Como Classificas O Adjetivo Inteligente Quanto Ao Género?

O que é adjetivo? Adjetivo é a classe de palavras utilizada para atribuir características e qualidades a substantivos. Eles exercem a função de adjunto adnominal, pois sempre acompanham um substantivo, e podem ser flexionados em gênero, número e grau.

  • O Beduka preparou esse artigo para tirar suas dúvidas sobre o que são Adjetivos e te ajudar a se preparar para o ENEM e outros vestibulares.
  • Confira o artigo completo sobre o que são Classes Gramaticais.
  • Nesse artigo vamos falar sobre (você pode clicar em qualquer uma das partes para acessá-la diretamente):
  • Para entender ainda mais a matéria, faça os exercícios sobre Adjetivos!

O que é Adjetivo? (Veja exemplos)

Adjetivo é a classe de palavras que tem a função de expressar uma qualidade e caracterizar um substantivo. Os adjetivos fazem parte das palavras variáveis, isto é, que podem se flexionar em gênero, número e grau. Por sempre acompanharem o substantivo, exercem a função de adjunto adnominal.

Aprenda o que são orações subordinadas adjetivas.

Classificação dos Adjetivos

Adjetivos são simples ou compostos, primitivos ou derivados, pátrios e muito mais.

Adjetivo Simples

O adjetivo simples é o adjetivo mais comum, sendo formado por somente um radical, que é a base para a formação de palavras. Por exemplo: carro, carrinho e carroça (radical carr-)

Exemplos de adjetivos simples:

  • Bonito;
  • Inteligente;
  • Engraçado;
  • Divertido;
  • Boa.

Adjetivo Composto

O adjetivo composto é o adjetivo que possui mais de um radical, ou seja, são formados por dois elementos que, geralmente, estão separados por hífen.

Exemplos de adjetivos compostos:

  • Rosa-escuro;
  • Azul-marinho;
  • Luso-brasileiro.

Adjetivos Compostos sem Hífen

No entanto, podem existir adjetivos compostos que não possuem hífen. Por exemplo:

  • Ultravioleta;
  • Sociocultural;
  • Infravermelho.

Como Classificas O Adjetivo Inteligente Quanto Ao Género?

Adjetivo Primitivo e Derivado

O adjetivo primitivo é aquele que não se origina de outra palavra, são a base para a formação dos derivados. O adjetivo derivado é aquele que origina de outra já existente.

Exemplos de adjetivos primitivos e derivados:

  • Triste – Tristonho;
  • Azul – Azulado;
  • Leal – Desleal.

Adjetivos Derivados de Verbos e de Substantivos

  • Desarticulado (verbo articular);
  • Amáveis (substantivo amor);
  • Visíveis (verbo ver);
  • Mortal (substantivo morte).

Adjetivos pátrios

Eles indicam a nacionalidade ou a origem das pessoas. Podem designar a cidade de onde elas veem ou o estado e país.

  • Mineiro – de Minas Gerais
  • Baiano – da Bahia
  • Brasileiro – do Brasil
  • Argentino – da Argentina
  • Nordestino – do Nordeste
  • Italiano – da Itália

Flexão dos Adjetivos

Flexão de Gênero

Podem ser classificados em uniformes e biformes.

Uniformes

Não há modificação na palavra nos gêneros masculino e feminino.

Exemplos de adjetivos uniformes:

Biformes

As palavras são diferentes para o gênero masculino e feminino.

Exemplos de adjetivos biformes:

  • Amoroso – Amorosa;
  • Divertido – Divertida;
  • Esperto – Esperta.

Formação

A flexão de gênero é feita da seguinte forma:

  • Adjetivos que terminam em -o (masculino) mudam para -a (feminino);
  • Adjetivos que terminam em -ês, -or e -u (masculino) mudam para -a (feminino);
  • Adjetivos que terminam em -ão (masculino) mudam para -ã ou -oa (feminino);
  • Adjetivos que terminam em -eu (masculino) mudam para -eia (feminino);
  • Adjetivos que terminam em -éu (masculino) mudam para -oa (feminino).

Gênero dos Adjetivos Compostos

Alguns adjetivos compostos podem variar quanto ao gênero, sendo escritos na forma masculina e na feminina (adjetivo biformes). Entretanto, também existem adjetivos compostos uniformes, ou seja, que são invariáveis e são escritos da mesma forma no masculino e no feminino.

Existem algumas regras que condicionam a flexão de gênero dos adjetivos compostos. São elas:

  • Adjetivo composto formado por dois adjetivos é biforme: quando os dois elementos são separadamente adjetivos. Por exemplo: o menino surdo-mudo e a menina surda-muda. Há ainda alguns casos em que apenas o segundo termo concorda com o gênero: a menina franco-brasileira e o menino franco-brasileiro;
  • Adjetivo composto formado por substantivo e adjetivo é uniforme: alguns são invariáveis, ou seja, utiliza-se a mesma palavra para os dois os gêneros. Entretanto, quando o último termo é um substantivo, este pode variar ou não. Por exemplo: a torcida rubro-negra, o jogo rubro-negro; o pássaro amarelo-ouro, a gaivota amarelo-ouro.

