Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?

  • Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?Um dos motivos que afetam a inicialização dos sistemas operacionais está relacionado aos programas iniciados em conjunto com ele, alguns deles como programas de proteção tem essa necessidade por monitorar eventos normalmente explorados por rotinas maliciosas que causam os mais variados aborrecimentos no uso do computador ou notebook, não somente eles porém de maneira simplificada utilizando o sistema operacional Windows para entender e também conhecer como manipular alguns desses programas de inicialização automática com a finalidade de tentar diminuir o tempo necessário para ter o ambiente disponível.
  • O Windows desde a primeira versão consolidada possui maneiras de gerenciar os programas que inicializam junto com ele, embora nesta época era necessário um conhecimento melhor de suas rotinas finalmente, com o avanço das edições surgiram programas que facilitavam essas alterações enquanto no Windows essas permissões avançaram pouco.
  • Mesmo assim, temos nele um recurso ainda pouco conhecido e por algumas vezes erroneamente explorado, conhecido como MSConfig.

Nas diversas abordagens do seu uso, incluindo da própria Microsoft em sua documentação, a explicação é mais direcionada na execução do sistema operacional em modo de segurança mas convenhamos, o modo de segurança é necessário quando justamente o Windows não consegue ser carregado corretamente então, como alterar essa maneira quando nem é possível o sistema operacional exibir a área de trabalho ?!

[ Conhecendo o ambiente MSCONFIG ]

Aqui vamos abordar um recurso pouco explorado nele, a ativação e desativação de programas que inicializam com o Windows, podendo ser utilizado tanto na versão mais recente quanto nas anteriores possivelmente até o Windows 95 para os mais curiosos.

Ele possui ainda mais recursos que deveriam ser explorados, com a devida cautela, entretanto como a intenção é simplificar sua abordagem vamos nos manter apenas neste recurso.

Considerando as versões mais antigas sugerimos o famoso caminho inicia » executar/pesquisar » msconfig.exe [ok] e para as mais recentes pelas teclas windows+R digitando em seguida msconfig.exe [ok], não esquecendo que deve ser executado com privilégios de administrador.

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?

Assim que a janela do msconfig for aberta teremos dois caminhos distintos, quando a versão em execução for o Windows 7 avance até a aba Inicialização de Programas, conforme imagem abaixo.

Pesquise na lista de programas existentes aqueles que você deseja manter inativos junto com a inicialização do Windows, desmarque a seleção com 1 clique simples e finalmente clique em [ok], tenha atenção aos programas que decidiu desativar, nela são exibidos tanto os programas nativos do Windows quanto os instalados posteriormente e também, após aplicar as alterações clicando em [ok] será sugerido reiniciar o Windows para guardar as alterações, lembre-se de salvar suas atividades ou para facilitar o processo, encerrar os demais programas em execução caso decida reiniciar o sistema operacional.

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?

Se estiver executando as versões mais atuais a exemplo do Windows 10, após avançar até a aba Inicializar verá a mensagem clicável Abrir o Gerenciador de Tarefas, após clicar nela será executado o Gerenciador de Tarefas e possivelmente em modo reduzido bastando clicar no botão (↓) Mais detalhes para visualizar nesta aba os programas inicializados junto com o Windows. Embora possa questionar por não ter sugerido já iniciar por ele, fazendo assim ficaria impossibilitado de acessar e conhecer as outras funcionalidades do msconfig daqui, numa situação em que precisaria aplicar alterações nelas antes de avançar para a Inicialização de Programas.

  1. Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?
  2. Nesta janela a ação é relativamente mais simples, depois de escolher os programas a serem desativados da inicialização automática, clique com o botão direito neles e selecione Desativar e, neste momento tem disponível mais opções sobre ele como na imagem abaixo, entretanto aqui ao desabilitar os programas não é solicitado pelo Windows reiniciar o computador, mesmo assim, por garantia salve todas as suas atividades e encerre todos os programas antes de voluntariamente reiniciar o sistema operacional.
  3. Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?
  4. Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?

