Como Arranjar Um Telemovel Que Caiu Na Agua Salgada?

Os telefones celulares sem dúvida progrediram consideravelmente ao longo dos anos, mas se formos ao caso sobre solavancos, quedas, água, poeira , eles permanecerão iguais. Embora alguns agora sejam muito mais resistentes ao mencionado, lembre-se de que, da mesma forma, eles podem ser afetados por uma queda acentuada, por serem muito longos debaixo d’água etc.

Como Arranjar Um Telemovel Que Caiu Na Agua Salgada?

É por isso que muitas pessoas não veem seu telefone com bons olhos quando ele cai na água, depois que o celular está molhado, pensando automaticamente no pior, que você precisa comprar um novo dispositivo móvel, mas espere . Deseja aprender a reviver um telefone molhado ? ¿ Como a reviver um telefone que caiu na água ? Continue lendo que vou falar sobre isso neste artigo.

Reviva o telefone molhado

Uma das técnicas que poderíamos dizer clássicas é encher completamente um recipiente de arroz e deixar o telefone dentro dele por vários dias o mais desarmado possível, a verdade é que sim, ele absorve a água, mas também não é. milagres , porque se formos ao caso, ele não absorve a água que está dentro do dispositivo, o que, no final, daria os mesmos resultados, seu telefone morto.

Assim que seu telefone se molhar, remova a bateria do dispositivo e não a substitua. Agora, se você conhece um pouco do assunto, recomendamos limpar todas as peças com álcool isopropílico , pois isso é capaz de eliminar tudo o que é umidade e água em geral, conseguindo mantê-las seguras e evitando que sejam danificadas pela umidade. .

Como Arranjar Um Telemovel Que Caiu Na Agua Salgada?

Como salvar um telefone molhado

Caso você não tenha muito conhecimento para desmontar o telefone, o que vou recomendar, sei que você não vai gostar, mas é simplesmente levá-lo ao serviço técnico.

Remova a umidade de um telefone molhado

Nada melhor do que nesses casos um profissional cuida do dispositivo, pois lembre-se de que, se você fizer algo errado e ainda houver umidade, poderá perder seu celular para sempre. No final, você acabará ficando consideravelmente mais barato pagar um profissional para consertar seu telefone e, dessa forma, você não corre o risco de perder o dispositivo.

Como saber se meu celular já se molhou?

Existe uma maneira muito simples de fazê-lo; de fato, os serviços técnicos usam esse método para saber se um telefone celular está molhado ou submerso na água.

Acontece que as baterias possuem um indicador em forma de adesivo que adquire uma cor vermelha quando úmida ; portanto, você só precisa remover a bateria e procurar por esse adesivo e verificar o indicador (que geralmente fica do outro lado dos contatos do a bateria).

Como Arranjar Um Telemovel Que Caiu Na Agua Salgada?

É necessário que, ao molhar o celular, seja da Samsung ou de qualquer outra marca, a primeira coisa a fazer é remover a bateria do celular e não conectá-la novamente até que um banho químico seja realizado na placa-mãe, como mencionado acima, pois ligá- lo pode causar um curto-circuito na placa, portanto, seria apenas trocá-lo e você deve saber que seu preço é bastante alto; portanto, em muitos casos, a melhor opção quando está danificado é comprar outro celular.

Relacionado:  Número de compilação do telefone O que é e para que serve?

Isso é tudo o que você precisa saber para reparar um celular molhado , é claro que a melhor opção será sempre remover a bateria imediatamente e levar o celular ao serviço técnico e ter alguém mais especializado para cuidar dele.

Solução móvel úmida

Bem, vamos começar com a primeira coisa, e é para remover a bateria imediatamente, você resgatou o celular do local com água onde caiu. Dessa forma, você cortará a fonte de alimentação, que é o básico. Nunca, mas nunca, quando o seu smatphone estiver molhado, você deve tentar ligá-lo , porque provavelmente causará apenas danos irreversíveis.

Não ligar o celular molhado é o principal objetivo de evitar um curto-circuito na bateria ou danos aos componentes internos do terminal. E, claro, um celular molhado também não pode carregar a bateria.

Por sua vez, se o celular estiver molhado em água salgada, como o mar, você deverá enxaguar a bateria ao removê-la , bem como o celular, aproveitando a água destilada.

Sempre nesses casos, você deve usar um pano seco para secar o dispositivo.

Infelizmente, se você estiver com pressa, tenha paciência e espere o smartphone secar completamente, o que pode levar cerca de dois ou três dias completos.

Se você deseja acelerar o processo, coloque-o no arroz, numa janela ensolarada ou em um local bem ventilado .

Mas não tente secá-lo com métodos artificiais, como um secador de cabelo, muito menos, é claro, colocando-o no forno.

