Como armazenar óleos essenciais: 12 passos (com imagens)

Como Armazenar Óleos Essenciais: 12 Passos (com Imagens) 11:30

15 Mitos de sobrevivência do cinema que não funcionam

Como Armazenar Óleos Essenciais: 12 Passos (com Imagens)

Quer substituir o café? Veja essas 5 opções

Como Armazenar Óleos Essenciais: 12 Passos (com Imagens)

Estes 7 tipos de alimento você pode estocar

Como Armazenar Óleos Essenciais: 12 Passos (com Imagens)

Desacelere: 5 Dicas para evitar o estresse do cotidiano

Como Armazenar Óleos Essenciais: 12 Passos (com Imagens) 10:47

10 Coisas estranhas que já foram normais

Como Armazenar Óleos Essenciais: 12 Passos (com Imagens) 10:07

Como livrar sua casa das pulgas

Como Armazenar Óleos Essenciais: 12 Passos (com Imagens) 11:08

Erros comuns que brasileiros fazem ao falar português

Como Armazenar Óleos Essenciais: 12 Passos (com Imagens)

Se você tem óculos, aqui estão 12 dicas que vão ajudar…

Como Armazenar Óleos Essenciais: 12 Passos (com Imagens) 10:47

Esses são os 11 segredos para memorizar as coisas

Como Armazenar Óleos Essenciais: 12 Passos (com Imagens) 7:02

O Maior Casamento Brasileiro de Todos os Tempos

8:36

Acabe com as moscas usando esta armadilha!

Ferrugem no banheiro? Não mais com esses truques!

7:53

31 Segredinhos escondidos em objetos comuns

3:42

Práticas sexuais nada convencionais na Idade Média

Não deixe suas roupas com manchas de tinta! Faça isso!

17:43

24 Truques para cortar e descascar frutas

9:09

14 Fatos incríveis sobre o corpo humano

2:16

Apenas 2 ingredientes para deixar seu inox brilhando!

8 Superdicas para manter suas roupas como novas!

9:21

Quando Você Não Deve Pagar Por Um Upgrade

8:23

As formigas tomaram conta da sua casa? Então veja isso!

A Língua Portuguesa não é para amadores!

21 Ideias erradas que talvez tenham ensinado a você

9:46

19 Truques de princesas para sair bem nas fotos

5:36

Dicas para escolher os melhores assentos em aviões

A incrível moda praia dos anos 1950

11:35

Você mais inteligente do que pensa, veja aqui!

Aproveite a vida e poupe dinheiro com estas dicas

Por que sentimos um nó na garganta?

Imaginação, papelão e muita diversão!

Coisas que você deve desinfetar, JÁ!

8:50

Você Nem Imagina Para Que Estas Coisas Foram Inventadas

15 Sinais de infidelidade que são fáceis de perceber

10:18

13 Hábitos que parecem inofensivos mas não são

Você pode trazer Covid-19 para casa em roupas e sapatos?

Nossos ancestrais podem ter sido assim

Conheça os cuidados necessários para comprar ou armazenar óleos essenciais

Como Armazenar Óleos Essenciais: 12 Passos (com Imagens)

Os óleos essenciais têm diversas aplicações: aromaterapia, cosmética, limpeza, uso medicinal, etc. Eles são extraídos das folhas, raízes, sementes, frutos, flores e dos troncos de plantas por processos como prensagem a frio e diferentes tipos de destilação. Para adquiri-los com segurança é necessário estar atento. Algumas marcas diluem os óleos essenciais em óleos carreadores (óleos fixos gordurosos) sem sinalizar isso no rótulo, ou vendem essências sintéticas como se fossem óleos essenciais naturais – outras não tomam os devidos cuidados de armazenamento. Por isso, é fundamental ter alguns cuidados com óleos essenciais e principalmente ao comprar seus óleos de uma empresa idônea e tomar alguns cuidados.

