Como bloquear o espaço embaixo da cama: 11 passos

Uma maneira muito fácil para saber se a sua casa tem uma boa energia é responder uma pergunta simples: Você se sente bem e feliz em sua casa? Essa reflexão já vai dar uma boa indicação de como está o nível de energia do seu espaço, e o quanto você e sua casa estão em equilíbrio.

Para te ajudar nessa agradável tarefa de harmonização de ambientes vou trazer aqui algumas dicas simples e práticas para que você comece a desfrutar dos benefícios de se ter um ambiente equilibrado e saudável.

1O quarto como o cômodo mais amado da casa

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

Você deve ter ouvido muitas vezes que o quarto é o cômodo mais importante da casa. Isto é, em uma boa casa com Feng Shui, claro!  Então, aposte em lindas roupas de cama, cores , arte, ar fresco, aromatizadores agradáveis com óleos essenciais naturais, curativos e relaxantes, iluminação suave, aconchegante, etc… Enfim, tudo que faça seu coração se sentir amado, protegido e cuidado.

2Tenha uma cozinha cheia de energia, feliz, ativa, limpa e inspiradora

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

A cozinha é considerada o coração da casa em muitas culturas por ser o local onde são preparados os alimentos. No Feng Shui, a cozinha também está ligada à energia da saúde e da riqueza! Por isso, é importante cuidar muito bem dela, principalmente de seu fogão que é o símbolo supremo da prosperidade e fartura. Em geral, cores quentes e alegres são as mais indicadas para criar e manter uma energia leve e nutritiva. Não pode haver boas vibrações em uma casa se a energia da cozinha for infeliz, estagnada ou fria. Limpeza e organização também são essenciais para este ambiente. Tenha à vista muitos alimentos frescos e naturais.

3Cuide de sua porta de entrada

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

A maior parte da energia que flui em sua casa entra pela porta principal. Por isso, você deve dar uma atenção especial à sua porta da frente. Quanto mais forte e bonita for a sua porta principal, mais energia seu ambiente poderá atrair! E assim, melhor será a energia do seu espaço e da sua vida! Ter uma porta forte no Feng Shui é como ter uma voz clara e firme para se expressar. As casas precisam ter uma voz clara também. Isso vale tanto para espaços residenciais quanto para comerciais.

Mas o que faz uma porta da frente ser forte e saudável? Constatamos isso quando temos uma porta que é proporcional ao tamanho da casa, que abre facilmente e livremente, que está bem conservada, com uma pintura bonita e feita de material bem resistente. Uma porta que é bem iluminada, que desemboca em um bom caminho e que é bem convidativa. Em outras palavras, uma boa porta é uma porta que convida as boas energias a entrarem, além de atrair respeito e admiração!

4Tenha uma entrada bonita e convidativa

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

A entrada principal de um espaço é muito importante no Feng Shui, pois este é o local que tem a capacidade de atrair, convidar e também direcionar a energia que entrará em sua casa. Ela precisa passar uma sensação de acolhimento e segurança para que a energia possa se instalar.

Não deve haver portas ou janelas diretamente à frente da porta principal.

Quando você tem alguma porta bem de frente para a porta principal, seja ela uma porta de banheiro ou uma porta dos fundos, a energia escapa facilmente sem ser capaz de nutrir e circular pela casa.

O mesmo acontece se uma grande janela se localizar bem à frente da porta de entrada, pois isso irá promover um escape direto de energia.

5Coloque a energia certa em cada ambiente

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

Para criar e manter uma boa energia em sua casa é importante ter ritmos naturais expressos visualmente em sua decoração. É a energia de inalar e exalar, a energia da noite e dia, verão e inverno, yin e yang, “movimento” e “quietude”. O que isso significa é que sua casa deve ter áreas ocupadas e cheias de cores brilhantes, imagens e texturas, e também deve ter áreas de descanso visual, quietude ou repouso. Uma casa que é toda “quietude” ou toda “atividade” não é uma casa equilibrada. Deve ter ambientes para movimento e ambientes para relaxamento, e estas áreas devem ser claramente definidas pelos objetos, móveis, cores e decoração.