[ Ativando e Desativando programas inicializados com o Windows 10, depois da compilação abril/2018 ]

  • Como a Microsoft se empenha em transferir e centralizar todas as suas funcionalidades em seu novo ambiente de gerenciamento, aos que estiverem utilizando as versões mais recentes do Windows 10 a partir da atualização disponibilizada a partir de abril de 2018, temos mais uma maneira de gerenciar esses programas, agora o caminho é clicar no botão iniciar e digitar Configurações clicando nela em seguida, com o novo painel de controle aberto digite no campo de pesquisa Aplicativos de Inicialização e pronto, neste novo ambiente temos os mesmos programas existentes nas outras opções porém aqui resumidas, dos programas que começam junto com o Windows e novamente aqui outra dica, ao clicar em iniciar experimente digitar Inicialização para acessar diretamente essa funcionalidade, novamente aqui apresentando o caminho relativamente mais longo para também conhecer mais esse novo painel de controle finalizando com a última dica, experimente na versão do Windows que esteja executando o atalho ctrl + shift + esc e confirme se tem acesso direto ao gerenciador de inicialização, outra maneira mais otimizada de acessar essas configurações.
  • Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?
  • Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?

[ Mais maneiras de gerenciar os programas inicializados com o Windows ]

Temos com a evolução do Windows uma melhora considerável no gerenciamento dos seus recursos, mesmo assim sempre haverá opções ou necessidades que não poderão ser atendidas por eles, intencional ou não isso mantém uma legião de desenvolvedores mais experientes do que é possível alterar no Windows além do que é disponibilizado pela própria Microsoft.

Depois de conhecer principalmente as maneiras e precauções sobre administrar esses programas que iniciam junto com o Windows e, principalmente para conseguir remover aqueles que foram inseridos sem conhecimento ou, após o desinstalador ter concluído sua remoção ainda permanecer resíduos do programa removido que estejam atrapalhando o bom funcionamento, conheça a seguir algumas sugestões de aplicativos que prometem exceder as possibilidades no gerenciamento de inicialização do Windows.

[ Nirsoft Whatin Startup ]

Neste pequeno aplicativo, além de exibir ainda mais detalhes do programa inicializado junto com o Windows permite incluir outros para serem iniciados junto com ele, é possível também abrir as configurações de um sistema operacional que não esteja em execução senão imagine que seu próprio Windows não consegue ser inicializado e você tem certeza da causa ser um programa parte da execução automática, com uma versão WindowsPE por exemplo é possível desativar o programa problemático para restabelecer a execução do Windows.

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?

[ Shock StartUP ]

  1. Tendo objetivo similar no gerenciamento de programas inicializados com o Windows, permitindo excluir e incluir programa para serem iniciados junto com o sistema operacional e ainda que aparentemente descontinuado permanece compatível com ambas as compilações sendo 32bits e 64bis indiferente da versão em utilização.

  2. Nele um recurso interessante é a separação por perfil, isso por muitos programas ou até mesmo os mais experientes definirem aplicativos que devem ser inicializados para todos os perfis de usuário, o perfil de usuário em atividade ou segundo o aplicativo, para um perfil padrão do sistema.
  3. Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?

[ Autoruns ]

  • Como parte integrante de um pacote de aplicativos conhecido como [ Windows Sysinternals ], possuindo uma numerosa quantidade de utilitários porém pouco didáticos e independentes que para os iniciantes se apresentará confuso, dependendo bastante da documentação online, por isso abordando aqui apenas o autoruns.
  • Ainda mais amplo quando comparado aos anteriores e mais outros existentes por aí, apresenta uma grande quantidade de abas possivelmente exibindo tudo o que em algum momento for executado com o Windows, podendo separar em dois grupos começando pelo Everything que como o próprio nome sugere, tudo executado junto com o Windows e as demais abas desmembrando em subgrupos o que estiver relacionado com a inicialização do sistema operacional.
  • Por ser muito abrangente e pouco didático, é um aplicativo que merece um pouco de estudo nas suas opções e documentação conhecer melhor seu potencial, podendo servir inclusive de ferramenta para remoção de entradas de registro e outros vínculos que em outros programas elas sequer estão disponíveis e por isso dificultando a renovação.

[ Conclusão ]

O Windows permanece como uma contínua caixa de surpresas, quanto mais se investiga sobre seu funcionamento mais descobertas são exploradas e com a popularização da internet, compartilhadas.

Embora não exista uma padronização nos incontáveis tutoriais disponíveis incluindo artigos audiovisuais, permitindo uma boa dose delas não serem adequadas para utilização ou não resultarem no desempenho ou melhorias esperadas, é fato que a curiosidade tem colaborado para mais usuários aprenderem a efetuar manutenções em seus aparelhos sem consultas regulares a técnicos de informática ou outros profissionais.

