Como aproveitar sementes: 12 passos (com imagens)

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

Acho que toda a gente concorda que a batatas doce têm vindo a ganhar cada vez mais fãs um pouco por todo lado! Saborosa, saudável e nutritiva, há cada vez mais pessoas que optam por incluir este tipo de batata na sua alimentação!  Existem cada vez mais interessados em saber como plantar batata-doce e por essa razão este artigo pode ser muito útil.

Muitas das pessoas que têm uma horta já se aventuram na produção de batata-doce. No entanto, por não aplicarem os passos adequados, acabam por desistir a meio do percurso e acabam ou por não colher o suficiente ou por nem sequer chegar a colher nada.

Hoje, venho provar-vos que plantar batata doce é simples!  Conheça o meu guia passo-a-passo, que lhe vai garantir uma colheita fantástica.

Genericamente, existem três formas de plantar batata-doce:

  • (1) a partir da rama da planta adulta;
  • (2) a partir da semente;
  • (3)  a partir da germinação do próprio tubérculo. (Esta técnica é a mais usada para germinar a batata-doce, principalmente para quem pouco sabe sobre a cultura e quer uma maneira rápida e fácil para procurir rebentos de batata-doce. Para usar esta técnica precisa de uma batata-doce e de um copo com água. Coloque  a batata-doce num copo de água e cubra  apenas o tubérculo de forma parcial. Depois de alguns dias irá observar que a batata-doce criou raízes e rama, tal como mostra as imagens abaixo.

Sabia que uma batata-doce pode originar até 12 rebentos?

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)Fonte da imagem:Como PlantarComo Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)Fonte da imagem:pinterest.com

  • Pode também semear a batata directamente na terra, tal como faz com a batata-semente normal. Se optar por este procedimento, pode consumir toda a batata e aproveitar só a parte de cima da batata onde foi cortada a rama tal como exemplifico nesta imagem (nunca experimentei este método, portanto não posso dar a minha opinião sobre o mesmo).

Quando fazer a plantação da batata-doce?

A época ideal para a plantação da batata-doce no hemisfério norte é entre o período de  Abril e Junho.

Se optar por produzir os seus próprios rebentos tal como indico acima, deve começar o seu cultivo em Novembro, comprando batatas-doces com uma boa superfície , lisas e sem buracos.

Se optar por plantar batata-doce em vasofure-o para melhorar a drenagem das plantas e cubra o solo com casca de pinheiro por exemplo, ajudando a combater o crescimento de infestantes e fomentando a retenção de calor.

Para plantar  batata-doce opte por um ângulo de 45° para os rebentos saírem do solo mas evite que estes toquem no solo. Os rebentos de batata-doce devem ter cerca de  18cm a 30 cm (como na figura abaixo), transfira-as para o solo.

Plantar batata-doce pode demorar entre 3 a 4 meses, podendo a  plantação  ocorrer 3 a 4 semanas depois da última geada, quando os solos já estão mais quentes/aquecidos.

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)Fonte da imagem:Assim que Faz

Quais os utensílios de que vai precisar para plantar batata-doce?

  • Rebentos de plantas de batata-doce
  • Enxada ou qualquer outro utensílio que permita abrir um “rego”;
  • Pode necessitar de calcário dolomítico, caso necessite de equilibrar o pH da solo
  • Húmus ou estrume (qualquer das duas opções é uma boa alternativa)
  • Regador
  • Balde

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

Procedimento para plantar batata doce

  1. Proceda à preparação do solo que vai necessitar para instalar a sua cultura.

    Para tal,  limpe a superfície da terra o melhor possível e logo depois, cave  um “buraco” o melhor e mais profundo que conseguir;

  2. Depois do solo estar pronto para receber a cultura, espalhe o calcário dolomítico no solo anteriormente preparado( cuidado com os excessos!) e   cave novamente para permitir  misturar bem o calcário.
  3. Abra covas profundas com um  espaçamento de aproximadamente 50 cm entre “linhas de plantação” e  coloque uma quantidade significativa de húmus ou estrume no fundo da cova. Posteriormente, proceda à cobertura  desta cova  com terra.
  4. Coloque 1 rama de batata-doce por cova, certificando-se sempre que a rama desta não fique a tocar na terra para evitar problemas futuros;

Cuidados que se deve ter com a cultura da batata-doce

Neste tópico vou falar-lhe de alguns cuidados essenciais que deve ter em consideração  antes de decidir plantar batata doce. São eles: clima, luminosidadesoloregacontrolo de infestantes e cuidados na colheita.

