Como bloquear um aplicativo ou .exe de ser executada no windows

Na tela do editor de política de grupo, expanda a pasta Configuração do computador e localize o item a seguir.

• Configuração do Computador> Configurações do Windows> Configurações de Segurança> Políticas de Controle de Aplicativos> AppLocker

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

À direita, os itens de configuração disponíveis para a política do Bloqueador de aplicativos serão apresentados.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

Clique no item de configuração denominado Configurar Regra.

A janela de propriedades do Applocker será apresentada.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

  • Ative as regras executáveis e selecione a opção Aplicar regras.
  • Ative as regras do Windows Installer e selecione a opção Enforce rules.
  • Ative as regras do App Packaged e selecione a opção Enforce rules.
  • Clique no botão OK.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

  1. Em seguida, precisamos criar as regras de software padrão.
  2. Clique com o botão direito do mouse na política Regras de Executáveis e selecione a opção Criar regras padrão.
  3. Para finalizar a criação da política de grupo, você precisa fechar a janela do editor de política de grupo.
  4. Somente quando você fechar a janela da política de grupo, o sistema salvará sua configuração.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

  • As regras padrão executáveis afirmam o seguinte:
  • Todo arquivo EXE dentro da pasta Windows pode ser executado.
  • Todo arquivo EXE dentro da pasta Arquivos do programa pode ser executado.
  • Os membros do grupo Administradores podem executar qualquer arquivo EXE.

Para autorizar outro aplicativo, clique com o botão direito do mouse nas regras Executáveis e selecione a opção Criar nova regra.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

Clique com o botão direito do mouse nas regras do instalador do Windows e selecione a opção Criar regras padrão.

Para autorizar outro aplicativo, clique com o botão direito do mouse nas regras do instalador do Windows e selecione a opção Criar nova regra.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

Clique com o botão direito do mouse nas regras do Package App e selecione a opção Criar regras padrão.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

Para finalizar a criação da política de grupo, você precisa fechar a janela do editor de política de grupo.

Somente quando você fechar a janela da política de grupo, o sistema salvará sua configuração.

Como podemos bloquear a execução de certos processos e programas em Windows – Opções de invisibilidade

Talvez, por várias razões, não quer que outros usuários computador do trabalho ou em casa para executar determinados aplicativos instalada no sistema.

Em vez de se perder entre as pastas e subpastas tentando esconder pedidos em causa (sem risco de que já não sabem onde acessá-los), uma solução mais eficiente é processos bloqueando dos mesmos.

Blocker processo é um ferramenta gratuita com o qual os usuários Windows lata bloquear qualquer processo em execução no sistema dependendo o nome ou a sua CRC.

Como o Processo Blocker?

Depois de instalar a ferramenta é ele deve ser configurado para atender aos requisitos ou preferências de cada utilizador. para configurar Blocker Processo, Clique no atalho Configurar Blocker Processo de menu Iniciar.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

interface de aplicação É extremamente simples e fácil de usar. em Configurações de Processo Blocker carrapato aplicações bloco GMT em seguida, clique no Adicionar para criar a lista de processos e programas que deseja bloqueá-los.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

Você tem três opções para os processos de bloqueio:

  • Para bloquear um processo específico, tipo seu caminho de localização (Se você não sabe, usar procurar para localizar o processo)
  • Se você deseja bloquear todos os processos que têm um determinado nomeIndependentemente da sua localização, digite o nome diretamente (E.g. messenger.exe)

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

  • se você quiser bloquear um processo em execução, mesmo se ele é renomeadoEm seguida, marque a opção Bloquear aplicativos outra com o mesmo CRC (Torna-se ativo apenas quando você seleciona um processo, não onde direto escrever o seu nome).

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

Para os processos de bloqueio permanecem desconhecidos para outros usuários, certifique-se de esconder mensagens em que eles são avisados ​​de que o processo que tenta rodar é bloqueado. Caso contrário, o mais provável, eles vão identificar a causa de processos em execução e não pode resolver o problema.

  • Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows
  • Para ocultar avisos de que alguns processos são bloqueados, abra Configurações de Processo Blocker, Vá para a guia Informação e Estatística e desmarque Exibir notificações de bandeja quando aplicações bloqueou Listados.
  • Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows
  • Além disso, certifique-se de eliminar qualquer um atalho da ferramenta (No Desktop, Menu Iniciar e da barra de tarefas), a fim de não atrair a atenção de outros usuários do computador.

Outra recomendação seria a de não depender exclusivamente do Bloqueador de processo, e para ocultar ou e excluir atalhos para aplicações / processos que você deseja bloquear. Desta forma, você tem mais segurança e você pode contar com a segurança Bloqueador processo como um último recurso.

Nota: Aplicativo compatível com Windows XP, Windows Vista sim Windows 7

Opções de invisibilidade – Como impedir a execução de processos e programas no Windows

Como podemos bloquear a execução de certos processos e programas em Windows

Como permitir que apenas aplicativos da loja no Windows 10 (e aplicativos de área de trabalho da lista de desbloqueio)

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

A Atualização de criadores do Windows 10 tem um alternador que você pode alternar para permitir aplicativos somente na Windows Store. Esse recurso também pode ser usado para colocar seus aplicativos de área de trabalho existentes na lista de permissões, permitindo que seus aplicativos atualmente instalados sejam executados e bloqueados até que você os permita. É semelhante ao Gatekeeper no macOS.

Como executar apenas aplicativos da loja

RELACIONADOS: Como obter a Atualização de criadores de outono do Windows 10 agora

Você encontrará essa opção em Configurações> Aplicativos> Aplicativos & Recursos depois de fazer o upgrade para a Atualização de criadores.

Em “Instalando aplicativos”, você pode selecionar “Permitir aplicativos de qualquer lugar”, “Avisar antes de instalar aplicativos fora da Loja” ou “Permitir aplicativos somente na loja”.

A opção padrão permite que você execute aplicativos de qualquer lugar, que é o modo tradicionalmente usado pelo Windows

Leia também:  Como arranjar um namorado no sims 4 (com imagens)

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

RELATED: Por que (a maioria) Desktop Apps não está disponível na Windows Store

No momento, escolhendo para executar apenas aplicativos da Windows Store é um pouco limitante. Muitos aplicativos não estão disponíveis na Windows Store, incluindo as versões para desktop dos aplicativos do Microsoft Office.

No entanto, à medida que mais aplicativos de desktop são empacotados para a Windows Store via Project Centennial, o bloqueio de aplicativos de área de trabalho de outro local pode se tornar um recurso de segurança útil para ajudar a impedir que malwares sejam instalados em seu sistema.

Se você selecionar “Permitir aplicativos somente na loja”, ainda poderá executar todos os aplicativos da área de trabalho já instalados. No entanto, se você baixar um arquivo .exe ou outro aplicativo da Internet e tentar executá-lo ou instalá-lo, verá uma mensagem informando que a instalação foi bloqueada

Deseja instalar o aplicativo mesmo assim? Clique no link “Abrir configurações” ou volte para Configurações> Aplicativos> Aplicativos e recursos e defina a opção “Permitir aplicativos de qualquer lugar”.

Instale o aplicativo normalmente. Depois disso, você pode definir a opção de volta para “Permitir aplicativos somente da loja”.

O aplicativo que você acabou de instalar receberá permissão para ser executado, enquanto os aplicativos futuros que você instalar não o terão.

RELACIONADO:

O que é um aplicativo “portátil” e por que ele é importante? formulação aqui se refere a “instalar aplicativos”, isso também funciona para arquivos .exe independentes como aplicativos portáteis. Quando você baixar um novo arquivo .

exe, o Windows impedirá que você o abra. Se você informar ao Windows para executar todo o software, poderá iniciar o arquivo .exe. Diga ao Windows para bloquear aplicativos de fora da Loja e você ainda poderá executar esse arquivo .

exe e qualquer outro aplicativo que já tenha executado.

Você também pode escolher o “Avisar antes de instalar aplicativos de fora do Store ”para economizar tempo.

