Como carregar alguém maior que você: 11 passos

Você quer se sentir confiante, certo? Quer ser capaz de sair por aí, sabendo que é uma pessoa incrível, e principalmente acreditar nisso tudo.

Você acha que as pessoas são cheias de si e muito confiantes, mas para você isso não acontece. Você não consegue parecer uma pessoa natural.

Sempre que você tenta agir de maneira confiante, seus pensamentos acabam trazendo de volta toda sua insegurança. A cada minuto que passa, você mergulha mais fundo na sua insegurança e desespero.

  • Neste post, você verá como aumentar a autoconfiança com 11 práticas simples e objetivas.
  • OBS: Preparamos uma apresentação com as principais dicas desse artigo de como melhorar a autoconfiança. Confira a apresentação clicando na imagem abaixo
  • Maneiras simples de aumentar a sua confiança from Agendor
  • Você pode colocar um fim nessa falta de confiança!

Todo mundo fica inseguro, às vezes. A vida é assim. Mas você pode se tornar uma pessoa mais confiante. Esse é um hábito que podemos aprender e praticar, basta querer descobrir, de verdade, como desenvolver autoconfiança.

Pensando nisso, fizemos uma lista de 11 coisas que você pode fazer para aumentar a sua confiança. Anime-se.

Como Carregar Alguém Maior que Você: 11 Passos

Maneiras simples de aumentar sua confiança

#1. Sorria mais

Por que sorrir ajuda como melhorar a autoconfiança? É simples: sorrir faz com que a gente se sinta bem.

O sorriso engana a sua mente e torna tudo mais feliz. Quando você se sente bem, está mais propenso a pensar que você é uma boa pessoa.

Assim, elevando o seu humor, você aumenta a sua confiança. Você se torna menos preocupado com suas falhas, ou com qualquer coisa que você acredita que são falhas.

Você se torna menos rude com você mesmo, e fica mais propenso a apreciar quem realmente é.

Como Carregar Alguém Maior que Você: 11 Passos

Sorria mais. Vai ser impossível não se sentir melhor depois disso.

#2. Reconheça suas competências

Parte de ser confiante é saber quem você é, o que você é, e o que você faz bem. Outra parte se resume em saber o que você não faz tão bem.

Por que é importante fazer uma autoavaliação profissional e saber o que você faz bem e o que você não faz? Por conta desses motivos:

  1. Você pode melhorar: Saber que você não é bom em alguma coisa dá a você o discernimento para fazer ativamente algo sobre isso.
  2. Você sabe do que é capaz: Dessa maneira, você pode facilmente evitar situações que te deixam embaraçado.
  3. Saber onde você é bom: Finalmente, saber suas falhas deixa claro onde você é bom. Não podemos nos destacar em tudo, mas isso nos ajuda a enxergar onde nos destacamos.
  4. Finalmente, podemos entregar aquilo que não fazemos bem para pessoas que fazem bem.

Assim, embora possa parecer contraditório, para se sentir confiante é preciso estar aberto e conhecer bem a sua realidade. Isso nos liberta da necessidade de sermos perfeccionistas.

#3. Use a sua melhor roupa

Essa é uma maneira simples de dizer: vista aquilo que faça você se sentir bem e confortável.

Todos nós temos a nossa melhor roupa. Pode ser uma camisa, uma gravata, um sapato, ou qualquer outro objeto. Não importa o que é. Basta encontrar o que faz você se sentir bem e usá-lo.

Faça isso sabendo que você está com uma ótima aparência. Sinta-se bem e perceba como a confiança parece transbordar de você.

#4. Acabe com as comparações

Quer saber como aumentar a autoconfiança?

Lembre-se: você é você.

Isso é tudo que pode ser esperado de você. Não há realmente nenhum motivo porque você deve ser comparado com nenhuma outra pessoa. Por isso, tenha em mente:

  • Você não percorreu o mesmo caminho que a pessoa com quem está se comparando.
  • Você não teve as mesmas oportunidades de que a pessoa com que está se comparando.
  • Você não possui o mesmo conjunto de ferramentas da pessoa com quem está se comparando.

Haverá momentos em que você será excelente, e os outros em que você não se sairá bem. A vida funciona assim: ninguém pode ser 100% em tudo.

Deixe para lá, e simplesmente seja o melhor que você puder ser.

#5. Deixe de lado as expectativas de terceiros

Grande parte de nossa insegurança existe porque estamos tentando atingir um padrão que alguém inventou.

Assim como dissemos no ponto acima, ninguém sabe como é estar na sua pele, e você não sabe como é estar na pele dos outros. O que as outras pessoas esperam de você é irrelevante.

Você sabe pelo que está passando, pelo que passou, e só você realmente sabe o que é que é capaz de fazer.

Liberte-se das expectativas das outras pessoas. Quando recuperar esse poder, você vai perceber que uma grande quantidade desse mal-estar acontece porque você tentar provar alguma coisa para alguém.

#6. Liste 10 coisas sobre você que te fazem sentir bem

Vá em frente, faça uma lista com 10 coisas que você gosta em você.

Não importa o quão tola ou insignificante elas possam parecer. Liste aquelas coisas nas quais você sabe que é bom.

Fez isso? Ótimo, agora você já sabe não é tão ruim quanto pensa. Torne isso um hábito diário e perceba como a sua confiança ira aumentar ao longo do tempo.

