Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

A arte de persuadir consiste tanto mais em agradar do que em convencer, quanto os homens se guiam mais pelo capricho do que pela razão.-Pascal

Como convencer alguém sem usar manipulação. Aprender a fazer isso parece possível para você?

  • Para a grande maioria das pessoas, persuasão e manipulação são apenas sinônimos.
  • Mas a minha tarefa neste artigo é provar para você e mostrar como você pode convencer alguém sem usar nenhum tipo de manipulação.
  • A linha ética entre esses dois conceitos é muito tênue, o que gera muitas interpretações erradas, levando muitos empreendedores a não aprenderem a ser mais persuasivos porque acreditam que, assim, estarão sendo desonestos.
  • Se você acompanha as publicações semanais do Viver de Blog, deve ter percebido que sempre falamos muito de assuntos como:
  • Todas elas são ciências ou técnicas persuasivas para você fazer com que o seu visitante diga SIM.
  • SIM para assinar sua lista de emails
  • SIM para baixar algum material
  • E SIM para comprar um de seus produtos.

A persuasão nem sempre é vista como algo positivo, mas da manipulação ninguém duvida: todos concordam que ela é extremamente negativa.

Portanto, se você não quer manipular sua audiência de jeito nenhum (e eu espero sinceramente que você não deseje fazer isso), mas quer aprender a ser mais persuasivo para melhorar seu negócio, então continue lendo para aprender:

Persuasão x Manipulação: pare de confundir os dois de uma vez por todas

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

Robin Dreeke, coordenador de análise de comportamento do FBI e autor do livro “It’s Not All About Me: The Top Ten Techniques for Building Quick Rapport with Anyone” (“Não é só sobre mim: as 10 melhores técnicas para criar conexão com qualquer pessoa”), afirma que tanto faz se você está tentando proteger seu país de ameaças ou quer atrair mais clientes, o maior desafio será sempre conquistar a confiança.

Ele afirma que não é possível gerar credibilidade quando você acredita que sabe como convencer alguém e coloca seus próprios interesses na frente das outras pessoas.

Manipulação= pensar somente nos próprios interesses

Persuasão= pensar no interesse de ambos

Como consequência disso, sentimentos negativos são gerados. Esse é o principal sinal de manipulação.

Imagine a seguinte situação: um amigo seu manda uma mensagem pelo WhatsApp perguntando se pode marcar um encontro com você depois do seu trabalho porque precisa de uma ajuda com um projeto.

Você topa, e marca um horário. Seu amigo pede para mudar o horário para uma data que seja melhor para ele, no dia chega atrasado e ainda quer que você pague pelo cafezinho.

Para ele a experiência foi ótima, mas, e para você?

A diferença entre manipulação e persuasão quando você quer convencer alguém está justamente no sentimento que a pessoa fica depois de concordar com o que você pediu. E mais: se ela estará disposta a ser convencida por você novamente.

Se o sentimento foi bom, você pode apostar que sim!

Manipulação= gera sentimentos ruins

Persuasão=gera bons sentimentos

  1. Você diria que Gandhi, Martin Luther King e Nelson Mandela foram líderes manipuladores?
  2. Pois, eles foram verdadeiros mestres da persuasão, capazes de influenciar milhões de pessoas a mudarem suas crenças e atitudes em prol de um bem maior.
  3. O que nos leva a concluir que para aprender como convencer alguém você precisa ter a intenção certa por trás das suas ações.

A diferença entre persuasão e manipulação é a intenção.

O que é manipulação: exemplos para você evitar a todo custo

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

A manipulação é feita através da geração de sentimentos negativos, causando, por consequência, ainda mais sentimentos negativos, sendo assim pouco provável convencer a mesma pessoa mais de uma vez através da manipulação.

Eu realmente não encorajo você a usar nenhuma dessas maneiras de convencer alguém, porque os resultados serão negativos no longo prazo, manchando a sua reputação e autoridade para sempre.

No entanto, esses são excelentes exemplos do que você não deve fazer de jeito nenhum. E também como você pode se proteger desse tipo abusivo de manipulação.

Pedir por algo simples e fácil para ganhar atenção e depois apresentar a verdadeira requisição

  • Conseguir a atenção das pessoas hoje em dia, mesmo que por apenas alguns minutos, parece uma missão impossível.
  • Mas vamos dizer que alguém na rua se aproxima de você e pergunta se você conhece alguma borracharia na região.
  • Por mais que você esteja com pressa, esse é um pedido fácil e rápido de atender.
  • Porém, a pessoa que faz essa aparentemente inofensiva pergunta começa a contar a história de como o seu pneu furou e como ela precisa chegar rapidamente a um compromisso e pede a você que a ajude fazer a troca de pneu, esse já é um pedido muito maior e mais demorado.
  • Ela já conseguiu um sim seu, portanto, seria mais fácil conseguir o segundo sim.

Esse tipo de técnica para convencer alguém funciona? Certamente que sim!

Mas tome muito cuidado com o seu segundo pedido, especialmente se for algo que pode fazer com que a pessoa que foi persuadida se sinta manipulada depois de atendê-lo.

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

O verdadeiro poder da persuasão

9 maneiras de convencer alguém sem usar a manipulação

O uso do medo para convencer alguém

Não há nenhum argumento melhor do que o medo para manipular pessoas. Ok, talvez o argumento de ganhar dinheiro fácil…

Um exemplo está ocorrendo exatamente nesse momento. A mídia tradicional está divulgando massivamente casos de febre amarela que acarretaram mortes em algumas regiões do país e divulgando a vacinação obrigatória contra a doença.

Apesar da real ameaça, a manipulação através do medo tem sido tão grande que os estoques da vacina em muitos postos públicos e privados está esgotada. Algumas pessoas estão até tomando duas doses do medicamento, com a crença de que estarão mais protegidas!

O medo por si só já é uma enorme arma manipuladora, mas se usada em conjunto com uma técnica onde o medo é ativado e depois aliviado, ela se torna imbatível.

Primeiro, o estresse e o medo são potencializados ao máximo. Em seguida, o estresse é aliviado e a pessoa fica mais vulnerável, tornando-se assim menos racional.

