Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

Cá estamos novamente, buscando mais do que saber, afiados na reflexão, na caça do entendimento, o lugar onde galhofa e sabedoria se unem, nossa querida coluna quinzenal está de volta para falar, como de costume, sobre os mistérios da imagem masculina. 

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

“Humanos tem consciência”.  Pois é, muitos animais também têm , campeão.  “Os animais só agem por instinto, belo”.  Na trave, mais uma máxima que não é verdade.  “Nós vamos para o céu” ou “os animais são puros”.

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

Calma lá. Por enquanto, vamos resistir às questões filosóficas (elas não seriam úteis para o rumo que este nobre texto pretende seguir).  Nas questões terrenas, temos duas respostas recorrentes: 

1. polegar opositor (boa parte dos primatas também o possuem, mas somente o humano o desenvolveu e o utilizou de modo tão especial);

2. Telencéfalo altamente desenvolvido.

Em ambas respostas temos um problema de contexto, pois hoje estamos procurando diferenças que se deem por meio de características únicas que não sejam atribuídas somente à graduações comparativas. Estamos buscando fatores realmente singulares e não estágios diferentes de evolução.

É grande a dificuldade de encontrar a tal característica única dos humanos, isso nos faz pensar que, talvez, a resposta que desejamos não esteja apenas contida em um item, mas sim na somatória de fatores e, mesmo que encontrássemos algo totalmente peculiar, estaríamos aplicando aqui um raciocínio equivalente ao de falar que o marfim do chifre do elefante diferencia ele de todos os outros animais. Embora a afirmação esteja correta, ela só serve para nos mostrar que toda existência é única, que todos os seres têm, de algum modo, alguma particularidade física que os tornam únicos, seja ela um fator ou uma graduação.

Portanto, os otimistas podem dizer que somos únicos, enquanto os pessimistas podem dizer que somos todos iguais em nossas diferenças, mas só os pragmáticos podem falar que estamos bem no meio do caminho, ou seja, não somos o fim, nem o início, mas sim parte da transição de algo ainda inacabado.  E antes que isso se torne uma letra do Zé Ramalho, vamos à finalidade da coisa toda:

Nos entendendo como seres mais evoluídos que as demais espécies na Terra, mas ainda pertencentes à condição de animais.

Com um pouco de atenção, é possível olharmos para nós mesmos e perceber gestos e impressões visuais em comum com os demais animais e, quanto mais entendermos os motivos que os levam a agir desta maneira, mais seremos capazes de aprimorar nossos próprios trejeitos para que nos tragam benefícios em nossas relações interpessoais.

Lembre-se: é nosso caráter animal que nos permite absorver as virtudes e defeitos dos demais bichos, caso contrário, estaríamos aptos a buscar qualidades em árvores, rochas, ondas ou nuvens.

Note que só conseguimos nos projetar onde somos capazes de encontrar semelhança (esta é mais uma das razões que torna a empatia algo tão desejado e até menos altruísta do que o consenso habitual sugere).

E agora, senhores, agora é hora de sedução!

5 dicas na seriedade:

1. Tenha um Pescoço/Trapézio de responsa

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

Um pescoço forte e um trapézio musculoso são características atribuídas a muitos dos grandes predadores mamíferos, inclusive o tigres dentes de sabre tinha mais potência no pescoço do que na mordida.

Esta região do corpo é responsável por boa parte do nosso entendimento visual de força física, não a toa os leões tem a juba nesta área – ao parecerem maiores do que de fato são, podem até poupar-se de conflitos com outros machos e se posicionar melhor na liderança do grupo.

Quer aumentar a sensação visual de força física de maneira mais rápida? Esqueça o tradicional “muque” e comece por estes itens que será tiro e queda.

Ah, lembra aquela vez que você estava demonstrando para o seu amigo como o fulano era fortão, então, o que você fez? Colocou o pescoço para trás e projetou os ombros para frente, aumentando, exatamente, esta parte do corpo! Ah, muleke diabólico!