Quando você tenta executar ou instalar um novo arquivo de aplicativo, ele é bloqueado, mas você pode clicar em “Instalar mesmo assim” para permitir que o aplicativo seja executado.

Você só precisará conceder permissão uma vez, e será permitido que ele seja executado sem prompts adicionais no futuro.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

Esse recurso é muito interessante porque dá aos usuários de desktop do Windows uma maneira fácil de colocar aplicativos de área de trabalho na lista de permissões, normalmente restrito às edições Enterprise e Education do Windows com o AppLocker. Depois de instalar os aplicativos que você usa, é possível alternar essa opção para impedir que novos aplicativos sejam executados sem sua permissão expressa.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

Esse tipo de lista de permissões já era possível em qualquer edição do Windows 7 e 8 por meio do Family Safety, mas esse recurso foi removido do Windows 10. Esta nova opção “Instalando aplicativos” permite que você configure uma forma básica de lista de permissões novamente.

Dica: Saiba como impedir a execução de aplicações no Windows

O Windows permite alguns truques interessantes para lá da interface de aplicações ou serviços… e podemos tirar partido disso! Há dias fui confrontado com uma necessidade de um amigo. Queria impedir que um dos utilizadores do seu computador, um dos seus filhos, tivesse durante um determinado período de tempo o acesso à Internet bloqueado.

Há várias, desde software no Windows a configurações no próprio router, mas decidi que era interessante dar-lhe a receita para impedir a execução da porta para a Internet: os browsers!

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

O pai do adolescente é um utilizador sem receio de mexer e tem alguma experiência mas na pura óptica do utilizador. Embora não seja a mais usual, esta receita é muito simples de usar e permite que bloqueiem a execução de uma ou mais aplicações, sem recorrer a qualquer software, que poderia ser terminado, ou sem recorrer a alterações na política de uso do utilizador.

Com uma simples alteração do registo do Windows podem definir quais as aplicações que estão bloqueadas, sem que os utilizadores entendam que a limitação está a este nível.

Qualquer utilizador com permissões de edição do registo do Windows pode fazer ou desfazer esta configuração, pelo que devem ter algum cuidado ao aplicá-la pois a mesma pode ser facilmente removida, caso seja conhecida.

Para começarem a realizar o bloqueio das aplicações necessitam de aceder ao registo do Windows, procurando depois por uma chave específica. Para abrirem o registo do Windows apenas precisam de usar o atalho Win + R e depois colem o comando regedit.exe.

Essa chave é a seguinte:

HKEY_CURRENT_USERSoftwareMicrosoftWindowsCurrentVersionPoliciesExplorer

HKEY_CURRENT_USERSoftwareMicrosoftWindowsCurrentVersionPoliciesExplorer

Uma vez encontrada a chave pretendida, devem criar dentro dela um registo específico. Esse registo deverá ser do tipo DWORD 32 bits, chamar-se DisallowRun e ter o valor 1.

Para o criarem só precisam de clicar com o botão direito do rato na janela, na zona das entradas das chaves, e escolher o tipo pretendido.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

Depois deste passo, precisam de criar uma nova chave, desta vez abaixo de Explorer. Esta terá o nome DisallowRun e será do tipo Key.

Cliquem em cima da chave Explorer com o botão direito do rato e escolham criar uma entrada do tipo Key, com o nome indicado antes.

Dentro dessa nova chave devem agora criar novas entradas, uma para cada aplicação que pretenderem bloquear. Estas entradas devem ser do tipo String, com o seu nome a ser numérico (1,2,3,4, etc) e o seu valor o nome do executável que pretendem bloquear.

No caso do exemplo que criei, os registos eram os seguintes:

  • 1, com o valor chrome.exe;
  • 2, com o valor firefox.exe;
  • 3, com o valor iexplore.exe, e
  • 4, com o valor opera.exe.

Podem adicionar novas entradas, respeitando sempre a numeração e a lógica aplicada.

