q

Jean Mello

Jornalista, especialista em Planejamento de Mídias Digitais (FGV) e Web Analytics (Google Academy).

Afasta de mim esse cálice (diálogo entre Chico Buarque e Criolo)

 

 

 

Embriague-se com a consistência do discurso desses artistas, que mistura-se com reivindicações de movimentos sociais nascidos há séculos atrás e ainda vivos através de muitas vozes. Quando é que nos daremos conta de que muita gente está gritando e dizendo verdades através da arte e poucas pessoas estão dando ouvidos? Ainda, assim como Criolo, que nada tem de doido, sinto a necessidade de poder receber e dar para as pessoas alguns goles de vida. Estamos em um labirinto místico em que pessoas perdidas caminham em vários becos de solidão. São muitos os que reagem, mas ainda não é suficiente – efeito colateral do sistema, aos poucos o grito de cada excluído vai tomando corpo em extremos e centro de cada cidade. Não precisa morrer para ver Deus.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

*

CommentLuv badge

%d bloggers like this:
Read previous post:
Antiga crônica, acrescentando algo atual… Se tudo fosse igual ao teu sorriso…

Cercado de olhares furtivos que desejam ver meu fim… A cada dia vou trilhando um caminho – que não criei...

Close