Como amarrar cortinas: 10 passos (com imagens)

O LinkedIn recebe 2 novas inscrições por segundo. Muitas pessoas esperam explorar os recursos da plataforma, encontrar novos clientes, e oportunidades de parceria.

  • Isso até você terminar esse artigo, em média 350 pessoas estão entrando na rede, e competindo pela atenção de outras pessoas.
  • Por conta disso, o que você faz com o seu perfil do LinkedIn pode significar a diferença entre ganhar visibilidade e fazer as pessoas quererem se relacionar com você, ou simplesmente passar desapercebido.
  • Com mais de 1 bilhão de buscas por dia para nomes de empresas, o LinkedIn é a sua oportunidade de construir a sua reputação de negócios, expandir a rede e ajudar empresas a se conectar com profissionais competentes.
  • Para ajudar você a ser notado, e se destacar na multidão, aqui estão algumas dicas para você criar um perfil mais atraente nas mídias sociais.

#1. Imagem de capa

  1. Ter uma imagem de capa é a maneira mais poderosa de mostrar a sua marca pessoa, ter a exposição da sua empresa na frente de centenas de potenciais clientes e passar uma grande primeira impressão.
  2. Lembre-se que uma imagem vale mais do que mil palavras.

  3. Ao fazer o seu banner, certifique-se de que ele seja um arquivo JPEG, PNG ou GIF de até 4MB, com a dimensão de 1400×425.
  4. Certifique-se de deixar um espaço na parte inferior e superior da imagem, porque o seu perfil tende a cortar a imagem.

Como Amarrar Cortinas: 10 Passos (com Imagens)

Sua imagem de capa ajuda a passar uma boa impressão sobre você.

#2. Foto

O seu perfil do LinkedIn é a sua introdução digital com aqueles que veem o seu perfil. As pessoas gostam de fazer negócios com outras pessoas.

Sua foto precisa ser atual, profissional e passar uma expressão sobre você, de preferencia que você esteja sorrindo. Se você é uma pessoa casual, ninguém espera ver você em um terno.

Em um mundo virtual, podemos fazer negócios com pessoas que nem sequer conhecemos pessoalmente. A conexão fornecida por uma foto, especialmente quando você pode ver os olhos pode percorrer um longo caminho.

Como Amarrar Cortinas: 10 Passos (com Imagens)

A sua foto passa a imagem de quem você é.

#3. Headline

Seu título é muito parecido com uma manchete de uma notícia de jornal. Se não for atraente, não irá chamar atenção ou aumentar a curiosidade o suficiente, então as chances são de que você não leia a matéria.

Ao escrever o seu título, tenha certeza de que ele seja um reflexo do que você faz, quem você é, e torne-o relevante para o seu público.

Seu objetivo é prender a atenção das pessoas para que elas fiquem curiosas o suficiente para ler mais sobre você.

#4. Links

  • Em vez de usar o padrão “website pessoal”, altere o texto para tornar seus links mais atraentes para as pessoas que veem o seu perfil.
  • Ao mudar o texto para algo diferente do padrão do LinkedIn, você aumenta o número de cliques em seu site, ou blog.
  • Por exemplo, se você quiser incluir um link para o seu site, em vez de escolher o padrão “website pessoal”, personalize-o para incluir palavras que definam sobre o que é o seu site, como “aprenda a dominar o LinkedIn”.

Como Amarrar Cortinas: 10 Passos (com Imagens)

Personalize o texto âncora de seus links.

#5. Resumo

Essa é a sessão mais importante dentro do seu perfil, já que é o primeiro lugar que as pessoas leem, se você tiver chamado sua atenção com seu título.

Existem muitas teorias diferentes, mas as pessoas compram de pessoas que confiam e gostam. A menos que você estabeleça isso de maneira direta, desde o início, ninguém irá se preocupar com o seu negócio.

E a melhor forma de estabelecer confiança é partilhar a sua viagem até o momento. Afinal, todo mundo gosta de uma boa história. Existem 3 maneiras de fazer isso:

  • Passado: comece compartilhando como você começou seu negócio.
  • Presente: o que levou você a onde você está agora.
  • Futuro: e, finalmente, onde você quer chegar.