Aprenda também quais são os substantivos.

Flexão de Número

Os adjetivos podem ser flexionados em singular ou plural. Os adjetivos simples se flexionam de acordo com as normas determinadas para a flexão dos substantivos.

  • Feliz – Felizes; 
  • Inteligente – Inteligentes;
  • Amável – Amáveis;
  • Bonita – Bonitas.

Alguns adjetivos também exercem a função de substantivo. Existem palavras que originalmente são substantivos mas que podem ser utilizados para caracterizar um elemento. Quando isso acontece, essa palavra não irá flexionar em número.

  • Roupas vinho;
  • Ternos cinza;
  • Sapatos rosa.

Aprenda também quais são as funções da linguagem.

Flexão em Grau

Comparativos

Podem ser de:

  • Igualdade: formado por “tão + adjetivo + quanto” (ou como).

Exemplo: Sua roupa é tão bonita quanto a dela;

  • Inferioridade: formado por “menos + adjetivo + que” (ou do que).

Exemplo: Sua roupa é menos bonita que a dela.

  • Superioridade: formado por “mais + adjetivo + que” (ou do que),

Exemplo: Sua roupa é mais bonita que a dela.

Superlativos

  1. Podem ser:
  2. Relativo: expressa-se em relação a outros termos de forma superior ou inferior.
  3. Exemplos:
  • O Rafael é o mais bonito do grupo. (superlativo relativo de superioridade)
  • O Rafael é o menos atencioso do grupo. (superlativo relativo de inferioridade)

Absoluto: não se expressa em relação a outros termos.

Pode ser sintético ou analítico.

Exemplos:

  • Guilherme é muito charmoso. (superlativo absoluto analítico).
  • Guilherme é charmosíssimo. (superlativo absoluto sintético)

Formação

  • Analítico: quando acompanhado de um advérbio.

Exemplo: Ela é muito bela.

  • Sintético: quando é formado por sufixos

Exemplo: Ela é belíssima.

Aprenda tudo sobre quais são os pronomes

O que é Locução Adjetiva?

Locução adjetiva consiste na junção de duas ou mais palavras que, juntas, exercem a função de adjetivo. Geralmente, as locuções adjetivas são formadas pela estrutura preposição + substantivo ou preposição + advérbio. 

Exemplos:

  • O amor de mãe é o mais verdadeiro de todos. (maternal)
  • Os trabalhadores receberam o salário do mês. (mensal)
  • O calendário do ano foi entregue. (anual)

Aprenda também o que é uma preposição.

Além de aprender sobre o que são Adjetivos, você pode testar seus conhecimentos de outras matérias respondendo algumas questões que caíram em edições antigas do Exame em nosso simulado gratuito.

Gostou de aprender sobre o que são Adjetivos? Queremos te ajudar também a encontrar a FACULDADE IDEAL! Logo abaixo, faça uma pesquisa por curso e cidade que te mostraremos todas as faculdades que podem te atender. Informamos a nota de corte, valor de mensalidade, nota do MEC, avaliação dos alunos, modalidades de ensino e muito mais.

Experimente agora!

Adjetivos

Daniela Diana

Professora licenciada em Letras

  • O adjetivo é uma classe de palavras que atribui características aos substantivos, ou seja, ele indica suas qualidades e estados.
  • Essas palavras variam em gênero (feminino e masculino), número (singular e plural) e grau (comparativo e superlativo).
  • Exemplos de adjetivos:
  • garota bonita
  • garotas bonitas
  • criança obediente
  • crianças obedientes

Os tipos de adjetivos

Os adjetivos são classificados em:

  1. Adjetivo Simples – apresenta somente um radical. Exemplos: pobre, magro, triste, lindo, bonito.
  2. Adjetivo Composto – apresenta mais de um radical. Exemplos: luso-brasileiro, superinteressante, rosa-claro, amarelo-ouro.
  3. Adjetivo Primitivo – palavra que dá origem a outros adjetivos. Exemplos: bom, alegre, puro, triste, notável.
  4. Adjetivo Derivado – palavras que derivam de substantivos ou verbos. Exemplos: articulado (verbo articular), visível (verbo ser), formoso (substantivo formosura), tristonho (substantivo triste).
  5. Adjetivo Pátrio (ou adjetivo gentílico) – indica o local de origem ou nacionalidade de uma pessoa. Exemplos: brasileiro, carioca, paulista, europeu, espanhol.

Saiba mais sobre os Adjetivos Primitivos e Derivados.