Depois de executar as etapas mencionadas, você deve saber que quando o dispositivo estiver completamente seco, você deve colocar a bateria de volta no terminal e só então tentar ligá-lo. Se você ainda não conseguir ativá-lo, a verdade é que você terá duas alternativas: leve-o a um técnico que possa consertá-lo ou troque o smartphone por um novo .

Da mesma forma, devemos dizer a esse respeito que se você tiver um cartão com informações em seu terminal que possam ser removidas, como um SD e até o SIM, será necessário removê-lo para secar o dispositivo . Dessa forma, você garantirá que absolutamente todos os componentes que fazem parte do terminal estejam completamente secos, onde apropriado.

Meu telefone pode ser consertado se cair no mar?

Antes de tudo, você precisa saber se o telefone é ou não à prova d’água , caso não seja a primeira coisa a fazer, desligue-o e remova a bateria o mais rápido possível. Lembre-se de que a água não é boa em nossos telefones, mas a água salgada é ainda pior .

Ironicamente, uma vez que a bateria é removida para poder reviver o dispositivo, você precisa lavá-la, mas com água fresca, esse tipo de método é apenas quando cai no mar, e não em nenhuma outra ocasião .

Fazemos isso porque, em primeiro lugar, já está úmido tanto que você não perde, mas você também deve ter em mente que a água salgada é pior e você deve lavar o telefone celular, eliminando a economia o mais rápido possível .

Como Arranjar Um Telemovel Que Caiu Na Agua Salgada?

Consertar móveis que caíram no mar

Uma vez bem lavado, você terá que pegar uma tigela cheia de arroz e colocar o celular dentro , para que o arroz absorva a umidade e a água que resta. Você precisa fazer isso por vários dias para garantir que esteja completamente seco .

Relacionado:  Como configurar o roteador TP-LINK de maneira simples

A melhor coisa que você realmente pode fazer é levá-lo a um serviço técnico especializado o mais rápido possível. A questão do arroz é boa para sair do caminho, mas o Smartphone fica com “sequelas” se formos ao caso e você pode acabar arruinando um bom dispositivo móvel.

Mas, caso você não tenha dinheiro para um banho químico que ele realiza nos serviços técnicos, evite ligar o celular por vários dias, lave-o bem, mergulhe-o no arroz e ore a todos os deuses que você conhece para que assim que estiver pronto secar e ligá-lo, você pode usá-lo sem problemas.

Smartphone caiu na água e parou de funcionar

O importante é agir rapidamente, mas, acima de tudo, o mais calmo possível, lembre-se também de que, no caso extremo de isso não funcionar, você pode levá-lo a um serviço técnico e, geralmente, sempre há uma solução para esse problema; portanto, você também não deve se preocupar muito. .

A primeira coisa que você fará é, em poucas palavras, retirar tudo o que puder: contra-capa, cartões, bateria , etc.

Agora você encontrará tudo molhado. Simplesmente use uma toalha para limpar o máximo que puder e, obviamente, você deve ter bastante cuidado; faça-o devagar e com a maior delicadeza possível.

O que precisamos fazer é simplesmente usar o calor para cancelar a condutividade e impedir que o celular seja destruído. Para isso completamente desmontado, você deve colocá-lo sob o sol em uma toalha para tentar secá-lo completamente. Caso esse dia o sol não queira colaborar. Coloque uma lâmpada forte bem perto por 1 hora ou mais.

Como Arranjar Um Telemovel Que Caiu Na Agua Salgada?

Depois disso, você deve deixá-lo um dia em uma área que tenha uma temperatura normal agradável , mas não exagerada, para que dessa maneira tenha certeza de que tudo esteja completamente seco.

Caso não funcione

É porque você não foi capaz de fazer o que eu lhe disse antes imediatamente. Então você definitivamente deve procurar um técnico especializado . Lembre-se de que a garantia pode não cobrir o problema porque, quando a empresa cai na água em poucas palavras “Limpe as mãos”.

Não é muito complicado para eles verificar se ficou molhado, por isso, se não funcionar, nem tente enviá-lo para a garantia e use um técnico especializado para economizar tempo ; no total, nem tudo é que eles cobram muito dinheiro para resolver o problema, no caso de não ter sido algo extremamente “catastrófico”.

Lembre-se também de que existem outros métodos para tentar resolver esse problema que você pode encontrar no blog usando o mecanismo de pesquisa que pode ser encontrado na parte superior.

Truques para reviver o telefone se ele ficar molhado – e o que não fazer –

  • Não o manipule

Meu celular caiu na água! E agora, o que fazer? | InfoWester Responde

Emerson, estou desesperada! Ao tentar tirar uma foto com uns amigos na beira da piscina, deixei meu iPhone cair na água. Eu o desliguei na hora, mas estou com medo de religá-lo e o aparelho não funcionar mais. O que fazer?

Amanda F. de Souza, Fortaleza – CE.

