Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows 10?

Última modificação: 28 de agosto de 2020 às 17:06 por Pedro Muxfeldt
.

Ao instalar softwares, alguns são carregados automaticamente a cada inicialização do seu computador. Como essa é a maior causa da desaceleração da inicialização do PC, você pode desativar a execução automática desses programas. Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows 10?
Para impedir que softwares sejam abertos e comecem a operar automaticamente com a inicialização do Windows, pressione simultaneamente as teclas Windows + R para abrir o Executar e digite msconfig. Feito isso, pressione a tecla Enter: Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows 10?

A janela das Configuração do Sistema aparecerá. Clique na guia Serviços e marque a caixa Ocultar todos os serviços Microsoft. Depois, clique no botão Desativar tudo:

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows 10?
O Startuplite (baixe aqui) é um software desenvolvido pelos criadores do Malwarebytes. O objetivo do programa é acelerar o processo de inicialização do computador. Por isso, uma de suas funções é justamente o bloqueio do arranque automático de programas.

Na interface principal, uma lista de softwares inúteis aparecerá marcada de imediato ao abrir o programa e basta clicar em Desativar > Continuar para fazer o bloqueio. Caso queira manter um programa, basta assinalar a caixa Não fazer nada > Continuar.:

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows 10?
O CCleaner também permite realizar esse procedimento. Para isso, abra o programa e vá em Ferramentas > Programas iniciados com o sistema. Agora, marque os programas que você quer remover da inicialização automática e clique em Desativar: Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows 10?

Observação: nunca desative programas responsáveis pela sua conexão com a internet (modem, fornecedores de acesso etc.) ou pela segurança do seu PC (antivírus, firewall etc.).

Foto: © marcolavagnini – 123RF.com

Essa é a maneira mais simples de acelerar a inicialização do Windows 10

O Windows 10 é um sistema completo e bastante complexo, afinal, são centenas de computadores, laptops e tablets que carregam a obra-prima da Microsoft. Diante disso, é perfeitamente normal que algumas pessoas encontrem problemas da plataforma.

Um deles é a demora na execução de tarefas e aplicativos em configurações mais simples. Até o início do próprio Windows 10, chamado de boot, é algo que precisa e pode ser melhorado pelo usuário. Se enquanto seu laptop ou PC com Windows 10 inicia, você consegue coar um café, fazer pão na chapa ou lavar a louça, saiba que alguma coisa de errado está acontecendo com sua máquina.

  • Aprenda a desabilitar a tela de bloqueio no Windows 10

Nesse artigo, portanto, você vai aprender a acelerar o início do seu computador com Windows 10 de forma simples. As mudanças serão perceptíveis logo no primeiro reinício, depois que você seguir o tutorial abaixo.

Como acelerar a inicialização do Windows 10

Com o seu Windows 10 ligado, aperte as teclas Ctrl+Alt+ESC para que o Gerenciador de Tarefas seja aberto. Esse é o atalho mais prático, mas você também pode pesquisar por essa ferramenta na barra de buscas do sistema que fica ao lado do menu iniciar.

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows 10?

Com o gerenciador aberto, clique na aba “Inicializar”. Nesta seção aparecerá uma lista com todos os programas que são iniciados e carregados com o Windows 10, ou seja, sempre que o sistema é ligado esses programas são executados por completo.

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows 10?

Note que você só consegue usar o sistema de forma ágil quando ele termina de carregar todas essas aplicações. Logo, desativar as opções que são inúteis para você, e também para o sistema, é a melhor forma de tornar a inicialização do Windows 10 mais rápida.

Clique com o lado direito do mouse em cima do nome do programa desejado e selecione “Desabilitar”. Desative apenas opções que você tem certeza que não são essenciais para o funcionamento do sistema.

Algumas delas, inclusive, não podem ser desativadas (nem mesmo pelo administrador) por serem vitais para o sistema.

Não aconselhamos, por exemplo, que você desabilite programas que rodam drivers de placas, como rede, impressora, áudio ou gráfico.

Pronto! Reinicie seu computador para experimentar as alterações.

Agora, se você usa um computador com Windows 8, precisa seguir o tutorial que publicamos no link abaixo, pois o procedimento é totalmente diferente do Windows 10:

  • Aprenda a deixar o boot do seu Windows 8 mais rápido ainda

E aí, o que achou dessa dica?