1. Clima

A batata-doce adapta-se  melhor em climas tropicais ou subtropicais, com temperaturas acima de 20°C.

A temperatura ideal para a cultura da batata-doce está no intervalo  entre 24°C e 26°C.  Em locais mais frios com temperaturas mais baixas, aconselho a plantar batata-doce em estufas no entanto as  raízes tuberosas resultantes  geralmente são mais pequenas.

2. Qual o solo que a batata-doce prefere?

Para plantar batata-doce, o solo deve ter boa drenagem e ter textura  limo-argilosa.

Os regos devem ter 30 cm de largura e devem ter um espaçamento entre eles de 1 metro. No espaçamento entre plantas,deve-se considerar uma distância entre  24 a 35 cm.

3. Quantas vezes deve regar a sua cultura da batata-doce?

A batata-doce não exige muitos cuidados no que diz respeito à rega.  Tente regar a sua plantação de batata-doce sempre que possível, duas ou três vezes por semana. Os períodos mais secos e quentes são os mais críticos  e por essa razão nesses casos, a humidade profunda permitirá  um melhor rendimento quando for efectuada a  colheita.

  • Em suma, deve ter em atenção que o solo deve ser regado de forma a estar sempre húmido mas evite que  este  fique encharcado.
  • A cultura exige humidade nos períodos de enraizamento e crescimento, mas as regas devem ser espaçadas no período pré-colheita, para que a batata “atempe”.
  • Nas etapas iniciais a seguir a plantar batata-doce,  capriche mais na rega  para garantir que as plantas enraízem bem.

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

4. Como fazer o controlo das infestantes?

O controlo das plantas infestantes deve ser feito o mais cedo possível, principalmente antes  das ramas de  batata-doce cobrirem o espaços entre as linhas de plantação.

Existem apenas dois herbicidas homologados para a cultura da batata-doce, cujas substâncias ativas são, para um, a cicloxidime e, para outro, a fluazifope-P-butilo, podendo ser adquiridos nas empresas que comercializam produtos  para a agricultura.

5. Pragas e doenças : como prevenir?

A cultura da batata-doce não tem muitos registos de pragas e doenças. A  cigarrinha verde e algumas viroses são os principais problemas fitossanitários.

Os problemas fitossanitários causados por  vírus diminuem a produtividade, podendo ser eliminados  com técnicas laboratoriais.

No que diz respeito a cigarrinha verde, Empoasca fabalis, provoca pontuações mais claras nas folhas da batata-doce , que podem  diminuir a capacidade fotossintética das suas folhas. No entanto, esta praga não é normalmente  combatida na região com produtos fitossanitários.

É importante referir que os únicos produtos fitossanitários homologados para a batata-doce são os  herbicidas tal como referido no tópico anterior.

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

6. Colheita da batata-doce: cuidados essenciais

Para evitar problemas fitossanitários, recomenda-se  o tratamento com calda bordalesa (de 15 dias em 15 dias)  para prevenir o aparecimento de doenças e pragas.

A colheita deve ocorrer de 90 a 120 dias após a plantação. Um dos principais  sintomas de que as batatas doces estão prontas a ser colhidas é a cor amarelada da rama,  ao invés da cor  verde predominante.

A colheita deve  ser feita por teste, cavando algumas batatas de vários regos para verificar o calibre das batatas. Caso este tenha calibre médio, pode ser uma boa altura para fazer a colheita. Caso o topo das plantas esteja escuro faça a colheita o mais rapidamente possível evitar muitas perdas.