6Atraia uma abundância de energia viva e fresca

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

Aplicar a técnica de Feng Shui em seus ambientes é atrair uma boa energia e uma boa energia é viva e sempre em movimento. Isso significa que para uma casa ter uma boa energia, ela precisa ter um fluxo constante de energia nova, fresca, com muita luz natural, itens vivos como plantas ou flores, arte vibrante, sons agradáveis, bons aromas, lindas imagens.  Cuidar da energia de sua casa, também significa ter um ambiente limpo e organizado.

7Capricho e cuidado

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

Em um ambiente com Feng Shui todas as áreas devem receber muita atenção e cuidado. Capricho deve ser colocado em todos os lugares, amar todos os cantinhos e cuidar muito bem deles. Do banheiro até a lavanderia, dos armários até o porão e a garagem, todos esses espaços precisam de cuidados, pois fazem parte da sua casa. Você não pode esconder ou negligenciar nenhuma parte de sua casa. Ao fazermos isso é como negligenciar uma parte específica do seu corpo. A casa como um todo precisa de ordem e de cuidados adequados, bem como uma dose de amor em cada cantinho. Cada parte da sua casa está conectada a todas as outras partes (assim como estamos conectados com o nosso corpo físico).

Há muitas dicas para harmonizar espaços, no entanto, essas dicas acima devem servir como uma boa base e um bom começo para ajudar você a entender e aplicar os princípios básicos. 

Se você conhece alguma dica para harmonização de ambientes comente aqui e vamos divulgando e ampliando cada vez mais essas boas práticas! Se gostou das dicas compartilhe-as com seus amigos! E caso tenha ficado com alguma dúvida, por favor, deixe seu comentário aqui embaixo!

Como decorar um quarto em 10 passos – mm home&decor

Acertar na decoração é muito mais do que uma questão estética. Com as escolhas certas, é possível se sentir mais à vontade em casa e curtir todo o bem-estar que você merece após um dia corrido.

Dessa forma, cada cantinho do seu lar precisa ser pensado com carinho.

E, como decorar um quarto é uma atividade muito importante, já que esse ambiente é extremamente pessoal, precisamos pensar nas melhores maneiras de realizar a tarefa.

Para tornar a hora da decoração simples, é preciso conhecer algumas práticas comprovadamente eficazes. Seguindo essas dicas, você se certifica da composição de um ambiente bonito, funcional e muito sofisticado. Para tornar o décor do seu quarto perfeito, siga esses 10 passos e transforme esse ambiente:

1 – Defina o tempo de decoração e seu orçamento

Não restam dúvidas de que, antes de realizar qualquer mudança dentro de casa, é preciso pensar de modo estratégico. Sendo assim, defina as principais expectativas antes de iniciar o projeto.

Os dois aspectos principais a serem analisados na etapa inicial são o tempo e orçamento utilizados.

Com isso em mente, as escolhas se tornam mais fáceis, pois você consegue se organizar melhor e não se frustrar no decorrer da decoração!

2 – Entenda as suas necessidades

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

Foto: Casa Cor Divulgação

Obviamente, possuir um quarto charmoso e referência em estilo é o desejo de muitos. No entanto, muito mais importante do que dormir em um ambiente saído da capa de uma revista, é imprescindível ter um espaço perfeito para você. Assim, sua rotina e necessidades precisam ser contempladas em qualquer projeto decorativo. Principalmente quando falamos desse cômodo!

Sendo assim, coloque suas prioridades na ponta do lápis. Um closet amplo, espaço para sua coleção de livros ou um cantinho para você colocar o trabalho em dia. Não importa. Tendo isso em mente, você define os principais do’s para a hora da decoração para quarto e se certifica da composição do melhor ambiente.

3 – Escolha um ponto focal

Seja seu quarto pequeno ou grande, é preciso selecionar um ponto que ganhe destaque nesse cenário. E a escolha é sua! Pode ser uma escrivaninha, um belíssimo armário ou até mesmo a disposição de quadros.

Entretanto, normalmente, é a cama que ganha mais ênfase – e verdadeiro protagonismo – nesse ambiente.

Após essa definição, você deve selecionar os outros elementos que complementam esse espaço, sempre priorizando a harmonia.

Leia também:  Como arquivar registros médicos: 9 passos (com imagens)

4 – Aposte em uma paleta de cores

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

Ao começar a decoração de quarto, algumas pessoas pecam por não serem muito criativas – ou perderem a mão – durante a escolha das cores. Essa definição é imprescindível, pois as tonalidades despertam sensações e têm muita influência na composição de qualquer cômodo.