Como Amarrar Cortinas: 10 Passos (com Imagens)

Conte a sua história no seu resumo profissional.

#6. Habilidades e competências

Em 2012 o LinkedIn lançou um recurso chamado endossos, que permite aos usuários endossar suas conexões nas habilidades que eles listaram na sessão habilidades e competências de seu perfi,

Esses endossos ficam dentro do seu perfil, na sessão de habilidades e competências.

Enquanto você pode ter até 50 habilidades, o número ideal é que seja de 3 a 5. No mundo dos negócios, as pessoas só querem lidar com especialistas. Por isso, listar muitas habilidades mostra que você é um generalista.

E o mais importante, certifique-se de que as habilidade de que você listou são consistentes com a sua marca pessoal e resolvem os desafios de seus clientes.

Como Amarrar Cortinas: 10 Passos (com Imagens)

Ressalte suas maiores habilidades e competências.

#7. Otimize

Assim como você otimiza a sua base de clientes antes de lançar uma campanha, faça o mesmo com a sua presença no LinkedIn, começando com o se perfil, para ter uma boa classificação.

Há 5 áreas chave dentro do seu perfil onde você pode inserir palavras-chave para ser bem classificado nos resultados de busca, quando alguém procurar pelo seu serviço:

  1. Título e experiências anteriores.
  2. Website URL.
  3. Resumo.
  4. Experiências de trabalho.
  5. Habilidades e competências.

Colocando as palavras-chave que as pessoas estão usando para encontrar alguém como você, você está garantindo que o seu perfil tenha um bom desempenho nas buscas.

#8. Layout

O LinkedIn permite que você reordene as sessões de seu perfil da maneira que preferir.

A estrutura mais eficiente para o seu perfil deve obedecer à seguinte ordem:

  1. Resumo.
  2. Habilidades e competências.
  3. Experiências.
  4. Voluntariado.
  5. Honras e prêmios.
  6. Publicações.
  7. Informações adicionais.
  8. Recomendações.
  9. Grupos.

Como Amarrar Cortinas: 10 Passos (com Imagens)

Ordene seu perfil do LinkedIn para ressaltar seus pontos fortes.

#9. Grupos

  1. Se juntar aos grupos que se relacionam com o seu mercado é mais um passo na construção de um perfil atraente.
  2. Isso não apenas ajuda você a se manter atualizado sobre o mercado, mas pode acabar fazendo negócios com os membros dos grupos.

  3. Sua participação ainda pode ajudar a construir a sua visibilidade, credibilidade e participação dentro do seu mercado.

Enquanto você pode participar de até 50 grupos, o ideal é que você participe até de 10.

Você não vai conseguir participar de verdade se tiver dentro de 50 grupos.

Como Amarrar Cortinas: 10 Passos (com Imagens)

Participe dos grupos do LinkedIn que pode ajudar você a ser relevante para o seu mercado.

#10. Blog

  • Depois de abrir o seu braço editorial em fevereiro do ano passado, o LinkedIn atingiu a marca de mais de 1 milhão de mensagens.
  • Tornando-se um editor no LinkedIn pode ser uma maneira poderosa para atingir o seu mercado e gerar novos leads.
  • A nova plataforma promete combinar o tema do blog com os usuários que compartilham um interesse comum em um determinado tema ou assunto.
  • Escrever artigos curtos e posts ajudam a se definir como uma autoridade sobre o assunto em particular, e coloca você nos feeds de notícias de suas conexões.

Como instalar máquina de lavar em 4 passos | Facilita Consul

Como Amarrar Cortinas: 10 Passos (com Imagens)

Sua lavadora novinha está quase pronta para começar a funcionar e deixar as suas roupas limpas, macias e perfumadas sempre que você precisar.
Mas, antes de tudo, é muito importante ficar de olho em alguns detalhes. Vamos checar algumas etapas bem simples, mas muito importantes sobre onde e como instalar máquina de lavar. Vamos começar!

Leia também:  Como ajudar sua cadela a parir (com imagens)

Desembalando

Muito cuidado na hora de remover a embalagem da máquina de lavar. Não use utensílios pontiagudos ou afiados para abrir a caixa e retirar os revestimentos plásticos para não arranhar sua pintura ou até danificar mangueiras e fios.