Como Carregar Alguém Maior que Você: 11 Passos

Liste suas qualidades. Você deve ser bom em algo, e saber disso vai fazer você se sentir bem.

#7. Esteja preparado

Quando você estiver preparado, você vai se sentir mais confiante com a situação com que está lidando. Não há como aumentar a autoconfiança sem isso!

Por exemplo, digamos que você esteja indo acampar. Seria muito estressante acampar sem qualquer preparação e nenhuma ideia de onde você está indo, não é mesmo?

Agora, digamos que você tenha dedicado tempo para conhecer o local, saber o que precisa levar para não passar por apertos e principalmente, o que espera por você. Dessa maneira, você vai ficar muito mais confiante.

Podemos relacionar isso a qualquer situação cotidiana. Se você vai à uma festa, esteja preparado para passar uma boa impressão e se sentir bem.

Faça o dever de casa, pense em tópicos que você pode aproveitar e você estará pronto para fazer uma boa apresentação.

#8. Leve as conversas para um assunto que você conheça

Se você costuma se sentir inseguro em eventos sociais, pensando que não tem nada a contribuir, há um truque simples para corrigir isso: fale apenas sobre o que você conhece.

Tudo que você precisa fazer é começar a falar sobre o que você sabe com as pessoas e deixar a conversa seguir o seu rumo. Acredite, isso não é tão difícil quanto parece.

Veja também: Dicas de networking para aprender a socializar

#9. Identifique suas paixões

  1. Há algo sobre a paixão que faz com que a beleza transborde das pessoas.
  2. Esse é aquele momento em que você fica admirado e completamente cativado pelo momento, pego em um sentido interno de propósito e um desejo ardente.

  3. Quando você sabe qual é a sua paixão na vida você acaba tendo muito mais senso de propósito, mais sentido, e obviamente, mais significado e segurança.

  4. Se você sabe qual é a sua paixão, você vai ter sempre uma reserva de confiança à sua disposição.

#10. Pergunte a outras pessoas sua opinião sobre você

É fácil ficar preso em sua cabeça e achar que todo mundo enxerga você como um poço de defeitos, assim como você vê.

Felizmente, é muito simples resolver esse padrão de pensamento, que é totalmente prejudicial. Pergunte a uma pessoa próxima a você o que eles pensam sobre você.

Ouça todas as coisas amorosas que eles têm a dizer. Ouça como ele apontam todos os seus pontos fortes, que eles enxergam muito mais do que as falhas que você vê.

Depois que eles compartilharem a opinião que têm sobre você, tente compreender as coisas. Tente aceitar, tente perceber que quase ninguém está olhando para você e apontando seus erros.

Como Carregar Alguém Maior que Você: 11 Passos

Pergunte às pessoas o que eles pensam sobre você. Você vai se surpreender.

#11. Seja você mesmo

  • Quando você é simplesmente você mesmo, você vai perceber que todas as máscaras que você usou sempre foram o que te impediu de ser uma pessoa confiante.
  • Você precisa se libertar de comparações e juízo de valores, porque você é o que você é – independente do que pensem.
  • Veja também: Autoconfiança no trabalho de vendas: 9 maneiras simples de aumentá-la

Aprenda a esquecer a insegurança

Não tem como aumentar a autoconfiança sem deixar velhos hábitos para traz.

Em última análise, você precisa transpirar confiança para se desapegar do péssimo hábito da insegurança constante. No fundo, você está ciente que tem talento e um valor único a contribuir em cada situação.

Tudo que você precisa é esquecer a sua velha companheira insegurança e permitir que a confiança brilhe em você.

Agora que você sabe como aumentar a autoconfiança, que tal algumas dicas para enfrentar os desafios do dia a dia? Baixe nosso e-book gratuito: Desafios do profissional de vendas

11 passos para fazer qualquer homem se apaixonar perdidamente por você

Deixar um homem apaixonado é mais simples do que parece, é claro, somente se você tiver a receita. Descubra como fazer isso! 

Como Carregar Alguém Maior que Você: 11 Passos

A maioria dos relacionamentos morre antes mesmo de começar porque cometemos erros, e não por não termos tido uma oportunidade real de fazer o homem se apaixonar. 

Siga estes 11 passos e deixe o homem que você quer louco por você: 

1. Identifique o homem por quem você se sente atraída

Atenção neste ponto. Você não deve apenas focar no homem que você acha que se sente atraído por você, o segredo está mais em escolher o homem que a deixe louca. Para que um relacionamento seja iniciado e progrida rumo a algo sério, você deve fazê-lo com alguém que realmente tire o seu sono. 

2. Se ele ainda não a convidou para sair, faça-o perceber que você gostaria de sair com ele, e se você tiver coragem, tome a iniciativa

É verdade que, no passado, eram as mulheres que esperavam que o homem tomasse a inciativa, no entanto, as coisas mudaram, e as mulheres que dão o primeiro passo são vistas como extremamente seguras do que querem. O segredo é usar uma boa tática, evitando parecer desesperada. 

3. Após o primeiro encontro, não deixe o pânico se instalar e você acabar enviando textos ou ficar ligando

De todos os passos, talvez este seja o mais importante. A regra número um, a partir de agora, é ter paciência. Muitas de nós acreditam, erroneamente, que se não enviam uma mensagem de texto no dia seguinte para agradecê-lo pelo passeio, ele perderá o interesse, quando na realidade é o contrário. 