Amanda, deixar o celular cair na piscina, derrubá-lo no vaso sanitário (eca!) ou esquecê-lo no bolso da bermuda ao entrar no mar são ocorrências bastante comuns. Já aconteceu comigo, inclusive, então eu sei bem como é a aflição de situações como esta. Mas, felizmente, é possível recuperar o telefone na maioria das vezes que estes acidentes acontecem.

Leia também:  Extrato De Propolis Para Que Serve E Como Usar?

Como Arranjar Um Telemovel Que Caiu Na Agua Salgada?

É comum que o aparelho volte ao funcionamento normal depois de totalmente seco – internamente, é claro. Então, esta deve ser a principal providência.

Para facilitar o processo, é recomendável retirar, com cuidado, a tampa traseira e, em seguida, a bateria do celular.

Não sendo possível fazê-lo (como é o caso do iPhone), deve-se desligar o dispositivo pelas vias normais imediatamente, como você o fez.

É importante também remover o cartão de memória e o SIM card (o “chip” do celular) o quanto antes, assim como qualquer acessório.

Em seguida, deve-se deixar o celular secar em um ambiente o mais livre possível de umidade, ou seja, nada de repousá-lo na pia do banheiro ou na cozinha, por exemplo.

Com um auxílio de uma toalha, de um guardanapo de papel ou de qualquer tecido que absorva bem a água (exceto algodão, pois este material pode liberar pequenos fragmentos), você pode tentar secar os pontos que estiverem visivelmente molhados. Não se deve esquecer, é claro, de fazer o mesmo com a bateria e os cartões.

O tempo de secagem varia conforme o nível de umidade do celular e as condições ambientais, mas geralmente não é menor que 24 horas. Para acelerar o processo, muita gente recorre a um secador de cabelo ou deixa o dispositivo exposto ao sol, mas estas podem não ser  boas ideias, dada a possibilidade de o calor derreter algum componente.

Se quiser arriscar o secador, ao menos se limite à função de ventilação fria ou morna, mantendo uma distância de pelo menos 10 centímetros do celular. Aspirador de pó também pode ser uma saída, mas a sucção é capaz de danificar os frágeis componentes do celular, por isso, prefira os modelos portáteis e que não são muito fortes.

Uma técnica bastante difundida é a de deixar o aparelho dentro de um recipiente ou saco plástico com arroz cru e fechá-lo. Estes grãos são mesmo capazes de facilitar a eliminação de umidade do dispositivo, por outro lado, podem deixar um pó que causa danos aos componentes do celular, por isso, a ideia deve ser vista com ressalvas.

Como Arranjar Um Telemovel Que Caiu Na Agua Salgada?

Um substituto ideal para o arroz são aqueles saquinhos de sílica que encontramos nas embalagens de produtos eletrônicos recém-adquiridos, mas é necessário usar uma quantidade relativamente grande deste material.

O importante é ligar o celular somente depois de totalmente seco. É difícil se certificar disso sem abrí-lo, daí a necessidade de paciência – eu não o faria antes de aguardar, *pelo menos*, 48 horas. Você também pode procurar por sinais que indicam que o dispositivo ainda está molhado, como condensação na tela ou em algum conector, por exemplo.

Se encontrar qualquer indicativo de umidade, espere, não há outra saída. Enquanto isso, você pode utilizar o SIM card em um smartphone reserva, por exemplo.

Quando tiver certeza de que o celular está totalmente seco internamente, você pode ligá-lo. Antes disso, deixe a bateria carregando por uns 20 ou 30 minutos. Tire-o da tomada após este período e tente ligá-lo. As chances são grandes de que o dispositivo volte a funcionar normalmente.

Você é usuária de iPhone e, nesta linha, há uma particularidade: a Apple inseriu nestes aparelhos sensores que indicam a entrada de líquidos na parte interna. Quando isso ocorre, o indicador assume a cor vermelha, como mostram as ilustrações abaixo (há mais detalhes nesta página de suporte da Apple):

Como Arranjar Um Telemovel Que Caiu Na Agua Salgada?

Lembre-se: é importantíssimo não tentar ligar o aparelho sem antes ter certeza de que não resta mais água dentro dele, pois a eletricidade pode reagir com a umidade e causar algum dano.

O que fazer se o celular cair na água do mar (salgada)?

Esta é uma situação bastante crítica, pois a água salgada pode corroer rapidamente algum componente do aparelho. A primeira coisa que você deve fazer é desligá-lo o quanto antes e, se possível, remover a bateria, além dos cartões.

Depois, você deve “radicalizar”: mergulhe e lave bem o aparelho em água “doce”, preferencialmente corrente, para tentar eliminar o máximo possível de vestígios de sal. Pode parecer uma medida extrema, mas como o aparelho já está molhado, você aumenta as chances de recuperá-lo se conseguir remover primeiramente as substâncias mais prejudiciais.

Depois de lavar bem o celular, você pode deixá-lo secar por alguns dias, tal como orienta o tópico anterior. Mas, este é um procedimento que deve ser feito quando não houver alternativa.

