Como aprender robótica: 12 passos (com imagens)

Como Aprender Robótica: 12 Passos (com Imagens)

No Curso Regular da SuperGeeks, os alunos aprendem a criar seus próprios games (2D e 3D) e a desenvolver aplicativos e sistemas.

Saiba Mais Como Aprender Robótica: 12 Passos (com Imagens)

Descubra tudo sobre cada curso da SuperGeeks. A primeira, maior e melhor escola de programação e robótica do país.

Ver todos Como Aprender Robótica: 12 Passos (com Imagens)

Aprenda eletrônica, programação, mecânica e robótica com o desenvolvimento de diversos projetos.

Saiba mais

Por que ser um aluno SuperGeeks?

A SuperGeeks é pioneira no país bem como possui um método próprio que não existe em lugar algum do mundo. Nossa escola é referência no mercado.

Não precisa acreditar em nós, mas pedimos que você pesquise a fundo o conteúdo, metodologia, material didático e pedagógico de qualquer outro curso e compare. Ainda tem dúvidas?

Nossa meta é que os alunos tornem-se verdadeiros criadores de tecnologia e aprendam conteúdos que são utilizados pelo mercado de maneira divertida.

O curso regular da SuperGeeks engloba os principais conteúdos de Ciência da Computação, que é uma área extremamente ampla.

Nossos alunos aprendem e desenvolvem diversos tipos de conteúdos e habilidades. O aluno que se forma na SuperGeeks, não precisa cursar uma faculdade de tecnologia no Brasil, caso queira seguir na área.

Sabemos que cada aluno tem suas próprias necessidades e ritmo de aprendizado. Na SuperGeeks o aluno recebe acompanhamento pedagógico individualizado tanto nas aulas como fora delas.

Como Aprender Robótica: 12 Passos (com Imagens)

No Curso Regular da SuperGeeks, os alunos aprendem a criar seus próprios games (2D e 3D) e a desenvolver aplicativos e sistemas.

Os alunos aprendem a como se tornar um youtuber, editando vídeos com um Software Profissional de edição.

Neste curso regular, de 11 fases semestrais (5 anos e meio), os alunos aprendem e treinam a Matemática junto com Ciência da Computação.

Um curso rápido, de 4 aulas de 1h30min, onde o aluno aprende noções básicas de programação dentro do Minecraft. Ele irá programar um robô dentro do Minecraft para que este robô construa coisas por ele.

O SuperKIDS é um curso destinado a crianças de 5 a 8 anos, de modo a melhor prepará-las para o Curso Regular de Ciência da Computação e para o SuperMath (Matemática com Programação).

Nesse curso, os alunos têm contato com Programação visual em blocos e linguagem de Programação texto utilizando Lua.

Neste curso, os alunos irão aprender conceitos básicos de eletrônica, mecânica e programação, por meio da criação de um Robô autônomo, que desvia sozinho de obstáculos.

Um curso rápido, de 4 aulas de 1h30min, onde o aluno aprende a criar um game completo, utilizando uma ferramenta profissional. Ele irá desenvolver seu próprio jogo no estilo Super Mário.

Neste curso rápido de 4 aulas, os alunos irão aprender noções básicas de programação por meio da criação de mods (modificações), dentro do Minecraft.

Nesse curso os alunos aprendem robótica de verdade com o desenvolvimento de vários robôs.

Por que os pais escolhem a

SuperGeeks

Os primeiros passos para criar um robô – People

postado 16 de ago de 2018

A tecnologia da robótica tem se tornado cada vez mais acessível, permitindo que as pessoas produzam seus próprios projetos dentro de casa. Com muita dedicação e estudo, é possível começar a se aventurar pelo mundo da automação e da eletrônica. Para te inserir nesse universo maker, nós separamos um passo a passo que vai te ajudar a criar o seu primeiro robô!

Conhecimentos prévios

Como Aprender Robótica: 12 Passos (com Imagens)

Antes de sair por aí montando peças e ligando fios, você precisa ter uma base de conhecimentos que te permita compreender o funcionamento de robôs e saber como utilizar corretamente cada peça. Para isso, terá que estudar alguns temas:

Linguagens de programação

Um robô realiza ações definidas por comandos programados. Por isso, é essencial dominar algumas linguagens de programação.  

Física e química

Estude sobre as propriedades de alguns elementos e entenda os conceitos básicos de processos físicos e químicos, como transmissão de calor e condução de eletricidade, por exemplo.