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

Plantar batata-doce não é difícil, e não precisa de muitos conhecimentos agrícolas  para conseguir fazê-lo.

Este artigo que escrevi para si, tem as ideias básicas para saber o que fazer e se orientar no momento da plantação. Este artigo  simplifica bastante todo o processo desde a plantação à colheita e explica todos os passos  para saber  o que fazer na  hora de plantar batata-doce.

Agricultura e Mar Actual

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

Produção de sementes de milho

Tecnologia de sementes – Produção de sementes de milho

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens) 1. Introdução Uma vez completada a fase vegetativa de uma planta, cujo período, em dias, pode variar bastante dentro de uma mesma cultivar, inicia-se a fase reprodutiva, cuja duração é praticamente constante. Essa é a razão de se ter épocas recomendadas de semeadura, em função de uma cultivar ser de maturidade precoce ou tardia. Quando iniciada a fase reprodutiva da planta, esta é irreversível e determina a perpetuação da espécie. O desenvolvimento e a maturação das sementes são aspectos importantes a serem considerados na tecnologia de produção de sementes, pois entre os fatores que determinam a qualidade das sementes estão as condições de ambiente predominantes na fase de florescimento/frutificação e a colheita na época adequada. Portanto, o conhecimento, de como se processa a maturação das sementes e dos principais fatores envolvidos, é de fundamental importância para a orientação dos produtores de sementes, auxiliando no controle de qualidade, principalmente no que se refere ao planejamento e a definição da época ideal de colheita.

2. Cultivares de milho

As cultivares de milho podem ser subdivididas em dois tipos principais:

 I.    Híbridos:

Podem ser híbridos simples, triplos ou duplos. O híbrido simples é o resultado do cruzamento entre duas linhagens puras e é indicado para sistemas de produção que utilizam alta tecnologia, pois possui o maior potencial produtivo. São também os mais caros.

 O híbrido triplo é obtido a partir do cruzamento entre uma linha pura e um híbrido simples e é indicado para média a alta tecnologia, enquanto o híbrido duplo é o resultado do cruzamento entre dois híbridos simples, sendo indicado para média tecnologia (Figura 1).

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens) Figura 1 – Esquema de obtenção de híbridos simples (A) e duplo (B) Existem ainda no mercado os híbridos simples modificados (HSm) e os híbridos triplos modificados (HTm). Para obtenção de um HSm, é utilizado como progenitor feminino um híbrido entre duas linhagens irmãs e como progenitor masculino, uma outra linhagem não aparentada. No caso do HTm, o parental feminino é um híbrido simples e o parental masculino é um híbrido formado por duas linhagens afins. Outros tipos de híbridos encontrados no mercado, mas em menor proporção, são os híbridos intervarietais (HIV), que são o resultado do cruzamento entre duas variedades, e os híbridos Top-crosses, que são produzidos pelo cruzamento de uma linhagem com uma variedade. Os híbridos só têm alto vigor e produtividade na primeira geração (F1), sendo necessária a aquisição de sementes híbridas todos os anos. Se os grãos colhidos forem semeados, o que corresponde a uma segunda geração (F2), haverá redução, dependendo do tipo do híbrido, de 15 a 40% na produtividade, perda de vigor e grande variação entre plantas. Em termos de produção de sementes de cada um dos híbridos, há algumas peculiaridades que merecem ser destacadas. Como a linha pura produz pouca semente (± 1,2 t/ha) a produção de milho híbrido simples é mais difícil, enquanto a obtenção de híbridos duplos é a mais fácil, pois na sua formação envolve híbrido simples os que potencialmente possuem as maiores produtividades. Sementes de milho híbrido simples custam mais por produzirem mais grãos em condições de alta tecnologia e por se obter menos sementes por área.