Seria como você dar um susto em alguém e após a pessoa perceber que é apenas você e não uma verdadeira ameaça, ela relaxa ainda mais. E aproveitando desse momento, você faz um pedido sabendo que a pessoa estará muito mais disposta a ser convencida.

Gerando sentimento de culpa

Essa é, sem dúvida, a pior de todas se usada com a intenção clara de apenas levar vantagem.

Quando uma pessoa faz um favor para outra, pensando apenas em deixá-la com o sentimento de dívida, isso é considerado manipulação. A diferença aqui sempre vai estar na intenção por trás do favor.

Por exemplo, se alguém empresta dinheiro para você, uma dívida é automaticamente gerada. No entanto, se a pessoa começa a usar essa dívida como argumento para conseguir que você faça algo para ela, isso é manipulação.

Espero que esses exemplos tenham deixado bem claro o que pode ser considerado como manipulação e não persuasão e, porque não devem ser usados.

Agora então vamos ver como convencer alguém apenas usando a persuasão e sempre garantindo que a ética e o respeito ao próximo estejam presentes em uma relação onde ambos os lados têm a ganhar.

9 maneiras de convencer alguém sem usar a manipulação

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

Você não precisa da manipulação para ser convincente e conseguir o que deseja. Basta apostar nas técnicas persuasivas certas para conquistar a atenção e a lealdade das pessoas.

#1. Como convencer alguém a gostar de você na internet

Você pode começar contando sua história, como eu fiz nesse post aqui “Sobre quebrar a perna, largar a faculdade e ver meu pai chorar: a jornada de um jovem empreendedor”, onde contei toda a minha trajetória com a Viver de Blog e todas as dificuldades que enfrentei no caminho.

O storytelling é muito forte para criar uma conexão e convencer as pessoas a gostarem de você. Tanto funciona que esse é um dos artigos mais comentados do blog até hoje!

A história “nós somos parecidos” busca uma conexão rápida com a pessoa e reforça a ideia de que o contador da história assim como quem a escuta são muito parecidos e podem seguir juntos uma jornada de conhecimento.

#2. Como convencer alguém a confiar em você

Simples! Mostrando que você é uma autoridade no seu nicho de mercado.

E como mostrar que você é uma autoridade no seu nicho?

  • Ganhe a confiança de sua audiência ao dar conteúdo gratuito e de qualidade.
  • Peça para alguém falar bem do seu trabalho. Se for uma autoridade já reconhecida, melhor ainda.
  • Mantenha a coerência entre o que você diz e o que faz.
  • Não esqueça de citar fontes e referências que utiliza em seu conteúdo. Além de dar os devidos créditos, você gera credibilidade.

#3. Como convencer alguém a assinar sua lista de emails

A melhor maneira de convencer alguém a assinar sua lista de emails é dar algo em troca primeiro.

Você pode oferecer um conteúdo gratuito ou um presente, como um eBook, curso gratuito, um checklist ou qualquer outra coisa de alto valor percebido e que seja exclusivo para quem assinar a lista.

Basta o lead informar seu email para receber imediatamente o link para download. Exatamente como o nosso mini eBook com as dicas para aumentar seu poder de persuasão que listamos no artigo.

Clique aqui embaixo para fazer o download.

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

O verdadeiro poder da persuasão

9 maneiras de convencer alguém sem usar a manipulação

#4.Como convencer alguém influente a ajudar você

Uma das melhores formas de potencializar seu conhecimento e seu negócio é conectar-se com pessoas influentes em sua área de atuação.

Além de emprestar um pouco da autoridade da pessoa, você vai diversificar seu público e pode até crescer a sua audiência. Para conseguir convencer uma pessoa influente a divulgar seu trabalho você precisa seguir 3 regras básicas:

  • Regra 1 – Não peça nada.
  • Regra 2 – Dê algo.
  • Regra 3- Tenha um trabalho que possa ser visto.

Se você se interessou pelo assunto, veja nosso infográfico “A Melhor Forma de Crescer no YouTube: Como Conseguir o Collab Ideal para Atingir Novas Audiências” mostrando o passo a passo para conquistar parcerias para crescer seu canal no YouTube.

#5.Como convencer alguém a não focar no preço do produto

  1. Se seu visitante considera seu preço elevado demais pelo que você está oferecendo, talvez o seu benefício central ainda não esteja muito claro ou você não está oferecendo aquilo que a sua audiência necessita.

  2. Para resolver isso, deixe o benefício da sua solução bem claro e faça uma ancoragem de preço.

  3. Você precisa especificar que ao adquirir uma oferta, que poderia ser vendida por um preço superior ao que está sendo de fato oferecido , o comprador está levando uma enorme vantagem.

#6.Como convencer alguém  a comprar

Se você busca fazer com que alguém confie em você para depois comprar, especialmente se for um curso ou ebook, a maneira mais simples de conseguir isso é oferecendo um bônus relacionado a seu produto.

Vamos supor que você esteja vendendo um curso sobre como fazer email marketing. Por que não oferecer como bônus para quem comprar um checklist com o passo a passo para conteúdos melhores?

O prêmio é relacionado a seu produto, vai acrescentar valor percebido e ainda funciona como incentivo para a compra.

#7.Como convencer alguém a esquecer uma objeção

Boa parte das pessoas terá alguma objeção ao comprar de você, ainda que ela não tenha percebido de forma consciente a existência dessa barreira.

Em boa parte dos casos, essas simples dicas funcionam bem para derrubar as objeções mais comuns:

  • Saiba ouvir seu cliente: ouça realmente as reclamações de seus leads e não fique pensando apenas em como derrubar seus argumentos. Os melhores vendedores são aqueles que sabem ouvir e nem tanto falar.
  • Comunique-se de forma clara e verdadeira: não use mentiras, meias verdades ou argumentos que geram dúvidas e diversas interpretações. Seja o mais transparente possível quando estiver tentando vender algum produto ou serviço.
  • Coloque as necessidades do cliente acima da venda: caso você sinta que o que você oferece não é o que o seu lead precisa, indique outra solução para ele, mesmo que você não ganhe imediatamente com isso. Você estará gerando um sentimento de gratidão, que gera reciprocidade e que pode render a você uma venda no futuro.
Leia também:  Como Saber Quando Ovo Esta Cozido?

