Como arrumar a mochila para fazer trilha: 11 passos

Enquanto muitos mochileiros colocam seus pertences na mochila sem qualquer organização, de última hora e na véspera de um roteiro, existem métodos de organização que ajudam melhorar a experiência da uma viagem de forma geral.

Aprender a organizar seu equipamento antes de montar sua mochila cargueira também elimina a possibilidade de esquecer peças chaves e ajuda a dispensar supérfluos.

Além disso te dará mais conforto, praticidade e estabilidade na sua caminhada.

Para muitos aventureiros de primeira viagem, isso pode parecer uma tarefa difícil, mas seguindo algumas recomendações básicas, verá que não é tão difícil quanto parece.

Arrumação a mochila pode ser dividida em 4 áreas além da parte externa:

Como Arrumar a Mochila para Fazer Trilha: 11 Passos

  1. Fundo: Bom para objetos volumosos e que não serão necessários até chegar no acampamento.
  2. Central perto das costas: Bom para objetos densos e mais pesados.
  3. Central na frente: Bom para objetos volumosos que possa precisar durante a trilha.
  4. Parte superior, bolsos, abas e tampas: Lugar para as coisas essenciais que precisará com urgência ou frequência.
  5. Amarraras externas: Para objetos de tamanhos irregulares ou longos.

A – Fundo da mochila

Como Arrumar a Mochila para Fazer Trilha: 11 Passos

  • Saco de dormir
  • Colchonete pequeno
  • Roupas que usará para dormir
  • Calçados

Colocar estes objetos macios no fundo da mochila também tem a função de agir como um amortecedor entre as suas costas e sua mochila.

B – Central perto das costas

Como Arrumar a Mochila para Fazer Trilha: 11 Passos

  • Comida (não lanches)
  • Kit de cozinha
  • Fogareiro
  • Reserva de água

Colocar os objetos pesados nesta parte da mochila ajuda a criar um centro de gravidade estável e balanceia a carga para baixo ao invés de para trás. Se este peso for colocado muito no fundo da mochila pode fazer com que a mochila deforme; se for colocado muito alto faz com que a mochila perca seu equilíbrio.

Considere embrulhar objetos macios em volta dos objetos volumosos para evitar que eles se desloquem. Use roupas, por exemplo, para preencher as lacunas e criar amortecimento entre eles e o reservatório de água.

  • Corpo e base da barraca
  • Sobreteto da barraca
  • Roupas extras

C – Central na frente

Aqui vão os objetos volumosos usados durante a caminhada, como:

  • Jaqueta com isolamento térmico, anorak ou corta vento
  • Fleece e calça
  • Capa de chuva
  • Kit de primeiros socorros
  • Filtro ou purificador de água
  • Suprimentos de Toilette (pá, papel higiênico, sacola de papel higiênico usado)

Algumas pessoas preferem acondicionar suas barracas nesta parte para ter fácil acesso no caso de chuva ou tempestade no caminho.

D – Parte superior, bolsos, abas e tampas

Como Arrumar a Mochila para Fazer Trilha: 11 Passos

  • Mapa
  • Compasso
  • GPS
  • Boné
  • Luva
  • Bandana
  • Óculos de sol
  • Protetor solar
  • Bálsamo labial
  • Lanterna de cabeça
  • Repelente
  • Lanches
  • Garrafa d’água
  • Capa de chuva
  • Chaves do carro (procure por um bolso que tenha um grampo no interior)
  • Documentos e dinheiro

E – Amarras externas

Como Arrumar a Mochila para Fazer Trilha: 11 Passos

  • Bastões de caminhada
  • Estrutura ou varetas da barraca
  • Colchonete maior
  • Banquinhos de acampamento
  • Picareta de gelo
  • Grampos
  • Corda de escalada

Estas amarras servem para acondicionar equipamentos que não podem ser guardados de nenhuma outra forma. No entanto, como podem engatar em galhos ou raspar em rochas com facilidade, deve-se minimizar o número de itens que se carrega do lado de fora da sua mochila.

Como regular sua mochila de Trilha ou Trekking • Decathlon

Você tem certeza de que sabe regular sua mochila corretamente? Você conhece a utilidade de todas as alças de regulagem? Descubra como ajustar corretamente sua mochila para ter o máximo de conforto em suas caminhadas!

Como regular sua mochila?

