Como amar incondicionalmente: 10 passos (com imagens)

Uma grande mentora da minha vida foi a Louise Hay. Com suas palavras e sua experiência, ela nos ensinou ensinamentos de Amor e Luz poderosos para dominarmos nossa Mente e despertamos a nossa Essência interior que muitas vezes se encontra apagada.

Quero partilhar com você 12 passos para você começar a se amar e despertar o seu verdadeiro Eu ainda hoje.

1) Pare com todas as críticas

Crítica nunca muda nada. Recuse-se a criticar a si mesmo. Aceite-se exatamente como você é. Todo mundo muda. Quando você se critica, suas mudanças são negativas. Quando você se aprova, suas mudanças são positivas.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

2) Perdoe a si mesmo

Deixe o passado ir. Você fez o melhor que pôde na época, com a compreensão, a consciência e o conhecimento que tinha. Agora você está crescendo e mudando, e viverá a vida de maneira diferente.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

3) Não se assuste

Pare de se aterrorizar com seus pensamentos. É uma maneira terrível de viver. Encontre uma imagem mental que lhe dê prazer e mude imediatamente um pensamento assustador para um pensamento agradável.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

4) Seja gentil, amável e paciente

Seja gentil consigo mesmo. Seja gentil com você mesmo. Seja paciente consigo mesmo enquanto aprende novas maneiras de pensar. Trate-se como você trataria alguém que você realmente ama.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

5) Seja gentil com sua mente

Auto-ódio é odiar seus próprios pensamentos. Não se odeie por ter os pensamentos. Gentilmente mude os pensamentos para outros mais afirmativos da vida.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

6) Louvado seja você mesmo

Crítica quebra o seu espírito interior. Louvor constrói. Louve-se tanto quanto puder. Diga a si mesmo o quão bem você está fazendo com cada pequena coisa.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

7) Apoie-se

Encontre maneiras de se sustentar. Entre em contato com amigos e permita que eles ajudem você. É ser forte pedir ajuda quando você precisa.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

8) Seja amoroso com seus negativos

Reconheça que você os criou para satisfazer uma necessidade. Agora você está encontrando maneiras novas e positivas de satisfazer essas necessidades. Liberte carinhosamente os velhos padrões negativos.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

9) Tenha cuidado com seu corpo

Aprenda sobre nutrição. Que tipo de combustível seu corpo precisa para ter energia e vitalidade ótimas? Aprenda sobre o exercício. Que tipo de exercício você gosta? Aproveite e reverencie o templo em que vive.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

10) Divirta-se!

Lembre-se das coisas que lhe deram alegria quando criança e as incorpore em sua vida agora. Encontre uma maneira de se divertir com tudo que você faz. Deixe-se expressar a alegria de viver. Sorrir. Rir. Regozije-se e o Universo se alegra com você!

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

11) Ame-se … Faça isso agora

Não espere até você ficar bom ou perder peso ou conseguir um novo emprego ou encontrar um novo relacionamento. Comece a se amar agora e faça o melhor que puder.

12) Faça seu trabalho de espelho

Olhe em seus olhos com freqüência. Expresse o crescente sentimento de amor que você tem por si mesmo. Perdoe-se enquanto olha para o espelho. Converse com seus pais enquanto olha para o espelho. Perdoe-os também. Pelo menos uma vez.

Amor Incondicional existe mesmo? Aprenda a amar incondicionalmente!

Amar incondicionalmente é um termo que gostamos muito de usar, como se fosse um estado em que podemos simplesmente entrar, apenas pela nossa força de vontade. A verdade é que o amor incondicional pressupõe um estado de entrega muito grande. Por isso, esse amor é frequentemente associado a mães/pais e filhos.

Falamos de amor incondicional como um lugar em que passamos a habitar, quando, na realidade, o amor incondicional é uma jornada contínua e árdua para as profundezas de nós mesmos.

E a pergunta sempre surge: será que existe mesmo amor incondicional? Bem, a resposta pode não ser tão fácil assim mas, dada a nossa heterogeneidade enquanto espécie, e a complexidade de nossas relações, a resposta está mesmo dentro de cada um.

Vamos aprofundar essa diferença entre amor condicional e amor incondicional, entender quais os bloqueios, e como desbloquear seu coração para amar. Mas, mesmo antes de entrarmos no amor incondicional – que terá sempre de começar em você mesmo, vamos conhecer os tipos de amor existentes, para saber como classificar cada relação, e as expectativas comuns inerentes a cada uma.

