Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

OneDrive (escolar ou profissional) OneDrive (início ou pessoal) OneDrive (profissional ou escolar) operado por 21Vianet Mais… Menos

Pode eliminar ficheiros ou fotografias específicos no Microsoft OneDrive, ou pode eliminar pastas inteiras e todos os itens neles. Se for necessário, poderá ser capaz de restaurar ficheiros apagados do OneDrive caixote de reciclagem.

  1. Aceda ao site do OneDrive. Poderá ter de iniciar sessão com a sua conta Microsoft ou a sua conta escolar ou profissional.

  2. Selecione os ficheiros ou pastas que pretende eliminar apontando para cada item e clicando na caixa de verificação do círculo que aparece. [A imagem à esquerda abaixo mostra os itens na vista Lista, a imagem à direita mostra os itens na vista Mosaico ou Fotografias.)

    Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?   Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

  3. Para selecionar todos os ficheiros numa pasta, clique no círculo à esquerda da linha de cabeçalho ou prima Ctrl+T no seu teclado. (Também pode selecionar vários ficheiros em simultâneo ao selecionar um ficheiro, deslocar-se para baixo na lista e, em seguida, manter a tecla Shift premida enquanto clica no último item que pretende selecionar.)

    Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

  4. Na barra no topo da página, selecione Delete. (Também pode clicar no ficheiro ou pasta selecionado e selecionar Eliminar.)

    Nota: Se não vir o ícone Eliminar na barra de navegação superior, ou quando clicar num item selecionado, poderá não ter permissão para eliminar esse ficheiro ou pasta.

  5. Para eliminar uma pasta, em vez de apenas o seu conteúdo, poderá ter de subir ou recuar um nível para selecionar toda a pasta.

    Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados? Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

    Notas: 

    • Uma pasta OneDrive pessoal não precisa de estar vazia antes de a eliminar. No entanto, é melhor verificar previamente se não existem ficheiros ou sub-pastas dentro dele que pretenda manter.
    • Uma pasta OneDrive para o trabalho ou para a escola de trabalho ou escola deve estar vazia antes de a poder apagar.

Os ficheiros e pastas apagados vão para o OneDrive caixote de reciclagem a partir do qual pode restaurar ficheiros se for necessário.

Primeiro, selecione Reciclar o recipiente no OneDrive navegação do lado esquerdo.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

  • Para eliminar permanentemente ficheiros ou pastas específicas do caixote do lixo, selecione esses itens e, em seguida, selecione Eliminar na navegação superior.
  • Para eliminar permanentemente todo o recipiente de reciclagem de uma só vez, selecione Esvaziar o recipiente de reciclagem na navegação superior.

Nota: Uma vez que apague ficheiros do OneDrive caixote de reciclagem, pode haver um curto atraso em ver isso refletido na disponibilidade de armazenamento da sua conta OneDrive.

Apague do seu OneDrive mas não do seu disco rígido

Se pretender manter um ficheiro, uma fotografia ou uma pasta no computador, mas não no OneDrive, utilize o File Explorer (ou Mac Finder, se estiver num Mac) para mover o ficheiro para fora da pasta OneDrive para uma pasta diferente no seu disco rígido.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

Apague do seu disco rígido, mas não do seu OneDrive

Se pretender manter um ficheiro, uma fotografia ou uma pasta no seu OneDrive, mas não no computador (porque não quer que ele adrete espaço), coloque o ficheiro na sua pasta OneDrive e, em seguida, ligue ficheiros a pedido (Windows) (ou Ficheiros A Pedido (Mac). Ainda vai ver o ficheiro na pasta OneDrive no seu computador, mas ocupará zero espaço de disco rígido.

Apague tanto do seu OneDrivecomo do seu disco rígido

Se tiver sincronizado a sua OneDrive no seu ambiente de trabalho/disco rígido, utilize o File Explorer (ou Mac Finder, se estiver num Mac) para encontrar e eliminar o ficheiro, a fotografia ou a pasta.

Os itens não podem ser eliminados da sua lista Recente, apenas removidos.

