Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

A tristeza, assim como a felicidade, fazem parte da nossa existência: não poderia existir uma sem a outra. Todo mundo, pelo menos uma vez na vida, teve ou terá que conviver com alguém que esteja passando por um momento de muita tristeza. E a pergunta que a gente se faz nessa hora é: como ajudar uma pessoa triste?

Algumas pessoas são muito boas em dar conforto àqueles que estão sofrendo. Outras realmente não sabem como se comportar e permanecem quase que paralisadas face à tristeza de uma pessoa querida. Às vezes a pessoa triste sente a necessidade de ficar sozinha, enquanto outras gostariam de ter um pouco de companhia, embora talvez tenham vergonha de pedir ajuda.

A coisa mais importante a se fazer antes de se decidir por ajudar uma pessoa triste é perguntar antes de tudo se a pessoa quer ajuda. Ajudar pode parecer ser uma coisa ótima mas somente será realmente útil quando a outra parte é aberta e disponível a ser ajudada.

O que podemos fazer para cuidar de uma pessoa triste?

Na prática porém é raro que alguém saiba como se comportar perante à tristeza do outro.

Algumas pessoas se deixam envolver tanto pelo sofrimento alheio que acabam caindo em um vale de lágrimas, enquanto outras, no extremo oposto, fingem que nada acontece e que a tristeza alheia é apenas algo passageiro que não lhe diz nada a respeito. Mas, uma vez que a ajuda é bem-vinda, o passo seguinte é saber como ajudar. O que fazer?

John Saddington, um jovem ilustrador de São Francisco publicou em seu site imagens dedicadas às pessoas tristes e àqueles que gostariam de ajudar. Os conselhos fofos, cheios de ternura e com um pitada de humor, nos mostram que, no final, não existem regras precisas para os momentos difíceis da vida. Basta realmente vontade e disposição para ajudar.

Veja agora os 10 conselhos super fofos de John Saddington:

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

Pegue a pessoa triste no colo

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

Coloque-a deitada sobre a coberta

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

Enrole-a na coberta como um sushi

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

Leve o “rolo” para o sofá/cama/qualquer lugar confortável

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

Abrace o “rolo”

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

Coloque o filme preferido da pessoa

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

Dê-lhe algo bom de comer

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

Assegure-se de que o “rolo” esteja bem hidratado porque as lágrimas desidratam

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

Faça o “rolo” feliz

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

  • Não é uma fofura?
  • Se alguém estiver triste, dê-lhe cuidados, atenção, ouvidos, abraços e afagos. Simples assim ????
  • Talvez te interesse ler também:
  • O AMOR ESTÁ NAS COISAS MAIS SIMPLES: 26 ILUSTRAÇÕES PARA NUNCA SE ESQUECER DISSO
  • 10 COISAS A FAZER PARA SE SENTIR GRATIFICADO E FELIZ
  • FELICIDADE: AS 20 MELHORES FRASES PARA MUDAR SUA VISÃO DE SER FELIZ

8 sinais de que você está entrando em depressão e como evitá-los

O questionário não deve ser considerado como um diagnóstico, apenas como uma orientação dos níveis dos sinais. Nesse caso, sempre é recomendado consultar um profissional capacitado para uma avaliação completa.

  • Reconhecer que estamos entrando em depressão é desafiador, já que muitos sintomas dessa doença, tida como uma das mais incapacitantes do mundo pela OMS (Organização Mundial de Saúde) são confundidos com uma persistente tristeza.
  • O autodiagnóstico, entretanto, é um primeiro passo fundamental, já que é a partir dele que compreendemos o quanto necessitamos do apoio dos entes queridos e de orientação psicológica para tratar o distúrbio.
  • Quer saber como descobrir se você está entrando em depressão? Então confira os 9 sinais que separamos para você entender definitivamente tudo por trás dessa doença:

Conhecendo a depressão – Será que estou entrando em depressão?

Só no Brasil, cerca de 17 milhões de pessoas estão com depressão, cuja origem habita em alterações nos neurotransmissores do cérebro (como a serotonina, a noradrenalina e a dopamina), mas também em diferentes situações, tais como:

  • Frustrações (dependência financeira, desemprego desilusões e etc.);
  • Fatores genéticos;
  • Traumas (como acidentes ou o falecimento de um amigo ou familiar);
  • Abuso de substâncias (bebidas alcoólicas, remédios e drogas ilícitas);
  • Efeito colateral de medicamentos.

Tudo isso pode gerar um quadro debilitante e difícil de se livrar sem ajuda. Por isso, aprenda a identificar os sinais de que você está entrando em depressão:

1. Cansaço constante e indisposição frequente

É difícil lidarmos com a própria motivação se a rotina em si é baseada em eventos estressantes, mas a depressão torna até mesmo atividades prazerosas em algo banal.

Com isso, as atividades são substituídas por períodos de inatividade e o isolamento se torna a melhor companhia. Caso não haja uma explicação para essa transformação no comportamento, convém buscar orientação psicológica para compreender a mudança.

