Como calcular valor presente líquido no excel: 10 passos

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 PassosSe você é leitor do nosso blog, já sabe que por incontáveis vezes discutimos sobre os indicadores financeiros para análise de viabilidade de investimentos em projetos. E isso é óbvio, considerando que nossa maior preocupação é com a gestão orçamentária de sua empresa.

Então, agora, pense que hoje é um dia daqueles em que está na hora de analisar se um projeto deve ou não ir para a frente. Você sabe que tudo começa a partir da projeção de fluxo de caixa, por isso, é pra lá que você vai.

É mais ou menos como se você estivesse abrindo uma caixa de ferramentas. De lá, você tira alguns indicadores:

  • ROI
  • Valor Presente Líquido (VPL);
  • Payback e
  • Taxa Mínima de Atratividade (TMA).

No canto da caixa tem algo que você não havia usado ainda: a Taxa Interna de Retorno. Também conhecida como TIR (ou Internal Rate of Return – IRR em inglês), é a taxa que irá igualar o fluxo de caixa antecipado para o valor do investimento.

Como você verá, a TIR está muito relacionada com o Valor Presente Líquido e a Taxa Mínima de Atratividade. Por isso, sugerimos que caso você tenha alguma dúvida, clique nos links de cada indicador para saber um pouquinho mais, ok?

O que é a Taxa Interna de Retorno?

  • Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 PassosDo inglês Internal Rate of Return, a Taxa Interna de Retorno (TIR) é um método muito utilizado para análise da viabilidade de projetos de investimento e no campo da engenharia econômica.
  • A TIR calcula a taxa de desconto que deve ter um fluxo de caixa para que seu Valor Presente Líquido (VPL) iguale-se a zero.
  • Antes de prosseguirmos, é importante que você entenda o conceito do Valor Presente Líquido, pois o mesmo está diretamente relacionado ao conceito de TIR:

O VPL traz ao valor presente um valor futuro. Ele representa a diferença entre os recebimentos e os pagamentos de um projeto de investimento em valores monetários atuais (de hoje).

Ok, voltando ao nosso assunto principal. Se tivermos que explicar a Taxa Interna de Retorno diremos que ela é usada para avaliar a atratividade de um projeto ou investimento. Assim, temos:

  • Se a TIR de um projeto exceder a Taxa Mínima de Atratividade significa que o mesmo é viável.
  • Se a TIR de um projeto ficar abaixo da Taxa Mínima de Atratividade o mesmo deve ser rejeitado.
  • Se a TIR de um projeto for igual a Taxa Mínima de Atratividade a decisão de seguir com o projeto fica por conta dos gestores/investidores.

Por que entender sobre a Taxa Interna de Retorno (TIR)?

A Taxa Interna de Retorno reflete a qualidade de um investimento. Ela é utilizada amplamente por empresas para determinar se devem ou não investir. Além disso, gestores financeiros fazem uso da TIR para comparar diferentes opções de investimentos.

Por exemplo, um investimento X será escolhido se sua Taxa Interna de Retorno for maior que aquela de um investimento Y (considerando o mesmo risco para ambas as opções, claro).

A TIR pode também ser usada para calcular o tempo em que o dinheiro desvalorizará. Supondo que você pense em uma TMA de 9%, onde você investiria? Com certeza seria em uma opção cuja Taxa Interna de Retorno seja maior que os 9%.

Vantagens da TIR

Como veremos mais adiante, e como o próprio nome sugere, a TIR apresenta uma taxa como resultado: sua rentabilidade. Isso facilita a vida dos gestores, pois torna mais fácil a comparação com taxas definidas para custo de capital.

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 PassosPor ser expressa em percentual, a Taxa Interna de Retorno tem boa aceitação entre executivos financeiros. Aliás, para muitos a TIR é preferível ao VPL, pois o Valor Presente Líquido apresenta como resultado um número natural. Justamente por isso a TIR é amplamente difundida e já tornou-se padrão tanto em planilhas eletrônicas como calculadoras financeiras.

Mas talvez a principal vantagem do método TIR seja sua facilidade de interpretação, pois o cálculo apresenta uma taxa para cada projeto. Neste caso, se você precisa decidir entre dois projetos ou investimentos, aquele que tiver a maior Taxa Interna de Retorno será sua melhor opção.

Algumas ressalvas devem ser feitas ao serem comparados dois projetos. Este item, aliás, entra como vantagem e desvantagem na aplicação do método TIR. É o que veremos a seguir.

Desvantagens da TIR

Já sabemos que a TIR mostra ao investidor o percentual de retorno de um projeto. No entanto, o que ela não mostra é sobre o risco que a empresa corre (ou até mesmo o investidor) para obter esse retorno.

