Como alterar a fonte de dados de uma tabela dinâmica no excel

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

A Tabela Dinâmica no Excel é um recurso que tem por objetivo resumir uma grande quantidade de informação. É uma ferramenta muito poderosa para análise, resumo, gerenciamento de dados e tomada de decisão.

  • Usando a Tabela Dinâmica, é possível criar relatórios personalizados e automatizados.
  • Baixe o arquivo → download do arquivo de exemplo
  • Talvez você esteja se perguntando: o que eu consigo fazer usando uma Tabela Dinâmica no Excel? Veja a seguir algumas características da ferramenta:
  • Usar informações de fontes de dados variadas;
  • Criar um modelo de dados;
  • Resumir dados com funções do Excel e criar cálculos personalizados;
  • Trocar rapidamente a aparência, movendo dados entre linhas e colunas;
  • Filtrar, classificar e agrupar para uma análise mais detalhada dos dados;
  • Exibir o resultado em um relatório profissional;
  • Usar a Tabela Dinâmica para criar um dashboard.

Antes de criar a Tabela Dinâmica no Excel  é importante que sua base de dados esteja organizada, não tenha linhas ou colunas vazias, células mescladas ou números formatados como texto, por exemplo.

Faça uma “limpeza” nos dados antes de criar a Tabela Dinâmica.

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Use uma Base de Dados Tabular

Para criar uma Tabela Dinâmica, os dados da sua planilha devem estar em formato tabular (ou formato de banco de dados), organizado com títulos de colunas e cada coluna armazenando um dado específico.

A figura 1 mostra um exemplo de lista de dados para a criação de uma Tabela Dinâmica:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Os dados estão organizados em um formato tabular. A data sempre se encontra na coluna A, os vendedores na coluna B, o item que foi vendido na coluna C, a quantidade vendida na coluna D, o preço unitário na coluna E e o total vendido na coluna F.

Usando o exemplo da base de dados da figura 1, por meio da Tabela Dinâmica podemos responder às seguintes perguntas:

  • Qual mês teve a maior quantidade de vendas?
  • Quem é o melhor vendedor?
  • Qual o produto mais vendido?

Não só perguntas, mas também resultados variados, como a porcentagem de vendas de cada vendedor e a comissão com base no total vendido.

Criando uma Tabela Dinâmica no Excel

  1. É possível criar uma Tabela Dinâmica no Excel a partir de uma lista – que pode estar em uma única planilha ou em várias – ou de uma fonte de dados externa.

  2. Quando criamos uma Tabela Dinâmica a partir dos dados da planilha, esses dados se tornam os dados de origem da Tabela Dinâmica.

  3. Já em uma Tabela Dinâmica a partir de dados externos, é criada uma conexão com uma fonte de dados que está armazenada fora do Excel, como por exemplo, em um programa de banco de dados (Microsoft Access ou Microsoft SQL Server).

  4. Veja o passo a passo para criar uma Tabela Dinâmica no Excel usando dados de uma planilha.

1) Clique em uma célula dentro do intervalo de dados. Não é necessário selecionar todo o intervalo, desde que sua base de dados não tenha linhas vazias em seu interior.

2) Clique na guia Inserir → grupo Tabelas → Tabela Dinâmica.

3) Será exibida a caixa de diálogo Criar Tabela Dinâmica. Em Tabela/Intervalo, verifique se o Excel selecionou todo o intervalo (‘Base de Dados’!$A$1:$F$90). Deixe marcado Nova Planilha.

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Observação: a opção Adicionar estes dados ao Modelo de Dados é um recurso que permite juntar dados de várias planilhas, relacionado-as. Este recurso está disponível a partir da versão 2013 do Excel.

4) Clique em Ok. O Excel insere a Tabela Dinâmica em uma nova planilha.

Do lado esquerdo temos a Tabela Dinâmica (que está em branco) e à direita o painel lista de campos, dividido em duas seções: campo e layout.

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Trabalhando com a Lista de Campos

Não existe segredo para criar a Tabela Dinâmica, porém é preciso entender como funciona cada área da seção layout na lista de campos.

Após entender o funcionamento, basta arrastar os campos para as áreas escolhidas. Veja a seguir a definição de cada área da seção layout.