Em relação aos gêneros (masculino e feminino), os adjetivos são divididos em dois tipos:

  1. Adjetivos Uniformes – apresentam uma forma para os dois gêneros (feminino e masculino). Exemplo: menino feliz; menina feliz
  2. Adjetivos Biformes – a forma varia conforme o gênero (masculino e feminino). Exemplo: homem carinhoso; mulher carinhosa.

Veja também: Exercícios sobre adjetivos (com gabarito comentado)

O número dos adjetivos

Os adjetivos podem estar no singular ou no plural, concordando com o número do substantivo a que se referem. Assim, a sua formação se assemelha à dos substantivos.

Leia também:  Como Saber Qual É Meu Windows?

Exemplos:

  • Pessoa feliz – pessoas felizes
  • Vale formoso – vales formosos
  • Casa enorme – casas enormes
  • Problema socioeconômico – problemas socioeconômicos
  • Menina afro-brasileira – meninas afro-brasileiras
  • Estudante mal-educado – estudantes mal-educados

Conheça melhor as regras da Flexão dos Adjetivos.

Quanto ao grau, os adjetivos são classificados em dois tipos:

  1. Comparativo: utilizado para comparar qualidades.
  2. Superlativo: utilizado para intensificar qualidades.

1. Grau comparativo

  • Comparativo de Igualdade – O professor de matemática é tão bom quanto o de geografia.
  • Comparativo de Superioridade – Marta é mais habilidosa do que a Patrícia.
  • Comparativo de Inferioridade – João é menos feliz que Pablo.

2. Grau superlativo

  • Superlativo Absoluto: refere-se a um substantivo somente, sendo classificados em:
    • Analítico A moça é extremamente organizada.
    • Sintético Luiz é inteligentíssimo.
  • Superlativo Relativo: refere-se a um conjunto, sendo classificados em:
    • Superioridade A menina é a mais inteligente da turma.
    • Inferioridade O garoto é o menos esperto da classe.
  1. Saiba tudo sobre a formação dos graus comparativos e superlativo em: Grau dos Adjetivos e Grau Superlativo.
  2. A locução adjetiva é o conjunto de duas ou mais palavras que possuem valor de adjetivo.
  3. Exemplos:
  • Amor de mãe – Amor maternal
  • Doença de boca – doença bucal
  • Pagamento do mês – pagamento mensal
  • Férias do ano – férias anual
  • Dia de chuva – dia chuvoso

O pronome adjetivo

Os pronomes adjetivos são aqueles em que o pronome exerce a função de adjetivo. Surgem acompanhados do substantivo, modificando-os. Exemplos:

  • Este livro é muito bom. (acompanha o substantivo livro)
  • Aquela é a empresa onde ele trabalha. (acompanha o substantivo empresa)

Licenciada em Letras pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) em 2008 e Bacharelada em Produção Cultural pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 2014. Amante das letras, artes e culturas, desde 2012 trabalha com produção e gestão de conteúdos on-line.

O que é adjetivo?

O adjetivo é uma classe de palavras variável, pode flexionar-se em relação ao gênero (biforme ou uniforme), ao número (singular e plural) e ao grau (comparativo e superlativo). Sua principal função é acompanhar o substantivo, dando-lhe características ou apresentando algo que o particularize.

Classificação:

Quanto à classificação, os adjetivos podem ser simples (apresentam um radical), composto (mais de um radical), primitivos (quando formam outras palavras) e derivados (quando existem a partir de outras palavras). Acompanhe os exemplos:

  1. Adjetivo simples: brasileiro

  2. Adjetivo composto: ítalo-brasileiro

  3. Adjetivo primitivo: azul

  4. Adjetivo derivado: azulado

Adjetivos pátrios:

Os adjetivos também são usados para indicar nacionalidade ou origem, para isso, referem-se a cidades, países e estados. Nesse caso, são classificados como adjetivos pátrios. Exemplos:

  • Acreano – do estado do Acre.
  • Alagoano – do estado de Alagoas.
  • Goiano – do estado de Goiás.
  • Fluminense – do estado do Rio de Janeiro.
  • Carioca – da cidade do Rio de Janeiro.
  • Goianiense – da cidade de Goiânia.
  • Flexão de gênero:

Existem adjetivos que serão usados tanto para acompanhar substantivos masculinos quanto femininos, sendo eles classificados como uniformes, pois têm uma só forma para indicar o gênero, ou seja, não há masculino e feminino. Entretanto, há adjetivos que são flexionados quanto ao gênero, sendo chamados de biformes (duas formas, uma para o masculino e outra para o feminino).

Adjetivos biformes: estranho, ativo, belo, português, chorão, ateu.

Adjetivos uniformes: frágil, ruim, exemplar.

  • Nos adjetivos compostos por dois adjetivos, somente o segundo sofre flexão de gênero. Se for composto por um adjetivo e um substantivo, e este for o segundo elemento, será invariável.