Imagine dois projetos diferentes, que tenham a mesma projeção de fluxo de caixa e os mesmos prazos. Se algo der errado durante um dos projetos as perdas que eles causarão não serão iguais. Isso porque a Taxa Interna de Retorno revela apenas os retornos esperados, e não as potenciais perdas dos investimentos.

Outra desvantagem desse método para análise de viabilidade de um projeto é que, se os fluxos de caixa não forem uniformes, o projeto poderá apresentar taxas múltiplas.

 Além disso, existe uma limitação da análise da TIR quando ocorrem mudanças no sinal do fluxo de caixa. Geralmente, quando isso ocorre é gerada uma Taxa para cada mudança.

Isso torna um pouco mais difícil a análise de viabilidade do projeto.

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 PassosA TIR também não considera o custo do investimento. Em outras palavras, acaba não sendo uma boa opção caso um projeto tenha saídas de caixa após ter gerado o fluxo. Outro ponto negativo é a necessidade de se estimar os custos iniciais a fim de calcular a TIR. Um pequeno erro neste fase pode significar um grande prejuízo lá na frente.

Quer um exemplo? Digamos que os custos iniciais de um projeto estejam estimados em R$ 50 mil. As estimativas de seus fluxos de caixa futuros são de R$ 100 mil. Com isso, o lucro projetado passa a ser R$ 50 mil, que será descontado para um valor presente de zero. Imagine que a TIR foi de 35%. Se, ao invés dos R$ 50 mil iniciais o valor suba para R$ 80 mil a TIR cairá para 9,56%.

Faz diferença, não é mesmo?

Fórmula da Taxa Interna de Retorno

Apenas a título ilustrativo, dá uma olhada na fórmula da TIR:

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

  1. Onde:
  2. VP = valor presente;Capital = valor do investimento;N = quantidade de períodos;Ft = entrada de capital no período t;i = taxa interna de retorno.
  3. Explicando a fórmula:
  • O VP é sempre igual a zero (afinal a TIR calcula a taxa de desconto que deve ter um fluxo de caixa para que seu VPL seja igual a zero).
  • O capital equivale ao valor do investimento inicial e deve ser sempre negativo. Se você for olhar o exemplo que demos acima verá que colocamos o valor de -R$ 100 na fórmula (correspondente aos R$100 mil de investimento).
  • O N é a quantidade de períodos a serem analisadas, por exemplo, 6 meses, 1 ano, etc.
  • O Ft é o valor da entrada de dinheiro no período t, por exemplo, se no quarto mês entrar R$ 20 mil, informe esse valor.

Calculando a Taxa Interna de Retorno

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 PassosVamos reforçar algo que você já deve estar careca de saber: antes de qualquer análise, é preciso estar certo de que a projeção de fluxo de caixa esteja muito bem elaborada e com todas as informações corretíssimas.

Dito isso, vamos seguir em frente. Para avaliar a viabilidade de um projeto através da Taxa Interna de Retorno, podemos usar uma calculadora científica ou a função TIR do Excel. O investimento inicial será a base do cálculo, e virá acompanhado de uma série de fluxos de caixa positivos.

Trazendo tudo isso para a prática, vamos a um exemplo:

Sua empresa fará um investimento inicial de R$ 100 mil. A previsão é de que no primeiro ano o retorno seja de R$ 60 mil somados com outros R$ 60 mil no ano seguinte. Queremos saber a Taxa Interna de Retorno, portanto, conforme vimos, devemos igualar o VPL a zero.

VPL = 0 = -R$100 + R$60/(1+TIR) + R$60/(1+TIR)2

A única maneira de calcular a TIR é por tentativa e erro. Vamos imaginar uma taxa de 10% e outra de 15%.

VPL = 0 = -R$100 + R$60/1,1 + R$60/1,12 = R$ 4,13

VPL = 0 = -R$100 + R$60/1,15 + R$60/1,15² = – R$ 2,46

Observando os resultados acima, a que conclusão chegamos? Bom, para um Valor Presente Líquido igual a zero a TIR deve ficar em um ponto entre 10% e 15%. Se formos prosseguir com os cálculos, chegaremos a uma TIR de 13,1%.

Isso significa que se o retorno exigido for menor que 13,1%, o projeto será viável. Caso seja maior que 13,1% o mesmo deverá ser rejeitado.

Calculando TIR no Excel

Você vai concordar que usar o Excel é muito mais fácil que a fórmula, não é mesmo? Então, vamos aproveitar a função TIR e analisar o seguinte quadro:

Leia também:  Como baixar jogos online: 5 passos (com imagens)

Sua empresa vai realizar um investimento de R$ 100.000,00, com receita líquida mensal de: R$ 10.000,00; R$ 16.000,00; R$ 24.000,00; 32.000,00 e R$ 33.000,00. Qual será a Taxa Interna de Retorno?