Acreditando poder colaborar com esse tipo de interesse, o artigo exposto apresenta de maneira simplificada e com poucos exemplos as possibilidades de aplicar pequenas alterações no funcionamento do sistema operacional que permita mantê-lo confiável e seguro sem a necessidade de grandes intervenções, amparado por uma pequena lista de softwares que sugerem facilitar essas interações, lembrando que alguns podem ser considerados como ameaças pela proximidade com áreas sensíveis do sistema, permitindo variar entre um ou outro dependendo do ambiente.

Leia também:  Como Saber Quem Segue Playlist Spotify?

Gerenciando programas que inicializam junto com o Windows

Identifique programas que iniciam com o PC e melhore o desempenho do sistema

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows? Foto: Divulgação

Uma das características de um sistema que está há algum tempo sem ser formatado é a inicialização lenta. Isso acontece porque programas gostam de “incluírem a si mesmos” na lista de softwares iniciados junto com o computador, muitas vezes sem necessidade. Códigos maliciosos também precisam ser iniciados para garantir que o computador continue infectado e sob o controle do criador do vírus.

Para resolver esse problema, existe uma ferramenta chamada Autoruns, da SysInternals. É uma ferramenta manual, ou seja, você precisa escolher o que quer desativar. Mas é também completa e gratuita. Confira na coluna de hoje o que você deve olhar primeiro na ferramenta.

Se você tem alguma dúvida sobre segurança da informação (antivírus, invasões, cibercrime, roubo de dados, etc), vá até o fim da reportagem e deixe-a na seção de comentários. A coluna responde perguntas deixadas por leitores todas as quartas-feiras.

Autoruns: uma ferramenta SysInternals O Autoruns faz parte do SysInternals Suite. As demais ferramentas da suíte o acompanham também, então vale a pena baixar a suíte inteira. Se preferir, você também pode achar o Autoruns sozinho na internet. 

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows? Foto: Reprodução

O Autoruns (“Autoexecuções”) simplesmente exibe todos os programas que são carregados junto com o sistema. Isso inclui todos os drivers, como o de vídeo e da impressora, que são necessários para o bom funcionamento dos componentes do computador.

Mas também inclui cavalos de troia, softwares espiões e registros restantes de programas desinstalados. Também existem aqueles softwares que, durante a instalação, se acharam tão importantes e úteis que se incluíram na lista de programas iniciados com o PC.

Muitas vezes, esses programas são usados raramente, e deixá-los na inicialização apenas fará com que demore mais até que seu computador esteja pronto para uso.

O software foi desenvolvido pela SysInternals, empresa especializada em ferramentas para administração de sistemas Windows. A SysInternals foi adquirida pela Microsoft. Todas as ferramentas da SysInternals são indispensáveis para diagnosticar problemas e tirar o máximo do sistema operacional. Esta coluna já falou de outro programa muito útil da SysInternals, o Process Explorer.

Programas, drivers, winlogon – o que é tudo isso? O Autoruns vem em duas versões: a de interface gráfica e a de linha de comandos (autorunsc). Provavelmente, você quer a primeira, então execute o “autoruns” e aceite os termos de licença.

Na tela que aparece em seguida, você verá uma lista enorme de programas que são iniciados com o Windows. A maioria deles é do próprio Windows. Por isso, facilite sua vida: vá ao menu Options. Selecione “Hide Microsoft and Windows entries” e “Verify Code Signatures”.

Em seguida, vá em File > Refresh. A lista ainda estará grande, mas será consideravelmente reduzida. No topo há uma lista de todas as categorias de inicialização. Por padrão, o programa exibe “Everything”, ou seja, tudo.

Confira as categorias e o que cada uma significa:

Logon: programas executados quando você faz logon no Windows, ou seja, após a tela de boas vindas. Desativar algo aqui provavelmente não causará problemas no seu sistema no Windows XP em diante. Apenas memorize o que você desativou, caso venha precisar. É aqui que você poderá fazer boas otimizações.

Explorer: componentes do Windows Explorer, o gerenciador de arquivos do Windows. Desativar componentes aqui pode acelerar a navegação de arquivos, bem como retirar funcionalidades, opções de menu de contexto em arquivos, etc.

Internet Explorer: mesmo que acima, porém para o navegador web do Windows, Internet Explorer. Plug-ins, barras de ferramentas, por exemplo, constarão aqui. Se algo está causando problema no IE, veja aqui o que pode ser desativado.