1- Coloque a mochila nas costas com 100% das alças de regulagens frouxas

Na verdade, essa manipulação permite que você encontre seu ponto de conforto facilmente, sem ser incomodado de alguma forma antes da regulagem. Assegure-se de distribuir bem a carga em sua mochila.Descubra como fazer nesse vídeo.

2- Comece ajustando a cintura da mochila

Posicione-a na altura dos quadris, acima das nádegas e ajuste-a até senti-la bem firme.

Se a cintura for ajustada corretamente e estiver na posição correta, você sentirá o peso da mochila diminuir bastante nos ombros. Essa técnica facilita a portabilidade de uma mochila pesada.

Como Arrumar a Mochila para Fazer Trilha: 11 Passos

3- Regule as alças da mochila

Esta etapa é importante, pois geralmente procuramos ajustar a mochila o mais alto possível e isso é um erro, pois todo o peso da mochila ficará sobre os ombros, e não dividido entre os ombros e os quadris.

4- Regule a altura da mochila

Algumas mochilas possuem costas reguláveis. Se for possível, adapte a altura dela às suas costas.

5- Regule a alça no tórax

Cuidado para não apertar demais e prejudicar a respiração. Essa alça serve, sobretudo, para estabilizar a mochila enquanto andamos.

De acordo com os modelos de mochilas, esta alça tem a altura regulável para liberar o peito e garantir o máximo de conforto.

6- Aperte as pequenas correias acima das alças nos ombros (chamadas de “indicadores de carga”)

Os indicadores de carga permitem que o usuário coloque a mochila o mais perto possível dos ombros para ganhar conforto de transporte. Deste modo, a mochila é melhor sustentada. Atenção: evite apertar demais, pois você corre o risco de colocar todo o peso da mochila nas suas costas.

Como Arrumar a Mochila para Fazer Trilha: 11 Passos

Dicas importantes:

  • Nunca carregue mais do que 25% do seu peso! Mesmo as melhores mochilas, com regulagens perfeitas, poderão prejudicar suas costas se estiverem pesadas demais.
  • As crianças devem carregar entre 10% e 15% (no máximo) de seu peso. Descubra como ajustar a mochila das crianças nesse vídeo.

Como Arrumar a Mochila para Fazer Trilha: 11 Passos

Se você for sair por algumas horas com uma mochila pequena, sempre prefira um modelo com uma correia abdominal.

As etapas são as mesmas. Se sua mochila não tiver uma correia abdominal, regule as alças para que a parte inferior da mochila fique na altura dos quadris, nem muito baixa (nas nádegas) e nem muito alta (nas costas).

Também é essencial equilibrar bem o peso, mesmo em mochilas pequenas. A regulagem das alças pode variar de acordo com suas preferências.

O importante é encontrar um ponto de equilíbrio sem deixar a mochila alta demais. O objetivo é dividir o peso entre seus ombros, suas costas e seus quadris, e não colocar todo o peso no alto do corpo.

  • Agora que você aprendeu como regular sua mochila, já está pronto para a caminhada!
  • Até o próximo post!
  • Confira todas as dicas e conselhos de Trilha e Trekking.

Como Arrumar a Mochila para Fazer Trilha

X

Este artigo foi escrito em parceria com nossa equipe treinada de editores e pesquisadores que validaram sua precisão e abrangência.

Há 5 referências neste artigo. Você pode encontrá-las ao final da página.

O wikiHow possui uma Equipe de Gerenciamento de Conteúdo que monitora cuidadosamente o trabalho de nossos editores para garantir que todo artigo atinja nossos padrões de qualidade.

Se você estiver planejando uma longa caminhada, vai precisar levar uma mochila com comida, água e outros suprimentos de sobrevivência. Em vez de apenas jogar o seu equipamento na mochila, reserve um tempo para planejar onde colocar cada objeto.

Dessa forma, sua mochila terá o peso equilibrado e você será capaz de acessar facilmente o que precisar ao longo da jornada.

Arrumar a mochila pode não parecer grande coisa, mas é uma tarefa que pode fazer a diferença entre uma caminhada desconfortável ou fantástica.

  1. 1

    Escolha uma mochila. Você apreciará ter uma mochila leve nas costas quando estiver caminhando. Escolha a mochila menor e mais leve que conseguir achar.

