Como bloquear o inicializador de boot no android

Tanto o Android quanto o iPhone possuem ferramentas de diagnóstico, chamadas respectivamente de Modo de Segurança e Modo de Recuperação, que são essenciais para lidar com aplicativos instáveis e erros de sistema. Porém, nem todo mundo sabe desativar o recurso quando o iPhone trava, ou quando alguém o ativa por acidente no Android.

Como Bloquear o Inicializador de Boot no Android

Aqui, você vai aprender mais sobre os Modos de Segurança e Recuperação, e como fazer para ativar e desativar ambas ferramentas no iOS (iPhone) e Android.

O que é e para que serve o Modo de Segurança?

No Android, o Modo de Segurança serve para diagnosticar problemas causados principalmente por aplicativos de empresas que não o fabricante do smartphone ou tablet.

Isso porque ele inicializa o gadget com todos os apps adicionais desativados, mantendo apenas os que vieram de fábrica em funcionamento.

Desse modo, a remoção de apps instáveis ou que estejam causando problemas ao dispositivo fica mais fácil.

Já no iOS, ele recebe outro nome e função.

O Modo de Recuperação serve para colocar o iPhone ou iPad em um estado de segurança, geralmente de forma automática quando algum erro de software é detectado.

Entretanto, ele pode ser ativado manualmente tanto para realizar a restauração do sistema pelo iTunes, quanto para fazer modificações profundas no software (geralmente em processos de jailbreak).

Como ativar e desativar o Modo de Segurança no Android

Como Bloquear o Inicializador de Boot no Android

Para ativar o Modo de Segurança

O método para ativar o Modo de Segurança do Android varia conforme o modelo e fabricante. Em dispositivos com Android puro, ou com ROMs modificadas por alguns fabricantes como Sony e Motorola, é possível ativa-lo fazendo o seguinte:

  1. Mantenha pressionado o botão Liga/Desliga até que o sistema exiba a mensagem para desligar;
  2. Toque e mantenha pressionada a opção Desligar;
  3. Em aparelhos que rodam versões anteriores ao Android 8.0 (Oreo), será exibida uma mensagem perguntando se deseja reiniciar no Modo de Segurança. Toque em OK. A partir do 8.0, o dispositivo irá automaticamente desligar.

Apenas isso. O dispositivo não vai se desligar, e sim reiniciar no Modo de Segurança, com todos os apps de terceiros desativados.

Alguns fabricantes, como a Samsung e a HTC utilizam métodos diferentes para alguns de seus aparelhos, que utilizam os botões Liga/Desliga e Diminuir Volume para ativar o Modo de Segurança:

  1. Desligue completamente o dispositivo Android;
  2. Pressione e mantenha os botões Liga/Desliga e Diminuir Volume até que o aparelho vibre, ou exiba a tela de inicialização;
  3. Solte o botão Liga/Desliga e mantenha o botão Diminiur Volume pressionado até a tela iniciar carregar.

Feito isso, o dispositivo Android estará no Modo de Segurança.

Para sair do Modo de Segurança

Para desativar o Modo de Segurança, o usuário só precisa reiniciar o dispositivo Android normalmente. Com isso, ele será reinicializado no modo normal.

Como ativar e desativar o Modo de Recuperação no iOS

Como Bloquear o Inicializador de Boot no Android

O método para reiniciar um dispositivo iOS no Modo de Recuperação varia conforme o modelo. No geral, o usuário terá que apertar ou segurar os botões Liga/Desliga (circundado em vermelho na imagem acima, que varia de posição conforme o modelo), Aumentar Volume (verde) e Diminuir Volume (vermelho), em uma sequência pré-determinada e por um tempo bastante específico.

  • Da mesma forma, uma combinação similar é necessária para executar uma reinicialização forçada, a única forma de sair do Modo de Recuperação.
  • Em iPads Pro de 11 e 12,9 polegadas, iPhone 8, 8 Plus, X, XR, XS ou XS Max
  • Para entrar no Modo de Recuperação:
  1. Pressione e solte rapidamente o botão Aumentar Volume;
  2. Pressione e solte rapidamente o botão Diminuir Volume;
  3. Pressione e mantenha o botão Liga/Desliga até o dispositivo reiniciar e depois disso, exibir a tela “Conecte ao iTunes”, como na imagem acima.
  1. Para forçar a reinicialização:
  2. Em um iPhone 7 ou 7 Plus
  3. Para entrar no Modo de Recuperação:
  1. Pressione ao mesmo tempo os botões Diminuir Volume e Liga/Desliga;
  2. Mantenha-os pressionados até que a tela “Conecte ao iTunes” seja exibida.