Assim que a saída de vocês tiver chegado ao fim, certifique-se de agradecê-lo pessoalmente (assim você não terá que enviar uma mensagem no dia seguinte). Então, a você só resta aguardar. Isso sempre funciona, como um relógio. Quando você menos espera, ele estará procurando por você. 

Leia também:  Como agir depois de atropelar um cão ou gato com o carro

4. No segundo encontro, faça perguntas sobre ele usando “como” e “o que”

Faça perguntas abertas para conhecê-lo, usando “como” e “o que”, para fazer com que ele se abra com você o máximo possível. 

5. Ouça sua voz como se fosse o único som que existisse no mundo

Saber ouvir os outros é uma arte que poucas pessoas dominam. Se você se concentrar em lhe dar essa atenção, sem sombra de dúvida ele vai perceber, e o processo de se apaixonar começará. 

6. Faça perguntas sobre seu passado (NÃO sobre suas ex-namoradas)

Pergunte a eles sobre sua família, sua infância, seus sonhos e objetivos. Quanto mais ele lhe contar, maior será a conexão entre vocês. 

7. Interprete suas emoções e reaja com o mesmo nível de emoção

Isso é extremamente importante! Não importa o quanto você esteja apaixonada por ele, se ele não demonstra estar no mesmo nível, então, não demonstre mais. 

Por que é importante que suas emoções não excedam as dele? 

Basta se colocar no lugar dele e pensar como seria sufocante e estressante estar com alguém que lhe diz que a ama ou que não pode viver sem você, quando você não sente o mesmo. 

Nem todos se apaixonam na mesma velocidade. Não quer dizer que não seja possível se apaixonar. Aguarde! 

8. Mostre-se como você é

Seja o mais autêntica possível, deixe a negatividade de lado, seja compreensiva em relação às situações que surgirem e NÃO crie expectativas. Quanto mais você viver o presente, maior a probabilidade de que ele fique louco por você. 

9. Mostre que você se importa com ele

Nesse caso, sem exagerar, mostre que você se importa com ele. Que você se importa, e não que é louca por ele. Como fazer isso? Com pequenos detalhes, atenção e gentileza, levando em conta que, se você exagerar, perderá. 

10. Transforme o que vocês têm em um clube privado

Isso é muito importante. Contem piadas que só vocês dois entendem, palavras, lugares secretos, filmes favoritos, músicas favoritas. Criem recordações juntos. Isso é eficaz e importante, pois dá aos homens a sensação de que eles têm algo especial com você e que eles não serão capazes de reproduzi-lo com nenhuma outra pessoa. 

11. Aja e AGUARDE a reação dele

Não antecipe os acontecimentos, não tire conclusões precipitadas, não o pressione de forma passivo-agressiva com a intenção de fazê-lo dizer que ama você. O segredo é respirar e deixá-lo respirar. 

O passo 12, se você chegou aqui, é dizer a ele que você também o ama quando ele lhe disser (será o mais breve do que você imagina). 

Traduzido e adaptado por Erika Strassburger do original 11 pasos para lograr que cualquier hombre se ENAMORE pedidamente por ti  

Toma un momento para compartir …

Como sair da zona de conforto: Confira 11 dicas infalíveis

Como Carregar Alguém Maior que Você: 11 Passos

Abrir o próprio negócio é uma tarefa que exige muito empenho e dedicação. Por causa disso, muitas pessoas ficam com medo e acabam deixando seus sonhos para depois. Em muitos casos, boas oportunidades de crescimento não são aproveitadas, e você não pode cometer esse mesmo erro!

  • Provavelmente, você já se deparou com a expressão sair da zona de conforto em algum conteúdo sobre empreendedorismo, não é mesmo?
  • Pois então, essa atitude é fundamental para que você dê o primeiro passo rumo a suas metas e objetivos!  
  • Antes de mais nada, é preciso compreender se você vive em uma zona do conforto e como é possível sair dela.

Neste post, tiramos todas as dúvidas sobre o assunto e mostramos 11 dicas para que você aproveite melhor seu potencial. Continue a leitura e descubra!

O que é zona de conforto?

Descrever essa situação é muito mais fácil do que você imagina.

Por exemplo:

Todos os fatos que acontecem diariamente em sua vida fazem parte de sua zona de conforto. Quando você se acostuma com uma atividade, você se movimenta por inércia e não se importa se algo de novo acontece ou não.

Em outras palavras, a zona de conforto nos coloca em uma bolha na qual estamos protegidos do desconhecido e incomum. Por mais que você reclame ou ache insuportável viver nessas condições, você segue por medo de perder sua estabilidade, principalmente, financeira.

Essa falsa sensação de segurança faz com que as pessoas sempre tenham um determinado comportamento com seus colegas de trabalho, vizinhos, parentes e amigos. Dessa forma, você fica despreparado e não consegue lidar com situações e problemas que fogem do seu conhecimento.

Por que é importante sair da zona de conforto?

  1. Encarar desafios faz parte da evolução de qualquer sociedade.
  2. Imagine se ninguém nunca tivesse criado um alfabeto para nos comunicar?
  3. Talvez, a língua e a comunicação tivessem levado muito mais tempo para ser desenvolvida.

      

  4. Ter as mesmas atitudes e esperar resultados diferentes é algo equivocado e que não agrega valor nenhum a seu trabalho e nem a sua personalidade.