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.

Outras formas de detectar programas que se iniciam automaticamente

Há diversas formas. As mais comuns são pelas chaves do registro:

  • HKEY_LOCAL_MACHINE > Software > Microsoft > Windows > CurrentVersion > Run
  • HKEY_LOCAL_MACHINE > Software > Microsoft > Windows > CurrentVersion > RunOnce
  • HKEY_CURRENT_USER > Software > Microsoft > Windows > CurrentVersion > Run
  • HKEY_CURRENT_USER > Software > Microsoft > Windows > CurrentVersion > RunOnce

Mas há também a pasta “Inicializar” no menu “Iniciar > Programas“. Alguns programas criam entradas ali, para esta é mais fácil: basta excluir o atalho. Clique em “Iniciar > Programas > Inicializar“; depois, clique com o botão direito no item desejado (se houver) e mande excluir.

Para as chaves do registro… Se você não mexe muito com o registro, cuidado: não saia fuçando em tudo. Exclua apenas entradas que você tenha certeza que podem ser excluídas, pois editar incorretamente o registro pode fazer com que o Windows nem seja iniciado – claro que isso poderá ser corrigido, mas poderá não ser tão fácil.

Nota: o “registro“, caso você não saiba, é um banco de dados de configurações usado pelo Windows e por diversos programas. O “editor do registro“, programa “regedit“, é uma interface que vem com o Windows que permite modificar as configurações gravadas no registro. O termo “registro” aqui não tem nada a ver com cadastro ou pagamento ????

Abra o editor do registro (“Iniciar > Executar” > digite regedit e dê OK). Ele tem o visual parecido com o do Windows Explorer, tratando as chaves do registro como se fossem “pastinhas“. À esquerda, localize as chaves e subchaves conforme indicam as setas nos caminhos indicados mais acima, até chegar na “Run” ou “RunOnce“.

À direita são listadas as entradas referentes à chave selecionada à esquerda, que no caso, correspondem aos programas que se iniciam automaticamente com o computador. Selecione o do malware e delete, usando a tecla Del mesmo do teclado.

Como falei, cuidado ao fazer isso; se não se sentir seguro, prefira usar o MSConfig ou esse outro programa que indicarei agora.

Leia também:  Como Evitar Que Email Seja Spam?

Também da SysInternals (agora Microsoft) um bom software é o AutoRuns. Ele lista praticamente tudo o que se inicializa com o Windows, incluindo muitos itens não exibidos pelo MSConfig. Veja:

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows 10?

Baixe-o em:

http://technet.microsoft.com/en-us/bb963902

Ele é composto por várias abas de categorias. Com ele você pode desmarcar os itens e remarcá-los depois, caso se arrependa.

Mas ainda assim, tome o cuidado de não desmarcar itens à toa, pois vários, “muitos” na verdade, correspondem a componentes essenciais do Windows.

Por meio dele pode-se desativar extensões do Explorer, do logon, do IE, drivers de dispositivos e outros componentes. Ele é muito importante, deveria vir de fábrica com o Windows.

Comentário: é possível desativar também aquele WGA, que exibia notificações em Windows não originais; bastando desmarcar o ponto que carregava o WGA, no processo de logon do Windows, e a seguir deletando os arquivos do WGA do HD.

Tanto o Process Explorer como o AutoRuns são gratuitos e não precisam ser instalados, eles rodam diretamente, sendo muito úteis para fazer parte da mala de ferramentas dos técnicos Windows.

Como fazer o Windows 10 carregar mais rápido no seu computador – Positivo do seu jeito

Independentemente das configurações de hardware do PC, não há quem não queira que o Windows 10 carregue rápido quando ligado. Felizmente, há como fazer o Windows 10 carregar mais rápido adotando alguns truques.

Para isso você precisa partir do princípio que nem todas as informações que são carregadas no início, logo quando o sistema operacional é iniciado, são necessárias. Aprender a customizá-las pode significar ganhar alguns segundos preciosos na hora de sair utilizando o PC.

Nesse artigo listamos cinco dicas que farão com que o seu Windows 10 seja carregado alguns segundos mais rápido.