O ideal mesmo, em caso de imersão em água do mar ou em qualquer substância com potencial maior de dano, é levar o dispositivo o quanto antes a uma assistência técnica especializada, que utilizará ferramentas e materiais especiais – como álcool isopropílico – para remover a umidade e, claro, os resíduos de sal.

Esperei o celular secar, mas ele não ligou. E agora?

Se o celular estiver totalmente seco por dentro e houver carga suficiente na bateria, o aparelho deverá funcionar normalmente. Se isso não acontecer, pode ainda haver umidade ou, infelizmente, algum tipo de dano.

Mas, mesmo nesta última situação, há chances de recuperação do aparelho se você o levar a uma assistência técnica especializada. Muitas vezes, o dano que impede o seu funcionamento é simples, como uma oxidação de um contato ou um componente que se soltou em virtude da entrada de água.

É claro que você terá que pagar por este procedimento, mas o preço pode compensar mais do que simplesmente adquirir um dispositivo novo.

Celular caiu na água? Veja como salvá-lo a tempo!

Antes de mais nada, se o seu celular caiu na água e você precisa tomar uma medida urgente, corra para o tópico 1 e siga exatamente o passo a passo! É bom que você também dê uma olhada no que você não deve fazer.

Esteja ciente, de que o método apresentado neste artigo, é a melhor chance de salvar o seu celular, e muitas pessoas já tiveram sucesso nessa missão. Porém, não é 100% de certeza de que seu celular vai escapar dessa.

1. Retire o celular da água

Provavelmente esse passo você já fez, mas vale destacar que quanto menos tempo na água, mais chances de salvação.

Se ele estiver ligado na tomada, não encoste nem no carregador e muito menos no celular. Desligue a energia da casa antes, para não correr risco de levar um choque fatal.

2. Remova a bateria para evitar “curtos”

A bateria é uma importante fonte de energia do seu celular e, por esse motivo, pode entrar em curto quando tiver contato com a água. Se ela não for removível, vá direto para o passo 3.

3. Desligue o celular imediatamente

Seu celular continuou ligado? Então, desligue-o imediatamente. Se ele já estiver desligado, deixe assim, mesmo que sua vontade de ligá-lo para verificar se não estragou (e nós sabemos que é) seja muito grande! 

4. Desmonte o celular por completo

Retire a capinha, chips, cartões de memória e tudo que conseguir. Só não tente desparafusar peças, pois isso só pode ser feito por alguém com conhecimentos técnicos para tal.

5. Coloque todos os componentes sobre um papel-toalha

O papel-toalha vai ajudar a absorver rapidamente a água que está em cada um dos componentes. Não se esqueça de dar um leve espaço entre cada um dos itens.

6. Seque cada um dos componentes com um lenço (que não solte fiapos)

Se necessário, envolva um pedaço do lenço em um cotonete para alcançar algumas partes mais finas e delicadas. Os movimentos delicados evitam danificar um componente sensível.

Ao tentar limpá-los, não espalhe mais a água e nem obstrua cavidades com pedaços de papel molhado.

7. Cubra-o com materiais que absorvam umidade

Coloque o aparelho em uma vasilha tampada (assim a umidade do ar não atrapalha) com arroz cru e deixe-o em repouso por no mínimo 48h. No lugar do arroz, você também pode utilizar o gel de sílica ou o AF Tech-Rescue e mude a posição a cada 12 horas.

8. Faça o teste final

Se não há mais indícios de umidade no seu aparelho, monte todas as peças e ligue-o. Se ele não funcionar, não se desespere: pode ser que ele simplesmente esteja descarregado.

Se for o caso, coloque-o pra carregar, mas só ligue o carregador na tomada quando o aparelho não estiver mais em suas mãos (para você não correr risco de levar um choque).

E se o celular caiu na água salgada?

Se o seu celular caiu na água salgada, saiba que o sal é mais prejudicial do que a própria água. Se mesmo seguindo os passos anteriores ele não funcionar, sua última chance é levá-lo à assistência técnica que provavelmente dará um “banho químico” no seu aparelho.

Meu celular caiu na água: o que não fazer?

Tão importante quanto os procedimentos permitidos é ter a ciência do que não se deve fazer se o celular cair na água. Veja em 5 passos.

1. Não force a barra

Não recomendamos o uso de secadores, nem de aspiradores de pó e muito menos de fornos. Isso pode até funcionar, mas as chances de você estragar seu aparelho são muito maiores.

A alta temperatura tanto de um secador como de um forno pode facilmente derreter componentes do circuito elétrico do seu aparelho. A pressão do aspirador pode quebrá-los e o vento do secador (mesmo frio) pode empurrar a água para lugares mais difíceis de secagem.

2. Tenha cuidado

Reforçando, em hipótese alguma tente retirar o celular da água com suas próprias mãos se o aparelho estiver ligado ao carregador e à tomada. Não toque em nenhuma parte conectado à energia elétrica.