Quem sai da zona de conforto não tem medo de se arriscar e, muitas vezes, se surpreende com aquilo que alcança.

É claro que cada pessoa se adapta de forma diferente em uma mesma situação, porém, o simples fato de se arriscar já proporciona mais conhecimento.

Por exemplo:

Ninguém nasce com as características de um bom líder. Por outro lado, qualquer um pode conseguir ter uma boa oratória e confiança para liderar uma equipe. Mas, para isso, é necessário forçar seus limites para adquirir essa nova habilidade.

A responsabilidade de sair da zona de conforto é apenas sua. Por isso, é essencial conhecer suas capacidades e saber aonde você deseja chegar.

Como saber se você está na zona de conforto?

  • Você já entendeu o que é a zona de conforto e como ela pode ser prejudicial para a sua vida pessoal e, principalmente, profissional.
  • Mas como saber se você se encontra nessa situação?
  • Bom, existem alguns sinais que servem de alerta e podem ajudar você a identificar que precisa de tomar alguns riscos e experimentar coisas novas.
  1. Sua carreira não progride: Se você nunca consegue a tão sonhada promoção ou um emprego melhor, pode ser um sinal de que você está um pouco acomodado. Talvez você não sinta ou não veja a necessidade de investir em seu aprimoramento profissional, com a realização de cursos.

  2. Você não acorda feliz: Se acordar de manhã para trabalhar já não é mais algo agradável, esse é um sinal de que você vive na zona de conforto. Se a sua área ou o seu emprego não te satisfazem mais, mudar de carreira ou empresa pode ser uma solução sobre a qual você nem ao menos pensou.

  3. Você não se lembra da última vez em que fez algo novo: Quando não nos sentimos desafiados ou quando fazemos as mesmas coisas por muito tempo, é normal nos acomodarmos. Se você já não se lembra mais quando enfrentou uma situação desafiadora pela última vez, é um sinal de que precisa sair da zona de conforto e respirar novos ares.

  4. Você procrastina com frequência: Quando não estamos satisfeitos com uma situação ou não nos sentimos desafiados, é bastante comum começar a deixar tudo para depois e não agir. A procrastinação e a falta de ação também é um sinal de alerta de que você se acomodou em sua situação atual.

  5. Você tem medo de mudar: Por fim, um dos maiores sinais de que você está na zona de conforto é o medo de mudar, mesmo quando isso é necessário. Se simplesmente pensar em mudanças, radicais ou não, te apavora, talvez seja a hora de reconhecer que você está na zona de conforto.

Como sair da zona de conforto?

Sair da zona de conforto exige muito mais preparação psicológica do que técnica.

Confira, a seguir, algumas dicas que podem te ajudar.

1. Descubra seu potencial

Antes de tomar qualquer atitude, é necessário fazer uma análise profunda sobre todos os pontos de sua vida.

Responder as seguintes perguntas pode ajudá-lo a se orientar melhor:

  • Estou satisfeito com minha condição atual?
  • Como me posiciono em meu emprego? E com minha família?
  • Quais sonhos deixei de lado ao longo de minha vida? Por que fiz isso?
  • Quais são meus hobbies?
  • Quais habilidades eu já desenvolvi até hoje?
  • O que atrapalha meu desempenho?

A lista pode variar de acordo com o perfil de cada pessoa. Porém, responder essas perguntas com sinceridade é o primeiro passo para sair de sua zona de conforto.

Além do mais, as respostas que você encontrar hoje serão diferentes daquelas que você encontrará caso faça essa mesma análise no futuro. Isso acontece porque desenvolvemos diferentes habilidades de acordo com os esforços que realizamos em nossas vidas. Por isso, esteja preparado para constantes mudanças em sua jornada.

2. Seja flexível

A flexibilidade é uma característica essencial de uma pessoa que conhece a si mesmo e está pronta para lidar com situações inesperadas. Geralmente, não temos controle sobre as pessoas que estão a nossa volta, já que elas são livres para agir e pensar da maneira que querem.

Então, não seja tão radical. Tente se adaptar aos cenários que surgirem e, mais do que isso, tente aprender com as novas situações impostas.

3. Estude mais sobre diversos assuntos

Desde os tempos escolares, somos acostumados a estudar apenas aquilo que gostamos. Algumas pessoas preferem as ciências exatas, outras optam pela área de humanas. Esse pensamento limita um pouco sua criatividade, apesar de ser bastante difundido.

Um empreendedor de sucesso deve estar sempre disposto a conhecer novos conteúdos.

Se você é um gênio da matemática, aprenda um novo idioma. Quem gosta de poesia pode aprender a tocar um novo instrumento musical, e vice-versa.  

Invista em conhecimentos que podem agregar valor a sua vida profissional, mas não se esqueça de desempenhar também atividades que sejam de seu interesse pessoal. Pelos dois caminhos, você conseguirá ser um indivíduo mais completo e realizado. 

4. Procure eliminar seus medos e receios

Sentir medo é algo natural e serve para protegê-lo do perigo. Entretanto, o medo em excesso é prejudicial para seu desenvolvimento pessoal, pois atrapalha os relacionamentos e a realização de novas experiências em sua rotina.

Curar-se do medo é algo mais simples do que muitos imaginam. Para isso, basta enfrentar aquilo que provoca essa sensação.