#8.Como convencer alguém a comprar depois do primeiro não

  • Talvez você não tenha conseguido vencer as objeções mais comuns e ouviu um NÃO para o seu pedido.
  • Tudo bem, o jogo ainda não está perdido.
  • A primeira coisa que você precisa fazer é descobrir porque seu lead está dizendo não para a sua oferta.
  • As razões mais comuns são:
  • Falta de confiança em você ou no produto.
  • Não enxergar o valor na sua solução.
  • Ficar em dúvida se o que você promete irá funcionar.
  • Não ter certeza se conseguirá os mesmos benefícios que outras pessoas.
  • Acredita que não consegue os mesmos resultados por conta própria.
  • Acredita que não tem tempo para usar/aplicar a solução
  • Acha que não precisa do que você está oferecendo.

Procure entender exatamente o que levou a pessoa ao NÃO e descubra o que fazer para matar essa objeção específica nesse artigo aqui

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

O verdadeiro poder da persuasão

9 maneiras de convencer alguém sem usar a manipulação

#9.Como convencer alguém a comprar novamente

Nada melhor do que um overdelivery ou uma entrega adicional, para realmente deixar seus clientes satisfeitos e querendo mais.

Sempre que possível, entregue mais do que você prometeu, para superar as expectativas das pessoas.

Você está prometendo dois bônus para quem comprar seu produto? Então entregue o dobro. E use sempre o fator surpresa para encantar seus clientes.

Espero ter convencido você que persuasão e manipulação são práticas absolutamente distintas e que, apesar de ambas funcionarem no curto prazo, você pode acabar com seu negócio e sua imagem pessoal se escolher o caminho mais duvidoso e antiético para convencer as pessoas.

Qual a sua opinião sobre o assunto? Conta aqui para mim nos comentários!

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

Como convencer alguém a fazer qualquer coisa que você quiser

Você se considera uma pessoa habilidosa na hora de convencer alguém a fazer algo que você queira? Se esse não é o seu caso, prepare-se, porque as coisas vão mudar bastante para você depois desse post.

Como você confere abaixo, separamos alguns dicas infalíveis, e cientificamente testadas, que ajudam a convencer qualquer pessoa sobre qualquer coisa. E o melhor de tudo é que a coisa toda funciona de uma maneira sutil, sem deixar transparecer nada para o seu interlocutor.

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

Mas, claro, basicamente o que você precisa fazer para convencer alguém de algum ponto de vista seu, ou mesmo de fazer algo por você, é utilizar a simpatia de maneira estratégica e ser desinibido para conversar e argumentar.

Simples, né? Abaixo você aprende direitinho a utilizar esses métodos.

Como convencer alguém a fazer qualquer coisa que você quiser:

1. Aumente a auto-estima da pessoa

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

Tudo tem que ser feito de uma forma sutil, para não parecer puxação de saco, mas encher o ego ajuda a convencer qualquer um a fazer o que você está pedindo. Manter a coerência para não se contradizer também é importante para nãos e contradizer.

Essa estratégica funciona comprovadamente. Pesquisadores utilizaram esse método para pedir autorização a alguns moradores de um condomínio para instalar um painel publicitário sobre segurança no trânsito em frente a suas casa.

Inicialmente, ninguém aceitou o pedido, mas então os pesquisadores adoraram uma postura diferente, pedindo que o moradores assinassem um abaixo-assinado a favor do embelezamento da Califórnia. Duas semanas depois, eles voltaram nas casas e pediram para colocar o painel novamente e conseguiram a aprovação da maioria das pessoas.

Os resultados do método de usar a coerência surpreendeu bastante, pois a maior parte das pessoas acabou mudando de postura e sua auto-imagem para melhor. Foi a coerência aplicada que acabou ativando nos cidadãos o espírito público para colaborarem com as causas do lugar. Depois disso, as pessoas perceberam que fazia sentido a instalação do painel em frente a suas casas.

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

O objetivo, nesse caso, é usar de uma ideia pronta e utilizá-la para reforçar a sua ideia. É algo que soa como “a voz do povo é a voz de Deus”, puxando a razão para algo com o qual a maioria concorde.

Para convencer alguém, use dados públicos para mostrar seu conhecimento e a credibilidade da informação que você está passando.

Isso funciona para praticamente qualquer coisa, até mesmo para a escolha de um filme que esteja no cinema e que você queira ver, por exemplo. Você só precisa levantar o número de público que ele atraiu, citar quem já o assistiu e gostou e assim por diante.

Basicamente, é só argumentar bem e construir seu discurso encima de números comprovados que você vai conseguir atrair a atenção das pessoas para seu ponto de vista e terá grandes chances de convencer alguém do que você quer.

3. Discurse bastante

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

Uma pesquisa da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, mostrou que mais de 50% das vendas fechadas (presencialmente) tem a ver com vínculo e confiança que se tem no vendedor. Apenas 10% dos negócios vão para frente apenas baseado no conteúdo do que está sendo vendido.

Ou seja, se você quiser convencer alguém de qualquer coisa, uma das estratégias mais eficientes é conversar bastante sobre o assunto. Você deve encontrar pontos de semelhança, como gosto ou alguma história parecida com a da outra pessoa para gerar empatia. Isso ajuda muito a convencer.

Dessa maneira, a mente acaba se apegando a um atributo positivo e concluindo que todo o resto, inclusive o que está sendo vendido (seja um produto ou uma ideia) também seja de qualidade.

Viu, que interessante? Claro que o grau de convencimento das pessoas muda muito de uma para outra, mas, de forma geral, essas técnicas funcionam se bem aplicadas. Você, por exemplo, se considera uma pessoa boa de convencimento ou melhor de ser convencida?

Agora, falando sobre como convencer alguém de algo, essa outra matéria vai provar que isso não é só papo de adulto: Bebês aprendem a sorrir para manipular os adultos, segundo a Ciência.