Para forçar a reinicialização:

  1. Pressione ao mesmo tempo os botões Diminuir Volume e Liga/Desliga;
  2. Mantenha-os pressionados por pelo menos 10 segundos, até que o logotipo da Apple apareça.

Em um iPhone 6s ou anterior, iPad (qualquer modelo que não o Pro), iPad mini ou iPod touch

Para entrar no Modo de Recuperação:

  1. Pressione ao mesmo tempo os botões Home e Liga/Desliga;
  2. Mantenha-os pressionados até que a tela “Conecte ao iTunes” seja exibida.

Para forçar a reinicialização:

  1. Pressione ao mesmo tempo os botões Home e Liga/Desliga;
  2. Mantenha-os pressionados por pelo menos 10 segundos, até que o logotipo da Apple apareça.

Perguntas Frequentes sobre Bootloader

Se você possui alguma dúvida sobre o desbloqueio do bootloader, ou se está em dúvida se deve ou não faze-lo leia as nossas perguntas Frenquentes para entender melhor o processo e no que implica o desbloqueio.

É importante dizer que o procedimento de Boot, é diferente do bootloader. O boot é um procedimento feito para reiniciar o sistema.

Já o bootloader é feito por usuários mais técnicos e desenvolvedores que precisam que estas permissões estejam destravadas.

Hora do desbloqueio

Para fazer o desbloqueio do bootloader, leia atentamente os passos e condições descritas aqui

Caso esteja aparecendo algum erro na hora do desbloqueio, entre em contato conosco  para que possamos entender melhor o que está acontecendo.

Dúvidas Frequentes

Aparelhos comprados fora do Brasil:

Caso o seu aparelho tenha sido importado, pode ser que mesmo ele estando na lista de desbloqueio ele não seja desbloqueável pois, dependendo do país as políticas de desbloqueio podem mudar. Neste caso aconselhamos você a entrar em contato com o suporte do país que você adquiriu o produto para que tenha certeza.

Já fiz o desbloqueio anteriormente mas fiz o bloqueio novamente. Posso voltar a desbloquear o aparelho?

Sim, porém após feito o desbloqueio a primeira vez, não garantimos que o aparelho funcionará normalmente. Portanto recomendamos que caso você tenha algum problema durante ou antes do desbloqueio, entre em contato para que possamos te ajudar.

Estou tentando fazer o desbloqueio, porém aparece um erro na hora em que insiro o ID no site. O que posso fazer?

Leia também:  Como bloquear o sinal de uma rede: 11 passos

É preciso verificar se o ID que você pegou no prompt de comando tem 131 dígitos e não tem nenhum espaço, nem na frente e nem no final do código.

Dica: Insira o código no Microsoft Word e vá em “Revisão” depois em “Contar palavras”. Verifique se tem algum espaço e verifique a quantidade de dígitos.

Na hora de pegar o ID aparece um erro. O que posso fazer?

Neste caso você precisa entrar em contato conosco para que possamos entender que erro é este. Existem muitos erros que podem ocorrem ao tentar fazer o desbloqueio, desta forma não temos como colocar todos aqui no site. Por isso pedimos a sua compreensão e que entre em contato conosco para que possamos te ajudar.

A Motorola disponibiliza a ROM original do aparelho?

Não disponibilizamos a ROM original do aparelho pois não indicamos que o procedimento seja feito pois gera a perda de garantia. Após o desbloqueio do bootloader não garantimos o bom funcionamento do aparelho e desta forma não podemos prestar suporte ou fornecer a ROM orginal de qualquer dispositivo.

Tem como apagar aquela mensagem que aparece quando ligo o aparelho após o desbloqueio?

Não damos suporte para solicitações como esta após o desbloqueio pois o mesmo causa a perda de garantia fazendo com que o aparelho não funcione corretamente, porém você pode procurar online como fazer.