Mecânica

Você precisa possuir noções de mecânica relacionadas aos movimentos de deslocamento do seu robô, bem como outras funções, como mover peças e responder a estímulos do ambiente.

Eletrônica

Conheça os materiais mais utilizados na criação de robôs, como placas e componentes eletrônicos, e fios condutores de eletricidade.

Leia também:  Como alterar uma camisa (com imagens)

Planejamento

Como Aprender Robótica: 12 Passos (com Imagens)

Com um conhecimento maior da área já é possível avançar no planejamento do seu robô.

Fazer o projeto

Primeiro, defina o que será o seu robô e quais ações ele irá realizar; se possível, faça alguns desenhos, por exemplo. Depois, liste todas as peças necessárias e a ordem dos procedimentos da montagem.  

Montando o seu kit

Depois que definir a forma do seu robô e o que ele irá fazer, separe os materiais necessários para construí-lo, o que pode envolver placas eletrônicas, fios de cobre e bases de madeira, por exemplo.

Junte ferramentas

É preciso ter em mãos algumas ferramentas, como chave de fenda, serrinha e lixas. Tome muito cuidado com o manuseamento delas e sempre tenha alguém por perto que possa te ajudar.

Separe materiais reserva

Além do kit definido, tenha também outros materiais que podem ajudar ou que ao menos sirvam de reserva, como pedaços de madeira e fita isolante, por exemplo.

Não tenha pressa

Não adianta querer pular etapas e fazer as coisas mais rápido. É preciso disponibilizar o tempo certo para completar o seu projeto, sem se preocupar tanto com horários.

Reserve um lugar

Deixe um lugarzinho para colocar os materiais e ter espaço de se movimentar e separar as peças. O ideal é que isso não seja feito em um canto qualquer, mas sim em um local preparado e tranquilo.

Construindo o robô

Como Aprender Robótica: 12 Passos (com Imagens)

Agora que você já tem tudo em mãos, chegou a hora de construir o seu robô!

Construa a base

O seu robô terá uma base, que pode ser de madeira, em que serão colocados os componentes elétricos e eletrônicos que o farão funcionar.

Monte os componentes

Com a base pronta, você já pode começar a interligar os componentes do seu robô, montando as peças do jeito descrito no planejamento e fazendo as conexões necessárias.

Programação

É o momento de escrever os códigos de programação no software próprio e planejar as ações que serão realizadas pelo seu robô. Tome bastante cuidado e revise tudo durante o processo!

Ligue tudo

Com os passos todos prontos, você pode interligar a sua base elétrica à programação, fazendo todas as conexões de maneira correta e atenciosa.

Testes

Agora é o momento de ver se tudo está funcionando corretamente e resolver algum probleminha ou outro que pode surgir. Boa sorte!

  • Aqui na People nós oferecemos um curso completo de robótica, onde nós ajudamos no passo a passo da construção do seu robô, dando todo o suporte e tirando todas suas dúvidas. Acompanhe as postagens do blog e conheça um pouquinho mais sobre o que ensinamos:
  • Robótica People
  • O que é Arduino e como ele é fundamental para a robótica
  • Os materiais essenciais para aprender robótica
  • E-book Guia de Robótica

Tecnologia é na People!

Quer ingressar na área de tecnologia? Seja um aluno People! Conheça nossos cursos e esteja à frente das inovações no futuro!

COMENTÁRIOS

Seja o primeiro a deixar um comentário

É Possível Aprender Inglês Online?

Um levantamento divulgado pela rede de escolas de idiomas EF Education First mostrou que o nível de proficiência em inglês da população brasileira continua baixo, pois o Brasil aparece em 38º lugar no ranking de 63 países com baixa proficiência no inglês.

O Brasil está ao lado de outras doze nações, entre elas Peru, Equador, Rússia, China, México e Uruguai. É interessante notar que o estudante americano é ávido para aprender outras línguas, outras culturas e costumes, assim como boa parte do planeta precisa https://pt.babbel.com/ingles-basico até mesmo para arrumar um simples emprego. Dominar uma nova língua não é tão simples como muitos imaginam e na maioria das vezes exige do aprendiz um período prolongado de estudo, de paciência e de investimento de tempo voltado a isto. A boa notícia é que muitos cursos online vem cumprindo bem este papel, ou seja, vem oferecendo uma variedade de planos de aulas e de ferramentas multimídias voltadas para a leitura, escrita, audição e conversação, e assim vem ajudando as pessoas a falarem uma nova língua, especialmente o inglês.

