, se você discorda da crítica, tente pensar em todas as vezes que você chegou na hora ou ajudou outras pessoas.
  1. 1

    Faça perguntas. Se tiver interesse em manter o relacionamento, comece perguntando porque a pessoa não gosta de você. Tudo pode ter sido um grande mal-entendido. Conversar é a melhor forma de descobrir informações importantes sobre o que a outra pessoa pensa de você (o que não necessariamente será a realidade).

    • Tente perguntar utilizando uma abordagem mais pacífica. Em vez de dizer “Qual é o seu problema?”, diga algo como “Eu fiz algo que fez você não gostar de mim?”.
  2. 2

    Evite ficar na defensiva. É natural querer bater de frente com as críticas, mas se a outra pessoa estiver sendo sincera sobre algo que a está incomodando, talvez a melhor opção seja tentar entender e responder de forma calma em vez de piorar a situação ao iniciar uma briga.[6]

    • Evite surtar ou retribuir as críticas. Você provavelmente também não gostará de algumas coisas que essa pessoa faz, mas ser maldoso nesse momento não ajudará a resolver a situação. Mais críticas só deixarão o confronto ainda mais intenso.
    • Respire fundo enquanto a outra pessoa estiver falando para que você não se irrite ou revide.
    • Você também pode dar um tempo e retomar a conversa depois, quando estiver mais calmo.
  3. 3

    Escute. Ao conversar com o outro, espere ele terminar o raciocínio antes de tomar a palavra. Você pode não gostar do que está sendo dito, mas para recuperar a relação, é necessário que você entenda o pensamento da pessoa. Ao permitir que o outro fale tudo o que deseja, você ganhará o respeito dele e poderá até aprender com críticas construtivas.[7]

    • Você pode dizer “Entendo que você não gosta de certas coisas em mim, mas eu tenho um interesse verdadeiro em saber mais sobre isso para que possamos tentar superar esse problema juntos.”
  4. 4

    Dê um tempo. Às vezes, as pessoas irritam os outros por serem muito grudentas. Isso pode acontecer tanto entre colegas de trabalho quanto entre amigos. Se você trabalha com a pessoa em questão, tente se distanciar por um tempo.

    Se passam muito tempo com o mesmo grupo, se distancie um pouco quando a pessoa estiver por perto ou tente passar mais tempo com outros grupos de amigos.

    Muitas pessoas precisam de um tempo longe do outro para que possam continuar aproveitando a relação.[8]

  5. 5

    Fale o que sente. Uma boa forma de corrigir desentendimentos é dizer ao outro o que sente de modo respeitoso e amigável. Essa atitude pode ser o que o relacionamento precisa para progredir, então tente esse tipo de abordagem em vez de piorar tudo com atitudes mais agressivas.[9]

    • Usar frases que colocam o “eu” em ênfase pode ajudar a tirar o tom de acusação que a conversa possa ter. Por exemplo, dizer algo como “Eu me sinto mal por você não gostar de mim e gostaria de saber o que posso fazer para melhorar as coisas entre a gente” coloca a ênfase no “eu”, o que soa muito mais amigável do que frases que tem como ênfase o “você”, que podem soar mais como uma acusação.
  1. 1

    Explique-se para as pessoas que valem a pena. Se uma pessoa não gosta de você, talvez ela fale de você para amigos em comum ou tente prejudicá-lo de outras formas.

    Se for um colega de trabalho, converse com o seu chefe e explique a situação para que ele fique de olho em possíveis sabotagens que a pessoa possa fazer em relação ao seu trabalho.

    Para amigos em comum, explique o seu ponto de vista, mas evite falar mal da pessoa![10]

  2. 2

    Evite dar motivos.

    Se uma pessoa não gosta de você, talvez ela tente descobrir segredos seus para prejudicá-lo, por isso, tenha cuidado com o que você diz por ai e evite falar de outras pessoas perto dela, para que essas informações não sejam usadas contra você no futuro. Isso faz com que a melhor estratégia nesse momento seja não se expor para quem você não confia. Se a pessoa for um colega de trabalho, por exemplo, evite cometer erros perto dela.[11]

    • Se a pessoa que não gosta de você já foi sua amiga, talvez ela já saiba de muitas coisas que possam machucá-lo. Ao perceber que ela planeja dizer algo para prejudicá-lo, tente se antecipar e fazer com que os outros descubram o que aconteceu por você, não por ela. Isso dará a você um maior controle sobre como a informação será recebida pelos outros.
  3. 3

    Evite perder o controle da situação. Às vezes, a melhor saída é pedir desculpas para alguém que não gosta de você, mesmo que você não tenha feito nada de errado. Isso poderá ajudá-lo ao evitar que a situação piore. Você pode pensar nessa atitude como algo que você fará por você, não pelo outro, apesar do efeito positivo que essa atitude poderá ter no relacionamento.[12]

  4. 4

    Peça a ajuda dos amigos. Se alguém estiver fazendo você se perguntar se está errado ou não, pergunte aos seus amigos sobre a situação se eles também conhecerem a pessoa em questão.