Estou esperando a chave chegar em meu e-mail porém ela ainda não chegou. O que posso fazer?

  • -Aguarde alguns minutos;
  • -Verifique sua caixa de Spam;

-Entre em contato conosco aqui

Sobre o desbloqueio

O que é bootloader?

Como atualizar dispositivos | Android 开源项目

Esta página fornece detalhes para executar criações em dispositivos específicos e complementa as informações apresentadas em Preparo para a criação.

Observação: é possível atualizar um build já existente no painel Integração Contínua do Android com oAndroid Flash Tool (links em inglês). Para ver mais detalhes, consulte a página Android Flash Tool.

Como criar fastboot e adb

Se você ainda não tem o fastboot e o adb, pode criá-los com o sistema de compilação normal. Use as instruções apresentadas em Preparo para a criação e substitua o comando make principal por:

make fastboot adb

Como inicializar no modo fastboot (Fastboot mode)

Fastboot é um modo do carregador de inicialização em que é possível atualizar um dispositivo.
Durante a inicialização a frio de um dispositivo, use as seguintes combinações de teclas para inicializar no modo fastboot.

Você pode usar o comando adb reboot bootloader para reinicializar diretamente no carregador de inicialização ou pode usar uma das seguintes combinações de teclas durante uma inicialização a frio.

Dispositivo
Codinome
Teclas
Pixel 3a XL bonito Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Pixel 3a sargo Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Pixel 3 XL crosshatch Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Pixel 3 blueline Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Pixel 2 XL taimen Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Pixel 2 walleye Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Pixel XL marlin Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Pixel sailfish Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
hikey hikey Ligue os pinos 1-2 e 5-6 do J15.
Nexus 6P angler Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus 5X bullhead Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus 6 shamu Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus Player fugu Toque no botão liga/desliga e mantenha-o pressionado.
Nexus 9 volantis Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus 5 hammerhead Toque nos botões aumentar volume e diminuir volume, mantenha-os pressionados e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus 7 flo Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus 7 3G deb Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus 10 manta Toque nos botões aumentar volume e diminuir volume, mantenha-os pressionados e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus 4 mako Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus 7 (2012) grouper Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus 7 3G (2012) tilapia Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus Q phantasm Ligue o dispositivo e cubra-o com uma mão depois que os LEDs acenderem e até que eles fiquem vermelhos.
Galaxy Nexus GSM maguro Toque nos botões aumentar volume e diminuir volume, mantenha-os pressionados e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Galaxy Nexus (Verizon) toro Toque nos botões aumentar volume e diminuir volume, mantenha-os pressionados e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Galaxy Nexus (Sprint) toroplus Toque nos botões aumentar volume e diminuir volume, mantenha-os pressionados e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Motorola Xoom wingray Toque no botão diminuir volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus S crespo Toque no botão aumentar volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Nexus SG crespo4g Toque no botão aumentar volume, mantenha-o pressionado e depois faça o mesmo com o botão liga/desliga.
Leia também:  Como ajudar a reduzir o aquecimento global (para crianças)

Só será possível atualizar com flash um sistema personalizado se o carregador de inicialização permitir, e ele fica bloqueado por padrão. Você pode desbloqueá-lo, mas essa ação exclui os dados do usuário por motivos de privacidade.

Após o desbloqueio, todos os dados no dispositivo são apagados, ou seja, tanto dados privados de apps quanto dados compartilhados acessíveis via USB (incluindo fotos e filmes).

Antes de tentar desbloquear o carregador de inicialização, faça backup de todos os arquivos importantes no dispositivo.

Será necessário desbloquear o carregador de inicialização apenas uma vez, e você poderá bloqueá-lo novamente, se necessário.

Como desbloquear dispositivos recentes

Todos os dispositivos Nexus e Pixel lançados desde 2014 (a partir do Nexus 6 e o Nexus 9) trazem proteção contra a redefinição para configuração original e exigem um processo de várias etapas para desbloquear o carregador de inicialização.