II.    Variedade:

Uma variedade de milho é um conjunto de plantas que apresentam certa variabilidade, mas com características genéticas comuns. Quando se considera a população, esse tipo de material é geneticamente estável e, por essa razão, com os devidos cuidados em sua multiplicação, as sementes podem ser reutilizadas por várias gerações em sucessivas safras, sem nenhuma perda de seu potencial produtivo. As sementes das variedades melhoradas são de menor custo e de grande utilidade em regiões onde a utilização de milho híbrido torna-se inviável devido às condições econômico-sociais e de baixa tecnologia. As variedades são também muito importantes em sistemas de produção agroecológicos ou orgânicos. Embora estes sistemas de produção não restrinjam o uso de híbridos, a adoção de variedades permite ao produtor produzir sua própria semente a um preço bem menor e com menor utilização de recursos externos.   A maioria das empresas produz apenas híbridos, sendo que algumas produzem apenas híbridos triplos e simples. As variedades são produzidas principalmente por empresas públicas e por empresas licenciadas a partir de cultivares obtidas por programas públicos de pesquisa. Nos últimos anos, tem-se verificado um crescente aumento da disponibilidade de híbridos simples no mercado, sendo que desde a safra 2011/12 esse tipo de cultivar já representa mais de 60% das sementes disponíveis. Os híbridos triplos e simples somados representam 82,46% do mercado. Várias informações são importantes para a produção de cada cultivar, especialmente àquelas referentes:

a) Semeadura

A razão de semeadura para produção de sementes vai depender da capacidade de polinização do macho. Entretanto, em geral, semeiam-se seis linhas da fêmea e duas do macho (Figura 2) . Isto significa, neste caso, que 25% da área não será utilizada para semente (referente a proporção do macho). Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens) Figura 2 – Campo de produção de sementes de milho. É essencial que haja sincronismo na maturação da flor feminina (boneca) com do macho (pendão) e para isso muitas vezes é necessário que um dos pais seja semeado mais tarde. Estima-se o tempo necessário em função dos graus dias necessários para florescer. Ainda sobre semeadura, deve-se marcar as linhas do macho com algum mecanismo (colocar junto semente de uma outra cultura) para que no momento do despendoamento saber em que linhas atuar.

b) Despendoamento

Atualmente utiliza-se despendoar (retirar o pendão) a fêmea para possibilitar a polinização cruzada e assim colher essas linhas para semente que serão F1 (Figura 3). O despendoamento é uma tarefa difícil que consiste em retirar o pendão antes que esteja liberando pólen sem danificar muito planta (quanto mais folhas saem junto com o pendão menos é a produção de sementes). Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens) Figura 3 – Operação de despendoamento. Como a emissão do pendão distribui-se no tempo é comum entrar-se na lavoura 3 a 4 vezes para o despendoamento. Costuma-se, para cada 4 pessoas que despendoam, ter uma para supervisionar. Estima-se que sejam necessárias 90 horas de trabalhos para despendoar um ha. Campos para produção de sementes que apresentarem mais de um por cento de seus pendões liberando pólen devem ser rejeitados. O despendoamento é crítico e muitas vezes coincide com períodos chuvosos, requerendo do pessoal de campo muito boa vontade para trabalhar sob a chuva. Uma vez o pendão apontando entre as folhas, tem-se 48 horas para removê-lo.

c) Colheita

Começa-se pelas linhas do macho para minimizar os problemas de mistura. Algumas empresas cortam as linhas do macho assim que o período de polinização passou. Mesmo com todas precauções, é aconselhável realizar a seleção das espigas no momento da colheita.

 Em geral, há diferenças morfológicas entre as espigas do macho e da fêmea. Uma das razões para a  colheita das sementes em espiga é a possibilidade de realizar-se a seleção das mesmas.

A outra é devido a qualidade fisiológica, pois as sementes de milho alcançam o ponto de maturidade fisiológica com 35% de umidade, percentual esse que praticamente impossibilita o degrane das sementes.

José Luis da Silva Nunes Engenheiro Agrônomo, Dr. em Fitotecnia

Bibliografia consultada

PESKE, S.T.; ROSENTHAL, M.D.; ROTA, G.R.M. Sementes: Fundamentos científicos e tecnológicos. 3ª edição. Pelotas: Editora rua Pelotas, 2012. 573p.