Cuidados na armazenagem

Seus diversos compostos riquíssimos são fotossensíveis. Isso significa que em contato com a luz eles degradam com facilidade e perdem suas propriedades terapêuticas. Por esse motivo, não devem ser adquiridos em embalagem transparente. O mais comum é estarem armazenados em frascos de vidro cor âmbar, ou então azul cobalto. Recipientes plásticos não são ideais.

De acordo com estudo, a maioria dos óleos essenciais tem validade de dois anos. Mas isso varia de acordo com o óleo; os cítricos, por exemplo, devem ser usados em até um ano a partir de sua data de fabricação. Os óleos essenciais diluídos em óleos carreadores têm validade de apenas alguns meses.

Os óleos essenciais devem ser guardados em locais frescos (18°C) e, quando armazenados por um longo período de tempo, o ideal é mantê-los na geladeira. Eles podem se solidificar, mas voltarão ao estado líquido em temperatura ambiente.

Cuidados ao comprar seu óleo essencial

O custo de óleos naturais é mais elevado que o das essências sintéticas (saiba mais sobre os riscos das fragrâncias sintéticas). Contudo, a qualidade também é superior e eles duram mais tempo na pele quando empregados em perfumes ou massagem.

O preço também pode variar de acordo com o rendimento de óleo durante o processo extrativo. Por exemplo, para obter um litro de óleo de rosas, utilizam-se de uma a três toneladas de pétalas, o que equivale a um hectare de plantação de rosas.

Já para conseguir um litro de óleo de Eucaliptus globulus, são necessários aproximadamente 30 kg de folhas.

Um óleo essencial genuíno é 100% natural, pois não é adicionado qualquer produto sintético ou aditivo; 100% puro, pois nenhum óleo essencial similar é adicionado; 100% completo, não é descolorado, ou despertenizado (método que retira os terpenos do óleo essencial).

Alguns óleos muitas vezes são misturados a outros híbridos.

A lavanda, por exemplo, muitas vezes é misturada aos chamados de lavandins para se conseguir um óleo mais barato; ou no caso do óleo de rosas ou de melissa, que são muito caros e algumas vezes são misturados com outros óleos para baratear o produto final.

Mas a embalagem sempre deve possuir as informações de concentração do óleo essencial e o nome dos componentes. Essas diluições têm seus usos, mas o rótulo deve indicar claramente essa diluição para não prejudicar o consumidor.

As falsificações são frequentes devido ao baixo volume de óleo essencial que se consegue extrair de uma planta e a alta demanda desses produtos na aromaterapia. Contudo, a falta de qualidade desses compostos influencia o efeito farmacológico e pode oferecer riscos aos usuários.

Alguns métodos utilizados na falsificação de óleos essenciais incluem a adição de compostos sintéticos de baixo preço, como álcool de cereais, mistura com óleos de menor valor, etc. Alguns óleos vendidos como puros são misturados com óleos minerais e essências sintéticas.

Leia também:  Como barganhar: 12 passos (com imagens)

Verifique se o rótulo possui as seguintes informações

  • Nome científico (botânico);
  • Parte da planta usada para extração;
  • País de origem;
  • Processo de extração;
  • Composição;
  • Data de envase ou extração e validade;
  • Número do lote do produto;
  • Nome e registro da empresa/fabricante.

Ao comprar um óleo essencial, verifique se o rótulo possui o nome científico. Em maioria, as essências sintéticas não possuem o nome botânico no frasco. Além disso, o nome científico pode evitar confusões entre espécies diferentes que possuem o mesmo nome popular.

A origem do óleo essencial pode ser mais um fator para identificar, essências sintéticas não informam no rótulo o país de origem. Óleos essenciais obrigatoriamente necessitam de registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Um óleo puro possui em sua composição apenas o nome científico da planta com o termo oil acrescentado no final.