Como Alterar Os Programas Que Iniciam Com O Windows 10?®GIPHY

1. Desative a inicialização automática de programas

Quantos aplicativos são iniciados no momento que você liga o PC? E, mais importante: quantos desses aplicativos você realmente usa todas as vezes que liga a máquina? Provavelmente, falamos da minoria deles. Rever quais são esses apps e habilitar apenas os essenciais é a primeira medida que você deve tomar.

Para isso, pressione CTRL + ALT + DEL e escolha a opção “Mais detalhes”. Lá dentro, clique na aba “Inicializar”. Agora é só escolher na lista aqueles programas pesados e que não são essenciais e clicar em “Desabilitar”. Na próxima vez que você ligar o PC já sentirá uma boa diferença.

2. Desative os efeitos visuais

Essa é uma dica simples e que não interfere em nada no funcionamento do sistema operacional, mais ajuda a economizar alguns segundos. O Windows 10 conta com alguns efeitos visuais de transição que deixam a usabilidade visualmente mais agradável, mas requerem um tempo de carregamento maior.

Para desabilitar esse recurso clique com o botão direito do mouse no menu Iniciar e escolha “Sistema”. Na janela que será aberta, escolha “Configurações avançadas do sistema”, depois “Opções de desempenho” e, por fim, “Ajustar para obter um melhor desempenho”. Todas as animações especiais da lista serão desmarcadas.

3. Ative a inicialização rápida

Cientes de que o desejo dos consumidores é o de que o sistema operacional inicialize mais rápido, a própria Microsoft incluiu em versões mais recentes do Windows 10 uma função chamada “Inicialização rápida”. Trata-se de uma versão otimizada do SO para quem não quer perder tempo.

Para habilitá-la, clique com o botão direito do mouse no menu Iniciar e escolha “Painel de Controle”. Em seguida, vá em “Sistema e segurança” e clique em “Opções de energia”. Por fim, ative a opção “Ligar a inicialização rápida”. Máquinas mais novas costumam vir com esse recurso habilitado, mas não custa checar.

4. Troque um HD por um SSD

Não há como comparar a velocidade de inicialização do sistema operacional em um HD com um SSD. Esse tipo de dispositivo é muito mais rápido e resulta em melhoria de performance no PC como um todo. Embora eles custem um pouco mais caro, acredite: a diferença compensa.

Se a sua máquina permitir, o ideal é ter ambos instalados. Nesse caso, deixe o SSD, que pode ter menor capacidade, exclusivo para o sistema operacional e para programas de acesso rápido. O restante dos arquivos e programas armazene no HD.

5. Faça uma limpeza completa do sistema

Por último, mas não menos importante, certifique-se de fazer uma limpeza completa de sistema de tempos em tempos. Isso faz com que arquivos de registro de programas já desinstalados deixem de ocupar um espaço precioso no seu disco rígido.

Embora o Windows 10 conte com uma ferramenta para isso, nós recomendamos que você utilize programas específicos para essa finalidade. É o caso do famoso CCleaner, que remove todos os arquivos inúteis e duplicados que existam na sua máquina.

Como adicionar ou remover programas na inicialização do Windows 10

Ao longo das últimas atualizações no Windows, a Microsoft permitiu que os usuários customizassem o sistema operacional de acordo com suas preferências pessoais, possibilitando que cada consumidor moldasse a plataforma à sua maneira.

Uma das opções que exemplificam esse movimento é a não execução automática de programas assim que o software é inicializado. E embora muitas pessoas optem por ter a Área de trabalho mais limpa logo após ligar o computador, a verdade é que alguns usuários ainda preferem que determinadas aplicações apareçam junto com a inicialização do sistema.

Acontece que, agora no Windows 10, habilitar ou desabilitar essa função ficou um pouco mais difícil, já que a Microsoft parece ter tornado padrão a execução excessiva de programas logo quando o Windows é iniciado na sua máquina. Por isso, preparamos um passo a passo que mostra como criar uma lista personalizada de atalhos de aplicativos para abrirem após o sistema ser inicializado.

Os testes foram feitos já com a última atualização do Windows 10, a Fall Creators Update. Se você ainda não a baixou ou tem dúvidas sobre o processo de instalação, basta ler neste link nosso tutorial contendo todas as instruções.