Girassol: Veja Como Plantar e Cuidar +35 Imagens Fascinantes

Banner ocultado para dispositivos móveis.

A flor do girassol tem uma característica instintiva conhecida por todo mundo, pois a planta se posiciona na direção do sol durante o dia todo.  Você sabia que a flor do girassol é um ícone dos movimentos ecológicos e a beleza dessa planta é comemorada no dia 1° de maio?

O girassol simboliza a luz do sol, a vivacidade e a alegria, por isso você pode  presentear uma pessoa com um buquê ou até mesmo com a planta em vaso. Na decoração, o girassol é muito utilizado em sala de estar, varanda, cozinha completa e jardins internos e externos.

Para você que gosta de girassol, preparamos algumas ideias de como utilizar essa planta na decoração de sua casa. Confira e inspire-se no colorido da flor de girassol.

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

1- O Girassol é uma planta ornamental ideal para áreas internas e externas. Fonte: Fiveprime

Assista o vídeo e saiba como plantar girassol

Confira também:

Flor de girassol: Decore com as cores vibrantes

A flor de girassol tem a cor amarela ou tons de laranja em suas pétalas e seu caule pode atingir até 3 metros de altura. As sementes são usadas para a produção do óleo de cozinha, biodiesel, alimentos de pássaros e até para a produção de esmaltes de unha.

Você pode realçar a decoração de sua casa utilizando a beleza e as cores da flor de girassol. Segundo o Feng Shui essa planta atrai sorte e vibrações positivas para o ambiente, além disso, simboliza a integridade e a força.

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

2- A flor de girassol pode decorar vários ambientes de sua casa. Fonte: AliExpress

Os arranjos de flor de girassol nos vasos de plantas podem ser conservados por mais tempo com uma técnica simples, basta misturar em uma vasilha conservante floral em água morna. Depois, você pode  cortar os cabos na altura desejada e tirar todas as folhas.

Para finalizar, coloque a água no vaso e organize as flores. Esse processo de manutenção e conservação da flor de girassol permite que a planta fique bonita e vistosa por mais tempo, principalmente enquanto decora a mesa de centro.

Buquê de Girassol: Opte pela flor do sol

Se você busca uma opção diferente e alegre para decorar o seu evento, utilize o arranjo ou  buquê de girassol  que pode ser feito com flores frescas ou secas. O buquê de girassol também é feito em composição com outras flores coloridas para decoração de mesa de jantar.

Em casamentos é possível combinar o buquê de girassol da noiva com os arranjos da igreja e da festa com a mesma flor. O formato e as cores da flor de girassol é uma proposta diferente para o arranjo de flores que tradicionalmente uma noiva carrega.

3- O Buquê de girassol para um casamento é confeccionado com flores naturais ou artificiais. Fonte: Thomas William

O buquê de girassol foi montado com rosas, girassóis, pequenas margaridas e flores azuis. É um arranjo diferente para noivas que procuram graciosidade, beleza e arrojo. Você também pode usar o arranjo e o buquê de girassol em festa de 15 anos, festa havaiana e réveillon. Se preferir, compre as flores artificiais do tipo girassol, assim você pode reaproveitar as flores para decorar sua casa.

Como plantar girassol: Cultive em vasos, jardineiras ou canteiros

Para você que deseja aprender como plantar girassol saiba que essa planta é anual e produz flores grandes no verão. O cultivo do girassol é fácil, mas você precisa ter cuidado com a falta de insolação para não prejudicar o desenvolvimento.

Antes de iniciar o plantio você deve escolher um local ensolarado no seu jardim que seja afastado de muros, árvores e outras barreiras para o sol. É muito importante que a muda do girassol receba pelo menos 8 horas de luz direta por dia, então se for colocar em cima da escrivaninha, garanta que bata luz no ambiente.

Veja como plantar girassol na área externa de sua casa.  Confira o nosso passo a passo!