Dessa maneira, é preciso definir se você deseja criar um espaço mais sóbrio e optar por um conjunto de tons monocromático, em que trabalhamos com uma nuance e suas variações, ou se pretende apostar em uma paleta de cores análogas. Se tiver dúvidas na hora da escolha, confira nosso post sobre decoração colorida e aprenda a fazer a melhor escolha.

E, lembre-se, como decorar um quarto é uma tarefa muito visual, é essencial encontrar a paleta de cores perfeita!

5 – Encontre os melhores móveis

A primeira regra antes de comprar móveis para o quarto é: tire as medidas disponíveis no cômodo, anote-as e guarde essas informações a fim de escolher bem as peças do mobiliário. Reserve um espaço para a abertura de portas e janelas. Além disso, pense na circulação disponível no ambiente.

Com isso em mente, chega o momento da compra. Alguns aspectos a serem considerados são a estrutura, acabamento e o design das peças. Busque móveis sólidos e fabricados com bons materiais. A escolha da matéria-prima está muito relacionada com o tipo de estilo que você pretende imprimir nesse espaço. Por isso, pense com atenção!

6 – Priorize a qualidade na roupa de cama

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

A cama é a estrela desse espaço e, como decorar um quarto está extremamente relacionado à esse móvel, pensar nas melhores maneiras de vesti-la é essencial. Além do aspecto estético, considere os diferenciais de cada item. Uma série de tecidos fazem parte desse universo, entretanto investir naqueles confeccionados em 100% algodão pode ser um bom início para a composição do seu enxoval.

Não se esqueça de optar por produtos versáteis, que podem ser facilmente combinados com outras peças. A aquisição de um kit cama é indicada, pois contempla uma série de itens que formam um conjunto. Além de, obviamente, funcionarem bem entre si, podem ficar lindos com outros lençóis, fronhas e colchas.

7 – Coloque a organização como palavra de ordem

A decoração de quarto é extremamente importante. Entretanto, existem outras tarefas essenciais a fim de tornar esse cômodo perfeito visualmente. A organização é uma delas. Afinal, não existe nada mais frustrante do que entrar em um ambiente desordenado.

Para evitar isso, uma ótima ideia é guardar os itens que você não utiliza com frequência em compartimentos embaixo da cama. A fim de garantir um ótimo visual no espaço, invista em uma saia volumosa para cobrir esse móvel, permitindo que o ambiente fique mais organizado.

8 – Dê a importância devida aos objetos decorativos

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

Algumas pessoas pensam que acessórios decorativos são meros detalhes. Porém, elas não poderiam estar mais enganadas! Esses itens são elementos essenciais, pois complementam o quarto e trazem personalidade. Seja para carregar memórias, como os porta-retratos, ou a fim de destacar sua cama, como as almofadas, esses objetos funcionam bem nos mais variados estilos.

9 – Planeje a melhor iluminação

Quartos pedem por uma luz indireta e uniforme. E, a fim de conseguir esse efeito, aposte na disposição de luminárias nas paredes e abajures ao lado da cama. Se desejar, invista na iluminação para cima, conhecida como uplight, que ganha destaque nos tetos brancos, pois gera contraste e espalha a claridade.

Como decorar um quarto envolve uma iluminação charmosa, você pode brincar com a diferenciação entre a luz indireta com a direta. Dessa forma, além de destacar elementos específicos, você garante a uniformidade visual necessária nesse espaço.

10 – Use a personalidade

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

Foto: Casa Cor Divulgação

O quarto é um daqueles espaços em casa que precisam ter a nossa cara. Sendo assim, durante todo o processo de decoração para quarto, é preciso abusar da personalidade. Assim, o espaço fica mais agradável e característico, o que faz toda a diferença! Essa definição faz parte de cada escolha tomada durante todo o projeto, passando pelas cores nas paredes à roupa de cama.

Como decorar um quarto com elegância

Agora que você viu como decorar um quarto em dez passos, fica fácil tornar esse espaço referência em charme e sofisticação. Não deixe de contar para a gente sua dica favorita e de que maneira você transformou o estilo desse cômodo essencial.

