Como celebrar o ano novo chinês (com imagens)

O Ano Novo Chinês é celebrado no mundo todo. De acordo com o horóscopo chinês, 2020 é o ano do rato que, segundo dizem, traz fortuna, amor e novas oportunidades!

Em 2020, o Ano Novo Chinês cai num sábado, 25 de janeiro. As comemorações se dividem em três partes e duram três semanas: o Pequeno Ano (momento de preparação), o Festival da Primavera (de 25 de janeiro a 4 de fevereiro) e o icônico Festival de Lanternas (8 de fevereiro).

Como Celebrar o Ano Novo Chinês (com Imagens)

Crédito: Matejphoto/iStockO Ano Novo Chinês é celebrado no mundo todo

Para aqueles que não podem viajar para a China para curtir as festas, listamos com ajuda do pessoal da Booking.com alguns dos destinos pelo mundo para celebrar o Ano Novo Chinês.

Liverpool (Reino Unido)

Se você vive ou está apenas visitando o Reino Unido e gostaria de comemorar o Ano Novo Chinês, Liverpool é o lugar ideal. A cidade tem uma Chinatown vibrante, localizada ao sul do centro da cidade. Os visitantes entram em Chinatown pelo icônico arco chinês, que é a maior localizada em qualquer Chinatown fora da China e que foi um presente de Shanghai.

Como Celebrar o Ano Novo Chinês (com Imagens)

Crédito: Trabantos/iStockPortão de entrada da Chinatown de Liverpool, no Reino Unido

Conheça as ruas iluminadas de Chinatown, Boldstreet e Liverpool ONE, e veja as milhares de lanternas chinesas que são exibidas com toda sua magia e força para celebrar o Festival de Lanternas.

San Francisco (EUA)

A agitada Chinatown de San Francisco, na Califórnia, é uma das mais antigas nos Estados Unidos e conta com uma variedade de restaurantes, casas de chá, karaokês, galerias, lojas de produtos naturais, um mercado de dois andares e o icônico Portal do Dragão.

Como Celebrar o Ano Novo Chinês (com Imagens)

Crédito: Jewhyte/iStockA Chinatown de San Francisco é uma das mais antigas dos Estados Unidos

Se os viajantes tiverem sorte de estar em Chinatown no dia 8 de fevereiro, a Grand Parade é imperdível.

A parada inclui um dragão dourado de 8,5 metros, carros alegóricos, dançarinos e música. A dica é chegar cedo para pegar um bom lugar, pois esta é uma das maiores paradas de Ano Novo Chinês do mundo!

Yokohama (Japão)

A Chinatown de Yokohama tem uma história de mais de 160 anos, sendo a maior Chinatown do Japão. Os viajantes podem explorar as ruas estreitas e coloridas de Yokohama e experimentar delícias como os pãezinhos no vapor e o lámen, favoritos dos amantes da gastronomia.

Como Celebrar o Ano Novo Chinês (com Imagens)

Crédito: 7maru/iStockA Chinatown de Yokohama tem uma história de mais de 160 anos

Após se deliciar com a culinária chinesa, siga para o famoso Kanteibyo, um impressionante templo colorido no centro de Chinatown. Além do Ano Novo Chinês em janeiro, Yokohama também conta com um festival dedicado à primavera de 15 dias, onde a população local e os visitantes podem comemorar assistindo à icônica Dança do Leão e à Parada da Celebração.

Melbourne (Austrália)

Descubra uma Chinatown movimentada ao passear pelo centro comercial de Melbourne. Visite o Museu Chinês e mergulhe em muita história e legado, além de provar a deliciosa culinária chinesa em alguns dos muitos restaurantes típicos.

Como Celebrar o Ano Novo Chinês (com Imagens)

Crédito: 4×6/iStockO Ano Novo Chinês em Melbourne é celebrado há 160 anos

O Ano Novo Chinês de Melbourne é celebrado nesta Chinatown há 160 anos. Faça parte das festividades e vá para Chinatown no domingo, dia 2 de fevereiro, e seja um dos milhares de espectadores a assistir à fascinante Dai Loong Big Dragon Parade.

