Como aplicar um creme bronzeador: 11 passos (com imagens)

Extraído da mamona, o óleo de rícino guarda propriedades extremamente benéficas para a pele, unhas e cabelos. Também conhecido como óleo de mamona ou castor oil, ele possui ácidos graxos, como o ácido ricinoleico, exclusivo da mamona. Na sua composição também encontramos outros ácidos nutritivos, como o ômega 6 e o ômega 9, além de vitamina E e sais minerais.

Mas não para por aí. O óleo de rícino tem ação antiinflamatória e antioxidante, sendo um forte aliado para alguns problemas de saúde. Ele é comumente usado para tratar prisão de ventre e dores musculares. Portanto, é um produto natural e potente para a proteção e funcionamento do corpo humano.

Como Aplicar um Creme Bronzeador: 11 Passos (com Imagens)

Confira os diferentes benefícios do óleo de rícino para uso estético:

Para os cabelos:

Para tratar os cabelos, você deverá usar uma colher de sopa do óleo de rícino misturado a um pote pequeno de creme ou hidratante capilar do seu uso constante. Deixe agir por alguns minutos e enxague em seguida. Lembre sempre de retirar bem o produto, principalmente da raiz do cabelo, para não deixar resíduos.

Estimula o crescimento

Os ácidos graxos presentes no óleo de rícino estimulam o couro cabeludo e os folículos onde nascem os fios fazendo com que o cabelo cresça mais rapidamente.

Hidrata os fios

Os óleos presentes na composição do rícino formam uma película protetora para os fios de cabelo, evitando a desidratação e, por consequência, o ressecamento do cabelo. Assim, o cabelo fica mais forte e brilhoso e livre dos danos causados pela ação do sol e do vento.

Restaura os fios

Os nutrientes presentes em sua composição melhoram o aspecto geral do cabelo, realizando o selamento das cutículas. Isso evita a indesejável instalação das pontas duplas que deixam as madeixas com aspecto quebradiço.

Combate a caspa

Suas propriedades antifúngicas limpam o couro cabeludo e evitam a proliferação da caspa e a descamação dos folículos. Vale aliar o rícino a outros tipos de tratamentos indicados por um médico dermatologista.

Vinagre de maça no cabelo: conheça 11 vantagens

Para a pele:

Como Aplicar um Creme Bronzeador: 11 Passos (com Imagens)Via Pinterest

Apesar de ser um óleo, o extrato de rícino não estimula a oleosidade da pele, podendo ser aplicado a qualquer tipo de pele, inclusive nas oleosas. Misture uma colher de sopa em um pote pequeno de hidratante do seu uso diário.

Hidrata a pele e lábios

O óleo de rícino estimula a produção de colágeno e elastina, diminuindo a perda de água na pele e aumentando a hidratação. Com isso, os sinais de expressão demoram mais tempo para surgir, deixando a pele com aspecto mais jovem.

Combate a acne

Sua ação adstringente ajuda na limpeza da pele e na desobstrução dos poros. O ácido ricinoleico também é um ótimo aliado no combate das indesejadas espinhas e dos cravos.

Ameniza estrias e cicatrizes

A vitamina E presente no óleo é uma excelente cicatrizante. A aplicação constante do produto irá amenizar marcas de estrias recentes e causará a aceleração do processo de renovação da pele onde há pequenas cicatrizes.

Para as unhas:

Como Aplicar um Creme Bronzeador: 11 Passos (com Imagens)Via Pinterest

O extrato de rícino irá fortalecer as cutículas e as unhas e diminuir o aspecto quebradiço. Com a ajuda de uma algodão, aplique o óleo diretamente nas unhas e deixe agir por cerca de uma hora, preferencialmente antes de fazer as unhas.

Hidrata as cutículas

Por causa de suas propriedades de hidratação, o óleo irá criar uma camada protetora impedindo a perda da água para o ambiente. Fortalecida, a cutícula irá proteger e fortalecer as unhas com mais facilidade.