2. Não fofure se deseja conquistar

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

Não existe dúvida sobre o caráter irresistível que a fofurice exerce sobre as pessoas, mas entenda que está não é uma boa arma no jogo da sedução, a não ser que pretenda seduzir alguém para ser sua mãe postiça. Não por acaso, os animais menores e, principalmente, filhotes, são “fofos”. Eles nos despertam instintos muito fortes de simpatia que inspiram proteção e atenção extra.

Até um grande predador perde sua condição de poder sexual quando está “fofurizado”. Comprove:

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

3. Manere no zóião e na esticada de pescoço

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

Em alguns momentos, quando queremos demonstrar que estamos atentos a uma conversa, abrimos um pouco mais os olhos e projetamos o pescoço em direção a quem está falando. Tenha cuidado com esta atitude, pois pescoços mais longos (ou esticados) remetem mais a caça do que a caçador.

Já os olhos mais abertos podem sinalizar o medo causado por alguma ameaça (o ato de abri-los mais tem por objetivo aumentar o campo de visão para prevenir possíveis ataques ou ameaças).

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

4. Sedução é coisa de pele (meu deus, sempre quis escrever isso)

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

Foi feita uma pesquisa com patos selvagens, em Oslo, e descobriu-se que um dos motivos que as fêmeas escolhiam seus parceiros era a coloração de seus bicos. No caso deles, a cor estava associada a um esperma com mais bactericidas, portanto, com mais possibilidade de gerar uma pato saudável.

No caso do seres humanos, a pele bronzeada é considerada – inclusive com base em pesquisas – mais atraente.

Vemos, nos seres humanos, o fator físico semelhante à lógica do pato, em que o bronzeado permite tornar a pele momentaneamente mais homogênea e corada (embora realize com a mesma eficácia o efeito contrário ao longo do tempo).

Isto faz com que tenhamos a impressão de uma pele mais saudável e vigorosa, ambas qualidades ligadas ao poder de atração.

Não podemos deixar de lado o fator cultural do bronzeado, considerado, na sociedade ocidental, um atestado de sucesso e boa vida (associado constantemente a viagens, uma vida desfrutada ao ar livre e com possível dinheiro para férias em locais paradisíacos).

É importante ressaltar que também já vivenciamos o movimento contrário, onde o trabalho físico era visto como sinônimo de pobreza e as mulheres passavam até pó branco a base de chumbo no rosto, assim se destacavam como sendo alvas e sem necessidade de realizar qualquer tipo de trabalho, além, é claro, de terem um aspecto saudável creditado a pele homogênea (a regra também valia para os homens, mas em grau infinitamente reduzido).

5. Sorria rosnando, fera

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

Sabe aquele sorrido de canto de boca, mostrando um pouquinho os dentes? Pois é, ele tem um poder bem maior do que você imagina. Sua derivação selvagem é o rosnado, uma espécie de aviso que o animal emite ao estar sendo incomodado. Trata-se de uma demonstração contida de força e agressividade e, por isso, os sorrisos derivados do rosnado costumam ser tão sensuais e ao mesmo tempo ter um aura de mistério sobre o que vai acontecer em seguida.

Perceba também que, normalmente, esta expressão vem acompanhada de olhos semi-cerrados, característica tradicional de ataque, em que o campo de visão não precisa ser tão amplo, pois a proximidade do alvo é maior, então ele pode quase fechá-los para focar mais e, ao mesmo tempo, se proteger.

Veja abaixo dois ícones que ajudaram a consagram ainda mais este gesto e reflita como ele tem a ver com a personalidade de ambos:

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

7 dicas da galhofa:

1. Chifres são úteis

Vendo assim, de primeira, pode parecer apenas um fardo vistoso, mas é somente quando estamos maduros que iremos entender a necessidade de um par de chifres. Quanto antes tiverem nascido melhor, o tempo se encarregará de mudar seu status, de enfeite, para poder de resistência. Quem passou pela vida sem ganhar ao menos um par, ou não viveu ou então decidiu-se pelo celibato.