11 passos simples para manter a casa quente no inverno

Conforme o frio chega a casa fica mais hostil. Sair da cama e ir até a sala pode ser um verdadeiro sacrifício, quase como cruzar a Antártica.

Mas existem formas de manter a casa quente no inverno, como você verá nas dicas que separamos abaixo!  

1. Aproveite o sol

  • Conforme os meses mais frios do ano chegam começamos a passar mais tempo dentro de casa.
  • Apesar de ser uma forma eficiente para evitar o vento e o ar gelado, isso também pode fazer com que esqueçamos do nosso principal aliado contra o frio: a luz solar.
  • Se você deseja manter o ambiente quentinho durante o inverno lembre-se de abrir as cortinas.

Aproveite a luz solar para esquentar o espaço. Os melhores horários para deixar as cortinas abertas são entre 10h e 15h, quando o sol está mais forte.

Quem tem a oportunidade de aproveitar um espaço aberto também pode ficar alguns minutos ao sol. Só não esqueça de passar o protetor solar, mesmo no frio os raios ultravioleta são perigosos!

2. Use cortinas e feche as portas

À noite, é interessante usar cortinas grossas para cobrir as janelas. O vidro gelado pode fazer com que o calor escape do ambiente, deixando-o bem mais frio. Em casas com persianas o ideal é mantê-las fechadas para aprisionar o calor.

Se você tem o costume de deixar todas as portas abertas comece a rever este hábito. Quanto mais amplo for o ambiente, menos ele consegue reter o calor. Por isso quartos e salas menores costumam ser mais quentinhos.

Para manter a casa quente no inverno feche as portas do cômodo onde você estiver. Logo perceberá uma diferença nítida no aquecimento!

3. Isole portas e janelas

Portas e janelas são as principais responsáveis para que o calor escape do ambiente.

Se elas tiverem pequenas frestas já é o suficiente para deixar o lugar bem mais frio. Quer evitar isso? Então use fitas ou demais objetos apropriados para bloquear as frestas.

Faça isso com todas as janelas e portas da casa. É ótimo para deixar o lugar mais quente e ainda te ajuda a economizar na conta de luz, pois mantém o ambiente aquecido e você gasta menos com aquecedores elétricos, por exemplo.

4. Revista tubos de água quente

Nada melhor que um banho quente no inverno para ficar mais confortável, não é mesmo? Mas você sabia que os canos podem deixar sua água mais fria e ainda fazer com que gaste mais energia com o aquecimento?

Para conseguir remediar a situação você deve revestir canos de cobre com plástico ou isopor. Como resultado, a água aquece mais rápido e você pode aproveitar banhos mais quentinhos.

Só tome cuidado para não fazer algo que possa prejudicar sua instalação. Consulte pessoal profissionalizado antes de qualquer tipo de revestimento.

Como a serpentina envia água fervente para o resto da casa, ela pode comprometer revestimentos de plástico ou isopor.

5. Tome bebidas quentes

Além de deixar a casa quente no inverno, uma dica importante é aquecer seu corpo com bebidas quentes.

É a época  de aproveitar desde café, variados tipos de chás e até mesmo chocolate quente e quentão, típicos da estação. Não podemos esquecer ainda do tradicional chimarrão, tão adorado na região Sul.

E nas refeições, que tal investir em sopas e caldos? Alimentos assim vão te ajudar a se esquentar.

6. Use o forno

Sabia que enquanto cozinhamos no forno o ar em volta do equipamento também esquenta? Em modelos de forno a gás tradicionais esse efeito é moderado, mas já ajuda a deixar parte da cozinha mais aconchegante.

Quem tiver um fogão a lenha ou campeiro pode aproveitá-los para manter a casa quente no inverno.

Eles são muito utilizados para aquecimento e ainda te ajudam a economizar. Ao invés de usar energia elétrica, como acontece com a maioria dos aquecedores, utilizam uma fonte de energia renovável: a lenha.

Na realidade, no caso do fogão campeiro nem é preciso usar o forno para conseguir o aquecimento. Basta deixar a porta entreaberta que todo aquele calor concentrado dentro do forno será liberado para o ambiente

Existem diversos modelos de fogões campeiros que você pode usar na sua casa. Eles são ótimos para esquentar desde pequenos a grandes ambientes.