  1. Para ativar o desbloqueio de OEM no dispositivo:
    1. Em “Config”., toque em Sobre o telefone e toque em Número de compilação sete vezes.
    2. Quando a mensagem Você é um desenvolvedor for exibida, toque no botão Voltar.
    3. Toque em Opções do desenvolvedor e ative o Desbloqueio de OEM e a Depuração USB. Se a opção Desbloqueio por OEM estiver desativada, conecte-se à Internet para que o dispositivo possa fazer check-in pelo menos uma vez. Se a opção continuar desativada, o dispositivo pode conter bloqueio de chip da operadora, e o carregador de inicialização não poderá ser desbloqueado nesse caso.
  2. Reinicie o carregador de inicialização e use fastboot para desbloqueá-lo.
    • Para dispositivos mais novos (2015 e mais recentes): fastboot flashing unlock
    • Para dispositivos mais antigos (2014 e anteriores):fastboot oem unlock
  3. Confirme o desbloqueio na tela.

Observação: no Nexus 10, depois de desbloquear o carregador de inicialização, o armazenamento interno permanece não formatado. Você pode formatar o dispositivo usando fastboot format cache seguido por fastboot format userdata.

Para bloquear o carregador de inicialização novamente:

  • Para dispositivos mais recentes (2015 e posteriores):fastboot flashing lock
  • Para dispositivos mais antigos (2014 e anteriores):
    fastboot oem lock

Observação: bloquear novamente o carregador de inicialização em um Motorola Xoom apaga todos os dados do usuário (incluindo os dados compartilhados por USB).

Como usar os estados de bloqueio de atualização

A API do sistema getFlashLockState() transmite o estado do carregador de inicialização, e a API do sistema PersistentDataBlockManager.getFlashLockState() retorna o status de bloqueio do carregador de inicialização em dispositivos compatíveis.

Valor de retorno
Condições
FLASH_LOCK_UNKNOWN Retornado apenas por dispositivos que passaram por upgrade para o Android 7.x ou versões mais recentes e que anteriormente não eram compatíveis com as mudanças do carregador de inicialização necessárias para receber o status de bloqueio de atualização, caso fossem compatíveis com a funcionalidade de bloqueio/desbloqueio de atualização.

  • Dispositivos novos com o Android 7.x ou versões mais recentes precisam ter um estado FLASH_LOCK_LOCKED ou FLASH_LOCK_UNLOCKED.
  • Dispositivos que passaram por upgrade para o Android 7.x ou versões mais recentes e que não são compatíveis com a funcionalidade de desbloqueio/bloqueio de atualização precisam retornar o estado FLASH_LOCK_LOCKED.
FLASH_LOCK_LOCKED Retornado por qualquer dispositivo não compatível com bloqueio/desbloqueio de atualização (ou seja, um dispositivo que esteja sempre bloqueado) ou qualquer dispositivo compatível com bloqueio/desbloqueio de atualização e que esteja no estado bloqueado.
FLASH_LOCK_UNLOCKED Retornado por qualquer dispositivo compatível com o bloqueio/desbloqueio de atualização flash e que esteja no estado desbloqueado.

Os fabricantes precisam testar os valores retornados pelos dispositivos com carregadores de inicialização bloqueados e desbloqueados. Por exemplo, o Android Open Source Project (AOSP) contém uma implementação de referência que retorna um valor baseado na propriedade de inicialização ro.boot.flash.locked. O código de exemplo encontra-se nos seguintes diretórios:

  • frameworks/base/services/core/java/com/android/server/PersistentDataBlockService.java
  • frameworks/base/core/java/android/service/persistentdata/PersistentDataBlockManager.java

Como selecionar um build para o dispositivo

Os bulds recomendados para os dispositivos estão disponíveis no menu lunch, acessadas ao executar o comando lunch sem argumentos. Consulte Como escolher um destino para ver os tipos de compilação disponíveis e mais informações sobre o comando lunch.

Compatibilidade com o modo de inicialização direta

O Android 7.0 é executado em um modo seguro de inicialização direta quando o dispositivo é ligado, mas o usuário não o desbloqueia. Para isso, o sistema oferece dois locais de armazenamento para dados:

  • O armazenamento criptografado de credenciais, que é o local de armazenamento padrão e só é disponibilizado depois que o usuário desbloqueia o dispositivo.
  • O armazenamento criptografado do dispositivo, que é um local de armazenamento disponibilizado durante o modo de inicialização direta e depois que o usuário desbloqueia o dispositivo.

