Como Calar Um Cão Que Ladra?

Como Calar Um Cão Que Ladra?

A gente já vai logo avisando: não vai ser fácil. Fazer com que um cachorro pare de latir é um desafio. A boa notícia é que há muitas maneiras de treinar seu cão para que ele se controle, mesmo quando você não estiver em casa. Não espere uma solução imediata. Cães são criaturas vivas e leva tempo para recondicioná-los e fazer com que aprendam.

Boa parte dos donos que trabalham fora nem sabem que seu cão está incomodando a vizinhança. Como ele fica quieto e feliz enquanto os humanos da família estão em casa, os donos podem nem suspeitar como o seu cãozinho está agindo enquanto estão fora.

Se você é o dono de um cachorro que late demais, tem de entender que perto da sua casa pode haver crianças dormindo, profissionais em home-office e até gente que trabalha no turno da noite tentando descansar. Assim, quando você está fora, seu cão latindo o dia todo pode ser um grande problema para a vizinhança.

Para mudar o comportamento do seu amigo, primeiramente você precisa diagnosticar o que provoca os latidos. Essa informação ajuda você a tomar medidas eficazes para quebrar o ciclo. Vamos a elas:

1 Fique de olho

Como Calar Um Cão Que Ladra?Robo Wireless

Há no mercado muitas câmeras de vídeo com preço razoável. Elas são simples de configurar, por meio do computador ou celular. Elas não apenas proporcionarão segurança adicional para sua casa, mas também ajudarão a determinar por que seu cão está latindo.

2 Mexa-se

Como Calar Um Cão Que Ladra?Pixabay

Exercitar seu cão é a medida mais valiosa que você pode adotar para que ele controle os latidos. Caminhadas ao ar livre ajudam com que eles se socializem e oferece novas maneiras para que coletem dados sensoriais, o que os deixa menos aptos a latir.

3 Procure profissionais

Como Calar Um Cão Que Ladra?Wikimedia

A maioria dos cães late porque está entediada ou reagindo a algum evento. Contratar um passeador ou pet-sitter para cuidar do cão durante as horas em que ele mais late ajuda a resolver o problema. Como isso não vai acontecer rapidamente, contrate por uma temporada, o que dá margem a descontos no preço.

4 Matricule-o numa creche

Como Calar Um Cão Que Ladra?Wikimedia

Mandar seu cão para uma creche é uma solução bem-vinda, especialmente para animais com muita energia. E geralmente os donos não têm muito tempo para mantê-los ativos. A creche mantém seu animal de estimação mentalmente e fisicamente estimulado, o que diminui ou elimina sua necessidade de latir. Também melhora a socialização, o que também pode ajudar a eliminar latidos provocados por disputas territoriais e medo.

5 Vá ao petshop

Como Calar Um Cão Que Ladra?Divulgação

Dispositivos calmantes, como a camisa Thundershirt ou sprays à base de feromônio (como o Adaptil), são inestimáveis ​​para evitar com que o seu cão lata. Calmantes com óleos essenciais e hidrolatos também são seguros e trazem bons resultados.

6 Use a tecnologia

Como Calar Um Cão Que Ladra?Net

O aplicativo para iOS Pet Acoustics e a DogTV (canal da Net) entretêm e ajudam a manter seu pet calmo enquanto você estiver ausente. O Pet Acoustics foi desenvolvido cientificamente para relaxar seu animal de estimação através da música desenvolvida por behavioristas.

7 Estimule a inteligência

Os brinquedos inteligentes e os quebra-cabeças de alimentação só devem ser usados ​​enquanto você estiver em casa, especialmente se o cão for jovem ou muito destrutivo. No entanto, manter seus animais de estimação mental e fisicamente estimulados quando você está em casa ajuda a impedir que seu cachorro lata quando você não estiver.

Como Calar Um Cão Que Ladra?Busy Buddy

Existem milhares de brinquedos interativos criados especificamente para manter seus animais de estimação ativos e envolvidos. Certifique-se de escolher um brinquedo mais resistente e mais seguro, como o Kong ou os brinquedos da Busy Buddy. Basta preencher com um petisco de baixo teor calórico, e seu pet passará horas ocupado.

8 Só em último caso…

É sempre melhor adotar métodos de treinamento positivos. Mas ocasionalmente, você pode precisar usar o que é conhecido como “impedimento”. Há muitos equipamentos seguros no mercado, mas eles devem ser usados ​​somente após todos os métodos positivos terem sido esgotados.