Diferentes tipos de amor

Na sua busca pela auto-compreensão, os gregos desenvolveram oito nomes para os diferentes tipos de amor que governam nossas vidas, relações, interesses e paixões, incluindo;

  1. Ágape – Amor Incondicional: o

     tipo mais alto e mais radical de amor. Ágape é um amor altruísta, que se correlaciona com o que os budistas descrevem como Metta ou bondade universal. É a forma mais pura de amor, livre de desejos e expectativas.

  2. Eros ─ Amor Erótico: nomeado em homenagem ao deus grego do amor e da fertilidade, Eros, é o amor sexual ou apaixonado. O tipo que mais se assemelha à nossa construção moderna de amor romântico. De todos os diferentes tipos de amor, este era considerado o mais perigoso pelos gregos, por seu poder e capacidade de resultar em uma perda de autocontrole.
  3. Philia ─ Amor Afetuoso: também conhecido como

    amor platônico

    , Philia era muito estimada pelos gregos e mais valorizada que Eros. É o tipo de amor que você sente pelos seus amigos. Um tipo de amor fraternal, que os gregos acreditavam ser amor entre iguais.

  4. Storge – Amor Familiar: esse é o tipo de amor compartilhado nas famílias. O amor que os pais têm pelos filhos e os filhos pelos pais.
  5. Ludus – Amor Brincalhão: o mais paquerador dos diferentes tipos de amor, Ludus é o tipo de amor geralmente experimentado por jovens amantes. As “borboletas no estômago” se sentem nesse tipo de amor. Casamentos baseados nesse tipo de amor são famosos por terminar abruptamente e dramaticamente.
  6. Pragma ─ Amor Duradouro: um tipo de amor pragmático e prático que amadurece e se desenvolve por um longo período de tempo. O tipo de amor compartilhado pelos velhos casais que você vê andando pela rua, ainda de mãos dadas com amor.
  7. Mania – Amor Obsessivo: mania é um tipo de amor obsessivo e possessivo, constituído por um comportamento extremo de ciúmes que pode até levar à loucura. O território dos perseguidores. O filme, Atração Fatal, é um exemplo perfeito desse tipo de amor. Entre todos os diferentes tipos de amor, esse é o mais provável de ser experimentado por aqueles que sofrem de baixa auto-estima.
  8. Philautia ─ Amor Próprio: os gregos antigos dividiram a Philautia em dois tipos de amor:
  • Amor próprio destrutivo. É o domínio da arrogância, auto-piedade, auto-indulgência, auto percepções distorcidas, egoísmo e narcisismo. As pessoas atingidas por esse tipo de amor têm um grande senso de direito e uma profunda necessidade de serem admiradas.
  • Amor próprio fortalecedor. A base de todos os relacionamentos felizes. Nesse tipo de amor, somos capazes de:
  • Aceitar muito melhor nossas fraquezas e nossas forças e ter menos necessidade de explicar nossas falhas.
  • Desenvolver a autocompaixão por nós mesmos como seres humanos, lutando para encontrar um significado pessoal e, através disso, reconhecermos que outras pessoas são defeituosas, assim como nós. O que ajuda a nos tornarmos mais gentis e menos exigentes com os outros, incluindo nossos parceiros.
  • Tornar-se consciente e adotar uma abordagem equilibrada de nossas experiências, para que nossas emoções não sejam ignoradas nem exageradas.
  • Buscar intencionalmente nosso propósito de vida e esperar um bom resultado por meio de nossos próprios esforços.
  • Perceber que a felicidade é um trabalho interno e parar de esperar que outras pessoas ou circunstâncias mudem para que sejamos felizes.
  • Reconhecer que somos dignos de ser amados, assim como somos –defeitos e tudo.

Quando você começa a operar a partir desse fundamento centrado, não há nada que possa impedi-lo de manifestar em sua vida o tipo de amor, ou conseguir o parceiro e relacionamento que você deseja.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

O que é o amor incondicional e será que existe mesmo?

Alguns autores fazem uma distinção entre amor incondicional e amor condicional.

No amor condicional, o amor é ‘conquistado’ com base em condições conscientes ou inconscientes, sendo atendidas pelo amante ou alvo do amor.

Por seu lado, no amor incondicional, o amor é “dado livremente” ao ente querido, “não importa o que aconteça”. Amar é primário, natural, espontâneo e intrínseco.