  1. Escolha um local que a luz solar não seja bloqueada;
  2. O solo deve ser preparado para ter boa drenagem, por isso misture um pouco de areia;
  3. Cave um buraco e misture adubo;
  4. Plante cada semente com 2,5cm de profundidade;
  5. Faça o espaçamento entre as mudas de pelo menos 15cm;
  6. Mantenha o solo em torno da planta úmido, mas não encharque;
  7. Regue a planta após o seu desenvolvimento apenas 1 vez por semana;

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

4-Por ser uma planta anual, o girassol murcha e morre após a sua floração. Fonte: Dicas online

Quando o girassol atingir um metro de altura, você pode apoiá-la com estacas para que a planta possa sustentar o peso da flor. A flor de girassol costuma durar de 30 a 45 dias aproximadamente.

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

5- O girassol pode ser plantado em vasos, jardineiras ou diretamente no chão. Fonte: Pinterest

Nessa jardineira que enfeita a janela de madeira foram colocados diversos vasos com girassóis plantados e recobertos com casca de pinus para fazer o acabamento. O girassol tem um grande apelo ornamental devido ao tamanho de sua flor e o colorido vibrante de suas pétalas.

Como cuidar de girassol: 10 dicas de cultivo

Se você precisa saber a melhor maneira de como cuidar de girassol, vamos te ajudar com 10 dicas interessantes para que o seu girassol cresça de forma saudável. Como cuidar de girassol não requer experiência você pode cultivar a planta sem dificuldade, apenas invista nas ferramentas de jardinagem. Veja a nossa a lista abaixo!

  1. Os brotos de girassol pequenos são frágeis, por isso regue a uma distância de 10cm da planta;
  2. Proteja as sementes de girassol dos pássaros e caracóis com uma rede;
  3. Coloque repelente e isca para caracóis formando um círculo em volta da planta, dessa forma você criará uma barreira;
  4.  Plante as sementes com espaçamento mínimo de 15cm com ajuda de luvas;
  5.  Quando as raízes se desenvolverem diminua a quantidade de regas;
  6. Em climas muito secos, aumente a quantidade de regas para que a planta floresça;
  7. Cuidado com o excesso de fertilizantes;
  8.  Caso necessário, escore as plantas e amarre o caule frouxamente com um pano;
  9.  As substâncias químicas produzidas pelo girassol atrapalham o desenvolvimento de batatas e vagens, portanto não plante próximas uma das outras;
  10. Quando a cabeça da flor começar a ficar na cor marrom, separe algumas sementes para plantar no próximo ano;

6- Mudas de girassol. Fonte: Hortas.info

As sementes de girassol podem ser guardadas para o replantio e formação de novas plantas para o próximo ano. Há no mercado sementes de girassol com ou sem casca, torrados ou crus utilizados em diversos preparos para pratos culinários.

Os benefícios das sementes de girassol vão desde o combate ao mau colesterol até o aumento de fibras no intestino para auxiliar o bom funcionamento.

7- O girassol gira sempre na direção do sol. Fonte: Pinterest

Confira a nossa galeria de flor de girassol

8- O girassol é uma planta ornamental que decora a fachada de casas. Fonte: Pinterest

9- Arranjo de girassol em vaso com água e conservante para plantas. Fonte: Pinterest

10- O girassol se desenvolve em terrenos com boa drenagem. Fonte: Pixabay

11- Arranjo com girassol para centro de mesa. Fonte: Pedro Lopes

12- O girassol em vasos decoram salas de jantar e outros cômodos da casa. Fonte: Pinterest

13- A haste do girassol é longa é ideal para decorar mesas e bancadas. Fonte: Unplash

14- Vaso com girassol na janela cria uma atmosfera romântica. Fonte: Unplash

15- O girassol em vaso branco produz um efeito decorativo na sala de jantar. Fonte: DHgate

16- Arranjo decorativo com girassol é ótimo para eventos rústicos. Fonte: Pinterest

