Como ajustar uma porta: 11 passos (com imagens)

O TeamViewer é uma solução completa, rápida e segura, para obter acesso a computadores e redes remotamente.

Juntamente com uma gama de características de acesso remoto poderosas, que tornam fáceis o trabalho de controle remoto, reuniões e manutenção de um service desk baseado na nuvem, há uma variedade de recursos que mostram a você exatamente como obter o máximo potencial do TeamViewer. Através de manuais de usuário, documentos de primeiros passos e guias de procedimentos gerais úteis disponíveis, você aprenderá exatamente como aproveitar ao máximo o TeamViewer. Seja usando uma solução completa como um departamento de TI ou um provedor de serviços gerenciado, as funções intuitivas, tais como Wake-on-LAN, acesso sem supervisão e atribuição de tíquetes, estão todas à sua disposição.

A configuração inicial do TeamViewer não poderia ser mais fácil: basta instalar o software, indicar se deseja usá-lo para uso comercial ou particular, criar um nome e senha para seu computador, e anotá-los para referência futura.

Depois que o processo de instalação termina, você então será levado à interface do TeamViewer, a qual é dividida em duas abas: controle e reunião remotos.

A partir desse ponto, você poderá navegar até os recursos variados, destacados abaixo.

A fim de iniciar as funções de controle remoto do TeamViewer, navegue até a aba Controle remoto da interface principal. Aqui, você encontrará seu ID do TeamViewer, além de sua senha temporária, a qual poderá ser alterada a qualquer ponto. Com essas informações, é possível permitir que um parceiro controle remotamente seu computador.

Para fazer isso de modo contrário e controlar outro computador remotamente, basta digitar o ID do computador do parceiro e escolher entre os diversos modos de conexão, tais como controle remoto, transferência de arquivos ou VPN.

Além disso, assim que uma ou mais conexões foram estabelecidas, cada sessão será mostrada na barra de título da janela Controle remoto.

Para obter mais informações sobre como estabelecer uma conexão de controle remoto, consulte o
Manual para controle remoto do TeamViewer.

Como Ajustar Uma Porta: 11 Passos (com Imagens)

Como Ajustar Uma Porta: 11 Passos (com Imagens)

A outra sessão da interface principal do TeamViewer é a segunda aba denominada Reunião. Essa seção é dividida em duas áreas principais: organizar reunião e participar da reunião. Para começar uma reunião no TeamViewer, escolha entre as seguintes opções: apresentação, chamada em vídeo ou chamada telefônica. Também é possível agendar reuniões a partir daqui.

Ao participar de uma reunião, digite seu nome e o ID da reunião, o qual você receberá da pessoa que o está convidando para a reunião.

De forma alternativa, você poderá receber uma mensagem de convite com um link que o conectará automaticamente à reunião. Algumas reuniões podem precisar de uma senha, dependendo das preferências do iniciador da reunião.

Para obter mais informações sobre como navegar na aba da reunião de sua interface, consulte o Manual para reuniões do TeamViewer.

A partir da interface intuitiva e fácil de usar do TeamViewer, uma riqueza de recursos variados está ao seu alcance.

A sessão de controle remoto do painel é a porta de entrada para as várias opções de gerenciamento de dispositivos, tais como Wake-On-LAN ou acesso sem supervisão, para os quais temos manuais de usuário bem detalhados.

O conhecimento dessas opções de compatibilidade multiplataforma permite que muitos usuários aproveitem as conexões móveis, e o guia passo a passo do TeamViewer, para o acesso de computadores a partir de um dispositivo móvel.

A área de Reuniões da interface oferece a você a chance de começar e hospedar reuniões instantâneas com colegas e clientes, e é ideal para trabalhar em grupo com projetos colaborativos.

Para reuniões planejadas com antecedência, o TeamViewer fornece uma função de agendamento que permite a configuração das reuniões do TeamViewer com vários participantes, e estabelecer uma data e horário mais convenientes para você, e o tempo ou dia de reuniões agendadas podem ser alterados em qualquer ponto.

O TeamViewer Servicecamp é uma solução perfeitamente integrada de service desk, ideal para técnicos de TI e provedores de serviços gerenciados. A plataforma baseada na nuvem permite que você forneça o gerenciamento de atendimento ao cliente juntamente com o suporte técnico remoto.

Além de realizar a automação de determinadas tarefas, o servicecamp permite adicionar pessoal, criar caixas de entrada, atribuir tíquetes e criar e classificar tópicos.

O uso das capacidades multifuncionais do TeamViewer e o gerenciamento do atendimento sem complicações do Servicecamp, significa uma experiência de suporte técnico mais atenciosa para seus clientes, processos mais ágeis para seus funcionários, e uma produtividade geral maior para a sua empresa.

Combine tudo isso com a ferramenta de gerenciamento de TI abrangente do ITbrainpara garantir uma abordagem de longo prazo e proativa ao suporte de TI, e você garantirá uma fórmula de sucesso.

O software descrito pode ser baixado gratuitamente: Download

Para exibir os manuais (formato PDF), você pode usar o software gratuito
Adobe Reader.

Gestão de crise empresarial: 8 passos que você não deve esquecer

Gestão de crise é um assunto delicado para muitas empresas. Afinal, representa um momento de vulnerabilidade, no qual precisamos ser muito ágeis para conter a situação.