Definir, por isso, amor incondicional é dizer que uma pessoa ama alguém desinteressadamente, que se importa com a felicidade da outra pessoa e que fará qualquer coisa para ajudar essa pessoa a sentir felicidade sem esperar nada em troca. Em outras palavras, a definição de amor incondicional é “amor sem condições”, sem premissas, sem expectativas.

O que é então amar incondicionalmente? Com o que se parece? É difícil saber. E é especialmente difícil porque, para experimentar essa poderosa forma de amor, precisamos encontrá-la primeiro dentro de nós próprios.

Quando começamos a reunir a coragem que nos permite olhar em nossos cantos mais sombrios, e quando aceitamos esses cantos escuros como partes de nós mesmos, nossos primeiros sentimentos de amor incondicional se tornam possíveis. Geralmente atribuímos amor incondicional aos pais e filhos. O amor de uma mãe é o exemplo mais citado, dessa dimensão do amor, um exemplo usado por guias espirituais e filhos em todo o mundo.

O conceito de amor de uma mãe está ligado a uma compreensão profunda, altruísmo e vontade de se conectar diante de qualquer coisa. Mas, muitas vezes, o amor de um pai – mesmo o amor de uma mãe – não está disposto a entender, conectar-se e perdoar diante de qualquer coisa.

Impedimentos a amar incondicionalmente

O amor incondicional é a opção ativa de amar alguém, não importa o que aconteça no seu caminho. Amor incondicional significa que você ama alguém independentemente da circunstância, mas não independentemente de como ela o trata. Às vezes, amar alguém também exige tomar decisões difíceis e deixá-lo ir.

O amor não tem limites quando é incondicional. Mas o mundo real é condicional – há reações a ações e consequências também.

Cada um de nós tem pelo menos uma condição conjugal em mente, seja fidelidade, honestidade, lealdade e/ou verdade.

Por vezes, são estes valores que, quando quebrados, acabam prejudicando sua forma de amar, o inibem de se entregar totalmente, e acabam levando você a relacionamentos muito complicados.

A chamada “bagagem” é um dos principais impedimentos a um bom relacionamento saudável e equilibrado.

Mas, ao contrário do que pensa, não só em relações amorosas A nossa infância modela muito, se não tudo, do que somos em adultos.

Crescer no seio familiar cheio de amor, o libertará para conseguir não só amar incondicionalmente, como também lhe dará a confiança necessária para se entregar totalmente.

Relacionamentos mal resolvidas acabam prejudicando sua forma de amar, mas também a forma como se deixa amar pelo outro. E a verdade é que, na essência de tudo isto, está um amor próprio baixo, autoestima delicada, e um senso de “eu” tão frágil, que não consegue realizar os sentimentos de forma honesta, e acaba aceitando – e devolvendo – qualquer tipo de amor.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

Como amar incondicionalmente: 5 passos para abrir seu coração

Somos todos diferente e, como vimos anteriormente, a nossa bagagem acaba ditando muito do que somos nas nossas relações. Reagimos de forma diferente também. Porém, existem algumas coisas universais que podem ajudar você a abrir seu coração, amar e ser amado, e não são tão complicadas assim:

  • Presença física: Antes de tudo, sinta seu corpo. Reserve um momento para reconhecer que está vivo. Você pode fazer isso na forma de uma verificação corporal. Pode entrar num estado meditativo, fechando os olhos e respirando fundo, e sentindo cada parte do corpo, passando dos dedos dos pés até o topo da cabeça.
  •  Diário de gratidão: Pegue seu diário e escreva três coisas que aconteceram com você no dia anterior, e pelas quais você está grato. Em seguida, escreva três coisas pelas quais você iniciou e agradece. Isso o colocará em contato com a energia positiva pela qual você está cercado e com a energia positiva que você está criando para você mesmo. Termine sua escrita fechando os olhos, visualize esses momentos e aproveite o sorriso em seu rosto.
  •  Compartilhe sua experiência positiva: Escolha três pessoas para quem você deseja enviar um sorriso e uma dose extra de amor. Você não precisa conhecê-los pessoalmente. Eles podem ser estranhos que atravessaram seu caminho na rua ou o adorável dono de cafeteria cujo café é um salva-vidas. Olhe nos olhos deles, reconheça o sorriso deles e apenas observe. Faça três respirações profundas para limpar sua energia. Concentre-se na área ao redor do esterno, o local do seu Anahata, chakra do coração. Abra seu coração e verbalize em sua mente “Eu envio amor para …”.
  •  Sorrisos grátis: Sei que o contato visual se tornou algo assustador no mundo moderno e agora, toda vez que alguém entra no ônibus, você tenta olhar pela janela ou na tela do seu telefone para garantir que, em nenhum caso, essa pessoa venha e se sente ao seu lado. A ansiedade social já chegou a você? Não se preocupe, os humanos não mordem e as doenças não são contagiosas sentando-se ao lado de alguém. Você nem precisa conversar com eles. No entanto, não é uma sensação agradável ser bem-vindo onde quer que você vá? Apenas tente compartilhar um pedaço do seu amor através de um pequeno sorriso sempre que seus olhos cruzarem outro par de olhos. Você dará, não apenas mais amor, mas também receberá mais amor.
  •  Se ame, o passo final: Todo dia feliz chega no fim e, para a maioria de nós, isso acontece enquanto escovamos os dentes. Não perca esse tempo. Use esse momento para se observar no espelho. Primeiro, você pode começar a rir, porque ver a espuma branca saindo da sua boca pode ser uma imagem muito engraçada de si mesmo. Lembrando-se de não levar a vida muito a sério. E antes de cuspir sua pasta de dentes, faça-me um favor e diga uma vez as palavras mágicas – “Eu me amo”. 