Scheduled Tasks: o mesmo que consta no Agendador de Tarefas do Windows. A visualização é mais simples e algumas coisas podem constar só aqui. As tarefas que constam aqui não necessariamente iniciam com o PC, mas são executadas automaticamente de tempos em tempos.

Services: serviços do Windows. Os serviços são diferentes de programas porque são executados antes mesmo do logon no computador. Podem ser responsáveis por lentidão até chegar na tela de boas vindas. Porém, desativar serviços é perigoso. Alguns podem impedir seu PC de ligar. Faça pesquisas na web antes de mexer na execução automática de qualquer serviço.

Drivers: tornam o sistema capaz de interagir com os componentes de hardware, como impressora, vídeo, mouse e quaisquer outros periféricos. Não mexa aqui, a não ser que você realmente saiba o que está fazendo ou esteja disposto a recuperar um sistema que não mais inicia. Vírus mais sofisticados se instalam aqui.

Codecs: softwares responsáveis pela reprodução de áudio e vídeo. São executados automaticamente quando você reproduz conteúdo multimídia. Em quase todos os casos, você não vai precisar nem querer mexer aqui.

Boot Execute: são programas que executam bem cedo na inicialização do Windows. Um exemplo é o “auto check”, que faz a verificação de disco no Windows quando há problemas. Vírus já se alojaram aqui, e como raramente existe algum outro programa além do autocheck, desconfie de qualquer coisa.

Image hijacks: “Image” aqui se refere a arquivos executáveis. São entradas de registro que definem que algum programa será executado junto de outro. Por exemplo, vírus usam isso junto com o “Explorer.exe” (Windows Explorer) para se iniciar junto com o sistema. Ou então adicionam entradas de programas antivírus para impedir que eles funcionem corretamente.

AppInit DLLs: Na prática, são componentes que acabam carregados em todos os programas. Muitos vírus já se alojaram aqui, porque é muito difícil de retirar a infecção, mas antivírus também passaram a usar esse recurso.

Known DLLs: São componentes registrados no Windows. Com isso, um programa pode carregar a DLL com mais facilidade. Em geral, você não vai precisar mexer aqui, mas sempre vale conferir.

Winlogon: Lista os componentes carregados pelo logon e também alguns outros programas que são executados, como o protetor de tela do Windows. Note que o protetor de tela também é um programa. Um vírus poderia se configurar como protetor de tela para ser executado automaticamente. Porém, tome cuidado especial com a chave “Notify”.

Winsock Providers e Network Providers: São componentes usados pela rede do Windows. Muito cuidado ao editar essas entradas, ou pode ser necessário reinstalar a rede no Windows. E o pior: você vai ficar sem conexão e impedido de pedir ajuda na internet.

  • Print Monitors: módulos carregados quando há uma comando de impressão.
  • LSA Providers: recursos de segurança.
  • Sidebar Gadgets: No Windows Vista, lista os gadgets usados na barra lateral do Windows.

Se você ativar as opções recomendadas pela coluna, muitas das categorias estarão vazias, porque apenas arquivos do próprio Windows estão registrados nelas. No mínimo, poucos componentes estão registrados em cada uma e ficará mais fácil para você pesquisar a qual programa cada um deles pertence.

Sobre as informações que aparecem ao lado do nome do registro, como o nome da empresa, acredite apenas se a marcação “(Verified)” estiver ao lado. Existem muitos vírus que usam nomes de empresas conhecidas (principalmente Microsoft) na descrição dos seus arquivos. No entanto, os vírus não podem obter uma verificação.

Porém, nem todos os arquivos que não podem ser verificados são vírus. É apenas uma indicação a mais para saber do que suspeitar primeiro.

  1. Se você suspeita de um arquivo, alem de pesquisar na web, você pode enviá-lo para o VirusTotal ou outro serviço de análise online, como o Jotti Malware Scan Como eles funcionam com diversos antivírus, é mais garantido do que com o seu software, e você pode tirar a dúvida se um determinado é ou não malicioso.
  2. Comparando 

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows? Foto: Reprodução

Você pode salvar as informações do Autoruns em File > Save e então o File > Compare para comparar as informações atuais com aquela salva previamente.