Porém, é importante lembrar que, na era da informação digital, todas as empresas estão vulnerável aos períodos de crise de imagem. Afinal, uma simples publicação nas redes sociais pode ser um gatilho para a turbulência.

Por isso, temos de pensar em gestão de crise empresarial de forma estratégica. Além disso, precisamos lembrar de pontos que nos ajudam a manter os pés no chão nos momentos de fragilidade:

  1. Planejamento.
  2. Agilidade.
  3. Monitoramento.

A partir desses 3 pontos, podemos construir uma estratégia de gestão de crise empresarial efetiva. E é isso que vamos te mostrar neste post.

Como Ajustar Uma Porta: 11 Passos (com Imagens)

8 passos de uma boa gestão de crise empresarial

  • Para te ajudar a ser um profissional efetivo e habilidoso durante o gerenciamento de crise, selecionamos 8 passos que não podem ficar de fora do seu planejamento.
  • Essas etapas vão te ajudar a construir um planejamento assertivo para gestão de crise e vão evitar que a situação de vulnerabilidade se agrave.
  • E aqui vamos deixar um lembrete: a melhor maneira de conter crises de imagem é se manter sempre atento a tudo o que envolve a sua marca e nutrir laços de confiança com os seus públicos de interesse.

1. Monitore notícias

  1. Primeiro passo para um bom gerenciamento de crise: monitoramento de notícias.
  2. Monitorar conteúdos jornalísticos é a base de diversas estratégias empresariais, como análise da concorrência e inteligência de mercado.

  3. Então, não seria diferente com a gestão de crise organizacional, certo?
  4. Um monitoramento de notícias completo e assertivo nos ajuda a:
  1. Identificar conteúdos negativos sobre a nossa marca.

  2. Analisar movimentações do cenário político que podem afetar o posicionamento da nossa empresa.
  3. Detectar notícias falsas.
  4. Observar a repercussão de ações incentivadas pela empresa.
  5. Identificar possíveis crises por associação de imagem.

  6. Analisar o posicionamento dos porta-vozes da marca em entrevistas concedidas à imprensa.

Ou seja, o monitoramento de notícias é fonte de informações valiosaspara prevenir, para contornar e para acompanhar cenários de crise.

Mas como fazer esse clipping voltado para gestão de crise? Vamos te ajudar:

Monitoramento de notícias voltado para gestão de crise

  • O primeiro passo para monitorar notícias durante períodos de crise é contar com a ajuda da tecnologia.
  • O Knewin News é uma ferramenta completa para automatizar a captura e a análise de conteúdos jornalísticos, garantindo a agilidade necessária para momentos de vulnerabilidade.
  • Para conhecer o Knewin News, é só clicar aqui.
  • Os próximos passos de um bom clipping são os seguintes:
  1. Mapeamento de palavras-chave relacionadas à sua marca e à crise de imagem.

  2. Monitoramento de todos os veículos que mencionam a sua marca (jornais impressos, digitais, televisivos e radiofônicos).
  3. Análise de sentimento, para identificar quais são os conteúdos mais negativos sobre a sua empresa.
  4. Processo de tomada de decisão para conter a crise (que vamos abordar nos próximos tópicos).

Dessa forma, você vai manter um olhar bem estratégico para lidar com gestão de crise empresarial de forma efetiva.

2. Identifique o gatilho

  1. Segundo passo de um bom gerenciamento de crise: identificação do gatilho da instabilidade.
  2. A partir do monitoramento de notícias, você vai conseguir identificar qual foi o aspecto causador da crise empresarial.

  3. Entenda que os gatilhos de crise são os mais diversos possíveis:
  • Pode ser uma fala mal elaborada de um porta-voz em entrevistas.
  • Mas também pode ser um passo em falso dado no dia a dia (no caso de políticos, por exemplo, projetos de lei que não são bem aceitos pela população podem ser um gatilho).
  • Outro gatilho pode ser uma atitude de algum colaborador da empresa.
  • Também pode ser uma publicação mal elaborada em redes sociais.
  • Pode ser uma crise interna ou por associação de imagem.
  • E também pode ser um desalinhamento do discurso organizacional e da imagem externa.

Para resumir, identificar o gatilho da crise vai facilitar o processo de gestão da turbulência. Afinal, vai ser mais fácil criar um plano de contingência, com ações que estejam alinhadas à situação de instabilidade.

3. Fique de olho no compartilhamento de fake news

  • Terceiro ponto para você lembrar durante a gestão de criseempresarial: fake news.
  • O compartilhamento de notícias falsas é um aspecto alarmante da era das informações digitais.
  • Aliás, muitas fake news podem ser gatilhos de crise ou podem aprofundar cenários negativos para empresas.
  • Por isso, é essencial monitorar notícias e detectar matérias com informações falsas que estão sendo publicadas e/ou compartilhadas em portais jornalísticos e nas redes sociais.

Inclusive, temos um e-book que aborda justamente o papel da assessoria de imprensa na era das fake news.

É só clicar aqui para fazer o download.

Além disso, saiba que você pode contar com a ajuda de um monitoramento de notícias completo e de qualidade para identificar essas notícias falsas.

Leia também:  Como baixar arquivos do dropbox no android: 11 passos

Quanto mais rápido você detectar a publicação de fake news, mais agilidade você vai ter para notificar imprensa e públicos sobre essas informações falsas sobre a sua marca.

