Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?

Márcia Fernandes

Professora licenciada em Letras

Apud, que significa “citado por, conforme, segundo” é a expressão usada para fazer citação de citação.

Esse é um recurso utilizado nos trabalhos acadêmicos quando você quer citar um autor que tenha sido citado pelo autor e obra que está lendo. Isso quer dizer que você próprio não teve acesso a esse outro autor, mas vai aproveitar o que o autor que está lendo leu e usou.

Parece confuso, mas não é!

Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?Exemplo de citação de citação

Em vez de usar a expressão latina apud, você também pode utilizar outras expressões como “citado por, conforme, segundo”. O importante é deixar claro que não foi você quem teve acesso ao autor.

As citações são muito importantes nos TCCs. Um projeto embasado em bons autores e boas obras tem mais credibilidade.

Apesar de o apud (ou citação de citação) não ser bem visto pela banca examinadora, lembre-se que se você fizer uma citação sem indicar o seu autor estará cometendo plágio.

Portanto, na necessidade de usar apud, usamos, mas que seja usado de forma correta. Então, vamos aprender como fazer!

O que a ABNT fala sobre o apud?

A NBR 10520 contempla esse tipo de citação e define que se trata de uma citação direta ou indireta feita sem acesso ao texto original. Acrescenta que a expressão apud pode ser usada.

De acordo com os exemplos da norma, a expressão pode ser colocada antes da citação em si ou depois dela.

Exemplos da localização do apud:

Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?Apud antes e depois da citação

A citação de citação pode conter a transcrição de uma obra, com as palavras do autor ou pode se basear em uma obra, com as palavras de quem está transmitindo a informação.

Exemplos de citação de citação direta e indireta:

Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?Exemplos de citação de citação direta

Na primeira citação, Koch transcreve as palavras de Beaugrande e Dressler. Trata-se de um exemplo de citação direta, tal como na segunda citação, em que as palavras de Garcia foram transcritas por Koch e Travaglia.

Agora vejamos exemplos em que Koch e Travaglia escrevem baseando-se na palavras de Beaugrande e Dressler, bem como de Giora (citação indireta).

Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?Exemplos de citação de citação indireta

Como fazer as referências bibliográficas com apud?

Nas referências bibliográficas você deve incluir apenas as obras que você leu e não as lidas pelo autor que você citou.

Desta forma, considerando os exemplos dados acima de citação de citação direta e indireta, apenas incluiríamos nas referências bibliográficas do nosso trabalho os autores Koch e Travaglia. Não estariam incluídos Beaugrande, Dressler, Garcia e Giora.

Assim:

Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?

Não pare por aqui. Tem mais textos muito úteis para você:

Professora, pesquisadora, produtora e gestora de conteúdos on-line. Licenciada em Letras pela Universidade Católica de Santos.

Entenda como fazer citação direta e indireta segundo a ABNT

Chegou a hora do Trabalho de Conclusão de Curso e com ele também surgem aquelas dúvidas clássicas relacionadas às normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas). Que negócio chato, você deve pensar… É normal, mas há um porquê de elas existirem. Neste texto vamos explicar isso, e também como fazer citação direta e indireta.

A citação direta e indireta são recursos utilizados nos textos científicos para nos referir a algum autor que já escreveu algo sobre aquele tema que estamos a tratar. Então, usamos as citações para incluir as opiniões e constatações deles nos nosso texto. Citação direta e indireta também são utilizadas em outros tipos de texto, como o jornalístico. Mas aqui, vamos focar na ABNT.

Por que seguir as normas da ABNT?

Quando ouvindo a sigla ABNT, as dúvidas são muitas. O que é ABNT? Para que ela serve e por que temos que seguir essas normas? Então, vamos entendê- las!

Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) é o órgão responsável pela padronização e normatização de técnica para apresentação e formatação de trabalhos científicos, processos, etc.

A associação é sem fins lucrativos e cuida de diferentes normatizações no país. Ou seja, além de trabalhos acadêmicos ela é responsável propor formas de organização em processos tecnológico, industrial, produção de serviços, entre outros.

Existem vários tipos de regras da ABNT, cada uma delas tem um foco e um público diferente. No texto de hoje, vamos focar nas regras para citação direta e indireta utilizados em TCC e artigos científicos.

Neste caso, as normas da ABNT, são baseadas em padrões internacionais e adequadas a linguagem brasileira de forma que facilite a leitura, apresentação e compreensão do trabalho.

Elas são como “regras de etiquetas” e indicam um padrão de qualidade. Tem como objetivo evitar erros, padronizar o trabalho e tornar o conteúdo acessível, com informações precisas e seguras sobre o determinado assunto.

Caso as normas não existissem, cada um poderia escrever o seu trabalho de conclusão de curso do jeito que achasse melhor.

E quando falamos de monografias, isso não parece ter grandes problemas, afinal são textos que refletem sobre aspectos já estudados por outros autores.

Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?