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

É importante lembrar que o resultado do questionário não é uma avaliação psicológica. Assim, apenas por esse resultado, não é possível diagnosticar um quadro de ansiedade e depressão.

2. Sensação contínua de tristeza

O que difere a tristeza habitual da depressão, segundo especialistas, são a frequência e a intensidade do sentimento: caso ela persista por mais de 15 dias, sem intervalos, é possível que a melancolia tenha um diagnóstico.

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?Tristeza contínua é um dos sinais da depressão

No entanto, é necessário investigar a origem desse desamparo. Primeiramente, um diálogo aberto com pessoas de confiança pode facilitar a busca por uma explicação, mas o diagnóstico e ajuda psicológica são mais que fundamentais nesse processo.

A mudança de humor, não só a tristeza, mas também aquela irritabilidade constante, onde tudo se torna motivo de aborrecimento e de reações às vezes agressivas pode ser um sinal que merece atenção.

3. Alterações no apetite e no sono

Dormir demais (ou muito pouco) e sentir nenhuma (ou muita fome) são quadros sintomáticos comuns na pessoa deprimida.

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?Alterações bruscas no apetite pode indicar que a pessoa está entrando em depressão

É importante se atentar se existe algum motivo revelador por trás disso — transtornos como a ansiedade, por exemplo, podem alterar a qualidade do apetite e do sono — ou se essas dificuldades surgiram junto aos outros sinais que apontamos aqui.

4. Dores pelo corpo

Além dos sinais psicológicos, a depressão ataca, indiretamente, o corpo, que reflete a angústia generalizada em dores ou disfunções, como:

  • Tensão acumulada nos músculos, ombros e pescoço;
  • Cólica, diarreia ou azia;
  • Pressão no peito;
  • Dores de cabeça.

Por ter relação indireta com a doença, muitos ignoram os sintomas físicos, quando, na verdade, eles podem nos ajudar no diagnóstico.

5. Redução da capacidade de experimentar o prazer

Aos poucos vai sumindo o interesse pelas atividades, inclusive por coisas que a pessoa gostava. Tudo vai se tornando sem gosto, sem prazer, chegando a perda do interesse por qualquer atividade prazerosa, inclusive a atividade sexual. 

6. Isolamento social

Uma luzinha vermelha se acende quando aos poucos você percebe que não tem vontade de participar das reuniões de família, das atividades sociais, do convívio familiar até com as pessoas mais próximas criando uma vida solitária, com contatos sociais cada vez mais restritos.

E uma vida solitária vai se instalando, podendo chegar ao ponto de não sair mais de casa.

7. Falta de concentração e dificuldade de tomar decisões.

Aquela sensação de cabeça vazia, com dificuldade de concentrar-se, de indecisão, de prestar atenção. Às vezes, os próprios pensamentos se tornam confusos dificultando a tomada de decisões diante das situações.

Se torna um sobre-esforço para conseguir dar conta de suas atividades cotidianas e por isso as coisas vão ficando para outra hora, e tudo vai ficando para depois, o que deixa a pessoa ainda mais desanimada.  

8. Sentimentos de culpa e perda da autoestima

Outro sinal de alerta da depressão é aquela vozinha negativa sobre você mesmo, de se sentir menos importante, de se sentir incapaz e inútil.

Aquela sensação de que a “vida está sem sentido”, de que ninguém se importa com você ou de se sentir um “peso na vida dos outros” e de que tudo que “dá errado é por sua culpa”.

Como é feito o diagnóstico

Existem dezenas de sintomas que ajudam a reconhecer a doença, mas, em geral, especialistas apontam que o quadro depressivo é melhor identificado quando há a presença de pelo menos 5 deles — sendo que nem sempre todos os sinais se revelam.

Por exemplo: nem todos sofrerão de azia, como um sintoma relacionado à depressão.

É por isso que o autoconhecimento é crucial para saber se estamos entrando em depressão. Identificar a súbita mudança comportamental é significativo para buscar ajuda. Nesse processo, o auxílio de um psicólogo é muito importante para a descoberta e a prescrição de um tratamento adequado.

Não seja refém das emoções

Aprender a se conhecer, a perceber os gatilhos mentais que causam essas mudanças no próprio comportamento é um processo importante para que a pessoa não seja refém de suas próprias emoções, mas aprenda a lidar e enfrentar os desafios cotidianos de forma assertiva, além de conseguir identificar mais rapidamente se está entrando em depressão.   

Vale ressaltar que ignorar os sintomas — e a doença em si — não vai fazê-los desaparecer. Pelo contrário: há grandes chances de agravar o quadro, levando a problemas graves, como a depressão crônica e o aprofundamento da tristeza – que por sua vez pode aumentar o desamparo, desenvolver pensamentos mórbidos e levar até mesmo ao suicídio.

Depressão pode acontecer com qualquer pessoa

Embora exista fatores de risco determinantes, a depressão pode acometer qualquer pessoa em qualquer idade, e por isso você não deve ter nenhum receio para se sentir culpado e não buscar ajuda caso perceba esses sintomas.