    Ela precisa ter espaço suficiente para comportar todos os suprimentos necessários para sua viagem. Se estiver saindo para uma caminhada longa durante o dia, pode usar uma mochila menor.

    Você vai precisar de uma mochila grande para guardar saco de dormir e barraca, bem como comida e água extra em abundância caso vá passar a noite em algum lugar ermo.

    • A capacidade de mochilas é medida em litros, variando entre 25 e 90 litros. Você precisará de uma mochila de 25 a 40 litros se for fazer uma caminhada que durará um dia. Caminhadas mais longas exigem uma mochila que comporte de 65 a 90 litros.[1]
    • Além da duração da sua viagem, a outra variável envolvida na escolha do volume da mochila é o clima. Você vai precisar de uma mochila maior para caminhadas durante os meses de inverno, quando precisa levar roupa mais pesada e outros equipamentos extras.
    • A maioria das mochilas é fabricada com estruturas internas que ajudam a aguentar o peso, mas existem modelos com estruturas externas projetadas para suportar cargas mais pesadas. Em qualquer caso, em vez de usar uma mochila escolar padrão, procure por um modelo especial para carregar peso durante a caminhada, de modo a ter mais conforto.[2]
  2. 2

    Reúna os materiais necessários. Leve apenas os itens essenciais para a trilha. Pode ser tentador levar sua câmera, um diário e seu travesseiro favorito, mas itens desnecessários vão pesar mais.

    Embale apenas o que precisa para a caminhada.

    Faça uma pesquisa para descobrir o que deve levar para esse passeio específico, levando em conta a intensidade, o nível de cansaço, o número de noites que você vai dormir fora e o clima.

    • Gaste mais no equipamento mais leve possível, especialmente se estiver indo para uma caminhada mais longa. Por exemplo, se você precisa levar um saco de dormir, pode comprar um modelo extremamente leve e compacto que pese apenas alguns gramas em vez de um saco grande e fofo que vai ocupar muito espaço e pesar mais. Se estiver preocupado com o peso, há uma versão leve de quase qualquer tipo de equipamento de caminhada ou acampamento.
    • Sempre que possível, elimine. Em vez de levar uma caixa de barras de granola, retire-as da caixa e leve-as em um saco plástico. Em vez de levar uma máquina fotográfica pesada, use a câmera do seu celular. Algumas pessoas cortam os cabos da escova de dentes e quebram os pentes ao meio.
  3. 3

    Distribua suas coisas por peso. Organize tudo o que vai levar em pilhas de acordo com o peso dos itens. Tenha uma pilha de itens pesados, de peso médio e pequenos. Organizar seus itens dessa forma vai ajudá-lo a embalar tudo corretamente para garantir uma caminhada confortável.

    • Itens leves incluem o seu saco de dormir, roupas e outros suprimentos noturnos.
    • Itens médios incluem roupas mais pesadas, o seu kit de primeiros socorros e alimentos leves.
    • Os artigos pesados ​​incluem alimentos mais pesados, material de cozinha, água, lanterna e equipamento pesado.
  4. 4

    Agrupe itens sempre que possível. É importante otimizar o espaço e concentrar o peso. Agrupar impede que os itens vaguem livremente pela sua mochila. Ela vai ficar mais organizada e com o peso distribuído se você dedicar tempo para organizar os suprimentos.

    • Por exemplo, se tiver uma pequena panela, encha-a de itens antes de guardá-la. Encha-a com alimentos ou guarde o seu par extra de meias lá. Utilize todos os espaços que puder.
    • Guarde itens pequenos que você usa ao mesmo tempo no mesmo lugar. Por exemplo, embale seus produtos de higiene pessoal em um saco leve para mantê-los todos juntos.
    • Essa é uma boa oportunidade para eliminar itens que estão ocupando muito espaço. Se você encontrar um item que não consegue embalar facilmente com os outros por conta do tamanho ou da resistência do material, cogite deixá-lo de fora.
  1. 1

    Coloque os itens mais leves na parte inferior e os mais pesados ​​perto de suas costas.

    Distribuir o peso para que os itens mais leves fiquem na parte inferior, os mais pesados ​​entre as omoplatas e os médios encaixados em torno deles é a melhor maneira de manter as costas saudáveis.