Ex.: Cidadão luso-brasileiro.        Cidadã luso-brasileira.

       Camisa amarelo-ouro        Cinto amarelo-ouro.

Flexão de número:

O adjetivo simples concorda com o substantivo em número, entretanto, se for um adjetivo composto por dois adjetivos, apenas o segundo elemento vai para o plural. No entanto, se for composto por um adjetivo e um substantivo, e este for o segundo elemento, não haverá variação de número.

Não pare agora… Tem mais depois da publicidade 😉

Ex.: Rapaz surdo-mudo.        Rapazes surdo-mudos.

       Uniforme amarelo-canário.        Uniformes amarelo-canário.

Flexão de grau:

Os adjetivos podem caracterizar o substantivo de forma normal, ou seja, sem ênfases, mas também podem imprimir intensidade às características do substantivo. Por isso, quanto ao grau, os adjetivos classificam-se em: comparativo e superlativo.

I. Comparativo: No grau comparativo, a mesma característica é atribuída a dois ou mais seres, portanto o comparativo pode ser de igualdade, superioridade e inferioridade.

  1. Comparativo de igualdade: Maria Luiza é tão inteligente quanto João.
  2. Comparativo de superioridade: Maria Luiza é mais inteligente que João.
  3. Comparativo de inferioridade: Maria Luiza é menos inteligente que João.

II. Superlativo: Aqui não há comparação entre os seres, a característica dada pelo adjetivo é absoluta ou relativa, ou seja, algo ou alguém se destacará na multidão.

Superlativo relativo: Neste caso, o adjetivo é atribuído a um ser que possui uma característica que o destaca em relação a todos os outros. Esta pode ser de superioridade ou de inferioridade.

Exemplos: Eu sou a mais exigente da minha turma. (superioridade)                  Você é a menos atenta da classe. (inferioridade)

Superlativo absoluto: Aqui as características serão destacadas com uma característica extra: a ideia de excesso. Quando utiliza um advérbio é chamado de analítico, quando usa um sufixo, de sintético.

Exemplos: Você é muito chato! (analítico)                  Você é chatíssimo. (sintético)

  • Atenção: Sintaticamente, os adjetivos desempenham as funções de adjunto adnominal (quando acompanham o substantivo) e de predicativo do sujeito ou do objeto (quando caracterizam o sujeito ou o objeto).
  • Por Mayra Pavan
  • Graduada em Letras

Adjetivo – Wikipédia, a enciclopédia livre

Este artigo ou secção contém uma lista de referências no fim do texto, mas as suas fontes não são claras porque não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. Ajude a melhorar este artigo inserindo citações no corpo do artigo. (Janeiro de 2016)
Classes gramaticais
Variáveis
Invariáveis
Fusões de classes
Substantivo
Adjetivo (loc. adj.)
Numeral
Pronome (loc. pron.)
Artigo
Verbo (loc. verb.)
Advérbio (loc. adv.)
Conjunção (loc. conj.)
Interjeição (loc. int.)
Adposições:
 · Preposição (loc. prep.)
 · Posposição
 · Circumposição
Combinação
Contração
Crase
  • v
  • d
  • e

Adjetivo é toda palavra que se refere a um substantivo indicando-lhe um atributo. Flexionam-se em gênero, número e/ou grau.

Sua função gramatical pode ser comparada com a do advérbio em relação aos verbos, aos adjetivos e a outros advérbios.

Exemplos

  • O pássaro é lindo
  • A mulher é bonita
  • A mãe é inteligente

Da mesma forma que os substantivos, os adjetivos contribuem para a organização e descrição do mundo em que vivemos. Assim, distinguimos uma fruta azeda de uma doce, por exemplo. São palavras que servem para qualificar os seres em geral.

Classificação

Não existe uma classificação amplamente aceita dos adjetivos quanto ao significado, dado o universo ilimitado e amplamente subjetivo das características que podem ser atribuídas a qualquer ser. Alguns tipos de características podem ser:

  • Qualidade: bonito, belo, bom, etc.
  • Defeito: feio, mau, ruim, etc.
  • Cor: azul, vermelho, verde, amarelo, etc.
  • Temperatura: quente, frio, morno, etc.
  • Textura: duro, mole, macio, áspero, etc.
  • Origem: brasileiro, português, americano, chinês, etc. (nesse caso, os adjetivos são geralmente classificados como Adjetivos pátrios ou Gentílicos.

Em termos de formação, os adjetivos são geralmente classificados em:

  • Primitivos: formam uma unidade lexical original: alegre, novo, antigo, bom, etc.
  • Derivados: provêm de um substantivo, um verbo ou outro adjetivo: famoso (de “fama”), fácil (de “fazer”), requentado (de “quente”), etc.
  • Simples: formados por um único lexema.
  • Compostos: formados por dois ou mais lexemas: azul-marinho, luso-brasileiro, surdo-mudo, etc.