  • Filtros: um filtro de relatório que ajuda a gerenciar a exibição de grandes quantidades dados e a destacar um subconjunto.
  • Colunas: use para exibir campos em colunas na parte superior, um ao lado do outro.
  • Linhas: use para exibir campos em linhas do lado esquerdo, um abaixo do outro.
  • Valores: aqui é onde os dados são resumidos e os cálculos são feitos.

Para exemplo de nossa Tabela Dinâmica, arraste o campo data para Filtros, o campo produto para Colunas, o campo vendedor para Linhas e o campo total vendido para Valores.

O resultado é a Tabela Dinâmica como mostrado na figura 4:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Observe que com apenas alguns cliques foi feito o resumo dos dados, com o total vendido por vendedor e produto. Na parte superior, em Filtros, é possível filtrar uma data específica. O filtro também pode ser aplicado nos campos vendedor e produto.

A inserção dos campos é feita pelo painel lista de campos, logo entendemos que este painel é importante. Ele será exibido quando se clica em uma célula dentro da Tabela Dinâmica.

Caso o painel não apareça ou você o tenha fechado, poderá exibi-lo novamente no seguinte caminho: guia Analisar → grupo Mostrar → Lista de Campos.

Modos de Visualização da Lista de Campos

Por padrão, é exibido o modo de visualização Seções Campos e Áreas Empilhadas, que é usado quando se tem um número pequeno de campos.

Porém, existem outros quatro modos de visualização que podem ser usados, ao clicar no botão Ferramentas na parte superior direita da lista de campos.

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Clique nos modos de visualização e veja a alteração no painel lista de campos.

Independente do modo de visualização que escolher, você poderá adicionar os campos de três formas diferentes: marcando a caixa de seleção ao lado do nome do campo, clicando com o botão direito do mouse sobre o campo e arrastando-o da seção campo para a seção layout.

Formatação da Tabela Dinâmica

Os comandos de formatação padrão do Excel como cor de fonte, negrito e itálico funcionam normalmente na Tabela Dinâmica. No entanto, existe uma guia Design com estilos prontos para formatar a Tabela Dinâmica com apenas um clique, além de opções de alteração do layout.

Para acessar os comandos de formatação, use a guia Design e utilize as opções dos grupos Estilos de Tabela Dinâmica, Opções de Estilos de Tabela Dinâmica e Layout.

A título de exemplo de formatação, usei o Estilo de Tabela Dinâmica Média 7 e linhas em tiras. Além de formatos de número, negrito, cor de fonte, preenchimento das células, altura de linha, largura de coluna e linhas de grade ocultas.

Veja o resultado na figura 6:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Este é o resultado final do relatório. Não cabe mostrar todo o poder da ferramenta em apenas um artigo, mas saiba que com a Tabela Dinâmica é possível:

  • Exibir dados como um gráfico dinâmico;
  • Filtrar informações usando segmentação de dados e linha do tempo;
  • Agrupar campos por meses, trimestres e anos; 
  • Realizar cálculos usando campos calculados;
  • Alterar a fórmula de resumo e exibir cálculos de formas diferentes.

Entre outros recursos que fazem desta ferramenta um recurso poderosíssimo.

Dashboard com Tabela Dinâmica

Ao usar uma Tabela Dinâmica, as possibilidades são enormes. De relatórios simples a dashboards profissionais.

A figura 10 exibe um dashboard de vendas anuais feito com Tabela Dinâmica (claro que não só usando Tabela Dinâmica). Dificilmente você conseguirá elaborar planilhas profissionais usando apenas um recurso do Excel.

Leia também:  Como calcular a distância percorrida com base no número de passos dados

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Digamos que 80% do Dashboard usou Tabela Dinâmica (e seus recursos, como gráfico e segmentação de dados). Temos também algumas fórmulas e uma programação VBA para exportar o Dashboard em formtao PDF.

A combinação das ferramentas, seu conhecimento e criatividade podem gerar resultados fantásticos.

Videoaula

Confira a videoaula sobre Tabela Dinâmica no Excel

O que aprendeu neste artigo é a parte fundamental para criação de tabelas dinâmicas no Excel. Porém, existe uma gama muito grande de recursos desta ferramenta.

Veja a seguir, alguns conteúdos mais avançadas sobre tabela dinâmica no Excel:

Curso

Caso queira se aprofundar mais no estudo do Excel, te convido a conhecer o Curso de Excel Fundamental. Saiba mais sobre o curso aqui.