4. Selecione porta-vozes para se comunicar com a imprensa

  1. Mais um passo importante na gestão de crise empresarial: seleção de porta-vozes que vão se comunicar com a imprensa.
  2. Crises de imagem exigem uma declaração da empresa, para esclarecer os fatos e mostrar que a organização está trabalhando na solução do problema.

  3. E, para isso, muitas empresas elencam um porta-voz, que pode ser o gestor da marca, o presidente, o assessor de imprensa etc.
  4. O importante é selecionar essa pessoa que vai ser responsável pela comunicação oficial da organização junto à imprensa.

  5. Com isso, é possível investir em media training (antes de períodos de crise) e se manter sempre preparado para lidar com situações de vulnerabilidade de forma habilidosa e assertiva.

5. Faça coletivas apenas se for necessário

A quinta etapa deste post tem muita relação com a seleção dos porta-vozes para lidar com a gestão de crise em entrevistas.

Afinal, a coletiva de imprensa geralmente ocorre em 3 situações:

  1. Lançamento de produtos/eventos.
  2. Anúncios importantes.
  3. Crises de imagem de grande porte.
  • As coletivas são momentos em que a empresa tem a oportunidade de esclarecer a situação de crise, de tirar dúvidas da imprensa e de mostrar quais ações estão sendo tomadas para ajudar quem foi afetado pela organização.
  • No entanto, temos de deixar um lembrete aqui: use essa ferramenta somente se for necessário.
  • Nem todas as crises precisam ser gerenciadas a partir de uma coletiva de imprensa.
  • Então, guarde essa estratégia para situações que causaram grande impacto na sociedade, como acidentes ambientais.

6. Defina ações de contingência

  1. Outra etapa de um bom gerenciamento de crise empresarial: ações de contingência.
  2. O plano de ação para conter a crise é algo muito individual e que precisa estar alinhado ao posicionamento da marca e à crise que está sendo enfrentada.

  3. Nesse plano, você pode incluir:
  1. O que a empresa vai comunicar na nota de esclarecimento.
  2. Quais ações podem ser tomadas para evitar rompimento de laço com os públicos.
  3. Qual a mensagem que vai ser transmitida à imprensa.

  4. Como evitar danos significativos à reputação da marca?
  5. Quais passos ágeis posso dar nesse momento?
  6. O que fazer para mostrar ao público externo que minha marca quer consertar a situação? (exemplo: investir em ações sociais ou ambientais, se a crise estiver relacionada a esse cenário).

  7. Ações direcionadas para o público interno, a fim de manter a transparência e evitar o compartilhamento de boatos dentro da organização.

Ou seja, essas ações vão te ajudar a dar passos mais certeiros no momento de gerenciar e de conter uma crise de imagem empresarial.

7. Elabore notas de esclarecimento

No momento de pensar em ações de contingência, não esqueça das notas de esclarecimento.

As notas de esclarecimento merecem um tópico à parte neste post porque são comunicados oficiais das empresas durante a gestão de crise.

E o grande ponto é que muitas marcas ainda cometem deslizes nessa estratégia. Afinal, jogam a responsabilidade para terceiros, mantêm um discurso frio e demoram na divulgação do comunicado.

Então, temos de lembrar alguns pontos:

  1. Hoje, notas de esclarecimento precisam ter como base a empatia.
  2. Não demore para divulgar um comunicado oficial da sua marca durante períodos de crise. Quanto antes você fizer isso, melhor.
  3. Não coloque a culpa em terceiros. Tenha autorresponsabilidade e assuma o papel da empresa na situação de crise.
  4. Mostre que a empresa está buscando soluções para o problema.
  5. Utilize os seus canais sociais para divulgar a nota de esclarecimento. As redes sociais são espaços de interação direta entre marcas e consumidores.

8. Monitore o pós-crise

Enfim, chegamos ao monitoramento do período pós-crise.

Sim, essa etapa é essencial durante a gestão de crise empresarial. Porém, muitos profissionais esquecem disso.

  • Quando uma crise passa, a tendência é focar na expressão “vida que segue”.
  • No entanto, a melhor maneira de evitar novos passos em falso é entender, de maneira analítica, a vulnerabilidade que aconteceu.
  • Então, depois que a crise acabar, monitorenotícias e redes sociais, em busca de menções sobre a sua empresa.
  • Crie relatórios e identifique os impactos gerados pela instabilidade.

Além disso, aprenda com o deslize que você enfrentou. Toda gestão de crise empresarial traz lições para sermos profissionais e marcas cada vez mais assertivos.

Por fim, se você quiser se aprofundar no assunto, faça o download da nossa Jornada para minimizar o impacto de crises de imagem. O material é gratuito.

Como Ajustar Uma Porta: 11 Passos (com Imagens)

Gravador digital de vídeo VD 3104

  • Se o sistema operacional do seu celular for Android, iOS ou Windows Phone, acesse a loja de aplicativos do seu smartphone, que são respectivamente: Play Store, App Store e Market Place e busque por Intelbras, será exibida todas as versões disponíveis do Software iSIC para download.Caso o sistema operacional do seu celular seja BlackBerry, Windows Mobile ou Symbian, realize o download do Software no nosso site.
    Obs:Verifique se o seu DVR e o seu celular possuem os requisitos necessários para uso do aplicativo.