    Se você embalar os itens pesados ​​primeiro, vai estar colocando muito mais pressão sobre as costas. Colocar os itens mais pesados ​​perto da parte superior da sua espinha coloca o peso da mochila nos quadris, e não em um lugar onde pode causar lesões.[3]

    • Se você for acampar durante a noite, embale o seu saco de dormir e outros itens leves relacionados com o sono primeiro. Em cima deles, coloque suas roupas, meias, luvas e assim por diante.
    • Arrume os itens mais pesados: água, lanterna, suprimentos culinários pesados e assim por diante. Eles devem ficar entre as omoplatas e contra as suas costas.
    • Em seguida, coloque equipamentos de cozinha de peso médio, alimentos, kit de primeiros socorros e outros itens de peso médio para que eles fiquem ao redor dos demais objetos e equilibrem a mochila.[4] Enrole itens flexíveis, como lonas ou roupas, em torno dos itens pesados para evitar que mudem de posição quando você estiver andando.
  2. 2

    Mantenha itens essenciais imediatamente acessíveis. Existem alguns itens que você precisa ter à mão e que, mesmo sendo leves, devem ficar no topo da mochila ou nos bolsos externos. Deixe comida e água acessíveis, bem como o seu mapa, GPS, lanterna e alguns itens de primeiros socorros. Guarde-os cuidadosamente para decorar exatamente onde estão quando precisar deles.

    • Depois de alguns dias na trilha, você vai ter uma ideia melhor do que precisa estar acessível. Reorganize sua mochila para deixá-la prática e confortável.
  3. 3

    Prenda itens na parte externa. Se o equipamento não couber na mochila, você pode prendê-lo externamente na parte superior, inferior ou lateral. Por exemplo, você pode querer pendurar as hastes da barraca no topo da mochila ou deixar sua garrafa de água na lateral. Se você optar por anexar itens externamente, há algumas coisas a serem consideradas:

    • Faça isso com o mínimo possível de itens. É melhor guardar tudo o que conseguir. Quando estiver caminhando, você vai acabar batendo a mochila em árvores e outros obstáculos. Manter as coisas guardadas torna o passeio mais confortável.
    • Siga as regras para a distribuição de peso. Por exemplo, prenda as hastes da barraca e seu bastão de caminhada, que são pesados, na parte superior da mochila.
  4. 4

    Teste a mochila para ver como você se sente. Coloque-a nas costas e aperte as tiras de compressão em um nível confortável. Caminhe um pouco para ver como se sente carregando a mochila. Se puder andar confortavelmente e a mochila ficar comprimida e bem presa, você está pronto para ir.

    • Se você sentir as coisas mudando de lugar, tire a mochila, reorganize os itens para que fiquem compactos e estáveis e tente novamente.
    • Se a mochila estiver desequilibrando seu corpo, reorganize o conteúdo colocando os itens mais pesados entre as suas escápulas e contra a sua coluna. Eles provavelmente estavam muito altos antes.
    • Se o peso estiver mal distribuído, retire e guarde as coisas novamente, tentando dispersá-lo de forma mais uniforme em ambos os lados.
    • Se estiver muito pesada, pense no que você pode deixar para trás. Se você estiver andando com um grupo, veja se alguém tem espaço para levar um pouco da sua carga.
  1. 1

    Use sacos para embalar a sua comida, menos os itens mais moles. Essa é uma forma popular de manter as mochilas organizadas. Use sacos leves e resistentes, muito úteis para manter os alimentos separados do resto das coisas.

    Muitas pessoas enchem um saco com alimentos que não vão comer na trilha e outro com produtos de higiene pessoal.

    Você pode usar sacos para embalar praticamente tudo, mas os caminhantes experientes não colocam roupas neles, pois os itens moles e flexíveis podem ser colocados em torno dos itens mais pesados ​​e desajeitados, aproveitando espaços de maneira eficiente.[5]

  2. 2

    Guarde os recipientes à prova de animais de forma eficiente. Esses recipientes vedam o cheiro de alimentos, desodorante, protetor solar e outros itens que atraem animais.

    Eles são obrigatórios em áreas com altas concentrações de bichos selvagens.

    Se você estiver caminhando em um lugar que exige o uso, é importante guardar tais itens de forma eficiente para que não se tornem um estorvo com peso estranho na sua mochila.