Prevenir é cuidar da saúde mental

  1. Importante saber que a depressão é uma doença que tem cura como qualquer doença, a prevenção ainda é o melhor remédio.
  2. Quando diagnosticada e acompanhada de forma correta evita-se inúmeros prejuízos decorrentes da condição incapacitante que o transtorno depressivo pode trazer a própria pessoa e ao seu convívio social.
  3. O cuidado com a saúde mental é fundamental nesse processo de prevenção da depressão.
  4. Se você acha que está entrando em depressão, ou percebe que pessoas do seu círculo familiar apresenta esses sintomas, converse com um psicólogo. 
  5. O atendimento psicológico online pode te ajudar.
Leia também:  Se Pretender Ultrapassar O Veículo Que Circula À Minha Frente, Como Devo Efectuar A Manobra?

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste? Ana Vilma Fernandes MoreiraSentir-se escutado e compreendido profundamente é uma necessidade do ser humano.Recorrer a um profissional que nos ajude a nos escutar e nos compreender é um investimento em nossa própria saúde mental, física e psicológica. É nesta perspectiva que a psicóloga Ana Vilma Fernandes Moreira, CRP 04/31454 trabalha, acreditando no potencial de superação que cada ser humano carrega dentro de si. Acolhimento, respeito, consideração positiva incondicional, escuta empática, ética e sigilo profissional são pilares que orientam o seu trabalho para ajudar as pessoas no seus momentos de dificuldades e buscas de crescimento pessoal. Ana Vilma Fernandes Moreira atua com atendimento individual de crianças, adolescentes, adultos e idosos e também terapia em grupo. Ministra palestras e orientação de pais em escolas. Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

12 formas de combater a tristeza antes de se tornar doença

17 de maio de 2018

  |  Tempo de leitura: 11 minutos

A tristeza faz parte das seis emoções básicas que todos os seres humanos têm, sendo as outras: medo, felicidade, repulsa, surpresa e raiva. Estar triste é caracterizado por ter baixa autoestima, sentimentos de solidão, culpa, cansaço, angústia ou dor.

Este sentimento pode ser a resposta para eventos desagradáveis, decepções, morte de alguém próximo, separação, raiva em relação a alguma pessoa, entre outros. Da mesma forma, é possível se sentir triste sem nenhum motivo aparente.

Todos experimentam uma sensação de melancolia em algum momento de suas vidas. Estudos mostram que a tristeza dura mais do que muitas outras emoções, porque tendemos a gastar mais tempo pensando nisso.

Entretanto, ruminar, ou repassar nossos pensamentos e sentimentos tristes de novo e de novo, pode levar à depressão e evitar que você supere a tristeza. A notícia boa é que existem várias coisas que você pode fazer para se ajudar nos tempos difíceis. Aqui estão algumas delas.

1. Reconheça seus sentimentos de tristeza

A tristeza profunda muitas vezes pode se manifestar quando os sentimentos não estão sendo enfrentados, reconhecidos e gerenciados. Contudo, é importante lembrar que não há problema em se sentir triste, irritado e confuso. Essas são todas emoções que acompanham a vivência.

Da mesma forma, também é importante encontrar saídas e maneiras de lidar com esses sentimentos, para que você não potencialize essas emoções, o que pode ser prejudicial à sua saúde mental.

Reconhecer seus sentimentos e emoções significa dedicar tempo para estar atento a eles, validá-los e libertá-los. Há um velho ditado que diz que “curar é sentir”. Ou seja, procure compreender as causas das aflições.

Quando existem causas e elas podem ser resolvidas, manter a calma é a melhor saída. Quando não existem causas ou elas não podem ser resolvidas, é possível eliminar os motivos para se agarrar aos sentimentos negativos. Assim, de nenhuma forma eles serão benéficos para o seu bem-estar.

>> Procurando Psicólogos em Curitiba? Agende hoje uma consulta!

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

2. Lembre-se constantemente de seu valor

Lembre-se de seu valor próprio. Ou seja, você importa. Isso pode ser algo que você precisará repetir para si mesmo todos os dias. Independentemente de quaisquer mensagens negativas que você possa receber da sociedade, de pessoas próximas e de si mesmo sobre como viver a vida, você tem valor.

Você existe, você está aqui e esta é a sua vida. Assim, ofereça essa oportunidade para uma avaliação rápida de si mesmo, de quem você é e do que você traz para o mundo. Da mesma forma, tente fazer listas das suas qualidades que você valoriza.

Destaque as habilidades especiais que você tem, coisas das quais você se orgulha, realizações pequenas e grandes, e assim por diante. Assim, mantenha esta lista em mãos para que, se você começar a sentir que está sendo engolido pela tristeza, consiga se lembrar sempre.