Por exemplo, você pode salvar um arquivo do Autoruns assim que tiver seu computador com os softwares básicos para funcionar. Mais tarde é possível comparar para ver o que foi adicionado pelos programas (ou vírus) que foram se instalando com o tempo.

Leia também:  Como Saber Si Tengo Que Estar En Una Mesa Electoral?

Isso é útil porque, de modo geral, a única maneira de saber sobre o que alguns registros se referem é pesquisando na web, o que pode ser demorado.

Você ainda tem dúvidas sobre o Autoruns ou qualquer outro tema relacionado à segurança? Aproveite e deixe na área de comentários logo abaixo. O “pacotão de segurança” responde dúvidas deixadas por leitores toda quarta-feira. O próximo é nesta quarta-feira (3). Até lá!

* Altieres Rohr

Como desativar programas que iniciam com o Windows 10

Mesmo que o seu computador tenha poucos meses de uso, pode ser que ele demore mais do que o aceitável para iniciar completamente ou fique lento por longos minutos depois que você faz login no Windows 10.

Muitas vezes, essa morosidade toda tem como causa os programas que iniciam junto com o Windows, o sistema operacional. Felizmente, a maioria deles pode ser desativada sem causar problemas.

Saiba como nas próximas linhas.

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?

Como ver os programas que iniciam com o Windows 10

Muitos softwares — muitos mesmo — são incluídos na lista de inicialização automática do Windows logo após terem sido instalados. Em vários programas, isso é realmente importante. É o caso dos antivírus: a ativação imediata garante que o sistema ficará protegido assim que o Windows estiver funcionando.

O problema é que a inicialização automática consome recursos da sua máquina. O computador precisa carregar não só o sistema operacional como também todos os softwares que estão na lista de inicialização, tarefa que frequentemente consome bastante memória RAM e processamento. É por isso que o Windows parece estar “pegando no tranco” logo após o computador ser ligado.

A boa notícia é que o Windows 10 informa quais aplicativos inicializam junto com o sistema e qual o impacto de cada um deles no desempenho do computador.

  1. Para ter essa informação, pressione as teclas Ctrl, Alt e Del ao mesmo tempo;
  2. Depois, clique em Gerenciador de Tarefas;
  3. Surgirá uma janela de mesmo nome;
  4. Nela, vá à aba Inicializar (se a aba não estiver aparecendo, clique no botão Mais Detalhes, na parte inferior da janela).

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?

Gerenciador de Tarefas

Tal como o nome indica, a aba Inicializar mostra todos os softwares que inicializam junto com o Windows 10. Na coluna Impacto na inicialização, você descobre se o programa afeta muito ou pouco o desempenho do sistema logo após o computador ser ligado.

De modo geral, você não precisa se preocupar com programas com impacto Baixo, a não ser que eles sejam muito numerosos. Entretanto, é bom ficar atento aos programas com impacto Alto ou Médio. Esses realmente podem deixar a inicialização lenta.

Essa é a maneira mais simples de acelerar a inicialização do Windows 10

O Windows 10 é um sistema completo e bastante complexo, afinal, são centenas de computadores, laptops e tablets que carregam a obra-prima da Microsoft. Diante disso, é perfeitamente normal que algumas pessoas encontrem problemas da plataforma.

Um deles é a demora na execução de tarefas e aplicativos em configurações mais simples. Até o início do próprio Windows 10, chamado de boot, é algo que precisa e pode ser melhorado pelo usuário. Se enquanto seu laptop ou PC com Windows 10 inicia, você consegue coar um café, fazer pão na chapa ou lavar a louça, saiba que alguma coisa de errado está acontecendo com sua máquina.

  • Aprenda a desabilitar a tela de bloqueio no Windows 10

Nesse artigo, portanto, você vai aprender a acelerar o início do seu computador com Windows 10 de forma simples. As mudanças serão perceptíveis logo no primeiro reinício, depois que você seguir o tutorial abaixo.

Como acelerar a inicialização do Windows 10

Com o seu Windows 10 ligado, aperte as teclas Ctrl+Alt+ESC para que o Gerenciador de Tarefas seja aberto. Esse é o atalho mais prático, mas você também pode pesquisar por essa ferramenta na barra de buscas do sistema que fica ao lado do menu iniciar.

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?

Com o gerenciador aberto, clique na aba “Inicializar”. Nesta seção aparecerá uma lista com todos os programas que são iniciados e carregados com o Windows 10, ou seja, sempre que o sistema é ligado esses programas são executados por completo.