Alguns gramáticos classificam o adjetivo segundo o aspecto:

  • Restritivo: restringem o substantivo, tornando-o único dentro do contexto: “homem brasileiro“, “casa amarela“, “colher prateada“, etc.
  • Explicativo: expressam uma característica inerente ao ser representado pelo substantivo, em geral para ressaltar tal característica: “sol quente“, “faca afiada“, etc.

Esta não se trata, entretanto, de uma classificação verdadeira uma vez que todos os adjetivos podem ser restritivos ou explicativos dependendo do contexto.

Leia também:  Como Ver O Que Tenho No Icloud?

Flexão de adjetivos

Em português, os adjetivos se flexionam em gênero (masculino e feminino), número (singular e plural) e grau (positivo e superlativo). Em muitos idiomas ainda existe o grau comparativo, expresso em português na forma analítica (“mais…que”, “menos…

que”, “tão…quanto”) e cujos únicos resquícios flexionais em português são para os adjetivos: “grande” (“maior”), “pequeno” (“menor”), “bom” (“melhor”) e “mau” (“pior”). Alguns idiomas ainda admitem a flexão de caso gramatical, inexistente em português.

A flexão dos adjetivos, assim como acontece com os substantivos, é de três naturezas: gênero, número e grau. De uma forma geral, os adjetivos são flexionados para acompanhar e concordar com os substantivos que o acompanham e também para intensificar ou comparar o seu valor.

Flexão de gênero

O adjetivo deve assumir o gênero (feminino ou masculino) do substantivo que o acompanha. Alguns exemplos clássicos: o escritor brasileiro, a escritora brasileira; o carro amarelo,a canoa amarela; o homem bonito, a mulher bonita.

A classificação dos adjetivos quanto ao gênero compreende dois grandes grupos:

  • Adjetivos uniformes
  • Adjetivos biformes.

Flexão de número

A flexão para o plural dos adjetivos segue, evidentemente, o plural do substantivo correspondente. No caso dos adjetivos simples a flexão para o plural segue as mesmas regras básicas dos substantivos, veja alguns exemplos: pessoa cordial, pessoas cordiais; criança feliz, crianças felizes; cachorro raivoso, cachorros raivosos.

A flexão para o plural de adjetivos compostos geralmente ocorre no último radical, veja alguns exemplos: tropa austro-búlgara, tropas austro-búlgaras; problema político-institucional, problemas político-institucionais; ele é afrodescendente, eles são afrodescendentes. Essa regra, entretanto, não se aplica a todos os adjetivos compostos, alguns, principalmente os que dizem respeito a nome de cores, são invariáveis quanto ao número, outros poucos variam os dois radicais para o plural ou o primeiro

Observação
* Quando o qualquer elemento é substantivo, não há flexão (camisas verde-abacate, cortinas amarelo-ouro, ternos rosa-claro).

Flexão de grau

A variação de grau nos adjetivos ocorre quando se deseja fazer uma diminuição, comparação ou intensificar o seu valor. Segue os artigos dos graus dos adjetivos:

Menina > Menininha , Pessoa > Pessoinha.

  • Grau comparativo
  • Grau superlativo

Locução adjetiva

Na foto, uma mãe e seu filho. A mãe possui um amor de mãe ou maternal por seu filho. A expressão de mãe é locução adjetiva, pois são duas palavras que possuem o valor de um adjetivo.

Locução adjetiva é a junção de duas ou mais palavras com função de adjetivo.

Elas são usualmente formadas por: uma preposição e um adjetivo ou uma preposição e um substantivo. São exemplos:

  • Conselho de mãe → Conselho materno
  • Conselho de pai → Conselho paterno
  • Dor de barriga → Dor abdominal
  • Período da tarde → Período vespertino
  • Bandeira do Brasil → Bandeira brasileira
  • Evolução do homem → Evolução humana
  • País muito rico → País riquíssimo (superlativo)
  • País muito pobre → País paupérrimo (superlativo)
  • Flor muito bonita → Flor belíssima (superlativo)

Adjetivos adverbializados

Adjetivos adverbializados são aqueles empregados com valor de advérbio e que por esta razão são invariáveis. Exemplos:

  • Terminou rápido a tarefa → Terminou rapidamente a tarefa
  • Marcos foi direto ao chefe para conversar → Marcos foi diretamente ao chefe para conversar
  • Alex foi devagar ao dentista → Alex foi vagarosamente ao dentista

Adjetivos em outros idiomas

  • Nas línguas germânicas, todos os adjetivos, obrigatoriamente, precedem o substantivo.
  • Em latim, a flexão de grau é sintética e inclui, para todos os adjetivos, o grau superlativo absoluto e o grau comparativo de superioridade.
  • Em inglês, a flexão de grau inclui o grau superlativo relativo e o grau comparativo de superioridade, apenas para substantivos de até duas sílabas. Para os demais substantivos, não existe flexão de grau. Não há superlativo absoluto, sendo substituído pelo advérbio “very”. Não há concordância de gênero nem de número.
  • Em alemão, os adjetivos se flexionam em gênero (masculino, feminino e neutro), número (singular e plural), grau (normal, comparativo e superlativo) e caso (nominativo, acusativo, genitivo e dativo).