Fonte: Fatos Desconhecidos, Universia

Como convencer qualquer pessoa a fazer qualquer coisa

Todo mundo ao seu redor está tentando persuadir você. A marca de molho de tomate no supermercado, o político no horário gratuito, o amigo que chamou você para o bar: todos querem se dar bem à sua custa.

Você mal se dá conta, mas suas escolhas (de molho, de candidato, de amigo) se apoiam em ideias pré-fabricadas – por você ou pelos outros – sobre o que é certo ou errado, bonito ou feio, gostoso ou ruim. É completamente irracional. É nesse mundo inconsciente que se esconde a chave da persuasão. O lado consciente do cérebro absorve 40 bits de informação por segundo.

Já o inconsciente processa 11 milhões por segundo. Para cada neurônio que trabalha racionalmente, 10 milhões de outros estão na ativa sem você perceber. É por isso que uma simples palavra pode fazer você mudar de ideia. Quer ver? Uma pesquisa da Universidade de Nova York entregou diferentes palavras a voluntários para que formassem frases.

Quem havia recebido termos que remetiam à velhice passava a caminhar mais devagar. Quando as expressões se associavam a dinheiro, as pessoas tomavam decisões mais egoístas. Isso acontece porque a mente não dá conta de decidir tudo, o tempo todo, de forma racional. Demandaria muita energia.

Para ajudar nessa tarefa, o piloto automático trabalha com atalhos associativos: velhice lembra precaução e lentidão, e assim por diante. Aprenda aqui alguns corta-caminhos da mente para fazer as pessoas caírem no seu papo. (E para você não cair no papo dos outros.)

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero? – Dulla/Superinteressante

A espinha ereta

Antes de você abrir a boca, seus gestos falam por você. E influenciam inconscientemente suas decisões. “Alguns nanossegundos antes da decisão racional, você já mostra sinais – e quem está ao seu lado capta isso”, explica Nick Morgan, especialista em oratória e autor do livro Power Cues, sem edição em português.

Isso porque gestos demonstram emoções. Se você pedir um aumento a seu chefe enquanto estala os dedos, ele entenderá que você está nervoso. Quando sobe ao palco para uma apresentação, seu corpo entra em alerta: batimentos cardíacos aceleram, as pupilas se dilatam etc. O corpo entrega sua apreensão.

“Se você sente medo, por exemplo, coloca a mão no estômago, como se estivesse pronto para a briga”, conta Morgan. O mesmo vale para braços cruzados, mãos no bolso ou mãos na nuca. A solução? Gestos abertos. Ocupe o maior espaço possível para parecer maior e mais intimidador, como um animal amedrontador.

Mãos na cintura e braços para cima ajudam. “Deixe os braços soltos e separados em qualquer situação. Isso irá mostrar abertura para o diálogo”, complementa. Você também pode se aproveitar do que diz o corpo das outras pessoas.

Se seu parceiro, por exemplo, der um passo para trás enquanto você tenta negociar o próximo destino das férias, é melhor mudar o andamento da conversa. “Quando confiamos e as coisas vão bem, nós nos mantemos perto. Afastamento é um mau sinal”, diz Morgan.

Outro gesto que funciona é copiar o tom de voz e o ritmo da fala da outra pessoa (funciona com gestos também). Não tenha vergonha: imite mesmo. Se ele tiver o costume de terminar as frases com um “né?”, abrace o “né?” você também. Ele vai enxergar em você alguém que pensa parecido e ficar mais aberto para o diálogo.

Me ajuda a te ajudar

Reciprocidade. As pessoas tendem a retribuir o tratamento que recebem. O comportamento é uma herança do passado, de uma época em que a colaboração era essencial para a sobrevivência.

Nossos ancestrais só sobreviveram porque se agruparam em sociedades nas quais a troca de favores era rotina (uns cuidavam da caça, outros da agricultura, outros da segurança e por aí vai). Bebês de três meses já têm um primitivo senso de justiça e preferem pessoas que fizeram favores.

Ou seja, se quiser algo de alguém, seja generoso também. Mas nunca cobre pelo passado (“Pô, chefe não vai me liberar hoje? Fiquei sexta até às oito da noite aqui!”). Negociações funcionam melhor quando envolvem trocas futuras.

“Quando você valoriza as pessoas, é mais fácil persuadi-las”, conta Stuart Diamond, professor da Universidade da Pensilvânia. Em certa ocasião, ele precisou de um favor da atendente do guichê de uma companhia aérea, que não parecia disposta a ajudar. Estava claramente cansada e mal-humorada.

Diamond percebeu que nenhum dos clientes se importava com a mulher. Aproximou-se e perguntou se ela estava bem. “Ela sabia que eu queria um favor. Mas só eu parei 10 segundos para perguntar como ela se sentia”, conta. Ele conseguiu o que queria.

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero? – Dulla/Superinteressante

Infle egos

Pessoas adoram ser coerentes e fazem de tudo para não se contradizer. Basta analisar as discussões políticas nessas últimas eleições: no momento mais ferrenho de embate, poucos eleitores já decididos conseguiam ver os pontos positivos do candidato adversário e as deficiências do presidenciável escolhido.

Mudar de opinião pareceria incoerente, o que é associado a pessoas fracas ou hipócritas. Já a coerência está ligada à inteligência e pessoas de índole forte. Mas há um jeito de fazer qualquer um mudar de ideia. Basta começar com ideias simples. Ou pedidos pequenos. E criar compromissos.

Pesquisadores da Califórnia conseguiram jogar com a busca por coerência e usá-la favoravelmente. Eles pediram a alguns moradores permissão para instalar em frente à casa deles um grande painel publicitário sobre segurança no trânsito. Quase ninguém topou. Tentaram então uma tática diferente.

Pediram, primeiro, para que os cidadãos assinassem um abaixo-assinado a favor da manutenção do embelezamento da Califórnia. Duas semanas depois, retornaram e pediram a permissão para o tal painel.

O resultado surpreendeu: as chances de conseguir instalar o outdoor cresciam significativamente após terem participado do abaixo-assinado. A petição criou um compromisso: apesar do out-door em si não deixar o estado da Califórnia mais belo, ele refletia o compromisso das pessoas como cidadãos.