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows?

Note que você só consegue usar o sistema de forma ágil quando ele termina de carregar todas essas aplicações. Logo, desativar as opções que são inúteis para você, e também para o sistema, é a melhor forma de tornar a inicialização do Windows 10 mais rápida.

Clique com o lado direito do mouse em cima do nome do programa desejado e selecione “Desabilitar”. Desative apenas opções que você tem certeza que não são essenciais para o funcionamento do sistema.

Algumas delas, inclusive, não podem ser desativadas (nem mesmo pelo administrador) por serem vitais para o sistema.

Não aconselhamos, por exemplo, que você desabilite programas que rodam drivers de placas, como rede, impressora, áudio ou gráfico.

Pronto! Reinicie seu computador para experimentar as alterações.

Agora, se você usa um computador com Windows 8, precisa seguir o tutorial que publicamos no link abaixo, pois o procedimento é totalmente diferente do Windows 10:

  • Aprenda a deixar o boot do seu Windows 8 mais rápido ainda

E aí, o que achou dessa dica?

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Removendo programas que inicializam junto com o Windows

Não é algo incomum e você já deve ter percebido que conforme o tempo passa, seu Windows leva cada vez mais tempo para inicializar. Este fato não se deve a apenas uma causa isolada, mas um dos problemas pode ser a quantidade de programas que estejam inicializando junto com o Sistema Operacional.

À medida que novos programas são instalados no Windows, alguns deles se configuram automaticamente para inicializar junto com o Sistema e eles nem sempre pedem autorização para isto. Outros até pedem, mas de forma bem discreta e com o intuito que você não veja que esta opção está ali selecionada.

Na maioria das vezes estes programas não são necessários no momento do boot e começam a deixar o processo de inicialização cada vez mais lento. O ideal é deixar que apenas os programas essenciais e aqueles que são bastante utilizados iniciem junto com o Windows.

Abaixo serão mostradas algumas formas de remover programas indesejados da lista de inicialização do Windows.

É sempre recomendado ter cautela com este tipo de procedimento e como estas alterações podem modificar seu computador é recomendado criar um Ponto de Restauração (para aprender a fazer isto no Windows Vista ou Windows XP, clique no respectivo Sistema), para que caso algo não saia conforme o desejado seja possível voltar atrás de uma maneira fácil e com o menor coeficiente de insatisfação.

Utilizando o comando “msconfig”

Para fazer desta forma, entre no Menu Iniciar, localize a barra de execução do Windows e então digite “msconfig” (sem as aspas). Uma janela será aberta e você deve acessar a aba “Inicialização de Programas”. Feito isto, basta observar quais programas estão ali presentes e desmarcar aqueles que você quer retirar da inicialização.

Por meio do programa Ccleaner

Este é um programa muito bom, pois possui funções muito úteis para o bom funcionamento do Sistema Operacional. Uma destas ferramentas pode se encarregar de ajudá-lo a desinstalar programas inconvenientes. Abra o Ccleaner, entre na opção de “Ferramentas” e clique no botão “Programas iniciados com o”.

Ali estarão listados os programas que inicializam junto com o Windows e basta desabilitar aqueles que você não deseja mais que este procedimento seja aplicado. Para isto, selecione o programa e clique no botão “Desabilitar” ou clique com o botão direito do mouse sobre o programa e selecione a opção “desabilitar”.

Com o Autoruns

O Autoruns é um programa desenvolvido pela Microsoft que serve para auxiliá-lo nesta tarefa. Ele dispensa instalação e basta executar diretamente a partir do arquivo armazenado. Nele são exibidos todos os programas que inicializam junto com o Windows bem como processos em andamento.

Como este programa divide em categorias, você pode escolher a aba “Everything” para visualizar todos eles ou selecionar uma que se enquadre melhor com o desejado. Da mesma forma como os aplicativos apresentados acima, basta observar os programas não desejados na lista e desmarcá-los.

Agora basta escolher o método que mais lhe agrade e fazer a limpeza. Vale lembrar que efetuar este procedimento não desinstala os programas, apenas retira eles de inicializarem junto com o Sistema Operacional.

Leia também:  Como Descobrir Número Privado Que Me Ligou?

Como Alterar os Programas que Iniciam com o Windows 7

  1. 1

    Abra a pasta Inicializar no menu “Iniciar” do Windows. Clique no botão “Iniciar” do Windows e selecione “Todos os programas”. Role a lista para encontrar a pasta “Inicializar”.