Fortalece as unhas

Suas propriedades antibactericidas irão auxiliar na diminuição das irregularidades da superfície das unhas e do aspecto quebradiço. Isso irá fazer com que elas cresçam mais fortes e saudáveis.

Para os pelos:

Como Aplicar um Creme Bronzeador: 11 Passos (com Imagens)Via Pinterest

O extrato de rícino funciona para o fortalecimento dos pelos, como sobrancelhas e cílios e também pode ser usado pelos homens, na barba e no bigode. Assim como nos cabelos, o óleo irá estimular o crescimento e a hidratação dos pelos.

Sobrancelhas

O uso constante do óleo de rícino dará aos fios um aspecto mais grosso e vistoso. Para um bom resultado, basta aplicar o produto direto na região com a ajuda de um algodão.

Barba e Bigode

Serve para melhorar a saúde dos pelos no rosto dos homens criando uma camada de proteção e hidratação que irá proteger contra a ação do sol e vento. Além disso, o colágeno irá deixar um aspecto mais macio na barba e no bigode.

Alongamento de cílios fio a fio: tudo que você precisa saber sobre o procedimento

Confira os diferentes benefícios do óleo de rícino para uso medicinal:

É um laxante natural

O sérum de rícino tem ação purgativa por conter propriedades laxantes. Mas ele só deve ser usado para esse fim se não houver doenças relacionadas que devem ser diagnosticadas por um médico. Uma colher de sopa é suficiente para atingir o efeito desejado.

É relaxante muscular

A concentração do ômega 9, ou ácido ricinoleico, tem ação analgésica sendo ideal para uma massagem no corpo que visa aliviar a inflamação muscular.

Alivia dores nas juntas

Novamente suas propriedades analgésicas e anti-inflamatórias auxiliam no descongestionamento do sistema linfático. Por isso, é indicado para tratamento de doenças como artrite e tendinite.

Cronograma capilar: aposte nessa técnica de recuperação dos fios

Valor e locais de venda

Você irá encontrar a versão medicinal do óleo de rícino em farmácias e drogarias. Já a versão estética pode se comprada em casas de produtos naturais e lojas de cosméticos. Os preços variam muito de acordo com a localização e o tipo de uso. Porém, na média, a embalagem com 500 ml é vendida em torno de 50 reais.

Massagem modeladora: ótima opção para reduzir medidas e ativar a circulação

Contraindicações do óleo de rícino

Antes de utilizar o produto, faça um teste em uma área pequena do corpo para ver se você não é alérgica a ele.

Atenção: O óleo de rícino é contraindicado para gestantes, lactantes e crianças. A superdosagem pode causar reações adversas, como desidratação, cólicas, náuseas, falta de ar e diarreia. Por isso, não faça a utilização do óleo na versão medicinal sem a orientação de um médico.

  • Veja também:
  • Como tirar rachaduras dos pés em 3 passos
  • 7 razões para apostar no óleo de coco para bronzear o corpinho
  • Hidratação com abacate: conheça os benefícios para seu cabelo

10 passos para exibir, sem medo, as pernas em minissaias durante o verão

Para você que só lembra de dar atenção às pernas quando os shorts, os vestidinhos e as minissaias invadem as ruas e as vitrines, levantamos os dez principais cuidados que vão deixá-las torneadas, lisinhas e atraentes antes mesmo do verão chegar. Confira:

Leia também:  Como aproveitar cupom ao máximo (com imagens)

1 – Acerte nos exercícios.

Segundo a professora de musculação Pollyana Takao, da academia Bodytech Eldorado, em São Paulo, para exibir pernas firmes e definidas é importante fazer atividades aeróbicas, como subir e descer escada, pedalar ou se exercitar no elíptico (aparelho que simula a movimentação dos pés durante a caminhada ou corrida), e exercícios localizados. “O agachamento e todas as suas variações, inclusive as realizadas em máquinas, são, disparados, os melhores para as pernas, pois acionam uma grande quantidade de músculos”, justifica.