Leia também:  Marcar Partição Como Ativa O Que É?

No abaixo-assinado, as pessoas haviam mudado sua auto-imagem para melhor , como cidadãos com espírito público, que colaboram com as causas da cidade. Então instalar um painel em frente à casa passou a fazer sentido.

Papagueie

Quantas vezes você não comprou algo sem muita vontade, tipo uma cocada na praia, só por ter simpatizado com o vendedor? “As pessoas preferem dizer sim a solicitações se elas gostam de você. Não há surpresa nisso”, diz Robert Cialdini, especialista em persuasão.

Segundo pesquisa da Universidade da Pensilvânia, menos de 10% dos negócios fechados têm a ver com conteúdo. Mais de 50% têm a ver com vínculo e confiança. Mas como criar esses vínculos? A resposta é fuçar bastante até encontrar pontos de semelhança.

Qualquer gosto ou história parecidos vale: uma cidade em comum, a praia preferida, ideologia política, um hobby, religião, um tipo de música. Na década de 1970, quando havia uma clara divisão de estilos entre a galera hippie e os caretas, pesquisadores andaram pelas universidades com roupas parecidas a uma dessas tribos.

E paravam alunos para pedir uma moeda para fazer um telefonema. Quando aluno e pesquisador compartilhavam o mesmo estilo visual, o pedido era atendido em mais de dois terços das vezes. Quando isso não acontecia, menos da metade dos alunos dava a moeda. É o que psicólogos chamam de efeito halo.

Você, inconscientemente, passa a gostar de (quase) tudo que envolve aquela pessoa. Como faltam dados suficientes para julgar de verdade um produto ou uma pessoa, a mente se apega a um atributo positivo e conclui que todo o resto também é bom.

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero? – Dulla/Superinteressante

Todo mundo leu isto

Use e abuse da opinião pública favorável. Sabe aquela ideia de que a fila significa que a balada está boa? É sua mente cortando caminho na opinião da maioria: há uma ideia pronta no inconsciente de que quando a maioria apoia uma ideia é porque ela faz sentido.

Também vem dos tempos da sobrevivência: se você visse a sua tribo inteira correndo em pânico, provavelmente havia algum predador vindo em sua direção. É o efeito manada. Assim, quanto mais gente você puder levar para o seu lado, melhor.

Por exemplo: ao negociar a escolha do filme do cinema, você pode jogar com os dados de público – “Ah, a estreia atraiu tantos milhões de pessoas no mundo todo!” Ou citar os amigos que já viram. Seguimos a manada com mais afinco quando ela vem junto da opinião de uma autoridade no assunto.

“Pessoas serão mais persuadidas quando virem que você tem conhecimento e credibilidade no tema”, diz Cialdini. É o que revistas tentam ao buscar fontes renomadas, como estas citados aqui. Funcionou para você?

Continua após a publicidade

  • Estudos e pesquisas
  • Psicologia

Como convencer uma pessoa em 12 passos simples

Você já pensou em dominar o poder de convencer uma pessoa a adotar o seu ponto de vista? O que você faria se pudesse convencer qualquer pessoa a fazer aquilo que você quisesse? Pense nas implicações que isso traria para o seu dinheiro, seu trabalho e os seus relacionamentos.

O escritor americano Dale Carnegie, autor de Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, foi fundo nesse tema e, depois de muita pesquisa, selecionou doze maneiras de convencer uma pessoa para o seu modo de pensar. Algumas regras são claras, mas outras são extremamente estratégicas.

O primeiro passo ensinado para convencer uma pessoa é que, embora o outro tenha um ponto de vista diferente do seu (do contrário você não estaria querendo fazê-la mudar de opinião), você nunca deve entrar em uma discussão.

E por que não?

Por que você nunca pode convencer uma pessoa vencendo uma discussão sem ferir a pessoa que você venceu. Dessa forma, ela não vai adotar o seu ponto de vista.

Sendo assim, se quiser realmente convencer uma pessoa, respeite a opinião alheia e nunca diga diretamente a uma pessoa que ela está errada. Quanto mais você insistir que ela está errada, mais ela passará a defender ferrenhamente o ponto de vista dela.

Procure honestamente ver as coisas pelo ponto de vista alheio, tendo consciência de que você próprio, se estivesse sob as mesmas condições e sob a mesma formação educacional, estaria provavelmente pensando da mesma forma.

O quatro ponto a ser observado é que você reconheça as próprias falhas na sua argumentação.

Se você diz algo como “essa idéia pode parecer meio boba mas não tive uma melhor”, a pessoa com quem você argumenta já pode olhar com outros olhos, tendo piedade. Isso não ocorrerá se você chegar certo e seguro de si sobre a melhor idéia do mundo, o que pode deixar o interlocutor com inveja.

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

Faça como eu digo…

Uma outra tática muito eficiente é sempre começar a conversa de um modo amistoso. Procure elogiar a pessoa e observe as qualidades do ponto de vista dela para unir com as qualidades do ponto de vista que você quer que a pessoa passe a adotar.

O filósofo grego Sócrates tinha grande destreza nessa área ao fazer com que as pessoas dissessem “sim” o mais cedo possível em uma argumentação. Faça perguntas que não deixe ao interlocutor outra opção que não seja dizer “sim”. Cada “sim” que ele disser, estará mais próximo de adotar o seu ponto de vista.

Mesmo sendo você que quer fazer a outra pessoa mudar de idéia, não deixe isso claro. Na verdade, a outra pessoa deve falar durante a maior parte da conversa. Seja um ouvinte atento e faça perguntas que a estimulem a falar bastante.

Delicadamente, vá direcionando a pessoa a pensar que a sua idéia é, na verdade, idéia dela. Assim ela irá defendê-la com mais veemência até do que você próprio. É preciso ter cuidado nessa estratégia, para não parecer manipulador em demasia.

A cada ponto em que as idéias da pessoa se aproximarem das suas, mostre-se simpático a elas e ao desejo alheio. Você tem que se colocar no lugar do seu interlocutor para fazê-lo passar para o seu lado.