Uma situação que atrapalha o desempenho de vários empreendedores é a dificuldade em falar em público, e essa característica é uma premissa fundamental para o sucesso em qualquer área. Desse modo, faça de tudo para adicioná-la a seu currículo.

Criar um canal no YouTube é uma ótima dica nessas horas. A internet é uma tecnologia que aproxima as pessoas e permite a troca de informações a qualquer hora e lugar.

O YouTube faz com que você se aproxime de pessoas, mas indiretamente, através do vídeo. Então, grave vídeos sobre os assuntos que você domina e desenvolva sua habilidade de oratória.

5. Faça atividades que desenvolvam sua criatividade

Muitos se enganam ao acreditar que apenas os publicitários, artistas e músicos precisam ser criativos.

Você precisa ser criativo para escolher um programa legal para o final de semana, por exemplo. E não poderia ser diferente para sair da zona de conforto.

Essa é uma habilidade que requer treinamento constante. Por isso, realize atividades artísticas, brinque com sobrinhos e filhos e corra mais riscos. Além disso, questione mais sua rotina e as atividades que você desempenha diariamente.

Será que existe uma forma mais criativa de fazer uma apresentação no trabalho?

Você só saberá isso se questionar.

6. Tenha um bom networking

Conhecer pessoas novas é uma ótima maneira para sair da zona de conforto. Uma simples conversa na hora do café pode render uma amizade ou até mesmo uma parceria para abrir o próprio negócio. Por isso, não tenha medo de participar de eventos, adicionar novos contatos e conhecer outras realidades e opiniões.

Nessas horas, você pode se espelhar em profissionais que passaram por várias experiências e pensam fora da caixa. Esses perfis estão sempre dispostos a ajudar quem quer sair da zona de conforto, e isso pode ser uma oportunidade e tanto de agregar novos conhecimentos.  

Em nosso canal no YouTube, temos uma série de vídeos de pessoas que saíram da zona de conforto, dá só uma olhada na história do Cris Urzua:

7. Experimente algo novo todos os dias

Sair da zona de conforto é algo que requer um esforço diário para superar obstáculos. Na verdade, você sempre estará se desafiando e procurando novos estímulos em sua vida. Então, fique atento para encontrar novas experiências, como:

  • Escutar um gênero musical diferente;
  • Fazer um caminho diferente para o trabalho;
  • Planejar uma viagem para um destino inusitado;
  • Visitar um museu diferente;
  • Comer em um restaurante que você não conhece.

Essas pequenas mudanças de hábitos podem te conduzir a algo maior, como mudar de emprego, trabalhar viajando ou criar um negócio próprio.

8. Faça atividades independentes

Sair com amigos e compartilhar momentos com familiares são atividades que mostram que nossas vidas não são formadas apenas por reuniões e caixas de e-mails lotadas. Entretanto, você não deve se prender demais às companhias.

Certamente, você já deixou de fazer uma viagem ou ir ao cinema porque não tinha ninguém para ir junto. Acertamos?  

Muitos passam por essas situações pois têm vergonha ou estão habituados a contar com alguém sempre à disposição.

Tente fazer algumas atividades sozinho também. Você verá que esse tempo é ótimo para o autoconhecimento.  

9. Compartilhe sua opinião e aceite feedbacks

Se você não tem o costume de expor sua opinião e expressar seus sentimentos, está na hora de rever seus conceitos. Essas atividades, apesar de serem simples, são fundamentais para sair da zona de conforto pois demandam coragem, principalmente, quando fazemos uma crítica a um chefe.

Esteja preparado também para escutar o que os outros têm a dizer sobre você e analise tudo o que foi dito sempre pensando em como você pode melhorar.  

Uma solução para um problema que tira suas noites de sono pode surgir em uma conversa de bar com amigos e colegas.

10. Crie metas

As metas são amplamente utilizadas para orientar o crescimento de uma empresa pois servem para motivar a equipe e mostrar o caminho a ser trilhado. Dessa forma, também é possível utilizá-las no âmbito pessoal para sair de sua zona de conforto.

Faça uma lista de atividades que você quer realiza e estipule um prazo para cada uma delas. Apenas tenha atenção para não determinar algo que seja inalcançável. Essa atitude atrapalha seu desenvolvimento pessoal e profissional.

Leia um livro novo a cada dois meses, vá a um evento social toda semana, ou então, faça um exercício físico diferente todos os dias. Todas essas atividades são exemplos simples que você pode colocar em prática para se afastar da zona de conforto.

11. Desligue-se das redes sociais

De acordo com uma pesquisa divulgada em 2016, o brasileiro passa mais de 3 horas por dia na internet. Esse número parece pequeno, mas ele supera o tempo que muitos passam em atividades de lazer ou lendo um livro.

Caminhe na direção contrária e esqueça suas redes sociais durante algumas horas ou até mesmo alguns dias. Use esse tempo para interagir com pessoas diferentes, fazer serviços comunitários, praticar esportes ou aprender a cozinhar, por exemplo.

As tecnologias são essenciais para a evolução de nossa sociedade, mas elas devem ser utilizadas com sabedoria, melhorando as interações entre as pessoas e não as afastando.

Se você estabelecer um horário reduzido para atualizar seus perfis nas redes sociais, verá que sobrará muito mais tempo para investir em mais qualificação e realizar projetos pessoais.

Não deixe para começar amanhã

Existem, de fato, várias questões para se considerar ao sair da zona de conforto.