2 – Ataque à gordura. Quando a dieta e a atividade física não dão conta de eliminar a gordura localizada entre os joelhos, o dermatologista João Carlos Pereira, de São José do Rio Preto (SP), indica o ultrassom focado.

“Por conta dessa característica, as ondas não se perdem no caminho às células de gordura e consegue destruí-las. De quebra, estimulam o colágeno”, conta o médico. De acordo com o fabricante, com uma única sessão é possível reduzir até dois centímetros de circunferência.

“Caso seja necessário repeti-la, é necessário aguardar pelo menos 45 dias”, avisa João Carlos.

3 – Capriche na esfoliação. A recomendação é da esteticista Mara Silvana Mendes, do salão Zelo Hair Soluctions, no Rio de Janeiro.

“Esfoliar as pernas uma ou duas vezes por semana antes de entrar no banho, com a pele seca, ajuda não só a desobstruir os poros e prevenir pelos encravados como também uniformiza o bronzeado e elimina as células mortas, que deixam o aspecto opaco e desidratado”, afirma Mara, que é fã da mistura de fubá (10 colheres de sopa) e óleo de amêndoa (cinco colheres), espalhada com movimentos circulares e ascendentes.

4 – Livre-se dos encravados. Se já não bastassem eles deixarem as pernas empipocadas, ainda são doloridos.

Para escapar deles, a fisioterapeuta Luni Freire, diretora da clínica Corpus de Lune, no Rio de Janeiro, indica manter a pele hidratada e a esfoliação em dia.

Mas para se livrar de vez do problema, a melhor saída é a depilação a laser, que enfraquece os fios, fazendo com que eles cresçam cada vez mais finos e em pouca quantidade.

5 – Guerra aos pelos. Quem não quer ter que se preocupar com eles a cada dois ou 20 dias pode experimentar os lasers de alexandrita e NdYag.

Segundo a dermatologista Valéria Campos, de Jundiaí (SP), essa combinação de tecnologias elimina pelos finos e grossos, tanto em peles claras quanto escuras. “O inconveniente é a dor.

Quem é sensível, por exemplo, precisa chegar três horas antes da sessão para receber o creme anestésico. Há necessidade também de usar um jato de ar gelado para reduzir o desconforto e os riscos de efeitos colaterais”, avisa a médica.

Outro ponto negativo é o preço: pesquisa feita pelo UOL em clínicas e consultórios dermatológicos de todo o Brasil revelou que cada aplicação custa cerca de R$ 1 mil, lembrando que, em média, são necessárias de três a cinco, sendo uma por mês.

6 – Hidratar, sempre. Essa é para quem ainda não adquiriu o hábito de lambuzar as pernas com um hidratante pelo menos uma vez ao dia: o cosmético reforça a barreira de proteção cutânea, deixa o toque macio, melhora o viço e, dependendo da formulação, pode proteger contra os raios ultravioleta, estimular o colágeno e prevenir o envelhecimento precoce.

7 – Estrias no alvo. A técnica do microagulhamento elétrico trata tanto as linhas brancas quanto as vermelhas.

“A diferença é que as mais recentes (avermelhadas) necessitam de um número menor de sessões, cerca de quatro contra seis, sendo uma por mês, se as estrias forem antigas (brancas)”, conta a dermatologista Adriana Leite, de São Paulo.

Segundo ela, ao perfurar a cicatriz com uma caneta que traz 11 agulhas finas e descartáveis numa das pontas, você provoca microtraumatismos na pele que, por sua vez, estimula a formação de fibras colágenas saudáveis. “Com isso, há uma melhora na textura, no relevo e na aparência das estrias a partir de um mês”, diz a médica.

Vale lembrar que a sessão é dolorida, daí a necessidade de aplicar creme anestésico 30 minutos antes, e é normal deixar o local tratado como se ele tivesse sido ralado por dois dias, mas sem descamar nem coçar. Cada aplicação custa a partir de R$ 850, conforme pesquisa feita pelo UOL em clínicas e consultórios dermatológicos de todo o Brasil.