Quanto mais você pratica, mais fácil será criar uma auto-imagem amorosa positiva. Este roteiro não exigirá mais de 5 minutos do seu dia. No entanto, você aquecerá seu coração todos os dias. A princípio, você começará a experienciar mais amor e serenidade para com os outros e, eventualmente, essa jornada o levará ao amor incondicional por si mesmo.

Grande parte das pessoas pensa que aprender é a chave para o seu devenvolvimento

Foi assim que fomos criados – quando somos mais novos, nós estudamos matemática, lemos histórias, e memorizamos todos os nomes dos elementos da tabela períodica.

Mas assim que cresce e começa a ver a vida de uma outra forma, você se apercebe que não pode “aprender” certas coisas – como crescimento pessoal.

Vishen Lakhiani, fundador da Mindvalley e autor bestseller do New York Times, descobriu que a chave para o desenvolvimento pessoal não está tanto no “aprender”, mas sim no “transformar”.

✅ A medotologia do Flow: Os 3 grandes pilares da vida que vão ajudar você a se desenvolver, como que em piloto automático, tornando seu desenvolvimento em algo natural.

✅ Como você pode controlar a energia que o rodeia para atrair as ferramentas que precisa para libertar todo o seu verdadeiro potencial, permitindo que você faça mudanças definitivas na sua vida.

✅ Como aplicar o princípio número 1 para eliminar os obstáculos da sua vida, para que você viva o seu melhor “Eu” e saiba como criar um impacto positivo no mundo.

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

Vishen Lakhiani partilha com você as práticas mais poderosas para transformar a sua vida.

Escolha uma data e hora para sintonizar a transmissão na sua hora local:

E você, acha que a amar incondicionalmente é possível? Tem alguém na sua vida que ame de forma incondicional? Partilhe conosco!

Cómo amar incondicionalmente

X

Nuestro equipo de editores e investigadores capacitados han sido autores de este artículo y lo han validado por su precisión y amplitud.

En este artículo, hay 10 referencias citadas, que se pueden ver en la parte inferior de la página.

wikiHow's Content Management Team revisa cuidadosamente el trabajo de nuestro personal editorial para asegurar que cada artículo cumpla con nuestros altos estándares de calidad.

El amor es difícil de definir. Desde los poetas y psicólogos hasta las personas de hoy en día, el esfuerzo interminable para explicar lo que es y lo que significa el amor más allá de la frase “Lo sabrás cuando lo sientas” ha llevado a resultados innumerables.

Hacer las cosas aún más complicadas es el concepto del amor incondicional, algo que algunos afirman como la verdadera clase de amor, mientras que otros lo llaman imposible. Para creer en el amor incondicional y realmente amar incondicionalmente, se requiere una gran cantidad de pensamiento, acción y fe.

Solo tú puedes decidir si y cómo puedes (o debes) amar incondicionalmente, pero, con suerte, el siguiente artículo podrá ayudarte a seguir ese rumbo.

  1. 1

    Considera los tipos de amor que existen. En la Antigua Grecia, se definía cuatro variaciones, tal como se identifica en este artículo. De los cuatro, el término ágape equivale de manera más detenido al amor incondicional. El amor ágape es una elección, una decisión tomada para amar independientemente de las circunstancias y las decepciones.