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

Em nosso exemplo, após colocar os dados na planilha e aplicar a função “=TIR()”, encontramos o resultado de 4%. Para analisar a viabilidade, uma boa pedida é verificar a Taxa Mínima de Atratividade.

Cuidados ao usar a Taxa Interna de Retorno

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 PassosUm dos maiores erros que as empresas cometem é utilizar somente a Taxa Interna de Retorno para avaliar a viabilidade de um investimento. Quando utilizado sozinho, existe uma probabilidade maior de tomar uma decisão errada, especialmente ao comparar dois projetos com durações diferentes. O mais indicado é fazer uso da TIR combinado com outros métodos, como o Valor Presente Líquido e o Payback.

Pense em uma situação em que um projeto com um ano de duração tem uma TIR de 25%, enquanto um de 10 anos possui a TIR de 14%. Se você apenas tomar como base a Taxa Interna de Retorno é bem provável que favoreça o primeiro, o que seria um erro. Isso porque é muito melhor ter uma TIR de 14% por 10 anos do que 25% por um ano caso sua Taxa Mínima de Atratividade seja de 10% durante o período.

Outro cuidado que se deve ter é sobre o valor do dinheiro no tempo. Pela TIR, os fluxos de caixa futuros são reinvestidos na própria TIR e não no custo de capital da empresa. Portanto, a Taxa Interna de Retorno não relaciona o custo de capital e o valor do dinheiro no tempo como o VPL.

Exatamente por isso que a melhor dica é a de usar vários indicadores em conjunto. Desse modo você terá uma melhor visão do que esperar do seu investimento. E é justamente pela importância de cruzar resultados para uma avaliação mais completa, que preparamos um e-book todinho sobre Indicadores Financeiros para Análise de Investimentos:

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

Ligando os pontos… 

Como você percebeu neste e em outros artigos, muito mais importante do que o método a ser utilizado para análise de viabilidade de um projeto é a elaboração de um correto fluxo de caixa. Ele é a base para o início de qualquer análise.

Se algo começa errado, é um pouco difícil que dê certo. Por esse motivo, para garantir que a metodologia utilizada não traga um valor errado ao investidor, a preocupação com uma projeção de fluxo de caixa correta é importantíssima!

Hoje, falamos especificamente sobre a Taxa Interna de Retorno que, como outras ferramentas para analisar o retorno de um projeto, tem suas vantagens e desvantagens.

Como principal vantagem citamos a facilidade na interpretação do resultado. Já como desvantagem, mencionamos que essa simplicidade pode fazer mal, pois a TIR não considera em seus resultados os riscos de um projeto ou investimento.

Observe também que o recomendado nunca é utilizar somente a Taxa Interna de Retorno em suas avaliações. Outros indicadores devem ser usados em conjunto. Aqui no artigo citamos o Valor Presente Líquido, mas existem outros tão importantes quanto e que também deve ser usados.

Esperamos que esse artigo tenha sido útil para você. Aproveite e conte para gente o que você achou. Deixe sua opinião nos comentários. Até a próxima!

Valor Presente Líquido: o que é o VPL e por que isso é importante para os seus investimentos?

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

  • Você já ouviu o termo valor presente líquido?
  • Não?
  • Pois saiba que, dentro do universo da contabilidade e finanças, esse é um dos conceitos mais importantes para quem está estudando a viabilidade de um investimento.
  • E o que isso tem a ver com o HC Investimentos?
  • Tudo!
  • Afinal, nosso objetivo é ajudar você a desenvolver a sua inteligência financeira.
  • E desenvolver a inteligência financeira passa muito por saber se um investimento é viável ou não.
  • Neste sentido, o conceito de Valor Presente Líquido, ou simplesmente VPL, pode ajudá-lo a tomar uma decisão com mais segurança diante de uma encruzilhada do tipo “compro ou não compro” ou “vendo ou não vendo” algum ativo.
  • E saber tomar a decisão certa em relação aos investimentos é fundamental para que você conquiste a sua independência financeira!
  • Portanto, leia este artigo até o final para entender pontos importantes como:
  • A importância do Valor Presente Líquido para a tomada de decisões com relação a um investimento
  • O que é e quando usar o VPL
  • Como fazer o cálculo do Valor Presente Líquido
  • Exemplos de como interpretar o valor do VPL

O QUE É VPL, OU VALOR PRESENTE LÍQUIDO?