Leia também:  Como Se Joga O Jogo Quem É Quem?

2. Saiba quem você deseja atrair

Esse galo polonês deixa a galinha de lá louca de desejo e nos ensina que, se estivermos bem aprumados, sempre atrairemos alguém. Porém, é bom lembrar que o galo polonês só atrai as galinhas polonesas. Tenha em mente que o mesmo acontecerá com você.

Não existem galos universais, irmão.

3. Chame atenção da maneira correta

É sabido que o primeiro passo da batalha da conquista é se fazer notar.

Já diria Brown, quem não é visto não é lembrado, mas como você pôde observar aqui, utilizar-se de meios artificiais (ainda mais os que você não tem pleno domínio) também não será uma boa ideia.

Portanto, domine as ferramentas, afinal, a rosa que encanta é também a que espeta (essa eu sempre quis dizer também, valeu vida). E lembre-se, chamar atenção não tem nada a ver com ofuscar seu alvo.

Obs.: o uso de recursos pessoais de maneira exacerbada também irá se mostrar um erro, mesmo que você seja um garanhão.

4. Tenha postura

Se apavorar é algo que não se deve, nunca, ser exteriorizado na arte do amor. Quando estiver com medo, mantenha-se igual ao bicho mais brutal que já pisou na Terra, o Lagarto Espinhoso do Texas (é um cabreiro até no nome, que é isso!).

Quando está ameaçado por algum predador, o espinhoso se mantém no mesmo lugar, parado, frio, boladão e – preste atenção nisso – estoura as próprias veias e jorra sangue pelo olho para afugentar a ameaça. Você entendeu o grau de cabrerice desse bicho?

Meu deus.

Fatal.

5. Não confunda seu pescoço com a boca

Alguns sedutores acham que têm toda aquela malemolência, uma ginga inata que faz com que eles falem com o corpo todo. Sensual, esguio, sinuoso.

Muitos deles utilizam o pescoço para pontuar ou pausar as frases, com certeza você já viu um deles fazendo isso. Se ainda não viu, existe o pequeno risco de este ser você e, para afugentá-lo da irresistível tentação, eis aqui como 99% das pessoas que utilizam este recurso aparenta ser na vida real:

6. Tem que saber chegar

O que você viu parece um bote e tanto, correto? Sem dúvida. Acontece que mulher não é presa e, se você chegar assim, de supetão, com sede ao pote, a única coisa que irá conseguir é parecer um idiota.

Menos volúpia e mais classe, rapaz. Tem que dar a entender que você quer, mas sem ir com sede ao pote. Dê pistas que está chegando, mas o faça de maneira surpreendente. De surpresa. Aprende com o liso demais aqui debaixo:

7. Testosterona em excesso tem efeito contrário

A testosterona é um hormônio, não um estilo de vida. O autocontrole é característica fundamental àquele que realmente tem noção de sua força. Com isso, campeão, sem passar vergonha, respeita as mina, as mana e as mona.

Lembre-se sempre, não existem grandes segredos, mas grandes praticantes. Fazendo poucas coisas, mas fazendo direito, a gente chega lá.

E por hoje é só, pessoal. Espero que o reino animal tenha despertado ainda mais o amante latino que há em cada um de nós. Como sempre, espero que tenha sido útil ou, ao menos, divertido!

Obs.: gifs maneiros sem propósito nos comentários.

Mecenas:  Dafiti

O reino animal todo tem suas técnicas de se fazer notar e, aqui, entre as pessoas,  um guarda-roupas versátil é que auxilia nesse papel. Para isso,  a Dafiti pode te dar uma mãozinha: são mais de 100.000 produtos a venda na loja deles, para o seu visual dialogar em qualquer meio, do mais quadrado ao mais descolado.  

A cada quinze dias, pelos próximos seis meses, Dafiti vai ser mecenas de conversas sobre estilo e moda sem frescuras. Com artigos práticos e conceituais vamos explorar a fundo esse território.

publicado em 12 de Maio de 2015, 00:00

Cinco animais que usam ‘olhos falsos’ para enganar ou seduzir

Conheça abaixo alguns exemplos de “olhos falsos”.