17- Girassol é uma flor utilizada na decoração de todos os estilos. Fonte: Unplash

18-Girassol é o principal destaque na decoração da sala de jantar. Fonte: Gazeta do Povo

19- O girassol é uma flor que dura em média 30 dias. Fonte: Pinterest

20- O girassol é uma planta encontrada no mercado com um valor bastante acessível. Fonte: Doce obra

21- Girassol é uma planta que necessita de sol, por isso a varanda é um local ideal. Fonte: Pinterest

22- A flor de girassol sempre se destaca nos arranjos florais. Fonte: Pinterest

23- O girassol é uma planta que exige incidência de luz solar para o seu pleno desenvolvimento. Fonte: Doce Obra

24- O buquê de girassol é uma tendência para arranjos de flores de noiva. Fonte: Isabela Flores

25- Buquê de girassol pode ter acabamentos com fitas de cetim. Fonte: Pinterest

26- O arranjo de girassol complementa a decoração do espaço. Fonte: Angel Flowers

27- Girassóis são utilizados para decoração de eventos de todos os tipos. Fonte: maytepiragibe

28- Os vasos em argila são ótimos para plantar girassol. Fonte: Ebay

29- Não é necessário ter muitas unidades de girassol para fazer um arranjo simples e delicado. Fonte: Pinterest

30- O girassol é uma planta muito utilizada no paisagismo. Fonte: Pinterest

31- O girassol é uma planta que leva um colorido intenso ao jardim. Fonte: Hortas.info

32-Girassol é uma tendência na decoração de festas de 15 anos. Fonte: Pinterest

33- O girassol além da beleza trás muitos benefícios à saúde. Fonte: Tudo Ela

34- As sementes do girassol atraem pássaros para se alimentar. Fonte: Um jardim para cuidar

35- O girassol é chamado de flor do sol. Fonte: Pinterest

Confira um passo a passo de como plantar girassóis

Infográfico – Girassol

Copie o código abaixo e compartilhe este infográfico no seu site

Infográfico feito por Viva Decora https://www.vivadecora.com.br/.

Plante um feijãozinho

Infantil

A primavera está quase chegando e daqui a pouco vamos ver as ruas, escolas
e jardins todos cheios de flores de todas as cores.

Margaridas, rosas, lírios, gardênias… são muitos os tipos e muitos os
perfumes mas, infelizmente, nem todas são muito fáceis de cuidar e cabem em
qualquer lugar.

Mas em compensação outras plantinhas cabem em qualquer lugar e você pode
plantar sozinho. O feijão é um exemplo.

Vamos aprender a plantar um feijãozinho?

Você vai precisar de:

  • Um copo plástico descartável
  • Cerca de 5 gramas de algodão esterilizado (para evitar a proliferação de
    fungos e bactérias)
  • Um grão de feijão
  • Água

Como plantar!

Primeiro você precisa umedecer o algodão com a água. Depois forre o fundo
do copo descartável com o algodão umedecido.

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

Mais ou menos em 3 dias a raiz começará a aparecer e um pouco mais tarde
seu feijão vai começar a nascer.

Mudando de lugar

Mas nada de deixar o feijão lá para sempre hein? Quando o feijão atingir
cerca de 20cm, é a hora de retirar o feijão do copo pois ele já esta bem
grandinho e a reserva nutritiva já acabou. Se ele continuar no algodão pode
até morrer.

Como Aproveitar Sementes: 12 Passos (com Imagens)

Nesta etapa você vai precisar da ajuda de um adulto para cavar um buraco de
cerca de 10cm de diâmetro, por 10cm de profundidade.

Regue bem seu
feijãozinho e depois de alguns meses ele já estará lindo e bem grandão.
Quem sabe você também não entra na história como aconteceu com João e o Pé
de Feijão?

  • Conheça nossos planos e serviços
  • (32) 2101-2000
  • A melhor internet está aqui!

Se você possui sugestões de pauta, flagrou algum fato curioso ou irregular, envie-nos um WhatsApp

Ao postar comentários o internauta concorda com os termos de uso e responsabilidade do site.