Mas, imagine que não existisse padrão para testes em laboratórios ou entrevistas que o trabalho necessita para coletar dados? O conhecimento científico não poderia avançar, pela falta de segurança nas informações dos trabalhos.

Ainda que seja um padrão, podem existir algumas variações sobre como deve ser o trabalho de conclusão de curso. Então, sempre fique atento às normas próprias da instituições e as diretrizes para fazer o TCC.

Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?

Por que utilizar as citações direta e indireta?

Para ficar mais simples de entender, vamos começar explicando o que é uma citação. As citações direta e indiretas são partes de textos consultados por você para dar embasamento no seu texto e que aparecem ao longo do seu trabalho. Elas são importantes, pois dão credibilidade àquilo que você escreve.

Citações trazem informações e referências a respeito de uma determinada obra, de um determinado autor, através de pensamentos ou descobertas que ele estudou e você irá utilizar para construir o seu trabalho.

Durante a elaboração do seu projeto, é de suma importância que você, autor do trabalho, selecione os estudos de outros autores/as que deram suporte às suas ideias, e os descrevem em seu projeto.

Você já viu algum artigo científico, TCC, teses, monografias, dissertações ou até mesmo resenhas sem citações? Pois é, é impossível produzir sem elas!

As citações diretas e indiretas podem ser feitas com consultas em livros, artigos, sites, notícias, jornais etc, e devem sempre ser utilizadas. Se você fizer o uso de citações sem referenciá-las seu trabalho, ele pode ser considerado como plágio e isso pode te trazer muita dor de cabeça no futuro.

Plágio é a cópia, ou seja, copiar sem citar a fonte, apropriar-se do conhecimento do autor e dizer que é seu.

No Brasil, além de imoral, plágio é considerado crime, por isso as citações são importantes e devem ser utilizadas todas as vezes em que você estiver se baseando na ideia de alguém para falar algo. Para que você não faça plágio e utilize boas citações, nossa dica é leia, pesquise e estude muito antes de começar sua pesquisa.

Sabemos como é difícil escrevermos bem sobre um determinado assunto, principalmente quando se trata de trabalhos de conclusão de cursos, dissertações ou teses. Assim, a primeira coisa que precisamos fazer antes de começar a escrever sobre qualquer assunto é escolher o tema e ler sobre ele.

Depois de ler bastante, é hora de escrever. E é agora que você começará a usar as citações diretas e indiretas.

O que é citação direta e como usar?

A citação direta é a transcrição de um trecho completo da obra que está sendo consultada, ou seja, trazer para o seu texto as palavras exatas do autor consultado. É a transcrição mais literal possível.

Para fazer uma citação direta, você deve copiar a fala do autor pela qual você se interessou, colocando ela entre aspas duplas pra deixar claro que a fala não é sua, e claro, referenciando o autor.

A citação direta pode ser curta ou longa. A curta deve ser feita em até 3 linhas no máximo e incluída ao longo do texto.

Veja dois exemplos de como usar a citação curta.

Para Burke e Ornstein (1999, p. 114): “Era fácil para a Igreja controlar um mundo iletrado, principalmente por meio de suas comunidades monásticas e bispos”.

Podemos considerar também que “Era fácil para a Igreja controlar um mundo iletrado, principalmente por meio de suas comunidades monásticas e bispos” (BURKE E ORNSTEIN, 1999, p. 114)

Já as citações diretas com mais de três linhas, são consideradas longas. Elas são escritas com fonte menor em comparação ao corpo do texto, sem aspas, com espaçamento simples entre as linhas e deverão estar em um “bloco” separado do texto por espaço duplo e devem ser destacadas com recuo de 4 centímetros da margem esquerda.

Confira no exemplo:

Paín (1985) define a aprendizagem da seguinte forma:

(…) a aprendizagem é um processo dinâmico que determina uma mudança, com a particularidade de que o processo supõe um processamento da realidade e de que a mudança no sujeito é um aumento qualitativo em sua possibilidade de atuar sobre ela. Sob o ponto de vista dinâmico a aprendizagem é o efeito do comportamento, o que se conserva como disposição mais econômica e equilibrada para responder a uma situação definida.

O que é citação indireta e como usar?

Citação indireta, também conhecida como paráfrase, é dizer com suas palavras o que o autor de referência disse. Quando se expressa a ideia com suas próprias palavras, sem alterar ou deturpar, é considerado citação indireta. Ela vai aparecer ao longo do texto.

Note um exemplo de citação indireta:

Pode-se dizer que a musicalidade é um dos traços mais característicos dos brasileiros (MENEZES, 2009).

Para ficar mais fácil de diferenciar os dois tipos de citações, pense assim: a citação indireta é uma espécie de tradução da ideia do autor por quem está reescrevendo. É como se você interpretasse o que o autor original disse e explicasse aquilo com suas próprias palavras. Mas atenção: sempre que fizer isso, é preciso referenciar.