>> Ego: saiba como ele influencia seu comportamento e sucesso

3. Volte sua fala para sentimentos positivos

Certamente, tome mais cuidado com sua linguagem. A linguagem é um símbolo de como nos sentimos e nos vemos. As palavras podem percorrer um longo caminho para manter uma identidade resiliente. Em vez de se referir a si mesmo como alguém quebrado, inútil, solitário ou indefeso, pode fazer uma grande diferença mudar sua escolha de palavras.

Da mesma forma, usar palavras diferentes e substituir a linguagem negativa por uma conversa interna positiva pode ajudar a construir uma identidade resiliente que possa lidar efetivamente com a sensação de stress, tristeza e ansiedade.

Semelhantemente, pratique todos os dias para se concentrar como você fala sobre si mesmo. Por exemplo, quando alguém lhe pergunta como você está se sentindo, sua primeira resposta pode ser: “terrível”.

Mesmo que haja um núcleo de verdade para essa afirmação, tente reformulá-la em termos que reconheçam algo positivo sobre você, como: “hoje foi um dia bastante desafiador, mas estou trabalhando nisso e estou feliz por ter saído da cama.”

4. Se alimente bem

Você sabia que alguns alimentos possuem propriedades antidepressivas graças ao seu conteúdo nutricional? Os ácidos graxos, vitaminas e minerais que eles contêm ajudam a regular naturalmente o sistema nervoso. É importante comê-los regularmente, pois certas deficiências nutricionais estão associadas à tristeza e depressão.

Você pode incluir os seguintes alimentos em sua dieta diária:

  • Vegetais de folhas verdes;
  • Aveia;
  • Legumes: grão de bico e feijão preto;
  • Nozes: nozes, amêndoas e pinhões;
  • Sementes de girassol e linho;
  • Abacate;
  • Tangerinas;
  • Castanhas;
  • Sardinhas;
  • Ovos.

5. Movimente-se todos os dias

O exercício não só ajuda você a ficar em forma, perder peso e ganhar músculos. Ele é fundamental para o bom humor, especialmente para pessoas com rotinas realmente sedentárias. Após exercícios de média intensidade, o corpo secreta serotonina, endorfinas e dopaminas, neurotransmissores responsáveis por sentimentos de alegria e bem-estar.

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

Encontre uma atividade que lhe traga prazer e vença aos poucos a vontade de ficar em casa. Crie pequenos gatilhos que facilitem a realização dessa atividade, como deixar a roupa pronta no dia anterior ou convidar alguém para praticá-la com você.

6. Faça o que você ama

É importante continuar fazendo as coisas que você ama, mesmo em face de uma tristeza crônica. Manter a normalidade fazendo atividades e projetos que te fazem feliz pode agir como um amortecedor contra a depressão.

Se você gosta de tirar fotos, pintar, cozinhar, ler, ouvir música, tocar um instrumento, correr ou qualquer outra atividade, reserve um tempo para fazer as coisas que te fazem feliz e te dão prazer. Você também pode experimentar novas atividades nas quais sempre quis participar. Ultrapasse os impeditivos iniciais e aproveite seu tempo de ócio sem culpa.

7. Pratique a meditação

Envolva-se em práticas de mindfulness. Os exercícios de atenção plena são formas de prestar atenção ao momento presente, a fim de ajudar as pessoas a ajustarem o modo como pensam e sentem suas experiências. A atenção plena ajuda as pessoas a administrar e reduzir o estresse e a ansiedade, utilizando técnicas como meditação, respiração e ioga.

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

A meditação é especialmente útil porque não requer nenhuma habilidade ou esforço físico especial e porque é possível fazer isso em qualquer lugar e por quanto tempo quiser. Ou seja, mesmo apenas 10 minutos por dia, é possível reduzir significativamente a tristeza.

Encontre um assento confortável em um local silencioso. Então, coloque as mãos em uma posição confortável, feche os olhos e concentre-se na respiração. Concentre-se em estar presente e relaxado em seu corpo e observe cada respiração passando por todo o corpo.

Trabalhe em notar como sua mente passa por pensamentos negativos ou estressantes, assistindo como um espectador. Se você encontrar sua mente vagando, concentre-se em contar suas inspirações e exalações. Assim, tente meditar logo depois de acordar ou relaxar antes de dormir e você já verá os efeitos positivos no seu humor.

8. Encontre refúgio na natureza

A vida em ambientes urbanos nos removeu da natureza, que tem efeitos de equilíbrio no corpo humano. O contato com o solo ou o mar, os raios do sol, o cheiro da chuva, as cores das montanhas etc. Ou seja, todos eles proporcionam uma sensação de serenidade e harmonia que todos os seres precisam para o equilíbrio.

Se conectar com a natureza constantemente é indispensável para combater a tristeza e recarregar sua energia. Você pode fazer isso ao trazer plantas para a sua casa, harmonizando o ambiente, ao caminhar pela praça da cidade todos os dias ou ao fazer passeios para locais mais próximos da natureza nos fins de semana.