    • Primeiramente verifique se as configurações do DVR na rede interna estão corretas e se você já possui o acesso na rede local, caso esteja, verifique se o redirecionamento de portas foi realizado e se de fato as portas estão abertas.
    • Caso seu modem/roteador seja Intelbras, assista os tutoriais de configuração de redirecionamento de portas do seu equipamento, disponível no nosso site.
    • Temos dois vídeos disponíveis sobre acesso remoto, exemplificando diferentes cenários:
    • Cenário 1 (Modem  Roteador + DVR)
    • Cenário 2 (Modem Roteador + Roteador + DVR)
  • Para garantir a segurança de nossos sistemas de CFTV, não é permitido resetar a senha de usuário administrador dos gravadores de vídeo Intelbras. Em caso de perda da senha, você pode recuperá-la através de perguntas de segurança ou do e-mail pré-configurado no produto.

    Esse recurso está disponível para gravadores da linha Multi-HD® (consulte o manual de seu produto no site da Intelbras para mais informações). Caso não se lembre das perguntas de segurança, não tenha acesso ao e-mail cadastrado ou tenha um gravador Intelbras que não seja da linha Multi-HD®, você pode encaminhar o produto para assistência técnica ou solicitar uma nova senha à Intelbras.

    Para recuperar a senha de acesso ao equipamento, fale conosco através do WhatsApp (48) 2106-0006

    Lembrando que você precisará informar o número de série do equipamento e a data que é exibida na tela de seu DVR.

    Obs.: a senha adquirida é válida apenas para o dia em que foi repassada e deverá ser utilizada diretamente no equipamento (com auxílio de monitor e mouse conectados a ele).

    Esse procedimento não é válido para os modelos de gravador NVD 3116, NVD 3116 P, NVD 7132, NVD 11xx, NVD 13xx e NVD 5124. Se você tem um desses modelos, precisará encaminhar o gravador para uma de nossas assistências. 

    Clique aqui e consulte a assistência técnica mais próxima.

  • O usuário do DVR é bloqueado quando são realizadas 5 tentativas de acesso com a senha errada.
    O bloqueio dura 5 minutos (30 nos modelos VD e HDCVI), a partir da ultima tentativa realizada. Orientamos que o cliente aguarde um período de 5 a 10 minutos para tentar novamente o acesso ou reinicie o DVR.

    Caso você possua o seu DVR cadastrado em algum software como o iSIC ou SIM, verifique se a senha digitada está correta.

    Caso você tenha perdido a senha do usuário administrador, acesse o nosso procedimento de recuperação de senha.

    Clique aqui

  • Problemas com HD, interferência na imagem das câmeras, problemas na rede como ataque DoS ou até mesmo oscilação na alimentação, podem fazer com que o DVR reinicie. Confira o vídeo que aborda tais pontos detalhadamente e o que pode ser feito para solucionar o problema.

    1. O DVR possui um buzzer interno que pode ser acionado em casos de anormalidades no sistema, assim como em casos de detecção de movimento ou acionamento de alarme, quando habilitado.
    2. Dentro do menu de Anormalidade do DVR, os seguintes eventos podem gerar o acionamento do buzzer:
    3. Sem HD, Erro no HD, HD sem espaço, Rede ausente e Conflito de IP.
    4. Caso você identifique que foi um desses itens, acesse o Menu Principal -> Avançado -> Anormalidade e selecione o evento gerador do aviso, desabilite o buzzer e salve as configurações.
    5. É importante deixar o buzzer habilitado para maior segurança do sistema, desabilite apenas quando realmente for necessário.
  • Confira o vídeo que disponibilizamos sobre busca e reprodução de imagens no Software S.I.M.

  • Primeiramente verifique se a chave de “liga/desliga” que tem no painel traseiro do DVR está na posição “liga”. Desconecte o HD, as câmeras e o cabo de rede do DVR e tente ligá-lo novamente, se mesmo assim o problema persistir, verifique com um multímetro a tensão da fonte de alimentação do DVR, a tensão deve ser de 12 Volts.

  • A Intelbras garante o funcionamento correto do DVR com hd compatível, clique aqui e confira a lista de HDs compatíveis.
    Confira o vídeo que mostra quais pontos devem ser verificados quando o HD utilizado no DVR apresenta problemas de funcionamento.
  • A senha deve conter no máximo 6 caracteres, evite trocar a senha remotamente. Confira o vídeo que ensina como alterar a senha de um usuário.

  • Confira no vídeo a seguir, o que pode causar lentidão no acesso remoto ao DVR e o que pode ser feito para solucionar.

  • Confira o vídeo que disponibilizamos sobre como configurar o serviço de FTP do DVR, no vídeo exemplificamos como realizar o envio de gravações de modo regular para o servidor.

  • Temos dois modelos de adaptadores wireless compatíveis com alguns modelos de DVRs, confira a compatibilidade de acordo com a tabela abaixo

    Como Ajustar Uma Porta: 11 Passos (com Imagens)

  • Serve para que você possa definir diferentes configurações de imagem como ” Resolução, FPS e Taxa de Bit Rate” em diferentes tipos de evento.Por exemplo: Quando não há detecção de movimento, o DVR grava com resolução CIF a uma taxa Bit Rate de 512 kbps, quando ocorre uma detecção de movimento grava com resolução D1 a uma taxa de Bit Rate de 1024 kbps.