Ex: Óleo essencial de lavanda – Nome científico: Lavandula officinalis – Composição (comp): Lavandula officinalis flower oil.

Se o rótulo de essência de lavanda apresentar a informação “Lavandula officinalis flower oil e Mineral oil”, significa que o produto não é puro, pois é diluído em óleo mineral.

A maioria dos óleos essenciais não possui coloração forte, se isso ocorrer é porque foram adicionados corantes.

As cores usuais variam do transparente ao amarelo claro, com algumas exceções, como o óleo de camomila alemã, que possui coloração azulada (devido ao camazuleno); ou os óleos de tangerina, laranja e orégano que possuem cor alaranjada; os óleos de pachouli, casca de canela e vetiver que têm cor marrom; e o cedro de Himalaia e a bergamota, que apresentam cor esverdeada.

Os óleos essenciais possuem aroma característico, e produtos com odor de álcool ou óleo de milho e girassol provavelmente estão adulterados ou em decomposição, e não devem ser utilizados.

O importante é comprar os óleos essenciais de acordo com sua necessidade e armazenar com cautela. Para fins medicinais, recomenda-se o óleo essencial puro. Mas, para massagens ou aromatização do ar, não é necessário ser tão rigoroso. Conhecendo essas dicas, será mais difícil comprar um produto por engano e correr riscos de prejudicar sua saúde.

Veja também:

Cadastre-se e receba nosso conteúdo em seu email. Comunicar erro

VOCÊ SABIA QUE OS ÓLEOS ESSENCIAIS ADORAM SER REFRIGERADOS?

Se você mantiver os óleos essenciais refrigerados, vão durar o dobro do tempo, especialmente se você vive em um clima quente. Os óleos essenciais são caros, portanto, você quer que eles para se mantenham ativos o maior tempo possível!

Frio é bom, oxidação é péssimo!
Com o tempo, mais constituintes do óleo essencial se oxidam e o calor promove a oxidação.

Uma vez que a oxidação começa é difícil de parar, embora seja um processo muito lento – leva meses… Então, se você acidentalmente deixar seus óleos em um carro quente por algumas horas, não se preocupe – eles ainda vão ficar bem e, a alteração da temperatura de qualquer forma não os incomoda, desde que eles estejam refrigerados na maioria do tempo.

Óleos citricos são ricos em limoneno, e limoneno é especialmente propenso a oxidação. Como ele oxida, o percentual de limoneno puro em seu óleo de limão diminui significativamente, porque ele está sendo oxidado em outras substâncias. Há duas consequências disso:

* Porque o seu óleo de limão já não contém tanto limoneno, já não faz o que se supõe que se faça! Como o limoneno oxida, o potencial terapêutico do óleo diminui.

* Os produtos químicos formados – a maioria Óxidos e Peróxidos de limoneno – não é muito agradáveis, nem muito terapêutico e eles aumentam o risco de sensibilização da pele do óleo de limão. O risco ainda é pequeno, mas não é tão desprezível.

O teor de limoneno de óleo de limão diminuiu de 67,1% para 30,7%, em 12 meses, quando o óleo foi armazenado a 77 ° F (25 ° C) com a tampa removida durante três minutos cada dia.

No entanto, o armazenamento a 41 ° F (5 ° C), com a tampa removida durante três minutos, apenas uma vez por mês, resultou em degradação mínima (Sawamura et ai 2004).

Quando o óleo de erva-cidreira foi intencionalmente oxidado, perdeu quase toda a sua atividade antibacteriana (Orafidiya 1993).

A temperatura ideal:
35-38 ̊F , a temperatura da maioria dos frigoríficos, é ótimo para óleos essenciais . Se você gosta de mantê-los em seu freezer está OK também, mas o resfriamento adicional não trará nem acrescentará mais benefícios. Duas coisas que devemos observar:

* Se você colocar garrafas de óleo essencial em um frigorífico com alimentos, alguns dos alimentos pode começar a absorver o gosto do óleo essencial. Portanto, mantenha-os em um recipiente: caixa de madeira, caixa de plástico ou saco zip-up. Se você tem uma grande coleção de óleos, ou planeja ter, compre uma geladeira para armazená-los – existem geladeiras de todos os tamanhos.