Como Calar Um Cão Que Ladra?Divulgação

Um deles é o Birdhouse Ultrasonic, que dispara frequências ultrassônicas quando o cão late. Outro dispositivo é a coleira anti-latido com citronela. Quando seu cão late, um spray com a substância vai ao ar, o que desencoraja o animal a seguir fazendo barulho. Mas, repetimos, só use esses apetrechos quando todas as outras medidas tiverem se revelado ineficazes.

Como fazer o cachorro parar de latir

Como Calar Um Cão Que Ladra?

Como Calar Um Cão Que Ladra?

Ver fichas de  Cachorros

Os latidos incessantes do cachorro, seja quando estão sozinhos, seja quando passam a noite e a madrugada inteira a latir, parece ser um problema enfrentado por muitos tutores de cães.

Cães latem por diversos motivos e é normal que comecem a latir quando se deparam com outro cachorro passando pela rua ou um gato no muro, porém, se você está enfrentando dificuldades com seu cachorro devido a noites mal dormidas ou tendo que lidar com reclamações de vizinhos, veja aqui no PeritoAnimal, como fazer o cachorro parar de latir.

Como nem sempre estamos em casa para educar o cachorro quando ele estiver latindo demais, muitas vezes, apenas nos damos conta de que se tornou um problema quando algum vizinho aparece para reclamar.

E, ainda, se o problema do latido não for solucionado, além de gerar mais estresse ao tutor, torna-se um perigo ao cão, pois este tipo de situação pode culminar no envenenamento do cachorro, caso você tenha um vizinho ignorante.

Primeiro de tudo é fundamental descobrir por que, ou para o quê o cachorro está latindo.

Cães podem latir por diversas razões e uma delas é apenas por que está se sentindo entediado e estressado por estar sozinho, sem nenhum tipo de atividade ou estímulo com o qual se manter ocupado ao longo do dia. Neste outro artigo do PeritoAnimal nós ensinamos como Evitar o latido do cachorro quando está sozinho.

Tenho de ser sincera quando digo que em grande parte dos problemas de latidos intermitentes, a culpa é do tutor. Pense, por um instante, se você gostaria de ficar trancado o dia inteiro em casa sem nada para fazer, pois é o mesmo com o seu cão.

Cães são animais com muita energia para gastar e quando ficam em casa sem nenhuma espécie de atividade com a qual se entreter, muitas vezes descontam essa energia não gasta em forma de frustração, desenvolvendo então os problemas de comportamento indesejáveis sendo o principal deles, os latidos excessivos.

Veja bem, é completamente normal um cão latir, pois da mesma forma que nós falamos para nos comunicar, é desta forma que cães se comunicam não só uns com os outros, como também conosco. No PeritoAnimal, temos um artigo muito interessante a respeito do que significam os diferentes latidos dos cães em Latido de Cachorro, o que significa?

O que não é normal, porém, é quando o cão passa a latir para o nada, ou ao sinal de qualquer movimentação por menor que seja. Isso é sinal de um cão estressado e frustrado. Tendo isso em mente, o ideal é que seu cão faça caminhadas diárias a fim de gastar essa energia por cerca de 1hora, combinado a exercícios de adestramento e condicionamento para que ele pare de latir.

Se você sai para trabalhar todos os dias, e não possui tempo suficiente para se dedicar ao seu cão, você pode tentar o seguinte:

  • Contrate um Dog Walker, ou um passeador de cães, que possa levar seu cachorro a passeios diários e ainda adestrá-lo por meio de reforço positivo para que ele pare de latir. Você notará a imensa diferença no comportamento do seu cão, ao término de uma semana e não saberá mais viver sem um Dog Walker.
  • Veja a possibilidade de colocar seu cachorro em uma Day Care, ou creche para cães. Lugares assim possuem pessoal treinado e local próprio para que seu cachorro mantenha-se entretido e brincando o dia todo, de forma que quando ele chegar em casa, estará plenamente satisfeito e cansado, facilitando o adestramento. A dica principal aqui é a de que cães cansados por uma série de exercícios bem feitos com disciplina e foco, obedecem mais facilmente a comandos de treinamento, mesmo quando o tutor não possui muita experiência.
  • Treinamento de Agility: algumas creches ou passeadores de cães ainda podem oferecer essa modalidade de exercício muito utilizada para raças de cães ágeis e de esporte. Trata-se de uma pista com diversos obstáculos que o cão deve passar em tempo recorde. Bastante praticada nos Estados Unidos, ainda é pouca conhecida no Brasil, porém é extremamente benéfica aos cães.

Como Calar Um Cão Que Ladra?

Se o seu cão passa a noite e a madrugada latindo para o nada, o problema vai ainda mais além. Pois além de o cão passar o dia sem fazer nada, a noite quando o tutor chega, o cachorro também não recebe a devida atenção, já que o tutor passou o dia trabalhando e está cansado.