    Uma segunda opinião, principalmente quando vem de alguém que você confia, poderá ajudá-lo a evitar que você veja apenas o ponto de vista da outra pessoa e acabe sendo muito duro com si mesmo.

    Conviver com alguém que não gosta de você pode gerar muitos questionamentos sobre a sua conduta, então é importante entender como eles podem afetar você. Não prejudique a sua saúde mental por causa disso.[13]

  5. 5

    Tente conquistar a pessoa. Às vezes, para recuperar uma amizade ou um colega de trabalho, basta mostrar um pouco de boa vontade. Sair da zona de conforto e fazer algo pelos outros pode trazer vários benefícios. A gentileza reduz o estresse e estimula uma vida mais saudável e longa.[14]
    Além disso, se você for gentil com a pessoa que não gosta de você, talvez ela mude de ideia.

    • Tome cuidado com pessoas que possam se aproveitar da sua generosidade. Existem pessoas que se aproveitam da bondade daqueles que não conseguem lidar com comportamentos agressivos ou manipuladores. Se a pessoa aceitar a sua gentileza e responder com egoísmo ou grosseria, talvez seja melhor evitá-la do que tentar conquistá-la.[15]
  • Se o problema evoluir para agressões físicas, segure as mãos da pessoa.
  • Se os comportamentos agressivos se tornarem recorrentes distancie-se da pessoa e chame a polícia.
  • Você precisa tomar a decisão certa, seja ela ficar longe ou tentar resolver a situação.
  • Lembre-se, algumas pessoas podem não gostar de você por conta de um erro que você cometeu. Se esse for o caso, tente conversar sobre ocorrido e não fale delas pelas costas.
  • Alguém ter sido maldoso com você não significa que você deve retribuir na mesma moeda. Seja sincero e não esqueça as suas maneiras.
  • Tente evitar criar conflitos mais sérios com a pessoa.
  • Não incentive qualquer forma de conflito físico.

Este artigo foi coescrito por Sarah Schewitz, PsyD. Sarah Schewitz é uma psicóloga com mais de 10 anos de experiência ajudando casais e indivíduos a mudarem a forma como enxergam o amor e o relacionamento. É fundadora da Couples Learn, um site para consultas online. Este artigo foi visualizado 63 794 vezes.

Categorias: Interações Sociais

Esta página foi acessada 63 794 vezes.

O que fazer quando uma pessoa não gosta de você?

Você sabe que não vai agradar a todos, mas mesmo assim, se sente mal com a não aceitação de algumas pessoas – seja na paquera, no trabalho, na relação pessoal ou familiar.

O que está por trás desse seu sentimento? O que vem a sua mente quando pensa nisso? Peço que se concentre agora por alguns instantes e avalie o que você sente. Algumas pessoas se percebem inseguras e imaturas para seguir a diante.

Qual é o seu caso? Você abre mão da tentativa de influenciar o outro e querer provocar uma mudança ou acaba usando sua energia para conquistar e fazer com o que outro goste de você sem medir esforços, até mesmo passando do seu limite?

Para alguns é muito difícil lidar com a reprovação. De fato, ninguém gosta muito de não ser aceito. É um feedback que pode ser entendido como: se não agrado é porque estou fazendo algo errado. Esse sentimento é um tempero perigoso nas relações, pois quanto mais essas pessoas são rejeitadas, mais são capazes de se empenhar para chamar atenção.

Esse tipo de comportamento pode ser negativo, uma vez que as atitudes tomadas na ideia de agradar podem sufocar a outra pessoa. Ações como ficar muito próximo, insistir, querer agradar excessivamente, cobrar atitudes, reclamar da não aceitação, querer explicação e exagerar nas ações são alguns exemplos desse exagero.

As pessoas geralmente gostam de equilíbrio, e ao perceber esse descontrole do outro acabam se afastando ainda mais.

Isso acontece, de modo geral, quando as pessoas perdem o foco do que é importante para elas. Com isso, as pessoas se perdem na avaliação alheia, que nesse caso é a rejeição. Indivíduos com baixa autoestima tendem a sofrer mais com isso. Pessoas inseguras que não sabem bem como agir e se confundem no que é certo e errado de suas ações são mais suscetíveis a lidarem mal com essa situação.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Quem não aceita que uma pessoa possa não gostar dela acaba demonstrando desequilíbrio na relação, pois quer controlar inclusive a opinião dos outros, muitas vezes, impondo o seu jeito de ser ou fazendo o oposto (que também não vai bem) sendo extremamente submissa, aceitando tudo que não se deve aceitar em nenhuma relação somente com a esperança (errônea) de aceitação. O auto respeito e amor próprio devem prevalecer sempre.

Pessoas com essa dificuldade podem tentar se adequar ao outro ou ao grupo em que se encontram exagerando suas ações. Com isso perdem a espontaneidade, que é uma das chaves para o bom relacionamento, e vivem a sombra de ações copiadas dos outros. A ideia é agradar, mas não é o que acontece.