Participe

O que achou da Tabela Dinâmica no Excel? Já usava para criar seus relatórios? Deu para perceber que é uma ferramenta muito poderosa do Excel, no que diz respeito à análise e gerenciamento de dados.

Se este conteúdo foi relevante para você, convide seus amigos para que eles também fiquem sabendo deste material.

Um abraço e até a próxima.

Modelo de Dados no Excel: O que é e Como Criar

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Muita gente tem dúvidas sobre Modelo de Dados no Excel. O que realmente é isto?

  • Durante este tutorial você vai aprender o que é o Modelo de Dados no Excel e a importância deste poderosíssimos recurso para conectarmos tabelas de dados diferentes.
  • O modelo de dados do Excel nos permite conectar duas ou mais tabelas dinâmicas criando uma fonte de dados relacional dentro de uma mesma pasta de trabalho do Excel.
  • É importante saber que para usarmos o Modelo de Dados no Excel o fazemos por meio do suplemento PowerQuery.
  • O legal do modelo de dados é que é possível usar dados de site, txt, Access, SQL Server ou outro banco de dados relacional e não somente Excel propriamente dito.
  • Clique na guia Dados e em seguida em obter & transformar dados e depois em Obter Dados que neste caso será Excel:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Selecione a tabela ou as tabelas desejadas e clique em Carregar, mas caso precise editar dados clique em Editar:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Criar relações para o Modelo de Dados no Excel

O próximo passo para criarmos nosso Modelo de Dados é fazer a relação entre as tabelas. Algo muito importante é que as tabelas nas quais deseja fazer a conexão existe uma chave primeira, ou seja, um código único.

Na guia Power Pivot acesse Gerenciar:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Observe que as tabelas que que carregamos são mostradas aqui:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

O jeito mais simples de fazermos esta relação é arrastando a chave primária para as outras tabelas:

Usando o Modelo de dados para criar uma tabela dinâmica

Ainda no Power Pivolt na guia Página Inicial clique em Tabela dinâmica:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Você deve escolher se vai colocar sua tabela dinâmica numa nova planilha ou na atual. Nesse caso vamos colocar na Existente e pressione Ok:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Agora sim temos o Modelo de Dados no Excel:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Deixe seu comentário sobre a função.

Quer aprender Excel do Básico ao Avançado passando por Dashboard? Clique na imagem abaixo:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Posts Relacionados:

Tutorial de Tabelas Dinâmicas no Excel – Parte 2

Introdução:

Nesta segunda parte da série de tutoriais sobre Tabelas Dinâmicas no Excel, farei uma apresentação detalhada dos elementos que compõem uma Tabela Dinâmica. O entendimento dos conceitos teóricos apresentados nesta parte do tutorial, é de fundamental importância para o acompanhamento das partes restantes do tutorial.

Nota: Este tutorial faz parte do curso “Excel Avançado e VBA – 416 páginas”. Este tutorial corresponde à Lição 2, do Módulo 3.

Você pode adquirir o conteúdo completo deste curso, com 416 páginas de conteúdo, por apenas R$ 10,00 para o envio via download ou R$ 15,00 para o envio via CD. Para maiores detalhes sobre como adquirir o arquivo .

PDF, com todo o conteúdo do Curso: Excel Avançado e VBA, para ter acesso ao conteúdo completo do curso, com permissão de impressão, sem estar conectado à Internet, acesse o seguinte endereço: http://www.juliobattisti.com.br/cursos

  • Tabelas Dinâmicas – Apresentação e Elementos
  • Nessa parte do tutorial vou apresentar os diversos elementos que compõem um tabela dinâmica, desde a origem dos dados, passando pelo formato de apresentação, até os detalhes sobre cada elemento que compõe uma Tabela Dinâmica no Excel.
  • Tabelas Dinâmicas – Dados de Origem:

Dados de origem de um relatório de tabela dinâmica: Você pode criar um relatório de tabela dinâmica a partir de uma lista do Microsoft Excel, de um banco de dados externo, de várias planilhas do Excel ou de outro relatório de tabela dinâmica. Os dados de origem da Figura a seguir, serão usados no restante dos relatórios de exemplo desta parte do tutorial, para que você possa comparar apresentações distintas dos mesmos dados.