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

  1. O Valor Presente Líquido é um  simples método utilizado para determinar se um investimento é viável ou não, dentro de determinado período.
  2. Esse conceito também é conhecido como Valor Atual Líquido (VAL) ou método do valor atual.
  3. Porém, embora seja simples, é preciso certa dose de raciocínio para entender a sua real utilidade e interpretar corretamente seu resultado.
  4. Afinal, a aplicabilidade dessa técnica pode impactar diretamente no planejamento financeiro de uma empresa ou de uma pessoa.
  5. Dentro do universo contábil, os profissionais geralmente utilizam essa fórmula matemática-financeira para determinar a viabilidade de um negócio.
  6. Esse cálculo leva em consideração pontos como o investimento inicial, tempo de investimento, o fluxo de caixa e o retorno dentro desse período.
  7. Neste momento, alguns podem estar se perguntando: não basta apenas subtrair do investimento inicial o retorno financeiro para descobrir se um investimento é viável?
  8. Se der positivo, estamos falando de um bom negócio.
  9. Se der negativo, é hora de abandonar o navio.
  10. Correto?
  11. Infelizmente não é tão simples assim!
  12. Esse cálculo simplista não leva em consideração um aspecto muito importante: o tempo.
  13. A matemática financeira nos ensina que não podemos simplesmente trabalhar (somando ou subtraindo) valores futuros em um projeto de investimento.
  14. Esse tipo de cálculo desconsidera o valor do dinheiro no tempo.
  15. Parece confuso?
  16. Fica mais fácil entender se levarmos em conta que o dinheiro que recebemos no futuro não vale o mesmo que aquele montante que temos no presente.
  17. É exatamente por isso que temos a existência dos juros, que corrigem os valores à medida que o tempo passa.
  18. No caso do cálculo do Valor Líquido Presente, temos o que é chamado de “Taxa Mínima de Atratividade”, ou TMA.
  19. Esse é o fator que ajuda os métodos de análise de investimentos – como o VPL – a representar o retorno mínimo que um projeto precisa obter.
  20. Geralmente, essa taxa não é inferior àquela que um investidor obteria se investisse esse mesmo dinheiro em fonte seguras, como por exemplo num título público pós-fixado, como a LFT.

QUANDO USAR O VPL?

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

  • É verdade que não é todo dia que encontramos boas oportunidades de usar os conceitos do Valor Presente Líquido (VPL).
  • Afinal, estamos falando de uma fórmula que geralmente é utilizada por contadores e investidores profissionais que estão constantemente planejando fazer novos investimentos.
  • Porém, se você está querendo fazer o seu dinheiro trabalhar para você, deve sempre levar em conta o custo de oportunidade de optar por uma modalidade de investimento em detrimento de outra.
  • É por isso que o VPL é normalmente usado em análises de retorno de projetos ou na valoração de empresas (o chamado valuation).
  • Por conta de sua popularidade no meio contábil, a utilização do Valor Líquido Presente é encarada como um estudo de viabilidade econômica.
  • A vantagem é poder contar com a variação do dinheiro ao longo do tempo e o custo de oportunidade desse capital (o TMA, ou Taxa Mínima de Atratividade).
  • Portanto, por que deixar de lado uma técnica que é usada por grandes investidores na hora da tomada de decisão?
  • Se você está investindo em um CDB, no Tesouro Direto ou em fundos imobiliários, só para citar alguns exemplos, deveria começar a utilizar o VPL para saber se esse seu investimento é realmente viável.

NA PRÁTICA: COMO USAR O VPL?

  1. Como eu disse, o Valor Presente Líquido é o resultado de uma fórmula matemática-financeira.
  2. Mas não é preciso correr dela, pois seu entendimento é mais simples do que você imagina!
  3. Além disso, há formas de se calcular o VPL usando o Excel ou uma calculadora financeira.

  4. Vou mostrar a fórmula e em seguida explicarei cada um de seus termos:

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

  • VPL (Valor Presente Líquido): é a soma do valor presente de todos os fluxos de caixa previstos no negócio/ativo. Indica se o investimento neste negócio/ativo é viável ou não;
  • FC0: valor que representa o fluxo de caixa no período zero, ou seja, o investimento inicial. Dentro da fórmula, esse valor entra com um sinal negativo; afinal de contas, representa uma saída de caixa.
  • FCn:  valor que representa o fluxo de caixa em determinado período N, geralmente representado por meses ou qualquer outra variação de tempo usada para a análise (anos, por exemplo);
  • TMA: Taxa Mínima de Atratividade, que nada mais é do que a taxa de desconto que é utilizada para representar o valor mínimo que um investimento deve obter.
  • Com todos os termos dessa fórmula explicados, fica fácil fazer a aplicação do VPL para um investimento.
  • E quer saber?
  • É exatamente isso que vou fazer agora no exemplo a seguir, usando uma planilha do Excel.
Leia também:  Como brincar de ""true american"": 15 passos (com imagens)

Imagine um empreendimento (pode ser qualquer tipo de negócio) que exigiu um investimento inicial de R$ 20.000,00.