A décima regra diz para você apelar para os mais nobres motivos. Todo mundo se tem em alta conta, gosta de ser correto e nobre na sua própria avaliação. Aqui entram frases-chaves como “Acredito que você é um homem justo, então vai fazer…” ou “Sei que você é uma pessoa de palavra, então vai cumprir com o nosso acordo…”.

A penúltima dica diz respeito a aprender com os grandes convencedores da humanidade: os publicitários.

Dramatize as suas idéias, exemplifique como elas serão úteis para a pessoa (e não para você). Lembre-se que, para a pessoa ao lado, uma simples dor de dente incomoda mais do que toda a fome na África. Para ela querer fazer o que você quer, você precisa convencê-la de que isso será importante para ela (e não para você).

Se essas 11 dicas não tiverem ainda funcionado completamente, lance um desafio. Faça a pessoa ao menos experimentar a sua idéia por um período curto de tempo. Estimule a competição.

Todos nós temos o desejo de vencer, de sobrepujar, de se sobressair. Use isso a seu favor.

Como Convencer Alguem A Fazer O Que Eu Quero?

Descubra segredo nº 1 que pessoas comuns estão usando para assumir o controle do próprio futuro aprendendo a montar um plano de vida capaz de transformar os seus maiores sonhos em realidade, passo a passo e começando absolutamente do ZERO!

Quero receber a aula

As 12 maneiras de convencer uma pessoa para o seu modo de pensar

  1. A única maneira de ganhar uma discussão é evitando-a
  2. Respeite a opinião dos outros, nunca diga: “Você está enganado”
  3. Se estiver errado, reconheça o seu erro rápida e enfaticamente
  4. Comece de maneira amigável
  5. Consiga que a outra pessoa diga “sim, sim” imediatamente
  6. Deixe a outra pessoa falar durante boa parte da conversa
  7. Deixe que a outra pessoa sinta que idéia é dela
  8. Procure honestamente ver as coisas do ponto de vista da outra pessoa
  9. Seja receptivo às idéias e desejos da outra pessoa
  10. Apele para os mais nobres motivos
  11. Dramatize as suas idéias
  12. Lance um desafio

P.S.Se você tem interesse em ser uma pessoa mais produtiva, cadastre-se para receber uma aula especial do curso Planejando Sua Vida sobre viver produtivamente de acordo com seus valores pessoais. Clique aqui para receber a aula do Planejando Sua Vida.

7 truques para conseguir que as pessoas façam o que você quer

  • WhatsApp
  • Facebook
  • Twitter
  • Linkedin
  • Pinterest
  • Copiar Link

 (Foto: Shutterstock)

Cada pessoa usa táticas diferentes para conseguir o que quer. Há quem prefira citar dados que mostram a importância daquilo antes de fazer o pedido de fato. Outros tentam manipular e persuadir os colegas para que façam aquilo que ele quer exclusivamente.

Outras pessoas, ainda, tentam usar todas as técnicas que conhecem ao mesmo tempo. O fato é: não importa qual sua profissão, a habilidade de influenciar as pessoas é importante para todos. Por isso, o Business Insider listou as melhores formas de persuadir os outros.

Algumas podem parecer um pouco complicadas, mas aprendê-las pode ajudar a impulsionar sua carreira.

O ditado já diz: uma imagem vale mais do que mil palavras – e um estudo científico ajuda a provar que isso é, de fato, verdade. Os pesquisadores Brendan Nyhan, da Dartmouth University, e Jason Reifler, da Georgia State's University, buscaram analisar o quanto as pessoas se atêm a suas convicções políticas.

Eles apresentaram informações que contradiziam a visão dos participantes dos estudos, para ver se isso os levaria a mudar de opinião. Porém, as pessoas não responderam bem às informações apresentadas em um texto puramente.

Contudo, o estudo mostrou que gráficos visuais podem ser mais persuasivos do que as outras técnicas.

Tudo bem, nem sempre é possível ter gráficos impressos ou uma apresentação digital. Mas tenha em mente que as imagens são importantes e podem fazer a diferença quando você precisar convencer alguém a fazer aquilo que você quer.

Segundo um dos autores do estudo, nem é preciso fazer gráficos muito elaborados.

“Todas as imagens usadas eram gráficos simples, em cor bege, o que nos leva a crer que seu poder não está relacionado ao design elaborado ou a sua produção”.

2. Faça as pessoas gostarem de você

Robert Cialdini, autor do livro “O poder da persuasão”, cita que fazer as pessoas gostarem de você é uma importante “arma de influência”. De acordo com a Associação Americana de Psicologia, quando se tem uma boa percepção a respeito de uma pessoa, é mais provável achar que essa pessoa é persuasiva.

Não é grande surpresa, mas para as pessoas mais tímidas, parecer sociável não é tarefa fácil. No entanto, alguns hábitos podem te ajudar a ser mais amigável, como desenvolver uma atitude positiva (e mostrar isso às outras pessoas), falar em um tom calmo e demonstrar que você está prestando atenção quando alguém fala com você.

+ Como se tornar uma pessoa de quem todo mundo gosta no trabalho

3. Mantenha contato visual com a outra pessoa

Você compraria algo de um vendedor que parece evitar contato visual, que esteja curvado ou que páreça estar prestando atenção a outra coisa? Provavelmente não.

Se sua linguagem corporal passar a mensagem errada, não importa o quão honesto e confiante você é, as outras pessoas vão entender o contrário.

Para se tornar uma pessoa mais persuasiva, pode ser necessário aprender algumas dicas de linguagem corporal.

saiba mais

Para começar, mantenha suas mãos em um local visível, sem colocar as mãos nos bolsos ou cruzar os braços. Também é importante não ficar mexendo demais o corpo, se balançando, mas com cuidado para não ficar imóvel. Além disso, quando for se sentar, mantenha uma postura correta, sem ficar curvado para frente.

4. Repita suas ideias

Ser muito repetitivo pode ser chato. Na escrita, pode acabar com um texto. No entanto, em discursos, as repetições não são necessariamente uma coisa ruim. Muitos oradores famosos empregam instrumentos de retórica que envolvem repetir ideias. Por isso, se sinta livre para enfatizar uma ideia que acha importante.