Montreal (Canadá)

Descubra a Chinatown de Montreal ao visitar a rua De la Gauchetière, localizada entre o Centro Histórico e o centro da Cidade. Embora essa Chinatown em forma de “L” seja talvez uma das menores do mundo, ela é adorada pelos residentes e visitantes de todos os lugares.

Como Celebrar o Ano Novo Chinês (com Imagens)

Crédito: Bakerjarvis/iStockPortão de entrada da Chinatown de Montreal, no Canadá

Não perca o carrinho do doce barba de dragão, pois este é o único lugar na América do Norte em que é possível experimentar esse doce bizarro com aspecto de cabelo.

Veja também: Conheça as novas atrações de Orlando para 2020

Lisboa pronta para Ano Novo Chinês

O Ano Novo Chinês celebra-se a 25 de Janeiro, mas em Lisboa as comemorações começam no fim de semana de 18 e 19 de Janeiro. Espectáculos, desfiles e tradições não vão faltar. O Programa das Comemorações do Ano Novo Chinês em Lisboa foi apresentado esta manhã, nos Paços do Concelho de Lisboa. 

Na apresentação estiveram presentes o Embaixador da Câmara Municipal de Lisboa, Santana Carlos, a Conselheira da Cultura da Embaixada da China, Li Ji, e o Presidente da Assembleia Geral da Associação dos Novos Amigos da Rota da Seda, Choi Man Hin. A planificação das actividades ficou a cargo de Li Ji. 

Como Celebrar o Ano Novo Chinês (com Imagens)Na foto: Santana Carlos, Embaixador da Câmara Municipal de Lisboa), Conselheira da Cultura da Embaixada da China, Li Ji, e Presidente da Assembleia Geral da Associação dos Novos Amigos da Rota da Seda, Choi Man Hin Como Celebrar o Ano Novo Chinês (com Imagens)

O ano de 2019 celebrou o Ano do Porco e o final dos doze signos que compõem o horóscopo chinês. Este ano, é a vez do Rato, que marca assim um novo ciclo de doze anos, já que é o primeiro signo do calendário lunar e “que representa a agilidade, a inteligência e a acumulação de riqueza”.

Como Celebrar o Ano Novo Chinês (com Imagens)

Em Lisboa, as celebrações do Ano Novo Chinês decorrem no fim de semana de 18 e 19 de Janeiro.

“Queremos que toda a comunidade local, quer seja chinesa, portuguesa ou estrangeira, esteja presente e que participe nas diversas actividades e tornar as celebrações do Ano Novo Chinês 2020 inesquecíveis”. Foi a pensar nessa inclusão que a organização decidiu agendar as festividades para o fim de semana. 

Da China, viajam dois grupos artísticos para participar nas celebrações. Um proveniente da Província de Shanxi, o outro da Universidade de Macau. Trazem danças folclóricas e músicas tradicionais alusivas ao ano novo.

Leia também:  Como aplicar base e pó (com imagens)

“É com muita satisfação que recebermos artísticas da Província de Shanxi e o Grupo Estudantil da Universidade de Macau para abrilhantar as celebrações junto de toda a comunidade chinesa que está longe da sua terra natal, assim como de todos os amigos portugueses”. 

Quanto ao desfile, realiza-se na manhã do dia 18, a partir das 11 horas. A Igreja dos Anjos é o local de partida. Depois, é feita a subida pela Avenida Almirante Reis até aos Jardins da Alameda.

Nos Jardins de Alameda, haverá a habitual Feira Temática, com espectáculos de artes marciais, bailados e teatros. Além das diversas apresentações artísticas que decorrerão no palco, haverá também diversas barracas com comida e bebidas típicas do ano novo, e de artesanato tradicional chinês. Nos dois dias de festa, a animação está garantida entre as 10 e as 17 horas em Alameda.

Durante esses dois dias, esta zona da cidade estará decorada a rigor. Dragões e Leões de Papel, Lanternas e Balões Vermelhos não podem faltar. A cor usada é a vermelha, “símbolo de transformação, movimento e vida”. 

Com Portugal e China a estarem cada vez mais próximos, faz “todo o sentido celebrar cá [Portugal] o Ano Novo Chinês, já que é celebração mais importante e aguardada pela comunidade chinesa.