  • Clique aqui para testar. Coloque o endereço de IP (válido) ou domínio no campo Remote Address e no campo Port Number coloque a porta a ser testada, depois clique em Check.

  • Nossos DVRs possuem dois tipos de Stream de vídeo, o Stream Principal e o Stream Extra. O Stream principal é referente a configuração da imagem que será gravada no disco rígido e também é usado no acesso remoto.

    A alteração do item Bit Rate (KB/s) e a Taxa de Frames no Stream Principal, irá alterar também a qualidade das imagens gravadas, para adequar a transmissão de dados a sua rede sem perder qualidade nas gravações utilize o stream extra, quando for visualizar remotamente o seu DVR.

    O Stream Extra é um stream secundário para transmissão via rede ou gravação remota. Ao selecionar este stream durante a visualização remota a imagem transmitida respeitará a configuração do stream secundário. Utilize este stream caso queira otimizar a transmissão sem sobrecarregar a sua rede.

    Nos casos em que a sua rede tem algum problema na taxa de transmissão, orientamos configurar o stream extra de acordo com a sua necessidade, evite diminuir a configuração do stream principal para não prejudicar a qualidade da imagem que será gravada.

  • Esse é um erro que é apresentado em casos de falta de permissão. Para solucionar, confira o vídeo sobre a instalação do Software SIM no Windows 8

  • Confira o vídeo que disponibilizamos sobre como configurar o DVR na rede local, existem 3 maneiras : Via DHCP, fixando os parâmetros de rede manualmente e via Assistente de Rede.

  • A mensagem “Falha no Login” pode ser apresentada quando o endereço inserido no cadastro do dispositivo for inválido, quando o acesso remoto ao dispositivo estiver indisponível ou quando houver algum problema na conexão.  Confira o vídeo que tratamos sobre esse assunto:

  • Desenvolvemos um vídeo que trata sobre esse assunto, confira!

  • Você tem um prazo de até 30 dias para validar o seu domínio, a partir da criação. Orientamos que a caixa de Spam/Lixo eletrônico seja verificada. Caso realmente não tenha recebido o e-mail, envie para [email protected] os dados abaixo:

    – DDNS cadastrado atualmente no DVR;- Porta HTTP e de serviço configuradas na guia de rede do DVR;

    – IP válido fornecido pelo provedor de internet (essa informação pode ser confirmada acessando o site www.meuip.com.br de um computador que está conectado a mesma rede do DVR);

    – MAC do DVR, o MAC pode ser localizado na guia de rede, visualizada remotamente, dentro da guia Intelbras DDNS e fisicamente em uma etiqueta fixada na placa, dentro do DVR;

    – Número de série do DVR, o Nº de série pode ser localizado embaixo do DVR em uma etiqueta com o código de barras.

Leia também:  Como alcançar a alegria de viver: 14 passos (com imagens)
  • Envie um e-mail para [email protected] com o Número de Série do seu DVR, essa informação consta dentro do “Menu Principal / Info / Versão. A inclusão do NS solicitado será realizada em um prazo de até 10 dias.

  • O VD 3104 possui 2 modos de operação, sendo que no modo 2 funciona com 3 câmeras analógicas e 1 IP. Acesse o Menu Principal > Ajustes > Encoder e clique no botão “Modo de Operação”, caso esteja no modo de operação 2, altere para o modo 1 clique em “Salvar”. Após o DVR reiniciar, o aquipamento passará a reconhecer o vídeo das 4 câmeras analógicas. 

  • Não. É possível monitorar as câmeras através do computador (utilizando o navegador Internet Explorer ou o software SIM) e também por um smartphone/tablet (utilizando o aplicativo iSIC), porém, ainda não possuímos uma forma de acesso às câmeras através de uma Smart TV.

  • Os NVRs Intelbras e DVRs híbridos/tríbridos, além de trabalharem com o nosso próprio protocolo de comunicação, Intelbras1, trabalham com o protocolo ONVIF perfil-S.

    O ONVIF pode ser usado na comunicação entre NVR/DVR e câmera IP, mas não garantimos o funcionamento, pois trata-se de um protocolo aberto e podem haver variações no desenvolvimento do mesmo.

    É possível verificar se uma câmera possui ONVIF perfil-S no site www.onvif.org/FindaProduct/ProfileProducts.aspx

  • Após realizar a atualização é necessário definir o modo de operação dentro do menu Encoder do DVR. No vídeo abaixo mostramos como atualizar o DVR e como adicionar câmeras IP após a atualização.

  • Utilize o Intelbras Cloud para acessar seu DVR de qualquer local de maneira rápida e fácil, assista o vídeo que explica o que é o Intelbras Cloud e como configurá-lo.

  • É importante fazer um backup constante para segurança das imagens. Em caso de assalto ao local, se o DVR for roubado, serão perdidas as imagens. Existem várias maneiras de fazer o backup constante das imagens, elas são:

    Via FTP: é necessário ter um computador (pode ser rede local ou externa) ligado 24h/dia, com um software (de terceiros) recebendo os arquivos de vídeo e/ou foto. A capacidade máxima de armazenamento será a do HD do computador. O arquivo de vídeo será enviado ao servidor FTP após estar completo (o tempo de duração é definido no menu Geral do DVR).