    • Por lo tanto, el amor incondicional significa amar a otra persona en su esencia, tal como es sin importar las cosas que haga.[1] Por lo general, las personas con hijos parecen entender esta noción mejor que todos.
    • También es algo que se aprende y se practica. Debes elegir amar incondicionalmente.[2]
    • Los padres podrían argumentar que no tuvieron más elección que amar a sus hijos desde el momento en que pusieron sus ojos en ellos, pero ese apego inicial se ve, quizás de manera imperceptible, sustituido por una decisión permanente de amar al hijo sin importar las circunstancias.
  2. 2

    Ten en cuenta que el amor incondicional no consiste en “cegarse” por amor. Una persona que se ha enamorado de alguien recientemente a menudo se encuentra en este estado, donde no ve completamente la realidad y los defectos de la otra persona.[3]

    • Este estado de amor es (o por lo menos debería ser) temporal para luego pasar a convertirse en un tipo de amor a largo plazo y “con los ojos bien abiertos” en caso de que esté destinado a durar.
    • Para amar a alguien sin condiciones, necesitas ser consciente de las condiciones, tanto buenas como malas.
  3. 3

    Determina si el amor romántico puede ser incondicional. Algunos dicen que no, porque el amor romántico debe funcionar de manera condicional, como una sociedad basada en los sentimientos, las acciones y las expectativas. Desde esta perspectiva, nunca podrás amar a tu cónyuge en la misma manera incondicional en la que amas a tu hijo.[4]

    • Sin embargo, el amor no es lo mismo que una relación. Las relaciones son condicionales, una “sociedad en funcionamiento”. Una relación incondicional es una receta para la dominación de una de las partes.[5]
    • Por lo tanto, una relación puede terminar porque la sociedad no funciona correctamente pese a que el amor incondicional hacia la otra persona pueda permanecer. A veces, terminar una relación puede ser la forma de amar de manera incondicional.
  4. 4

    Piensa en el amor incondicional como una acción más que en un sentimiento. A menudo, consideramos el amor como un sentimiento, pero los sentimientos son una repuesta a algo que “obtenemos” de alguien o algo. Por lo tanto, los sentimientos son condicionales.

    • El amor incondicional es la acción, la opción de luchar por el bienestar de la otra persona. El sentimiento que obtienes de actuar con amor es tu recompensa, la ganancia que “obtienes” de tus propias acciones.
    • Amar de manera incondicional es actuar con amor en todas las condiciones.
    • Si debes hacer algo o actuar de cierta manera para recibir amor, significa que dicho amor es condicional. Si se te brinda libremente y sin reservas, significa que es incondicional.
  1. 1

    Ámate incondicionalmente. El amor incondicional comienza en casa, con uno mismo. Conoces tus propios defectos y limitaciones mejor que nadie más y mejor de lo que nunca podrás conocer los de alguien más. Poder amarte a pesar de conocer tus propios defectos te pone en la posición para ofrecerles lo mismo a los demás.

    • Por lo tanto, debes ser capaz de reconocer, aceptar y perdonar tus propias imperfecciones para hacer lo mismo por alguien más.[6] Si no puedes considerarte digno de recibir amor incondicional, nunca podrás digno de ofrecerlo.[7]

    CONSEJO DE ESPECIALISTA

    Una forma de cultivar el amor propio es tomar decisiones emocionalmente sanas, como evitar a las personas y los entornos tóxicos.

    Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

    Jin S. Kim, MA

    Terapeuta licenciado en matrimonio y familia Jin Kim es un terapeuta licenciado en matrimonio y familia que reside en Los Ángeles, California. Jin se especializa en trabajar con personas que forman parte de la comunidad LGBTQ, personas de color y aquellos que pueden tener desafíos relacionados con la reconciliación de identidades múltiples e interseccionales. Jin recibiço su maestría en Psicología Clínica en la Universidad de Antioch con sede en Los Ángeles, con una especialización en Psicología Afirmativa de LGBT en 2015. Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

    Jin S. Kim, MATerapeuta licenciado en matrimonio y familia

  2. 2

    Toma una decisión con base en el amor. Siempre pregúntate “¿Cuál es el máximo acto de amor que puedo hacer por esta persona particular en este momento en particular?”. El amor no es igual para todos, pues lo que podría ser un acto de amor por una persona podría ser perjudicial para otra ya que no le ayuda a convertirse en un ser humano verdaderamente feliz.