    • Encha completamente o recipiente sem deixar espaços vagos. Você não quer que os alimentos fiquem fazendo barulho enquanto você anda. Se houver espaço extra depois de preenchê-lo com tudo que você tem que atrai animais, preencha o restante do espaço com meias ou outros itens flexíveis.
    • Os recipientes provavelmente serão pesados. Coloque-os entre as escápulas.
    • Ajeite um item flexível, como uma lona ou outras roupas, ao redor dos recipientes para deixá-los estáveis.
  3. 3

    Arrume uma capa protetora. Esse item é leve e prático e pode impedir que a mochila fique encharcada pela chuva ou neve. É uma capa que pode ser colocada na mochila em climas adversos. Quando não estiver chovendo ou nevando, a capa é pequena e leve o suficiente para enfiar na parte superior da mochila. Você poderá acessá-la facilmente quando precisar dela.

  • Verifique o isqueiro que vai levar. Confira se o nível de fluido está cheio.
  • Leve um mapa ou uma bússola para se localizar.
  • Lembre-se de que você precisa de 3 litros de água por dia para sobreviver e 2.000 calorias diárias para estar em uma boa condição. Pesquise o ambiente que será trilhado. Você pode precisar coletar água de uma fonte de água ou plantas, afinal o excesso de líquidos na sua mochila poderia aumentar bastante o peso dela.
  • Enrole palitos de fósforo em materiais impermeáveis. Isso impedirá que eles fiquem molhados.
  • Pesquise sobre a vida selvagem da região que pretende trilhar e prepare-se para encontros com cobras, onças e outros.
  • Não encha sua mochila com coisas inúteis. (exemplo, se deseja guardar um saco de dormir, não leve uma manta térmica também ou vice-versa.)
  • Água
  • Alimentos
  • Roupas (especialmente meias extras)
  • Espelho sinalizador
  • Palitos de fósforo embrulhados em material impermeável
  • Isqueiro
  • Câmera
  • Cremes adequados para o ambiente (protetores solares em dias de sol)
  • Saco de dormir ou manta térmica
  • Guia
  • Bússola ou mapa
  • Faca ou canivete
  • Kit de primeiros socorros

Escrito Com:

Editor da Equipe wikiHow

Este artigo foi escrito em parceria com nossa equipe treinada de editores e pesquisadores que validaram sua precisão e abrangência.

Categorias: Trilhas e Escalada

  • Imprimir
  • Agradecer aos autores

Esta página foi acessada 28 038 vezes.

O que levar na mochila

Uma das partes mais gostosas nos preparativos da viagem é arrumar as malas (ou a mochila), não é? Mas é nessa hora que surgem aquelas dúvidas: o que tenho que levar? O que não posso esquecer? O que é exagero? Do que vou sentir falta se não levar? E se fizer frio? E se fizer calor? =)

Pois é, uma coisa é certa: independente do que você imagine que precisa levar, com certeza não vai usar tudo isso. A gente sempre acaba levando mais coisas do que precisa, só pra garantir…

O problema de levar coisas demais é que a mochila fica super pesada, difícil de carregar, nada prática. E tem mais: se tua mochila tiver cheia, não vai poder comprar nada na viagem, porque não vai caber!

Então, olha aí dicas pra arrumar a tua mochila!

  • Veja também:
  • – Como planejar tua viagem de mochilão
  • – A melhor forma de levar dinheiro em uma viagem
  • – O que levar na mala viajando no inverno

PESQUISE SOBRE O CLIMA DO LUGAR PRA ONDE VOCÊ VAI

Antes de mais nada, pesquise pra ver como vai estar o clima nos lugares pra onde vai. Isso faz toda a diferença pra ver como vão ser as roupas que você vai levar. Tem algumas peças que são bem coringas, e que sempre é bom ter com você, independente da temperatura, como camisetas ou blusas de manga curta, calça jeans, casaco ou jaqueta, tênis e chinelo.

Outra coisa: se você for pra Europa, por exemplo, não precisa levar milhões de casacos e blusas de lã – um bom casacão de frio resolve, já que dentro da maioria dos lugares tem aquecimento (se você estiver todo encasacado, vai ter que ficar toda hora carregando um montão de blusas).

PAPEL E CANETA NA MÃO

Vai viajar? Veja aqui todas as opções de hospedagem, desde hostels a hoteis e resorts. E reservando por esse link você ajuda a manter o blog no ar, sem pagar nada por isso.