    Via software SIM/SIM Plus: SIM é o software da Intelbras usado para visualização das imagens em um computador (pode ser rede local ou externa), que deve ficar ligado para fazer o backup. A capacidade máxima de armazenamento é determinada pela capacidade do HD do computador.

    O software possui a função “Gravação local” para tal finalidade. O SIM fará uma gravação simultânea, não é necessário o arquivo de vídeo estar completo para ser enviado.

    No SIM Plus, além da gravação local tem a ferramenta PC-NVR, que poderá gravar localmente em um computador até 16 canais.

    Via NVR: Em nossos NVRs é possível adicionar canais de DVRs e câmeras IPs que estejam tanto na rede local, quanto na rede externa. A capacidade máxima de armazenamento é determinada pela capacidade dos HDs instalados no NVR de backup. O envio das imagens é feito de forma simultânea à gravação, não é necessário o arquivo de vídeo estar completo para ser enviado.

    Via software Ferramenta de Backup: Ferramenta de Backup é um software gratuito da Intelbras e deve ser instalado em um computador. O objetivo do software é fazer backup constante das gravações. A capacidade máxima de armazenamento é determinada pela capacidade do HD do computador. O Ferramenta de Backup faz backups de gravações de, no mínimo, 24h antes.

    https://www.intelbras.com.br/empresarial/monitoramento/softwares-aplicat…

  • Primeiro, é necessário verificar se é um problema. Da seguinte forma:

    Vá até um computador na rede local do DVR. Abra o menu Iniciar do seu Windows, digite “cmd” e aperte Enter. Na tela preta que abriu, digite: ping nome de domínio.ddns-intelbras.com.br e aperte Enter, anote o IP que apareceu.

    Agora, entre no site “meuip.com.br” e verifique qual o IP externo da sua rede, anote esse IP também. Com os dois IPs anotados, compare-os. Se forem iguais, não há problema algum.

    Se forem diferentes, há problemas que são resolvidos da seguinte forma:

    Anote as configurações de rede do seu DVR, após isso, com mouse e monitor conectados ao DVR, vá em Menu Principal > Ajustes > Padrão e dê um padrão somente no menu Rede. O DVR vai reiniciar.

    Reiniciado o equipamento, reconfigure o menu Rede do seu DVR para acesso local. Verifique se o DNS preferencial e o alternativo estão no padrão de fábrica (8.8.8.8 e 8.8.4.4, respectivamente).

    Por último, vá no Menu do Intelbras DDNS, preencha os dados novamente e clique em OK.

    Caso o procedimento acima não resolva o problema, entre em contato com o nosso suporte técnico.

  • Para visualizar as imagens de seu gravador no computador utilize o software SIM Next, abaixo o link da página do software:

    https://www.intelbras.com/pt-br/sistema-inteligente-de-monitoramento-intelbras-sim-next-windows#suporte

    Como cadastrar dispositivo no SIM:

  • Para que você consiga fazer a configuração do Intelbras Cloud  assista nosso video explicando quais configurações observar.

  • Como usar o Lumion: Tutoriais para melhorar suas visualizações arquitetônicas

    Como usar o Lumion: Tutoriais para melhorar suas visualizações arquitetônicas

    Imagem de lumion. Image via Lumion

    Se você vem criando visualizações arquitetônicas por meio do Lumion, os tutoriais a seguir (em inglês) poderão te ajudar bastante. Esses tutoriais maximizarão sua produção e ensinarão dicas práticas e técnicas fáceis de usar.

    • Aprenda como adicionar objetos, usar luzes, modificar materiais e também criar imagens panorâmicas e em 360 °, vídeos e muito mais.
    • Esperamos que você aproveite os vídeos a seguir.
    • “Como navegar pela nova interface e importar instantaneamente o seu modelo 3D do seu software de modelagem 3D favorito.”
    • “Aprenda sobre a biblioteca de conteúdo e como ela pode ajudá-lo a criar renderizações com rapidez e eficiência.”
    • “Aprenda tudo o que você precisa saber para efetivamente aplicar e modificar materiais do Lumion.”

    “O contexto é crucial quando se comunica projetos arquitetônicos. Você aprenderá sobre como você pode criar de maneira rápida e eficaz um belo contexto em torno de seus projetos 3D”.

    1. “Para realmente capturar seu projeto 3D da melhor forma possível, você precisa saber como modificar efetivamente as condições climáticas no Lumion.”

    “Como criar imagens no Modo Foto. Seja realista ou conceitual, criar imagens do seu projeto 3D requer apenas alguns passos e pode ser feito em minutos.”

    • “Como é rápido e fácil criar animações cinematográficas e totalmente incríveis.”

    “Como criar imagens panorâmicas no Lumion. Seja para o Oculus Go, o HTC Vive, você pode criar rapidamente imagens de 360 ° e transportar seus clientes para dentro dos seus projetos.”

    1. “Como criar rapidamente objetos leves e usar recursos e efeitos de iluminação para capturar a verdadeira beleza do seu projeto 3D.”
    2. “Como animar objetos em sua cena do Lumion, incluindo carros, pessoas, pássaros, sol, portas se abrindo e nuvens.”