Além disso, é uma oportunidade para mostrar a cooperação entre as comunidades portuguesas e chinesas. É uma forma de Portugal conhecer as nossas tradições e costumes”, disse Choi Man Hin, Presidente da Assembleia Geral da Associação dos Novos Amigos da Rota da Seda.

Além da capital, Lagoa, Coimbra, Vila do Conde e Braga preparam-se também para festejar o Ano Novo Chinês, com convívios, espectáculos e actividades temáticas. “É um momento de celebração entre família e amigos”, acrescentou.

Na conferência de imprensa, esteve também presente um representante do Grupo Fidelidade, que congratulou os esforços da organização em trazer esta tradição para Portugal.

“É com grande satisfação que mais um ano o Grupo Fidelidade associa-se a esta celebração do Ano Novo Chinês. Tendo o grupo fortes relações de cooperação com a China, torna-se uma responsabilidade natural associar-se a estas festividades, as mais importantes para a comunidade chinesa. A nossa preocupação é constante para esta comunidade”. 

Saber mais.

Curiosidades sobre o ano novo chinês – Lugares pelo Mundo

Você já ouviu falar do ano novo chinês? Sempre muito colorida e com vários fogos e artifício, a virada dos chineses não ocorre do dia 31 dezembro para o dia primeiro de janeiro, como aqui no ocidente. Isso porque o calendário usado na China é o lunisolar, que além do movimento do Sol, também leva em consideração as fases da lua. Esse ano a data ocorre no dia 25 de janeiro.

Nesse calendário, o ano possui 354 dias. Para não perder a sincronia com o ano solar, a cada três anos, aproximadamente, é acrescentado um mês. 

Outra diferença está nos signos, que diferente dos convencionais, são dados pelos anos. Ou seja, cada ano é de um signo diferente, que são representados por 12 animais: rato, boi, tigre, coelho (lebre), dragão, serpente (cobra), carneiro, macaco, galo, cão e porco (javali).

Segundo a lenda, Buda fez uma festa para comemorar a passagem de ano e convidou todos os animais da Terra. Porém, apenas 12 compareceram e como recompensa eles foram presenteados cada um com um ano. Em 2020 encerrou-se um ciclo do zodíaco chinês, com o ano do porco e inicia-se com o ano do rato.

O ano novo chinês também é repleto de tradições e costumes. O primeiro deles é limpar a casa antes da virada, mas é muito importante que seja antes! Varrer a casa durante as comemorações, que duram sete dias, significa que você está varrendo a boa sorte para fora do lar.

Também deve-se começar o ano com roupas novas — nunca velhas — e vermelhas, já que essa cor atrai boa fortuna. É proibido usar preto ou branco, pois segundo a tradição, atrairá azar pro resto do ano.

O vermelho é uma cor muito associada à riqueza. É costume os mais velhos presentearem os mais novos com um envelope vermelho com dinheiro dentro —  o hóngbāo — durante a virada.

Após se casar, a pessoa para de receber o hóngbāo e precisa começar a destribuí-lo.

A quantia pode variar, porém é sempre um número par, normalmente oito ou seis, já que a pronúncia desses algarismos se assemelham com riqueza e suave, respectivamente.

Assim como nós, os chineses também comemoram a virada de ano com muitos fogos de artifício. Essa prática tradicional é muito antiga e acredita-se que as explosões espantam os maus espíritos, que podem atrapalhar a prosperidade do novo ano.

Outra prática semelhante é a de fazer uma ceia. Na China, peixe e tangerina são indispensáveis nessa refeição, pois simbolizam o dinheiro. Frutas doces, talharim (macarrão) e arroz também não podem faltar.

No ocidente é comum fazermos promessas para o ano que está vindo, na China também! Mas lá, eles fazem algo um pouco mais elaborado. Os chineses escrevem seus desejos com tinta preta em papéis vermelhos, mas não é tão simples assim. Normalmente, os desejos são escritos de forma criativa e poética, depois os papéis são pendurados na entrada das casas.

Embora as comemorações de ano novo sejam diferentes, lá no fundo, as duas culturas dividem as mesmas intenções de boa sorte e felicidade.