  • Não é preciso se expôr ao sol para deixar as pernas bronzeadas: alguns cosméticos entregam o efeito sem muito esforço

8 – Varizes, nem pensar. Para quem está incomodada com essas mal traçadas linhas tomando conta das pernas, aí vai uma boa notícia: as soluções são as mesmas de antigamente, mas elas evoluíram.

“Prova disso é que o repouso deixou de ser obrigatório em alguns casos, assim como o afastamento da ginástica, e, dependendo da técnica escolhida, dá para ver diferença em poucas semanas”, conta o angiologista e cirurgião vascular Antonio Silvio Prudencio, da Life Clínica, em Campinas (SP).

Só para refrescar a memória, as alternativas variam entre injeções com substâncias que promovem uma vasoconstrição, popularmente chamadas de aplicações, passando pelo laser ou pela radiofrequência, que aquecem os pigmentos do sangue para que eles ‘queimem’ a parede interna dos vasos, até a cirurgia, que remove as veias doentes. O médico lembra que a decisão sobre qual método usar depende do histórico familiar e se a paciente fuma, se exercita com regularidade ou está acima do peso. Já quem não tem varizes e quer continuar livre delas, deve controlar a balança e malhar pelo menos três vezes por semana – atividades que promovem a contração e o relaxamento da panturrilha, como caminhar, subir e descer escadas e fazer alongamento, são os melhores, pois estimulam a circulação sanguínea.

9 – Atenção aos pontos da celulite.

Segundo a dermatologista Doris Hexsel, professora do serviço de dermatologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e investigadora do Centro Brasileiro de Estudos em Dermatologia, nas pernas, os alvos favoritos dos furinhos são (do mais fácil de tratar para o mais difícil) os culotes, a parte de trás das coxas e logo acima dos joelhos. “Essa última é mais complicada porque está relacionada à flacidez de pele”, avisa a médica, que completa: “Para combater a celulite é preciso, antes de tudo identificar e tratar as causas, que podem estar relacionadas ao estilo de vida, aos hormônios, aos medicamentos ou às questões genéticas”. É por essa razão que o ataque aos furinhos sempre é feito em várias frentes, como o aparelho que associa laser, infravermelho, vácuo e massagem mecânica para estimular a circulação, a produção de colágeno e a queima de gordura; o outro que emite ondas acústicas que fazem o tecido subcutâneo vibrar e, com isso, liberar gordura de dentro das células e ativar o fluxo sanguíneo; e os cosméticos, que melhoram o aspecto geral da pele, além de dieta pobre em gordura e açúcar e exercícios aeróbicos.

Leia também:  Como aguentar a abstinência de entorpecentes

10 – Bronze em tubo. Hoje em dia dá para manter as pernas douradas sem sair de casa: basta aplicar nas pernas hidratantes autobronzeadores, que vão escurecendo a pele progressivamente (quando atingir a cor desejada, basta fazer a manutenção, aplicando o produto semanalmente), ou ainda maquiá-las com produtos ricos em pigmentos

Fique bronzeada sem sol! 10 dicas para não manchar a pele com autobronzeador

Conseguir manter a marquinha de biquíni por mais tempo não é uma tarefa muito fácil, principalmente para quem não tem tempo de se dedicar ao bronzeado durante o verão. Se esse é o seu caso, não precisa se preocupar, porque é possível conseguir pegar uma corzinha sem nem ter que sair de casa.

Os autobronzeadores conseguem fazer com que a pele oxide melanina sem necessitar da exposição solar e, ao contrário dos protetores e bronzeadores naturais, são extremamente seguros para a saúde do maior órgão do corpo humano.

Em entrevista para o Purepeople, a dermatologista Daniela Gueriot ensina como aplicar o produto da melhor maneira possível dando 10 dicas essenciais.

