Como armazenar couves: 9 passos

Compartilhe Com Seus Amigos
Como Armazenar Couves: 9 Passos9 passos para uma alimentação saudável para crianças menores de 2 anos

Para você saber mais sobre como fazer papinha para bebê Clique Aqui.

Passo 1

Dar somente leite materno até 6 meses, sem oferecer água, chás ou quaisquer outros alimentos;

Passo 2

A partir de 6 meses de idade, com a orientação de Nutricionista ou Pediatra, oferecer, de forma gradual, outros alimentos como carnes, legumes e frutas, na forma de papinha ou purê.

Passo 3

A nova alimentação deve ser oferecida de acordo com os horários de refeição da família, em intervalos regulares e de forma a respeitar o apetite da criança, para que ela não fique com fome;

Como Armazenar Couves: 9 PassosComo fazer papinha para bebê

Passo 4

Começar a nova alimentação com uma papinha ou purê de consistência pastosa e, gradativamente, aumentar a sua consistência até chegar à alimentação da família;

Passo 5

Oferecer à criança diferentes alimentos ao dia. Uma alimentação variada é uma alimentação colorida;

Passo 6

Estimular o consumo diário de frutas, verduras e legumes nas refeições.

Passo 7

Evitar açúcar, café, enlatados, frituras, refrigerantes, balas, salgadinhos e outras guloseimas nos primeiros anos de vida. Evitar usar sal, caso não consiga, usá-lo com moderação.

Passo 8

Cuidar da higiene no preparo e manuseio dos alimentos e garantir armazenamento e conservação adequados;

Passo 9

Estimular a criança doente e convalescente a se alimentar, oferecendo sua alimentação habitual e seus alimentos preferidos, respeitando a sua aceitação. Quando a criança está ruim para comer porque está doente, é bom tentar dar um alimento de que ela gosta, desde que não piore a enfermidade.

Como Armazenar Couves: 9 PassosLeite Materno

Conclusão

Antes de 6 meses de idade, o melhor alimento para a criança é o leite materno. Após, pode ser dado novos alimentos para o bebê na forma de papinha.

Quando montar o cardápio da criança, procurar fornecer uma alimentação colorida, em busca de diversificar os tipos de nutrientes.

???? Agora, conheça novas receitas de papinha para bebê de 6 meses Clicando Aqui.

Descubra como conservar folhas na geladeira para durarem mais tempo

Se você é amante das verduras, faz questão de ter esse acompanhamento em todas as refeições principais, né? E, mesmo se não for muito fã, deve ter ouvido falar dos vários benefícios das hortaliças pra saúde. De um jeito ou de outro, elas são muito bem-vindas no cardápio. Contudo, você sabe como conservar folhas na geladeira?

Pois é, o lado negativo das folhas é que são muito perecíveis e podem estragar rapidamente. Com isso, ou você faz hortifrúti com bastante frequência, ou deixa as saladas pra lá, certo? Errado! O segredo é aprender como fazer elas durarem mais no armazenamento. Por isso, acompanhe e confira nossas dicas.

Qual a importância das folhas na alimentação?

Antes de partir para as dicas, é importante ressaltar os benefícios das folhas na alimentação. Sim, nossas mães não insistiam tanto pra darmos uma chance ao alface sem motivos. As verduras são alimentos reguladores, com destaque para os seguintes pontos positivos:

  • São pouco calóricas, o que ajuda no controle de peso;
  • Têm ação antioxidante, capaz de combater os radicais livres e proteger as células saudáveis do envelhecimento precoce;
  • São ricas em fibras alimentares, nutrientes que favorecem o trânsito intestinal (evitando a “prisão de ventre”) e também contribuem pra sensação de saciedade;
  • Contêm minerais e vitaminas que ajudam a manter o organismo funcionando 100%, como a vitamina A, a vitamina C, as vitaminas do complexo B, além de potássio, ferro e fósforo.