Como Celebrar o Ano Novo Chinês (com Imagens)

Ano-Novo Chinês

Esta página cita fontes confiáveis, mas que não cobrem todo o conteúdo. Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico) (Dezembro de 2014)
Leia também:  Como cancelar o serviço da apple music: 13 passos
Ano-Novo Chinês
Comemoração do Ano-Novo Chinês em Meizhou, China.
Celebrado por Colônias chinesas
Tipo Religioso
Ano de 2019 5 de fevereiro
Ano de 2020 25 de janeiro
Ano de 2021 12 de fevereiro

O Ano-Novo Chinês é uma referência à data de comemoração do ano-novo adotada por diversas nações do oriente que seguem um calendário tradicional distinto do ocidental, o calendário chinês.[1]

As diferenças entre os dois calendários fazem com que, todos os anos, a data de início de cada Ano-Novo Chinês caia em uma data diferente do calendário ocidental. O calendário chinês é lunissolar, leva em consideração tanto as fases da lua como a posição do sol. O Ano-Novo Chinês começa na noite da lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo quinto grau de Aquário.

Os chineses relacionam cada novo ano a um dos doze animais que teriam atendido ao chamado de Buda para uma reunião. Apenas doze teriam se apresentado e, em agradecimento, Buda os transformou nos signos da astrologia chinesa.

Os doze animais do horóscopo chinês a que correspondem os anos chineses, de acordo com a ordem que teriam se apresentado a Buda na lenda acima citada, são: rato, búfalo/boi, tigre, coelho, dragão, serpente/cobra, cavalo, carneiro/cabra, macaco, galo, cachorro/cão e o javali/porco.

Desta forma, se 2008 foi o ano do rato, 2009 foi atribuído ao boi (búfalo), 2010 ao tigre, 2011 ao coelho e assim por diante. Em 2020 se celebra o ano do rato e em 2021 será o ano do búfalo/boi que se inicia em 12 de fevereiro.

Práticas

Envelopes vermelhos

Compradores em loja com produtos para o Ano-Novo Chinês em Singapura

Tradicionalmente, os envelopes vermelhos (língua cantonesa: lai sze or lai see) (利是, 利市 ou 利事; Pinyin: lìshì); (Mandarin: 'hóngbāo' (红包); Hokkien: 'ang pow' (POJ: âng-pau); Hakka: 'fung bao'; são dados durante a celebração do Ano-Novo Chinês, de casais ou dos mais velhos para os mais jovens solteiros. É muito comum que adultos e jovens casais deem envelopes vermelhos para crianças.

Os envelopes vermelhos são também conhecidos como 壓歲錢/压岁钱 (yàsuìqián, originalmente 壓祟錢/压祟钱, literalmente, o dinheiro usado para reprimir ou suprimir os espíritos malignos) durante este período.[2]

Os envelopes vermelhos geralmente contém dinheiro, em quantias que variam de alguns reais até valores de centenas de reais. De acordo com o costume, a quantia presenteada deverá sempre em números pares, pois os números ímpares geralmente são utilizados para as quantias de dinheiro dadas durante cerimônias funerais (帛金: báijīn).

O número 8 (八, bā) para os chineses, por exemplo é considerado como o número da sorte (por causa do homófono “fortuna”), e é muito comum que as pessoas sejam presenteadas nos Estados Unidos com envelopes vermelhos contendo US$8.

O número seis (六, liù) também é considerado como um número da sorte, pois soa como 'suave' (流, liú), no sentido de se ter um ano suave, tranquilo, calmo.

Números ímpares e pares – no que tange às auspiciosidades – são determinados tanto pelo primeiro dígito quanto pelo último. Trinta e cinquenta, por exemplo, são números com casa decimal ímpar, portanto apropriados para cerimônias funerais.

Entretanto, é comum e aceitável que se dê envelopes vermelhos utilizando um única nota – de 10 ou 50 yauns. É costumeiro que notas sejam dadas totalmente novas. Tudo relacionado ao Ano-Novo Chinês deverá ser novo, visando atrair sorte e fortuna.

O ato de pedir envelopes vermelhos é chamado de (Mandarin): 讨紅包 tǎo-hóngbāo, 要利是. (Cantonese): 逗利是. Uma pessoa casada não pode recusar o pedido, pois isto significa que ela seria desafortunada no ano-novo. Os envelopes vermelhos são geralmente dados por casais casados às crianças mais jovens da família.