1 – Se prepare para começar a passar: 'Faça uma esfoliação'

Além de diminuir as chances de encravamento dos pelos após a depilação, a esfoliação pode colaborar para que a pele fique bronzeada com mais facilidade. “Tome banho antes e faça uma esfoliação no corpo para uniformizar a pele”, recomenda a especialista ao acrescentar: “Seque bem o corpo para poder começar a aplicação.”

2 – Tire todos os acessórios: 'Para não atrapalhar'

Os maxiacessórios ganharam destaque nas semanas internacionais de moda, principalmente quando foram utilizados todos juntos, mas é preciso retirá-los para começar a passar o cosmético na pele. “Antes de aplicar o autobronzeador, retire todas as joias para não atrapalhar na hora de espalhar o produto”, aponta a profissional da All Clinik.

3 – Faça a aplicação com luvas: 'Evitar ficar com as mãos manchadas'

Para não prejudicar a saúde das unhas e mantê-las fortes, é de extrema importância que elas estejam cobertas durante a aplicação do autobronzeador.

“Coloque luvas para evitar ficar com as mãos manchadas e com as unhas sujas”, sugere a dermatologista ao dar outra alternativa: “Se não tiver luvas deve-se lavar bem as mãos e esfregar as unhas da mão com uma escova após a aplicação do produto no corpo.”

4 – Deixe as mãos por último: 'Depois de ter aplicado no corpo todo'

Por ser responsável pela aplicação completa do cosmético no corpo, as mãos precisam ser deixadas por últimos para diminuir as chances de manchar a pele com o autobronzeador. “Aplicar o produto no dorso das mãos e nos dedos somente no final”, aconselha Daniela ao reforçar: “Depois de ter aplicado no corpo todo.”

5 – De baixo para cima: 'Inicie a aplicação do produto pelos pés'

Além de finalizar a utilização do produto passando nas mãos, o ideal é começar a passar o autobronzeador na parte inferior do corpo.

“Inicie a aplicação do produto pelos pés, não esquecendo de aplicar entre os dedos também e vá subindo, sempre em movimentos circulares”, descreve a especialista ao ensinar outro truque importante: “Deixe os locais de dobras, como cotovelos e joelhos, por último.”

6 – Cuidado com a quantidade: 'Massagear bem para não manchar'

O segredo de não manchar a pele com esse cosmético é se atentar com a quantidade que será aplica, principalmente em certas regiões. “Além de deixar por último, os locais de dobras devem receber uma quantidade menor do produto”, aponta a profissional ao instruir: “Lembre de massagear bem para não manchar e não ficar mais escuro do que o resto do corpo.”

7 – Passando nas costas: 'Sempre olhando no espelho'

A parte mais difícil é as costas, pois não é possível enxergar como está sendo feita a aplicação do autobronzeador.

“Para aplicar nas costas o ideal é que outra pessoa aplique para você, para que o produto fique bem espalhado e não manche”, relata a dermatologista ao continuar: “Mas, se estiver fazendo a aplicação sozinha, o ideal seria aplicar um produto em spray nas costas sempre olhando no espelho, para evitar deixar áreas sem o produto.”

8 – Tempo de espera após a aplicação: 'Pelo menos 20 minutos'

Após a aplicação é preciso tomar muitos cuidados e, como esse tipo de produto pode acabar manchando as roupas, é aconselhado esperar alguns minutos antes de colocar qualquer tipo de peça. “Procure vestir a roupa com pelo menos 20 minutos de diferença da aplicação”, informa Daniela.

9 – Aguarde algumas horas para tomar banho: 'Após 8 horas'

A duração do autobronzeador e o resultado final prometido por ele só funcionaram quando as recomendações forem seguidas ao pé da letra. Além de ter que esperar para colocar uma roupa, é importante respeitar o tempo necessário antes de tomar banho, até para não acabar manchando a pele com o cosmético. “O ideal é só tomar banho após 8 horas”, comunica a especialista.