    “Os nós e o recurso de substituição de nós permitem que você adicione instantaneamente vários objetos à sua cena renderizada. A substituição de nós é a maneira mais rápida de adicionar vários objetos de uma vez.”

    Leia também:  Como aprender html (com imagens)

    Que outros tipos de tutoriais e dicas você gostaria de ver?

    Sobre este autor

    Cita: Dejtiar, Fabian. “Como usar o Lumion: Tutoriais para melhorar suas visualizações arquitetônicas” [How to Use Lumion: Tutorials to Enhance Your Architectural Visualizations] 11 Abr 2019. ArchDaily Brasil. (Trad. Souza, Eduardo) Acessado . ISSN 0719-8906

    Aprenda os passos básicos do PhotoScape para deixar suas fotos incríveis

    PhotoScape é um programa para você trabalhar e editar suas imagens de várias maneiras. O primeiro passo é escolher uma das opções de edição localizadas na Barra Superior do programa, ou pelos ícones apresentados ao lado direito da tela, em seguida abrir a imagem a ser modificada e depois aplicar os efeitos.

    Editando as imagens

    Escolha a opção Editor, referente à edição das imagens. Por meio do menu esquerdo, localize a sua pasta de imagens, para então aplicar efeitos nelas. Basta clicar uma vez em cada opção, para os subníveis serem abertos.

    Assim que localizar e clicar na pasta com as fotos a serem editadas, pode-se observar cada uma das imagens em tamanho miniatura. Clique na imagem a ser editada.

    Aplicando efeitos de transição

    Sépia e Preto & Branco

    PhotoScape apresenta inúmeras opções para edição. O Painel de Edição apresenta um ícone com cores gradientes em marrom chamado “Sépia” ou cinza denominado “Grayscale”. Com isto, pode-se transformar fotos coloridas em imagens sépia e preto & branco, respectivamente.

    Inserindo molduras às imagens

    Você pode escolher uma moldura para aplicar à imagem, deixando-a como se fosse um porta-retrato. Clique na alça “Frame” e faça sua escolha.

    Alterando brilhos e contrastes

    Para editar brilhos e contrastes nas imagens, clique no botão “Bright, Color”.

    Assim, será aberto o painel para alteração de brilho e contrates. Por meio de barras, define-se a porcentagem de edição. Opções como modificação de saturação e espessuras também são permitidas.

    Aplicando filtros

    Os filtros são as opções que dão efeitos às imagens. Clique no botão “Filter” e escolha uma das opções.

    Para aplicar um efeito de imagem cristalizada, clique na opção “Cristalize”

    Texturas para a superfície das imagens

    É possível escolher várias texturas para as imagens, como aplicação de flores, por meio da opção “Flower”, linhas diagonais “Line_Diagonal”, quebra-cabeça com a opção “Puzzle”, entre outros.

    Redimensionando o tamanho das imagens

    Para redimensionar o tamanho das imagens, clique na opção “Resize”. Você pode definir o valor de pixels horizontais e verticais, para deixar a imagem em um tamanho adequado.

    • Auto-ajustes
    • Alguns dos botões centrais do PhotoScape apresentam a opção de ajustes automáticos para as suas imagens. São eles:
    • Auto level: para suavizar o brilho da imagem
    • Auto contrast: para aplicar contrastes automáticos à imagem
    • Sharpen: opção para realçar a fotografia como traços mais nítidos
    • Bloom: aplicação de efeitos esfumaçados à foto
    • Backlight: opção para escurecer regiões das imagens
    1. Desfazendo as aplicações
    2. Caso aplique algum efeito, filtro ou contraste que não tenha gostado, pode clicar no botão “Undo”, desfazendo assim a última aplicação, bem como escolher a opção “Undo All” para desfazer todas as aplicações realizadas na fotografia.
    3. Salvando as modificações
    4. Para salvar o efeito aplicado à imagem, clique no botão “Save”.
    5. Aparecerão três opções para você salvar a imagem:
    • Save: Para salvar as alterações no próprio arquivo, ou seja, todas as aplicações feitas na imagem serão salvas no arquivo, não sendo localizada a versão anterior à edição.
    • Save in the designated folder: Opção que possibilita salvar a imagem editada em um diretório específico. Basta clicar no botão ao lado da opção e escolher o diretório. Com isto, a imagem original, sem edições, continuará disponível no seu computador.
    • Save As: Para salvar as modificações na imagem em um outro formato, bem como em outro diretório.

    Inserindo efeitos de coleções

    A aba “Batch Editor” apresenta uma coleção divertida para edição das imagens. Deve-se localizar a imagem a ser alterada, clicar em cima dela e arrastá-la para a área de edição.

    Abas de edição

    O menu esquerdo apresenta três abas para edição. A opção “Home” apresenta várias molduras para aplicação nas imagens.

    • A opção “Filter” permite a inserção de filtros com efeitos, ajustes de brilho, contraste, entre outros.

    A aba “Object” possibilita a inclusão de objetos de uma coleção de imagens do PhotoScape às imagens, deixando cada uma delas com toques mais divertidos. Clique na opção “Photo 1” e escolha o primeiro objeto a incluir. É possível inserir até 4 objetos. Desta forma, marque a opção “Photo 2” para a inclusão do segundo, “Photo 3” o terceiro e, consequentemente, “Photo 4” para o último objeto.