Nessas horas, é necessário dedicar-se diariamente para alcançar aquilo que você deseja. Por isso, siga as 11 dicas deste post e descubra qual é a melhor forma para fazer isso.

E se você quiser aprender um pouco mais sobre esse assunto, veja como mudar de emprego depois dos 30 pode ajudá-lo a encontrar novos ares em sua vida.

Este post foi originalmente escrito em fevereiro de 2018 e atualizado para conter informações mais completas e precisas com o auxílio do redator Marcos Pereira.

11 passos para diminuir seu percentual de gordura agora | Growth Blog

Se você quer virar um monstro de verdade, provavelmente sabe que isso tem uma relação direta com a taxa de gordura, não é mesmo? Afinal, não faz muito sentido lutar pela hipertrofia e não cuidar desse aspecto — principalmente porque ele pode até mesmo ser uma pedra no caminho e comprometer o caminho para a definição muscular.

Para diminuir o percentual de gordura de forma eficiente e ter bons resultados nesse sentido, é fundamental adotar algumas medidas. Elas são focadas em três vertentes: dieta, treino e rotina. Confira o post de hoje para entender melhor como elas atuam e veja que atitudes você deve adotar no seu dia a dia.

Boa leitura!

1. Escolha os alimentos ideais

A dieta tem um papel mais importante na hipertrofia do que a maioria das pessoas imagina. Enquanto alguns alimentos podem ajudar a diminuir a gordura corporal, outros estimulam o aumento dela e você não quer isso, certo?

Então, veja logo abaixo quais alimentos devem estar presentes em sua dieta e quais precisam ser evitados a qualquer custo.

Alimentos que devem ser evitados

As gorduras saturadas de origem animal, farinha refinada e açúcar são bons exemplos de alimentos que aumentam essa massa indesejada e, portanto, devem ser evitados. Isso acontece porque essa substância presente neles apresenta uma facilidade enorme em se transformar em células de gordura.

Farinha refinada

As farinhas refinadas causam um pico nos níveis de glicose e insulina e isso é péssimo para quem quer emagrecer. Afinal, elas geram um aumento no apetite e na sensação de ansiedade e também fazem com que seu corpo seja induzido ao armazenamento de gordura.

Na prática, isso favorece a formação das gorduras localizadas, principalmente na região abdominal. Sendo assim, fuja do arroz branco e dos pães que não são integrais, ok? Biscoitos e afins também são prejudiciais para o corpo.

Açúcar

Não chega a ser um segredo que o açúcar não é um alimento saudável, né? Bebidas açucaradas, refrigerantes e doces em geral podem ser deliciosos, mas têm muitas calorias vazias (sem nutrientes) e viram gordura facilmente.

Gorduras saturadas

Elas são as grandes inimigas de quem quer definir o abdômen e as outras partes do corpo, porque as gorduras saturadas facilmente se tornam células de gordura. Evite alimentos embutidos, manteiga, creme de leite, frituras etc.

Alimentos adequados

Carnes magras (peito de frango, peixes e frutos do mar)

Se a farinha e o açúcar não valem a pena, existem alguns alimentos que, por outro lado, podem ajudar muito nesse sentido. As proteínas magras e os ácidos graxos são ótimos exemplos e devem ser inseridos na dieta de quem quer ter bons resultados.

No caso das carnes, as opções mais magras — como peito de frango, peixes e frutos do mar — são sempre as melhores. Eles vão matar sua fome, dar os nutrientes que você precisa para puxar ferro e ajudar a queimar gordura.

Proteínas magras

As proteínas aceleram o metabolismo e proporcionam saciedade, o que é um ótimo impacto. De quebra, elas também têm um papel muito importante na construção da massa muscular, sendo uma verdadeira aliada.

Aposte em alimentos como ovos cozidos, queijos com baixo índice de gordura (branco, cottage, ricota etc.) e outros laticínios desnatados.

Ácidos graxos

Os ácidos graxos essenciais — como o Ômega 3 e 6, por exemplo — são gorduras “boas”, que podem ajudar muito na queima das gorduras “ruins”. Eles contêm ácidos que melhoram a resposta da insulina, auxiliando na transformação das células de gorduras em músculos.

É possível encontrá-los em peixes como o atum e o salmão. Os ovos, os óleos de soja e as nozes também são boas fontes de ácidos graxos.

Como você pode perceber, a alimentação tem um papel muito importante. Então, não perca tempo e converse com o seu nutricionista para desenvolver uma dieta que atenda às suas necessidades.

2. Diminua a ingestão calórica

Por mais óbvio que isso possa ser, algumas pessoas se esquecem desse detalhe. O balanço calórico muito alto faz com que seja ainda mais fácil engordar e, por consequência, acumular gordura no organismo.

Por outro lado, o balanço negativo é um passo fundamental para diminuir a gordura no corpo. Se você não acredita, pense por alguns minutos: se você gasta mais energia do que ingere, automaticamente começa a queimar as células desse tipo, já que elas também são fonte de energia.

É isso mesmo: esse procedimento é muito comum e é conhecido como lipólise. É nesse momento que acontece a hidrólise dos lipídios (as células de gordura), gerando, assim, ácidos graxos e sais para o corpo.

Não fique sem comer

Vale lembrar que essa redução das calorias não tem a ver com ficar sem comer ou com ficar desfalecendo de fome. Na verdade, o importante é comer as quantidades certas e necessárias para o seu tamanho e ritmo de vida.