Dito isso, vamos lá. Começaremos ensinando como adicionar os programas na inicialização automática, mas o processo para remoção é o mesmo.

Leia também:  O Que É Apneia Do Sono E Como Tratar?

Passo 1

Na Barra de Tarefas, digite a palavra “executar” no campo de buscas e abra o aplicativo “Executar”, que será exibido no topo da lista. Esse caminho pode ser encurtado pressionando as teclas “Windows + R” no seu teclado.

Passo 2

No campo “Abrir”, insira %AppData%MicrosoftWindowsStart MenuProgramsStartup e clique em “OK”. Uma nova janela será aberta, mas não vamos usá-la agora. Apenas minimize a página.

Passo 3

Selecione os programas que você quer incluir na inicialização rápida. Para isso, clique com o botão direito do mouse sobre eles e depois em “Copiar”. Outra opção é simplesmente selecionar os serviços e pressionar as teclas Ctrl + C.

Passo 4

Volte à janela da pasta minimizada anteriormente e cole o atalho usando o botão direito do mouse e”Colar” ou usando as teclas Ctrl + V.

Passo 5

Agora vamos fazer uma checagem apenas para termos certeza de que os programas vão ser iniciados junto com o sistema. Clique com botão direito do mouse sobre a Barra de Tarefas e vá em “Gerenciador de Tarefas”.

Passo 6

Selecione a aba “Inicializar”. É aqui que você visualiza uma relação de todos os programas e aplicações que iniciam assim que você liga o seu Windows 10. Se quiser remover alguma ferramenta da lista, é só clicar em cima dela e depois em “Desabilitar”.

Windows 10 iniciando pelo modo de segurança

O modo de segurança no Windows 10 é uma maneira especial dele inicializar quando há um problema de sistema crítico que interfere com o seu funcionamento normal.

Assim, existem três opções diferentes do modo de segurança disponíveis:

Modo de segurança

O Modo de Segurança inicia o Windows com os drivers e serviços mínimos absolutos que podem ser iniciados no sistema operacional.

O Modo de Segurança serve para acessar o Windows quando não é possível iniciá-lo normalmente, mas não for necessário o acesso à Internet ou à rede local.

Modo de segurança com rede

O modo de segurança com rede inicia o Windows com o mesmo conjunto de drivers e serviços que o modo de segurança, mas também inclui os necessários para que os serviços de rede funcionem.

Esta opção do modo de segurança é usada com frequência quando o Windows não é iniciado e, além disso, é necessário acessar a Internet para baixar drivers, seguir um guia de solução de problemas e outros usos que precisam da rede.

Modo seguro com prompt de comando

Modo de segurança com prompt de comando é idêntico ao modo de segurança, exceto que o prompt de comando é carregado como a interface de usuário padrão em vez do Explorer.

O modo de segurança com prompt de comando pode ser usado quando se tentou o modo de segurança, mas a barra de tarefas, a tela Iniciar ou a área de trabalho não carregou corretamente.

Outros tipos de modo de segurança

O Modo Seguro é geralmente o termo para iniciar qualquer programa em um modo que usa configurações padrão, com o objetivo de diagnosticar o que pode estar causando problemas. Funciona muito parecido com o modo de segurança.

A ideia é que, quando o programa começar apenas com as configurações padrão, é mais provável que ele inicie sem problemas.

O que normalmente acontece é que, uma vez que o programa começa sem carregar configurações personalizadas, modificações, complementos, extensões, é possível habilitar os recursos um a um. Depois é possível continuar iniciando a aplicação para que se possa encontrar o problema.

Em dispositivos e aplicativos

Alguns smartphones também podem ser iniciados no modo de segurança. Deve-se verificar o manual do telefone, pois geralmente não é óbvio como se fazer. Para alguns se pressiona e se mantem pressionado o botão de menu enquanto o telefone é iniciado ou as teclas de aumentar e diminuir volume. Alguns telefones fazem com que se mantenha pressionada a opção de desligar.

Também é possível usar o Microsoft Outlook no modo de segurança. Assim, fazer isso desativa o Painel de Leitura, as extensões e algumas configurações personalizadas para que se possa solucionar o que está impedindo o Outlook de iniciar normalmente.