Leia também:  Como beber licor de creme baileys

* Os óleos essenciais tornam-se progressivamente mais viscoso quando refrigerados. Isso não vai afetar visivelmente a maioria dos óleos, mas alguns podem se tornar mais lentos para verter, e rosa otto vai se solidificar.

(Se ele não for diluído rosa otto e não se tornar sólido em seu frigorífico, então não é um verdadeiro otto). Se você precisar aquecer ligeiramente seu óleo essencial, segure a garrafa em sua mão por um minuto.

Mas, a maioria dos óleos essenciais vai ficar bem.

Como saber se um óleo essencial tem oxidado:
* Não vai cheirar tão fresco como deve ser. Você pode não perceber, pois a mudança é muito lenta, mas quando você comprar um novo óleo que você pode ver a diferença.

* Óleos cítricos às vezes ficam turvos. Fique atento a isso. Se isso acontecer, deixe os sedimentos se depositarem no fundo da garrafa. Isso levará várias horas. Em seguida, use uma pipeta limpa para transferir o bom óleo em uma outra garrafa, e descarte o óleo com o sedimento.

Não confie em óleos de testador em lojas como um guia para o que um óleo fresco deve cheirar. Estes testadores estão sendo constantemente abertos e expostos ao ar, por isso muitos deles estão provavelmente bem no caminho para ser oxidado. (Mas, os óleos para venda ainda são bons, porque eles estão selados!)

Quanto tempo os meus óleos essenciais se mantém?
Depende quando você inicia o relógio. Se o tempo for a partir do momento de destilação, você tem que saber quando isso se deu, e na maioria das vezes nós não sabemos disso. E, um óleo essencial completo, numa garrafa ainda não utilizada será fresco por muito tempo.

Então – inicie o relógio quando você abrir o frasco pela primeira vez, e utilize a seguinte diretriz para óleos essenciais que são refrigerados:

A AROMATERAPIA PARA O TRATAMENTO DA OBESIDADE – Brasil Escola

O presente trabalho é uma revisão bibliográfica que aborda a aromaterapia e o uso dos óleos essenciais no tratamento auxiliar atenuando os impactos físicos e emocionais causados pela obesidade. A obesidade é uma doença não transmissível que vem sendo cada vez mais estudada e discutida na contemporaneidade.

Isso se deve ao aumento significativo de sua prevalência, o que atualmente a coloca como um problema de saúde pública e mundial. É caracterizada como uma doença crônica de etiologia multifatorial, que envolve tanto aspectos genéticos como ambientais.

O acúmulo excessivo de gordura corporal em um indivíduo tem como consequência uma série de alterações metabólicas e psicológicas, que acarretam danos graves à saúde. O tratamento da obesidade é muito complexo, devendo apresentar uma abordagem multidisciplinar, envolvendo vários profissionais da saúde.

Concomitantemente com os tratamentos considerados convencionais, o uso da aromaterapia e óleos essenciais no tratamento da obesidade vêm sendo significativo, considerando a história da aromaterapia e seu desenvolvimento. O uso de óleos essenciais é uma técnica milenar, têm indicações e propriedades distintas, sendo um coadjuvante nos centros de estética em tratamentos para a obesidade.

Sendo assim, o uso da aromaterapia e os óleos essenciais auxiliam o indivíduo na manutenção da saúde quando aliada, especialmente a bons hábitos alimentares e exercícios físicos, através de estudos de especialistas na área, conclui-se que seus resultados são muito positivos em indivíduos obesos.

Palavras-chave: Aromaterapia, Óleos Voláteis, e Obesidade.