Nota: Estas instruções aplicam-se apenas se estiver a assinar com uma conta Microsoft (OneDrive para casa). Não se candidatam ao OneDrive para o trabalho ou para a escola.

  • Para remover itens da sua vista Recente, selecione os ficheiros ou pastas que pretende remover apontando para cada item e clicando na caixa de verificação do círculo que aparece. Na barra no topo da página, selecione Remover.
  • Para eliminar um item na sua lista Recente, aceda à pasta em que o artigo está localizado. Para encontrar a pasta, consulte os Detalhes do item para ver o caminhoexato .
  • Abra a vista Partilhada e selecione os ficheiros ou pastas que pretende remover apontando para cada item e clicando na caixa de verificação do círculo que aparece.
  • Para remover um item partilhado por outros utilizadores, selecione o item e, em seguida, selecione Remover da lista partilhada na barra no topo da página.
  • Para remover um item partilhado por mim, selecione o item, selecione Informação no canto superior direito para abrir o painel De detalhes e, em seguida, selecione Manage Access.
  • Para ficheiros partilhados com um link, selecione Qualquer pessoa com este link… e, em seguida, selecione Remover Link.
  • Para ficheiros partilhados com outras pessoas, selecione Pode Editar ou Pode Ver com o seu nome e, em seguida, selecione Stop Sharing.
  1. Na barra de tarefas, selecione Explorador de Ficheiros .

  2. Selecione a pasta OneDrive, selecione os itens que pretende eliminar e prima a tecla Eliminar no teclado.

    Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

  1. Abra uma janela Mac Finder.

  2. Navegue na pasta OneDrive correta e selecione o item ou itens que pretende eliminar.

  3. Clique com o botão direito no item ou itens e, em seguida, selecione Mover to Trash. Também pode arrastar e largar o item ou itens da pasta para o seu Lixo.

Enviar um e-mail ao suporte Se ainda precisar de ajuda, abane o seu dispositivo móvel enquanto estiver na aplicação OneDrive ou envie um e-mail à equipa de suporte do OneDrive.

Para contactar o suporte do OneDrive a partir do seu PC ou Mac, selecione o ícone do OneDrive na área de notificações ou na barra de menus e, em seguida, selecione Mais > Enviar feedback > Não gosto de algo.

Os administradores do OneDrive podem contactar o suporte do Microsoft 365 para empresas.

Tem feedback? OneDrive O UserVoice é o local onde pode sugerir funcionalidades que gostaria que adicionássemos ao OneDrive. Não podemos garantir funcionalidades ou linhas cronológicas específicas, mas iremos responder a todas as sugestões que tenham pelo menos 500 votos.

Aceda ao UserVoice do OneDrive.

Nota:  Esta página foi traduzida automaticamente e pode conter erros gramaticais ou imprecisões. O nosso objetivo é que estes conteúdos lhe sejam úteis. Pode indicar-nos se estas informações foram úteis? Eis o artigo em inglês para sua referência.​

Apague ficheiros que não querem desaparecer

Às vezes deparamo-nos com ficheiros que, por mais que tentemos, não querem desaparecer – ou até programas que se recusam a ser desinstalados. Pode ser chato, mas há uma solução: o Wise Force Deleter.

Pode haver várias razões para cenários destes, seja por haver algum tipo de protecção com password nos ficheiros, ou porque o programa ainda está a ser executado. Por isso, o Wise Force Deleter pode ser a solução, já que permite remover estes ficheiros e programas mais teimosos.

Passo 1
O método tradicional de remover um ficheiro obriga, primeiro, a verificar que não está aberto num programa.

Depois disso, o habitual é ir até à sua localização e carregar no delete, certo? Se quer evitar o destino da ‘Reciclagem’ e apagar permanentemente o ficheiro o normal é usar a combinação de teclas ‘Shift + Delete’.

Para apagar programas, tem de ir ao ‘Painel de Controlo’, encontrá-lo na lista e carregar no botão ‘Desinstalar’.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

Passo 2

Se ao tentar desinstalar algum programa encontrar uma situação de erro, verifique se o programa não está correr. É preciso abrir o ‘Gestor de Tarefas’, através do clássico ‘Ctrl + Alt + Delete’ e escolher a opção correcta.