Esses são apenas alguns exemplos dos benefícios das folhas pra uma alimentação equilibrada. Mas, é claro, elas contam ainda com a vantagem de serem muito saborosas e refrescantes. As saladas frias são responsáveis por trazer um contraste de sabor essencial na valorização de diversas receitas.

Leia também:  Como arrumar a mochila para fazer trilha: 11 passos

Quais os tipos de folhas que posso consumir?

Sabemos que quanto mais variada for uma alimentação, mais rica em diferentes tipos de nutrientes ela será. Então, que tal deixar a monotonia de lado e variar na escolha das verduras? Isso pode te dar mais prazer ao se alimentar e trazer mais benefícios ao seu corpo.

Veja a lista que preparamos com diversas verduras pra você conhecer:

  1. Acelga
  2. Agrião
  3. Alface (alface americana, alface lisa, alface crespa, alface romana, alface frisée, alface mimosa, alface roxa)
  4. Almeirão
  5. Bertalha
  6. Chicória
  7. Couve
  8. Couve-de-bruxelas
  9. Endívia
  10. Escarola
  11. Espinafre
  12. Folha de beterraba
  13. Mostarda
  14. Radicchio
  15. Repolho
  16. Rúcula
  17. Taioba

Viu? Dá pra sair do óbvio e aproveitar os detalhes de cada verdura!

Na hora da compra, como escolher as melhores verduras?

No hortifrúti, na feira ou no supermercado, você precisa tomar alguns cuidados ao escolher as verduras que levará pra casa. Essa atenção garante que as folhas durem mais dentro da sua geladeira:

  • A cor da folha conta muito! Quanto mais vibrante, melhor;
  • Evite folhas amareladas, queimadas e com aspecto de velhas;
  • As verduras precisam estar firmes também;
  • Folhas muito furadas normalmente apresentam bichinhos indesejados.

O desafio de manter as folhas bem conservadas

Apesar de serem tão incríveis, as verduras têm um ponto negativo: estragam muito fácil, até na geladeira. Por isso, mesmo que você chegue do hortifrúti ou da feira com toda a boa vontade do mundo, lave tudo e guarde, corre o risco de encontrar folhas murchas e escuras dois dias depois.

É exatamente por isso que muita gente acaba deixando as saladas de fora do cardápio semanal. Afinal, atualmente, ninguém tem tempo pra ir ao mercado quase todo dia, não é? A solução é aprender como conservar folhas na geladeira e aumentar não só a durabilidade, mas a qualidade das verduras armazenadas.

Então, como conservar folhas na geladeira?

Confira algumas dicas fundamentais pra deixar suas folhas sempre fresquinhas e conservá-las por até 7 dias na geladeira:

Lave bem as folhas antes de guardar

O primeiro passo é higienizar bem as folhas pra guardá-las limpas:

  • Primeiro, comece lavando suas próprias mãos com água e sabonete. Assim você não transmite microrganismos prejudiciais às folhas;
  • Depois, lave bem folha por folha em água corrente gelada. Esse passo é essencial pra retirar terra, galhos e outras sujeiras presentes na superfície das verduras;
  • Em seguida, coloque as folhas de molho em água com hipoclorito de sódio, água sanitária ou algum outro bactericida próprio pra hortaliças. O importante é se certificar, no rótulo do produto, se o mesmo pode ser utilizado pra higienizar alimentos. Há alguns produtos que possuem perfumes que não são apropriados para o uso na cozinha. A medida é 1 colher de produto sanitizante pra cada 1 litro de água;
  • Deixe por cerca de 15 minutos, ou de acordo com a recomendação do rótulo. Tome cuidado pra que todas as folhas fiquem imersas. Essa etapa é fundamental pra eliminar os microrganismos e pra minimizar resíduos de agrotóxicos, caso os produtos não sejam orgânicos;
  • Por último, enxágue bem folha por folha. Nesse momento, retire as partes amassadas, com ranhuras ou manchas.

Seque muito bem as folhas antes de guardar

Depois de lavar bem as folhas, é hora de secar uma por uma.