Se você ama realmente seu animal, por mais que você esteja cansado, reserve pelo menos 1 hora por dia para passar um tempo com ele, ou mantenha-o perto de você até a hora de você ir-se deitar para dormir.

Para o cachorro parar de latir de madrugada, você pode aplicar as mesmas dicas do tópico acima, contratando um Dog walker ou inscrevendo seu cão em uma creche para que quando você e ele chegarem em casa poderão passar um tempo mais proveitoso juntos. E, como ele também estará cansado do dia cheio que teve, dormirá pelo resto da noite até o dia seguinte, parando de latir de madrugada.

Leia também:  Como Afastar Pessoas Que Nos Fazem Mal?

Em se tratando de cães que latem quando chega visita, o latido incessante pode ter dois motivos básicos: o de que o cão não está satisfeito com a presença do visitante e por isso está mostrando que aquele é o seu território, mesmo um cão que não morde pode apresentar esse comportamento de dominância através do latido, ou ainda, quando um cão é carente demais e quando chega alguma visita late apenas para chamar a atenção.

Seja qual for o motivo, você pode tentar alguns exercícios de adestramento em casa, e se ele souber alguns comandos básicos como “senta”, torna o processo mais fácil para você.

Assim que uma visita chegar, peça um pouco de paciência a ela e explique que você está em fase de treinamento com o seu cão.

Seria até interessante praticar com algum amigo ou parente próximo este exercício diariamente, por cerca de 20 a 30 minutos, até que seu cão fique condicionado e finalmente aprenda a não latir mais para visitas. Para fazer o cachorro parar de latir quando chega visita, siga estes passos:

  1. Quando a visita chegar, prenda o seu cachorro e acalme-o, convide a visita para entrar e peça a ela que ignore a presença do cão.
  2. Use petiscos e reforço positivo para que ele não lata enquanto estiver preso, faça-o se sentar e dê um petisco a ele para que se concentre apenas em você.
  3. Se ele não estiver latindo, solte-o e dê um petisco.
  4. O convidado deve deixar o cão se aproximar sem acariciá-lo ainda.
  5. Agora solto, se ele não latir para a pessoa dê um petisco a ele. Caso ele lata para o convidado desvie a atenção dele, fazendo-o se sentar até que volte a manter a calma e apenas então, se ele permanecer quieto dê o petisco.

Não use correções como esguicho de água ou barulhos altos para algum comportamento indesejado por você, isso pode fazer com que seu cão fique ainda mais inseguro e medroso, e pode resultar em ainda mais problemas de comportamento. Lembre-se de que a chave para um bom comportamento é um cão com temperamento sadio e confiante.

  • Se o problema é o cachorro do vizinho que não para de latir, então a primeira atitude a se tomar é a de conversar francamente com ele, explicando não só a situação, como também explicando que este tipo de comportamento não é sadio para o cachorro, pois sendo um amante de cães, agora você já sabe que latidos excessivos são sinais de que o cachorro está estressado e precisando de uma intervenção profissional.
  • Tentar conversar com o vizinho não custa nada, e às vezes, nos surpreendemos com a bondade das pessoas, afinal, seu vizinho também pode estar enfrentando noites mal dormidas por conta dos latidos e precisa apenas de uma orientação quanto ao quê fazer.
  • Outras dicas que você pode seguir para fazer o cachorro do vizinho parar de latir são:
  • Se possível tente observar o cão e descobrir o que faz ele latir, e desde que esteja ao seu alcance elimine o foco do latido. Por exemplo, se você tem um gato que gosta de ficar no muro e notou que o cão late para o gato, mantenha o seu gato dentro de casa.
  • Tente fazer amizade com o cachorro para que ele passe a ter confiança em você, dessa forma você pode tentar alguns comandos básicos mesmo a distância.
  • Converse com o tutor do cão e peça licença para que você mesmo possa treinar o cão.

Como Calar Um Cão Que Ladra?

O apito para cães é uma ferramenta de adestramento, e não uma arma milagrosa contra os latidos. Então, para fazer o cachorro parar de latir com o uso do apito, ele também precisará de exercícios, treinamento e disciplina, até aprender que ao som do apito, ele deve parar o que está fazendo e passar a prestar atenção no tutor.

É possível ensinar ao cão diferentes formas de assovio e sons, cada som para um comando diferente a ser seguido.

O apito pode auxiliar no adestramento, pois ele pode alcançar frequências possíveis de serem ouvidas pelos cães a até 3 quilômetros de distância dependendo do terreno e condições do clima.

Além disso, é bastante usado por treinadores para chamar seus cães a longas distâncias, caso eles saibam atender ao chamado do apito.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Como fazer o cachorro parar de latir, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Problemas de comportamento.