De acordo com o costume, as crianças desejam aos mais velhos feliz ano-novo, felicidade, saúde e boa sorte antes de aceitarem os envelopes. Os envelopes então são mantidos fechados sob o travesseiro durante sete dias após o Ano-Novo Chinês, porque dormir sobre o envelope simboliza boa sorte e fortuna.

Os japoneses também tem o costume de presentear com envelopes com dinheiro durante o ano-novo, tradição chamada de Otoshidama.

Troca de presentes

Adicionalmente aos envelopes vermelhos, os quais são geralmente dados do mais velhos aos mais novos, pequenos presentes (comida ou doces) são também trocados entre amigos e parentes (de diferentes famílias) durante o Ano-Novo Chinês. Os presentes usualmente são trazidos quando há a visitação a amigos e parentes. Os presentes podem ser frutas (tipicamente laranjas, e nunca peras), bolos, biscoitos, chocolates, rebuçados, ou algum outro presente singelo.[3]

Mercados

Mercados ou feiras locais são montados conforme a aproximação do ano-novo, se caracterizando por serem ao ar livre e comercializarem produtos como flores, brinquedos, roupas e até mesmo fogos de artifício. Em alguns lugares a prática de compra da ameixeira perfeita é bastante próxima da tradição natalícia de comprar a árvore de natal.

Fogos de artifício

Um chinês soltando fogos de artifício durante o Ano-Novo Chinês em Xangai.

Na China antiga caules de bambu eram preenchidos com pólvora com o objetivo de criar pequenas explosões para afastar espíritos malignos.
Nos tempos modernos, este método eventualmente evoluiu através do uso de panchões,[4] os quais são geralmente amarrados a um longo barbante, podendo então ser pendurado. Cada panchão é envolto em papel vermelho, já que o vermelho é considerado auspicioso, com pólvora no seu interior. Por serem dezenas ou centenas, e estarem unidos pelo barbante, assim que aceso, o panchão libera estrondosos sons de estalos, pequenas explosões ensurdecedoras, as quais se acredita que espantarão os espíritos malignos.
A queima dos panchões também significa o momento de diversão do ano, parte essencial das celebrações de Ano-Novo Chinês.
[5]

Leia também:  Como aprender a jogar golfe: 8 passos (com imagens)

Música

Feliz ano-novo!” (chinês: 新年好呀, Gong xi gong xi , literalmente ‘New Year's Good, Ya!’) é uma canção popular para as crianças na época de ano-novo.[6] A melodia é parecida com a canção Oh, Minha querida, Clementina.

  • Chorus:

Feliz ano-novo! Feliz ano-novo! (chinês: 新年好呀!新年好呀!)
Feliz ano-novo a vocês todos! (chinês: 祝贺大家新年好!)
Nós cantamos, nós dançamos. (chinês: 我们唱歌,我们跳舞。)
Feliz ano-novo para vocês todos! (chinês: 祝贺大家新年好!)

Vestuário

As roupas utilizadas durante todo o ano-novo geralmente são da cor vermelha ou de cores vibrantes, pois os chineses acreditam que a cor vermelha afugenta os espíritos malignos e a má sorte.

As pessoas também vestem roupas novas da cabeça aos pés para simbolizar um novo começo em um novo ano. Vestir novas roupas também significa a posse de pertences suficientes para usar e vestir no novo ano.

O vermelho é a cor da sorte (fortuna).

Retrato da família

Tirar fotografias é uma cerimônia importante quando os familiares se reúnem. A foto deve ser tirada na entrada (hall) ou em frente da casa. O membro masculino mais velho da família se senta ao centro.

Simbolismo

Um carácter invertido “福 (fú)” é sinal de boa sorte.

Assim como outras culturas, o Ano-Novo Chinês incorpora elementos com profundos significados. Um exemplo é o caracter (chinês: 福, língua cantonesa e hakka: fook, , literalmente ‘bênção, felicidade’) exibido na entradas das casas em vermelho em formato de diamante, sendo usualmente pendurado de cabeça para baixo, pois o carácter chinês 倒 (dào) “de cabeça para baixo”, é homófono de 到 (dào) “chegar” em todas variedades da língua chinesa, simbolizando então a chegada de sorte, felicidade e prosperidade.