    • Clique com o botão direito do mouse na pasta “Inicializar” do menu e selecione “Abrir todos os usuários” para abrir a pasta para todos os usuários no computador.
    • Escolha “Explorar” para abrir a pasta para somente para o usuário conectado no momento.
  2. 2

    Crie um atalho para o programa ou arquivo que você deseja executar na inicialização. Clique com o botão direito do mouse no arquivo ou ícone do programa e selecione “Criar atalho”.

    • O atalho será criado na mesma pasta que o programa original.
    • Itens de inicialização podem ser programas ou outros arquivos. Por exemplo, você pode selecionar um documento de texto para abrir na inicialização.
  3. 3

    Arraste ou recorte e cole o ícone de atalho para a pasta Inicializar. O programa agora será aberto na próxima vez em que você iniciar o computador.[1]

    • Para recortar e colar: clique com o botão direito do mouse no atalho na pasta original e selecione “Recortar” no menu. Em seguida, na pasta “Inicializar”, clique com o botão direito do mouse em qualquer espaço em branco e selecione “Colar”.
    • Ou, realce o ícone de atalho e pressione Ctrl + x. Em seguida, com a pasta “Inicializar” ativa, pressione Ctrl + v.
  1. 1

    Clique no botão “Iniciar” do Windows e escreva “msconfig” na barra de busca. Clique em MSConfig nos resultados da pesquisa. Isso abre o console de configuração do sistema.

  2. 2

    Clique na guia “Inicialização de programas”. Ela dá a você uma visão dos programas instalados como opções de inicialização do seu computador.

    • Observe que nem todos os itens de inicialização aparecerão.
    • Você não possui a opção de adicionar itens à lista no MSConfig.
    • Para adicionar programas ou arquivos, use o método da pasta “Inicializar”.
  3. 3

    Marque as caixas dos aplicativos que quer iniciar quando ligar o computador. Desmarque as caixas daqueles que não quer mais inicializar.

  4. 4

    Clique em “Aplicar” para validar as alterações feitas aos itens de inicialização.

  5. 5

    Reinicie o computador para finalizar as mudanças. Uma janela pop-up perguntará se você deseja reiniciar o computador. Clique em “Reiniciar” para salvar as alterações.

    • Se você não reiniciar o computador, os programas de inicialização serão revertidos para suas configurações originais.
    • Quando você tiver desmarcado um item no MSConfig, o computador vai reiniciar no modo “Inicialização seletiva”. Essa opção pode ser vista sob a guia “geral” do MSconfig.
    • Se você posteriormente decidir escolher “Inicialização normal”, todos os itens desabilitados serão reativados.[2]
  1. 1

    Mude as configurações do programa em si para gerenciar suas opções de inicialização. Elas diferem de um programa para outro e exigem que você faça uma busca pela configuração de inicialização olhando em menus como “Opções”, “Preferências”, “Configurações” ou “Ferramentas”, ícones da bandeja do sistema e assim por diante.

    • Para descobrir como alterar as configurações de inicialização de um programa em particular, veja a “ajuda” do programa ou faça uma pesquisa na internet.
    • Por exemplo, o Skype, um programa de telefonia e bate-papo na internet, pode ser desativado da seguinte forma: “Ferramentas → Opções → Configurações gerais”; desmarque a opção “Iniciar o Skype quando eu iniciar o Windows”.
    • Como outro exemplo, o Dropbox, um programa de compartilhamento e armazenamento de arquivos, pode ser desativado pelo botão direito do mouse no ícone da bandeja do sistema (o ícone da barra de ferramentas do Windows, perto do relógio), clicando no ícone em forma de engrenagem e, em seguida, selecionando “Preferências…”
  2. 2

    Use o registro do seu computador para excluir itens de inicialização. Itens de inicialização podem ser excluídos manualmente pelo programa “regedit” do seu computador.

    • Consulte uma visão geral do processo em outros artigos.
    • Editar o registro do seu computador só deve ser feito como um último recurso e apenas se você souber exatamente o que está fazendo.[3]
  1. 1

    Evite apagar arquivos e programas indiscriminadamente. Deletar programas de inicialização sem saber o que são pode fazer com que alguns aplicativos não funcionem corretamente.