Leia também:  Como aliviar a síndrome do pescoço tecnológico com alongamentos

7. Pratique atividades físicas

Durante os dias mais frios dá vontade de se esconder embaixo das cobertas e ficar lá o tempo todo.

Mas nós aconselhamos que você faça algo completamente diferente: mexa-se! O movimento aquece o corpo e te ajuda a lutar contra o frio enquanto gasta energia.

É claro que você não precisa necessariamente sair para correr quando está 2 graus lá fora. Mas existem atividades físicas que você pode fazer dentro de casa mesmo ou em locais fechados, como uma academia.

8. Use papel alumínio para direcionar o calor

Quando nenhum outro truque para manter a casa quente no inverno funciona é preciso recorrer aos aquecedores. Mas tome cuidado com sua instalação porque você pode estar desperdiçando energia e calor sem aquecer muito o ambiente!

Para conseguir a melhor eficiência do seu aquecedor isole-o das paredes próximas. Materiais como alumínio são ótimos para refletir o calor e evitar que ele se perca nas paredes.

Por isso, é possível colocar alumínio entre o aquecedor e a parede caso não seja possível deixá-lo afastado.

Um fogão campeiro é ainda melhor para o aquecimento. Seu calor se dissipa com mais eficiência, alcançando uma área bem maior que a de aquecedores convencionais.

9. Use tapetes e carpetes

O chão desprotegido também pode contribuir para deixar o ambiente mais frio. Tapetes e carpetes foram criados exatamente para manter o chão bem quentinho.

Aproveite tapetes mais macios e espessos para conseguir melhor isolamento. Se possível também reorganize a mobília, pois quanto mais próximos estiverem os itens melhor é para o aquecimento do espaço.

10. Cubra o sofá

O sofá sofre do mesmo mau de paredes e chão: ele deixa que o calor escape rapidamente e te faz sentir mais frio. Quem possui sofás de couro ou materiais parecidos tem ainda mais dificuldade para manter a casa quente no inverno.

Mas é um problema simples de resolver: basta cobrir seu sofá com almofadas e mantas.

Elas isolam o móvel e também não deixam que seu calor corporal escape quando sentar nele. Sem contar que ainda dão um toque todo especial para a decoração.

11. Aproveite o aquecimento a lenha

  1. Quando falamos em manter a casa quentinha, grande parte da população já se recorda do fogo a lenha.
  2. Seja em lareiras, fogões convencionais, campeiros ou até mesmo calefatores, esta ainda é uma das melhores fontes de aquecimento.

  3. Usar lenha ajuda a economizar energia, dispensando a necessidade de comprar aquecedores e ar-condicionados para manter a casa quente.

Gostou das dicas? Aproveite para conhecer mais sobre os benefícios dos fogões a lenha para economia de energia em nosso infográfico!

Como Bloquear o Espaço Embaixo da Cama: 11 Passos

11 Dicas de Feng Shui para melhorar os relacionamentos

Ambiente do quarto1 – Tem espelhos em frente da sua cama? Um espelho em frente da cama, poderá surgir infidelidade na relação. Espelhos a reflectir a cama não favorece um sono tranquilo. Se por acaso tiver roupeiros com portas de correr com espelhos, forre as portas com papel decorativo.

2 – Tem tralha debaixo da cama? Guardar tralhas, caixas cheias de roupa e sapatos debaixo da cama, pode criar um chi estagnado e não é nada aconselhável. E muito importante, nunca guardar memórias do passado debaixo da cama.

Numa consulta que fiz há uns anos, uma senhora tinha arrumado nas gavetas debaixo da cama, caixas com recordações e fotos do ex-namorado… Claro que chamei a atenção para o facto de esta situação estar a bloquear a energia dos relacionamentos.

3 – Na cama de que lado está a dormir? Em tudo existe um equilíbrio energético, um lado yin e um lado yang. Mesmo na cama, esse equilíbrio energético também se verifica. A mulher, mais yin, deverá ocupar o lugar à esquerda e o homem, mais yang, é aconselhável ocupar o lugar da direita. Se a mulher dorme do lado direito, sente toda a responsabilidade da casa e da família nas suas costas.

