q

Jean Mello

Jornalista, especialista em Planejamento de Mídias Digitais (FGV) e Web Analytics (Google Academy).

Comunicação Comunitária Tag

O que está oculto entre o dia que ilumina e a noite que termina? Alguns retratos de acontecimentos, de sonhos, desejos e sofrimentos.

As crônicas do autor nos levam para as ruas da periferia, sentimos na pele a desigualdade que sobe as ladeiras, a falta de oportunidade escrita nos bueiros, o racismo espalhado como um câncer. Os relatos são duros e ásperos, como o chão da própria vida.

No ano passado, segundo semestre, participei de algumas oficinas de escrita criativa no Sesc Ipiranga. Coordenadas por Marcelino Freire, um escritor que dispensa apresentações. Valeu, mestre!

Em pouco tempo, durante os encontros, um por semana, com aproximadamente quinze participantes presentes, recordei por quais razões peguei gosto pela leitura e escrita. É sempre bom reforçar os alicerces, as bases, remontar as origens, especialmente quando o assunto é o apreço pela cultura universal e como podemos mergulhar nas histórias do mundo por intermédio dos livros.

Circulando pelos becos centrais de Sampa. Andando, como cronista de um tempo bom para disseminar palavras de conscientização poética, mesmo que para alguns sejam ácidas. “Um bom lugar se constrói com humildade”, já dizia o grande mestre Sabotage.

Foi assim que fiquei sabendo da Feira Literária Marginal Periférica Independente, que aconteceu na Galeria Olido no dia 12 e 13 de novembro desse ano de 2015.