Leia também:  Como Fica Uma Tartaruga Quando Hiberna?

5. Faça com que as pessoas queiram te ajudar

A Associação Americana de Psicologia relata que Cialdini descobriu que a reciprocidade é um fator importante na persuasão. Isso faz sentido, não é mesmo? As pessoas tendem a se sentir mais confortáveis e dispostas a ajudar indivíduos que demonstram que também podem fazer alguma coisa em troca. Então, não é má ideia estabelecer relações com pessoas que te devem alguns favores.

6. Não reclame e não faça exigências

Quando estiver apresentando um argumento convincente, pode ser difícil encontrar um equilíbrio. Você certamento não quer parecer muito passivo, mas também não deve mostrar sua opinião com muita força.

John Brandon, da Inc., escreveu que provavelmente é melhor se apoiar no lado da honestidade e ser educado. “Algumas pessoas entendem que a persuasão consiste em ficar bajulando os outros.

Então, você tenta enganar o interlocutor, geralmente com uma atitude severa ou uma voz exigente, demandando algo. Mas isso geralmente não funciona na prática”.

O melhor é ser sincero e tentar manter um tom de voz calmo, porém firme e convincente.

O que faz com que ouro e diamantes sejam tão valiosos? Eles são raros. As pessoas tendem a valorizar aquilo que é escasso ou incomum.

Pode ser difícil, mas é possível usar isso para convencer as pessoas.

Para persuadir os outros, tente demonstrar o quanto aquilo que você pretende alcançar é único e mostre ao seu interlocutor que ele é a única pessoa que pode te ajudar a alcançar seu objetivo.

Curso de Inglês e Liderança online | Você Aprende Agora

Welcome to “Você Aprende Agora's articles for success!”. Estamos estudando um dos maiores best-sellers de nossa história: “Como fazer amigos e influenciar pessoas”, escrito por Dale Carnegie em 1937.

Se estiver “sem tempo” ou “na correria”, vá direto ao último parágrafo deste texto para uma resposta rápida. Se tiver 3 minutos, leia o que preparamos para você! I'm sure it'll be useful, my friend!

Nos artigos passados estudamos os dois primeiros capítulos do livro:

  • Técnicas fundamentais para lidar com as pessoas;
  • Seis maneiras de fazer as pessoas gostarem de você.

Se você ainda não leu os artigos anteriores, clique aqui para acessá-los. Dá mais resultado ler estes textos na sequência, but this is your decision. Terminamos a parte 3 do livro de Carnegie que tratou de como conquistar as pessoas a pensarem do seu modo em doze princípios:

  • A única maneira de ganhar uma discussão é evitando-a;
  • Respeite a opinião dos outros. Nunca diga “você está enganado”;
  • Se está enganado, reconheça o seu erro rápido e energicamente;
  • Comece conversas difíceis de maneira amistosa;
  • Consiga que a outra pessoa diga “sim, sim”, imediatamente;
  • Deixe a outra pessoa falar durante boa parte da conversa;
  • Deixe que a outra pessoa sinta que a ideia é dela;
  • Procure honestamente ver as coisas do ponto de vista da outra pessoa;
  • Seja receptivo às ideias e desejos da outra pessoa;
  • Apele para os motivos mais nobres;
  • Dramatize suas ideias;
  • Lance um desafio.

A Parte IV do livro é sobre “como mudar as pessoas sem ofendê-las nem deixá-las ressentidas” Já vimos oito princípios:

  • Comece com um elogio;
  • Chame a atenção para os erros das pessoas de maneira indireta;
  • Fale sobre seus erros antes de criticar os das outras pessoas;
  • Faça perguntas em vez de dar ordens diretas;
  • Permita que a pessoa salve seu próprio prestígio;
  • Elogie o progresso e o acerto das pessoas;
  • Proporcione à outra pessoa uma boa reputação para ela zelar;
  • Empregue o incentivo e torne o erro mais fácil de ser corrigido.

O capítulo derradeiro desta obra maravilhosa de Dale Carnegie chama-se “Faça as pessoas sentirem-se satisfeitas fazendo o que você sugere” e por mais que essa frase me parecesse egoísta, as palavras do autor foram na direção oposta ao meu pensamento, mostrando que servir ao outro é sempre a melhor receita para o sucesso. Dale gosta de listas (você já percebeu, né?) e dá 6 passos para que consigamos modificar atitudes e comportamentos. Aqui estão:

1- Seja sincero. Não prometa nada que não possa cumprir. Esqueça-se dos benefícios a seu próprio favor e concentre-se nos benefícios dos demais;

  • 2- Saiba exatamente o que você deseja que a outra pessoa faça;
  • 3- Seja simpático. Pergunte a si mesmo o que a outra pessoa realmente quer;
  • 4- Reflita sobre os benefícios que a outra pessoa receberá fazendo o que você sugere;
  • 5- Faça com que esses benefícios venham ao encontro dos desejos da outra pessoa;

6- Quando der sua ordem (a essa altura já sabemos que uma sugestão funciona melhor!) formule-a de modo que a outra pessoa a entenda como benéfica para ela.

Agora pegue um papel e uma caneta, please. Escreva o nome de alguém que te inspira a fazer as coisas e explique o porquê disso acontecer. Feito isso continue conclua a leitura.

“É ingenuidade acreditar que as pessoas reagirão sempre favoravelmente a essas abordagens, mas a experiência mostra que com esses princípios é possível mudar mais atitudes – e se você aumentar a sua probabilidade de sucesso em apenas 10%, você se tornará 10% mais eficiente como um líder – e esse será seu benefício. Quer que alguém faça o que você pede? Siga o princípio 9: faça a outra pessoa sentir-se feliz realizando aquilo que você sugere.