    • El amor incondicional es una decisión nueva que necesitas tomar en cada situación, no una regla difícil y rápida que puedas aplicar a todos en cualquier momento.
    • Por ejemplo, si tienes dos amigos que sufren la pérdida de un ser querido, servir de apoyo y entablar conversaciones largas puede ser la elección amorosa para uno, mientras que mantener la distancia y el silencio podría ser lo mejor para el otro.
  3. 3

    Perdona a los que amas. Incluso si alguien no se disculpa, es un acto inherente de amor tanto para esa persona como para ti hacer a un lado tu ira y resentimiento hacia ella. Recuerda el consejo de Piero Ferrucci que indica que perdonar “no es algo que hacemos, sino algo que somos”.[8]

    • En términos religiosos, oirás la frase “Odia el pecado, ama al pecador”. Amar a alguien incondicionalmente no significa que te agrade cada acción que realice, sino que significa no dejar que dichas cosas interfieran con tus mejores deseos para esa persona en todas las cosas.[9]
    • Si alguien que amas dice algo hiriente a causa de su enojo, la elección amorosa generalmente es decirle que esas palabras te lastiman, pero también perdonar su indiscreción. Ayúdalo a madurar y a saber que lo amas.
    • Sin embargo, no confundas tu disposición a perdonar con hacer que la gente se aproveche de ti. Liberarte de un entorno en el cual te traten mal o se aprovechen de ti continuamente puede ser una elección de amor tanto para ti como para la otra persona.
  4. 4

    No esperes proteger a alguien que amas de toda incomodidad y dolor.

    Parte de amar a alguien es fomentar su crecimiento como persona, y el dolor y la incomodidad son una parte ineludible del crecimiento en esta vida.

    El amor incondicional significa hacer lo posible para lograr que la otra persona se sienta feliz y cómoda, pero también ayudarla a crecer a través de sus propias experiencias incómodas e inevitables.

    • No mientas para “proteger” los sentimientos de un ser querido. Apóyalo para que lidie con sus sentimientos frente al dolor.
    • Por ejemplo, mentir acerca de una situación financiera grave para apaciguar el dolor probablemente fomente más dolor y desconfianza en el largo plazo. En lugar de eso, sé honesto, solidario y dispuesto a trabajar junto con la otra persona para hallar las soluciones.
  5. 5

    Ama más al “cuidar” menos. Un momento, ¿acaso el amor no consiste en cuidar a otra persona? Sí, querrás “cuidar” de una persona en el sentido de luchar por su bienestar y felicidad. Pero no querrás hacerlo en el sentido de basar tu amor en resultados específicos, lo que por definición consistiría en un amor condicional.[10]

    • Por lo tanto, en lugar de optar por la idea “No me importa lo que te ocurra [porque tu bienestar me resulta indiferente]”, opta por “No me importa lo que te ocurra [porque te amo independientemente de tus decisiones y acciones]”.
    • No amas a cambio de acciones que te hagan feliz, sino que extraes la felicidad del acto de amar incondicionalmente.
  6. 6

    Acéptate a ti y a aquellos que amas por como son. Estás lejos de ser perfecto, pero eres perfectamente capaz de ofrecer amor. Del mismo modo, tus seres queridos son imperfectos, pero al mismo tiempo son dignos de ser amados.

    • El amor incondicional consiste en la aceptación, no en esperar que los demás te hagan feliz a través de sus decisiones y de su forma de vivir. No puedes controlar a los demás, solo a ti mismo.
    • Tu hermano podría ser conocido por sus malas decisiones, pero eso no debe afectar el amor que sientes por él. No ames a alguien por la forma en que vive, sino simplemente por el hecho de que lo hace.
  • Practica haciendo algo por alguien diariamente empleando únicamente amor. Hazlo sin esperar nada a cambio y sin que alguien lo sepa. Por ejemplo, puedes rezar por tus amigos o familiares que viven en un lugar lejano. Puedes enviar un correo electrónico, mensaje de texto o una carta a alguien con quien no hayas estado en contacto por un tiempo. Elogia a las demás personas. Puedes sonreírle a un extraño que pasa por la calle. Puedes acariciar a un perro o a un gato. Haz cosas pequeñas con gran amor todos los días y observa cómo tu corazón se expande ante más amor.
  • El amor significa desear que otros sean felices. El amor consiste en dar y no en recibir.
  • No necesitas ser perfecto para amar a alguien, solo sé honesto.
  1. ↑ http://www.oprah.com/spirit/Martha-Beck-Emotional-Triggers

Coautor(a):

Editor del personal de wikiHow

Nuestro equipo de editores e investigadores capacitados han sido autores de este artículo y lo han validado por su precisión y amplitud.