Leia também:  Como Saber O Que Sinto Por Ele?

Desligue a energia da casa na caixa correspondente, confira que de fato a energia está desligada e só então retire o carregador da tomada e o celular da água. Sem esses cuidados, você corre mesmo o risco de um choque fatal.

3. Não mate seu aparelho

Jamais coloque para carregar antes de ter certeza de que o aparelho está seco. A água (tanto doce quanto salgada) conduz eletricidade com facilidade, podendo causar curto-circuito em vários pontos da placa do celular.

4. Não faça nada que você não tenha certeza

Nunca tente desmontar completamente o aparelho se não tiver conhecimento técnico o suficiente pra isso. Você pode estragar o celular, ser exposto a materiais tóxicos ou tomar um choque.

A retirada das peças removíveis — chips, cartão de memória, bateria — já é um passo positivo e ajuda a preservar as funcionalidades.

Celular caiu na água: quais são os danos?

Seu celular caiu na água e você não sabe quais são os danos que ele pode sofrer? Ou você quer tomar todos os cuidados para que isso não aconteça? Bom, caso você esteja na 1ª opção, esperamos que as dicas lhe ajudem a resolver esse problema. Já você que está na 2ª opção, é sempre bom ir atrás de informações e estar atento sobre os riscos que a água pode trazer para o seu aparelho. Então, vamos lá!

O contato com a água no seu aparelho celular pode causar uma oxidação nas peças do smartphone. Isso pode ocasionar diferentes danos nas funcionalidades do aparelho ou, até mesmo, ele pode deixar de funcionar, caso o problema não seja resolvido a tempo.

Porém, a placa interna é a peça que mais sofre com a oxidação originada pela água. Geralmente, são os circuitos internos que são mais danificados através do contato com a água, por isso o usuário não tem acesso para consertar.

Além disso, o contato com a água também pode resultar em algumas manchas no display do seu celular. Porém, esse problema é facilmente solucionado levando o aparelho até uma assistência técnica confiável.

Quanto custa para arrumar um celular que caiu na água?

Se o seu celular caiu na água, você realizou corretamente todos os passos deste post e ainda assim não funciona, a última opção é levar em uma assistência técnica para verificar as chances de recuperação.

No geral, se o aparelho não tiver conserto o orçamento não é cobrado. Já a manutenção varia conforme os procedimentos que precisam ser realizados no aparelho, de acordo com o que foi danificado — troca de componentes, banho químico.

O preço do banho químico varia entre R$ 100,00 e R$ 250,00 dependendo do tipo de aparelho e do estado de oxidação. Se for preciso trocar placa, bateria ou tela, o valor vai depender do modelo do celular.

Informações importantes

Garantia

A garantia não vale mais quando seu celular é molhado e os smartphones atuais têm sensores internos que indicam quando isso acontece. No iPhone, o fundo do conector do fone de ouvido é branco, mas fica vermelho ou rosado se o celular for molhado (o mesmo acontece em outras partes do aparelho).

Sílica vs Arroz

A sílica é uma opção mais eficiente, mas o acesso ao arroz é mais rápido. O arroz solta um “pozinho”, que não costuma prejudicar o celular. Quanto mais rápido você iniciar os procedimentos, maiores as chances de recuperação.

Oxidação

Mesmo que o seu celular ligue e funcione corretamente, monitore o seu desempenho por alguns dias. Pode ser que ele funcione bem no início, mas comece a falhar eventualmente.

Isso acontece por conta da oxidação e corrosão que a umidade pode ter causado, gerando mau contato. A alternativa que resta é levar o aparelho para assistência técnica para que a oxidação seja retirada com banho químico.

Bateria

A bateria é a parte mais sensível no que diz respeito ao contato com a água e mesmo que você recupere o aparelho, o desempenho e a vida útil da bateria podem estar comprometidos.

Cartão SIM e cartão SD

Para algumas pessoas, salvar o cartão de memória, contendo fotos, vídeos e músicas, e o chip (cartão SIM), onde provavelmente estão muitos contatos, é mais importante que salvar o aparelho.

A boa notícia é que esses componentes, dificilmente, são danificados por um contato rápido com água. No geral, só ocorrem problemas quando o tempo de contato é muito grande, causando oxidação e corrosão.

Sabemos que ter o celular molhado é uma situação bastante desagradável e até mesmo desesperadora. É fundamental não entrar em pânico e nem sofrer antes da hora, pois existe solução para esse tipo de problema.

Se o celular caiu na água, mantenha a calma e pense nos procedimentos para não agir de forma precipitada, pois cada situação pedirá uma ação diferente. Realize o passo a passo que ensinamos por aqui, espero o tempo certo para ligar novamente e esperamos que você tenha sucesso.

Você já passou por uma experiência como essa? Que tal deixar um comentário contando se recuperou seu celular e quais foram os procedimentos adotados? Seu relato pode complementar os passos deste post!