Como configurar os dados de origem: Os dados de origem de listas do Excel e da maioria dos bancos de dados são organizados em linhas e colunas. Seus dados de origem devem apresentar fatos semelhantes na mesma coluna. No exemplo da Figura a seguir, a região em que uma venda ocorre sempre se encontra na coluna E, o valor da venda encontra-se na coluna D e assim por diante.

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel Figura – Fonte de dados para os exemplos dessa lição.

Dados de origem OLAP (On Line Analytical Processing): Os bancos de dados OLAP organizam grandes quantidades de dados em dimensões e níveis em vez de linhas e colunas. Você pode usar relatórios de tabela dinâmica para exibir e analisar dados de bancos de dados OLAP.

Como o servidor OLAP, não o Excel, calcula os valores resumidos do relatório de tabela dinâmica, a recuperação de dados de um banco de dados OLAP é mais eficiente e você pode analisar quantidades maiores de dados do que em outros tipos de bancos de dados.

O Excel também permite que você crie cubos OLAP a partir de dados de bancos de dados externos e salve os arquivos de cubo para que possa trabalhar off-line com os dados.

Nota: OLAP (Processamento Analítico On-line): Tecnologia de banco de dados que foi otimizada para consultas e relatórios, em vez de transações de processamento.

Os dados OLAP são hierarquicamente organizados e armazenados em cubos em vez de tabelas. O Microsoft SQL Server OLAP Services é um exemplo de produto que fornece os serviços de dados OLAP.

O uso de cubos OLAP ̩ muito comum em sistemas de BI РBusiness Intelligence.

Tabelas Din̢micas РOrganiza̤̣o dos Dados:

Campos e itens: Um relatório de tabela dinâmica contém campos, cada um deles correspondente a uma coluna (ou dimensão OLAP) dos dados de origem e resume várias linhas de informações dos dados de origem.

Os campos do relatório de tabela dinâmica apresentam uma lista dos itens de dados das linhas ou colunas. As células de interseção entre as linhas e colunas exibem dados resumidos referentes aos itens situados no topo da coluna e à esquerda da linha.

Considere o exemplo da Figura a seguir:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel Figura – Nesse relatório de tabela dinâmica, o campo Produto contém os itens Laticínios e Carnes.

Campos de dados e células: Um campo de dados, como Total de vendas, fornece os valores resumidos no relatório de tabela dinâmica. No exemplo, a célula C6 apresenta o total de vendas de laticínios de Amaral em maio – ou seja, a soma das cifras de vendas de cada linha dos dados de origem referentes ao mês de maio, onde Amaral era o vendedor e laticínios, a categoria de produto.

Leia também:  Como baixar o itunes: 12 passos (com imagens)

Funções de resumo: Para resumir os valores dos campos de dados, os relatórios de tabela dinâmica utilizam funções de resumo como Soma, Contagem ou Média. Essas funções também apresentam automaticamente os subtotais e totais gerais se você optar por exibi-los.

Neste exemplo, os dados da coluna Vendas da lista de origem apresentam um resumo de Soma, indicando os subtotais referentes aos meses e totais gerais referentes às linhas e colunas. No caso de dados de origem OLAP, o servidor OLAP fornece funções de resumo pré-calculadas.

Nas próximas lições aprenderemos como usar totais e subtotais em um relatório de tabela dinâmica.

Visualização de detalhes: Na maior parte dos relatórios de tabela dinâmica, é possível ver as linhas de detalhes baseadas nos dados de origem que compõem o valor resumido de uma determinada célula de dados.

Os dados de origem OLAP não são organizados em linhas que possam ser visualizadas dessa forma, mas é possível alterar o nível de detalhes exibidos no relatório de tabela dinâmica se ela for baseada em dados de origem OLAP. Nas próximas partes deste tutorial, mostrarei como controlar a quantidade de detalhes exibida em um relatório de tabela dinâmica.

Alteração do layout: Ao arrastar um botão de campo para outra parte do relatório de tabela dinâmica, você poderá visualizar seus dados de várias maneiras e calcular valores resumidos distintos. Por exemplo, você poderá ver os nomes dos vendedores nas colunas em vez de vê-los nas linhas.