Leia também:  O Que É Um Web Service E Como Funciona?

Como colocar as referências na citação direta?

Como mencionado anteriormente, as citações direta e indireta devem conter referências. Existe a lista de referências bibliográficas que fica no final da monografia e devem incluir todas as obra consultadas por você durante a elaboração dos trabalhos acadêmicos ou científicos.

Mas, além dela, ao longo do texto, você também deve referenciar os autores. Assim, você evita que seu trabalho seja considerado plágio. Então, as informações extraídas e consultadas, seja elas livros, artigos, jornais ou até mesmo da web, devem ser devidamente citadas e documentadas.

Quando usamos a citação direta curta, devemos referência-las com o sobrenome do autor em letras maiúsculas, e entre parênteses o ano da publicação da obra e o número da página de onde o trecho foi extraído antes ou depois do texto extraido. Tudo separado por vírgulas. Por exemplo:

Podemos considerar também que: “Era fácil para a Igreja controlar um mundo iletrado, principalmente por meio de suas comunidades monásticas e bispos” (BURKE E ORNSTEIN, 1999, p. 114).

E logo no final do trabalho as informações completas da obra. Exemplo:

BURKE, J.; ORNSTEIN, R. O presente do fazedor de machados: os dois gumes da história da cultura humana. Tradução Pedro Jorgensen Junior. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

Já, quando você fizer uma citação direta curta e o nome do autor aparecer ao longo do texto, então, não é preciso que seja com todas as letras maiúsculas. Logo após o nome, você deve indicar o ano da publicação e a página. Veja o exemplo:

Para Burke e Ornstein (1999, p. 114): “Era fácil para a Igreja controlar um mundo iletrado, principalmente por meio de suas comunidades monásticas e bispos”.

          O mesmo vale para as citações diretas longas. Veja dois exemplos:

Paín (1985) define a aprendizagem da seguinte forma:

(…) a aprendizagem é um processo dinâmico que determina uma mudança, com a particularidade de que o processo supõe um processamento da realidade e de que a mudança no sujeito é um aumento qualitativo em sua possibilidade de atuar sobre ela. Sob o ponto de vista dinâmico a aprendizagem é o efeito do comportamento, o que se conserva como disposição mais econômica e equilibrada para responder a uma situação definida.

A aprendizagem pode ser definida da seguinte forma:

(…) a aprendizagem é um processo dinâmico que determina uma mudança, com a particularidade de que o processo supõe um processamento da realidade e de que a mudança no sujeito é um aumento qualitativo em sua possibilidade de atuar sobre ela. Sob o ponto de vista dinâmico a aprendizagem é o efeito do comportamento, o que se conserva como disposição mais econômica e equilibrada para responder a uma situação definida. (PAIN, 1985)

Uma dica bastante válida é solicitar a seu orientador sugestões para fontes de pesquisa. Seu orientador saberá indicar títulos, autores que estudam e publicam artigos sobre o seu tema. Quanto mais referências você citar, mais rico seu trabalha ficará.

Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?

Como referenciar as citações indiretas?

  •           Assim como nas citações diretas as referências da citação indireta também deve ser descrita no trabalho, como vimos nos exemplos acima.
  • A diferença é que na citação indireta, deve-se citar o último nome do autor do texto e o ano de publicação da obra e o número da página é opcional e raramente usado, as aspas ou o recuo também não são usados.
  • Ao fazer citação de uma obra com apenas um autor você deve citar o último sobrenome, seguido do ano da publicação, tudo isso entre parênteses, logo depois do término da ideia.
  • Separamos abaixo, alguns exemplos de como citar e referências suas citações.
  • Pode-se dizer que a musicalidade é um dos traços mais característicos dos brasileiros (MENEZES, 2009).
  • Assim, para Menezes (2009), a musicalidade é um dos traços mais característicos dos brasileiros.

Referência de mais de um autor

Quando a obra for feita por mais de um autor, citam-se obrigatoriamente ambos, interligados pela conjunção “e” e o ano da obra, seguido da página.

Ex: (LÉBART e DREYFEIS, 1972, p. 114)

Na citação de mais de dois autores, cita-se o primeiro autor seguido da expressão “e col.” (abreviatura de “e colaboradores”) ou “et al.” (abreviatura da expressão latina “et alii”, que significa “e outros”) e entre parentes o ano da obra.

  1. Ex: CARVALHO e col. (2011)
  2. Quando houver citação do mesmo autor com mais de um trabalho no mesmo ano, a diferenciação das obras se faz por letra minúscula seguida do ano da publicação, na citação no texto como na lista de referências.
  3. Ex: KALACHE (1986a, 1986b)

Também pode acontecer de haver citação de trabalhos do mesmo autor publicados em diferentes anos. Neste caso, as citações são identificadas pelo ano de publicação, em ordem cronológica crescente.