10 – Exercícios físicos precisam esperar: 'Para não suar'

O suor também pode acabar ajudando a manchar a pele e é um ponto importante a ser lembrado! Além de não se expor ao excesso de calor, a prática de esportes ou exercícios físicos precisará esperar algumas horas para não prejudicar o desempenho do produto. “Não fazer exercícios físicos após umas 4 horas”, alerta a profissional ao justificar: “Para não suar depois da aplicação.”

(Por Fernanda Casagrande)

Os óleos de corpo podem ser a resposta para ter um bronze incrível (e temos 7 sugestões)

  • Por mais sol que apanhe (com os devidos cuidados, claro está), pó bronzeador que coloque no rosto ou auto-bronzeadores que aplique, nada é tão bom para manter um bronzeado duradouro e bonito como uma pele bem cuidada, quer antes, quer depois da exposição ao sol.
  • Se tiver a sua pele seca e desidratada, até pode ficar com um tom tropical depois de um fim de semana na praia, mas não vai demorar muito até que comece a ver a pele cair, quase como se estivesse a perder camadas, o que para além de pouco estético, não é nada bom para o seu corpo — e nunca é demais relembrar que deve hidratar a sua pele, utilizar cremes apropriados depois de apanhar sol (os comuns after-suns) e beber bastante água.
  • No verão, estação em que as temperaturas mais quentes se fazem sentir, os cremes hidratantes, principalmente os mais gordos e ricos (indicados para as peles mais secas), nem sempre são os mais confortáveis: demoram a secar, temos de esperar séculos até nos podermos vestir, e parece que nunca são absorvidos totalmente pela pele.
Leia também:  Como aumentar os níveis de hemoglobina (com imagens)

Para além disso, quem opta por comprar boiões ou frascos de maior quantidade, depara-se com embalagens pouco práticas para transportar nas férias. E caso faça check nestes pontos, podemos ter a solução: porque não aderir aos óleos?

Os óleos são igualmente nutritivos e hidratantes, num formato mais leve de transportar. Alguns dão luminosidade à pele (o que é ótimo para realçar o bronzeado), outros têm propriedades reparadoras que ajudam na diminuição de estrias e até já existem óleos de formulação seca, que são absorvidos pela pele em segundos, e que permitem colocar a roupa logo a seguir à aplicação.

Porém, mesmo que o seu preferido seja um óleo que não seque assim tão facilmente, temos uma dica: quando acabar de tomar banho, aplique o óleo no corpo ainda dentro da banheira.

Espere um minuto antes de se enrolar na toalha, enquanto seca o cabelo ou aplica creme no rosto, e depois seque o corpo com o toalhão de banho, ao mesmo tempo que retira o excesso de produto da pele.

Esta vai ficar imediatamente hidratada e sem necessidade da aplicação de qualquer outro produto.

Na fotogaleria, espreite as nossas sugestões de óleos para hidratar a sua pele e usar e abusar neste verão — há novidades e produtos que já são best-sellers no mercado.

BEST BRONZE – A VERDADE SOBRE O AUTOBRONZEADOR MAIS FALADO DO MOMENTO

Eu sou super branquinha e fui proibida de tomar sol, há alguns anos atrás, por isso também sou uma alucinada por autobronzeadores, o que me fez provar de tudo um pouco nessa área, dos nacionais aos importados e já escrevi aqui e aqui, posts sobre o tema, que são inclusive uns dos mais vistos no blog.

Ano retrasado fui apresentada ao Best Bronze, porque a marca tem uma campanha de marketing bem ativa e muita gente estava falando sobre o produto.