Antes de tudo: lugar certo

Tão importante como instalar máquina de lavar é fazer isso em lugar especial para ela. Vamos checar esses detalhes bem importantes:

Escolha um lugar onde o chão é plano e nivelado, bem arejado e que sua lavadora fique protegida do sol e da chuva. Vale lembrar que a máquina precisa de espaço para não encostar sua parte de trás nem as laterais em paredes, bancadas, móveis ou outros eletrodomésticos.

Precisamos de uma torneira bem próxima para a mangueira de abastecimento de água.

Também precisamos de um tanque de roupas comum ou tubo específico para encaixar a mangueira de saída de água.

É muito importante ter uma tomada em bom estado nesse lugar. Não use extensões ou adaptadores que são perigosos e podem causar curtos, mal funcionamento da máquina. Evite acidentes..

Tudo pronto! Agora vamos aprender como instalar máquina de lavar sem nem precisar de um técnico. É só seguir essas instruções.

Instalar a sua lavadora exige alguns cuidados, mas a gente facilita para você.

  • Verifique se toda a embalagem foi removidacorretamente.

Como fazer cortina: 10 ideias para uma peça tão versátil (TUTORIAIS)

Como Amarrar Cortinas: 10 Passos (com Imagens)

iStock

Se tem algo que veio para ajudar quem quer economizar e gosta de tentar coisas novas é a moda do DIY ou faça você mesmo. E se você adora personalizar a decoração da sua casa, com uma dose de criatividade e originalidade, vai amar aprender como fazer cortina.

As cortinas são peças que podem transformar o ambiente, dando um ar mais sofisticado ou descontraído. O trabalho para aprender a fazê-las vai valer muito a pena quando o resultado final ficar incrível e combinar com o restante dos elementos da sua casa. Confira a seleção de tutoriais e se jogue:

Como fazer cortina simples

Esse é um jeito muito fácil de fazer cortina, até quem é iniciante irá conseguir terminar. Para ficar visualmente mais fácil, que tal dar uma conferida no vídeo e ver como fazer as marcações, deixar tudo retinho e ter um acabamento incrível?

O resultado dessa cortina é muito delicado. Faça tudinho de acordo com as explicações do vídeo que você terá uma peça decorativa muito bonita e que cumprirá sua função. Esse modelo é mais claro e deixa a luz do sol adentrar o ambiente, mas, caso a queira um pouco mais escura, é só fazer um forro seguindo o mesmo padrão do primeiro item.

Como fazer cortina com ilhós

O processo para fazer o tecido da cortina é muito parecido com o vídeo anterior, mas, nesse caso, ela usa o forro. Colocar os ilhós é uma novidade e pode parecer um bicho de sete cabeças, mas ao assistir o vídeo, você vai perceber que é mais fácil do que imagina.

Para colocar o ilhós é necessário, somente, uma caneta, fita e tesoura. Fazer em casa vai permitir uma economia significativa nos gastos, sem contar que fica tão perfeito e com um acabamento tão bonito, que ninguém vai dizer que não foi feito por um profissional. Se jogue nessa ideia e descubra novas habilidades. O resultado vai ficar tão bom quanto o do vídeo.

Como fazer cortina voil (voal)

O voil é um tecido leve que é perfeito para cortinas e traz um efeito franzido à peça. Fazer uma cortina com esse material é muito fácil.

Você irá precisar de poucos materiais e de um tiquinho de habilidade para costura. O resultado fica maravilhoso, bem sereno e gracioso, vai deixar qualquer ambiente mais bonito e com uma iluminação natural gostosa e que traz paz.

Como fazer cortina para armário

Esse projeto é muito fácil de fazer e não requer habilidades com costura. Transforme aquele armário velho em um item novo e cheio de estilo com alguns passos e gastando pouco. Confira o vídeo e veja como fazer isso de forma simples e muito divertida.

O resultado é muito diferente e bonito. Você pode escolher o tecido com a cor e estampa que mais gosta e que mais combina com os outros móveis da sua cozinha. Inove nas formas de decoração da sua casa e crie um ambiente novo e cheio de estilo. A ideia de prender a cortina com prendedores de varal e cabo de aço permite que você faça franzidos no tecido sem precisar de máquinas.