2. INTRODUÇÃO

A Aromaterapia consiste num ramo da Fitoterapia que utiliza óleos essenciais como base de seu tratamento. Seu uso pode ser considerado alternativo ou complementar dependendo da sua forma de uso substituindo a medicina convencional ou complementando o tratamento alopática(GNATTA , 2011).

O termo surgiu pelo químico francês René Maurice Gatefossé em 1928, para ele a palavra Aromaterapia significava uma terapia através dos aromas dos óleos essenciais(LAVABRE, 1995; AMARAL ; BARROS, 2004).

Segundo Naha(2014), a aromaterapia trata-se de uma prática natural não invasiva, aplicada não para atuar apenas no sintoma ou na doença, mas também para manter o equilíbrio natural do organismo como um todo, pelo correto uso dos óleos essenciais. Tal definição dá o sentido de uma visão holística e terapêutica, isto aborda o organismo na sua totalidade incluindo a parte física e mental do indivíduo.

A aromaterapia foi reconhecida como tratamento em 1960 e despertando e aguçando nossa sensibilidade olfativa(GNATTA, 2011). O uso de práticas alternativas e complementares para diferentes fins, têm aumentado gradualmente no âmbito mundial e nacional.

Entre as inúmeras técnicas alternativas, a aromaterapia destaca-se, pois se baseia na prescrição dos óleos essenciais extraídos de plantas aromáticas com finalidades de manutenção e promoção da saúde.

Devido a sua volatilidade e o seu baixo peso molecular, os óleos são rapidamente eliminados do organismo através das vias metabólicas diminuindo assim o seu efeito colateral diferenciando-se dos medicamentos alopáticos(BANDONI; CZEPAK, 2008).

  • Os óleos essenciais promovem a saúde e auxiliam no tratamento de diversas patologias e podem ser administrados tanto via dérmica, olfativa ou ingeridos(DOMINGOS, 2014).
  • A popularização dessa terapia está relacionada não apenas à sua eficácia e baixo custo, mas também ao modo de assistência que tem seu foco de atenção voltado ao indivíduo, como um todo(GNATTA,2011).
  • Segundo Haore (2010), a aromaterapia tem efeitos potencializados na fisiologia e na química do corpo, mas os efeitos maiores são na disposição de ânimo e nas emoções.
  • A forma como o indivíduo se vê influencia em todos os aspectos tanto no trabalho como na vida pessoal, os acontecimentos que passa refletem na autoestima e existem vários componentes que interferem nessa percepção: ao sentir que é competente, ter valor próprio, com a soma da confiança e do respeito conseguimos uma autoestima elevada(FERREIRA, 2009).
Leia também:  Como carregar a bateria de um iphone ou ipod: 11 passos

Os jovens são os mais vulneráveis às tendências e influências provocadas pelas mudanças que ocorrem no corpo. Esse grupo que transita entre a descoberta de um mundo novo e a transformação biológica do corpo, tende a se perder quando a imagem idealizada na mente conflita com o real(LUIZ, 2005).

De acordo com a Organização Mundial da Saúde – OMS, existem em todo o mundo, cerca de 213 bilhões de indivíduos com excesso de peso, sendo que 124 milhões destes, clinicamente obesos. O número de obesos já corresponde a aproximadamente 6,5% da população mundial. A tendência é que esse número cresça ainda mais nos próximos anos(WHO, 2017).

Diz ainda que a obesidade é caracterizada como uma doença de vários fatores, complexa, que resulta de uma complicação crônica, decorrente da hereditariedade, problemas nos hormônios, fatores ambientais e sociais, como o stress e hábitos alimentares. A respeito aos aspectos psicológicos, essa doença tem sido apontada como um dos fatores contribuintes para problemas com a autoestima, o isolamento social, a depressão, dentre outras(SLOCHOWER; KAPLAN, 1980).