O navegador da web Firefox é outro exemplo de um programa que pode ser iniciado no modo de segurança.

 O mesmo vale para o Chrome com seu modo de navegação anônima, e o modo “NoAdd-ons” do Internet Explorer, acessível com o comando Executar do iexplore -extoff .

No Windows – Mais Detalhadamente

Algumas vezes quando se instala um novo aplicativo de software ou adiciona drivers para algum novo hardware, o computador trava. Depois, computador é reiniciado e carrega uma área de trabalho estranha do Windows com as palavras Modo de segurança nos quatro cantos.

Existem várias coisas que acontecem quando o Windows inicializa no Modo de Segurança que diferem de uma inicialização padrão:

O modo de segurança não executa os arquivos autoexec.bat ou config.sys.

A maioria dos drivers de dispositivos não está carregada. Um driver de dispositivo é o software que o Windows usa para interagir com uma peça de hardware, como uma impressora ou um scanner.

Em vez do driver de dispositivo gráfico normal, o Modo de segurança usa o modo gráfico VGA padrão. Este modo é suportado por todas as placas de vídeo compatíveis com o Windows.

O Himem.sys, que normalmente é carregado como parte do script config.sys, é carregado com a opção / testmem: on. Essa opção informa ao computador para testar a memória estendida antes de continuar.

Leia também:  Como Saber Quanto Vale Um Apartamento?

O modo de segurança verifica o arquivo msdos.sys para obter informações sobre onde encontrar o restante dos arquivos do Windows. Se encontrar os arquivos, ele continuará carregando o Windows no modo de segurança com o comando win / d: m. Se não encontrar os arquivos do Windows, ele será executado command.com para abrir um prompt C:.

O Windows inicializa usando um arquivo em lote chamado system.cb, em vez do arquivo system.ini padrão. Este arquivo carrega os drivers de dispositivo virtual (VxDs) que o Windows usa para se comunicar com as partes padrão do computador.

Então, o Windows agora carrega o arquivo system.ini regular, além das configurações win.ini e Registry.

 Ele ignora as seções [Boot] (exceto as linhas de shell e dispositivo) e [386Enh] do system.ini e não carrega ou executa nenhum programa listado no win.ini.

Finalmente, a área de trabalho do Windows carrega em 16 cores e em uma resolução de 640 x 480 com as palavras “Modo de segurança” em cada canto.

Como proceder

O modo de segurança é iniciado automaticamente se o Windows não inicializa na tentativa anterior. Além disso, também é possível invocar o modo de segurança pressionando F5 ou pressionando F8 ou selecionando-o no menu de inicialização.

Se o computador iniciar pelo modo de segurança, em primeiro lugar, deve-se tentar determinar o que mudou no sistema que poderia ter causado falha na inicialização.

Se qualquer tipo de hardware foi adicionado, por meio do Painel de controle, é possível removê-lo e desinstalar o driver de software para esse dispositivo. Em seguida, tenta-se uma reinicialização.

Se o Windows inicializar corretamente, é bem provável de que houve algum tipo de conflito com o dispositivo.

Usa-se este mesmo método se um novo aplicativo foi instalado recentemente. No o Painel de Controle, clica-se em Adicionar / Remover Programas e se remove o software.

Se o problema não é o novo hardware ou software, então é possível que haja um registro corrompido.

Como acessá-lo nas diferentes versões do Windows

Acessar o modo de segurança para o Windows requer o uso de um teclado em funcionamento.

Windows 10

  • Pressionar as teclas Windows + I para abrir Configurações.
  • Selecionar Atualização e Segurança e Recuperação, selecionar a opção Reiniciar agora em Inicialização avançada.
  • Aparecerá um menu com três opções. Selecionar a opção Solução de problemas.
  • Selecionar Opções avançadas, Configurações de inicialização e, em seguida, o botão Reiniciar.
  • Selecionar a opção de segurança apropriada pressionando o número correspondente no teclado.

Método alternativo:

  • Pressionar a tecla Windows e a tecla R juntas para acessar a opção Executar.
  • Digitar msconfig no campo Abrir.
  • Na janela Configuração do sistema, clicar na guia Inicialização.
  • No canto inferior esquerdo, na seção Opções de inicialização, marcar a caixa Inicialização segura.
  • Selecionar a opção Mínimo, depois Aplicar e depois o OK.
  • Reiniciar o computador e ele deverá ser inicializado no modo de segurança.