Esse mesmo projeto gerou R$ 10.000,00 de lucro nos cinco meses seguintes.

  1. Para esse caso, vamos considerar uma taxa (TMA) de 10% ao mês.
  2. Como saber se esse projeto é viável ou não?
  3. Apliquei todos esses números na fórmula do VPL no Excel, onde:
  • FC0: 20.000,00
  • FC1, FC2, FC3, FC4, FC5: 10.000,00
  • TMA: 10%

Depois de feito os cálculos (lembrando-se de considerar o FC0 como negativo, já que é um valor que sai do investidor, e não que entra), obteremos o seguinte resultado: R$ 17.907,87.

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

Mas como interpretar esse valor?

Uma forma simples de entendermos esse número é relembrarmos o conceito de VPL mais usado entre contadores e investidores, o valuation.

Se esse empreendimento fosse uma empresa, considerando a viabilização econômica, valeria a pena “comprar” esse negócio se ele estivesse sendo negociado abaixo de seu VPL.

Se o valor necessário para adquirir esta empresa estivesse acima dos R$ 17.907,87, seria melhor reconsiderar a negociação.

  • Porém, se estivermos falando de outro tipo de investimento, precisamos observar o valor de forma individual.
  • Caso o VPL seja positivo, podemos dizer que o empreendimento é viável.
  • Portanto, quanto mais positivo (ou quanto maior o valor), melhor tende a ser essa avaliação.
  • Porém, se o VPL é negativo, podemos dizer que o negócio não é viável.
  • Isso é o que aconteceria se FC1, FC2, FC3, FC4, FC5 tivesse valores mais baixos.

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

Se o investimento tivesse dado o retorno de R$ 1.000,00 em vez de R$ 10.000,00, o valor do VPL seria de – R$ 16.209,21 dada esta alta TMA mensal.

Este valor negativo indicaria a inviabilidade do empreendimento.

Se a taxa de desconto fosse mais alta, isso também poderia acontecer, mesmo que os fluxos mensais se mantivessem R$ 10.000,00.

  1. Este fenômeno acontece por conta da relação inversamente proporcional entre a taxa de desconto (a TMA) e o valor presente líquido de um ativo.
  2. Quanto maior for a taxa mínima de atratividade, menor será a atratividade de qualquer investimento.
  3. DICA NINJA: Esta relação inversamente proporcional pode ser observada no mercado financeiro com a variação da curva futura de juros.

Quando esta curva sobe (sinalizando que os investidores e participantes do mercado esperam que os juros subirão com o tempo), o valor dos ativos financeiros (ações, FIIs, etc) tende a cair. Quando a curva cai, eles tendem a subir. ????

  • E o mesmo raciocínio vale aqui: quanto mais baixo o valor do VPL, mais inviável é o projeto.
  • Vale ressaltar que ainda há outras formas de calcular o VPL.
  • Seria possível trazer cada dos retornos FC1, FC2, FC3, FC4, FC5 para o chamado Valor Presente (VP) e depois somá-los para em seguida subtrair do FC0 e descobrir o VPL, como na imagem abaixo:

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

Ainda, seria possível fazer este cálculo com o uso de uma calculadora financeira.

CONCLUSÃO

  1. Leitores que acompanham o Clube do Valor e o HC Investimentos podem ter estranhado a presença de um assunto tão técnico por aqui.
  2. Porém, a apresentação dele é totalmente justificável, já que estamos tratando diretamente de viabilidade de investimentos.
  3. Eu sei que um tema como o VPL é bastante complexo e pode ser difícil de entender se você está iniciando seus estudos.
  4. Mas vale a pena ficar atento e ler com mais calma o artigo, caso você tenha sentido dificuldades para entender alguns conceitos apresentados aqui.
  5. Se eu puder ajudar a sanar algumas de suas dúvidas, ficarei extremamente feliz em poder contribuir com o seu aprendizado.
  6. É só deixar a sua pergunta no campo dos comentários!
  7. Agora, se você conseguiu absorver bem o conceito de Valor Presente Líquido (VPL), sugiro procurar assuntos complementares, como Payback e TIR (Taxa Interna de Retorno).
  8. Nós temos mais de 20 planilhas financeiras prontas para serem baixadas aqui nesse link.
  9. Grande abraço a todos,
  10. Ramiro Gomes Ferreira

Cavalcante Consultores – treinamento e consultoria em finan�as e Excel

Cavalcante Consultores > Biblioteca de Excel > Valor presente líquido (VPL)

O que é?