Muitos cursos de línguas na modalidade online já oferecem soluções tecnológicas móveis, o que facilita a vida do aprendiz pois permite que ele estude em qualquer lugar e a qualquer hora. Cursos de idiomas online proporcionam às pessoas a aprendizagem de uma nova língua nos seus próprios países.

Leia também:  Como ajudar vítimas de perseguição: 15 passos

Saber se comunicar em inglês é uma habilidade inevitável a todos atualmente, pois podemos afirmar que é a segunda língua no mundo depois da língua materna de cada um.

Não quero com isto menosprezar a importância de tantas outras línguas que também são muito faladas no planeta, como por exemplo o espanhol e o mandarim, mas que são mais necessárias em áreas geográficas específicas, enquanto o inglês é falado universalmente em quase todos os países do mundo.

Creio que seja seguro pensar que o Inglês é o elo comum que nos liga ao mundo exterior até mesmo ao mundo virtual da internet, mas considero também que para os falantes não-nativos é um desafio grande falar, escrever e expressar-se bem em uma segunda língua. É claro que é uma situação diferente, quando vemos a criança aprender a sua língua nativa e o Inglês ao mesmo tempo e desde o início de sua vida, do que um adulto que precisa aprender inglês como segunda língua numa fase mais tardia.

Existem cursos online de idiomas, especialmente o de inglês, que são ótimos em suas estruturas pedagógicas e didáticas tanto para crianças como para adultos.

Aqueles que oferecem a tutoria por professores nativos, permitem ao aluno virtual o contato mais próximo com a cultura americana e com uma comunidade internacional, especialmente quando o curso é dos EUA e consegue receber alunos do mundo todo.

Normalmente estes cursos à distância são mais baratos do que os cursos presenciais, o que é uma grande vantagem ao aluno internacional, mas é inquestionável que muitas vezes a escolha da escola de idiomas online, seja um grande desafio por parte do aprendiz porque atualmente ainda não existem normas, rankings ou selos que atestem a qualidade das aulas virtuais voltadas à aprendizagem de um idioma, pelo menos no Brasil não existe.

Um benefício significativo destes cursos virtuais é que eles promovem comunicações globais instantâneas onde os alunos podem melhorar as suas competências linguísticas através de conversas aluno-aluno, aluno-professor nativo, independentemente do local onde vivem.

As videoconferências aumentam a interação pessoal e criam a oportunidade para que os alunos construam uma rede internacional de amigos e contatos.

Uma rede de contatos pode ajudar o aluno a desenvolver planos de negócios, encontrar novas oportunidades de emprego e aumentar o seu conhecimento de outros países e culturas.

Uma rede global de contatos construída a partir de uma aprendizagem conjunta e com conversas pessoais com outros alunos, sempre proporciona benefícios ao longo da carreira do aprendiz. Sempre vale lembrar que ser bilíngue é mais do que ser capaz de ler e escrever em uma segunda língua. Ser bilíngue te faz um cidadão do mundo!

Recursos de mídia para cursos de Inglês Online

Hoje os recursos multimídias voltados às aulas online de idiomas, são muito mais interessantes do que muitas das aulas presenciais, pois as multimídias incorporam novas formas de aprender um novo idioma incluindo: exercícios interativos com imagens sugestivas, videoaulas, podcasting, sistema de reconhecimento de voz para o treino da pronúncia, blogs

Primeiros Passos em Robótica

O pagamento pode ser parcelado em até 12x, mas a quantidade de parcelas permitidas é definida pela bandeira do seu cartão.

Instrutor: Afonso Coutinho

Sobre o curso

O curso Primeiros Passos com Robótica é uma introdução ao mundo da robótica amadora usando Arduino, no estilo workshop hands-on, que é uma forma mais dinâmica, divertida e fácil de aprender.

Os alunos vão receber kits com todos os materiais necessários pra montar o seu primeiro robô dentro da sala de aula*, um seguidor de linha, muito usado como aprendizado (mas existe algumas inovações na indústria também usando esse tipo de robô).

O foco do curso é fazer com que a robótica seja desmitificada e se torne mais acessível para as pessoas que querem criar produtos autônomos, brinquedos, estudar, competir ou se divertir e não sabem como começar. Vamos ver no curso uma introdução a eletrônica e programação usando ferramentas e métodos necessários pra criar seu primeiro robô.