4 – Tem fotografias dos seus filhos no quarto? No seu quarto apenas aconselho a ter fotografias do casal. O quarto do casal deve ter uma atmosfera de ninho, de aconchego e de conforto.

5 – Tem pertences do seu ex-companheiro (a) no quarto? Sim… por vezes acontece e quando há a operação “destralhar” encontramos objectos esquecidos. Devolva rapidamente.

6 – A sua cama de casal está encostada a uma parede? Outra situação importante é que a cama seja acessível pelos dois lados, ou seja, deve ter a cabeceira encostada a uma parede e permitir passagem dos dois lados.

7 – Com está posicionada a sua cama no quarto? Idealmente a cama deverá estar posicionada de modo que não fique com os pés em frente da porta. E quando estamos deitados na cama devemos ver quem entra no quarto. Opte por camas em madeira e não em metal. Não escolha camas com arrumação por baixo. Se for o caso guarde apenas roupa lavada e uso frequente.

8 – Acorda com o telemóvel? Aconselho sempre a não colocar os telemóveis na mesa-de-cabeceira e nunca despertar com o telemóvel… Opte por despertadores a pilhas. A energia electromagnética emitida pelos aparelhos é um factor a ter em conta. A iluminação do quarto deve ser suave e o equipamento eléctrico não é aconselhável (televisor, computador, tablets, rádios despertadores ou telemóveis).

9 – O seu quarto está situado em que sector – ponto cardeal? As melhores direcções ou sectores da casa para um quarto de casal são: Sudoeste, Oeste Sul e Noroeste. A energia do sector Sudoeste favorece os relacionamentos, a energia do Oeste valoriza o prazer, a energia do Sul incentiva a Paixão e a energia do Noroeste contribui para uma relação mais estável.

10 – Como é a decoração do seu quarto? Escolha sempre mesas-de-cabeceira iguais, candeeiros e tapetes iguais, em termos simbólicos o conjunto cama-mesas de cabeceira, é a relação do casal.

Opte quadros com imagens positivas ou emoldure fotos do casal. Prefira cores suaves para a decoração, como amarelo claro, verde, azul, rosa, branco ou tons pastel.

Mas coloque sempre um apontamento de cor encarnada para incentivar a energia do Fogo.

11 – Sabia que podemos usar a decoração e o Feng Shui na harmonização de um casal que tem energias opostas? Nas minhas consultas de Feng Shui utilizo o ki das 9 estrelas – um método muito prático em que temos nove tipos de padrões de energia.

Assim temos os números 3 e 4 associados à energia Árvore, o número 9, associado à energia Fogo, os números 2, 5 e 8, associados à energia Terra e os números 6 e 7 que pertencem à energia Metal. O seu ki depende da sua data de nascimento.

Vamos supor que um casal tem energias opostas, a senhora tem o perfil energético Fogo e o marido é Água. No ciclo dos cinco elementos a energia Árvore harmoniza e equilibra as energias opostas.

Assim na decoração do quarto do casal optamos pela energia Árvore, escolhendo cores verdes ou azuis para as cortinas, colcha e almofadas.

  • Numa consulta de Feng Shui, cada caso é um caso e devemos trabalhar numa base simbólica e fazer uma observação cuidada e pormenorizada da realidade e dos espaços.
  • Para harmonizar e equilibrar a nossa casa, não se esqueça de personalizar o espaço, de usar a intuição, a criatividade e acima de tudo destralhar e colocar intenção nas alterações que vá fazer.Paula Margarido
  • Arquitecta e Consultora de Feng Shui

Abafe o barulho dos vizinhos com 7 ideias de decoração

Papel de parede, forro de gesso, vasos de plantas e até pisos e tintas especiais… Esses materiais decoram seu apartamento e diminuem o barulho dos vizinhos. Veja:

1. Sala de estar

Instale na parede de onde vêm os sons do vizinhos painéis de home theater de madeira ou MDF. Essas estruturas funcionam como barreiras contra ecos e ruídos.

Outra possibilidade é revestir toda a parede com TNT (aquele revestimento que lembra tecido) –os modelos autoadesivos são práticos e podem ser aplicados por qualquer pessoa.

Sofás, cortinas e tapetes de tecido também absorvem o barulho e melhoram a acústica interna. 