Como lidar com um cão que ladra muito

Há mais no reportório vocal do seu cão do que um simples “au!”. Os nossos companheiros caninos recorrem também a ganidos, latidos, gemidos, lamentos, uivos e rosnares na sua comunicação. Alguns gostam até de dar grandes suspiros!

Há muitas razões para os cães ladrarem, mas tenha em atenção que o ladrar só parece excessivo para nós.

Todos os tipos de latido fazem parte da natureza canina! Latidos aparentemente excessivos podem dever-se a problemas relacionados com a separação, ele pode estar a tentar avisá-lo que está alguém à porta ou, se estão no meio de uma brincadeira, ele pode ladrar para demonstrar que está feliz.

Se tem mais do que um cão, normalmente não demora muito tempo até que um deles indica ao outro que está na altura de parar.

Alguns cães, no entanto, podem ficar demasiado excitados e continuar a ladrar muito depois de ter passado o carteiro, por exemplo, ou depois de terem terminado a brincadeira e lhe ter dito para se acalmar. Esta situação pode ser problemática, especialmente se tiver vizinhos por perto.

Como Calar Um Cão Que Ladra?

Para muitos donos de cães a ladrar, a resposta é gritar um pouco mais alto, dizendo-lhes para ficarem quietos. No entanto, este comportamento pode parecer uma ameaça para o seu cão ou então ele pode simplesmente pensar que está a tentar ladrar com ele.

Há vários produtos à venda, desenvolvidos para cães que ladram muito e que pretendem acalmá-los ou mantê-los calados, tais como coleiras anti latido, que lançam pequenos choques elétricos ou um spray desagradável.

Não recomendamos a utilização destes produtos porque são desnecessariamente agressivos, desagradáveis e suprimem um comportamento natural e a necessidade de comunicar do seu cão.

Além disso, as coleiras com sprays de cheiro continuam a punir o cão, bastante tempo depois de ele ter parado de ladrar porque o odor permanecerá no seu nariz muito sensível.

Estes colares de castigo não irão resolver a origem dos latidos e o seu cão canalizará a sua frustração de outras formas, tais como roer móveis ou até a si próprios. Em vez disso, tente descobrir porque o seu cão está a ladrar. É para o avisar de alguma coisa? Ladra porque se sente frustrado, aborrecido ou porque quer chamar a atenção? Ladra porque ficou sozinho e está a tentar chamar por alguém? Quando identificar a causa, poderá recorrer a técnicas de treino, que o ajudem a resolver o problema a longo prazo.

Certifique-se que o seu cão se exercita tempo suficiente. Afinal, um cão cansado é um cão calmo! Pode também ser útil limitar o seu acesso a janelas, cercas ou portas de vidro para que não fique excitado com algo que veja lá fora, mesmo que seja só um carro a passar.

Como Calar Um Cão Que Ladra?

Treinar cães para não ladrar, especialmente em casa, envolve normalmente a técnica de “falar e calar”, que apesar de parecer confusa, consiste em ensinar primeiro o seu cão a ladrar sob comando. Veja como:

  • Peça a ajuda de um parceiro de treino e peça-lhe para ficar junto à porta, do lado de fora, enquanto se mantém dentro de casa com o seu cão.
    • Peça ao seu cão para “falar” quando o seu amigo tocar à campainha ou bater à porta.
      • Isto deve fazer o seu cão ladrar e, quando ele o fizer, dê-lhe uma guloseima e muitos elogios.
        • Pratique com frequência e por períodos curtos, em diversos locais, e sempre que o seu cão ladrar, diga-lhe “fala”, quer esteja ou não alguém à porta.

Agora que ensinou o seu cão a falar, está na hora de o ensinar a calar-se!

  • Comece por pedir ao seu cão para falar e recompense-o verbalmente, quando ele o fizer.
    • De seguida, diga-lhe para se “calar” e distraia-o de ladrar com uma guloseima saborosa ou o seu brinquedo de chiar favorito. O seu cão não consegue ladrar e investigar as guloseimas ao mesmo tempo, pelo que parará de ladrar. Quando o fizer, faça-lhe muitos elogios e a guloseima, claro!
      • Repita um pouco esta técnica com frequência e rapidamente conseguirá interromper o ladrar do seu cão com um comando simples.

Ladrar no carro é um problema comum.

Os cães ladram para proteger o seu território temporário (especialmente se o carro estiver estacionado e estiverem pessoas a passar), porque se sentem frustrados de não conseguirem perseguir os objetos que passam rapidamente com um zumbido ou simplesmente porque sabem que uma viagem de carro significa uma emocionante viagem para o parque, ou talvez uma viagem de menos emocionante ao veterinário!