Como fazer cortina com prega macho

O efeito dessa cortina é muito sofisticado, sem contar que cortinas de trilho são muito tradicionais. Aprenda com esse vídeo o passo a passo detalhado de como fazer cortina com prega macho. Preste muita atenção nas medidas e em todos os processos para reproduzir bem certinho.

O maior segredo desse método é não fazer nada de olho, meça tudo com muito cuidado e deixe seu lado detalhista aflorar para ter um resultado incrível e muito elegante. Ela ganha um caimento reto e com volume, que vem para a frente da cortina. Fica muito bacana em salas de estar e até nos quartos.

Como fazer cortina com bandô

O bandô, nada mais é, do que uma cortina pequena que é colocada por cima da peça maior. Dá um aspecto bem bacana e você pode fazê-lo na mesma cor ou em cores diferentes para dar maior destaque. Veja como fazer com um passo a passo bem completo.

O resultado é muito bonito. Tanto a cortina quanto o bandô são em oxford vermelho, o que criou uma peça única e muito elegante. Temos a impressão de que um é a continuação do outro. É perfeito para colocar em quartos e salas.

Como fazer cortina varão com alças

A cortina com alças é uma ótima alternativa para quem não quer usar ilhós. É fácil de fazer e aplicar e garante um modelo moderno e muito bonito. Confira no vídeo o passo a passo de como fazer as alças e a cortina com um tecido mais grosso e bem colorido.

O acabamento é que vai determinar se a cortina ficará boa ou não, então corte sempre os excessos e costure tudo bem certinho e reto. Uma dica muito importante: reforce as alças para que elas aguentem o peso da cortina toda sem rasgar. Esse modelo fica lindo e não precisa de muito esforço, se joga!

Como fazer cortina com lençol

Esse talvez seja o método mais fácil de fazer cortinas. Não é necessário ter habilidades muito grandes para recortes. Veja o passo a passo simples e renove as cortinas da sua casa.

O bom do lençol é que ele já está pronto, você só precisa escolher a cor ou a estampa mais bonita e que combine com a decoração do seu quarto. Por ele ser mais fino, é interessante que o cômodo já tenha venezianas ou que a janela seja fumê. A aplicação do ilhós é simples e em poucos instantes você tem uma cortina nova e diferentona.

Leia também:  Como amar um homem de escorpião: 15 passos (com imagens)

Como fazer cortina sem costura

A solução mais perfeita para quem tem medo de não conseguir costurar mas não quer abrir mão de tentar coisas novas. Usando apenas cola, você consegue ter uma cortina lindíssima e com um acabamento muito bem feito.

O voil é um tecido muito fácil de lidar e mexer. Tem como resultado uma cortina leve, discreta e muito bonita. Esse modelo ainda tem um detalhe muito fofo na barra, que foi a solução criativa para esconder a marca que a cola deixa. Use e abuse dessa ideia para fazer cortinas para todos os cômodos da sua casa e não só para a cozinha.

Como fazer cortina de voil com forro

Para um quarto escurinho e gostoso para dormir, o forro ou blackout é a melhor opção. O modelo de tecido dá um caimento melhor que o de plástico. Veja o passo a passo de como fazer essa cortina e entenda melhor para poder fazer em casa.

Nem sempre o voil precisa ser transparente, esse modelo bordado é simplesmente sensacional e ficou ainda mais charmoso quando combinado com o blackout de tecido. Se atente aos detalhes e às medidas quando for fazer essa peça, ainda mais e for um tamanho grande como este. Deixe seu quarto ainda mais aconchegante e com bastante privacidade.

Existem muitas variações de como fazer sua própria cortina, mas em todas elas há a necessidade de atenção e muito foco nos detalhes para ter um acabamento incrível. Não tenha medo de ousar e fazer coisas novas. A sensação de orgulho de termos vencido um novo desafio e feito algo bonito é muito gostosa. Descubra novas habilidades e crie peças incríveis para sua casa.