O seu equipamento sofreu um dano de água? Saiba como proceder

Mais do que a quebra do vidro ou que a efémera vida da bateria, existe uma anomalia ainda mais comum e assídua nas nossas lojas: Danos de água. Provocado de forma acidental, este dano pode ser resolvido com facilidade ou pode ter uma resolução mais complexa, se afetar mais componentes no equipamento.

Sempre que o seu Smartphone ou Macbook entrarem em contacto com líquidos, desligue-o no imediato, evitando assim que entre em curto circuito. Deve dirigir-se com a maior brevidade a uma das nossas lojas para que possamos proceder à limpeza interna, aumentando a possibilidade de reparação do seu telemóvel.

Como funciona a limpeza interna?

A limpeza interna passa por uma máquina de ultrassons, que eliminará os vestígios de líquido no smartphone. Quanto mais rápido procedermos a esta limpeza, maior será a probabilidade de recuperação total do equipamento. Os equipamento android são mais difíceis de recuperar comparativamente ao iPhone, por terem grande parte dos seus componentes soldados na board. 

Mitos Urbanos.

O arroz absorve a humidade? Sim, a exterior e de forma muito lenta. Não é a solução aconselhada, visto que o arroz não conseguirá absorver a humidade interna do seu equipamento, que estará a afetar as peças internas do seu telemóvel. Por este motivo, muitas vezes após ligar o equipamento posteriormente a um dano de água, existem falhas no microfone, no carregamento ou outro componente. 

Quais são os tipos de líquidos mais prejudiciais?

A água é corrosiva, sobretudo a água salgada ou de piscina (cloro). Outros líquidos como as bebidas gaseificadas e a baba de bebé são dos líquidos que mais corroem o seu equipamento.

Muitas vezes os nossos clientes não entendem o dano no equipamento porque o seu telemóvel não caiu, nem entrou em contacto com água, quando, na verdade, a baba dos filhos pode ser tão corrosiva como a água do mar.

Quando o telemóvel é estanque.

O telemóvel não se mantém estanque a longo prazo, pelo simples facto do uso do smartphone gerar temperatura que, por sua vez, irá alterar as propriedades da cola responsável por manter o telemóvel estanque.

A deterioração desta cola acontece com o uso normal do telemóvel e irá torná-lo mais susceptível à entrada de líquidos.

Aconselhamos o uso moderado de telemóveis dentro de água, relembrando que o factor uso ao longo do tempo poderá pôr em causa a estanquicidade do equipamento.

Como proceder em caso de dano de água?

Desligue de imediato o seu equipamento e visite uma loja iServices assim que possível. Para sua comodidade temos lojas disponíveis de norte a sul do país. 

Jogar no arroz resolve? Como salvar celulares que caíram na água

Você está ali tranquilamente mexendo no celular quando de repente… ploft na água. Medo, desespero, risos nervosos. Com certeza você conhece “um amigo de um amigo” que já derrubou o celular na privada (confesse!).

Em casos assim, muita gente acaba recorrendo ao bom e velho truque de enfiar o smartphone no pote de arroz por alguns minutos. Será que isso realmente funciona?

Recorremos aos especialistas no assunto e a resposta é: funciona, mas em partes. Mas ainda é melhor do que nada.

Veja também

Considerando que muitos smartphones não possuem resistência à água, a primeira coisa a fazer é agir rapidamente.

Em caso de mergulhos repentinos do celular em vasos sanitários, banheiras, piscina da chácara ou afins, tire imediatamente o dispositivo de lá. Dependendo do local onde caiu, certifique-se de que ele não está conectado na tomada. Não queremos tomar choque, certo?

A segunda coisa a fazer é desligar o smartphone, se ele ainda estiver ligado, e tirar a bateria se for possível. Isso também precisa ser feito muito rapidamente. Se você tentar ligar o aparelho molhado, um curto-circuito pode ocorrer.

Garantiu que está tudo desligado? Agora você tem algumas alternativas:

  • Manter o aparelho desligado e ir direto para uma assistência técnica (recomendado)
  • Tirar tudo o que for possível de dentro dele (cartão de memória, chip) e “mergulhá-lo” dentro do arroz (alternativa rápida)
  • Tirar tudo o que for possível e secar com papel (essa talvez demore mais tempo e não é certeza que resolva)

Vamos trabalhar com a segunda opção.

Encontre imediatamente um pote de arroz e coloque o celular lá dentro. Ele precisa ficar todo coberto — o momento de rezar ou mentalizar que vai dar certo é agora.

Os grãos secos de arroz sugam a água que está nas partes superficiais do celular. Por isso, ajuda.

Aproveite enquanto espera para secar o chip e o cartão de memória que você tirou anteriormente. Deixe o celular no arroz por mais um tempo (não há um tempo exato).