Se vir que o tal programa que tenta eliminar está a ser executado, seleccione-o e escolha ‘Terminar tarefa’. Depois, insista novamente na desinstalação.

Se o programa não for desinstalado, chame a “cavalaria”: o Wise Force Deleter.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

Passo 3

Como dá para entender pelo nome, este programa quer mesmo que os programas sejam desinstalados. É de download gratuito e está disponível neste site, basta carregar em ‘Free Download’ no site e instalar o programa.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

Passo 4

Para apagar à força um ficheiro “teimoso”, basta arrastá-lo para a janela do Wise Force Deleter. Seleccione o ficheiro e depois clique em ‘Desbloquear & Eliminar’, depois clique em ‘Sim’.

O estado do ficheiro vai alterar-se para ‘desbloqueado’ e, depois, para ‘eliminado’.

Também é possível adicionar vários ficheiros ao Wise Force Deleter para serem eliminados de uma vez só – basta clicar em ‘Adicionar Ficheiro’ e escolher aquilo que quer eliminar a partir do Explorador do Windows.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

Passo 5

Para desinstalar um programa que teima em não obedecer, é preciso ir até ao ficheiro de instalação no PC. O caminho mais fácil para encontrar o ficheiro é carregar com o botão direito do rato no ícone do programa, ir até ‘Propriedades’ e ver pelo campo ‘Destino’ onde deve ir. Abra a localização e procure pelo ficheiro que pretende (habitualmente, no tipo diz ‘Aplicação’).

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

Passo 6

Arraste esse ficheiro para o Wise Force Deleter, da mesma forma que faz para apagar os ficheiros. Depois, é carregar em ‘Desbloquear & Eliminar’ e em ‘Sim’. O programa vai passar a ‘eliminado’.

Para ter a certeza de que está mesmo tudo desinstalado, experimente executar o programa. Idealmente, vai receber a mensagem a dizer que o programa não está disponível.

Depois disso, basta apagar a pasta com ficheiros relativos ao programa e dar o trabalho por terminado.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

Como excluir pastas que não querem ser excluídas do Windows | Aplicativos e Software

Excluir pastas do Windows é uma tarefa simples, mas às vezes o sistema operacional dificulta as coisas. Como norma de segurança, algumas pastas de sistema são protegidas contra acesso, alteração ou exclusão por parte do usuário. Mas, às vezes, o Windows acaba não sendo capaz de deletar pastas comuns, por vários motivos.

Como resultado, pode acontecer de uma pasta comum, às vezes criada pelo próprio usuário, ter sido “protegida” por um erro, não podendo ser apagada por meios normais. No entanto, alguns programas de terceiros são capazes de fazer isso facilmente.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

Como excluir pastas que não querem ser excluídas

Às vezes, o Windows é incapaz de rastrear o registro de uma pasta dentro de outra pasta. E, por isso, não pode deletar a pasta-mãe e nem as restantes. Outros erros podem fazer com que uma pasta seja “protegida”, sendo impossível de deletar.

Porém, programas como o 7-Zip e o Unlocker são capazes de deletar pastas a força.

1. Com o 7-Zip

O 7-Zip é um programa de código aberto, desenvolvido para compactar e descompactar arquivos. Embora ele não seja a primeira opção de muita gente, é bem útil para apagar pastas teimosas do Windows, já que conta com um recurso que força a exclusão dos arquivos originais, após criar um novo pacote comprimido.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

  1. Baixe e instale o 7-Zip;
  2. Clique com o botão direito do mouse sobre a pasta que deseja apagar;
  3. Aponte para 7-Zip, e clique em Adicionar ao arquivo compactado;
  4. Na nova janela, marque a caixa Apagar arquivos após a compressão.Não se preocupe com o nome e extensão do arquivo compactado, você vai apaga-lo depois;
  5. Clique no botão OK.O 7-Zip vai compactar a pasta em um novo arquivo, e apagar a original;
  6. Apague o arquivo compactado normalmente.