COMO CALCULO QUANTAS PEÇAS DE ROUPA VOU PRECISAR?

Leve roupa pra no máximo sete dias, mesmo que você viaje por um mês ou mais. Durante a viagem é só mandar lavar as roupas na lavanderia, ou lavar na pia mesmo. É bem prático, e você não vai morrer por repetir o figurino algumas vezes durante a trip, né!

MAS PRA SER MOCHILEIRO TENHO QUE LEVAR TUDO EM MOCHILA? NÃO PODE SER MALA?

Claro que pode! Essa é uma das coisas que muita gente pergunta… Cada uma tem suas vantagens, escrevi sobre isso nesse post aqui. Eu, particularmente, sou fã do mochilão!

 MENINAS, O QUE NÃO LEVAR?

Essa é pras meninas – a gente sempre acaba querendo levar o mundo na mala, né? Pois é, mas é bom maneirar nas quantidades…

Maquiagem: claro que a gente leva o make quando viaja, mas é bom não levar coisas demais. Tente ser básica, e levar só coisas pequenas e práticas, como lápis de olho, batom e rímel.

Secador de cabelo: se você for pra um lugar muito frio, pode ser necessário o secador. Mas se puder evitar a tentação, não leve – no dia a dia você acaba nem usando, e é uma coisa a mais pra ocupar espaço na mala. E muito menos prancha, né!

Nécessaire: uma dica bem bacana: não leve os produtos em seus potes normais, compre potinhos pequenos, de 60 a 100 ml, e coloque ali teu shampoo, condicionador, hidratante, creme de cabelo… Isso faz uma diferença enorme no tamanho da tua nécessaire!

Com que roupa…: é difícil, mas tente não ficar escolhendo aquela blusa que combina com aquela calça… rs… O ideal é escolher roupas coringas, mais básicas, que combinam com tudo, e que são confortáveis. Leve, claro, uma peça mais bacana pra usar à noite – mas é só uma, hein! Veja esse post sobre roupas coringas pra levar na trip.

Salto alto: se pra você o salto alto é indispensável, não esqueça que em uma viagem você caminha pra caraca, praticamente o dia todo, e um salto certamente não é a opção mais confortável pra isso, né! Se não aguentar ficar sem ele, leve no máximo um par pra usar à noite (eu saio de sapatilha ou tênis mesmo!). Sapato ocupa um espaço danado, e pesa, eu procuro viajar de tênis e levar só um chinelo mesmo.

  1. DICA: Você pode comparar os valores de diferentes seguros de viagem acessando aqui, é bem
  2. O QUE NÃO FALTA NA MINHA MOCHILA
  3. Tem muita gente que me pergunta o que eu levo na minha mochila quando viajo. Olha aí a listinha:
  4. Camiseta/Blusas de manga curta
  5. Casaco/jaqueta 
  6. – Calça (jeans ou legging)
  7. Shorts
  8. – Chinelo
  9. Tênis
  10. Roupa de banho
  11. Meias e roupa íntima
  12. Óculos de sol
  13. Travesseirinho (daqueles pequenos, ótimos pra usar durante as viagens)
  14. Cadeados (pra mochila e pra lockers no hostel)
  15. Doleira (pra carregar os documentos e dinheiro com segurança, sempre!)
  16. Toalha (tem muitos hostels que não fornecem toalha)
  17. Mochila menor/ de ataque (pra levar no dia a dia, é mais seguro que bolsa)
  18. Caderninho de bolso (pra anotar as coisas legais, e depois incluir no blog!)
  19. Beliscos: barrinha de cereal, halls, bolachinha (pra carregar sempre comigo e quebrar o galho na hora da fome)
  20. Adaptador de tomada (cada lugar tem uma tomada totalmente diferente, um adaptador é fundamental)
  21. Câmera fotográfica (carregador, bateria reserva pra não ficar sem, cartão SD adicional, e pen drive pra ir baixando as fotos durante a trip – e garantir as fotos, caso aconteça alguma coisa com a câmera)

Fone de ouvido (tem que ter! Imagina se você tá horas no busão com uma criança berrando do teu lado? rs…)