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

Depois da criação destas entradas, apenas necessitam de reiniciar o Windows para que a alteração seja aplicada. Caso pretendam, e depois do reiniciar da máquina, podem adicionar ou remover aplicações que essas alterações são assumidas de imediato.

  • Daqui em diante, e sempre que o utilizador tentar abrir uma das aplicações registadas como estando bloqueada, receberá uma mensagem a indicar a existência de restrições associadas à aplicação.
  • Abaixo podem ver um exemplo de uma mensagem mostrada quando se tentou abrir o Chrome, estando este sob limitação de execução.
  • Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows
  • As possibilidades que podem usar para esta configuração são quase ilimitadas dentro do Windows, por isso a vossa imaginação é o limite.
Leia também:  Como agir depois de atropelar um cão ou gato com o carro

Com este pequeno truque o meu amigo conseguiu que o filho estivesse impedido de aceder à Internet usando um dos browsers instalados no computador. Não o poderá voltar a repetir porque o filho também lê o Pplware, mas isso é outra conversa.

Bloqueio de scripts de comportamento de aplicativo

Regras de proteção de arquivo podem bloquear as maneiras mais comuns pelas quais os pontos de extremidade são infectados por um malware ou ransomware — quando um usuário é enganado (geralmente por um e-mail de phishing) para abrir um anexo ou baixar da internet um arquivo contendo um vírus. A maioria desses arquivos que os usuários são ludibriados a abrir são de tipos conhecidos, como documentos do Word com macros, arquivos .JS (JavaScript) e outros tipos de script.

Usando regras de proteção de arquivo, você pode definir regras para impedir que arquivos .JS e outros scripts sejam usados pelos usuários (note que isso não limita o uso de JavaScript nos navegadores pelos usuários). Ao bloquear o uso de scripts (que a maioria dos usuários não precisa usar), uma grande parcela desse vetor de ataque pode ser eliminada.

É muito provável que os usuários não precisem executar scripts em seus computadores; no entanto, em alguns casos, aplicativos legítimos de terceiros podem precisar executar scripts.

Por esse motivo, recomenda-se que você comece a usar as regras de proteção de arquivo em modo de aprendizado (ou seja, configurar o modo de comportamento do aplicativo como aprendizado).

Nesse modo, o agente EPS aprende quais aplicativos estão executando scripts e não bloqueia o uso deles depois de você mudar para o modo de bloqueio.

Por exemplo, usando regras de proteção de arquivo, é possível configurar a seguinte regra: Não permitir que WSCRIPT e CSCRIPT executem arquivos *.JS.

Uma vez aplicada, os usuários não poderão usar o mecanismo de script da Microsoft (WSCRIPT/CSCRIPT) para executar arquivos .JS.

Certifique-se de habilitar a opção Permitir que arquivos confiáveis ignorem a regra para ignorar essa proteção em aplicativos que foram descobertos usando-se o WSCRIPT para executar arquivos .JS durante o período de aprendizado.

Bloqueio da cadeia de execução e da origem na internet

Na 2017.1, foram adicionadas duas novas opções de proteção de arquivo que ajudam a bloquear a execução de scripts pelos usuários no navegador ou no aplicativo de e-mail, mesmo que os scripts sejam baixados dentro de um arquivo zip.

  • Aplicar se o processo estiver na cadeia de execução
  • Aplicar somente a arquivos baixados da internet

Quando a opção Aplicar se o processo estiver na cadeia de execução está habilitada, qualquer programa na “cadeia de execução” pode ser monitorado. Por exemplo, se um usuário executa o Chrome e abre um arquivo .JS baixado pelo Chrome (ou seja, o usuário clica duas vezes no arquivo .

JS após ele ser baixado pelo Chrome), a cadeia de execução será Chrome > WSCRIPT > .JS. Quando essa opção está habilitada, o “programa monitorado” pode ser o Chrome, e os “arquivos protegidos” podem ser *.JS. Isso garantirá que qualquer arquivo JS executado a partir do Chrome seja bloqueado.