2. Com o Unlocker

O Unlocker é uma ferramenta antiga e simples, que serve para desbloquear arquivos ou pastas que não se pode acessar ou apagar por algum motivo.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

  1. Baixe e instale o Unlocker.Durante o processo, clique em Advanced e desmarque a caixa Install Delta Toolbar;
  2. Clique com o botão do direito do mouse sobre a pasta que deseja apagar, e depois em Unlocker;
  3. Clique no primeiro menu, e depois em Apagar;
  4. Clique no botão OK.
  5. O Unlocker exibirá uma mensagem, informando que o arquivo foi deletado.Clique no botão OK.

E pronto.

Como apagar ficheiros que não querem ser eliminados

Por vezes, aparecem em discos ou unidades de armazenamento flash (“pen drives”) alguns ficheiros que parecem não querer ser eliminados. Alguns deles têm nomes que os denunciam claramente como malware específico para Windows (por exemplo, nomes terminados em .scr, .com ou .exe).

Se tem um desses ficheiros, que não sabe de onde surgiram nem para que é que servem, e que se recusam a ser eliminados ou o impedem de esvaziar o Lixo do seu Mac, não deixe de ler o resto deste artigo.

É um problema que surge com alguma frequência. Se esse disco ou pen drive passou por algum computador com Windows, é bem provável que se trate de alguma forma de malware (isto é, um vírus ou qualquer outro tipo de software malicioso).

Muito provavelmente, em Windows, esses ficheiros estariam escondidos e nem chegaria notar a sua presença.

Mas, apesar de não causarem os danos que em Windows poderão causar mesmo sem nos apercebermos, num Mac os ficheiros ficam expostos e causam por vezes o incómodo de impedir o esvaziamento do Lixo.

Para além disso, caso se trate efetivamente de um ficheiro nocivo para computadores com Windows, convém eliminá-lo para evitar causar problemas ou infetar computadores da sua empresa, da sua família ou dos seus amigos.

Para eliminar um desses ficheiros, comece por experimentar os seguintes passos:

  1. Selecione o ficheiro e, no menu Ficheiro selecione o item Obter Informações.
  2. Desmarque a caixa que diz Bloqueado ou Protegido.
  3. Elimine o ficheiro e esvazie o Lixo.
  • Se não for possível esvaziar o Lixo, poderá tentar forçar essa operação utilizando a seguinte combinação de teclas, no Finder:
  • Opção (alt) + Maiúsculas (Shift) + Comando + Apagar (delete)
  • Se não resultar, faça uma cópia de segurança de todos os ficheiros presentes nessa unidade de armazenamento (exceto o ficheiro que pretende eliminar), por exemplo, copiando-os para uma nova pasta na Secretária.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

Depois, use a aplicação Utilitário de Disco para apagar (ou “formatar”) todo o conteúdo do disco ou pen drive.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

  1. No painel da esquerda, selecione o ícone do disco ou pen driveque deseja apagar.
  2. Clique no separador Apagar.
  3. Clique no botão Apagar.

No final, volte a copiar os ficheiros do Mac para a sua localização original.

Como apagar ficheiros definitivamente

Se pensa que basta esvaziar a reciclagem, desengane-se (rapidamente). O mundo informático é, de facto, muito complexo e nem tudo o que pode parecer simples o é realmente. Saber como apagar ficheiros definitivamente é muito útil se quer eliminar o rasto de determinados elementos.

Como apagar ficheiros definitivamente sem os recuperar?

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

Antes de avançar, e se facto procura uma solução para eliminar ficheiros de forma definitiva, aconselhamos a que faça, primeiro, uma triagem a tudo aquilo que quer apagar. É importante que tenha a certeza de quais os ficheiros que quer eliminar porque esta é uma ação irreversível.

Ora, antes de lhe explicarmos como apagar ficheiros definitivamente, importa que veja e reveja a sua seleção inicial, isto porque não basta enviar os ficheiros para a reciclagem e, depois, esvaziá-la. Como dissemos, o mundo informático é mais complexo do que parece e nem todas as ações são assim tão simples, ainda que o levem a crer que sim.