Essa é uma forma de ter uma dieta de qualidade para ingerir menos calorias e, mesmo assim, fazer com que seu corpo tenha todos os nutrientes necessários para funcionar bem e manter todos os processos fisiológicos.

Você pode apostar em algumas opções com o perfil mais agressivo, como os modelos low carb ou a famosa cetogênica, pois elas também costumam trazer ótimos resultados.

Como elas são um pouco mais radicais, o ideal é não ficar por muito tempo na mesma dieta — pense que ela pode ser uma ótima alternativa temporária.

Lembre-se de que o ideal, nesse tipo de situação, é conversar com um profissional de nutrição antes de começar.

Essa é uma maneira de baixar a gordura corporal com mais facilidade, pois o corpo precisa usar o estoque desse tipo de energia que já existe para oferecer a força que você precisa. Assim, elas vão sendo facilmente queimadas e você percebe os impactos logo de cara.

De qualquer modo, se você já treina e/ou quer hipertrofiar, entenda que a alimentação tem um papel fundamental na busca por esses objetivos. Ficar mais de 3 horas sem comer pode comprometer seus resultados e fazer com que seu corpo acumule gordura desnecessariamente. Ou seja, diminua a ingestão, mas sem prejudicar suas refeições por isso.

3. Insira carboidratos e proteínas nas porções adequadas

Para quem ainda não sabe, é bom que fique bem claro que os carboidratos e as proteínas são os principais influenciadores do percentual de gordura. Em um primeiro momento, vamos falar das proteínas.

Elas têm um papel fundamental, já que diminuem as chances de catabolismo muscular e, de quebra, ainda aceleram o metabolismo. Ou seja, elas funcionam como aliadas indispensáveis nesse processo, principalmente se você quer resultados mais rápidos.

Os carboidratos também têm um papel relevante. Eles estão do outro lado, representando algo que você deve controlar: a ingestão — afinal, quando são consumidos em excesso, eles corrompem todo o seu processo de redução do percentual de gordura.

Isso acontece porque, como dissemos, os carboidratos simples podem se transformar em glicose e ficar estocados no seu corpo na forma de gordura. Nesse caso, a dieta com restrição de carboidratos reduz essa chance, potencializando a queima dessa energia.

Para não colocar tudo a perder, nada melhor que tomar cuidado com o que você consome. Por essas e outras, é fundamental conversar com o seu nutricionista para ter uma dieta que atenda às suas necessidades — isso ajudará você a alcançar seus projetos e metas mais rapidamente.

4. Aumente a intensidade dos treinos

A carga de treinos também tem uma relação direta com os resultados que serão obtidos. Por isso, é muito importante seguir as recomendações do seu personal ou instrutor. Caso perceba um progresso mais lento do que a sua ficha propõe, não deixe de conversar e ponderar se não é a hora de aumentar a intensidade.

Assim, você acelera tudo e garante os resultados de forma mais rápida. Alguns métodos podem trazer ótimos resultados nesse sentido, como o drop-set e o bi-set. Conforme você aumenta a intensidade, é bem provável que perceba um aumento no gasto calórico, o que se reflete na redução da gordura corpórea também.

Como alternativas, você também pode inserir os exercícios aeróbicos, HIIT (treino intervalado de alta intensidade) e várias outras atividades que possam aumentar a sua frequência cardíaca durante os treinamentos. Essa é uma maneira eficiente de garantir resultados melhores.

Entretanto, é bom ter cuidado, pois esse “upgrade” deve acontecer com a autorização e o acompanhamento de um profissional especializado — principalmente se você já está com uma restrição calórica na alimentação. Converse e defina uma intensidade que se encaixe nas suas potencialidades para não colocar a sua saúde em risco.

Lembre-se: você quer treinar seus músculos e não o seu ego. Exageros nesse sentido podem causar lesões e outras complicações para a sua saúde. Portanto, não se arrisque e siga as orientações dadas por quem realmente entende do assunto. Assim, será possível reduzir a porcentagem de gordura sem se prejudicar.

5. Aposte nos suplementos certos

A suplementação pode ter um papel importantíssimo, oferecendo um complemento do que o seu corpo precisa nesse período determinante. Se você pensa que os suplementos servem apenas para emagrecer, é bom entender que sua usabilidade é muito maior.

Não se esqueça de que os suplementos alimentares apresentam efeitos mais satisfatórios quando são inseridos em uma dieta equilibrada. De nada adianta tomar diferentes suplementações esperando que elas façam milagres pelo seu peso. Nutricionistas podem ajudar com recomendações nutricionais e pensadas especialmente para você.

Veja alguns suplementos que podem ajudar.

Termogênicos

Os termogênicos são um ótimo exemplo, já que aceleram o metabolismo e fazem com que as calorias comecem a ser queimadas de forma espontânea. Eles também diminuem o percentual de gordura de forma rápida — que é o que você deseja, certo? Além disso, eles dão aquela energia extra para os treinos. Motivação nunca é demais!

Whey Protein

Existem, ainda, outras opções também podem ajudar bastante, como o Whey Protein. Ele oferece as taxas de proteína e aminoácidos que seu corpo tanto precisa antes e depois de treinar. Esses nutrientes ajudam a criar o ambiente favorável para que seu corpo consiga desempenhar as funções exigidas pelo esforço adequadamente, reduzindo a gordura.