Arquivo

Ciclo do café: as 8 etapas até chegar à sua xícara

Quem saboreia uma boa xícara de café pode não fazer ideia do grande caminho empreendido por produtores, beneficiadores e provadores até chegar na nossa mesa. Esse é o famoso ciclo do café!

Já imaginou como funciona uma plantação? E qual a época de colheita? Aliás, o café é uma fruta ou uma semente? Chegou a hora de conhecer mais sobre a cadeia produtiva da sua bebida preferida!

1. Plantio

Apesar de existirem mais de 25 variedades de café, duas se destacam e são geralmente escolhidas para serem plantadas: arábica e robusta. Arábica é o grão utilizado para a maioria dos cafés especiais; já os do tipo robusta integram blends que são muito comuns nas prateleiras do supermercado.

O grão de café é, na verdade, uma semente. Se não for processado pode ser plantado, pois dará origem a uma árvore de café. É cultivado em viveiros até germinar, quando é plantado em solo preparado.

Regada constantemente e protegida do sol direto, a muda de café tem tudo de que precisa para se desenvolver. Quando se torna um arbusto, é plantada definitivamente. Em média, demora-se entre três e quatro anos para que a planta dê frutos.

2. Colheita

3. Fermentação

O outro método envolve água e maquinário, e se baseia na separação da polpa e do grão. A polpa é lavada com água. Os grãos são separados por peso ao serem colocados em canais de água. Os mais leves flutuam para o topo, enquanto os grãos maduros, mais pesados, afundam. Em seguida, eles passam por uma série de tambores rotativos que os separam por tamanho.

Depois, os grãos são transportados para tanques de fermentação cheios de água. Dependendo de uma combinação de fatores que envolve grãos, clima e altitude, eles permanecerão nestes tanques entre 12 e 48 horas.

A finalidade deste processo é remover a camada lisa de mucilagem que ainda está ligada ao grão. Enquanto os grãos descansam nos tanques, enzimas naturais que se formam no processo farão com que esta camada se dissolva.

Quando a fermentação está completa, os grãos estarão em estado bruto e ásperos ao toque. Nesse momento, eles são lavados em canais de água adicionais.

4. Secagem

5. Prova

Muitos fabricantes adquirem o café em seu estado verde. Mas como saber se estão comprando uma boa mercadoria? Eis que são feitas torras de pequenos lotes para uma prova de sabor do café por profissionais que determinam as características como acidez, sabor e aroma. Esse processo se chama cupping e, geralmente, ocorre em um ambiente próprio. O profissional responsável – ou cupper – executa diversos testes para assegurar a qualidade do produto. Um especialista pode provar dezenas de cafés por dia e ainda conseguir distinguir sutis diferenças entre eles.

6. Torra

Após ser aprovado, é hora da torra! Esse processo transforma o café verde nos grãos marrons que são vendidos. A maioria da máquinas de torra operam em temperatura elevada enquanto giram, espalhando calor por igual. Após a torra, o café é imediatamente resfriado com água ou ar. Essa etapa deveria ser realizada próxima à venda do café, pois, uma vez torrado, seu consumo deve ocorrer logo, para que sejam aproveitadas as qualidades da bebida.

7. Moagem

O objetivo de uma moagem adequada é obter o máximo de sabor em uma xícara de café. O estilo da moagem, mais grossa ou fina, depende do método pelo qual seu café vai ser preparado. Geralmente, quanto mais fina a moagem, mais rápido deve ser o preparo. É por isso que o café moído para uma máquina de café espresso é muito mais fino do que o café a ser coado.

8. Preparo

Essa talvez seja a parte mais divertida. São tantos métodos que dá para experimentar bastante: máquina espressa, máquina de cápsulas, prensa francesa, aeropress, filtro de papel ou pano, cafeteira italiana…

O importante é aproveitar o café. Afinal, agora você já sabe: ele fez uma longa viagem até chegar à sua xícara!

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*