Nas próximas lições aprenderemos como alterar o layout do relatório ao arrastar um campo ou item. Na Figura a seguir temos um exemplo onde o campo Vendedor é arrastado para uma nova posição no relatório de tabela dinâmica:

  1. Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel Figura – Campo Vendedor sendo arrastado para orientação em colunas
  2. Tabelas Dinâmicas – Elementos de um Relatório de Tabela Dinâmica:
  3. Considere o exemplo da Figura a seguir:
  4. Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel Figura – Um exemplo de um relatório de tabela dinâmica padrão

Campos de linha: Campos dos dados de origem subjacentes aos quais é atribuída uma orientação de linha em um relatório de tabela dinâmica. No exemplo da Figura anterior, Produto e Vendido por são campos de linha.

Um relatório de tabela dinâmica que tem mais de um campo de linha tem um campo de linha interno (Vendido por, no exemplo), o que está mais próximo da área de dados. Os outros campos de linha são denominados campos de linha externos. Campos de linha internos e externos têm atributos diferentes.

Itens no campo mais externo são exibidos apenas uma vez, mas os itens no restante dos campos são repetidos conforme necessário.

Campo de coluna: Um campo ao qual é atribuída uma orientação de coluna em um relatório de tabela dinâmica. No exemplo anterior, Trimestres é um campo de coluna com dois itens, Trim2 e Trim3. Um relatório de tabela dinâmica pode ter vários campos de coluna do mesmo modo que pode ter vários campos de linha.

Item: Uma subcategoria, ou membro, de um campo de tabela dinâmica. No exemplo anterior, Laticínios e Carne são itens do campo Produto. Itens representam entradas isoladas no mesmo campo, ou coluna, nos dados de origem. Os itens aparecem como rótulos de linhas ou colunas ou nas listas suspensas dos campos de página.

Campo de página: Um campo ao qual é atribuída uma orientação de página, ou filtro. No exemplo, Região é um campo de página que você pode usar para filtrar o relatório por região.

Com o campo Região, você pode exibir dados resumidos apenas para a região Leste, apenas para a região Oeste, ou para outras regiões.

Quando você clica em um item diferente em um campo de página, o relatório de tabela dinâmica inteiro se altera para exibir apenas os dados resumidos associados àquele item.

Item de campo de página: Cada entrada ou valor isolado do campo, ou coluna, na lista ou tabela de origem se transforma em um item na lista de campos de página. No exemplo, Leste é o item atualmente selecionado para o campo de página Região, e o relatório de tabela dinâmica exibe os dados resumidos apenas para a região Leste.

Campo de dados: Um campo de uma lista de origem ou de um banco de dados de origem que contém dados a serem resumidos. No exemplo, Soma das vendas é um campo de dados que resume as entradas do campo, ou da coluna, Vendas nos dados de origem. No exemplo do relatório em formato recuado, esse campo é denominado Vendas, em vez de Soma das vendas.

Um campo de dados geralmente resume dados numéricos, como estatísticas e valores de vendas, mas os dados subjacentes também podem ser texto.

Por padrão, o Microsoft Excel resume dados de texto em relatórios de tabela dinâmica usando a função de resumo Contagem e resume dados numéricos usando Soma.

Em relatórios de tabela dinâmica baseados em dados de origem OLAP, você não pode alterar a função de resumo para um campo: funções de resumo são selecionadas pelo administrador de sistema OLAP e pré-calculadas no servidor OLAP.

Área de dados: A parte de um relatório de tabela dinâmica que contém dados de resumo. As células da área de dados mostram dados resumidos para os itens nos campos de linha e coluna. Cada valor na área de dados representa um resumo de dados dos registros de origem, ou linhas.

No exemplo da Figura anterior, o valor na célula C6 é um resumo das vendas de laticínios de Pereira no segundo trimestre – ou seja, um resumo dos valores de vendas para cada registro, ou linha, nos dados de origem que contêm os itens laticínios, Pereira e Trim2. No exemplo de relatório em formato recuado, essa informação é mostrada na célula D7.

Seta suspensa de campo: A seta ao lado direito de cada campo. Clique nessa seta para selecionar os itens que você deseja mostrar.

Em relatórios de tabela dinâmica baseados em dados de origem de bancos de dados OLAP, a seta de campo aparece apenas no campo de nível mais alto em uma dimensão, e você pode selecionar itens de níveis diferentes no campo. Clicar na seta suspensa para um campo Ano pode mostrar uma lista de valores semelhante a indicada na próxima Figura:

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel Figura – Um exemplo de uma lista suspensa para um campo de dimensão OLAP

O ano 1998 está oculto. Dentro de 1999, Trim1 está oculto. As marcas de seleção duplas nas caixas 1999 e Trim2 indicam que alguns ou todos os itens de nível inferior de 1999 e Trim2 estão exibidos. A marca de seleção simples na caixa 2000 indica que 2000 está atualmente selecionado para exibição.