Quando envia um ficheiro para o “lixo” e de seguida o esvazia, isto não significa que aquilo que eliminou tenha sido apagado permanentemente. O que acontece é que o ficheiro passa a ser invisível para o utilizador, mas nunca para o computador.

Quando apaga um ficheiro, ele é visivelmente eliminado, mas continua presente no disco rígido do PC. Aquilo que acontece é que, esse ficheiro, irá permanecer lá “guardado” até que seja substituído por outro mais tarde. O processo é sempre este e repete-se em loop à medida que vai esvaziando a reciclagem.

Assim sendo, explicamos-lhe de seguida como apagar ficheiros definitivamente, algo que se aplica ao computador propriamente dito. Para tal, vai precisar de uma ajuda extra que não encontra no seu PC, mas consegue através de uma rápida instalação.

Apagar ficheiros em discos HDD

Caso não saiba o que distingue os discos rígidos HDD dos SSD, aconselhamo-lo a consultar este artigo antes de prosseguir com a leitura.

O processo de apagar ficheiros de forma permanente é diferente consoante o disco que tem no computador. Por isso, e antes de tudo, confirme qual o tipo de disco rígido que tem – normalmente, os computadores mais recentes estão equipados com SSD e os mais antigo com HDD.

Só precisa, por isso, de fazer um quick check às informações do seu PC e, se este estiver equipado com um disco HDD, deve então recorrer a programas especializados para eliminar ficheiros permanentemente. Alguns exemplos desses programas são o File Shredder (um dos mais utilizados), o Eraser e o DBAN.

A forma de funcionamento é semelhante entre estes softwares e, em resumo, aquilo que estes fazem é reescrever informação sobre aqueles ficheiros que apagou. Esta “nova” informação é totalmente irrelevante para o utilizador, mas suficientemente útil para se sobrepor à anterior (aquela que quer apagar).

Apagar ficheiros em discos SSD

Exatamente da mesma forma que acontece com os discos HDD, também é possível apagar ficheiros definitivamente em modelos SSD. No entanto, como são componentes com características totalmente diferentes, os programas que lhe demos a conhecer anteriormente não funcionam nestes casos.

Assim sendo, apresentamos-lhe três ótimas opções para apagar ficheiros de forma permanente em discos SSD: o Samsung Magician, o Intel SSD Toolbox e o SanDisk SSD Toolkit. Falamos de programas oficiais, desenvolvidos pelas três principais empresas fabricantes de discos SSD.

Assim sendo, não restam dúvidas sobre a eficácia destes softwares, já que estão devidamente certificados e são de confiança no que toca à sua utilização. O processo mantém-se: ao utilizar um destes programas, será criada nova informação que se irá sobrepor àquela apagada.

Tanto no caso dos disco HDD como nos SSD, o aconselhável é que dê ordem para reescrever informação pelo menos três vezes, mas duas bastarão para eliminar os ficheiros que pretende de forma definitiva.

Esta é uma ação irreversível

E como alertar nunca é demais, voltamos a frisar que a utilização destes programas torna a recuperação dos ficheiros apagados irreversível. Como tal, deve ter a certeza absoluta daquilo que quer apagar para que não se arrependa da sua decisão mais tarde.

Se, ainda assim, considerar este método complicado, aquilo que tem de melhor a fazer é formatar o computador. Este é, também, um método sem retorno, muito utilizado quando, por um motivo ou outro, se quer desfazer do seu PC.

Formatar o computador é, de facto, o método mais rápido que existe para apagar ficheiros permanentemente, mas a principal desvantagem que apresenta é o facto de apagar (mesmo) tudo aquilo que tem guardado no PC. Isso inclui todos os dados que não queria, em primeiro lugar, apagar.

Implica também a eliminação definitiva dos programas que tem instalados e também do próprio sistema operativo que tem instalado. Ainda assim, este é o método mais seguro se pretende, por exemplo, vender o computador ou até apagar toda a informação memorizada de modo a torná-lo mais rápido.