Leia também:  Como alimentar um cavalo: 15 passos (com imagens)

*Os robôs fornecidos são para uso em sala de aula, não fazem parte do material que os alunos poderão levar para casa.

Objetivo

O aluno vai sair do curso com capacidade de saber tudo pra começar a estudar e a usar a eletrônica e robótica, e também sairá capaz montar seu próprio robô seguidor de linha em casa.

A quem se destina esse curso?

Estudantes, empresários, profissionais especialistas, entusiastas em tecnologia e professores.

Pré-requisitos

Saber usar um computador (instalar programas, pesquisar na internet etc) e estar disposto a colocar a mão na massa e aprender. Não é necessário saber programar nem soldar.

Metodologia

Workshop dinâmico hands-on usando kits básicos e montagem em grupo.

Conteúdo do curso

1. Introdução
1.1. Sobre o curso e sobre o instrutor
1.2. Objetivo
1.3. O que é robótica
1.4. Evolução da robótica

1.5. Aplicabilidade

As 5 melhores plataformas para ensinar programação para crianças

Já não é novidade para ninguém que aprender a programar pode trazer muitos benefícios. O desenvolvimento do raciocínio lógico, especialmente em crianças e adolescentes, é um dos principais frutos que pais e responsáveis podem colher quando incluem dentro do aprendizado conceitos computacionais, como linguagem de programação.

Mas por onde começar? Quais conceitos transmitir para os juvenis e que vão, de fato, ajudar no desenvolvimento intelectual deles? Neste artigo do blog I Do Code, vamos abordar exatamente esse ajudar e listar as 5 linguagens de programação mais adequadas para crianças e adolescentes. Vamos lá?

BENEFÍCIOS DE APRENDER UMA LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO

Antes de partirmos para uma lista compreensiva com as melhores linguagens de programação para ensinar na fase infantil, acho válido discutirmos os benefícios desse aprendizado. Afinal, de nada adianta utilizar um método se desconhecemos as vantagens de sua aplicação.

O primeiro benefício claro para crianças e adolescentes que são expostos aos conceitos de programação é o desenvolvimento do pensamento lógico e matemático. Como o ato de desenvolver softwares utilizando linguagem computacional exige esse tipo de conhecimento, é natural observar crescimento nessas áreas.

Porém, os pais e responsáveis podem observar outros pontos positivos no desenvolvimento de crianças e adolescentes.

A capacidade de lidar com problemas e frustrações, interação social, habilidades técnicas e senso crítico aguçado são outros aspectos aprimorados pelo ensino de linguagem de programação na fase juvenil.

Portanto, não há o que temer. Ensinar tecnologia para os mais jovens só trará benefícios.

AS 5 MELHORES PLATAFORMAS DE PROGRAMAÇÃO PARA A FASE INFANTIL

Agora que já entendemos os benefícios de ensinar programação para os mais novos, finalmente podemos partir para a lista com as plataformas mais recomendadas para essa fase.

Vale ressaltar que os métodos de ensino podem impactar diretamente na capacidade de os alunos assimilarem o conhecimento.

Por isso, é preciso estudar essa lista e entender que conceitos pedagógicos podem fazer toda a diferença no aprendizado.

1. Scratch

Não há como não começar esta lista com o tão falado Scratch. Não é uma linguagem de programação, mas sim uma plataforma aberta e gratuita que foi desenvolvida pelo renomado MIT e tem ajudado milhares de crianças e adolescentes aprenderem conceitos de lógica há anos. Em nossos cursos, também utilizamos essa linguagem para apresentar esse gigantesco universo para os alunos.

Uma das grandes vantagens do Scratch é o uso de uma interface visual bastante atrativa e que se apoia no conceito de programação em blocos.

Essa é uma metodologia para o ensino de lógica que surgiu para ajudar na transmissão de um conhecimento puramente abstrato para algo mais “sólido”.

A base foram os famosos brinquedos da marca LEGO, que se conectam entre si podendo formar várias estruturas.

Nesse programa, os blocos representam a unidade fundamental. Eles podem assumir a função de comandos, condições, objetos e muitas outras variáveis que fazem parte da construção de um software. Por meio da interface gráfica, os alunos conseguem ver o resultado de sua sequência lógica. Como produto final, podemos ter um programa, um aplicativo ou até mesmo um jogo.

 2. Blocky

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*