Assim que o celular for retirado, já é possível ligá-lo novamente. Se tiver tudo certo com os circuitos internos, ele vai ligar e você vai conseguir usar normalmente.

Caso não dê certo, é possível que a água tenha penetrado muito na parte interna do aparelho. Aí, nem os deuses, santos ou anjos da guarda conseguirão ajudar. Um especialista em reparo de celulares será a melhor solução.

Leia também:  Como Ver Quem Nao Segue No Instagram?

O truque do secador de cabelo funciona?

Usar um secador de cabelo para secar ajuda, mas é preciso tomar cuidado com o superaquecimento dos componentes internos do celular.

O ideal é utilizar o aparelho a uma boa distância do celular, que deve estar desligado.

E nem pense em secar o seu smartphone ao sol. O aquecimento intenso pode acelerar reações de oxidação pela água e pode danificar ainda mais o aparelho.

Como assistência técnica pode ajudar?

As dicas acima são importantes, mas os especialistas recomendam que o celular seja levado para a uma assistência técnica autorizada. Principalmente, se os aparelhos tiverem ficado muito tempo embaixo da água.

Uma das saídas adotadas pelas assistências é dar um banho químico no celular. Basicamente, trata-se da imersão do celular em uma solução feita geralmente com álcool isopropílico. O objetivo é “limpar” possíveis pontos de oxidação dos componentes.

A matéria contou com a ajuda dos especialistas:

  • Nivaldo Zafalon Junior, doutor em engenharia elétrica pela Unicamp.
  • Junior Gromoski, técnico em smartphone da Suporte Smart, rede especializada em consertos de celulares e tablets
  • Tatiana Moura, sócia e técnica da Fix Online, empresa especializada em troca de vidro e tela de celulares

Quanto Custa o Conserto de Celular Que Caiu na Água [2021]?

Você acidentalmente já deixou seu telefone cair na água e logo pensou: quanto custa o conserto de celular que caiu na água?

O que fazer para restaurar o dispositivo? Geralmente, são encontradas dicas na Internet, tais como: colocar um smartphone no arroz ou secar com um secador de cabelo.

Mas eles funcionam? É possível reparar um celular em casa sem assistência técnica?

Para te ajudar com esse problema, o artigo a seguir separou algumas dicas sobre o que se deve ou não fazer quando o celular cair na água.

Quanto Custa o Conserto de Celular Que Caiu na Água?

Se não for corrigido a tempo, o contato com a água pode causar oxidação nos componentes do smartphone e até fazer com que o dispositivo pare de funcionar.

  1. No entanto, com a assistência de certas tecnologias,  a remoção da oxidação é relativamente fácil de concluir.
  2. No entanto, o componente que geralmente mostra mais defeitos em contato com a água é o painel interno.
  3. No entanto, o contato com a água também pode causar algumas manchas no visor do smartphone.
  4. No entanto, esse problema pode ser corrigido através do serviço.

Quando o usuário joga o telefone na água, a maior preocupação são os componentes internos, que são a parte mais importante do dispositivo.  Qualquer defeito nessas peças também se reflete nos possíveis custos de reparo.

O custo do reparo de telefones celulares através da oxidação está entre 150 e 250 reais. No entanto, vale lembrar que, por exemplo, o custo de substituição da placa-mãe é maior e, nesse caso, o reparo pode não valer a pena.  Além disso, deve-se observar que quanto mais tempo o usuário transportar o equipamento para o centro de serviço, menor a probabilidade de reparo

Celular que caiu na água, tem salvação?

Continuando sobre o quanto custa o conserto de celular que caiu na água, vamos saber se existe uma salvação real para o aparelho. Se deixar o telefone cair na piscina é uma dor de cabeça, é pior no mar. Isso ocorre porque a água salgada é muito corrosiva, age no dispositivo como um ácido e engole toda a placa telefônica.

A chance de reciclar celulares caiu no mar é quase nula. Você pode até ligar o dispositivo e ver a imagem na tela, mas, seja em wi-fi, fones de ouvido ou no conector de carregamento, enfrentará vários danos. A técnica conta que mesmo os aparelhos que possuem fator de proteção IP68, ou seja, resistentes a água, não podem ser utilizados no mar.

Eles são permitidos entrar até determinada profundidade e sempre em água doce, no mar, jamais.

E a garantia? Já era?

Aqui é pode ser um momento de fazer você mesmo. Embora os consumidores estejam devolvendo condicionalmente mercadorias danificadas, é improvável que a garantia do telefone cubra os danos causados ​​pela água. A maioria dos telefones celulares hoje em dia carrega um “rótulo de água” que muda de cor quando fica molhado.

O que fazer com um celular que caiu na água?

E o quanto custará o conserto de celular que caiu na água, segundo os especialistas dependerá das medidas a serem tomadas imediatamente.

Primeiro, tente abrir o dispositivo. A melhor maneira é desmontar o smartphone o máximo possível.