Categorías: Fortalecimiento de relaciones

  • Imprimir
  • Agradecer a los autores

Esta página ha recibido 51 187 visitas.

7 Passos para Aceitar-se Incondicionalmente: Um Pré-requisito para Amar e Aceitar os Outros

Como Amar Incondicionalmente: 10 Passos (com Imagens)

Lembre-se de que o objetivo deste ensinamento é facilitar as lições do amor incondicional e da aceitação. Não há possibilidade de realizar isso em relação aos outros se você não aprendeu a aceitar-se incondicionalmente.

Aqui estão sete passos para levar você nessa direção:

1. Confie na sua percepção

O primeiro passo para o auto-agape (auto-amor) tem a ver com desenvolver sua capacidade de perceber. Percebendo não está pensando, nem está descobrindo ou examinando.

Lembre-se de que a perceptividade é uma função do seu centro emocional e que a percepção é um sentimento.

Esta é a capacidade de avaliar a verdade de uma situação, experiência ou pessoa, instantaneamente e emocionalmente sentindo o que é sobre eles.

Você pode entrar em uma reunião de negócios onde um número de pessoas está presente e você pode instantaneamente perceber em quem você pode confiar e com quem você deve ser cuidadoso. Você pode perceber instantaneamente se vai chegar a algum lugar com essa equipe ou se vai perder tempo e dinheiro com eles.

O aforismo “Não adivinhe, perceba” aplica-se a este passo. Esta é uma maneira importante de analisar a perceptividade. Sua sociedade não encoraja as pessoas a seguir e confiar em suas próprias intuições e percepções.

As almas caracteristicamente mais velhas, por causa de sua experiência, possuem inerentemente boas habilidades de percepção. O problema tende a ser que as almas mais velhas perdem a confiança em sua perceptividade quando vivem em uma sociedade jovem de alma que coloca um valor baixo na intuição e na percepção.

Assim, este primeiro passo para auto-agape é confiar e desenvolver a habilidade de percepção.

2. Verdade implacável com você mesmo

O segundo passo para auto-agape incentiva você a ser completamente honesto consigo mesmo. Verdade implacável significa coragem para afirmar o que é sobre você e suas percepções a qualquer momento.

Essa veracidade não tem muito a ver com perceber como é dizer a verdade sobre o que você percebeu.

Muitas vezes você percebe com precisão, mas depois nega o que viu ou distorce tanto que a verdade se torna irreconhecível.

Você pode avaliar com precisão que a equipe de negócios reunida é uma mistura ruim de personalidades e que seus esforços serão prejudicados. No entanto, se você deslizar para os pólos negativos de suas superposições e se tornar, por exemplo, insinuante, poderá negar a si mesmo e aos outros sua percepção original. Você agirá como se tudo estivesse bem e prossegue tolamente em uma bagunça.

Receba as últimas notícias do InnerSelf

Saber e dizer a verdade, no entanto, pode ser complicado. Porque a verdade é única para cada indivíduo, a verdade de uma pessoa é a mentira de outra pessoa. Além disso, a verdade nem sempre é constante, mas muda à medida que a alma amadurece e ganha experiência.

A verdade para uma alma de bebê é diferente da verdade para uma alma madura. A verdade para uma alma de bebê é que a lei, a ordem e a obediência à autoridade são os ingredientes mais necessários para viver uma vida boa.

A verdade para uma alma madura é que a busca individual e o questionamento da autoridade são necessários para uma vida boa.

A verdade implacável é uma forma de compaixão e não precisa ser vista como uma maneira de se colocar para baixo ou de ser autodepreciativo. Ser auto-sincero não é bater em si mesmo, mas ver de uma forma imparcial o que é a realidade e o que deve ser feito.

3. Reconhecendo que o mundo (e as pessoas que o compõem) são perfeitos – assumindo o compromisso de ser tolerante

O terceiro passo centra-se em reconhecer que as pessoas são perfeitas do jeito que são. Perfeito significa que cada pessoa está seguindo seu próprio caminho do jeito que deveria.

Em outras palavras, cada pessoa está aprendendo suas lições nos caminhos que escolheu.