Usando a opção acima para acessar o Modo de segurança, é preciso seguir as mesmas etapas e desmarcar a opção de inicialização segura quando terminar.

 Caso contrário, seu computador continuará a inicializar automaticamente no Modo de Segurança toda vez que for reiniciado.

Windows 8

  • Pressionar a tecla Windows, digite Alterar opções de inicialização avançadas e pressionar Enter.
  • Na guia Recuperação, selecionar a opção Reiniciar agora em Inicialização avançada.
  • Aparecerá menu com três opções, selecionar Solucionar problemas.
  • Selecionar Opções avançadas, Configurações de inicialização e, em seguida, o botão Reiniciar.
  • Selecionar a opção de modo de segurança apropriada pressionando o número correspondente no teclado.

Método alternativo 1

O método a seguir não funcionará se houver uma unidade de estado sólido (SSD).

  • Quando o computador estiver inicializando, pressionar e manter pressionada a tecla Shift e tocar na tecla F8 repetidamente até que a tela Recuperação apareça.
  • Clicar na opção Ver opções de reparo avançadas na tela Recuperação.
  • Na tela Escolher uma opção, selecionar a opção Solução de problemas.
  • Selecionar Opções avançadas e, em seguida, Configurações de inicialização do Windows.
  • Na tela Configurações do Windows, clicar na opção Reiniciar.

Se houver problemas para acessar a tela de recuperação na etapa 1 acima, talvez seja necessário tentar várias vezes, com várias reinicializações do computador.

Quando o computador for reiniciado, aparecerá a tela Escolher opções avançadas padrão, semelhante ao exemplo abaixo. Depois, usar as teclas de seta para mover para o Modo de segurança e pressionar Enter.

Escolha Opções avançadas para: Microsoft Windows 8 (usar as teclas de seta para escolher)

  • Reparar seu computador
  • Modo de segurança do modo de segurança com rede com prompt de comando
  • Ativar registro de inicialização
  • Ativar vídeo de baixa resolução
  • Modo de depuração
  • Desativar reinicialização automática na falha do sistema
  • Desativar a aplicação de assinatura de driver
  • Desativar o driver de inicialização
  • Inicie o Windows normalmente

Método alternativo 2

  • Pressionar a tecla Windows e a tecla R juntas para acessar a opção Executar.
  • Digitar msconfig no campo Abrir.
  • Na janela Configuração do sistema, clicar na guia Inicialização.
  • No canto inferior esquerdo, na seção Opções de inicialização, marcar a caixa Inicialização segura.
  • Selecionar a opção Mínimo, Aplicar e depois  OK.
  • Reiniciar o computador e ele deverá ser inicializado no modo de segurança.

Windows 7

Para entrar no modo de segurança do Windows 7, enquanto o computador está inicializando, manter pressionada a tecla F8, que deve exibir a tela Escolher opções avançadas. Depois, usa-se as teclas de seta para mover para o modo de segurança e se pressiona a tecla Enter.

Em alguns computadores, se for pressionado e se segurar uma tecla enquanto o computador está inicializando, aparecerá uma mensagem de tela emperrada. Se isso ocorrer, toca-se continuamente em F8 na inicialização, em vez de segurar.

Problemas ao entrar no modo de segurança

Se, após várias tentativas, não for possível abrir a tela Menu de opções avançadas do Windows pressionando F8, desligue o computador enquanto ele estiver sendo carregado.

Assim, quando o computador é ligado da próxima vez, o Windows deve perceber que o computador não foi inicializado com sucesso e fornecer a tela do Modo de segurança como a mostrada abaixo.

Conclusão

O Modo de Segurança é extremamente útil para reparos críticos.  Mas via de regra, demanda um conhecimento um pouco mais aprofundado da estrutura do Sistema Operacional para que as correções sejam efetivas.

Caso contrário, o usuário terá em sua frente apenas um Windows com uma tela com baixa resolução. Além disso, haverá poucos recursos disponíveis.

  Mesmo para quem detém certo conhecimento, é recomendada cautela para não agravar ainda mais o problema.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*