    1. A coleção de objetos do PhotoScape é imensa, contendo desenho com temas natalinos, faces de bonecos, estampas, maquiagens para inclusão de óculos, bigodes ou lágrimas, corações diversos, materiais de escritório, números e ilustrações gerais.
    2. Fazendo montagens

    A criação de montagens com as fotografias é simples e rápida. Clique na aba superior do programa a opção “Page”.

    O menu direito apresenta várias opções com layout de montagens. Escolha o modelo que mais lhe agrada para criar a montagem. Na opção “Background” defina uma cor para o fundo deste mural ou por meio da opção “Size” aumente e diminua o tamanho da área para montagem.

    Localize as fotos que farão parte do mural, selecionando-as pelo menu esquerdo. Assim que escolher, arraste-a para o campo da montagem.

    • Repita o procedimento até completar todo seu mural com suas fotografias.
    • Aplicação de efeitos na montagem
    • Cada um dos murais de montagens feitos pode receber a aplicação de efeitos de edição, como aumento ou redução de brilho e contraste, inclusão de molduras, entre outros.
    • Combinação de fotos
    • Além da criação de murais com montagens de fotos por meio da opção “Page”, você pode criar mais um mural automático no PhotoScape.
    • Escolha a opção “Combine”, na aba superior do programa.
    • Criando montagens automáticas

    Para fazer a combinação com as fotos automaticamente, basta abrir a pasta de imagens no menu esquerdo, escolher uma delas, clicar e arrastá-la até a área de edição do programa. Repita o processo com quantas fotos achar necessário.

    Menu direito e opções de visualização

    O menu direito da opção “Combine” apresenta as opções para visualização destes murais de fotografias. Além disto, é possível redimensionar as imagens, por meio da opção “Resize Ratio”, selecionar tamanhos de margens, definir espaçamentos separando cada uma das imagens e até inserir molduras oferecidas pelo PhotoScape.

    1. Visualização vertical
    2. Aba “Down” possibilita a visualização das imagens organizadas em forma vertical, ou seja, um em baixo da outra.
    3. Visualização horizontal
    4. Para verificar as imagens uma ao lado da outra, clique na aba “Side”.
    5. Visualização em colunas

    A aba “Checker” possibilita a visualização das combinações de fotos organizadas em colunas. Você define o alinhamento vertical e horizontal das imagens, bem como o número de colunas para apresentação desta combinação.

    Crie animações com facilidade

    Na aba superior do programa, escolha a opção AniGif. Ela vai permitir a criação de animações e dos famosos “Emoticons” encontrados no MSN, por exemplo.

    Pelo menu esquerdo, selecione e arraste a imagem que deseja para a animação. Inclua quantas quiser. Na parte superior, você consegue verificar quais as imagens já inseriu para a animação.

    • Menu de edições
    • O menu direito apresenta as opções para se incluir efeitos nas animações.
    • Conheça mais cada uma das opções
    • Add: permite adicionar uma imagem salva em um diretório do seu computador à animação.
    • Save: opção para você salvar a animação criada.
    • Web Browser Preview: possibilita a visualização da animação diretamente no seu navegador.
    • Change time: opção para alteração do tempo de transição entre cada uma das imagens.
    • Chenage effect: permite modificar os efeitos de transição de cada uma das imagens.
    • Resize Ratio: possibilita o redimensionamento do tamanho das imagens.
    • Background color: opção para alteração da cor de fundo da animação criada.
    1. Impressão das imagens
    2. Apesar de parecer muito comum, a função de impressão do programa é muito mais completa do que você está acostumado e permite imprimir suas fotos com muito mais controle e precisão.
    3. Clique na aba “Print” na aba superior dom programa, para abrir a página de edição da impressão.
    4. Pode-se escolher as fotos para a impressão por meio do menu esquerdo, selecionando e arrastando a imagem até a página de criação.
    5. Menu de edição
    6. O menu direito desta opção permite a edição do arquivo para impressão. As opções são as seguintes:
    • Add: para adicionar imagens novas à impressão.
    • Print: para enviar diretamente o arquivo para impressão, de acordo com a impressora configurada como padrão.
    • Print Setup: opção para escolhe de impressora, tamanho e qualidade de papel.
    • Aba Portrait shot print: você determina o tamanho em centímetros de cada uma das imagens e escolhe a opção de formato Paisagem ou Retrato que a imagem vai assumir.
    • Photo size: verifica o tamanho em milímetros das imagens.
    • Stretch: define o tamanho da imagem de maneira expansiva ou “esticada”.Paper full: determina o tamanho da imagem de acordo com o espaço permitido para a impressão.
    • Image full: deixa a imagem em tamanho completo na área de montagem para impressão.
    • DPI: esta é a sigla de “Dots per Inch” ou Pontos por Polegada. Pode-se escolher valores de 72, 96, 120 e 300 DPIs.
    • Photo Align: possibilita determinar o alinhamento das fotos, como ao centro, esquerda, direita, acima ou abaixo.

    PhotoScape é um programa completo, apresentado opções diversas para você deixar as suas fotografias ainda mais bonitas, repletas de efeitos e em montagens, sendo perfeito para quem adora inovar no álbum de fotos do Orkut.

    Seja o primeiro a comentar

    Faça um comentário

    Seu e-mail não será publicado.


    *