O valor presente líquido (VPL) é uma função utilizada na análise da viabilidade de um projeto de investimento. Ele é definido como o somatório dos valores presentes dos fluxos estimados de uma aplicação, calculados a partir de uma taxa dada e de seu período de duração.

Os fluxos estimados podem ser positivos ou negativos, de acordo com as entradas ou saídas de caixa. A taxa fornecida à função representa o rendimento esperado do projeto.

Caso o VPL encontrado no cálculo seja negativo, o retorno do projeto será menor que o investimento inicial, o que sugere que ele seja reprovado. Caso ele seja positivo, o valor obtido no projeto pagará o investimento inicial, o que o torna viável.

Sintaxe da função VPL

=VPL(taxa, valores)

Onde:

  • Taxa é a taxa de desconto estimada sobre o intervalo de um período;
  • Valores é um intervalo ou até 29 células que representam os entradas (valores positivos) e saídas (valores negativos) de caixa a partir do primeiro período.

A função VPL do Excel apenas traz para o presente os fluxos de caixa a partir do primeiro período; para calcular o valor presente líquido, você deverá subtrair o investimento inicial do valor obtido através da função VPL.

Imagine que você deseja comprar uma franquia, com um investimento inicial de R$ 103.000,00. Segundo o franqueador, este investimento gerará receitas líquidas anuais estimadas em R$ 30.000,00, R$ 35.000,00, R$ 32.000,00, R$ 28.000,00 e R$ 37.000,00.

Neste exemplo, devemos avaliar se a compra da franquia é um projeto de investimento viável. Isto é feito através do cálculo do valor presente líquido: os fluxos de caixa são trazidos para o valor presente a partir de uma taxa de desconto; se eles pagam o investimento inicial, o projeto cria valor para o investidor.

Calcularemos o VPL deste investimento utilizando duas taxas de desconto, que representam diferentes cenários: 15% e 18%. Observe a planilha abaixo:

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

Para calcular os VPLs a partir destas taxas, siga os passos a seguir:

  • Selecione a célula onde o resultado será guardado (no exemplo, K10);
  • Na célula desejada, use a função VPL para trazer os fluxos de caixa ao valor presente a partir da taxa de desconto dada, ou seja, aplique a fórmula VPL(G14; G7:G11);
  • Complete a fórmula subtraindo o investimento inicial (no exemplo, G3). Devemos ter a fórmula abaixo:

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

Repita os passos acima para obter os resultados nos dois cenários:

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

Exemplo

Não se esqueça: a função VPL do Excel só traz para o presente os fluxos de caixa a partir do primeiro fluxo de caixa futuro do projeto. Para obter o valor presente líquido, você deve subtrair o investimento inicial do valor obtido com a função VPL.

De acordo com o resultado acima, o investimento é viável se considerarmos uma taxa de desconto de 15%, pois é positivo: R$ 4.997,13. Já para a taxa de desconto de 18%, temos um VPL negativo, de (R$ 2.348,50). Isto sugere que o projeto de investimento deve ser rejeitado por não cobrir o investimento inicial.

Pratique!

Ver exemplo em v�deo

Baixar planilha

O que é VPL e como calcular (exemplos em Excel e HP 12c)

  • O Valor Presente Líquido (VPL) é calculado para sabermos qual o valor atual de um investimento, bem como a sua rentabilidade.
  • O cálculo do VPL é feito atualizando todo o fluxo de caixa de um investimento para o valor de hoje, utilizando uma taxa de desconto no cálculo conhecida como Taxa Mínima de Atratividade (TMA).
  • A fórmula para o cálculo da VPL é a seguinte:
  • Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos
  • FC = Fluxo de caixa
    TMA = Taxa mínima de atratividade

  • j = período de cada fluxo de caixa
  • Nesta fórmula temos um somatório que atualiza cada um dos valores do fluxo de caixa que geram entrada de dinheiro ao investidor, subtraído do investimento inicial.

Exemplo de cálculo da VPL

Vamos calcular, como exemplo, um investimento feito ao custo de R$ 15.000,00 e que retorna fluxos de caixa anuais aos valores de R$ 3.500,00 por 5 anos. O investidor considera que sua Taxa Mínima de Atratividade é de 4% ao ano.