  • Documentos (passaporte e cópia autenticada, como garantia caso seja roubado ou perdido)
  • Kit higiene (shampoo, condicionador, sabonete, desodorante, hidratante, pasta de dente, escova, fio dental, filtro solar, escova de cabelo, cortador de unha, lixa, gilete, cotonete, lenço de papel, lenços umedecidos pra quebrar o galho) – levo tudo que dá em potinhos pequenos, pra não ocupar espaço
  • Kit farmácia: neosaldina, band-aid, relaxante muscular, antialérgico, remédio pra diarréia
  • SE TUA TRIP FOR DE AVENTURA
  • Tem coisas específicas pra cada tipo de viagem – se a tua for de aventura, com trilhas, caminhadas e tal, como Machu Picchu, olha aí umas dicas do que levar:
  • Impermeável, anorak ou capa de chuva
  • Tênis de trilha (ou bota, até melhor, pra ajudar a não virar o pé nas trilhas)
  • Casaco tipo fleece (esquentam bastante e não ocupam muito espaço)
  • Calça de trilha (de preferência aquelas que viram bermuda)
  • Meia Dry Max (boas pra não fazer bolhas nos pés quando sua)
  • Toalha pequena (aquelas de acampamento, bem pequenas e práticas)
  • Lanterna e canivete
  • Barraca, saco de dormir e isolante (para quando for acampar. Também dá pra levar uma cordinha de varal, pra secar as coisas)
  • Barrinhas de cereal e halls (pra usar na hora da fome, e pastilhas pra enganar a garganta durante as caminhadas, quando a água estiver acabando)

chegada em Machu Picchu

  1. Lencinho umedecido (pra dar um trato naquelas horas em que não rola um banho)
  2. Relaxante muscular e band-aid (podem ser uma mão na roda)
  3. Clorín (pastilhas pra purificar a água, é bom se você for pra algum lugar onde não tiver como comprar água)

Bandeira do Brasil (dependendo de onde você for, é bem divertido tirar fotos com a bandeira! Em Machu Picchu, por exemplo, uma bandeira faz sucesso!)

  • – Capa de Chuva (pode ser muito útil durante um trekking!)
  • SE FOR VIAJAR NO INVERNO
  • Se liga nesse outro post aqui, sobre o que levar na mala numa trip no inverno.
  • E QUANDO ACHAR QUE ESTÁ TUDO PRONTO…

Abra a mochila e corte mais um monte de coisas! Provavelmente você está levando mais do que vai usar… Coloque uma coisa na cabeça: você não precisa de tudo isso! =)

—————-

Quer ver 10 dicas de como viajar gastando pouco? Dá uma olhada nesse post aqui então.

E pra receber os novos posts em primeira mão, é só cadastrar teu email aqui no blog! =)

Vai viajar? Veja aqui todas as opções de hospedagem. E reservando por aqui, você ajuda essa blogueira, sem pagar mais por isso!

O que levar na mochila was last modified: junho 29th, 2017 by Carol Moreno

As 6 Melhores Mochilas Cargueiras em 2018

Se você está procurando uma mochila para te acompanhar em trilhas, acampamentos e outras aventuras, uma mochila cargueira pode ser a solução. Além de ter mais capacidade, esse tipo de modelo é ergonômico, e distribui o peso da bagagem para você ficar menos cansado e aproveitar melhor o seu destino.

É importante escolher um modelo apropriado para o seu tamanho e para o tipo de viagem que você quer fazer. E para te ajudar a encontrar o equipamento ideal dentre tantas marcas diferentes, preparamos uma lista com as melhores mochilas cargueiras do momento. Dá uma olhada!

6. A mochila Trilhas e Rumos Nimbus 30L é boa para trajetos curtos

Se você é um mochileiro de primeira viagem e está programando um roteiro mais curto e urbano, não é necessário investir de primeira em um modelo muito grande e caro. No sétimo lugar da nossa lista, essa mochila Trilhas e Rumos pode ser uma ótima pedida para um acampamento de final de semana, em que você não precisa levar muita coisa.

Outro detalhe legal é que ela tem uma divisória para reservatório de água e já vem até com capa de chuva, o que ajuda bastante em emergências.

Características da mochila cargueira:

  • Capacidade: 30 litros
  • Peso: 940g
  • Abertura tipo saco
  • Capa de chuva

5. Guepardo Vancouver

Para quem está a procura de uma boa mochila cargueira até 300 reais, a Guepardo Vancouver pode ser uma boa opção. Ela tem uma construção bacana, com bolsos laterais de fácil acesso para guardar água e um zíper de fácil acesso na parte inferior, que também serve para isolar uma capa de chuva ou roupas sujas.