Então resolvi fazer esse post, porque usei o autobronzeador e fui surpreendida positivamente pelo resultado e acho que posso ajudar aquelas pessoas que , como eu, querem ter uma cor bonita e saudável, sem que para isso precisem se expor ao perigo do sol e gostariam de dicas REAIS, escritas por uma mulher REAL, com todos os detalhes sobre o uso! Eu já tive um carcinoma ( Câncer de pele ) e não posso me expôr ao sol. Se não tivesse a opção dos autobronzeadores, não poderia mais colocar um biquini, à menos que quisesse ir à praia e piscina, branca como a cor de fundo desse post. Por isso, acabei conhecendo e comprando a grande maioria dos autobronzeadores nacionais e importados, então o que escrevo aqui, é com base em todas as experiências positivas e negativas que já tive com esse tipo de produto.

A Best Bronze tinha o autobronzeador Spray que sempre usei, mas em 2019 lançou uma versão mais moderna, em mousse, que é MARAVILHOSA, pois espalha muito mais fácil, de forma homogênea, não mancha e não deixa a pele laranja. Abaixo, descrevo os dois..

.

Então vamos lá…Animadas? Eu estou!

  • 10 PONTOS POSITIVOS SOBRE O BEST BRONZE ( Spray )
  • 1- É um líquido spray, sem cor, sem textura grossa, com pouco cheiro.
  • 2- É muito parecido com os produtos utilizados pelas clínicas de estética, para o Bronzeamento a jato, com o benefício de vir em uma embalagem Spray, de fácil aplicação.

3- É fácil de aplicar e não mancha ( se fizer o preparo correto da pele antes e espalhar o produto muito bem. Vou dar os detalhes mais abaixo ). A caixinha ainda vem com uma luvinha, para você espalhar o produto sem manchar as mãos.

4- Seca em poucos minutos e você não fica com aquela sensação de pele melecada e grudenta.

5- Após poucos minutos, já podemos nos vestir normalmente e sair para vida, isso quer dizer que podemos usá-lo pela manhã, antes de ir trabalhar.

6- Não mancha a roupa, nem as brancas e mais claras ( amém Jesus! ).

  1. 7- Não mancha as toalhas de banho.
  2. 8- Não mancha os lençóis.
  3. 9- Dura exatos 7 dias, sem deixar a pele manchada ( desde que vocês tomem os cuidados que vou apontar abaixo )
  4. 10-Os lencinhos para o rosto, que são vendidos a parte, são uma dádiva dos céus, podemos levar para onde quisermos, dentro da bolsa e após uma ou duas horas de uso, o rosto está bronzeadinho, como se tivéssemos tomado um solzinho de verdade!
  5. 7 PONTOS NEGATIVOS SOBRE O BEST BRONZE ( Spray )

1-Não custa barato. Um frasco de 150 ml sai em média por  $165,00 ( tem AQUI ).

2- Não dura muito ( um frasco rende 7 aplicações – corpo inteiro ) e para quem é muito branca como eu, só vai conseguir uma cor legal mesmo, após a quinta aplicação.

3- Não deixa aquela cor de garota de Ipanema que a marca mostra, com as gatas que fazem propaganda. Não se vocês forem bem branquinhas! Então, não se iludam achando que ficarão com o bronze dos sonhos, mas com certeza ficarão com uma cor bonita e natural.

Eu vi que o Best Bronze fez efeito, quando as pessoas começaram a me perguntar se eu havia tomado sol, que estava bronzeada. Foi uma alegria só!! ( muitos risos.. ). Mas nem de longe fiquei com as pernas das top models, nos desfiles da Victoria Secret.

4- Ainda há o cheiro característico de autobronzeador. É mais suave, mas ele existe. Não me incomodou em nada, não acho que seja um cheiro forte, mas ele está lá.

5- É difícil encontrar em lojas físicas ( farmácias e perfumarias ). Aqui em São Paulo, eu só vi na farmácia Iguatemi.

6- Não cobre os vasinhos, celulites ou estrias, como diz o fabricante. A não ser que sejam bem inexpressíveis e a pessoa já tenha a pele mais morena. Para as super brancas, não cobre.

7- Vicia! estou a toda hora olhando meu frasco, para saber se já está acabando e corro comprar outro. Para manter a cor do verão todo mês, eu uso em média, 2 frascos. ( socorro! )..

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*