Creatina

Outro suplemento que tende a ajudar bastante nessa missão é a creatina. Essa suplementação pode aumentar a força e a capacidade de desenvolver trabalhos físicos, dando muita energia para executar os movimentos necessários. Com a melhora de seu desempenho nos treinos, você ganhará massa magra com maior facilidade.

É claro que esse ponto dos suplementos depende muito das suas necessidades pessoais, pois cada corpo funciona e responde de uma maneira diferente aos estímulos dos alimentos e dos exercícios. Por isso, é sempre bom conversar com um profissional antes de decidir qual caminho seguir.

6. Tenha uma base na periodização

Se você não tem uma periodização dos treinos, é bem provável que tenha dificuldade em diminuir seu percentual de gordura. Nada mais natural, já que, sem um período básico, fica difícil usar os estímulos metabólicos e fazer com que seu corpo trabalhe como seu aliado.

Além disso, fica difícil também mensurar o progresso e perceber quais foram os resultados atingidos. Portanto, planeje-se, fale com seu personal ou instrutor e não deixe de investir no treinamento periódico e desfrute de resultados mais rapidamente.

7. Invista nos treinamentos compostos

Quando o objetivo é diminuir o percentual de massa magra, o treinamento composto tem um papel importantíssimo. Ele apresenta um recrutamento maior das fibras musculares — uma medida simples, mas que estimula o seu sistema endócrino.

O resultado disso é um aumento na produção de testosterona. Para quem não sabe, esse hormônio é um dos principais envolvidos na queima de gordura corporal, melhorando muito os resultados. Entretanto, isso só acontece se o seu treino for curto e intenso. Portanto, pegue os que têm intensidade elevada e que duram 40 minutos, no total.

8. Melhore o Vo2 máximo

Os fãs de musculação, muitas vezes, mantêm um olhar equivocado sobre os exercícios aeróbicos. No entanto, eles têm muitos benefícios a oferecer, principalmente para quem busca a redução de gordura e a definição muscular.

Uma dessas melhoras se reflete no aumento do Vo2 máximo. Quando você faz treinos aeróbicos puxados (corrida, artes marciais, natação etc.), essa capacidade melhora. Isto é, quanto mais aeróbicos você faz, mais você conseguirá fazer. Isso também influencia diretamente em seu metabolismo basal.

O HIIT e a ginástica aeróbica contínua são práticas bastante indicadas para essas finalidades. Como têm curta duração e são intervaladas, elas queimam muitas gorduras em pouco tempo ajudando a melhorar o Vo2 máximo.

9. Beba muita água

Independentemente de seu objetivo com as atividades físicas, a ingestão desse líquido é fundamental para alcançá-los. A água é responsável por fazer com que seu metabolismo funcione corretamente, além de ser imprescindível para outras funções vitais do corpo humano.

Quando suamos, eliminamos a água que está em nossos corpos. Por isso, durante a prática, é importante beber um pouco dessa bebida. Apenas tome cuidado para não exagerar na dose e ficar com aquela sensação de barriga cheia. Como você bem sabe, isso não é nada legal para quem está se exercitando.

Sendo assim, beba algo em torno de 2 litros de água por dia. Divida essa quantidade ao longo do dia, de forma equilibrada. Tenha atenção: se você sentiu sede, é porque bebeu água de menos. Corrija isso sem beber toda água do mundo de uma só vez.

10. Realize os treinamentos adequados

Um dos erros mais cometidos pelos adeptos dos exercícios físicos é fazer apenas uma atividade. É claro que a musculação ajuda a reduzir a quantidade de gorduras em seu corpo, mas existem outras práticas que podem ser mais eficientes nesse sentido.

Os aeróbicos — já mencionados neste texto — são especialmente efetivos quando o assunto é queimar calorias. Se o seu problema for com as gorduras localizadas, especialmente, eles podem ajudar ainda mais.

A melhor parte dessa história é que existem muitas modalidades aeróbicas e você certamente pode se encantar por alguma delas: ciclismo, danças, lutas, HIIT, natação, corrida e assim por diante.

Outra dica interessante é não treinar apenas uma região de músculos do corpo. Assim você não trabalha apenas uma parte dele e consegue eliminar aquelas gorduras mais incômodas.

11. Durma adequadamente

Sem o descanso necessário, seu corpo não trabalhará corretamente nem para a hipertrofia, nem para a definição. Portanto, evite exagerar nos treinos e tente dormir sempre nos mesmos horários.

O ideal é que você durma de 7 a 9 horas por noite. Assim, seu corpo terá o repouso adequado para transformar todos os estímulos recebidos ao longo dos dias em massa magra.

Para melhorar a qualidade do seu sono, evite comer alimentos pesados antes de se deitar e apague todas as luzes do quarto. Também tenha certeza de que seu colchão e seus travesseiros são adequados para o seu peso.

É claro que é bom ter paciência e não descuidar de nenhum ponto, pois os resultados não acontecem de uma hora para outra. Não deixe de investir em uma boa alimentação e comprometa-se com o treinamento intensivo. Os resultados certamente virão.

Depois de entender algumas estratégias interessantes para diminuir o percentual de gordura, não deixe de colocar esses passos em prática. Fazendo isso e tendo muito foco, você vai perceber que consegue reduzir bastante esse índice.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*