Leia também:  Como Proceder Quando O Fiador Nao É Avisado Do Incumprimento Do Credito?

Se já domina a técnica de “fala e cala-te” em casa, mas o seu cão ainda continua ruidoso no carro, pode precisar de fazer algumas alterações para tornar o seu carro um espaço mais comum e normal, deixando de ser associado a um grande entusiasmo.

Comece por deixar o seu cão sentar-se no carro com um brinquedo de roer. Comece por fazer isto com o motor desligado e depois faça o mesmo com o carro ligado.

Quando o seu cão se sentar calmamente no carro com o motor ligado, faça um pequeno passeio, mas pare mal ele comece a ladrar e retome a marcha apenas quando ele acalmar novamente.

Isto irá requerer algum tempo e paciência, mas não desista! Ele acabará por perceber a mensagem.

Se o seu cão fica especialmente entusiasmado com a visão de outros carros ou pessoas, tente tapar a sua transportadora (se ele está habituado a viajar numa) ou incentive-o a viajar no chão. Lembre-se que a segurança está sempre em primeiro lugar! Um cão excitável pode distrair o condutor, pelo que tem que garantir que ele viaja sempre preso e em segurança, em todos os passeios.

Como Calar Um Cão Que Ladra?

Se não consegue mesmo descobrir porque é que o seu cão está a ladrar ou se os seus hábitos de vocalização mudarem repentinamente, deve consultar o veterinário para garantir que não há nenhuma questão clínica que o justifique. Se não existir nenhuma questão médica, o seu veterinário poderá referenciá-lo para um especialista em comportamento.

Dispositivo anti-ladrar para o cão do vizinho

Este produto de Pet safe é realmente engenhoso.

Trata-se de um controlador ultrasónico do ladrar com um alcance de aproximadamente 17 metros que emite um som de alta frequência, inaudível para os humanos, cada vez que o cão ladra.

Este som é muito incomodativo para o cão, ainda que inofensivo, e fará com que pare. Em poucas semanas aprenderá a relacionar o incómodo com o seu ladrar.

O seu grande alcance permite-lhe controlar o ladrar do seu cão ou o do cão do vizinho! Apenas deve orientar o apito para o cão e obter um melhor efeito. Funciona com três intensidades que se regulam com a pêra na frente da casa:

-baixa, com um raio de detecção de até 5 metros,

-media, capta o ladrar até 10 metros de distância-alta, com uma sensibilidade de até 17 metros.

Também tem um modo de prova para controlar o seu funcionamento. Coloca-se a pêra na posição Test e imita-se o ladrar de um cão; a resposta deve ser um som audível que indica que tudo funciona correctamente.

É conveniente acender o controlador apenas quando se quer diminuir o ladrar e deixá-lo apagado o resto do tempo.

Isto evitará que o cão se acostume ao ultra-som que lhe resulta desagradável e já não lhe preste atenção.

A casa tem um cabo metálico para que a possa pendurar por um gancho e um orifício na parte posterior para a pendurar numa parede ou numa árvore. Também pode ficar parada sobre uma superfície horizontal. Tem um design tipo casa alpina que ficará bem em qualquer jardim.

Para obter os melhores resultados recomenda-se colocar a casa anti-ladrar de frente para o cão a uma altura não mais alta que 1,5 m e tendo em atenção de que não hajam grandes obstáculos entre ambos. Ainda que esteja desenhada para resistir o clima no exterior, se o microfone se molhar deixará de trabalhar correctamente. Uma vez que se seque voltará a operar como antes.

O sistema anti-ladrar funciona com uma bateria de 9 volts (não incluida) que tem uma duração aproximada de 2 meses, dependendo daquilo que o cão ladrar. Dois LEDs indicam se a carga está bem (luz verde) ou demasiado baixa (luz vermelha). É conveniente apagar o controlador quando não esteja em uso para prolongar a vida da bateria.

Consulta nossa gama de produtos de Petsafe

Características Opiniões 3 Dá-nos a tua opinião

Dá-nos a tua opinião

A opinião dos nossos clientes sobre Dispositivo anti-ladrar para o cão do vizinho

O aparelho é muito bom, uso-o nos meus dois cães no quintal e resultou em poucos dias. Além disso, é tem um aspecto agradável e discreto, merece as cinco estrelas

Segunda 14 Dezembro, 2015

O Dispositivo anti-ladrar para o cão funciona mesmo! É um descanso e sossego. Sei que os meus vizinhos não vão ser mais incomodados com o ladrar dos meus cães. E eu não serei mais incomodada com as queixas dos meus vizinhos. 🙂 Adorei. O produto chegou em menos de 48 horas. Cão calmo, dono calmo! 🙂 Muito obrigada para a equipa da TiendAnimal!