Indicador de expansão: O indicador ou ao lado dos itens de um campo. Clique no indicador de um item para mostrar ou ocultar detalhes do item.

Conclusão:

Nesta segunda parte do Tutorial, fiz uma apresentação detalhada dos diversos elementos que compõem uma Tabela Dinâmica do Excel. A partir das próximas partes deste tutorial, você aprenderá, através de exemplos práticos, detalhados, passo-a-passo.

Leia também:  Como aliviar a dor nos pulsos causadas pela musculação

Entre em contato, envie suas críticas, sugestões e, por que não, elogios, através do e-mail: [email protected] ou através do meu site: www.juliobattisti.com.br.

Mudar o estilo de sua Tabela Dinâmica

Excel do Microsoft 365 Excel para a Web Excel 2019 Excel 2016 Excel 2013 Mais…

Menos

Se não gostar da aparência da tabela dinâmica depois de criá-la, você poderá escolher um estilo diferente.

Por exemplo, quando você tem muitos dados em sua tabela dinâmica, pode ser útil mostrar linhas ou colunas em tiras para facilitar a digitalização ou realçar dados importantes para destacá-la.

Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

  1. Clique em qualquer lugar da Tabela Dinâmica para mostrar as Ferramentas de Tabela Dinâmica na faixa de opções.

    Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

  2. Clique em designe, em seguida, clique no botão mais na Galeria de estilos de tabela dinâmica para ver todos os estilos disponíveis.

    Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

  3. Escolha o estilo que você deseja usar.

  4. Se você não vir um estilo que goste, pode criar o seu. Clique em novo estilo de tabela dinâmica na parte inferior da galeria, forneça um nome para o seu estilo personalizado e, em seguida, escolha as opções desejadas.

  1. Clique em qualquer lugar da Tabela Dinâmica para mostrar as Ferramentas de Tabela Dinâmica na faixa de opções.

    Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

  2. Clique em Design > linhas em tiras (ou colunas em tiras).

    Como Alterar a Fonte de Dados de uma Tabela Dinâmica no Excel

Você pode exibir e interagir com os dados em tabelas dinâmicas, mas as ferramentas de tabela dinâmica que você precisa para fazer alterações no estilo da tabela dinâmica não estão disponíveis em Excel para a Web. Você precisará da versão para área de trabalho do Excel para poder fazer isso. Consulte alterar o estilo de sua tabela dinâmica.

Você pode sempre consultar um especialista na Excel Tech Community, obter suporte na Comunidade de respostas ou sugerir um novo recurso ou melhoria no User Voice do Excel.

  • Criar uma Tabela Dinâmica para analisar os dados da planilha
  • Criar uma Tabela Dinâmica para analisar os dados externos
  • Criar uma Tabela Dinâmica para analisar dados em várias tabelas
  • Alterar o layout de dados de uma Tabela Dinâmica
  • Adicionar, alterar, localizar ou limpar formatações condicionais

Criar e editar tabelas dinâmicas

As tabelas dinâmicas resumem os dados, encontram padrões e reorganizam as informações. É possível adicionar tabelas dinâmicas com base nas sugestões do Planilhas Google ou criá-las manualmente. Após criar uma tabela dinâmica, você pode adicionar e mover dados, adicionar um filtro, ver detalhes sobre um cálculo e muito mais. Exemplos

  • Resuma milhares de linhas de dados, como as vendas anuais segmentadas por região.
  • Veja os detalhes para analisar uma região. Use uma tabela dinâmica para ver o total de vendas de cada região. Em seguida, analise as vendas das pessoas da região.
  • Faça o teste com este modelo de tabelas dinâmicas.

Observação: as tabelas dinâmicas são atualizadas sempre que você altera os dados de origem.