Se o seu dispositivo permitir, isso inclui a remoção do chip, do cartão microSD e, principalmente, da bateria, pois se a bateria for deixada no telefone, poderá causar danos. A própria radiação elétrica do celular pode causar corrosão no circuito do equipamento e, uma vez corroído, não há mais o que fazer.

Após remover todos os componentes, seque-os um a um com uma toalha ou pano e, em seguida, aplique-os suavemente para evitar a perda de água.

A melhor atitude continua sendo levar o smartphone para os reparos necessários. Afinal de contas, a água oxidará o equipamento e as pessoas não poderão repará-lo em casa.

Um empresa especializada no ramo de assistência o telefone e executará a desoxigenação corretamente.

Não coloque o celular para carregar

  • E lembre-se, antes de ver quanto custa o conserto de celular que caiu na água, jamais coloque o aparelho para carregar.
  • Quando o telefone fica molhado, definitivamente nos sentiremos sem esperança e logo garantiremos que tudo esteja normal.
  • É natural tomar a pior ação, que é carregar o telefone.
  • Quando o telefone é molhado, ele é exposto a líquidos, por exemplo, a água da piscina.
  • Sabemos que a água pode conduzir eletricidade e, quando carregamos um telefone celular, estamos conectando elétrons ao dispositivo através do carregador.
  • Devido à umidade interna, ele fechará o “curto-circuito” nos componentes internos, danificando ainda mais o dispositivo.

Conclusão

  1. Por fim, nossa última dica de atitude a ser tomada antes de saber quanto custa o conserto de celular que caiu na água, é saber se o celular com tela rachada fica mais vulnerável.
  2. Sim, se seu telefone possui rachaduras ou algum defeito na tela, o cuidado deve ser redobrado.

  3. Isso se dá, pois, o aparelho fica mais vulnerável ao contato com a água, já que a água entra pela fresta do vidro rachado e pode contaminar mais rapidamente o display.

O que achou do nosso conteúdo? Deixe a seguir o seu comentário e confira nosso último artigo sobre o custo financeiro médio de um troca de tela de smartphone.

O que devo fazer se entrar água no meu telefone?

Sentimos muito por isso; se entrou água no seu telefone, tome as seguintes providências imediatamente:

  1. Coloque o telefone em um local seco e bem ventilado e limpe a superfície com um lenço de papel seco.

  2. Se o dispositivo estiver ligado, pressione o botão liga/desliga e para desligá-lo. Se o telefone estiver desligado, não ligue.

  3. Remova o cartão SIM e o cartão de memória.

  4. Leve o telefone e o comprovante de compra a um Centro de Atendimento ao Cliente autorizado da Huawei para obter ajuda.

Precauções:

  1. Não mova nem balance o telefone com frequência para evitar que a água se espalhe dentro do telefone.

  2. Não sopre ar no telefone nem o coloque no forno ou no microondas para secar.

  3. O telefone contém componentes eletrônicos de precisão. Por motivos de segurança, não tente ligar o telefone.

Manutenção de danos por água.

1. Como determinar se o dispositivo precisa ser enviado para a central de serviços, nós podemos secar o dispositivo?

-Se a quantidade de água for pequena e se for água doce pura, o dispositivo poderá ser secado colocando-o em um local seco e ventilado; certifique-se de que a água evapore completamente e tente ligar o dispositivo (para reduzir o risco, recomendamos que você compareça a um centro de atendimento ao cliente autorizado da Huawei para uma verificação completa.)

-Se a quantidade de água for maior ou se houver outros líquidos misturados, como água do mar, sopa, etc., recomendamos que você compareça a um Centro de Atendimento ao Cliente da Huawei imediatamente para solicitar um reparo. Esses componentes precisam ser removidos para garantir que não haja problemas de corrosão no dispositivo.

2. Como reparar, qual o custo do reparo.

  • As etapas de reparo são conforme segue:
  • Desmontagem -> desconexão da bateria -> limpeza e secagem -> teste -> reparo ou montagem direta se não forem encontrados danos ao hardware
  • 1) Se tiver entrado pouca água e o dispositivo não estiver danificado, poderá ser necessário desconectar a bateria, limpar e secar; o dispositivo será reinstalado se for testado sem a incidência de problemas.

2) Se tiver entrado muita água, como contato com a água por um longo período de tempo, a água poderá ter entrado no visor do celular e na placa-mãe. Se houver danos no circuito ou influência funcional, a placa-mãe ou outras peças precisarão ser substituídas. Se, felizmente, o dispositivo for testado e não apresentar nenhum problema, ele será reinstalado diretamente.

3) A taxa de reparo pode depender da situação do dispositivo; consulte um centro de atendimento autorizado da Huawei para obter mais informações.

4) Qualquer dano por líquido causado por acidente ou falha humana não é coberto pela garantia. É recomendável que você compareça a um centro de atendimento ao cliente autorizado da Huawei para solicitar um reparo. Obrigado.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*