Como escolher a cortina ideal para o quarto (parte 1) – Opinião da designer | Eu Thyeme

Cor, tecido, tamanho e estilo. Acertar na escolha da cortina pode parecer mais difícil do que realmente é, mas com algumas dicas tudo fica bem mais prático. A verdade é que em janeiro desse ano, enquanto eu estava em viagem, um senhor passou na praia (pois é, na praia) vendendo cortina feita com fibra de coco. Achei as cortinas a coisa mais fofa do mundo, o preço era muito convidativo $$ e eu sabia que quando voltasse para brasília precisaria comprar uma com urgência (pelo menos a cortina do quarto) então, por que não? Só que eu não lembrava quais as medidas da janela e comprei apenas achando que ia servir…continuo achando a cortina fofinha, só que depois de instalada virou uma espécie de funil, na parte de cima da janela ficou perfeita (como eu previ na minha mente), mas o caimento ficou terrível. Agora tenho uma cortina gracinha em casa, que tem que viver amarrada. Resumindo: Preciso comprar outra cortina.
Com esse post (e os próximos, porque dividi esse assunto em quatro), espero poder ajudar a que vocês não cometam o mesmo erro.

Nesse primeiro post a gente vai conhecer os ítens que compõe as cortinas e os tipos de suportes. Nas próximas, vamos falar sobre as medidas ideais, os tipos de tecidos e onde comprar (e o que considerar na hora da compra).

Na imagem abaixo, segue o nome dos principais ítens que compõem uma cortina:

 Bandô – Ornamento de tecido fixado na parte superior da cortina com o intuito de enfeitá-la ou de esconder o trilho.
Barra – Ou bainha, é a dobra costurada na parte inferior que dá acabamento à peça.
Braçadeira – Cordão ou faixa com a função de amarrar a cortina nas laterais, quando aberta. O mesmo que abraçadeira.
Ponteira – Acessório que arremata e ornamenta as extremidades do varão.
Varão – Bastão de madeira, metal ou plástico que, apoiado em suportes (de teto ou de parede), sustenta a cortina. Dependendo do caso, pode ser substituído pelo trilho.

  • Segue um link com 25 termos técnicos sobre cortinas (clique).
  • Abaixo, segue uma imagem com os principais tipos de suportes:
  • Passantes de tecido, lacinhos, suporte de tecido inteiriço e ilhoses são tipos de suportes muito bonitos, porém, são mais decorativos já que não correm muito bem no varão. Os lacinhos podem ser da mesma cor do tecido ou de cor diferente (!) e fica lindo em quartos de bebê, já o suporte passantes de tecido fica muito bem sobre persianas ou rolôs.

  • O modelo com argolas está sempre na moda, o que muda sempre são os materiais usados nas argolas, que podem ser metal cromado, dourado, ouro velho, madeira e até mesmo plástico.

  • O modelo de painel pode ser de tela ou lona e é muito utilizado em escritórios, ambientes modernos ou para cobrir janelões de ambientes com pé-direito alto, presos por trilhos.

  • As romanas se “encolhem” à medida que são suspensas (são as minhas preferidas *-*). Podem ser usadas sob xales, estendendo-se até o chão ou podem ser curtas, feitas com pouco tecido, apenas para cobrir a janela. As rolôs são muito utilizadas para cobrir janelas pequenas (o caso de cozinhas, por exemplo) ou em home theaters com tecido blackout, que impede a passagem da luz externa.

No próximo post, vamos ver sobre as medidas ideias para que a cortina fique bem instalada.

Amigurumi: saiba como fazer passo a passo e veja dicas práticas

Como não amar um bichinho fofo feito de tricô? Eles são apaixonantes e atendem pelo nome de Amigurumi, uma junção de palavras de origem japonesa que significa “ami” – “tricô” ou “malha” e “nuigurumi”- “bichos de pelúcia”. Ou seja, podemos traduzir amigurumi como “bichos de pelúcia de tricô”.

Já faz algum tempo que os amigurumis surgiram lá no Japão, mas foi só recentemente que eles passaram a ganhar fama por aqui. Confeccionados geralmente com linhas de algodão, os amigurumis podem ter as mais variadas cores e formatos. Mas eles possuem algumas características que os tornam inconfundíveis.

Uma delas é que os bichinhos geralmente possuem formas esféricas e cilíndricas. Outra particularidade são a cabeça e os olhos grandes, evidenciados em relação ao restante do corpo. Os amigurumis também são baixinhos, seu tamanho varia entre 10 e 30 centímetros.