Leia também:  Como ajudar um alcoólatra a parar de beber: 14 passos

Somando cada fluxo de caixa utilizando os valores negativos para as saídas e positivos para as entradas, ficamos com:

Período (j) Fluxo de Caixa (FC) Fórmula da VPL Fluxo de Caixa Atualizado
R$ – 15.000,00 -15.000/(1+0,04)0 R$ -15.000,00
1 R$ 3.500,00 3.500/ (1+0,04)1 R$ 3.365,38
2 R$ 3.500,00 3.500/ (1+0,04)2 R$ 3.235,95
3 R$ 3.500,00 3.500/ (1+0,04)3 R$ 3.111,49
4 R$ 3.500,00 3.500/ (1+0,04)4 R$ 2.991,81
5 R$ 3.500,00 3.500/ (1+0,04)5 R$ 2.876,74
VPL = R$ 581,38

Com este valor, sabemos que a uma Taxa Mínima de Atratividade de 4% o investimento é viável, pois gera uma rentabilidade tendo um VPL positivo.

Significado do valor da VPL e TIR

Quando um investidor analisa se um projeto compensa ou não investir, pode utilizar o cálculo do VPL em conjunto a uma Taxa Mínima de Atratividade, sendo esta o mínimo que ele propõe ganhar com um projeto.

Ao se calcular uma VPL vemos o quanto vale o capital de um investimento no presente, como no exemplo anterior em que vemos que a entrada de R$ 3.500,00 daqui a 5 anos, considerando uma taxa de 4%, equivale hoje a R$ 2.876,74, ou seja, vale menos.

  1. A interpretação para o VPL é de que se for positivo o investimento é rentável e se for negativo não é rentável, e não compensa ao investidor.
  2. Os valores da VPL podem variar, ainda, conforme a taxa considerada, pois quanto maior for a Taxa Mínima de Atratividade menor será o VPL, como no gráfico abaixo:
  3. Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos
  4. Como alternativa, é possível investigar qual será a taxa utilizada que faz com que o VPL seja igual a zero, fazendo com que o investimento não tenha lucro nem prejuízo, conhecida como Taxa Interna de Retorno ou TIR.
  5. A TIR e a Taxa Mínima de Atratividade possuem uma relação em que:
  • Se a TIR for maior que a Taxa Mínima de Atratividade, o VPL é positivo e o investimento é bom;
  • Se a TIR for menor que a Taxa Mínima de Atratividade, o VPL é negativo e o investimento é ruim.

Você pode saber mais sobre o que é TIR e como calcular.

Como calcular VPL no Excel

Para o cálculo no Excel é preciso preencher o fluxo de caixa adicionando o valor inicial em negativo e as entradas com valores positivos, além da taxa de juros considerada como a Taxa Mínima de Atratividade.

Após todos os dados colocados, o cálculo da VPL pode ser feito em uma célula em branco utilizando a fórmula ” =VPL(Taxa; Fluxo de Caixa)+Investimento Inicial”.

Exemplo do VPL no Excel

  • Como exemplos, colocamos dois tipos de projetos preenchidos em uma planilha do Excel. O primeiro com Taxa Minima de Atratividade 5% e o segundo de 2% e fluxos de caixa diferentes:
  • Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos
  • O VPL é calculado para o projeto 1 no espaço B13 utilizando a fórmula =VPL(B1;B5:B11)+B4 e o segundo VPL para o projeto 2 com a fórmula =VPL(C1;C5:C11)+C4.

Além disso, é possível também calcularmos o valor da TIR para comparar com a Taxa Mínima de Atratividade destes projetos. A fórmula é mais simples, pois basta selecionar todo o fluxo de caixa na fórmula, fazendo: =TIR(B4:B11) para o primeiro projeto e =TIR(C4:C11) no segundo.

Analisando a TIR em conjunto vemos facilmente o porque de o Projeto 2 ter um VPL negativo, já que a Taxa Mínima de Atratividade de 2% é superior aos 1,534% da TIR.

Como calcular a VPL na calculadora financeira HP 12c

O VPL é facilmente calculado em uma calculadora financeira, como a HP 12c, uma das mais utilizadas.

A função que corresponde nesta calculadora aparece de cor laranja com a sigla NPV, que quer dizer o VPL em inglês (Net Present Value). Esta função se torna ativa quando pressionamos o botão ” f “.

O cálculo é feito preenchendo cada valor do fluxo de caixa nas funções de cor azul ativadas com a tecla “g”. Os passos são os seguintes:

  • Digitar o valor de investimento inicial → CHS g → CFo;
  • Preencher com os valores do fluxo de caixa → g → CFj;
  • Caso algum valor preenchido em “CFj” se repita, basta digitar a quantidade desta repetição → g → Nj ;
  • Digitar a Taxa Mínima de Atratividade → i ;
  • Descobrir a VPL pressionando: f → NPV.