CENTOPEIA COM OLHAR DE COBRA

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

É um desafio para os biólogos que trabalham com evolução das espécies determinar o porquê de alguns corpos terem desenvolvido partes em formatos semelhantes aos dos olhos.

Em alguns casos, não há indícios de que essas características sejam percebidas como olhos pelas demais espécies.

Mas há casos em que cientistas acreditam ter obtido respostas satisfatórias. John Skelhorn, da universidade britânica de Newcastle, fez uma experiência de como pássaros reagem a centopeias que possuem olhos falsos e se assemelham a cobras.

No experimento, os cientistas também criaram massas comestíveis em formato de centopeias, com olhos falsos pintados em diversas partes do corpo. O objetivo era determinar como a posição do olho falso no corpo era percebido pelo pássaro, e se isso influenciava a sua decisão de atacar a presa.

A pesquisa confirmou a hipótese dos cientistas: pássaros evitam atacar centopeias que possuem olhos falsos em lugares que as deixam parecidas com cobras.

BORBOLETAS COM OLHOS NAS ASAS

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

Outras espécies parecem usar olhos falsos em outro sentido: para desorientar seus predadores, em vez de imitar outras espécies.

Uma pesquisa semelhante à que foi feita com as centopeias foi repetida com borboletas pelo cientista Martin Stevens, da universidade britânica de Exeter. Nessa experiência, eles colocaram borboletas reais ao lado de borboletas falsas, e testaram vários formatos diferentes de “olhos” nas asas.

Algumas asas tinham olhos com borda preta e interior branco; em outras, o formato era retangular, em vez de circular. Nesses casos, o comportamento dos pássaros não variou.

O que influenciou mesmo na reação dos pássaros foi o contraste. Borboletas cujos olhos falsos apresentavam um grande contraste de cores com as asas foram evitadas pelos predadores, o que sugere que a função do adorno é desorientar os pássaros.

SAPO COM OLHAR TÓXICO

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

Um sapo brasileiro conhecido como Physalaemus nattereri ou Eupemphix nattereritem olhos falsos em cima das patas traseiras. A característica física ajuda os sapos a escapar de predadores como pássaros.

Os olhos falsos podem crescer de tamanho. Quando o predador se aproxima, um disco escuro no centro do olho falso solta uma substância tóxica. O veneno produzido é tão potente que pode matar 150 camundongos.

Corujas que tentam se alimentar do sapo acabam vomitando o animal inteiro.

ARANHAS QUE ATRAEM COM OLHOS FALSOS

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

Olhos falsos nem sempre são usados para fugir de predadores. Às vezes eles são usados para atrair o sexo oposto.

Aranhas possuem muitos olhos, e alguns deles são falsos. No caso de algumas aranhas do gênero Maratus, típicas da Austrália, eles estão localizados no abdômen do macho. O objetivo, assim como no pavão, é atrair fêmeas.

O animal usa todos os mecanismos possíveis para seduzir, com um festival de cores e movimentos. Todo esse espetáculo foi capturado pelas lentes do entomologista Jurgen Otto e publicado na internet. Assista ao vídeo aqui.

Com seu tamanho de apenas 4 milímetros, os machos dão um show com seu “arsenal” no abdômen. O ritual todo de sedução pode durar até 50 minutos.

Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?

Outra espécie que também possui padrões parecidos com olhos são os pavões. O objetivo do adorno é o mesmo das aranhas: seduzir o sexo oposto. Pavões possuem mais de 150 penas, cada uma delas com um formato semelhante ao de olhos, só que repletos de cores.

Leia também:  Como Recuperar Um Documento Que Foi Apagado Da Lixeira?

Os pesquisadores já observaram 34 espécies diferentes da ave, tentando entender quais os aspectos dos olhos falsos dos machos que mais atraem as fêmeas. O sucesso, segundo um dos estudos, estava na coloração azul e verde.