Feitos geralmente para decoração de quartos, os amigurumis são uma excelente oportunidade de artesanato para vender. Para você ter uma ideia, o preço de venda de um amigurumi varia entre R$ 70 a R$ 250, dependendo do tamanho e do formato.

Seja para vender, presentear ou mesmo como um hobbie, vale a pena aprender a fazer um amigurumi. Por isso trouxemos nesse post muitas dicas e tutoriais para quem deseja se aventurar por esse artesanato japonês. Embarque nessa com a gente:

Como fazer amigurumi

Em um primeiro momento a técnica do amigurumi pode assustar os iniciantes. De fato é importante ter algum conhecimento de tricô antes de começar, mas isso não quer dizer que é impossível fazer um amigurumi. A receita do sucesso é ter persistência e dedicação, mesmo que você tenha que começar do zero.

E o ponto de partida para fazer um amigurumi é saber escolher os melhores materiais para esse trabalho. Confira as dicas para não errar nessa primeira etapa:

Materiais necessários para fazer o amigurumi Basicamente, para fazer um amigurumi você vai precisar de apenas linhas, agulhas e enchimento acrílico. Alguns outros materiais adicionais necessários são tesoura, fita métrica, botões, feltro e cola para dar o acabamento final aos bichinhos.

A linha mais recomendada para fazer o amigurumi é a de algodão, mas você também pode optar por linhas de lã. O importante é saber que quanto mais fina a linha, mais delicado será o resultado. As linhas mais grossas, por sua vez, são mais indicadas para quem está começando.

Já no que diz respeito as agulhas, funciona mais ou menos assim: agulhas grossas para fios grossos e agulhas finas para fios finos. Mas não se preocupe muito com isso, a embalagem da linha traz a indicação do tipo de agulha deve ser utilizada.

Passo a passo de como fazer amigurumi

Agora que você já sabe o que precisa ter em mãos antes de começar a fazer o seu amigurumi, o que acha de conferir alguns tutoriais com o passo a passo da técnica? Fica bem mais fácil começar com quem já sabe o que está fazendo. Confira cinco ideias para se inspirar e se motivar:

Amigurumi para iniciantes

Esse vídeo tutorial foi feito especialmente para quem ainda está começando a aprender a técnica do amigurumi. Você vai aprender os pontos básicos para produção dos bichinhos que são o anel mágico, o aumento e a diminuição. Confira:

Crochetando a primeira bolinha de amigurumi

Você já viu quais são os pontos básicos do amigurumi, então está na hora de começar a dar forma para o amigurumi e para começar nada melhor do que a bolinha, a forma básica de qualquer bichinho. Veja o passo a passo no vídeo:

Bicho bola: amigurumi para iniciantes

Esse bichinho é muito simples de ser feito por quem está começando. Confira o passo a passo no vídeo e comece a tecer o seu amigurumi hoje mesmo:

Como fazer um coala amigurumi

Depois dos pontos e formas básicas você já pode começar a partir para projetos mais elaborados e diferentes, como esse do vídeo onde ensina a fazer um coala gracinha de tricô. Bora lá aprender?

Elefante amigurumi

Um dos bichinhos mais fofos que você pode fazer usando a técnica do amigurumi é o elefante. E é justamente ele que você vai aprender a fazer aqui. Já pegue linhas e agulhas porque você não vai resistir a essa fofura:

Fofos, coloridos e cheios de possibilidades. Os amigurumis são assim: um artesanato que encanta a todos e ainda por cima muito rentável, podendo se tornar uma ótima fonte de renda extra. Para dar vida a essas fofuras você vai precisar apenas de uma dose de dedicação e criatividade. Por isso, selecionamos as melhores ideias de amigurumis para você se inspirar. Confira:

  • Imagem 1 – Macaquinho e raposa amigurumis na mesma cor da decoração do quarto.
  • Imagem 2 – Mini amigurumis para colecionar.

Imagem 3 – Olha que ideia! Cachorro quente amigurumi.