Na 2017.1, existe também uma nova regra pronta de proteção de arquivos, concebida para impedir a execução de scripts a partir de um navegador ou aplicativo de correio.

Essa regra impede que um conjunto definido de navegadores e mensageiros execute CMD, CSCRIPT, WSCRIPT e PowerShell.

Ela bloqueará qualquer tentativa de se executar um script pelo navegador ou aplicativo de correio (isso se aplica somente a scripts executados “fora” do navegador — não a JavaScript executado no navegador como parte de um site).

Há um caso comum em que usar Aplicar se o processo estiver na cadeia de execução não bloqueará a execução dos scripts — quando o script estiver em um arquivo zip e o usuário extrair o zip usando o extrator de ZIP nativo do Windows (não um aplicativo de terceiros). No entanto, essa regra procurará bloquear um arquivo zip anexado se o usuário abri-lo com o WINZIP e depois executar um script que estava dentro desse arquivo zip.

Para resolver o problema acima, uma segunda opção, Aplicar somente a arquivos baixados da internet, está disponível. Por padrão, toda arquivo baixado por um navegador é sinalizado pelo navegador como “baixado da internet”.

Esse sinalizador permanece com o arquivo mesmo se este for copiado (note que esse sinalizador se aplica somente a arquivos em um sistema de arquivos NTFS).

Quando essa opção está habilitada, a regra será aplicada somente a arquivos que tenham esse sinalizador habilitado.

Uma nova regra pronta usa esse recurso para impedir a execução de scripts a partir de arquivos baixados da internet por um navegador (“Impedir acesso a scripts baixados”). Quando o usuário baixar um arquivo zip da internet (.

BAT, .CMD, .JS, .VBS), a execução do script será bloqueada, mesmo se o zip tiver sido extraído usando-se o aplicativo zip nativo do Windows, e mesmo que que o arquivo tenha sido salvo no disco e extraído em um estágio posterior.

Para habilitar as opções de cadeia de execução ou de origem na internet em uma regra de proteção de arquivos

  1. Clique em Ferramentas > Segurança e conformidade > Configurações de agente.

  2. Na árvore, em Configurações de agente > Minhas configurações de agente > Segurança > Endpoint Security, clique com o botão direito em Nova ou clique duas vezes em uma configuração existente.

  3. Na página Política padrão, selecione a configuração de controle de aplicativo a ser modificada e edite-a.
  4. Na página Regras de proteção de arquivos, modifique ou adicione a regra desejada.

  5. Você verá as opções Aplicar se o processo estiver na cadeia de execução e Aplicar somente a arquivos baixados da internet na página de configuração da regra.
Leia também:  Como calcular a variação percentual: 6 passos

Como Bloquear um Aplicativo ou .EXE de ser Executada no Windows

Configurações avançadas

 

As configurações avançadas são exclusivamente para usuários com conhecimento avançado. Não é recomendável alterar essas configurações se você não tiver absoluta certeza do que está fazendo, pois isso pode afetar a forma como o funciona e também a segurança do computador.

As opções disponíveis são:

Verificações

Detectar programas potencialmente indesejados (PUPs)

Esta opção permite detectar programas potencialmente indesejados, barras de tarefas, ícones de atalho desconhecidos etc. que foram instalados no seu computador durante a instalação de outros produtos de software.

Verificação após sincronização do cache

O mantém um cache local de Inteligência Coletiva com informações atualizadas sobre as ameaças mais ativas na comunidade. Selecione essa opção para verificar novamente processos carregados na memória após cada atualização de cache.

Bloqueio comportamental

  • Às vezes, os hackers utilizam técnicas que envolvem a introdução de código mal-intencionado em aplicativos legítimos, para executar secretamente ações perigosas no computador.
  • Graças ao bloqueador de comportamento, o analisa todas as ações executadas pelos aplicativos instalados no seu computador, bloqueando todas aquelas que possam ser perigosas para a sua segurança.
  • Essa opção está habilitada por padrão e não é recomendável desabilitá-la.

Análise comportamental

A análise comportamental funciona como última linha de defesa contra malware que pode ser executado em um sistema que tenha escapado a todas as outras técnicas de detecção e verificação.