A umidade faz com que as folhas murchem, mesmo na geladeira. Além disso, um habitat úmido propicia a multiplicação de fungos e bactérias.

Então, se você guardá-las bem sequinhas, permanecerão seguras e com aspecto de frescas por mais tempo. Use papel-toalha ou um pano de prato limpo e esterilizado pra isso. A centrífuga de saladas também é uma grande aliada.

Leia também:  Como alterar as notificações do wechat no android

Atenção: não guarde as folhas higienizadas e molhadas na geladeira. Caso não tenha tempo de secar as folhas após lavá-las, é melhor realizar todo o processo de higienização apenas antes de consumi-las!

Como armazenar as folhas limpas e secas? 

Na hora de armazenar, use e abuse do papel toalha. Lembre-se de que quanto mais secas as folhas estiverem, maior será o tempo de conservação. A dica é intercalar uma camada de papel toalha com uma de verdura, garantindo que toda a umidade seja absorvida.

Coloque as verduras intercaladas com papel toalha em potes de plástico ou vidro esterilizados e tampe-os. Para as folhas maiores, como a couve, guarde em sacos plásticos esterilizados. Assim fica fácil separar as verduras nas porções exatas que costuma utilizar em seus preparos e refeições. 

Onde armazenar as verduras na geladeira? 

Sabemos que as folhas são bastante frágeis à temperaturas muito frias. Isso porque as temperaturas mais baixas queimam as folhas e podem interferir na durabilidade das mesmas.

Sendo assim, a melhor opção é armazená-las na parte de baixo da geladeira, que costuma ser menos fria que a de cima. A maioria dos refrigeradores possuem grandes gavetas próprias para os vegetais. Deixe os potes fechados com as folhas armazenados ali. 

Congele pequenas porções

As folhas que costumam ser refogadas, como couve, espinafre e acelga, podem ser congeladas em pequenas porções. É muito fácil. Siga estes passos pra ter vegetais congelados corretamente:

  • Primeiro, higienize as folhas seguindo o mesmo processo que já indicamos;
  • Seque muito bem, pois gotículas de água no alimento vão cristalizar e prejudicar o sabor e a textura do produto;
  • Separe pequenas porções das folhas já picadas. Assim, você descongela somente o que for preparar;
  • Na hora de armazenar, escolha potes herméticos, vasilhas de plástico com boa vedação ou saquinhos;
  • Você também pode colocar uma folha de papel toalha junto pra absorver a umidade residual;
  • Coloque uma etiqueta com a data do congelamento e procure consumir as folhas mais antigas primeiro;
  • Quando for utilizar, descongele as folhas diretamente no cozimento e não em temperatura ambiente.

O mesmo passo a passo vale pra ervas como salsinha, manjericão e hortelã. Agora, os alimentos consumidos crus, como alface e rúcula, não se dão muito bem com o congelador. Isso porque, após o congelamento, as folhas ficam “molengas”, o que não é tão agradável pra uma salada fresca.

Quais são os erros mais comuns no armazenamento de folhas?

E aí, essas dicas de como conservar folhas na geladeira bateram com o que você faz normalmente? Pois é, secar as folhas antes de guardar é algo que nem todo mundo faz. Aliás, alguns dos erros na lavagem e no armazenamento de folhas mais cometidos são:

  • Lavar e já guardar na geladeira, pois a umidade faz com que as folhas murchem;
  • Guardar as folhas submersas em água, pelo mesmo motivo;
  • Não deixar as folhas de molho em algum bactericida antes de enxaguá-las;
  • Utilizar vinagre pra higienização das folhas, ao invés dos produtos sanitizantes. Pesquisas científicas não comprovam a capacidade do vinagre em eliminar microrganismos prejudiciais que podem estar nas verduras;
  • Usar potes pequenos para armazenar as folhas, pois elas ficam compactadas e amassadas, perdendo o aspecto de frescas.

E no momento do preparo das verduras?

Depois de limpas, secas e armazenadas corretamente você terá em suas mãos folhas bem conservadas. E, então, como utilizá-las da melhor forma em suas receitas?