  • Ex: PELICIONI (2002, 2008, 2012)
  • Quando houver múltiplas citações numa mesma frase, em relação a um mesmo tópico, com autores diferentes são citados todos em ordem cronológica crescente.
  • Ex: (CUNHA 2000; CIANCONI e MACEDO, 2001; FONTES, 2001; BARRETO, 2002).
  • Autores com sobrenomes idênticos, com dois ou mais trabalhos publicados no mesmo ano, devem ser diferenciados pelas iniciais do prenome.
  • Ex: (PEREIRA FAC, 2013; PEREIRA MG, 2013)

Por fim, se você necessitar de mais referência, pode usar as notas de rodapé. As notas de rodapé são caracterizadas por números ou letras apresentado, em seqüencia no corpo do trabalho que trazem outras referências na mesma página que a referência foi citada.

Como fazer citação de citação?

Para indicar este tipo de citação, pode-se utilizar a expressão “apud”, que vem do latim e significa “junto a, perto de, em”, ou simplesmente “citado por”.

A citação de citação é quando se faz uma citação extraída de uma fonte da qual não se teve acesso direto. Porém, é importante frisar que o ideal é sempre consultar a obra original.

O “apud” pode acontecer por diversos motivos, os mais comuns são quando a obra original é muito difícil de ser encontrada ou na obra em que a referência foi consultada é de um autor e nela estava contida a citação de um outro autor.

Nesse segundo caso, a citação fica da seguinte maneira:

De acordo com Gough (1972, p. 59, apud NARDI, 1993, p. 94), “o ato de ler envolve um processamento serial que começa com uma fixação ocular sobre o texto, prosseguindo da esquerda para a direita de forma linear.”

  1. No entanto, não se deve fazer uso constante da citação de citação, visto que, não costuma agradar a banca examinadora, editores e analistas de projetos científicos.
  2. É importante lembrar que na lista de referências bibliográficas, deve-se incluir apenas as obras consultadas por você, e não a obra foi citada pelo autor que você utilizou como fonte.
  3. Agora que você aprendeu a diferença de como fazer citação direta e indireta segundo a ABNT, já está pronto para iniciar seu TCC ou artigos científicos.

Você está preparado para o que espera depois da faculdade? Além do diploma de ensino superior você vai precisar se destacar e causar uma boa impressão na empresa que deseja trabalhar.

Acesse nosso blog e aprenda a montar um currículo que irá te destacar nas melhores empresas do Brasil.

Como citar um apud nas normas ABNT [Citação da Citação] | Educação

O que é e como citar um apud, de acordo com as regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), é uma dúvida comum principalmente entre estudantes de graduação, durante o desenvolvimento do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

O apud significa “citado por”. O termo é usado na seguinte situação: você escolheu um texto, do autor “X”, para compor a bibliografia do seu TCC. Na obra do autor “X”, há a citação de um trecho da obra do autor “Y”, que vai ser útil para a construção do seu argumento. Para usar o trecho do autor “Y”, segundo a ABNT, o apud é necessário.

Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?

Ou seja, ao aplicar o apud — também chamado de citação da citação — é indicado para a sua banca avaliadora que você usou a obra do autor “X” como fonte de estudo para a sua monografia e, nesse texto, ele cita um conceito do trabalho do autor “Y”.

Como citar um apud [ABNT]

A imagem exibe um trecho da obra “Assessoria de Imprensa e Relacionamento com a Mídia – Teoria e Prática”, do organizador e autor Jorge Duarte, publicada em 2010 pela editora Atlas. No trecho sublinhado, Jorge Duarte cita Philip Schlesinger.

Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?

Trecho sublinhado:

Philip Schlesinger (1993, p.182) afirma que “boa parte do suor dos sociólogos tem sido empregada na tentativa de codificar estes critérios, que os jornalistas consideram indecifráveis”.

É importante destacar que o texto em mãos é de Jorge Duarte, mas a intenção é citar Schlesinger no seu TCC. Sendo assim, pode-se aplicar o apud de algumas maneiras:

1. Incluir os autores e o apud no início da citação

Sobre os valores-notícia, de acordo com Schlesinger (1993, p.182, apud DUARTE, 2010, p.307), “boa parte do suor dos sociólogos tem sido empregada na tentativa de codificar estes critérios, que os jornalistas consideram indecifráveis”.

2. Aplicar o apud no final da citação

Sobre os valores-notícia, segundo Schlesinger (1993, p. 182), “boa parte do suor dos sociólogos tem sido empregada na tentativa de codificar estes critérios, que os jornalistas consideram indecifráveis” (apud DUARTE, 2010, p. 307).

3. Transcrever o trecho com as suas palavras e indicar as referências

A missão de desvendar os códigos por trás dos valores-notícia tem concentrado grande parte dos esforços dos sociólogos, um tema considerado indecifrável pelos jornalistas (SCHLESINGER, 1993, p. 182, apud DUARTE, 2010, p. 307).

Atenção:

De acordo com esse exemplo, na lista bibliográfica (no final do TCC), deve constar apenas a referência ao texto de Jorge Duarte. O apud é usado apenas no desenvolvimento do seu trabalho.