FONTE: BBC BRASIL 

Cores na natureza: Camuflar, atrair parceiros, afastar inimigos

O que seria das diferentes espécies que vivem em nosso planeta se não existissem as cores? Provavelmente eles não desenvolveriam diversos mecanismos para garantirem sua própria sobrevivência. As cores ajudam as espécies a escapar de um predador, a repelir algum animal, a atrair uma fêmea para o cortejo, ou a avisar o outro animal que quer parar com a disputa pela fêmea ou território, por exemplo.

Enfim, as cores nos atraem ou repelem conforme sua intensidade, seus diferentes tons e situações em que se apresentam e há ainda uma relação de dependência entre plantas e animais, através das cores, para a disseminação de sementes. Vamos ver alguns exemplos?

As cores nas plantas

Normalmente, uma planta atrai o inseto polinizador através de suas cores. A planta que não tem uma cor atraente precisa ser polinizada utilizando outros recursos, como por exemplo, o aroma que produz. Caso não conte com nenhum desses recursos, sua disseminação ocorre através do vento, como acontece com o dente-de-leão (Taraxacum officinale).

Enfim, a cor é de grande valia, pois além de atrair o agente polinizador (inseto, aves), o conduz para a região adequada da flor, que contém os grãos de pólen. Ao se alimentar, o animal o transporta para outras flores, promovendo assim a mistura do material genético e isto favorece o aumento da variabilidade genética.

Cores nos animais

No mundo animal, as cores favorecem o processo do cortejo, pois o pavão (pavo cristatus), por exemplo, realiza a dança nupcial, abrindo sua cauda de cores vibrantes, em tons de azul e verde, que despertam o interesse da fêmea. Ao perceber que a fêmea está interessada, o macho se vira, e ela vai para sua frente e isto se repete por várias vezes, numa dança que antecede o acasalamento.

Ter cores fortes e vibrantes, portanto, garante a reprodução dos pavões e, portanto, a transmissão dessas informações genéticas aos seus descendentes, favorecendo assim a perpetuação da espécie.

Por outro lado, existem os pavões albinos.

Como eles se reproduzem, se não contam com o recurso das cores? Bem, o macho também se aproveita da sua grande cauda emplumada para conseguir a atenção da fêmea, mas, além disso, apela a uma espécie de “grito” e também realiza a dança de acasalamento. Afinal, para que haja o acasalamento propriamente dito, é necessário um conjunto de fatores (o famoso jogo da sedução, que os humanos também conhecem bem…).

Além da atração

Mas cores fortes não servem só para atrair. Também podem provocar repulsão. A cor vermelha, em especial, é um tipo de sinal de alerta, que pode significar: não se aproxime sou venenoso, ou tenho um gosto desagradável, por isso, é aconselhável não me comer.

Um bom exemplo disso, envolve o gênero Dendrobates, representado por pererecas de diferentes colorações intensas (amarelo, vermelho, azul ou verde, associadas ou não ao preto) que fazem os predadores não se arriscarem.

  • Animais Que Utilizam A Cor Como Sedução?Coral verdadeira

Já se a cor vermelha estiver junta com as cores branca e preta, o perigo aumenta. O sinal quer dizer afaste-se, pois sou muito perigoso.

A cobra coral verdadeira (Micrurus corallinus), é um exemplo bem claro desse poder.

Em contrapartida, existe também a coral falsa (Erythrolamprus aesculapii), que se aproveita das mesmas cores para não ser predada, embora na verdade não ofereça risco algum, pois não é venenosa.

Camuflagem

Há ainda as cores crípticas, ou seja, aquelas cores de tons bege, cinza ou marrom, que normalmente as fêmeas apresentam, assim como seus filhotes. Isso lhes facilita se camuflarem no meio ambiente em que vivem, pois como a cor da terra ou das pedras é parecida com a de seu corpo, torna-se difícil avistá-los.

Para misturar-se ao ambiente em que vive, a rã de Budgett tem a cor marrom enlameada. Já a rã vietnamita (Theloderma corticale) tem a pele manchada para confundir-se com pequenos musgos de seu habitat.