Ver também

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:

Livros e manuais no Wikilivros

  • Wikilivros
  • Locução adjetiva.
  • Lista de gentílicos de países e regiões.
  • Lista de gentílicos do Brasil.
  • Orações subordinadas adjetivas: oração que exerce a função de um adjetivo dentro de uma oração principal.
  • «Gramática da Língua Inglesa». , wikilivro 
  • «Gramática da Língua Portuguesa». , wikilivro 
  • Portal da linguística

Obtida de “https://pt.wikipedia.org/w/index.php?title=Adjetivo&oldid=52257593”

Adjetivos – Flexão, classificação e locução adjetiva paternal

O adjetivo é definido como a classe de palavras que modifica o substantivo, servindo para caracterizar seres e objetos, indicando qualidade, modo de ser, aspecto e estado. Alguns estudiosos da língua portuguesa defendem que o adjetivo não serve para dar qualidade, mas sim qualificar o substantivo, uma vez que a qualificação pode ocorrer de forma positiva ou negativa.

Formação do adjetivo

Quanto à formação, o adjetivo pode ser:

Foto: depositphotos

Primitivo: não deriva de outra palavra. Exemplos: bom, forte, feliz.

Derivado: quando deriva de substantivos ou adjetivos. Exemplos: bondoso, amado, carnavalesco.

Simples: é formado de um só elemento. Exemplos: brasileiro, escuro, claro.

Composto: é formado de mais de um elemento. Exemplos: luso-brasileiro, amarelo-claro, castanho-escuro.

Flexão dos adjetivos

  • Os adjetivos variam em gênero, número e grau.
  • Observe os exemplos a seguir:
  • Moço bonito – Moça bonita Moços bonitos – Moças bonitas
  • O adjetivo deve concordar em gênero e número com o substantivo que está caracterizando, como pudemos observar nos exemplos acima.
  • Observe mais alguns exemplos a seguir:
  • -Um cantor famoso – Uma cantora famosa -O escritor brasileiro – A escritora brasileira -O moço educado – A moça educada

A classificação dos adjetivos quanto ao gênero

  1. Quanto ao gênero, os adjetivos são classificados em uniformes e biformes.
  2. Uniformes: são os que têm a mesma forma em ambos os gêneros (masculino e feminino).

  3. Exemplos: cruel, audaz, amável, gentil, feliz, paulista, cortês, regular, veloz, leal, fiel, útil, paciente, leve, otimista, simples, agradável, nômade, contente, comum, leve, pobre, etc.

No geral, os adjetivos uniformes são aqueles com terminação em –a, -e, -l, -m, -r, -s ou –z.

Os adjetivos compostos em que o segundo elemento é um substantivo também são classificados como uniformes. Exemplo: verde-oliva.

  • Biformes: possuem duas formas, uma para o masculino e outra para o feminino.
  • Confira alguns exemplos a seguir:
  • Ativo – Ativa Ateu – Ateia Cru – Crua Compreensivo – Compreensiva Cantor português – Cantora portuguesa Europeu – Europeia Mau – Má Vilão – Vilã Inglês – Inglesa Trabalhador – Trabalhadora Bom – Boa Charmoso – Charmosa Cristão – Cristã 

Grau do adjetivo

O grau do adjetivo exprime a intensidade das qualidades dos seres. Os graus do adjetivo são dois: o comparativo e o superlativo.

Grau comparativo

– De igualdade: “Eu sou tão gentil quanto ele.” – De superioridade: “Eu sou mais gentil do que ele.”

– De inferioridade: “Ele é menos gentil do que eu.”

O que é adjetivo? Para que serve?

Dentro da linguística, o estudo e a classificação das palavras recebe o nome de morfologia.

Essa área do conhecimento é responsável por entender a estrutura e a formação das palavras de maneira isolada, e não de acordo com seu papel em uma determinada oração.

Ao todo, são dez classes divididas entre classes de palavras e classes gramaticais. Neste post, nós vamos ajudar você a desvendar os segredos por trás de uma delas: os adjetivos. Vamos lá?

O que é um adjetivo

Os adjetivos compreendem a classe gramatical cuja função é acompanhar e modificar os substantivos, atribuindo-lhes características ou particularidades. Vamos acompanhar um exemplo.

Rapaz desonesto.

Perceba que nessa construção a palavra desonesto atribui uma característica ao rapaz. Ela pode também ser empregada ao lado de outros substantivos, flexionando seu gênero ou número.

Moça desonesta.

Companheiros desonestos.