Leia mais:

2. Janelas, portas e varandas

Para diminuir os sons externos de buzinas, aviões e obras invista em cortinas de tecidos volumosos, como algodão e veludo, ou troque janelas por modelos mais pesados, com vidros duplos e frisos de borracha, e portas com esquadrias de alumínio ou PVC. Na varanda, vale instalar jardins ou hortinhas em painéis verticais e vasos de plantas onde puder. Além de refrescarem o ambiente, a vegetação minimiza a propagação dos ruídos em até 40%.

Leia também:  Como aumentar os níveis de ferritina: 11 passos

Janelas com vidros duplos e frisos de borracha ajudam a isolar ruídos

Imagem: Getty Images

3. Sala de jantar

Instale nas paredes, ao redor da mesa, placas decorativas acolchoadas com tecido ou feitas de madeira ranhurada (tudo que tem relevo e textura abafa o som).

Arranjos de flores também funcionam bem, pois o efeito é igual ao das plantas colocadas na varanda.

Sobre o aparador, instale quadros de tela (o tecido do forro absorve ruídos) ou um móvel grande que preencha toda a superfície, como uma cristaleira.

4. Cozinha

Tintas resinadas são compostas por bolhas de ar —como as do chocolate, mas microscópicas.

Como o ar é um mau condutor de ondas sonoras, a pintura dificulta que sons potentes, como o do liquidificador, da batedeira e de louça movimentada sobre a pia sejam transferidos ao interior do imóvel pela parede.

O barulho agudo da queda de utensílios de metal no chão pode ser reduzido com a colocação de passadeiras de borracha.

5. Lavanderia e banheiro

Máquinas de lavar e descargas produzem sons tão altos que geram trepidações que percorrem as paredes.

Se você mora no andar debaixo, uma saída é rebaixar o teto com drywall e preenchê-lo com forro de lã de PET ou de fibra mineral, que, por serem materiais leves e porosos, absorvem bem as ondas acústicas.

Como a instalação dessa camada extra consome cerca de 10 cm do teto, o indicado é que a altura do pé direito seja alta.

6. Escritório

Nas paredes, estantes e prateleiras totalmente preenchidas com livros abafam os ruídos. É que as ondas sonoras entram pelas páginas de papel e são filtradas. Poltronas de tecido também são bem-vindas.

O que não é bom mesmo são as mesas de metal e vidro, que, por serem muito lisas e duras, repercutem os sons.

 Pisos “flutuantes”, como o vinílico, podem ser usados por cima de tacos e lajotas, desde que estejam nivelados, e absorvem sons de passos e até do afiar de unhas de cães. 

7. Quarto

A madeira garante conforto acústico, seja em pisos, móveis ou até na cabeceira da cama. Se for maciça, reduz a passagem de som de um ambiente para outro mais que a do tipo compensada, leve e oca.

Elementos decorativos como almofadas, edredons, mantas acolchoadas e persianas de plástico são soluções rápidas e baratas que também “protegem” a audição.

Até aplicar papel de parede faz diferença, pois as fibras são mais flexíveis e macias que a parede crua. Se tiver textura e nervuras, melhor ainda.

FONTES: Arquiteto Maurício Ruoppoli, da Oficina 11.11; Fernanda Tegacini, arquiteta do escritório Très Arquitetura

9 passos para enfrentar o desfralde de forma mais tranquila

Foi só quando a pequena Bia já estava perto de completar três anos de idade que a produtora de conteúdo Karina Hirami Balarotti achou que tinha chegado a hora de partir de vez para o desfralde. “Antes disso eu já tinha tentado, mas não deu certo”, diz.

Segundo ela, o toque veio da professora da menina, que contou como Bia se comportava na escola. “A professora percebeu que ela ficava incomodada porque as amiguinhas já pediam para ir ao banheiro e ela ainda usava fralda. Foi algo que partiu dela”, revela Karina.

“Os pais até podem dizer: ‘Ah filhinho, por que não me avisou que queria ir ao banheiro?’, mas nunca : ‘Eu não acredito que você fez xixi na calça de novo. Você nunca aprende!'”

Hoje, aos quatro anos, Bia já vai sozinha ao banheiro, mas a mãe ainda guarda alguns pacotes de fraldas em casa. “Nos dias mais frios eu coloco só na hora de dormir. Mais para garantir que nenhum acidente aconteça”, conta rindo.