Quinta 23 Julho, 2015

O DISPOSITIVO ANTI-LADRAR PARA O CÃO DO VIZINHO é fantástico. Funciona com o ladrar do cão do vizinho e com os meus 2 cães, Urbi Linda (pitbull) e com o Nerinho (rafeirinho de porte mini).

Cheguei a casa, pendurei-o e liguei-o e os meus cães nunca mais ladraram. Os vossos produtos são muito bons. Obrigada Tiendanimal. Agora já podemos dormir (nós e os habitantes dos 24 apartamentos).

Mais uma vez, muito obrigada!

Quinta 06 Junho, 2013

perguntas resolvidas 9 Eu quero fazer uma pergunta

Deseja saber mais sobre este produto? Envie-nos as suas perguntas

Em Tiendanimal queremos prestar-lhe o melhor serviço, por isso estamos à sua disposição para resolver qualquer dúvida que tenha sobre este artigo. Se a resposta for útil para outros clientes, iremos publicá-la, anonimamente, nesta secção.

Este dispositivo pode ser usado em apartamento, ou seja, interior?

09-03-2019 Claudia L

Não é aconselhado para uso interior uma vez que diminui a sua efectividade devido às barreiras físicas existentes (paredes, portas, armários, etc).

Boa noite. O meu cao chora muito e demasiado alto dentro de um apartamento. Será que este aparelho e adecvado para ele parar.

Como lidar com o ladrar constante do cão do vizinho

Aprender a resolver conflitos com vizinhos com animais de estimação / Gtres

Mudaste-te para Espanha, encontraste um belo apartamento mas, tens um pequeno problema… vizinhos barulhentos e não o tipo de vizinhos barulhentos que poderias esperar.

Às vezes, quando se vivemos num prédio ou numa área residencial com uma “comunidad de vecinos” (associação de condomínio), como acontece muitas vezes em Espanha, a vida pode tornar-se numa eterna negociação quando surge um conflito. Uma possível causa de reclamação e conflito pode ser o ladrar contínuo do cão do teu vizinho.

Se uma conversa com o teu vizinho não for suficiente para resolver o problema, aqui ficam alguns conselhos a seguir para pôr fim à situação e à tensão.

Quando tens um animal de estimação em casa, tens de perceber que estás a cuidar de um animal que precisa de satisfazer as suas necessidades biológicas, e que tanto os cães como os gatos estão habituados a ambientes exteriores onde têm a liberdade de correr, explorar ou simplesmente brincar. Assim como o dono do animal deve atender às necessidades do animal, também deve cumprir o Código Civil e os estatutos que regulam o tratamento de animais e animais de estimação, assim como o barulho entre vizinhos.

Os proprietários são os responsáveis finais por qualquer situação provocada ou causada pelo seu animal de estimação no ambiente de um edifício residencial de apartamentos. No caso dos cães, podem surgir conflitos devido ao barulho que estes produzem devido ao latido.

Segundo a firma de advogados Ayala & Gonzalez, em Madrid, especializada em poluição sonora e perturbações sonoras, “o latido ocasional não é uma questão de reclamação, mas quando o latido é contínuo e excede o limite de ruído que impede as famílias vizinhas de descansar, então sim”, e isto é devido aos consequentes danos à saúde que poderiam ser causados.

Para saber o que fazer nesta situação, os advogados recomendam estes passos:

  • Antes de nada, fala com os vizinhos donos do animal para que eles tenham consciência do incómodo que o seu cão está a causar. “Muitas vezes não são conscientes dos danos à saúde e descanso que estão a causar, e se conversares com eles de forma calma e com um espírito conciliador, muitas vezes, os donos do animal procurarão uma solução para o problema. O treino do animal com um profissional pode ser uma solução potencial.
  • Se o problema persistir, procura o apoio de outros vizinhos que também possam ser afetados pelo latido do cão, mesmo que sejam afetados em menor grau. Tenta negociar novamente, desta vez na presença de uma testemunha que deveria ver que estavas disposto a resolver o problema.
  • Se persistir uma atitude relutante ou inútil do dono, ou se constatamos que não pretende agir sobre a situação, deves chamar a polícia local para fazer medições do nível de ruído e testemunhar o latido. Cabe às autoridades de cada zona estabelecer o limite de ruído permitido na localidade, com os seus próprios critérios. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estabelece limites de ruído durante o dia (60 decibéis) ou durante a noite (40 decibéis).
  • Podes então queixar-te à tua Câmara Municipal se as normas de ruído não tiverem sido cumpridas. A Câmara Municipal pode iniciar um procedimento de sanção contra o dono do cão.
  • Em casos extremos, a última opção disponível consiste em recorrer aos tribunais civis. Nestes casos, o animal pode ser transferido para um canil ou os donos podem até ser privados do direito de usar a casa, uma medida que pode durar até três anos.
Leia também:  Que Navio É Conhecido Como Ship Of Dreams?