As verduras podem ser consumidas cruas, refogadas, cozidas, assadas, como prato principal ou como acompanhamento… vale tudo! Mas, é importante se atentar a alguns detalhes.

Leia também:  Como baixar o powerpoint: 14 passos (com imagens)

Por conta do aquecimento, algumas verduras podem perder parte importante dos seus nutrientes ao prepará-las no fogão. Sendo assim, é muito importante se atentar ao modo de preparo, pra haver melhor aproveitamento das suas vitaminas e minerais:

  • Prefira consumir verduras em sua forma crua;
  • Quando refogar as folhas, fique de olho e não aumente muito a temperatura;
  • Ao cozinhar, aposte no menor tempo possível de cozimento ou prefira cozê-las no vapor, uma vez que também pode haver perda de nutrientes pra água.

Agora que você já sabe como conservar folhas na geladeira, não tem mais desculpa pra fugir delas, hein? Como vimos, as verduras são excelentes pra saúde e pro bom funcionamento do corpo. Sem contar que uma saladinha fresca deixa a refeição muito mais bonita, colorida e saborosa.

É de São Paulo e gostaria de receber uma seleção de orgânicos fresquinhos na sua casa semanalmente? Dá uma olhada na cesta de orgânicos Liv Up.

conheça a cesta de orgânicos liv up

Que tal aprender mais sobre o congelamento de alimentos? Leia nosso post e entenda como a comida gelada ajuda no combate ao desperdício. Até mais!

5 passos para levar salada na marmita de maneira descomplicada (e economizar tempo!)

2º passo: Lavagem e higienização

Todas as hortaliças que vamos utilizar na forma in natura (crua), com casca e/ou sem sofrer tratamento térmico (cozinhar ou assar), devem ser higienizadas para evitarmos uma possível infecção alimentar.

E devemos fazer isso da seguinte forma:

1. Selecione as hortaliças, retirando as partes deterioradas e sujidades;
2. Lave folha por folha, legume por legume, fruta por fruta em água corrente, retirando os resíduos com as mãos e quando necessário utilize uma escova macia específica para isso;
3. Prepare uma solução clorada misturando 1(uma) colher de sopa de água sanitária para cada litro de água ou utilizando hipoclorito de sódio, de acordo com as recomendações do fabricante;
4. Coloque as hortaliças e frutas na solução clorada e deixe por 15 minutos;
5. Enxague uma a uma, em água corrente, todas as verduras, legumes e frutas.
ATENÇÃO: Caso você utilize a água sanitária para higienizar as hortaliças e frutas é importante observar se consta no rótulo a descrição de que pode ser utilizada para alimentos, pois nem toda água sanitária pode ser utilizada para este fim!

3º passo: Armazenamento

  • Para seca-las utilize papel toalha ou, no caso das verduras, pode-se utilizar uma centrífuga para folhosos.
  • Mantenha o pote tampado na parte baixa da geladeira (entre 5oC e 10oC), pois o ar muito frio pode “queimar” os folhosos.
  • Mas lembre-se sempre de guardar verduras, legumes e frutas, de preferência, inteiros, pois depois de partir a durabilidade é reduzida.

Escolha um pote, pode ser de plástico ou vidro, com tampa de tamanho adequado a verdura e forre o fundo com papel toalha. Coloque uma camada de folhas e cubra com outra camada de papel toalha. Faça camadas intercaladas de folhas e papel toalha finalizando com uma camada de papel toalha, para que a tampa não encoste diretamente nas folhas.
Os legumes e as frutas podem ser acondicionados em potes, de plástico ou vidro, com tampas ou em sacos plásticos limpos e também devem ser colocados na parte baixa da geladeira.

4º passo: Monte a sua salada

Leia também: Aprenda a fazer a salada no pote!

5º e último passo: Tempere a salada somente quando for comê-la!

Agora é só saborear a sua salada e bom apetite!

Quer aprender a montar uma marmita saudável e balanceada? As nutris ensinam você!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*