Seis pastas e arquivos que você nunca deve deletar do Windows

Abaixo, vamos listar pastas e arquivos que você não deve apagar ou mesmo alterar, como a famosa System32 e bibliotecas DLL, sob pena de ter muita dor de cabeça ao ter que reinstalar o sistema e fazer backup dos seus dados.

1 de 7
Conheça arquivos que não devem ser apagados no Windows — Foto: Divulgação/Microsoft

Conheça arquivos que não devem ser apagados no Windows — Foto: Divulgação/Microsoft

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

2 de 7
System32 é uma pasta essencial para que o Windows funcione — Foto: Reprodução/Barbara Mannara

System32 é uma pasta essencial para que o Windows funcione — Foto: Reprodução/Barbara Mannara

Pasta famosa por aparecer em brincadeiras de mal gosto da Internet, que sugerem às vítimas deletá-la para deixar o PC mais rápido, a System32 é um dos componentes centrais do Windows.

É nela que o sistema operacional abriga alguns arquivos executáveis de programas nativos, como Bloco de Notas e Calculadora, além de arquivos vitais para que uma série de recursos funcionem corretamente, da reprodução de som à exibição de imagens na tela.

Apagar a System32 irá deixar o sistema instável e impedirá o usuário de acessá-lo depois de reiniciar o computador. Para corrigir o problema, só restaurando o Windows ou reinstalando o sistema completamente.

2. System Volume Information

3 de 7
Pasta armazena pontos de recuperação do sistema e informações sobre discos — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Pasta armazena pontos de recuperação do sistema e informações sobre discos — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Localizada na raiz da unidade C:, a pasta System Volume Information serve a diversos propósitos: ela guarda pontos de restauração do sistema, dados sobre os discos e partições instaladas no computador e recursos para backup dos seus dados.

Oculta por padrão, a pasta não pode ser acessada normalmente — por bons motivos. Se você interferir nos seus conteúdos, o sistema pode perder a habilidade de realizar buscas rápidas de arquivos e apps instalados, perder a capacidade de restaurar seu sistema em caso de algum incidente e mesmo comprometer a integridade de seus backups.

3. Arquivos de Programas (Program Files)

4 de 7
Pastas guardam aplicativos e seus componentes — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Pastas guardam aplicativos e seus componentes — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Arquivos de Programas é a pasta em que os aplicativos vão instalados por padrão. Nela estão os executáveis e arquivos de apoio que permitem que os diferentes softwares que você têm instalados no computador funcionem corretamente. Se você tentar removê-la, simplesmente perderá a capacidade de rodar boa parte daquilo que está instalado no seu computador.

Como essa não seria uma forma “limpa” de remover aplicativos, seriam deixados recursos desses programas no sistema, algo que pode comprometer a performance geral do Windows e obrigar o usuário a uma formatação para colocar tudo em ordem.

5 de 7
Arquivos DLL são peças importantes para o funcionamento do Windows — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Arquivos DLL são peças importantes para o funcionamento do Windows — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

De uma forma resumida, um arquivo DLL é um conteúdo que oferece uma série de recursos e instruções que podem ser usadas por softwares que rodam no seu computador.

Um mesmo arquivo DLL pode ser encarregado de gravar dados no disco e ser usado pelo navegador de Internet quando você baixa um arquivo, pelo game que você curte quando salva seu progresso ou mesmo pelo Word na hora de salvar um documento.

Isso significa que os DLL são componentes essenciais para que o Windows funcione corretamente. Remover algum arquivo deste tipo pode impedir que partes do sistema desempenhem suas tarefas ou mesmo comprometer o funcionamento de apps.

5. Pagefile.sys e Swapfile.sys

6 de 7
pagefile.sys e swapfile.sys são parte da gestão de memória e disco do Windows — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

pagefile.sys e swapfile.sys são parte da gestão de memória e disco do Windows — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

A extensão .sys vem de “system” (sistema, em inglês) e isso, por si só, já devia servir de indicativo para não mexer com o arquivo. O pagefile.sys é o arquivo em que o Windows guarda dados quando não há mais espaço na memória RAM.