E se for eu quem está a incomodar o resto dos vizinhos com o latido do meu cão?

Um cão a ladrar é algo completamente normal, é a sua forma de comunicar, afinal de contas. Tal como com as pessoas, é preciso saber ouvir o animal para saber o que lhe está a acontecer. Se um animal, que por hábito não ladra à noite, começa a fazê-lo continuamente, como dono deves estar ciente de que é porque algo está a acontecer ao teu animal de estimação.

Na maioria dos casos, é simplesmente para chamar a atenção para ruídos ou pessoas que consideram estranhas ou para pedir atenção ao seu dono se o deixou sozinho, especialmente por longos períodos de tempo. Antes de nada, nunca deixes o teu animal sozinho. O animal é da tua responsabilidade e deixá-lo sozinho por um longo período de tempo pode levar à chamada ansiedade de separação.

Como dono de um animal de estimação, também podes procurar a ajuda de um treinador de cães para uma educação adequada se necessário (e escolher essa opção provavelmente seria mais barato do que ir a tribunal por questões civis)!

Encontra casas à venda e em arrendamento a largo prazo no idealista

O que você fazer para seu cão não latir à noite?

Cães que latem muito à noite precisam chamar a atenção de seus donos para comunicar algo a eles. E essa necessidade urgente pode indicar alguns problemas ou déficits na rotina do seu melhor amigo.

Por que há cães que latem muito?

Embora o latido seja uma característica inerente ao organismo canino, latidos excessivos podem causar muitos problemas. Se os proprietários moram em apartamentos ou espaços residenciais compartilhados, o ruído excessivo dificulta muitas vezes o relacionamento com os vizinhos. E os latidos à noite prejudicam bastante a qualidade do sono das pessoas.

Além disso, o latido frequente pode aparecer como um sintoma de algumas doenças ou problemas comportamentais. Um cão pode começar a latir muito porque sente dor ou está com uma doença que perturba suas funções sensoriais.

Por outro lado, os cães que vivem em ambientes negativos ou experimentam uma rotina sedentária podem desenvolver inúmeros sintomas de estresse ou tédio. Entre eles, há o hábito de latir demais para, dessa forma, liberar a tensão e descarregar energia.

Juntamente com o anterior, existem também outras possíveis causas para o latido excessivo em cães. Portanto, é essencial ter o diagnóstico especializado de um veterinário para verificar o estado de saúde do seu melhor amigo. Depois de excluir causas patológicas, também será interessante procurar a ajuda de um educador canino.

Por que há cães que latem muito à noite?

Cães que latem muito à noite podem estar exigindo sua atenção, seja para brincar, comer ou simplesmente receber afeto. Cães são seres sociáveis, ativos e inteligentes que precisam exercitar seu corpo e mente para desenvolver suas habilidades físicas, emocionais, sociais e cognitivas.

Latir é uma maneira de chamar a atenção e, também, de aliviar a tensão. Se o seu melhor amigo fica sozinho por um longo tempo e não consegue encontrar os meios para descarregar sua energia, ele pode desenvolver vários problemas comportamentais.

Portanto, é importante incorporar certos bons hábitos na rotina do seu pet para evitar esses distúrbios em seu comportamento. A seguir, veremos algumas dicas úteis para evitar que seu cão chore e lata excessivamente à noite.

Alimentação completa e balanceada

A nutrição é um aspecto fundamental para a boa saúde de nossos animais de estimação. Uma dieta ruim pode gerar muitas doenças e prejudicar o comportamento do seu melhor amigo. A melhor prevenção é oferecer uma dieta balanceada que atenda às suas necessidades nutricionais, de acordo com tamanho, idade, estado de saúde, etc.

Exercícios físicos em uma base regular

A atividade física diária permite que os cães gastem energia, mantenham um peso saudável e um comportamento equilibrado. Além disso, os passeios são uma excelente oportunidade para exercitar suas habilidades sociais e estimular seus sentidos.

Cada cão tem sua própria necessidade de exercícios físicos, de acordo com suas condições físicas e sua energia. Mesmo assim, recomenda-se que todos os cães possam andar pelo menos duas vezes por dia, com um mínimo de 30 minutos de exercício.

Estimulação mental

A mente dos nossos cães precisa ser exercitada, assim como o corpo deles. Os cães são animais inteligentes e muito sensíveis, que precisam exercitar suas capacidades cognitivas e emocionais para não ficarem entediados.