    • Antes de fazer mudanças, use a “Restauração do Sistema” para criar um “ponto de restauração” ao qual possa voltar se algo der errado.[4]
    • Muitos itens de inicialização têm nomes um pouco descritivos, mas outros são abreviações obscuras e têm funções difíceis de identificar.
  2. 2

    Use uma lista on-line de programas e processos ou faça uma pesquisa na internet para identificar o que cada coisa faz.

    • Esse método pode exigir algum tempo, já que exige que você busque cada arquivo ou processo individualmente.
    • Algumas listas úteis incluem:[5]
      • Process Library: vencedora do Top 100 sites clássicos da PCMAG, mais de 195 mil entradas.
      • Pacman’s Portal: uma base de dados de programas de inicialização contendo mais de 35 mil entradas.
  3. 3

    Use um programa para limpar automaticamente os itens de inicialização. Existem muitos programas grátis e populares que podem limpar itens de inicialização para você, incluindo itens no registro do sistema.

    • Esses programas costumam conter bancos de dados que são atualizados para incluir itens desnecessários que surgem frequentemente, assim como outras ferramentas para melhorar o desempenho do seu computador.[6]
      [7]

    • Como sempre, faça uma pesquisa ampla para encontrar programas respeitáveis e não danificar o seu computador.
    • Alguns programas populares incluem:
    • CCleaner
    • Virtuoza In Control
    • Should I remove it?

Como adicionar programas para iniciarem com o Windows 10?

Ter uma rápida inicialização do Windows é essencial para a grande maioria dos usuários e, no Windows 10, ela está mais aperfeiçoada do que nunca, no entanto, com o passar do tempo, usuários costumam instalar cada vez mais softwares em suas máquinas que são executados juntamente com a inicialização do Sistema Operacional, o que pode torná-lo um pouco mais demorado.

Como é provável que você já saiba, é possível desativar os softwares que iniciam juntamente com o Windows 10 pelo gerenciador de tarefas do SO, porém, se você quiser adicionar um programa que acha importante ou que precise ser executado sempre que a sua máquina for ligada, esse processo não é tão simples quanto parece, pois, a Microsoft parece tentar dificultar a adição excessiva de aplicativos a este recurso.

O que faremos neste tutorial é mostrar uma pasta onde podem ser salvos atalhos de softwares para serem iniciados com o Windows. Depois que você copiar qualquer atalho de um programa para esta pasta, ele automaticamente aparecerá na aba “Iniciar” do Gerenciador de Tarefas, permitindo que você desabilite a auto execução do mesmo de uma maneira mais prática. Vamos começar?

Tutorial em vídeo:

Clique no botão de pesquisa do Windows, depois digite “Executar” e clique sobre o aplicativo “Executar“, que aparecerá como resultado da pesquisa. Outra opção que você tem é simplesmente pressionar as teclas Windows+R.

No campo “Abrir“, digite “%AppData%MicrosoftWindowsStart MenuProgramsStartup” (sem aspas) e depois clique em “OK“. Uma nova janela do explorador de arquivos irá surgir, no entanto, vamos ignorá-la  por enquanto.

Escolha um programa do seu computador que você queira abrir juntamente com a inicialização do Windows, clique com o botão direito sobre ele e então em “Copiar“. Se você preferir, pode apenas selecioná-lo e pressionar as teclas Ctrl+C.

Na pasta que abrimos com o aplicativo de execução do Windows, vamos colar o atalho para o aplicativo que queremos abrir juntamente com a inicialização do Windows, portanto, clique com o botão direito no diretório de arquivos dela e então clique em “Colar” ou, se você preferir, apenas pressione os botões Ctrl+V.

Agora vamos verificar se o software está de fato na lista de programas a inicializar com o Windos, para isso, basta clicarmos com o botão direito sobre a barra de tarefas do Windows e então clicar sobre “Gerenciador de Tarefas“.

Como você pode perceber, o aplicativo já está na lista de softwares a inicializarem com o Windows 10. Caso você queira que ele não mais seja executado com o sistema operacional, basta clicar sobre ele e então sobre o botão “Desabilitar“.

Pronto! Agora você já sabe como habilitar a execução de aplicativos juntamente com a inicialização do Windows 10.

Caso você ainda tenha alguma dúvida a respeito deste tutorial ou gostaria de ver algum outro passo a passo feito por nós, deixe o seu comentário abaixo, vai ser um prazer ajuda-lo! 😉

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*