Mas o destaque para esta mochila cargueira Guepardo é, sem dúvida, o seu costado, que fica separado do corpo por um sistema de Air Flow, e garante um bom respiro para suas costas, especialmente em trilhas sob o sol.

Características da mochila cargueira:

  • Capacidade: 45 litros
  • Peso: 1,2kg
  • Abertura tipo saco com zíper de fácil acesso
  • Capa de chuva

4. A Nautika Gyzmo GT 50L é uma mochila para trilhas curtas

Quem pode investir um pouco mais, ou pensa em fazer viagens mais longas, já deve ficar de olho em mochilas maiores, com capacidade a partir de 50L. Essa Nautika, por exemplo, tem um ótimo custo/benefício, e como toda boa mochila cargueira, conta com ajuste de altura, ombros e barrigueira.

Ela é bem confortável, tem costas acolchoadas e muitos compartimentos para você organizar sua bagagem. Vale mencionar que o zíper central abre como uma mala, então você também consegue alcançar qualquer objeto com bastante facilidade.

Características da mochila cargueira:

  • Capacidade: 50 litros
  • Peso: 1,61kg
  • Abertura tipo saco com zíper de fácil acesso
  • Capa de chuva

3. A Crampon 44 é o modelo custo/benefício da Trilhas & Rumos

Outro modelo com bom custo/benefício é essa mochila Trilhas & Rumos. Com uma capacidade de 44 litros, ela é ideal para quem quer fazer trilhas curtas, ou viajar por trechos urbanos, já que não tem tantos bolsos, fitas e cordas como as mochilas de trekking.

A Crampon 44 tem abertura superior do tipo saco, com um zíper na parte inferior para dar acesso rápido ao que estiver guardado embaixo, e um zíper que pode separar a roupa suja no fundo da mochila. O acolchoamento do costado é almofadado com espuma respirável, em formato de U, com uma tela no meio para completar boa circulação de ar.

Características da mochila cargueira:

  • Capacidade: 44 litros
  • Peso: 1,2kg
  • Abertura tipo saco e zíper no fundo
  • Capa de chuva

2. Curtlo Mountaineer 50 + 15L: uma mochila cargueira grande e resistente

Essa mochila Curtlo é indicada para quem está em busca de um modelo mais pesado, que aguente o tranco de trilhas em florestas, trekking e expedições mais longas. Ela é feita com nylon hidro-repelente, e tem um reservatório impermeável para colocar objetos molhados ou guardar uma capa de chuva.

As costas são bem confortáveis e ventiladas, e você consegue ajustar o encosto de acordo com o seu tipo físico. Além da abertura tipo saco, essa mochila cargueira tem um zíper maior, que permite abri-la como uma mala comum. Isso facilita bastante na organização, especialmente se você estiver carregando muita bagagem.

Características da mochila cargueira:

  • Capacidade máxima: 65 litros
  • Peso: 2,2kg
  • Abertura tipo saco e zíper de fácil acesso
  • Capa de chuva embutida

1. Para quem quer mais ação, a mochila ideal é a Deuter Quantum 70 + 10L

E a melhor mochila cargueira é a Deuter Quantum, feita para resistir a muitos acampamentos, trilhas montanhosas e mochilões. Ela é um pouco mais pesada e tem capacidade de 70 litros, por isso é mais indicada para viagens longas ou para quem tem um bom condicionamento físico e carrega muita coisa.

Ela tem um ótimo sistema de ventilação, importante para manter suas costas refrescadas durante as caminhadas, e ainda vem com uma transport cover, que pode ser usada tanto como capa de chuva, quanto para proteger a mochila se você tiver que despachá-la.

Ah! E essa cargueira Deuter vem com uma mochila menor acoplada (também conhecida como “mochila de ataque”), que você pode destacar para usar durante o dia, se preferir deixar parte da bagagem no acampamento ou no hostel.

Características da mochila cargueira:

  • Capacidade máxima: 80 litros
  • Peso: 2,98kg
  • Abertura tipo saco e zíper de fácil acesso
  • Capa de chuva embutida
  • Mochila de ataque destacável (18L)

Leia também:

  • Melhores Tênis para CrossFit
  • Melhores Tênis para Caminhada

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*