Há também casos de mimetismo, ou seja, o animal possui características que o fazem ser confundidos com elementos de outra espécie. Por exemplo, o bicho-pau (Phiblossoma phyllinum) que apresenta a mesma cor e formato de um graveto e quando este se encontra nos troncos das árvores, normalmente passa desapercebido.

Enfim, está claro que as cores desempenham um papel importante para a comunicação entre os animais. Mas convém encerrar lembrando que esse fator não trabalha isoladamente.

Existem também outras formas de chamar a atenção como, por exemplo, através do canto, das danças nupciais, do ferormônio (uma substância bioquímica).

Tudo isto somado é que garante, uma melhor adaptação às condições de vida num determinado habitat.

Leia mais

  • Como funciona a camuflagem

A cor do perigo e da paixão

Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A cor do perigo e da paixão

Nem é preciso perguntar. Qual é a cor da sedução e do charme, mas também do alerta e da violência? Até as plantas e os animais adivinham a resposta.Vermelho, dizem eles.

Na linguagem química, as tintas rubras estão entre as mais raras – só perdem para o azul, de tão difícil de encontrar. Por serem extraordinárias, chamam bastante a atenção e se tornam um meio de falar com o mundo à volta.

Veja nas fotos do francês Jean Pierre Saunier o que a natureza tem a dizer.

Com a abelha, tudo azul

A linguagem das cores vale principalmente para as aves, que estão entre os animais de melhor visão. Elas enxergam muito bem o vermelho, assim como as borboletas, mais sortudas do que a maioria dos insetos. Estes, geralmente, vêem o mundo em preto, branco e tons de cinza.

Outra exceção a essa regra são os himenópteros, entre os quais se encontram as abelhas, as vespas e as formigas. Esses bichos captam tons do laranja ao ultravioleta (invisível ao olho do homem).

Apesar disso, os himenópteros são cegos ao vermelho: no espectro das cores, o vermelho vem logo depois do laranja, o limite das vespas e seus parentes. Dizem os zoólogos que, para esses insetos, o centro da visão é o azul.

Por que, então, as abelhas gostam tanto de certas flores rubras? A resposta, de acordo com pesquisas recentes, é que essas flores contêm muita etamina, substância que reflete bem o ultravioleta. Portanto, o que eles enxergam de fato é a etamina da flor vermelha, que lhes parece azul.

Fascínio invisível

Sem enxergar o vermelho, as abelhas ficam completamente fascinadas pelas flores desse tom. Coincidência? Não. Elas captam a luminescência das etaminas substâncias comuns nas flores dessa cor. A cruz negra no centro da papoula, na foto abaixo, por exemplo, também reflete bastante o ultravioleta e o reflexo serve como marcação nas pétalas, para o pouso do inseto.

Sinal de virilidade

Os pigmentos responsáveis pela coloração da pluma das araras se chama lipocroma. Ele só é produzido em abundância pelo organismo dos machos.

Talvez pela escassez dessa substância, as fêmeas das araras como nas outras espécies de aves são mais discretas. Faz sentido. Elas escolhem os seus parceiros. Eles é que devem chamar a atenção.

No caso das araras, quanto mais forte é a cor, mais sucesso o macho faz com o sexo oposto.

Colorido para blefar

O primeiro a desconfiar que as cores carregavam mensagens foi o entomologista inglês Hemy Walter Bates (1825-1892), estudioso das borboletas da Amazônia.

Ele notou que os filhotes dos pássaros logo aprendiam a não caçar borboletas do gênero Heliconius, que continham substâncias tóxicas em seu corpo. Em seguida, Bates descobriu que o colorido de outras borboletas, perfeitamente comestíveis, imitava as faixas vermelhas da Heliconius.

E, na dúvida, os passarinhos também evitavam esses insetos. Aparentemente, porque, vendo as faixas, eles preferiam não’ correr o risco de uma refeição venenosa.