Leia também:  Talasemia beta i alfa – przyczyny, objawy, leczenie

Com informações de: ABNT, Blog PPEC e Guia da Monografia

APUD ou Citação de citação segundo as normas ABNT: tire suas dúvidas!

Tempo médio de leitura: 5 minutos

Publicado em 09 de abril de 2018. | Atualizado em 05 de janeiro de 2021.

Apud, ou citação de citação, é quando se cita a ideia de alguém que foi encontrada no texto de outro autor. Tem dúvidas ainda? Esse post é para você!

Falar sobre apud, ou a citação de citação, é essencial quando falamos de citações ou de referências bibliográficas. Especialmente porque é um tema que causa muitas dúvidas nos estudantes e pesquisadores.

Pensando nisso, escrevemos esse conteúdo para explicar como fazer uma citação com intermédio – apud ou citação de citação – de acordo com as normas da ABNT.

Depois disso, você poderá escrever qualquer trabalho acadêmico, incluindo monografia e TCC sem medo de cometer algum tipo de plágio por não citar de forma correta algum autor.

Qual a importância de utilizar citações dentro das normas da ABNT? 

Em primeiro lugar, é importante que você tenha em mente que as citações fazem parte da construção dos seus referenciais teóricos. Por essa razão, as citações garantem embasamento teórico e científico e dão credibilidade ao seu trabalho.

  • O apud aparece como hipótese quando o texto que você está lendo e citando, cita ideias de outro autor.
  • Talvez você esteja se perguntando agora: e então, o que fazer?
  • Vamos por partes.

O que é apud ou A CITAÇÃO de citação?

A citação de citação, também chamada de apud, termo em latim que significa “junto a, perto de, em”.

No contexto científico e acadêmico o significado de apud é utilizado como sinônimo de “citado por”.

De forma geral, a citação de citação é quando se insere no texto ideias de um autor que foram encontradas em outra fonte de pesquisa. Ou seja: você não tem acesso à fonte original da ideia, apenas tem acesso a um autor que fala sobre aquelas ideias.

Se eu exemplificar, pode ficar melhor de visualizar. Imagine a situação. Você está lendo o autor X. Esse autor cita ideias do autor Y. Você só possui acesso à obra de X, mas precisa citar as ideias de Y em seu trabalho. É para isso que serve a citação de citação.

É importante frisar que o ideal é sempre consultar a obra original, especialmente porque garante a credibilidade da fonte da pesquisa. Isto é, garante que a citação corresponde à intenção das ideias da fonte original.

No entanto, nem sempre a obra original é acessível. Então, caso a citação seja muito relevante e, ainda assim, a obra original seja inacessível, é possível utilizar o recurso de citação de citação com moderação.

Este formato de citação, assim como todos os demais, possui regras próprias, definidas pelas normas ABNT.

Como fazer apud ou citação de citação de acordo com as regras ABNT?

  1. Segundo as regras da ABNT, toda citação utilizada no trabalho acadêmico deve ser devidamente referenciada.
  2. Existem algumas formas pelas quais se pode fazer a referência de um apud.

  3. Analise o seguinte trecho, encontrado na obra de Nardi (1993, p. 94) que cita as ideias de um outro autor:

No modelo serial de Gough (1972, p.

59), “o ato de ler envolve um processamento serial que começa com uma fixação ocular sobre o texto, prosseguindo da esquerda para a direita de forma linear.”

Veja bem: você apenas tem acesso ao texto de Nardi, que apresentou as ideias de Gough. Se você precisar citar as ideias de Gough a partir da citação de Nardi, você fará uma citação de citação.

Nessa hipótese, você poderia seguir três formas conforme os exemplos abaixo:

Exemplo de apud segundo a ABNT

A primeira maneira de se citar o trecho acima é incluindo os autores referenciados e o apud (citação de citação) no começo da citação:

  • De acordo com Gough (1972, p. 59, apud NARDI, 1993, p. 94), “o ato de ler envolve um processamento serial que começa com uma fixação ocular sobre o texto, prosseguindo da esquerda para a direita de forma linear.”

Exemplo de citação de citação (apud) segundo a ABNT

A segunda opção para fazer a citação do trecho seria incluir o apud no final da frase:

  • Segundo Gough (1972, p. 59), “o ato de ler envolve um processamento serial que começa com uma fixação ocular sobre o texto, prosseguindo da esquerda para a direita de forma linear” (apud NARDI, 1993, p. 94).

Exemplo de apud ou citação de citação

Por fim, existe a terceira alternativa que dispensa a utilização do termo apud, mas continua indicando que se trata de uma citação de citação:

  • De acordo com Gough (1972, p. 59), conforme citado por Nardi (1993, p. 94),  “o ato de ler envolve um processamento serial que começa com uma fixação ocular sobre o texto, prosseguindo da esquerda para a direita de forma linear.”