Nesse caso, é importante ressaltar que aqui essa palavra expressa um atributo. O mesmo não acontece com desonestidade, por exemplo, que é classificada morfologicamente como substantivo.

Por isso, é importante ter em mente que os adjetivos sempre exercem a mesma função morfológica, atuando como adjunto adnominal e predicativo.

A classificação dos adjetivos

Os adjetivos podem ser classificados dentro de duas grandes classes: adjetivos restritivos e adjetivos explicativos. Acompanhe.

Leia também:  Como Saber Quem Esta Ligado A Minha Rede Wireless?

Adjetivos explicativos

  • Os adjetivos explicativos são responsáveis por exprimir uma qualidade inerente ao ser, ou seja, ele explica uma qualidade própria.
  • Areia quente da praia pode queimar os seus pés.
  • Neve fria caiu sobre as ruas nessa madrugada.
  • O céu azul é típico de um lindo dia de primavera.

Adjetivos restritivos

  1. Já enquanto adjetivo restritivo, uma palavra é capaz de atribuir características específicas e tornar um determinado ser único entre um grupo.

  2. O funcionário paulistano pensou que esta quinta-feira seria feriado.
  3. O céu alaranjado iluminava o entardecer.

  4. Os políticos corruptos enganam o eleitorado com facilidade.

Formação de adjetivos

Quanto à sua formação, os adjetivos podem ser distribuídos em quatro categorias diferentes. Acompanhe.

Adjetivo simples

É aquele que apresenta apenas um elemento, ou seja, possui um único radical.

São exemplos: feliz, mau, quadrado, magro, brasileiro, cômico, rico, leal, otimista.

Adjetivo composto

É aquele que apresenta mais de um radical.

São exemplos: luso-brasileiro, amarelo-canário, surdo-mudo.

Adjetivo primitivo

É um adjetivo que origina outras palavras.

São exemplos: belo, bom, notável, azul, triste, nobre, pai, anel.

Adjetivo derivado

São os adjetivos originados de outras palavras.

São exemplos: belíssimo, bondoso, notabilíssimo, azulado, tristonho, infeliz, paterno, anelar.

Os adjetivos pátrios

É muito comum encontrarmos os adjetivos pátrios em nosso dia a dia. Sua função é, essencialmente, descrever a nacionalidade ou o local de onde um determinado ser se origina. Confira alguns exemplos:

  • São Paulo – paulista
  • Rio de Janeiro – carioca
  • Curitiba – curitibano
  • Amapá – amapaense
  • Amazonas – amazonense ou baré
  • Estados Unidos – norte-americano ou estadunidense
  • Uruguai – uruguaio
  • Portugal – português
  • África do Sul – sul-africano
  • Japão – japonês

O adjetivos pátrios podem ainda configurar-se como adjetivos compostos. Nesse caso, o primeiro elemento aparece em sua forma reduzida. São exemplos:

  1. África – prefixo afro? afro-americano
  2. Português – prefixo luso ? luso-brasileira
  3. Espanhol – prefixo hispano? hispano-portuguesa
  4. Chinês – prefixo sino?  sino-japonês
  5. Francês – prefixo franco? franco-italiano

O caso das locuções adjetivas

Em algumas situações, o léxico português não permite o uso de uma única palavra como adjetivo. Por isso, usamos o que é chamado de locução adjetiva, uma construção linguística na qual um substantivo vem precedido de uma preposição (e, em, com, sem). Confira alguns exemplos:

  • A portade entrada fica em frente, virando na próxima rua, à esquerda.
  • A casade tijolos está abandonada há muitos anos.
  • Todas as caixasde papelão que estavam na loja foram molhadas pela chuva.

Nesse caso, é muito importante compreender que também existem expressões que permitem a substituição da locução por um único adjetivo. Por isso, é necessário atenção e, claro, bom senso na hora de utilizá-los. Veja algumas situações:

  1. O volume pluvial deste mês foi muito acima da média. (pluvial = de chuva)
  2. A energiaeólica classifica-se como uma ótima fonte sustentável de energia. (eólica = de ventos)
  3. Ganhei um colarebúrneo como presente de aniversário. (ebúrneo = de marfim)

Percebe como o nosso último exemplo soou muito estranho? Por isso, atente sempre às expressões mais comuns na língua, adequando o seu vocabulário e os adjetivos da sua frase da melhor forma.

Flexionando os adjetivos

Os adjetivos possuem a capacidade de se flexionar de acordo com o gênero (masculino e feminino) e número (singular e plural).

Flexão de gênero

Assim como os substantivos, os adjetivos são divididos em dois grandes grupos:

Adjetivos uniformes

São os adjetivos que possuem uma forma única, não possuindo variáveis para o gênero feminino ou masculino.

São exemplos: feliz, frágil, maior, simples, audaz, comum, leal, ímpar.

Adjetivos biformes

São os adjetivos que possuem duas formas diferentes, uma para o gênero feminino e outra para o masculino.