Nesse sentido, a estimulação mental é fundamental para prevenir problemas comportamentais. Em lojas de animais, é possível encontrar inúmeros jogos interativos e brinquedos estimulantes, como o kong.

Carinho

Nossos melhores amigos são seres sociais que curtem a vida em comunidade e têm dificuldades para lidar com a solidãoPara ser feliz e manter um comportamento equilibrado, ele precisa se sentir parte de uma família, para dar e receber afeto.

Treinamento consciente

Muitos cães adotam o hábito de latir muito para conseguir o que querem. Geralmente, deriva de um treinamento inconsciente durante o estágio de filhote.

Portanto, é muito importante começar a educação do seu melhor amigo desde a sua chegada à nova casa. Se não quisermos que o cão lata muito, não devemos reforçar essa atitude com guloseimas ou acariciá-los sempre que emitirem um choro ou um latido.

Você está procurando por um cão que late pouco?

A herança genética é também um fator chave no comportamento instintivo de nossos cães. Algumas raças são naturalmente mais expressivas e extrovertidas, enquanto outras são mais reservadas e tímidas.

Aqueles que procuram um melhor amigo silencioso podem optar por raças que latem menos, com um comportamento mais equilibrado. Por exemplo: basenji, golden retriever, pug, buldogue francês, bloodhound, labrador retriever, rottweiler, dog alemão e akita inu.

No entanto, devemos nos lembrar que o comportamento de cada animal dependerá fundamentalmente da educação e do ambiente fornecidos pelo seu tutor.

Pode interessar a você…

Seu cachorro late quando você sai? Veja como ajudá-lo!

Uma das ações a se tomar é passear com seu pet para que ele se canse, gaste energia e, ao mesmo tempo, socialize.

É só você sair de casa que o seu cão começa a latir, o que muitas vezes dura a tarde toda e leva até a reclamações dos vizinhos.

Esse é o problema enfrentado pelos donos de cachorro que sofrem de ansiedade de separação, situação em que o animal não consegue ficar sem ninguém em casa e começa a latir, desesperado para não ficar sozinho.

Mas não se preocupe: existem algumas ações que você pode tomar para deixar seu pet mais tranquilo quando você sai de casa.

A adestradora Renata Ragazini, da empresa Cão Passeador, ressalta que muitas vezes o próprio dono tem uma postura que gera ansiedade no cachorro. “Quando se faz muito drama ao sair, ao despedir-se do animal, estamos colocando toda nossa insegurança no cachorro. Assim, quando ele se vê sozinho, começa a latir desesperadamente”, explica.

Um dos passos, portanto, é não alimentar a insegurança canina. O dono deve apenas sair, sem ficar se despedindo do cachorro. Da mesma forma, ao chegar a casa, o tutor não deve fazer festa para o cãozinho.

“Se você chega e ele está latindo e você faz festa, você esta recompensando esse comportamento, incentivando-o a continuar latindo”.

  Assim, o melhor a fazer é esperar o animal se acalmar, e, quando ele estiver tranquilo, sem latir, dar toda a atenção que ele merece e fazer carinho no bicho.

Outra causa de ansiedade é quando o cachorro percebe e antecipa o momento da saída do dono, e já começa a latir quando ele está pegando a chave ou colocando o sapato. O animal percebe esses indícios e já se vê sozinho.

A comportamentalista sugere fazer sua rotina de se preparar para sair e então sentar para ver televisão em casa.

A ação quebra a antecipação do cachorro pela sua saída e o deixa confuso sobre esse momento, que, com o tempo, passa a ser algo mais natural para ele.

Uma questão chave nesse comportamento é a falta de exercício. Quando o animal não tem o que fazer, não gastou energia e não tem enriquecimento ambiental dentro de casa, ele muitas vezes opta pelo latido.

“É muito importante oferecer exercício físico, passear para cansar, para gastar energia e socializar. Assim, quando você sair, ele já vai estar cansado, e vai dormir e relaxar”, conta.

Outra sugestão é deixar para o bicho brinquedos interativos, como os que soltam ração, assim o pet fica ocupado conseguindo sua própria comida em vez de querer latir.

Outro comportamento que contribui para a ansiedade canina é o cachorro que segue seu dono o tempo todo em casa. Nesse caso, é interessante ensinar o comando “fica”, para que o cão deixe de seguir o tutor, ensinando o animal a ficar parado enquanto o dono consegue sair da sala e voltar, através de recompensas.

A adestradora reforça que a ansiedade de separação é um conjunto de todos esses comportamentos e, portanto, são as diferentes ações do dono que conseguirão diminuir a ansiedade no seu pet.

Da Redação

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*