9. Acredite no poder das cores

As cores que vestimos e nos envolvemos desempenham um papel terapêutico para o corpo. De fato, ao escolher uma cor, fazemos isso com base em nossos humores. Evite tons escuros, pretos, marrons e outros quando estiver se sentindo triste. Prefira cores como:

  • Verde, transmite muito equilíbrio, produzindo os efeitos de estar em meio a natureza.
  • Violeta, é espiritual e relaxante, melhor para estados meditativos.
  • Azul, é uma cor muito relaxante, auxiliando em situações em que o humor deprimido é causado pelo estresse.
  • Laranja, é uma cor cheia de energia para dar um impulso de alegria e vitalidade, além de estimular a criatividade.
  • Vermelho, transmite energia e paixão
Leia também:  Como Fazer Com Que O Teste De Gravidez De Positivo?

10. Aceite o suporte de sua família e amigos

Encontre conforto nas conexões que você possui. Estar perto de outras pessoas que te fazem feliz tem um efeito positivo em como você enfrenta sua condição. A tristeza muitas vezes pode resultar em sentir-se solitário, por isso é importante gastar tempo com as pessoas que você ama. Deixe-os saber que o apoio deles significa muito para você.

A princípio, você pode achar difícil contar a seus amigos próximos e familiares sobre o que está acontecendo, especialmente quando não consegue encontrar o motivo. Entretanto, ao invés de pensar que você é um incômodo, procure se manter disponível.

Ter um sistema de apoio concreto, que seja compassivo e de sua confiança, ajudará a reduzir sentimentos de estresse, isolamento, desamparo e a te tornar resiliente para não cair na depressão.

11. Considere fazer terapia

Buscar uma terapia pode ser muito útil em sentimentos de tristeza profunda. É um ato corajoso procurar ajuda se você se sentir oprimido por suas emoções, não puder controlar seu humor ou não tiver motivação para cuidar de si mesmo. Sentimentos de desesperança, tristeza, raiva e desespero podem levar a graves doenças mentais.

Quanto antes você procurar ajuda profissional, melhor.  Realizar sessões de psicoterapia, seja um psicólogo ou psiquiatra pode aumentar seus sentimentos de segurança e capacitação. Existem várias alternativas terapêuticas, incluindo a terapia cognitiva-comportamental e a psicoterapia. Você pode encontrar profissionais especializados online ou presenciais na Vittude acessando aqui!

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

12. Seja grato e compassivo

Um dos melhores conselhos para superar a tristeza e a melancolia consiste em tentar ser uma pessoa melhor, dar mais do que receber e expressar sua gratidão a todos. Esforçar-se para ser um pouco melhor para o outro a cada dia o cercará de positividade e fará com que você se sinta melhor consigo mesmo.

Um dos aspectos mais poderosos da construção de uma identidade resiliente é viver em gratidão. Encontre pequenos momentos ou coisas para agradecer por todos os dias da sua vida, mesmo nos dias mais sombrios. Pode ser um desafio, mas encontrar gratidão te ajuda a perceber a plenitude de sua vida e todos os aspectos positivos do sofrimento.

Considere manter um diário de gratidão em que você pode escrever sobre tudo o que é grato. O lembrete visual pode ajudar a enxergar todas as grandes coisas em sua vida que muitas vezes parecem pequenas ou básicas, mas na verdade realmente fazem dela incrível.

>> Leia também: Sexólogo Online: quando procurar este profissional

Como reconhecer a depressão vinda da tristeza

A depressão é uma reação muito comum a sensações intensas de tristeza, sejam elas justificadas ou não. Os sintomas da depressão incluem:

Pode ser muito difícil dizer a diferença entre a tristeza e a depressão clínica. Pessoas que estão sofrendo podem sentir todos esses sintomas e não reconhecer como depressão. Nesses casos, procurar um profissional para compreender melhor seus sentimentos e tratá-los antes que se agravem é a melhor saída.

Finalmente, gostou do texto? Então que tal assinar nossa newsletter e acompanhar nossas matérias?

Outros artigos que podem interessar:

  • 10 dicas para se tornar uma pessoa mais resiliente 
  • Tripofobia: o medo excessivo de padrões geométricos
  • Assertividade: 11 dicas para ser mais assertivo
  • Nomofobia: o vício em celular pode prejudicar sua saúde
  • * Artigo atualizado em 06/05/2019

Tatiana Pimenta

CEO e Fundadora da Vittude. É apaixonada por psicologia e comportamento humano, sendo grande estudiosa de temas como Psicologia Positiva e os impactos da felicidade na saúde física e mental.

Cursou The Science of Happiness pela University of California, Berkeley. É maratonista e praticante de Mindfulness. Encontrou na corrida de rua e na meditação fontes de disciplina, foco, felicidade e produtividade.

Você também pode me seguir no Instagram @tatianaacpimenta

Blog: Como animar um amigo que está triste ou decepcionado? | Sociedade Brasileira de Inteligência Emocional

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?© Depositphotos.com / ArturVerkhovetskiyPara animar um amigo que está passando por um período difícil, é imprescindível escutá-lo para tentar entender a situação e ajudá-lo da melhor forma possível.