Suponha que seu computador tem 2 GB de memória e você já ocupou todo esse espaço. Se precisar guardar mais coisas, o Windows desloca esses dados para o pagefile.sys.

Sem ele, seu computador deve começar a travar quando a memória RAM esgotar.

O swapfile.sys é parecido. Ele é usado pelo Windows para preservar dados na memória RAM quando o computador entra em hibernação. Sem o swapfile.sys, você perderia dados toda vez que voltasse ao PC depois de tê-lo deixado em descanso.

7 de 7
WinSxS conta com diversas versões de arquivos DLL usados pelo Windows ao longo dos anos — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

WinSxS conta com diversas versões de arquivos DLL usados pelo Windows ao longo dos anos — Foto: Reprodução/Filipe Garrett

Uma das grandes qualidades do Windows é sua capacidade de funcionar corretamente com softwares de décadas atrás. Essa grande retrocompatibilidade, entretanto, começou a virar um problema depois das versões 8 e 8.

1 do sistema, por conta de conflitos entre os arquivos DLL que uma aplicação antiga precisava para funcionar e os mais novos oferecidos pelos sistemas recentes. A solução encontrada pela Microsoft foi empacotar inúmeras versões diferentes de cada DLL dentro do WinSxS.

Dessa forma, os problemas e conflitos provocados pela falta de um DLL específico acabaram diminuindo no Windows 10.

Apagar WinSxS não vai impedir o Windows de funcionar, mas irá criar uma série de problemas na hora de rodar aplicativos mais antigos e mesmo softwares mais recentes que tenham sido desenvolvidos com alguma ferramenta desatualizada.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

Como programar um computador Windows para desligar sozinho

Como ativar a janela de confirmação ao eliminar ficheiros no Windows

Saiba como ativar novamente a janela de confirmação do Windows quando apaga algum ficheiro ou pasta. O Windows por vezes desativa a janela de confirmação, quer seja devido a alguma atualização do sistema operativo, quer seja por algum erro do próprio sistema.

Este aviso é importante para alguns utilizadores porque pede uma confirmação antes de realmente apagar algum ficheiro. É normal que por vezes se carregue na tecla errada e acabemos por apagar algum ficheiro sem querer.

O pior disso tudo é que pode nem sequer notar que o fez e só algum tempo depois, quando precisar do ficheiro é que vê que ele não está onde deveria. E quanto mais tempo passar mais difícil será uma possível recuperação.

Como Apagar Ficheiros Que Não Querem Ser Eliminados?

O melhor a fazer é mesmo ativar a mensagem de confirmação. Assim quando formos apagar algum ficheiro temos de confirmar que o queremos fazer. Pode tornar o processo mais chato quando queremos realmente apagar ficheiros mas é por um bom motivo.

  • É muito fácil recuperar as mensagens de confirmação quando se paga ficheiros. Só tem de seguir os passos abaixo:
  • 1 – Clique com o botão direito do rato no ícone da Reciclagem e selecione Propriedades no menu que lhe vai aparecer.
  • 2 – Coloque o visto na caixa ao lado de “Mostrar caixa de diálogo de confirmação de eliminação”.

Nota: Confirme também se a opção “Não mover os ficheiros para a Reciclagem. Remover os ficheiros imediatamente após eliminar” não está selecionada. Se estiver, significa que ao apagar alguns ficheiros eles não vão ser guardados da reciclagem mas serão automaticamente eliminados. Com isto será impossível restaura-los mais tarde caso mude de ideias.

3 – Clique em Aplicar e de seguida em OK.

E são todos os passos necessários para ativar a confirmação. A partir de agora deverá surgir-lhe sempre uma janela a confirmar se realmente quer apagar os ficheiros que tem selecionados.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Apagar arquivos permanentemente no Windows 10 pode ser mais fácil do que você imagina

Clique para copiar https://computerworld.com.br/plataformas/apagar-arquivos-permanentemente-no-windows-10-pode-ser-mais-facil-do-que-voce-imagina/

A maioria dos usuários do Windows sabe que quando você apaga um arquivo, ele não é realmente apagado. Na primeira vez, ele é armazenado na Lixeira, que te dá uma segunda chance nas vezes em que você não queria realmente deletar o arquivo.