Leia também:  Como Saber Quem Esta Conectado No Wifi?

Continua após a publicidade

Esse tipo de blefe é comum na natureza. Vermelho no corpo pode ser interpretado como ameaça – embora a ameaça nem sempre seja verdadeira.

A tonalidade tem ainda outro importante significado: para certas espécies, ela é irresistivelmente sedutora. A atração provocada pela cor é benéfica, às vezes. Serve para aproximar a fêmea de um macho avermelhado, ou vice-versa.

Mas também pode ser a isca de uma armadilha, quando quem se pinta assim tem más intenções.

Aparência venenosaOs músculos para esmagar as presas são o ponto forte da cobra americana Lampropeltis (abaixo).

Ela, por sua vez, intimida os seus próprios predadores: mesmo sem ter veneno, a Lampropeltis é confundida com a venenosíssima cobra coral (ao lado). É só olhar para saber por quê.

A estampa das costas dos percevejos Pyrrhocoris apterus, do Peru, lembra máscaras de religiões primitivas, que costumam assustar os observadores. E os percevejos assustam mesmo. Sob esse desenho, eles têm poros para soltar secreções ma/cheirosas. E/as tiram o apetite dos pássaros, que vão procurar insetos de outras cores para fazer as suas refeições

Atraída para a morte

A pele translúcida do cogumelo amanita, muito comum na Europa, esconde a muscarina, substância que matará a mosca da espécie Luci/ia caesar. Ela é intoxicada assim que sua tromba rompe a pele do vegetal, o que, para sorte dela, nem sempre acontece. Saboroso, o amanita faz mal a humanos desprevenidos.

Uma visão quase rara

O homem é o campeão das cores: ele enxerga 250 tons puros e mais de 1 700 misturas. Quase todos os outros mamíferos nem percebem os tons avermelhados. Aliás, os touros poderiam passar reto por tudo aquilo que é vermelho – o que os irrita é o movimento da capa dos toureiros que, segundo a sua visão, é cinza.

Do mesmo modo, os anfíbios não conseguem distinguir os tons rubros. Mas eles são a prova de que, para os animais, muitas vezes, mais importante do que enxergar os outros é ser enxergado por eles.

Explica-se: sapos e rãs são mestres em usar o vermelho, que eles não vêem, como estratégia de defesa, para espantar os predadores ou para atrair as presas.Na evolução das espécies, as plantas aprenderam a abusar do vermelho.

Os frutos que não se abrem sozinhos para derramar as sementes no chão, freqüentemente são dessa cor, que parece ter o dom de abrir o apetite dos pássaros. Estes, ao comerem a polpa, deixam as sementes cair na terra. O que seria dessas plantas, se não fosse o vermelho?

Os tons da camuflagem

Acima, um casal de Mantella aurantiaca,espécie conhecida na Ásia como rã dourada. Ela não mede mais do que 2 centímetros e, na realidade, só a pele do macho tem reflexos dourados. A Mantella vive em galhos. Quando resolve comer, estão se aproveita do seu tamanho e da sua cor, para ficar camuflada sobre as flores, à espera de um belo inseto.

Continua após a publicidade

  • Comportamento animal
  • Curiosidades
  • Insetos
  • Mundo Animal

Created with Sketch.

Vermelho: 50 curiosidades interessantíssimas que você não sabia sobre a cor – FTCMAG

Já parou para pensar no significado que as cores tem em nossa vida? O vermelho, por exemplo, remete a felicidade, fortuna, força, amor, paixão, energia, poder, excitação. A verdade é que há muito mais sentimento nas cores do que imaginamos.