1. Essa aula traz uma forma de fazer as pessoas sentirem-se satisfeitas fazendo ___.

2. Servir ao outro é sempre a melhor receita para ___.

3. Dale dá 6 passos para que consigamos modificar ___ e ___.

4. Seja ___. Não prometa nada que não possa cumprir.

5. Seja ___. Pergunte a si mesmo o que a outra pessoa realmente quer.

6. Reflita sobre os ___ que a outra pessoa receberá fazendo o que você sugere.

7. Quando der sua ordem, formule-a de modo que a outra pessoa a entenda como ___ para ela.

8. Se você seguir estes princípios se tornará ___.

9. O princípio 9 é: ___.

10. Estudamos um dos maiores best-sellers de nossa história: “___”, escrito por Dale Carnegie em 1937.

10 Maneiras de Você Persuadir Alguém a Fazer o Que Você Quer

Escrito por Danielle C Bauer

Você é daquelas pessoas que por mais que não queira fazer uma coisa, há sempre outra que consegue convencer você a fazer mesmo assim? Pois bem, talvez hoje você possa descobrir quais técnicas elas usam para conseguir persuadir as pessoas a fazerem o que elas querem.

As pessoas que dominam a arte de persuadir, sabem que não têm que ganhar cada pequena batalha para ganhar a guerra. Elas estão sempre dispostas a se sacrificarem quando isso ajuda a causa em geral. Elas estão prontas para encontrar o caminho mais fácil para o “sim”. Porque elas estão sempre trabalhando de forma inteligente e convincente.

O Método Para Conseguir Qualquer Coisa  

Você não precisa ser um líder nato para se tornar um mestre da persuasão. Você só precisa agir naturalmente e observar atentamente a cada situação. Observar com precisão o básico.

MAIS: Saiba Como Convencer Alguém a Fazer o Que Você Quer De uma Maneira Rápida e Eficaz

Palavras Poderosas

Por exemplo, “acidente de carro” é uma frase que faz você pensar em vários tipos diferente de colisões de veículos. Mas se você está tentando convencer alguém a fazer um seguro, você não vai dizer que há milhares de acidentes de carro a cada dia. Você vai dizer que existem milhares de mortes relacionadas com carro todos os dias.

“Morte” é uma palavra mais poderosa do que “acidente”, e anunciantes usam este método todos os dias, a fim de convencer as pessoas a comprarem seus produtos.

Vista-se Bem, Nas Não se Empolgue

Esta é uma armadilha fácil de cair, porque se nós sentimos que temos o poder em uma conversa, estamos mais propensos a amparar a pessoa dizendo coisas como: “Oh, deixe-me explicar isso para você…” É realmente muito simples. O problema é que, se não é simples, ou se você não está se comunicando bem, você praticamente fracassou.

Tenha em mente que a pessoa que você está persuadindo está acima de você. Ela tem o poder de dizer “não”. Você não quer que ela perceba isso, obviamente, porque você precisa manter o controle sobre a conversa, mas ao humilhar a pessoa, você estará desafiando-a para um concurso que você não quer participar. Lembre-se que há uma linha tênue entre arrogância e ser assertivo.

Pensando no Futuro

Frases como “vamos” e “então vamos fazer isso” vai levar a pessoa a acostumar com a ideia de que isso vai acontecer.

Dito isto, não seja agressivo. Tente não tomar decisões para a outra pessoa, invés disso tente falar sobre as possibilidades e os efeitos das decisões que podem ser feitas.

Fazer-se de Escasso

Isto funciona perfeitamente se você está vendendo um produto. Táticas comuns para o lançamento de novos produtos é torná-lo intencionalmente escasso e raro. Isso irá desencadear um sentimento íntimo de “faça isso enquanto você pode!” na pessoa.

Local certo e hora certa

Estudar a pessoa e determinar como ela prefere se comunicar. Se é por telefone, email, ou pessoalmente. Eu mesma já me deparei com pessoas que acham mais confortável falar por email do que cara a cara. Tenha em mente que isso deve ser confortável para ela, não para você.

O Mínimo Pode Trazer Consequências Ruins

Seja claro e deixe fluir a sua fala. A melhor maneira de fazer isso é praticar o seu discurso em casa ou pensar por um segundo antes de falar.

Faça Alguma Coisa Antes

Você pode fazer isso antes mesmo de pedir qualquer coisa. Se você começar fazendo algum favor pra ela, ela ficará mais propensa a fazer alguma coisa para você mais tarde.

A Hora Certa

Por exemplo, alguns executivos são muito ocupados durante o início da semana e relaxados mentalmente na sexta-feira. Isto significa que quinta-feira pode ser o melhor momento para se aproximar de uma pessoa que você precisa persuadir.

Isto é mais fácil se você está tentando persuadir um amigo ou um ente querido, porque você os conhece melhor.

Escolha o momento certo para falar com eles, e suas chances de sucesso serão altas.

Sua Opinião Com Relutância

Você quer que a outra pessoa acredite em você. Você tem todas as respostas, mas como você chegou lá?

Fale sobre o que você costumava acreditar, e o que você acredita agora. Use a sua própria experiência de aprendizagem como uma história, que eles podem modelar depois. Ao fazer isso, você estará induzindo a conversa e levando-a pouco a pouco a fazer o que você quer.

Crie Suas Emoções na Hora Certa

Deixe suas respostas emocionais, como entusiasmo e excitação naturalmente se desenvolverem durante a conversa. Não sobrecarregue a pessoa com um zelo que você ainda não tem.

Em muitos casos, você vai querer esperar até o final da conversa para começar a aspersão na emoção e paixão. Isso irá garantir que essas emoções apareçam sinceras e logicamente fundadas sobre o que já foi dito.

Uma dica de ouro é iniciar a conversa com uma nota otimista, mas relaxada. Deixe o seu apreço crescer gradualmente e se anime de acordo com o que você fala. Desta forma, a pessoa não vai se sentir como se estivesse sendo “trabalhada”. Ela não vai sentir como se estivesse fazendo um favor.

Educação e Inteligência 

As pessoas verdadeiramente persuasivas compreendem o seu poder e o usa com moderação e conhecimento de causa. Elas entendem que não tem que exigir que uma pessoa faça alguma coisa ou aceite outra.

As pessoas que tentam exigir de forma agressiva, tendem a perder a credibilidade do argumento, e ainda correm o risco de perder pontos para uma próxima situação (em que elas precisarão pedir de novo alguma coisa).

Quer convencer mais? Argumente mais e defenda menos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*