Para as pessoas que falam cantonês, a palavra fook invertida soa como “verter”, significando então “verter a sorte”/”desperdiçar sorte”, o que simboliza má sorte, por isso a comunidade cantonesa não o pendura de cabeça para baixo.

Vermelho é a cor predominante nas celebrações de ano-novo. O vermelho é o símbolo da felicidade ou do prazer, e esta cor simboliza virtude, a verdade e a sinceridade.

Nas óperas chinesas, a face de um artista pintada de vermelho pode denotar um personagem sagrado ou leal, ou até mesmo um imperador. Balas, bolos, decorações e muitas outras coisas associadas com o ano-novo e suas cerimônias são coloridos de vermelho.

O som da palavra “vermelho” ( 紅, hóng) é “hong” em Mandarim (Hakka: Fung; língua cantonesa: Hoong) que também significa “próspero.” Portanto, a cor vermelha é e soa como auspiciosa.

Nianhua

Nianhua é um tipo de bloco de madeira de impressão colorida utilizado para decorações de ano-novo.[7]

Flores

A seguir são relacionados os arranjos mais populares para o ano-novo que estão disponíveis em feiras e mercados antes do ano-novo.

Decoração floral
Significado
Flor de ameixa Sorte, fortuna
Fortunella Prosperidade
Narciso Prosperidade
Bambu uma planta usada durante todo o ano
Girassol Desejo de um bom ano
Beringela uma planta para curar todas as doenças
Chom Mon uma planta que fornece tranquilidade

Comemorações no Brasil

São Paulo

Comemoração do Ano-Novo Chinês em São Paulo

Em São Paulo, o maior centro sino-nipônico do Brasil, a festa é realizada na Praça da Liberdade, onde se concentram restaurantes, lojas e mercearias de imigrantes e descendentes chineses direcionados a este público-alvo. A comemoração acontece no final de janeiro ou início de fevereiro. Uma festa muito alegre e bonita que atrai mais de 100 mil pessoas do Brasil e de várias partes do mundo que visitam a capital paulista. O evento explora vários aspectos da cultura chinesa e suas belas expressões artísticas e culturais. Durante os dias de festa são apresentadas várias atrações no palco como mostras de Kung Fu, de pintura e música chinesas, a tradicional Dança dos Leões, desfile de roupas típicas, entre muitas outras. Próximo ao palco permanecem várias barracas oferecendo um pouco da diferenciada gastronomia chinesa, como tempura de repolho, couve-flor e camarão, Harumaki, o famoso bolinho primavera com recheio de carne e vegetais, e Dorayaki ou Imagawayaki, doce com recheio de feijão Azuki ou creme de baunilha, originário do Japão.

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, a comemoração é feita na colônia oriental que existe no bairro de Santa Cruz.

Também é comemorado por uma cooperação de chineses do bairro da Tijuca e na colônia oriental da Rua da Alfândega, localizada na região da Saara.

Porém, nos últimos anos, o lugar mais visado nessa data tem sido a Vista Chinesa, onde ocorre um grande encontro entre chineses e turistas. Também é comemorado entre 15 de janeiro e 15 de fevereiro.

Referências

  1. ↑ «Ano-Novo Chinês». Consultado em 4 de fevereiro de 2013. Arquivado do original em 1 de junho de 2013 
  2. ↑ Flanagan, Alice K. Chinese New Year. [S.l.]: Compass Point Books. Consultado em 11 de abril de 2008 
  3. ↑ «New Years». www.chinese-lessons.com. Consultado em 11 de abril de 2008 
  4. ↑ «Macau Antigo: Panchão». Consultado em 7 de abril de 2013 
  5. ↑ «Firecrackers». Infopedia.nlb.gov.sg. 15 de abril de 1999. Consultado em 2 de novembro de 2011. Arquivado do original em 13 de outubro de 2008 
  6. ↑ «新年好 (xīnniánhǎo) Happy New Year». eChineseLearning.com. Consultado em 20 de dezembro de 2012 
  7. ↑ Wood, Frances. «The Boxer Rebellion, 1900: A Selection of Books, Prints and Photographs». British Library. Consultado em 7 de abril de 2013 
Este artigo sobre feriados ou datas comemorativas é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ano-Novo Chinês

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*