  1. Imagem 4 – Fofura que cabe na palma da mão.
  2. Imagem 5 – Raposas agarradinhas.
  3. Imagem 6 – Uma árvore de natal fofa e divertida.
  4. Imagem 7 – Gatinho dentro da meia para enfeitar a árvore de natal.
  5. Imagem 8 – Vai resistir a essa dupla simpática?
  6. Imagem 9 – Nuvem amigurimi com direito até a gotas de chuva: um charme só para o quarto das crianças.
  7. Imagem 10 – E para fazer par com o cachorro quente, um hambúrguer.
  8. Imagem 11 – Amigurumi motorizado.
  9. Imagem 12 – Ou na versão eletrônica; qual você prefere?
  10. Imagem 13 – Um vaso de tulipas amigurumis.

Imagem 14 – Pode ser mais lindinho que isso? Um macaquinho comendo banana.

  • Imagem 15 – Super amigurumi.
  • Imagem 16 – Um rei da selva que não assusta ninguém.
  • Imagem 17 – Bonequinhas delicadas de amigurumi para o móbilie infantil.
  • Imagem 18 – E esse pinguim amigurumi que ganhou até cachecol para se aquecer no frio.
  • Imagem 19 – Para quem ainda não se apaixonou pelos amigurumis, esse mini cacto é a última oportunidade.

Imagem 20 – Frutas! Faça uma de cada tipo e monte uma fruteira de amigurumi.

  1. Imagem 21 – Pássaro amigurumi: parece de verdade!
  2. Imagem 22 – Amigurumis experimentais.
  3. Imagem 23 – Todos os detalhes contam para deixar o amigurumi perfeito.
  4. Imagem 24 – Quem não ama um cachorrinho pedindo atenção?
  5. Imagem 25 – Chaveiros amigurumi, gostou da ideia?
  6. Imagem 26 – Amigurumi na moda dos unicórnios.

Imagem 27 – Como deixar um panda ainda mais encantador? Coloque pompons nele.

  • Imagem 28 – Iti Malia.
  • Imagem 29 – Impossível não querer todos.
  • Imagem 30 – Morangos versão amigurumi.
  • Imagem 31 – Inspirado no fundo do mar: amigurumi sereia.
  • Imagem 32 – Esse tipo de inseto todo mundo quer ter em casa.
  • Imagem 33 – Aquela preguiça que não faz mal a ninguém.
  • Imagem 34 – Alfabeto amigurumi.
  • Imagem 35 – Além de apaixonante, os amigurumis são viciantes: você vai querer uma coleção deles.
  • Imagem 36 – Que soninho!
  • Imagem 37 – Direto da pré história para a decoração da casa.
  • Imagem 38 – Borboletas são sempre bem vindas, ainda mais as de amigurumi.
  • Imagem 39 – Kit amigurumi para o bebê; vai ter muito adulto querendo também.
  • Imagem 40 – Amigurumi para carregar por aí em formato de chaveiro.
  • Imagem 41 – Flamingos: um ícone da decoração atual na versão amigurumi.
  • Imagem 42 – Oinc oinc!
  • Imagem 43 – Ou talvez você prefira um meeeee meeee.
  • Imagem 44 – Quanta delicadeza em uma peça tão pequena.
  • Imagem 45 – Coelhinha amigurumi: para a páscoa (ou o ano inteiro).
  • Imagem 46 – A girafinha não perdeu nenhum detalhe.
  • Imagem 47 – Bonequinha amigurumi no jardim de cogumelos.
  • Imagem 48 – O ícone dos desenhos japonês não podia ficar de fora do amigurumi.
  • Imagem 49 – Olha outro símbolo da animação japonesa aí.
  • Imagem 50 – Complete o amigurumi com botões e tecido.

Imagem 51 – Olha a feiraaaaa!!!

  1. Imagem 52 – Cookies com leite: uma tradição matinal na fofa versão dos amigurumis.
  2. Imagem 53 – E até o presépio de natal não escapou da criatividade de quem faz amigurumi.
  3. Imagem 54 – Além de muito fofos, os polvos de tricô tem uma função muito especial: aconchegar bebês prematuros nas incubadoras.
  4. Imagem 55 – Agarradinhos na cortina.
  5. Imagem 56 – Pirata amigurumi.
  6. Imagem 57 – Vai um sorvetinho aí?
  7. Imagem 58 – Ursinho dorminhoco no jardim.
  8. Imagem 59 – Café da manhã já está servido.
  9. Imagem 60 – Não tem idade para se apaixonar pelos amigurumis

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*