São exemplos: mau e má, loiro e loira, carinhoso e carinhosa, vazio e vazia, severo e severa.

Nesse caso, vale ressaltar que para os adjetivos compostos, somente o segundo adjetivo sofre a flexão de gênero. Exemplo: cidadã afro-americana.

Flexão de número

Os adjetivos também podem ser flexionados em singular ou plural.

Adjetivos simples

No caso dos adjetivos simples, a flexão deve obedecer o número do substantivo. Se o substantivo indica singular, o adjetivo permanece no singular. O mesmo vale para o plural: quando o substantivo indica pluralidade, o adjetivo é flexionado para acompanhá-lo. Veja:

  • Menino feliz.
  • Meninas más.
  • Jogadoras brasileiras.
  • Livro cômico.
  • Amigos leais.

Adjetivos compostos

Para os adjetivos compostos, apenas o segundo adjetivo deve ser flexionado de maneira a acompanhar corretamente o substantivo a que se refere. O primeiro elemento deve ser mantido no masculino e no singular. Entenda:

  1. Rapazes latino-americanos.
  2. Calças azul-escuras.
  3. Partidos social-democráticos.
  4. No entanto, vale ressaltar que quando o adjetivo composto é formado por um adjetivo e seu segundo elemento é um substantivo, não deve haver variação de número. Veja:

Vestido amarelo-ouro. ? Vestidos amarelo-ouro.

Blusa verde-oliva. ? Blusas verde-oliva.

Meia amarelo-laranja. ? Meias amarelo-laranja.

Atenção!

  • No caso das cores, azul-marinho e azul-celeste configuram duas exceções. Ambos os adjetivos são invariáveis e devem sempre ser empregados no singular.
  • Já para o adjetivo composto surdo-mudo, a concordância de gênero e número deve ser feita em ambas as palavras.

Graus de adjetivação

Os adjetivos podem ainda flexionar-se em grau, de maneira a indicar a intensidade de uma determinada característica. Podem ser classificados como comparativos ou superlativos.

Comparativo

No caso do grau comparativo, existe a ideia de comparação de uma mesma característica entre dois seres ou a comparação de dois seres baseada em uma mesma particularidade. Tal relação pode assumir o caráter de igualdade, superioridade ou inferioridade. Confira os exemplos:

Comparativo de igualdade

Eu sou tão altaquanto você.

Indica que determinado adjetivo é expresso com a mesma intensidade para dois seres ou eventos diferentes. Ele pode ser reconhecido pela presença das palavras como, quanto ou quão.

Comparativo de superioridade analítico

Eu sou mais velhado que você.

Seu papel é indicar que determinada característica é mais intensa em um dos seres ou eventos da oração. Normalmente, a frase é estruturada pela presença da expressão mais, seguida do adjetivo e da construção que/do que.

Comparativo de superioridade sintética

Eu sou maior do que você.

Quando o comparativo entre dois seres é expresso de maneira sintética, ele faz uso dos adjetivos melhor, pior, maior e menor.

Comparativo de inferioridade

Eu sou menos altado que você.

Aqui, entendemos que o adjetivo expresso é menos intenso em um dos seres da oração.

Superlativo

O superlativo tem a função de expressar determinadas características em um grau extremamente superior. Também divide-se em duas categorias:

Superlativo absoluto

  • É quando um determinado adjetivo é intensificado sem ser relacionado a outros seres.
  • Gustavo é um professor muito sábio.
  • Joaquim é um homem muito cruel.
  • Fernanda é uma garota muito boa.

Nesses casos, a oração é classificada como analítica.

Repare que a intensificação do adjetivo ganha o reforço com um advérbio de intensidade (muito, extremamente e bastante, por exemplo).

  1. Gustavo é um professor sapientíssimo.
  2. Joaquim é um homem crudelíssimo.
  3. Fernanda é uma garota boníssima.

Já aqui, o superlativo absoluto é classificado como sintético. Repare como a intensificação do adjetivo ocorre com o acréscimo do sufixo.

Superlativo relativo

Esse tipo de superlativo acontece quando um ser tem uma de suas características exaltadas diante de um grupo.

Júlia é a atleta mais forte da região. ? Superlativo relativo de superioridade

Júlia é a atleta menos forte da região. ? Superlativo relativo de inferioridade

  • E aí, curtiu nossas explicações sobre adjetivos? Caso você esteja estudando morfologia da língua portuguesa, nós temos mais alguns posts que podem te interessar:
  • O que é um substantivo e para que ele serve?
  • O que são os advérbios e para que eles servem?

Baixe o Coach COC e organize seus estudos!

O aplicativo Coach COC é o seu novo parceiro para os estudos! Ele vai te ajudar a organizar a sua rotina e planejar seu dia a dia de estudos. Acesse a página do app e baixe agora mesmo!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*