q

Jean Mello

Jornalista, especialista em Planejamento de Mídias Digitais (FGV) e Web Analytics (Google Academy).

Fanáticos também têm paz (pela paz entre torcedores)

Por Germano Gonçalves (O Urbanista Concreto)

Quando o meu time vai jogar eu fico paralisado com todas as atenções para o meu time do coração, assim que posso vou ver o meu time jogar, grito, pulo e vibro torcendo pela vitória, não vejo nada na minha frente, tudo que quero é amar o meu time de futebol.

Hoje fui ver o meu time jogar!

Não era um jogo de final de campeonato nem ao menos um jogo de pontos, mas sim um amistoso mesmo assim meu time empatou e não agüentei quando um colega meu veio me zombar porque meu time jogou mal aí eu discuti com ele, falei de coisas cruéis e paramos de nos falar, mas sei que voltaremos a conversar, pois ele sabe que não as disse a sério. Mesmo porque futebol, política e religião não se discute.

Ontem o meu time jogou mais uma partida pela rodada do campeonato nacional e não foi lá tão bem, acabou perdendo eu fiquei triste e aborrecido e na escola um colega meu veio menosprezar-me pela derrota do meu time, aí eu entrei em atrito com ele e nós trocamos alguns empurrões.

Mas sei que ele se arrependeu assim como eu, porque voltamos a falar de futebol e até comentar que jogador tal vai ser vendido para um time da Europa e vai ganhar milhões.

Ontem o meu time foi jogar uma partida de futebol importante para sua classificação na tabela do campeonato eu torcia demasiadamente, mas não foi o suficiente para meu time ganhar e o jogo passou. No dia seguinte já no meu trabalho na hora da saída um colega meu veio comentar sobre o jogo do meu time ele começou a me irritar com suas piadinhas a respeito do meu time, nós nos desentendemos e nos insultamos um ao outro até que eu acertei um soco em seu rosto ele revidou e nós brigamos feio.

Mas sei que nós nos arrependemos, pois voltamos a falar de futebol.

Ontem o meu time foi jogar uma partida decisiva do campeonato nacional não jogou lá tão mal, mas acabou empatando e deixou escapar a chance de se distanciar dos demais times do campeonato e assim que o jogo acabou sai na rua e encontrei um amigo que veio conversar sobre o jogo e a conversa entre nós começou a ficar desagradável – trocamos insultos e acabamos brigando, fato este que envolveu outros amigos e tornou uma confusão só entre amigos com tapas e murros pra todo quanto é lado.

Mas sei que foi um mal entendido e tudo não passou de uma simples confusão.

Ontem o meu time foi jogar e chegou a final depois de uma bela vitória e eu junto aos colegas da torcida uniformizadas fizemos grande algazarra e na saída do estádio encontramos com alguns torcedores do time oposto ao meu, aí ironizamos eles até que eles não gostaram e entramos em conflitos, atiramos pedras e pegamos pedaços de paus e partimos pra cima deles foi uma batalha terrível, virou briga de torcida que envolveu até polícia e a confusão virou notícia de jornal, estampada na capa lá estava: “Rapaz morre após briga de torcida”.

Mas não o conhecia mesmo, o rapaz era do time oposto e vacilou.

Ontem meu time foi jogar e ganhou o primeiro jogo da final aí foi demais não via ninguém na minha frente à alegria era demais, estava contente usava a camisa do meu time e ao sair do estádio estava pela estrada andando com o destino de chegar em casa, quando me deparei com uma turma de torcedores do time oposto ao meu, não deu tempo de nada eu comecei a correr eles me alcançaram aí eu caí e sem piedade eles começaram a me espancar até que hoje estou aqui sangrando em um leito de um hospital público a depender dos profissionais de saúde. E já nem sei mais o que pensar só ouviu o médico falar que minha situação é grave.

Hoje é o dia da final, hoje o meu time esta jogando, hoje é um dia especial, hoje é a partida final do campeonato nacional, mas eu não posso vê-lo e nem ao menos torcer por ele, nem sei se ganhou, empatou ou perdeu, não sei se se sagrou campeão ou não. Sei que eu perdi, pois hoje é o dia do meu funeral.

Ontem meu time jogou, mas tudo acabou se ao menos tivesse tido paciência, respeitado o próximo e tivesse olhado para traz teria encontrado a paz!

No Comments

Leave a Comment

Your email address will not be published.

*

CommentLuv badge

%d bloggers like this:
Read previous post:
Sempre procurando sentido… De sistemas em sistemas… (Nova Versão)

  Desigualdades sociais recorrentes, enquanto sem esforço nenhum podemos ver na cidade de São Paulo tristes e grandes mansões, cercadas...

Close