O vermelho foi a primeira cor que o homem batizou e é a mais antiga denominação cromática do mundo. Hoje trazemos 50 curiosidades que você não sabia sobre a cor. Leia, informe-se e divirta-se:

  • 1) É a primeira cor que os bebês enxergam, além de ser a primeira ensinada às crianças, por isso a maioria acaba citando ela como favorita;
  • 2) Em muitas línguas, até hoje significa “colorido”. Como exemplo, a palavra hispânica “colorado” = vermelho;
  • 3) O vermelho é a cor que traz as duas energias mais vitais para o homem: o fogo e o sangue;
  • 4) A igreja católica usa o vermelho para simbolizar o sangue e a vida de Jesus. As batas dos sacerdotes, o manto do altar são do mesmo tom nos dias em que comemora-se a Paixão de Cristo, o Domingo de Ramos, a Sexta-feira santa;
  • 5) Quando acreditava-se que a terra era plana, o entardecer era considerado as chamas incandescentes do inferno. Sempre que o calor do Sol ameaça a vida, a cor passa a ser “demoníaca”, destrutiva;
  • 6) No Budismo, o vermelho coral, em particular, é uma cor capaz de transformar a enorme força da paixão na sabedoria necessária para a meditação;

7) Acredita-se que a cor afasta doenças. Quer exemplos? Antigamente, pacientes depressivos eram levados para quartos vermelhos para se animarem, contra erupções fazia-se compressa se pétalas de rosas vermelha, contra escarlatina as pessoas eram vestidas dessa cor;

8) Vermelho também é amor. Por isso pintamos os corações com o tom e ganhamos rosas da cor. Tudo isso porque a nossa pele se torna avermelhada quando vemos ou sentimos paixão por algo ou alguém;

9) Diz-se que um pano vermelho deixa o touro bravo. O que os deixa louco realmente é a lança do picador e o balanço do pano pelo toureiro. A cor da toalha poderia ser azul, não faria a menor diferença. A razão para ser vermelha, é que cruelmente, ela evita que se veja o sangue do animal;

10) Nos países frios, onde se busca o calor, o vermelho tem conotações positivas. Pintar um quarto de vermelho pode dar a sensação térmica de 6º acima do que realmente está. Então, se você mora em um lugar bem frio, pode ser exatamente isso que a sua casa precisa!

11) Na China, é a cor mais popular, significando alegria e fortuna. A maioria dos restaurantes chineses são decorados com o tom, as noivas também se casam de vestido vermelho, vão morar em casas com paredes vermelhas e as crianças quando nascem se vestem principalmente dessa cor. A festa de ano novo deles também é toda vermelha;

  1. 12) Quando tudo fica colorido demais, a primeira cor que nos incomoda é o vermelho;
  2. 13) Na Índia, uma crença diz que se enfeitar com essa tonalidade traz fortuna e prosperidade ao casamento. Vestir-se de vermelho ou pintar um símbolo vermelho na testa (bindi) também sinaliza que uma mulher é casada;
  3. 14) Homens e mulheres gostam igualmente do vermelho, e só 4% citam a cor como “a que menos agrada”;

15) É a cor da felicidade. (Por isso o slogan da Coca-Cola!);

  • 16) Em todas as línguas existem nomes de pessoas que significam “vermelho”: Rufus, Roy, Robinson, Roger, Rudolf, Roberto, Scarlet, Ruby, Susana são alguns;
  • 17) Homens e mulheres enxergam o vermelho de maneira diferente. As mulheres enxergam mais variações dos tons, por causa do cromossomo X;
  • 18) Existem 105 tons de vermelho catalogados. Embora suas matizes sejam semelhantes, os verdadeiros artistas sabem a diferença entre o vermelho cádmio e o carmesim;

19) Vermelho é usado contra o mau-olhado. Esta aí a explicação das fitinhas do senhor do bonfim, das fitinhas amarradas em crianças recém nascidas, da pimenta vermelha, tudo para espantar os invejosos. Dizem até que chapeuzinho vermelho usava o chapéu dessa cor para se proteger do lobo mau;

20) É oficialmente a cor dos extrovertidos. Não tem como ficar em segundo plano!

21) É luxo. Do tapete vermelho à burguesia que vestia antigamente: os reis eram coroados vestidos de vermelho, óperas ou teatros eram decorados com a cor significando nobreza, já que na época era caríssimo tingir tecidos de vermelho;

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*