Muitos fatores podem desencadear a tristeza e o desapontamento: crises profissionais, traumas, términos de relacionamento, transformações bruscas na rotina, desafios não superados e baixa autoestima. Alguns indivíduos apresentam uma dificuldade maior ao ter que lidar com momentos difíceis e seguir em frente após sofrer com uma decepção.

Para animar um amigo que está passando por um período difícil, é fundamental ter uma atitude disponível, estar atento ao que ele tem a dizer sobre esse período e evitar julga-lo. Confira algumas maneiras para ajudar seu amigo a atravessar uma fase difícil:

Dicas para animar um amigo que está triste

Escute

É importante que seu amigo saiba que ele pode desabafar com você e se sinta confortável para falar sobre suas dores. Evite ao máximo fazer julgamentos e ajude-o a refletir sobre o problema por outro ângulo, incentivando-o a encontrar possíveis maneiras de solucionar a questão.

Abrace

Você sabia que um abraço pode liberar as mesmas substâncias que o organismo produz quando comemos chocolate ou fazemos exercícios físicos? Abraçar libera oxitocina (o hormônio do amor e da felicidade), reduz os níveis de cortisol, relaxa os músculos e libera dopamina. Confie no poder da terapia do abraço e faça com que seu amigo se sinta mais protegido e seguro.

Estimule exercícios físicos

Praticar exercícios físicos é um hábito que costuma estar presente na vida de pessoas felizes. Isso acontece por conta das respostas hormonais geradas pelo esforço físico, que liberam neurotransmissores que trabalham no cérebro.

Praticar esportes é fundamental para a qualidade de vida e a sensação de bem-estar. Portanto, tire seu amigo do sofá e leve-o para jogar uma partida de tênis, correr no parque ou andar de bicicleta por aí. Esta é uma ótima maneira de compartilhar momentos divertidos, entrar em forma e se distrair.

Faça-o rir

Lembrar de histórias divertidas e contar piadas é uma maneira de entreter a pessoa e fazer com que ela tire um pouco o foco dos problemas. Tenha uma atitude positiva: isso vai contagiar seu amigo e ajudá-lo a mudar de frequência.

Reforce as características positivas do indivíduo

Fale com seu amigo sobre suas habilidades e potenciais, destacando como a amizade de vocês é importante e especial. Reforce as conquistas individuais e ajude-o a se lembrar dos momentos em que foi capaz de superar dificuldades e obstáculos.

Fique atento

É importante prestar atenção e perceber se a tristeza do seu amigo é pontual ou se ela pode ser um dos sintomas da depressão. Caso o problema seja grave, é importante incentivar seu amigo a procurar ajuda médica e iniciar um tratamento adequado, especialmente se o momento está trazendo prejuízos à saúde da pessoa.

Incentive o desenvolvimento da Inteligência Emocional

O Método LOTUS já auxiliou centenas de pessoas que entraram em contato com suas emoções e, assim, encontraram forças para recomeçar e redescobrir a alegria de viver. Se você tem um amigo que está passando por um momento delicado, incentive-o a desenvolver sua Inteligência Emocional para que ele possa entender suas crenças limitantes e padrões prejudiciais que atrapalham a felicidade.

Como Animar uma Pessoa Que Está Se Sentindo Para Baixo

Home > Blog > Como Animar uma Pessoa Que Está Se Sentindo Para Baixo

Quando gostamos muito de uma pessoa, partilhamos de suas dores e alegrias, torcemos por sua felicidade e fazemos o possível para lhe ver bem.

Dessa maneira, ao ver alguém que se gosta triste, é natural querer ajudar, porém, nessas situações, é comum também se sentir em dúvida sobre como agir, o que dizer, principalmente quando se trata de algo mais delicado.

Se está passando por isso e deseja saber como animar uma pessoa que está enfrentando problemas em sua vida, é só continuar acompanhando o artigo.

10 Sugestões de Como Animar uma Pessoa Querida Que Está Triste

Existem diversas situações que podem deixar uma pessoa triste, como, por exemplo, a perda de um ente querido, uma demissão, o fim de um relacionamento, um caso de doença na família, um problema de ordem emocional, entre tantas outras. Se deseja animar alguém e ajudá-lo de alguma maneira a se sentir melhor, as dicas a seguir irão te ajudar.

1 – Escute a Pessoa na Essência

A primeira coisa que pode ajudar uma pessoa que está triste a se sentir melhor é ouvir o que ela tem a dizer.

Afinal, falar sobre o que está sentindo ajuda a aliviar o peso do problema, além de permitir que se obtenha uma nova visão dele.

Nesse sentido, incentive o seu ente querido a se abrir e ouça-o com toda a sua atenção, para que ele se sinta verdadeiramente acolhido e veja que não está só.

Quer ajuda para se livrar dos pensamentos tóxicos?
Clique aqui e acesse meu desafio “Detox da Mente”!

2 – Dê um Abraço Forte Sem Dizer Nada

Em muitos casos, um abraço é uma das melhores coisa que você pode fazer por uma pessoa que está sofrendo.