Apud (citação de citação) na lista de referências BIBLIOGRÁFICAS

  • Também é importante saber como o apud aparece na lista de referências bibliográficas.
  • Ao final do trabalho, nas referênciasdeve-se incluir apenas a obra consultada por você e não a obra que foi citada pelo autor que você teve acesso.
  • Ainda utilizando o exemplo, deveríamos inserir na lista de referências bibliográficas apenas a obra de Nardi, que foi a obra que, de fato, tivemos acesso.

Afinal, se Gough também fosse incluído na lista de referências, passaria a mensagem que sua obra também foi consultada. O que não é verdade.

Muito cuidado com isso! Porque a inclusão na lista contrariaria o uso do apud. Já que, se a obra também fosse consultada, a citação não seria uma citação de citação.

Como formatar citação de citação ( apud) de forma automática?

  1. Agora que você já sabe como fazer e formatar as citações e referências do trabalho acadêmico, sabe que o trabalho é bastante grande.
  2. Ficamos muitas horas para atender às regras da ABNT e sobra pouco tempo para focar no que realmente importa, que é o conteúdo do trabalho.

  3. Mas se você está desenvolvendo sua pesquisa, pode contar com o Mettzer.

O Mettzer é um editor de texto acadêmico que facilita sua vida ao formatar seu trabalho acadêmico de acordo com as normas ABNT.

Basta você inserir suas informações e pronto! O trabalho será formatado de forma automática.

Você pode fazer um teste gratuito por 7 dias e comprovar o que estou falando ????

O que é citação de citação ou apud?

A citação de citação é quando se insere no texto ideias de um autor que foram encontradas em outra fonte de pesquisa. Ou seja: você não tem acesso à fonte original da ideia, apenas tem acesso a um autor que fala sobre aquelas ideias.

Como fazer citação de citação?

Para fazer citação de citação você deve fazer a referência da fonte original da ideia seguido + apud + referência da fonte que você teve acesso.

Como Citar Uma Citação Que Já Foi Citada?

Pesquisadora. Mestra em Direito pela UFSC. Acredita que conhecimentos acadêmicos só servem se ultrapassarem os muros das universidades e que conhecimento bom é conhecimento compartilhado e construído por todas as pessoas.

Aprenda a usar as Normas da ABNT: Citação (2 de 4)

Dando continuidade ao processo de formatação de documentos, hoje, o assunto tratado será citação. A norma brasileira para elaboração de citações é a NB10520 e tem como objetivo apresentar as características oficiais para a criação de citações em todo o tipo documento, nos quais o emprego das Normas da ABNT seja necessário.

Os tipos existentes de citação, bem como um exemplo prático de todos eles serão apresentados. Aqui, o artigo não tem o intuito de ser uma transcrição das NBR 10520, mas sim apresentar métodos simples e eficientes para usá-la. Como já foi dito no artigo anterior, é importante acabar com aquele “medo” que muita gente sente em relação às normas.

Você pode conferir o cronograma com os artigos sobre ABNT:

Aprendendo a citar, aprendendo a dar valor

Assim como já diria Armando Nogueira: “Copiar o bom é melhor que inventar o ruim”, em todo o tipo de trabalho ou criação de projetos, acabamos copiando ou emprestando parte do conhecimento de outras pessoas.

Entretanto, isso não ocorre porque não tivemos a capacidade de pensar em algo do gênero antes, mas sim porque existem fontes que realmente servem como base para desenvolver um trabalho, e, conseqüentemente, devem ser usadas e consultadas.

Copiar o bom não é feio, de maneira alguma! Feio é copiar e não citar a fonte… Fazendo isso, você acaba se apoderando e levando créditos com base no conhecimento de outra pessoa, sendo antiético e completamente deselegante.

É a mesma coisa que ocorre quando você tem uma idéia mirabolante, seja no trabalho ou na escola, e alguém vai lá, copia o que você fez e ainda diz “Fui eu que fiz!”.

Que tipo de sentimento você teria? Certamente, você não ficaria feliz.

Mas muita gente deve pensar: “Ah, ninguém nem vai descobrir”, mas pode ter certeza que alguém, um dia, descobrirá.

Existem casos de alunos que foram expulsos de Universidades pelo fato de terem copiado na íntegra o trabalho de outras pessoas.

Para evitar problemas, enaltecer o trabalho dos outros (que, afinal de contas, devem ter suado a camisa para desenvolvê-lo) e fazer com que os seus trabalhos tenham citações corretas, a NBR 10520 está disponível.

Tipos e regras de citação

Existem três tipos de citação propriamente ditos, além das notas de referência e de rodapé: citação direta, citação indireta e citação de citação. Primeiramente, é interessante aprender os tipos e exemplo para, depois, verificar uma compilação com os pontos de destaque.