É de suma importância o estudo e entendimento da aromaterapia e da obesidade, sendo que a obesidade é considerada uma epidemia que mata tantas pessoas ao redor do mundo, justificando assim o tema proposto.

Sendo assim, através de pesquisas em livros, periódicos e artigos científicos, o objetivo deste trabalho foi mostrar como a aromaterapia e o uso dos óleos essenciais pode ser benéfica para o indivíduo obeso, atuando em muitas alterações físicas e principalmente emocionais oriundas da obesidade, amenizando e colaborando com tratamentos neste contexto.

3. METODOLOGIA

By Samia Caixa para Guardar Óleos Essenciais

By Samia Caixa para Guardar Óleos Essenciais

A Caixa feita com madeira em MDF da By Samia é ideal para conservar óleos essenciais isolados da luz e para mantê-los organizados, além de decorar seu ambiente com charme. Também pode ser útil para fazer o transporte dos óleos essenciais com mais segurança, impedindo que fiquem deitados e acumulem conteúdo no conta gotas do frasco.

No caso de óleos essenciais puros, seus compostos químicos são fotossensíveis. Isso significa que em contato com a luz eles degradam com facilidade e perdem suas propriedades. A luz degrada o óleo mil vezes mais depressa que o oxigênio, por exemplo.

Por isso, as marcas de qualidade fazem o envasamento em frascos de vidro na cor âmbar ou azul cobalto. Para conservar bem seus óleos essenciais, mantenha-os longe da luz e evite deixar a embalagem destampada ou o óleo exposto ao ar.

Observe que óleos em contato com a água, a luz e o oxigênio oxidam-se (rançam).

#Dica: para conservar seus óleos essenciais por mais tempo e não perder nenhuma gotinha por causa da validade, guarde-os sempre na geladeira. Eles podem se solidificar, mas voltarão ao estado líquido em temperatura ambiente. Feche bem a tampa do óleo essencial e coloque-o na caixa em MDF (para proteger da luz da geladeira e evitar que aroma propague pelos alimentos). Deixe num cantinho, mas nunca na porta (essa parte é facilmente contaminada por bactérias).

>> Escolha entre os tamanhos para comprar:

CAIXA PARA 12 ÓLEOS ESSENCIAIS Material: Madeira MDF 12 divisórias para vidrinhos de até 15ml

Tamanho: 14,5 cm (comprimento) x 11,2 cm (largura) x 9 cm (altura)

CAIXA PARA 24 ÓLEOS ESSENCIAIS Material: Madeira MDF 24 divisórias para vidrinhos de até 15ml

Tamanho: 21 cm (comprimento) x 14,5 cm (largura) x 9 cm (altura)

CAIXA PARA 36 ÓLEOS ESSENCIAIS Material: Madeira MDF 36 divisórias para vidrinhos de até 15ml

Tamanho: 21 cm (comprimento) x 21 cm (largura) x 9 cm (altura)

CAIXA PARA 60 ÓLEOS ESSENCIAIS

Material: Madeira MDF 60 divisórias para vidrinhos de até 15ml Tamanho: 34 cm (comprimento) x 21 cm (largura) x 9 cm (altura)

ATENÇÃO: Este produto é uma caixa vazia. NÃO é acompanhada por óleos essenciais. Você pode adquiri-los separadamente e conhecer o catálogo da By Samia clicando aqui.

As fotos das caixas são ilustrativas. O desenho estampado na tampa pode variar.

SOBRE A MARCA: A By Samia é uma das marcas pioneiras em aromaterapia profissional no Brasil.

Foi fundada há quase duas décadas pela psicóloga e aromatóloga Samia Maluf, renomada profissional em suas áreas de atuação, com a missão de trazer a natureza para perto de nós de forma fácil e eficaz.

Seus produtos são à base de óleos essenciais, símbolos de tudo que é curativo e vivificante, e usados para restaurar a saúde e o bem-estar.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*