Isso porque, quando nos unimos através desse gesto, há uma grande troca de energias, permitindo que você expresse todos os seus desejos de que aquela dor passe.

Como bem diz a bela canção da banda Jota Quest, o melhor lugar do mundo é dentro de um abraço, e isso vale para qualquer situação.

3 – Convide-a Para um Passeio Divertido

O luto é uma fase que faz parte do processo de recuperação de uma perda, porém, isso não significa que uma pessoa deve se entregar completamente a ele.

Leia também:  Poder Que Tem Como Objetivo Governar O Povo?

Desse modo, uma forma muito positiva de ajudar alguém que esteja se sentindo para baixo é fazendo um convite para um passeio divertido, como ir ao cinema, fazer um lanche ou ir a um encontro de amigos.

Independente da opção escolhida, o importante é que seja um programa leve e agradável.

4 – Converse Sobre Assuntos Leves

Conversar é sempre muito bom para alguém que esteja passando por uma situação delicada, seja para desabafar ou para falar sobre temas leves.

Ao perceber que o seu ente querido está muito para baixo, falando apenas de coisas negativas, procure mudar o foco, introduzindo assuntos positivos que façam parte dos interesses dele.

Assim, estará atuando como um bálsamo, levando suavidade e mostrando que existem outros horizontes a serem explorados.

Você é feliz?

Como Ajudar Alguem Que Esta Triste?

5 – Faça-a Lembrar de Suas Qualidades

Quando uma pessoa está se sentindo para baixo por conta de qualquer tipo de problema, é natural que ela se veja como alguém inferior e que não merece ser feliz.

Nesse caso, é importante que mostre exatamente o contrário, exaltando suas qualidades.

Refresque a memória dela falando sobre suas conquistas, mostrando que é, sim, digna de felicidade e que essa é apenas uma fase que irá passar e torná-la ainda mais forte.

6 – Chame-a Para Realizar uma Atividade Física

É natural que uma pessoa que esteja atravessando um problema se sinta desanimada, principalmente para realizar uma atividade física, contudo, se exercitar irá fazer com que ela se sinta muito bem.

Nesse caso, insista, fale que ela poderá ir embora caso não goste. O exercício em questão pode ser algo que já tenham o costume de realizar ou mesmo uma caminhada ou corrida pelo bairro.

O importante é movimentar o corpo, oxigenar a mente e liberar endorfina para se sentir melhor.

7 – Mostre uma Visão Otimista das Coisas

Uma pessoa triste tende a entrar em um círculo de negatividade, que a leva a enxergar tudo de forma ruim. E uma ótima maneira de ajudar alguém a colocar um ponto final nisso é mostrando uma visão otimista das coisas. Desse modo, mostre a quantidade de motivos que ele tem para agradecer e fale sobre como os problemas têm o seu lado bom, pois trazem aprendizado e fortalecimento.

8 – Dê Conselhos Se Ela Pedir

Muitos, quando veem alguém próximo passando por problemas, vão logo dar conselhos e dizerem o que acham que deveria ser feito. Porém, nem sempre isso ajuda, já que cada um tem o seu tempo e sua forma de enxergar as coisas.

Por isso, deixe para dar conselhos apenas quando forem pedidos e, antes de mais nada, tenha empatia e se coloque no lugar daquele amigo ou familiar, para que o incentive a fazer coisas que estejam ao alcance dele e que realmente possam ajudar.

9 – Deixe os Julgamentos de Lado

Independente do que for fazer para animar a pessoa que está se sentindo para baixo, deixe os julgamentos de lado, pois assim conseguirá realmente ajudar de coração aberto, sem apontar erros e fazer com que ela se sinta ainda pior. Tenha sempre em mente que cada indivíduo tem os seus valores, o seu tempo e a sua forma de enxergar o mundo, então, não dá para medir a vida dos outros pela sua régua.

10 – Incentive-a a Procurar Ajuda Profissional

Dependendo da situação, pode acontecer de a pessoa não reagir e se afundar cada vez mais na tristeza.

Nesse caso, é muito importante incentivá-la a procurar ajuda profissional, para que um médico faça os exames necessários e verifique se ela está apresentando algum problema de ordem emocional.

É bastante comum que pessoas que estejam passando por isso se recusem a procurar ajuda, se for esse o caso, insista, acompanhe-a na consulta e mostre que esse é um passo fundamental para que ela se recupere e volte a se sentir bem.

Ajudar uma pessoa que está passando por uma situação delicada é um gesto nobre e uma grande demonstração de empatia, humanidade e amor ao próximo. Faça isso e passe o exemplo adiante!

Copyright: 1100199110 – https://www.shutterstock.com/pt/g/fizkes

*Esse conteúdo não é fonte para veículos jornalísticos ou matérias para imprensa, para utilização ou referência por favor entre em contato conosco.