A lição importante que uma pessoa está aprendendo pode ser a lição importante que outra pessoa aprendeu há dez vidas ou aprenderá três vidas a partir de agora.

Portanto, a perfeição não precisa ser um ideal elevado ou parecer suas fotos do que o mundo deveria ser, mas na verdade o que é.

O conceito de perfeição em “o que é” sempre foi um dos mais difíceis para os alunos entenderem. Você pode perguntar: como pode o mundo ser perfeito se houver matança, guerra, fome e doença? Como pode isso e aquilo ser perfeito se ele mentir, trapacear e roubar de mim? Não devo fazer nada, então, para corrigir ou parar essas coisas?

A resposta é paradoxal. Sim, todas essas coisas estão sendo feitas com perfeição e todos estão aprendendo as lições exatamente da maneira que esperavam (em um nível de essência, é claro).

No entanto, parte dessa perfeição é que, quando você percebe a injustiça, você se move perfeitamente para corrigi-la.

Portanto, a realidade física é um jogo que todo mundo joga, o injusto e o justo, e na ilusão do tempo, um acabará se tornando o outro, e o jogo continua.

4. Permita-se o seu próprio poder e a escolha constante para ser apropriado com ele

O poder pessoal é o resultado de dizer a verdade. Contar a verdade lhe dá presença e a presença é percebida como poder. Ser apropriado com o poder é uma tarefa única para cada indivíduo.

Quanto mais poderosa for uma pessoa, mais simples será a mensagem. Os escritos filosóficos das jovens almas são frequentemente longos, complexos e difíceis de ler. A mensagem das velhas almas tende a ser muito mais simples.

Os ensinamentos e conceitos de Jesus Cristo são imensamente poderosos e são redigidos nos termos mais simples possíveis, como nas parábolas e em declarações como “Ame o próximo como a si mesmo”. O Buda ensinou o caminho óctuplo baseado na simples verdade de que desejar é sofrer. Meher Baba disse: “Não se preocupe, seja feliz”. O que poderia ser mais simples?

5. Apagar o medo e viver de mansidão e alegria

Atenção e consciência são as principais ferramentas para apagar o medo. O medo é um subproduto da falsa personalidade e quando você muda sua identificação da falsa personalidade para a essência, você automaticamente começa a dissolver o medo.

Todas as sete características principais – autodestruição, ganância, autodepreciação, arrogância, martírio, impaciência e teimosia – são baseadas em medos. Uma grande tarefa da vida em cada vida é apagar o efeito neutralizador do recurso principal para que você possa alcançar seu objetivo.

Quando você está percebendo o seu objetivo de vida, seja aceitação ou crescimento, você sente a alegria do trabalho da essência. A experiência da alegria sempre leva à gentileza.

6. Experimentar verdadeiramente a rendição e, portanto, poder e controle

Isso permite que você experimente completamente o plano físico, bem como a verdade, o amor e a beleza dos outros planos.

Como você pode ver, o sexto passo contém um paradoxo, chamando você a experimentar a rendição e, ao mesmo tempo, experimentando o poder pessoal. Você precisa ser capaz de manter essa contradição ao mesmo tempo, a fim de estar no controle.

Em certo sentido, a rendição significa não mais resistir aos eventos e experiências do plano físico. A rendição não significa desistir, mas abraçar lições e oportunidades voltadas para a essência.

Quando você pára de resistir a estar em um corpo e o carma que o acompanha, você começa a acelerar rapidamente seu crescimento espiritual.

Conforme você acelera, você se torna mais poderoso porque aprende a não temer nada.

O crescimento espiritual permite que você acesse os centros superiores – maior intelectual, maior emocional e maior movimento. Quando você começa a se abrir para os centros superiores, começa a experimentar a verdade, o amor e a beleza de todos os planos dentro do Tao.

7. Humildade

Este sétimo passo é a experiência de conclusão depois de ter dominado os primeiros seis passos. O sétimo passo permite que você solte o apego a essa conquista e essa neutralidade é expressa como humildade.

Publicado pela Bear & Co. International Traditions Intl.© 1994. Todos os direitos reservados. www.innertraditions.com

Fonte do artigo

Terra para Tao: Guia de Michael para cura e despertar espiritual (Um Michael fala o livro)por José Stevens, Ph.D.

(Este livro está esgotado, mas está disponível on-line em vários fornecedores como um livro novo ou usado.)

Clique aqui para mais informações e para encomendar este livro na Amazon.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*