  1. No Planilhas, abra a planilha com os dados de origem.
  2. Na parte inferior direita, clique em Explorar .
  3. Role para baixo até a seção “Tabela dinâmica” para ver os modelos sugeridos. Clique em Mais e veja outras sugestões. Observação: se a tabela dinâmica não for relevante para seus dados, ela não será exibida. Os dados que você quer usar precisam estar em colunas, e cada coluna precisa ter um cabeçalho.
  4. Passe o cursor sobre a tabela dinâmica e clique em Inserir tabela dinâmica . A nova tabela dinâmica é adicionada em uma nova página.
  1. No Planilhas, abra sua planilha e selecione as colunas com os dados que você quer analisar.

    Verifique se os dados estão em colunas com cabeçalhos.

  2. Clique em Dados Tabela dinâmica.
  3. Em Inserir em, escolha onde você quer adicionar sua tabela dinâmica.
  4. Clique em Criar.
  5. (Opcional) Para usar uma sugestão de tabela dinâmica, clique em Sugerida e selecione uma tabela.
  6. Se você quiser adicionar dados manualmente por linha ou coluna ou filtrar dados, clique em Adicionar e escolha os dados.
  7. Se quiser adicionar dados manualmente por valor, clique em Adicionar, ao lado de Valores, e escolha uma opção:
    • Selecione uma coluna.
    • Para usar uma fórmula personalizada, clique em Campo calculado, digite uma fórmula e selecione Personalizado em Resumir por.
  • Criar fórmulas personalizadas: crie fórmulas personalizadas caso a fórmula desejada não esteja disponível. Consulte a etapa 8 acima em “Criar uma tabela dinâmica manualmente”.
  • Criar grupos personalizados: selecione os itens que você quer ver nos próprios grupos. Veja os dados do grupo em uma tabela dinâmica.
  • Mostrar detalhes por trás de dados: clique duas vezes em um valor para ver os dados de origem.

Clique em qualquer parte de uma tabela dinâmica para abrir o editor.

  • Adicionar dados: dependendo de onde você quer adicionar dados, em “Linhas”, “Colunas” ou “Valores”, clique em Adicionar.
  • Alterar nomes de linhas ou colunas: clique duas vezes no nome de uma Linha ou Coluna e digite outro nome.
  • Alterar ordem de classificação ou coluna: em Linhas ou Colunas, clique na seta para baixo em “Ordenar” ou “Classificar” por e selecione a opção ou o item.
  • Alterar o intervalo de dados: clique em Selecionar intervalo de dados  e digite um novo intervalo.
  • Excluir dados: clique em Remover .
  • Ocultar dados com filtros:
    1. Em “Filtros”, clique em Adicionar e selecione uma coluna para filtrar.
    2. Em “Mostrar”, clique na seta para baixo e desmarque os itens que você quer ocultar.
    3. Clique em OK.
  • Mover dados: mova dados de uma categoria para outra. Por exemplo, para transformar os dados de linhas em dados de colunas, arraste os que estão em “Linhas” para “Colunas”.
  • Repetir os marcadores da linha: adicione pelo menos dois itens de linha. No item da primeira linha, clique em Repetir os marcadores da linha.
  • Mostrar totais: em “Linhas” ou “Colunas”, marque a caixa Mostrar totais.
  • Mostrar valores como porcentagens: em “Valores”, clique na seta para baixoem “Mostrar como” e selecione uma opção de porcentagem.

Observação: não é possível aplicar uma regra de grupo dinâmico depois que você cria um grupo manual no mesmo item da linha ou da coluna (e vice-versa).

Agrupar dados manualmente:

  1. No Planilhas, abra uma tabela dinâmica atual ou crie uma nova.
  2. Selecione os itens da linha ou coluna que você quer agrupar.
  3. Clique com o botão direito do mouse em um item selecionado e em Criar grupo dinâmico.
  4. (Opcional) Para desagrupar, clique com o botão direito do mouse em um item agrupado e em Desagrupar itens dinâmicos.

Agrupar dados automaticamente usando uma regra:

  1. No Planilhas, abra uma tabela dinâmica atual ou crie uma nova.
  2. Se os itens forem números, clique com o botão direito do mouse nos itens da linha ou da coluna que você quer agrupar com uma regra e clique em Criar regra do grupo dinâmico.
  3. Escolha o tamanho do intervalo.
  4. (Opcional) Escolha quando o grupo começa e termina.
  5. Clique em OK.
  6. (Opcional) Para desagrupar, clique com o botão direito do mouse em um item agrupado e em Desagrupar itens dinâmicos.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*