Tudo ao seu tempo

O médico pediatra Luiz Renato Valério, do Hospital Pequeno Príncipe, explica que assim como para falar e para andar, cada criança também desenvolve a autonomia para usar o banheiro em um tempo diferente.

“O grau de maturidade das crianças varia de uma forma praticamente impossível de ser definida. Por isso, é bom que os pais não forcem.

Muitas vezes a pressão para sair das fraldas é tanta que causa frustrações e atrasa ainda mais o processo natural”, afirmou.

O pediatra reforça, ainda, que no caminho para o banheiro os pais devem estar preparados, porque a criança vai, sim, sujar a calça e o colchão no período de adaptação.

“Nesse início, os pais até podem dizer: ‘Ah filhinho, por que não me avisou que queria ir ao banheiro? Mas nunca dar sinais intensos de decepção, como: Eu não acredito que você fez xixi na calça de novo. Você nunca aprende!'”.

Ficar contando aos avós, tios e vizinhos que a criança fez xixi na cama também não é uma boa. “Isso só atrapalha, desmotiva e envergonha a criança”, orienta.

Desfralde: processo natural ou uma tática de guerra?

O Sempre Família também conversou com a pedagoga Marianna Canova, do Berçário e Escola Infantil Peixinho Dourado, que há 40 anos acompanha pais e crianças nessa fase de desfralde. Para ela, quanto mais ansiosa a família está, mais difícil acaba sendo o processo.

“Muitas vezes a criança não está preparada para deixar a fralda e os pais insistem para que seja naquela hora. Mais do que tudo, é preciso ter calma para que as tentativas não acabem gerando um estresse desnecessário”, diz.

Para Marianna, mais importante do que o próprio desfralde, é a preparação dos pais para esse momento.

Com a ajuda dos especialistas, listamos nove dicas que vão te ajudar a passar por essa fase de maneira mais tranquila:

1. Saiba identificar o momento certo

O desfralde requer controle corporal (um sinal claro é quando a criança consegue pular com os dois pés, avisa quando tem vontade de fazer xixi ou cocô e quando fala que a fralda está suja, por exemplo). Fique atento e não antecipe as coisas!

2. Vocês estão preparados?

Lembre-se que sair das fraldas é como um rito de passagem, quando seu filho deixa de ser um neném. Por isso, é importante mudar outros hábitos também, como a mamadeira, a chupeta ou mesmo o banho de banheira.

3. Não desista

Se a família e a escola concordam que a criança está pronta, é hora de agir. O ideal é manterá fralda apenas durante a noite. Segundo os especialistas, colocar fralda porque “vamos sair de casa” acaba confundindo a criança.

4. Crie uma rotina com a criança

Outra dica importante é observar os horários da criança e antecipar a ida ao banheiro, até que ela se acostume. Não desista! Os primeiros dias ou semanas podem até ser caóticos, com vários escapes pela casa inteira, mas em breve ela irá começar a pedir para usar o banheiro.

5. Segurança no banheiro

É muito comum que as crianças tenham medo do vaso. Para que seu filho fique à vontade, use um apoio para os pés. Ele vai se sentir mais segura. Algumas crianças podem precisar da leitura de um livro no vaso para se acalmar e relaxar o corpo.

6. Só cinco minutinhos

Não deixe a criança tempo demais no vaso ou pinico, até “dar vontade de fazer”. Cinco minutos é um bom tempo de espera.

7. Recompensa vale?

Adotar uma recompensa exclusiva para a ida ao banheiro é válido! Figurinhas são uma boa dica.

  • 8. Coisa séria
  • Não é recomendado usar o penico como brinquedo, por exemplo, levando o utensílio para fora do banheiro.
  • 9. Estimule seu filho

A convivência com outras crianças da mesma idade que já usam o vaso sanitário pode ser um grande estímulo para que seu filho saia das fraldas (como aconteceu com a Bia, filha da Karina), mas para o Dr. Valério, do Pequeno Príncipe, os pais também podem ajudar levando o filho junto quando forem ao banheiro para “mostrar como se faz”. Pais levam os meninos e mães levam as meninas.

***

Recomendamos também:

  • 10 dicas para tirar seu filho das fraldas sem traumas
  • 10 princípios para educar seu filho com carinho

***

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*