Citação Direta

A citação direta é a transcrição textual fiel de parte de um conteúdo de uma obra, ou seja, durante a elaboração de um trabalho acadêmico, por exemplo, foi necessário consultar um autor específico e, para o seu trabalho, alguma frase foi importante. Nesse caso, você vai copiá-la, mas vai citá-la. Por ser a transcrição exata de uma frase/parágrafo de um texto, a frase/parágrafo em questão será apresentada entre aspas duplas, podendo assumir duas formas:

Leia também:  Como Sei Que Estou Com Contrações?

1. Citando e referenciando: a chamada pelo nome do autor, quando feita no final da citação, deve apresentar-se entre parênteses, contendo o sobrenome do autor em letra maiúscula, seguido pelo ano de publicação e página em que o texto se encontra.

Exemplo 1:

“Não saber usar a internet em um futuro próximo será como não saber abrir um livro ou acender um fogão, não sabermos algo que nos permita viver a cidadania na sua completitude” (VAZ, 2008, p. 63).

2. Referenciando e citando: a citação a seguir foi feita como sendo um parágrafo do texto. Assim, o sobrenome do autor deve ser digitado normalmente, com a primeira letra em maiúscula e as demais em minúsculo, seguido do ano e página em que o texto se encontra, sendo estas informações apesentadas entre parênteses.

Exemplo 2:

Segundo Vaz (2008, p. 63) “não saber usar a internet em um futuro próximo será como não saber abrir um livro ou acender um fogão, não sabermos algo que nos permita viver a cidadania na sua completitude”.

Como você pode ver, a citação direta é a cópia exata de um texto. Caso o documento original contenha algum tipo de grifo, como uma palavra em negrito, em itálico ou sublinhada, a sua citação deve ter esse tipo de grafia, acrescentada com a observação “grifo do autor”.

Exemplo 3:

“Uma das referências mais conhecidas a respeito do conceito de padrão de projeto é o livro A Timeless Way of Building, escrito em 1979 pelo arquiteto Christopher Alexander” (KOSCIANSKI; SOARES, 2007, p. 289, grifo do autor).

Esse mesmo tipo de observação aplica-se quando, por exemplo, você tiver feito algum grifo na citação, para enfatizar uma palavra ou frase. No caso, deve-se acrescentar a expressão “grifo nosso”, indicando que o presente autor (você) fez a alteração.

Exemplo 4:

“O termo defeito no PSP refere-se a tudo que esteja errado em um software, como erros na arquitetura, na representação de diagramas, problemas em algoritmos etc.” (KOSCIANSKI; SOARES, 2007, p. 123, grifo nosso).

Citação direta com mais de três linhas

As citações com mais de três linhas devem ter um tipo de destaque diferente: é necessário reduzir o tamanho da fonte, podendo ser para 10 ou 11 e também é preciso aplicar um recuo de 4cm em relação à margem esquerda — selecione o texto e movimente os marcadores, localizado na régua do Word até o número 4, assim, todo o seu texto ficará com o recuo exigido pelas normas (veja a imagem ao lado). Ao final, a citação com mais de três linhas terá a seguinte apresentação — observe que ela não tem aspas:

Frase muito grande para citação

Imagine um parágrafo com 10 linhas, sendo que apenas a primeira e a última linha interessam a você. Nesse caso, você vai usar uma supressão, que é a inclusão de um sinal de colchetes com reticências, exatamente como esse […], indicando que um trecho do texto não foi usado, veja um exemplo:

“As propostas de melhorias de processo e tecnologia são coletadas e analisadas […] com base nos resultados de projetos-piloto” (KOSCIANSKI; SOARES, 2007, p. 153).

Citação indireta

Depois de ler um artigo, você chegou a uma conclusão semelhante a do autor consultado. Mas por algum motivo pessoal, você não tem interesse em usar as mesmas palavras e exatamente a mesma estrutura que encontrou no artigo em questão. Nesse caso, você fará uma citação indireta, já que o seu texto teve como base uma obra consultada.

Seguindo o mesmo formato de apresentação da citação direta, a indireta também deve conter o autor da frase citada, bem como o ano da publicação do artigo/livro. Apresentar a página em que o conteúdo se encontra é opcional.

Exemplos:

Lancaster (1993, p. 6) aponta como um aspecto importante na recuperação das informações é a extensão dos conteúdos a serem indexados.

Um aspecto importante na recuperação das informações é a extensão dos conteúdos a serem indexados (LANCASTER, 1993).

As citações indiretas podem ter mais de um autor, até pelo fato de que você pode ter consultado várias obras até chegar a sua conclusão, veja:

Tanto Weaver (2002, p.18) como Semonche (1993, p. 21) apontam questionamentos que devem preceder o planejamento da indexação de artigos de jornais, como: Qual a finalidade do artigo? Quem é o público-alvo que terá acesso ao artigo? Que tipo de informação o usuário procura?

Citação de Citação

Livros antigos e considerados clássicos em um assunto são importantes serem citados. Mas nem sempre eles estão disponíveis.