Como ajudar uma pessoa deprimida

A depressão é um transtorno complicado, mas tratável. Muitas pessoas, de todas as idades e em todos os âmbitos da vida, podem sofrer com ela, causando dor não somente nos que são diagnosticados com a doença, mas afetando também aqueles que estão ao redor delas.

Às vezes, quando um amigo ou familiar está deprimido, experimentam-se diferentes emoções difíceis de suportar, como impotência, frustração, raiva, medo, culpa, tristeza, etc.

Esses sentimentos são normais e senti-los não significa que não possamos ou queiramos ajudar nosso amigo ou familiar.

Assim, se quisermos somar e realmente prestar uma ajuda eficaz, não é bom que descuidemos do cuidado com nós mesmos.

Ao princípio, para ajudar alguém a superar a depressão, é preciso aprender como funciona a depressão e em que termos e formas devemos tratá-la, sem esquecer da nossa própria saúde mental. Isso é fundamental para manter um cuidado efetivo ao longo do tempo, e para que não paguemos um preço muito alto pela nossa ajuda.

Leve em conta que a depressão é uma doença grave que precisa de tratamento e atenção profissional. Seu papel, se quiser ajudar alguém com depressão, não é curá-lo, mas apoiá-lo para que consiga superar seu estado.

Como falar sobre a depressão

Às vezes é difícil saber o que falar quando estamos com alguém que sofre da doença. Em todo o caso, é mais importante escutar do que dar conselhos.

Assim, o simples fato de falar com alguém já pode ser uma grande ajuda. Incentivara pessoa a falar de seus sentimentos e estar disposto a escutá-la sem julgar provavelmente será muito bom para ela.

 Escutando, dizemos à pessoa que estamos abertos e dispostos, que é a sua versão da história que nos importa.

As pessoas deprimidas tendem a se isolar dos demais e, até mesmo, a desconfiar; por isso você terá que renovar continuamente as demonstrações de disposição se quiser que ela fale com você.

 Para iniciar uma conversa, você pode começar dizendo a ela que está preocupado ou que percebeu que ela mudou, e que gostaria de saber como ela está.

Mas, lembre-se de que esta é uma forma de iniciar uma conversa que deve ser feita com bastante tato, pois não queremos que a pessoa deprimida se sinta culpada por nos preocuparmos. 

Quando ela quiser falar (algo a que temos que estar dispostos, mas não forçar), você pode perguntar-lhe pelo momento em que começou a se sentir assim, o que aconteceu para que ela começasse a se sentir daquela maneira e como você pode ajudá-la. E, principalmente, anime-a a buscar a ajuda de um profissional, se ainda não o tiver feito. Você precisa ser muito delicado nesse ponto, pois nem todo mundo está disposto a fazê-lo.

Para que ela se sinta apoiada, diga que você está com ela e que ela pode contar com você, que é possível superar este estado. Lembre-a de que você se preocupa com ela, que você gosta dela e que, mesmo que você não entenda como ela se sente, nem o por quê, você está disposto a ajudá-la, pois o que importa é que ela se sinta bem.

Também há frases que não devem ser ditas, então é fundamental que mantenhamos nosso controle emocional.

 Não diga que tudo isso é fruto da sua cabeça e que todos nós passamos por isso em algum momento de nossas vidas, muito menos tente convencê-la de que ela aprenderá algo com isso.

 Também não tente convencê-la de que sua vida é boa, nem exija responsabilidade com perguntas do tipo, “E tudo o que está acontecendo comigo? Será que eu não me importo?!” Isso somente irá piorar a situação.

Cuide de si mesmo enquanto ajuda uma pessoa deprimida

Há um impulso natural de querer solucionar os problemas das pessoas que amamos, mas não podemos controlar a depressão de uma pessoa querida.

Por isso, se não cuidarmos do nosso próprio estado emocional, não poderemos ajudar o outro. Cuidar da sua própria saúde e da sua felicidade é fundamental para conseguir ajudar alguém que está deprimido.

Portanto, você deve atender as suas próprias necessidades antes das do outro, para poder ser útil.

Para isso, é importante que você fale sobre si mesmo com o outro e que não reprima sua emoções. Não se trata de fazer o outro se sentir culpado nem de exigir responsabilidades; trata-se de criar uma comunicação honesta, que ajude a estabelecer uma relação a longo prazo e que permita, também, ser mais sensível.

Também é importante estabelecer limites para que a sua própria saúde mental e sua vida pessoal não sejam afetadas. Estabeleça limites claros para evitar o desgaste e o ressentimento. Não se trata de ser o terapeuta do outro.

Outro aspecto importante que não podemos esquecer é manter nossa própria vida. Apesar de ser preciso fazer mudanças na rotina, é necessário seguir em frente, cada um com sua própria vida.

Por último, é preciso buscar apoio emocional, alguém com quem falar sobre o que você sente durante o processo de ajuda ao próximo, sem sentir que você está traindo a pessoa deprimida. É necessário externalizar os sentimentos, nunca reprimi-los. Para evitar ferir a pessoa que queremos ajudar, também precisamos de ajuda.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*