Para contornar essa situação, o mais adequado é:

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

  • Analisar a situação e a relação
  • Entender se você pode fazer melhor
  • Se você fez algo que desagradou a outra pessoa, por exemplo, avalie se pode agir diferente, se deve desculpas ou se pode corrigir de alguma maneira sua ação.

Tenha em mente que você deve fazer a sua parte e somente isso. O outro tem a responsabilidade de igual obrigação de fazer a parte dele. Faça a sua. De resto, não há nada a se fazer. Não há como agir pelo outro sem que ele peça sua ajuda. Pense sobre igualdade de reciprocidade. Viva sua vida no encontro do equilíbrio das relações. Não dê migalhas nem aceite isso de ninguém.

Para colocar isso tudo em prática, às vezes é preciso uma orientação profissional para que você possa aprender a mudar e agir diferente. Psicólogos, hipnólogos e coachs são excelentes para contribuir no estabelecimento de metas e comportamentos direcionados para ação eficaz.

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

NÃO PARE AGORA… TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE 😉

Como lidar com pessoas de quem não gostamos

No mundo perfeito, cada pessoa com quem interagimos é legal, eficiente e gentil. Elas riem de nossas piadas e compreendem nossas falhas. Porém, não desperdiçaremos linhas de texto falando sobre isso, porque o mundo perfeito não existe e tampouco nos oferece tantas oportunidades de crescimento.

No mundo que existe, muitas pessoas nos entristecem e até nos enlouquecem. Elas diminuem nossas motivações, não se esforçam para entender nossos valores e histórias de vida. Felizmente, não precisamos acordar e dormir ao lado destas pessoas, MAS precisamos sim nos relacionar com elas.

Atualmente, temos muita facilidade para excluir contatos da nossa linha de tempo, mas a verdade é que sempre haverá uma área da vida com alguém que não poderá ser excluído. Não poderemos excluir vizinhos, colegas de trabalho e familiares de quem não gostamos – e não tem problema não gostar.

Provavelmente, alguém também não gosta de você e ninguém morrerá por isso. Mas, todos perderemos uma grande chance de crescimento conjunto se deixarmos que as diferenças pessoais impeçam a convivência. Aqui entram os conselhos de grandes líderes de equipes e de profissionais de recursos humanos.

Como lidar com pessoas de quem não gostamos:

1 – Aceitar que não gostaremos de todo mundo

Às vezes, caímos na armadilha da moral: de que seríamos pessoas boas e que, por isso, gostaríamos de toda população do planeta. O fato é que a única forma de gostarmos de todos é não nos relacionarmos com nenhum. Sempre encontraremos dificuldades para conviver com pessoas que possuem visões opostas às nossas, por exemplo. E pessoas que sabem lidar com pessoas sabem disso.

Isso não faz de você um ser humano ruim. Vocês não se dão bem porque têm valores diferentes e esta diferença gera julgamentos. Uma vez que você aceita que não precisa gostar de todos e a razão disso é uma diferença de valores, a razão se sobrepõe à emoção. E isso gera algo fantástico: a concordância em discordar.

2 – Tratar as pessoas de quem não gostamos com civilidade

Não importa o que você sente por alguém, esta pessoa se ajustará à sua atitude e isso, possivelmente, refletirá de volta para você. Se você é rude, ouvirá agressividade. Se você for justo e buscar a imparcialidade, provavelmente receberá o mesmo. Cultivar uma face diplomática é importante. Desenvolver a capacidade de ser profissional nas relações sociais é um ganho para todos.

A civilidade mantém a convivência fluindo apesar das diferenças. Pode não ser uma relação apaixonante, uma relação que busca a fusão e a unidade, mas é uma relação social madura entre dois indivíduos com visões diferentes – e aqui aprendemos uma grande lição: aqueles que nos desafiam a sair de nossas próprias ideias expandem nossas mentes.

3 – Checar nossas expectativas

Você lerá isso em todos os artigos sobre relações e repetiremos, porque não adianta apenas ler, é preciso praticar e reforçar diariamente. Projetar-se nas pessoas, achar que o outro é igual a nós e sentirá/pensará/agirá como nós é a receita para a… Frustração.

Mais ainda, se uma pessoa repetidamente lhe faz sentir (mal) da mesma forma, busque um padrão na atitude e ajuste suas expectativas quando os contextos retornarem.

Suponhamos que você não se sente suficientemente compreendida ou amada em determinado aspecto. Sempre que isso ocorre, você se sente solitária.

Ao mudar as expectativas, isso não significa que você deve se sentir solitária, isso nunca. Mas, significa duas outras coisas muito mais interessantes:

  • Você poderá buscar outras pessoas para debater estas questões
  • Você poderá se abrir para a forma com que esta pessoa lhe dá atenção, percebendo que, talvez, ela já lhe compreende, ela apenas não expressa da mesma forma que você.

Mudar as expectativas não é esperar menos dos outros, é não esperar que os outros sejam você. Isso não apenas colabora para a abertura das relações e para o fim dos julgamentos, mas como também para a expansão da nossa forma de ver o mundo.

Um mundo mais diverso, mesmo que mais difícil, é muito mais interessante do que um mundo composto por bilhões de cópias de nós mesmos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*