Caso você esvazie a Lixeira, então os arquivos são “desalocados” do seu disco rígido (HD). Mais uma vez, no entanto, eles não são apagados: o espaço que eles ocupam é simplesmente marcado como disponível para uso.

É por isso que os aplicativos de “undelete” para recuperação de dados funcionam: você pode ter suas fotos e arquivos de volta sem muitos problemas se agir rapidamente.

Mas e aquelas vezes em que você quer garantir que ninguém possa recuperar um arquivo específico? É aí que os utilitários para exclusão segura entram em cena.

Como apago um arquivo de forma permanente?

Muitas pessoas não sabem disso, mas o Windows possui a sua própria ferramenta embutida para exclusão segura de arquivos. Chamada de Cipher, a funcionalidade está presente no sistema da Microsoft desde o lançamento do Windows XP>

Se você prefere não baixar nenhum software ou aplicativo de terceiros, então esse será o melhor método para fazer o serviço. E, apesar de estarmos focando no Windows 10 aqui, a ferramenta funciona em todas as versões anteriores do software até o XP.

A Cipher não possui uma interface gráfica, por isso não é exatamente amigável aos usuários, mas os comandos que você precisa digitar são simples o bastante.

Em primeiro lugar, abra o PowerShell (que substituiu o Command Prompt) ao clicar com o botão direito do mouse no menu Iniciar – com o símbolo do Windows – e escolher a opção Windows PowerShell a partir do menu.

Agora digite o seguinte: “cipher /w:C:”

Esse comando irá sobrescrever de forma segura todos os dados do drive C: que foram “desalocados”. Em outras palavras: não irá tocar nenhum dados que ainda esteja em uso, então não irá apagar nada do seu drive C:. Apenas os arquivos que foram apagados.

Esse processo pode levar bastante tempo. Se quiser acelerar as coisas, é possível especificar a pasta exata que quer apagar de vez ao digitar o caminho complete.

  • Por exemplo, se você quisesse apagar tudo na sua pasta Documentos, é preciso digitar o seguinte comando (obviamente substituindo Jim pelo seu nome de usuário): “Cipher /w:C:UsersJimDocuments”.
  • Como apagar arquivos de forma segura com o Eraser
  • Caso não queira usar a Cipher, existem diversos utilitários gratuitos que farão um serviço parecido de sobrescrever os arquivos deletados para impedir a recuperação dos mesmos.
  • Recomendamos usar o Eraser, que é um aplicativo open-source totalmente gratuito que você pode baixar pelo site da Heidi.

Clique em Download no menu superior, depois selecione a versão mais recente (normalmente ela fica no topo da lista). Isso deverá fazer com que o download seja iniciado imediatamente.

Caso escolha a opção Typical durante o processo de instalação, o Eraser será adicionado ao menu que é aberto com o botão direito do mouse. Isso significa que você pode selecionar um ou mais arquivos no Explorar (File Explorer), clicar com o botão direito do mouse sobre eles e então selecionar o Eraser. Essa é a maneira mais fácil de usar a solução.

Caso você abra o aplicativo, é preciso clicar com o botão direito do mouse no espaço Erase Schedule, depois em New Task e Add Data. Então você poderá escolher o que quer apagar: arquivos, pastas, espaço de disco não usado, Lixeira e mais.

Materiais para Download

É possível nomear e salvar essas tarefas e rodá-las de acordo com um cronograma. Existe até uma opção para escolher alguns arquivos inofensivos para usar na hora de sobrescrever os seus arquivos.

Caso você não faça isso, alguém com conhecimento analisando os conteúdos do drive veria os padrões de uma exclusão segura e perceberia que você não queria que determinados arquivos fossem encontrados. Essa pessoas não poderia recuperar os arquivos, mas se você sobrescrever os seus dados sensíveis com outros arquivos, isso esconde o fato que eles foram apagados em primeiro lugar.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*