Por padrão, os apps não são executados durante o modo de inicialização direta. Se seu app precisa executar ações durante esse modo, você pode registrar os componentes que precisam ser executados. Alguns casos de uso comuns para apps que precisam ser executados no modo de inicialização direta incluem:

  • Apps com notificações programadas, como apps de despertador
  • Apps que fornecem notificações importantes ao usuário, como apps de SMS
  • Aplicativos que fornecem serviços de acessibilidade, como o Talkback

Se seu app precisa acessar dados durante o modo de inicialização direta, use o armazenamento criptografado do dispositivo. Esse tipo de armazenamento contém dados criptografados com uma chave que só é disponibilizada depois que o dispositivo realiza uma inicialização verificada.

Para dados que precisam ser criptografados com uma chave associada a credenciais do usuário, como um PIN ou uma senha, use o armazenamento criptografado de credenciais.

Esse tipo de armazenamento só é disponibilizado depois que o usuário desbloqueia o dispositivo e até que ele reinicie o dispositivo.

Se o usuário ativar a tela de bloqueio após desbloquear o dispositivo, isso não bloqueará o armazenamento criptografado de credenciais.

Solicitar acesso para executar durante a inicialização direta

Os apps precisam registrar os componentes deles no sistema antes de poderem ser executados no modo de inicialização direta ou acessar o armazenamento criptografado do dispositivo.

Leia também:  Como aprender a usar o adobe photoshop: 7 passos

Os apps são registrados no sistema marcando os componentes como tendo reconhecimento de criptografia.

Para marcar seu componente como tendo reconhecimento de criptografia, defina o atributo android:directBootAware como true no manifesto.

Componentes com reconhecimento de criptografia podem se registrar para receber uma mensagem de transmissão ACTION_LOCKED_BOOT_COMPLETED do sistema quando o dispositivo é reiniciado.

Neste dispositivo de apontamento, o armazenamento criptografado do dispositivo é disponibilizado e pode executar tarefas necessárias durante o modo de inicialização direta, como o acionamento de um alarme programado.

O snippet de código a seguir é um exemplo de como registrar um BroadcastReceiver como tendo reconhecimento de criptografia e adicionar um filtro de intent para ACTION_LOCKED_BOOT_COMPLETED no manifesto do app:

Quando o usuário desbloqueia o dispositivo, todos os componentes podem acessar o armazenamento criptografado do dispositivo e também o armazenamento criptografado de credenciais.

Acessar o armazenamento criptografado do dispositivo

Para acessar o armazenamento criptografado do dispositivo, crie uma segunda instância de Context chamando Context.createDeviceProtectedStorageContext(). Todas as chamadas da API de armazenamento que usam esse contexto acessam o armazenamento criptografado do dispositivo. O exemplo a seguir acessa o armazenamento criptografado do dispositivo e abre um arquivo de dados existente do app:

val directBootContext: Context = appContext.createDeviceProtectedStorageContext()
// Access appDataFilename that lives in device encrypted storage
val inStream: InputStream = directBootContext.openFileInput(appDataFilename)
// Use inStream to read content…
Context directBootContext = appContext.createDeviceProtectedStorageContext();
// Access appDataFilename that lives in device encrypted storage
FileInputStream inStream = directBootContext.openFileInput(appDataFilename);
// Use inStream to read content…

Use o armazenamento criptografado do dispositivo apenas para informações que precisam estar acessíveis durante o modo de inicialização direta.

Não use esse tipo de armazenamento como um repositório criptografado para fins gerais.

Para informações particulares do usuário ou para dados criptografados que não são necessários durante o modo de inicialização direta, use o armazenamento criptografado de credenciais.

Receber notificações quando o usuário desbloquear

Quando o usuário desbloqueia o dispositivo após a reinicialização, seu app pode voltar a acessar o armazenamento criptografado de credenciais e usar serviços regulares do sistema que dependem das credenciais do usuário.