Exemplo do VPL na HP 12c

Como exemplo para o cálculo, podemos calcular um VPL para um investimento inicial de R$ 40.000,00 com um retorno esperado de R$ 5.000,00 ao fim de cada ano e por um período de 12 anos e uma taxa de 4%.

Como se trata de um fluxo de caixa repetido podemos utilizar a função “Nj”. Os passos para este cálculo são:

  • 40.000 → CHS → g → CFo ;
  • 5.000 → g → CFj ;
  • 12 → g → Nj ;
  • 4 → i ;
  • Ao final, as teclas: f → NPV

O VPL resultante é o de R$ 6.925,37. Se quisermos também saber qual a TIR deste investimento basta pressionar “f” e a tecla “IRR” e o resultado é de 6,865% para este investimento.

Veja também Como é feita uma análise de riscos financeiros.

O que é a Taxa Interna de Retorno (TIR) e como calcular?

Quando um investimento pode ter um retorno igual a zero para uma empresa, ele recebe a denominação de Taxa Interna de Retorno (TIR).

Por meio dela os valores são atualizados para o primeiro momento do investimento. O que é diferente da taxas de juros, quando o valor final está acumulado. Por isso, a TIR é utilizada como uma taxa de desconto.

Assim sendo, se obtém o Valor Presente Líquido (VPL), quando o valor do investimento é atualizado. Nesse caso, ao se realizar o cálculo do TIR, o objetivo é chegar à taxa de desconto de um VPL, para saber qual é esse valor para que o resultado seja igual a zero.

Conceito da TIR e como interpretar seu valor

A Taxa Interna de Retorno  pode ser comparada com a Taxa Mínima de Atratividade, que é uma taxa de juros esperada em um investimento.

Esse conceito precisa deixar amostra o quanto um projeto é viável. Assim sendo, o retorno de rentabilidade será menor, à medida que a Taxa Mínima de Atratividade for maior, no momento de realizar um investimento.

Observe, a partir da tabela, como isso pode ser interpretado:

TIR > que Taxa Mínima de Atratividade Valor Presente Líquido é positivo Investimento é bem viável
TIR < que a Taxa Mínima de Atratividade Valor Presente Líquido é negativo Investimento não nada é viável

Taxa Interna de Retorno: cálculo

O cálculo da TIR é realizado para um VPL que precisa ser igual a zero, já que esse valor significa que o investimento não dá lucro, nem prejuízo.

Portanto, para se calcular a TIR faz a soma de cada entrada do fuxo de caixa, menos o investimento inicial, em que este valor seja igual a zero.  Veja a fórmula

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

  • I- Período de cada investimento
  • N- Período final do investimento

Por meio dessa fórmula é possível saber qual seria o valor atualizado para cada recebimento. Que é analisado dentre todos os períodos e, já que foi uma saída de dinheiro, após um investimento inicial que toma o valor negativo.

Taxa Interna de Retorno: exemplo

Pense que o valor a ser investido será de 200, com um retorno de 1 no valor de 250, terá uma taxa de:

Como Calcular Valor Presente Líquido no Excel: 10 Passos

O exemplo acima é o mais simples para realizar o cálculo da TIR. Quando há mais fluxos de caixas, em muitos períodos, a Taxa Interna de Retorno só é descoberta com a utilização de outros recursos, como a calculadora financeira ou o Microsoft Excel.

Taxa Interna de Retorno: cálculo no  Microsoft Excel

Todos o fluxos de caixa de um investimento precisam ser adicionados no momento de realizar o cálculo da TIR no Excel. Assim, precisam estar inclusos o valor inicial negativo e o retorno do investimento desse projeto.

Portanto, ao digitar “=TIR” em uma linha em branco, fazendo a seleção dos espaços que tem as entradas e saídas do dinheiro do investimento, a TIR é obtida.

Taxa Interna de Retorno: cálculo na calculadora financeira HP 12c

Dá para efetuar o cálculo por meio da HP 12c, um dos modelos de calculadora financeira mais utilizada.

Assim,  é preciso selecionar a cor da calculadora por meio da tecla “g” e a funções da cor laranja no botão “f”.

A Taxa Interna de Retorno (TIR) estará representada pela sigla conhecida como ‘IRR”. Portanto o  valor inicial deve ficar  negativo e para tal é preciso usar a tecla “CHS”. ]

Confira os passos a seguir:

  • 70.000 → CHS → g → CFo;
  • 12.000 → g → CFj;
  • 10.000 → g → CFj, e como se esse fluxo de caixa se repete por mais 10 vezes, fazendo ainda: 10 → g → Nj;
  • Para descobrir o valor da TIR é preciso proceder assim: f → IRR.
  • A TIR vai retornar um valor de 8,97%.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*