Imagine um livro do ano de 1970, que foi publicado apenas nos Estados Unidos ou outro livro que, por algum motivo, você não tenha conseguido encontrar em livrarias, sebos e bibliotecas…

Você não teve acesso ao documento em seu formato original, mas, durante suas pesquisas, encontrou um autor que teve a sorte de ter em mãos o documento, e este fizera uma citação extremamente importante para o seu trabalho.

Não pense que você perderá a oportunidade de usar este conteúdo. Para contornar isso, existe a citação de citação.

Como o próprio termo leva a entender, você fará uma citação de um conteúdo que foi citado na obra que você está consultando.

Esse tipo de citação é recomendado em último caso, já que o  correto é tentar localizar a fonte original. Veja dois exemplos, tanto de citação direta quanto indireta.

Exemplo de citação de citação (seguindo o modelo direto):

Segundo Van Dijk (1983), citado por Fagundes (2001, p. 53), “no texto jornalístico é convencional apresentar-se um resumo do acontecimento abordado. Esse resumo pode ser expresso por letras grandes separadas do resto do texto ou na introdução no ‘lead’”.

Exemplo de citação de citação (seguindo o modelo indireto):

Segundo Fujita (1999) citada por Fagundes (2001, p. 65) a indexação engloba três fases: 1) análise por meio da leitura do documento, em que serão selecionados os conceitos; 2) síntese, com a elaboração de resumos e 3) a identificação e seleção de termos com auxílio de uma linguagem documentária.

Regras gerais e síntese da norma

De maneira sintetizada, aqui você confere os pontos importantes a respeito dos tipos de citação e outras dicas:

Citação Direta

  • Deve conter o ano de publicação e a página que o texto foi extraído.
  • Se você primeiro citar a frase entre aspas, a referência do autor deve apresentar-se na ordem: (SOBRENOME DO AUTOR, ano, página). Lembre-se: sobrenome do autor em caixa alta.
  • Se você primeiro referenciar o autor, para depois fazer a citação, use: Sobrenome (ano, número da página). Lembre-se: apenas a primeira letra do sobrenome em maiúscula.
  • Se a citação tiver algum termo entre aspas ” “, coloque-o entre aspas simples, já que a citação em si (a frase toda) apresenta-se entre aspas duplas.

Citação Indireta

Segue a mesma formatação quanto a referência do sobrenome do autor (no início ou no final da frase), ficando a critério do autor (você) inserir o número da página em que o texto foi retirado.

Citação de Citação

Segue a mesma formatação quanto a referência do sobrenome do autor (no início ou no final da frase). Lembre-se de usar esse tipo de citação com cautela, para não fazer um trabalho do tipo “fofoca”, no qual você apenas copia algum conteúdo que, na verdade, já foi copiado.

Grifo

Se você usou uma fonte já com o grifo (negrito, itálico ou sublinhado), se você destacou um trecho da citação ou até mesmo se você traduziu uma frase para incluir no trabalho como citação, não esqueça de avisar. Caso tenha sido uma tradução sua, acrescente “tradução nossa”.

Citação com mais de três linhas

  • Reduza o tamanho da fonte para 10 ou 11
  • Aplique um recuo de 4cm em relação à margem esquerda
  • Não coloque aspas

Notas de rodapé

As notas de rodapé são caracterizadas por números ou letras apresentado no final da citação, que aparecem em seqüencia, no corpo do trabalho. No rodapé, você pode referenciar:Um trabalho que ainda esteja em fase de elaboração, sendo que em seu texto, deve constar a expressão entre parênteses (em fase de elaboração).

Informações verbais obtidas durante uma conversa, dados coletados em uma palestra etc., sendo que em seu texto, deve constar a expressão entre parênteses (informação verbal). Qualquer tipo de menção que julgue necessário, seguindo as normas de referências ou vocabulário livre.

Detalhes, muitos detalhes estão presentes nas normas de citação.

Lendo pela primeira vez, tudo isso pode parecer muito confuso e difícil, mas com o passar do tempo a formatação acaba sendo tão intuitiva e direta, que você, com certeza, não precisará consultar as explicações acima. Os processos, tanto para direta, indireta ou citação de citação acabam sendo parecidos, fato que permite memorizar melhor o processo.

Ao final deste artigo encontram-se as fontes utilizadas como referências, para fazer os exemplos de citações… Elas estão de acordo com a NBR 6023, referente as informações e documentação necessárias para elaboração de referências, que você vai conferir no próximo artigo.

Referências

XAVIER, Andressa Cristina. Processamento informacional de um jornal histórico com vista à sua disponibilização na internet. 2007. 80 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Gestão da Informação) – Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2007. [Orientador: Prof. Dr. Ulf Gregory Baranow].

KOSCIANSKI, A.; SOARES, M. Qualidade de software: aprenda as metodologias e técnicas mais modernas para o desenvolvimento de software. São Paulo: Novatec Editora, 2007.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*