Para receber uma notificação quando o usuário desbloqueia o dispositivo depois de uma reinicialização, registre um BroadcastReceiver a partir do componente em execução para ouvir mensagens de notificação de desbloqueio. Quando o usuário desbloqueia o dispositivo após a inicialização:

  • Se o app tem processos em primeiro plano que precisem de notificação imediata, ouça a mensagem ACTION_USER_UNLOCKED.
  • Se o app usa somente processos em segundo plano que possam agir sobre uma notificação atrasada, ouça a mensagem ACTION_BOOT_COMPLETED.

Se o usuário desbloqueia o dispositivo, você pode descobrir chamando UserManager.isUserUnlocked().

Migrar dados já existentes

Se o usuário atualiza o dispositivo para usar o modo de inicialização direta, você pode ter dados que precisem ser migrados para o armazenamento criptografado do dispositivo. Use Context.

moveSharedPreferencesFrom() e Context.

moveDatabaseFrom() para migrar dados de preferências e do banco de dados entre o armazenamento criptografado de credenciais e o armazenamento criptografado do dispositivo.

Tenha bom senso ao decidir quais dados migrar do armazenamento criptografado de credenciais para o armazenamento criptografado do dispositivo. Não migre informações particulares do usuário, como senhas ou tokens de autorização, para o armazenamento criptografado do dispositivo. Em alguns casos, pode ser necessário gerenciar conjuntos separados de dados nos dois repositórios criptografados.

Testar o app com reconhecimento de criptografia

Teste seu app com reconhecimento de criptografia com o modo de inicialização direta ativado. Existem duas maneiras de ativar a inicialização direta.

Atenção: ao ativar a inicialização direta, você exclui permanentemente todos os dados do usuário no dispositivo.

Em dispositivos compatíveis com o Android 7.0 instalado, ative a inicialização direta seguindo um destes procedimentos:

  • No dispositivo, ative as Opções do desenvolvedor acessando Config. > Sobre o telefone e tocando em Número da versão sete vezes. Quando a tela de opções do desenvolvedor for disponibilizada, acesse Settings > Developer options e selecione Convert to file encryption.
  • Use os seguintes comandos de shell adb para ativar o modo de inicialização direta: $ adb reboot-bootloader
    $ fastboot –wipe-and-use-fbe

Um modo de inicialização direta emulado também está disponível, caso você precise trocar de modo nos dispositivos de teste. É preciso usar o modo emulado somente durante o desenvolvimento, porque ele pode causar perda de dados.

Para ativar o modo de inicialização direta emulado, defina um padrão de bloqueio no dispositivo.

Caso seja solicitada uma tela de inicialização segura ao definir esse padrão, escolha “No thanks” e, em seguida, use o seguinte comando de shell adb:

$ adb shell sm set-emulate-fbe true

Para desativar o modo de inicialização direta emulado, use o seguinte comando:

$ adb shell sm set-emulate-fbe false

O uso desses comandos faz com que o dispositivo seja reinicializado.

Verificar o status de criptografia da política do dispositivo

Aplicativos de administração de dispositivo podem usar DevicePolicyManager.getStorageEncryptionStatus() para verificar o status atual de criptografia do dispositivo. Caso seu app esteja sendo direcionado para um nível de API inferior ao 24.0 (Android 7.

0), getStorageEncryptionStatus() retornará ENCRYPTION_STATUS_ACTIVE se o dispositivo estiver usando a criptografia de disco completo ou uma criptografia baseada em arquivo com inicialização direta. Em ambos os casos, os dados são sempre armazenados criptografados em repouso.

Caso seu app esteja sendo direcionado a um nível de API igual ou superior ao 24.0, getStorageEncryptionStatus() retornará ENCRYPTION_STATUS_ACTIVE se o dispositivo estiver usando a criptografia de disco completo.

Ele retornará ENCRYPTION_STATUS_ACTIVE_PER_USER se o dispositivo estiver usando a criptografia baseada em arquivo com a inicialização direta.

Se você criar um app de administração de dispositivo direcionado ao Android 7.0, verifique a presença de ENCRYPTION_STATUS_ACTIVE e ENCRYPTION_STATUS_ACTIVE_PER_USER para determinar se o dispositivo é criptografado.

Outras amostras de código

A amostra da Inicialização direta (em inglês) demonstra com mais detalhes o uso das APIs abordadas nesta página.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*