Essa proteção intercepta as operações executadas pelos aplicativos instalados no computador, verificando-as antes de permitir que os processos sejam executados completamente. Essa verificação em tempo real determina se os processos podem ser executados, com base no respectivo comportamento.

Essa proteção aumenta muito a capacidade de detecção do antivírus. É recomendável mantê-la habilitada.

Verificar arquivos compactados em verificações sob demanda

Selecione esta opção para verificar arquivos compactados nas verificações sob demanda iniciadas do console.

Verificar arquivos compactados em verificações ao acessar

Selecione esta opção para verificar arquivos compactados nas verificações ao acessar.

Perguntar antes de neutralizar vírus em verificações ao acessar  

  1. Os usuários serão solicitados a confirmar se desejam enviar os vírus detectados para quarentena (essa opção está desabilitada por padrão).

  2. Observação: esta opção não afeta verificações executadas clicando com o botão direito do rato em um arquivo no Windows Explorer (Clique com o botão direito do mouse > Verificar com )
  3. Bloquear execução de arquivos até haver um resultado da nuvem

Sempre que abre um arquivo executável (geralmente os arquivos com uma extensão .exe), o consulta a nuvem para verificar se é um malware ou não. Para garantir a segurança do seu computador e, em algumas circunstâncias, o pode impedir a execução de arquivos executáveis durante um número de segundos até que uma resposta seja recebida dos servidores de Inteligência coletiva (nuvem).

Essa opção permite configurar o número máximo de segundos que os arquivos executáveis podem permanecer bloqueados aguardando uma resposta da nuvem. Deve ser um período entre 10 e 60 segundos. Por padrão, o tempo máximo de espera é de 30 segundos.

Conforme mencionado, este recurso só afeta arquivos executáveis (geralmente os arquivos com uma extensão .exe). Ele não afeta documentos, fotos, vídeos etc.

Quarentena

Quando o neutraliza o malware, este é guardado na pasta quarentena por diversos dias (7 por padrão), antes de ser removido permanentemente.

A opção para esvaziar automaticamente a quarentena é habilitada por padrão, embora possa ser desabilitada por meio da opção relevante. Utilize o menu suspenso para configurar a quarentena para se esvaziar a cada três dias, semanalmente ou mensalmente.

Se escolher “Nunca”, o malware detectado irá permanecer indefinidamente em quarentena, pois não será removido automaticamente. Em qualquer caso, será possível excluí-lo manualmente. Para obter mais informações, consulte a seção O que posso fazer com os arquivos em quarentena?

Observação: a opção para esvaziar automaticamente a quarentena só afeta os arquivos detectados como malware. Não afeta os arquivos suspeitos.

Alertas e Relatórios

A seção Configurações avançadas permite habilitar ou desabilitar os avisos que o exibe ao detectar o malware, assim como criar um arquivo de log avançado.

O registro avançado é um arquivo de texto com informações técnicas sobre as verificações executadas. Se desejar salvar o registro em um diretório específico, digite no campo Caminho.

Finalmente, se por algum motivo você quiser limpar os relatórios e as estatísticas do , utilize o botão Limpar.

Exclusões

Se não quiser que o verifique um determinado arquivo ou pasta, você pode excluí-los das verificações por meio da seção configurações avançadas. Siga as etapas abaixo para criar uma exclusão:

  1. Clique em Adicionar.

  2. Navegue até o arquivo ou a pasta que você deseja excluir e marque a caixa de seleção à esquerda.

  3. Clique em OK.

Se deseja eliminar qualquer uma das exclusões adicionadas, selecione-a e clique em Excluir.

Também é possível configurar as extensões a excluir da verificação (por exemplo, ..xls, .doc, .ppt, etc.). Arquivos com essas extensões não serão verificados.

Para selecionar as extensões:

  1. Clique em Adicionar.

  2. Digite uma extensão de arquivo no campo de texto. Se você inserir várias extensões, separe-as com “/”.

  3. Clique em Adicionar.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*