Como aprender uma peça de piano rapidamente: 10 passos

Tempo de leitura: 14 minutos

Aprender piano – Se o seu objetivo é aprender piano mais rápido e com mais qualidade, deve seguir algumas estratégias para que seus resultados possam acontecer como esperado.

O piano é uma verdadeira paixão entre as pessoas de todo o mundo, e com o acesso aos meios digitais, ficou ainda mais fácil conhecer e aprender a tocar este instrumento.

Veja agora um tutorial com 20 dicas fantásticas para aprender piano com maior êxito!

1) Aprender piano exige tempo

Tenha sempre um tempo fixo para suas aulas e seus ensaios – mesmo que você faça cursos de piano on-line ou se fizer aulas presenciais. A prática é muito importante para os seus resultados. Nas aulas, você aprende a fazer, mas é o treino que efetiva o seu aprendizado.

Como Aprender uma Peça de Piano Rapidamente: 10 Passos

Cada pessoa tem suas próprias necessidades quanto ao tempo de ensaio – umas preferem treinar uma vez por dia e outras acham que uma hora por semana já está bom. Avalie com cuidado a sua necessidade, mas não deixe de ensaiar as suas lições.

Veja neste artigo quais as principais desculpas quanto à falta de tempo e saiba como superar a preguiça.

2) Você não precisa sair de casa para aprender piano

Com a expansão da internet e com os novos métodos de aprendizagem, você pode aprender piano sem sair de casa. Isso não significa que não precisará de esforço e comprometimento: irá requerer horas de ensaio como qualquer tipo de aprendizado.

Em geral, os método on-line, ou seja, de educação a distância, são mais assertivos e possui diversos recursos de aprendizagem que facilitam a vida do aluno – vídeos, aulas, materiais complementares, fóruns de debate, etc. É o que oferece o programa Música sem Limites, que além de ser um curso inovador, propõem um método mais fácil para as pessoas aprenderem piano on-line – confira na Home deste blog mais informações.

Neste post, você ver que aprender piano on-line pode ser uma tarefa para qualquer tipo de pessoa. Confira!

3) Tenha um instrumento

Você pode ter um teclado e mesmo assim ensaiar as suas lições de piano – não que seja o mais indicado, mais aprender piano pode ser algo flexível.

Você pode ainda alugar um piano, ensaiar em um estúdio ou sala acústica (que muitas vezes ficam em lojas de instrumentos ou escolas de música), adquirir um piano só seu (caso tenha um orçamento para isso) ou ainda comprar um piano digital (que se assemelha muito com o piano comum e ainda possui recursos tecnológicos interessantes, além de ser mais barato. É importante ter um instrumento próprio, mas não tê-lo não é desculpa para não aprender piano.

Veja a diferença entre piano e teclado neste artigo. Saiba ainda como aprender piano sem ter um instrumento próprio nesta postagem.

4) Você não precisa saber partitura para aprender piano

Há vários outros métodos que não utilizam partitura nas aulas de piano. A partitura é uma notação musical importante, mas que muitas vezes assusta os iniciantes. Você pode começar com outros tipos de notação e nem por isso será menos pianista.

O método utilizado pelo programa Música sem Limites, do maestro e pianista Helio Moreira, por exemplo, não utiliza a partitura como principal recurso de aprendizagem. Na página principal deste blog você terá acesso a vídeo-aulas gratuitas e saberá mais a respeito. Confira!

Veja mais neste artigo: ele explica a utilizada de partitura e quais outras linguagens existem à disposição.

5) Piano é mais fácil do que você pensa

Muitas pessoas veem o piano como um monstro, mas é um dos instrumentos mais práticos entre os mais comuns.

Isso porque você consegue observar melhor as teclas e pedais, uma vez que está diante dele – diferentemente do que acontece com outros instrumentos, como o violão, por exemplo.

É claro que quem determina o instrumento de interesse é você, mas o piano pode até ser mesmo um ponto de partida para outros instrumentos musicais.

Como Aprender uma Peça de Piano Rapidamente: 10 Passos

Desta forma, podemos ainda dizer que cada instrumento tem seus pontos altos e baixos, suas dificuldades e facilidades. Além disso, fácil e difícil é relativo – verifique as suas crenças quanto ao instrumento.

6) Conheça os diferentes tipos de piano

Às vezes, você pode se identificar mais com uma versão do instrumento que outra. Desta forma, antes de avançar em seus estudos, conheça diferentes tipos de piano e aprenda mais sobre a sua sonoridade, história, diversidade, etc. Esta pode ser uma atividade divertida, mas uma experiência importante para o seu aprendizado.

Uma dica interessante é visitar lojas de instrumentos, salas de concerto e outros lugares que tenham pianos que você ainda não conhece, para ver in loco o instrumento em ação. No caso de dúvidas técnicas, converse com um especialista ou com o seu professor.

Conheça aqui os vários tipos de pianos de cauda e verticais lendo este artigo.

7) Seja paciente consigo mesmo

Pare de se cobrar demais: seja realista com o seu processo de aprendizagem. Cada aula é uma vitória e é preciso acreditar no método de ensino para aprender piano corretamente. Quando há muitas cobranças, os riscos de fracasso aumentam. Seja gentil consigo mesmo.

Você não aprenderá a tocar com destreza a Tocata e Fuga em D menor do Bach ou peças parecidas com uma semana de aula. Então, vá com calma! Comemore as pequenas vitórias no seu próprio tempo.

Leia este artigo motivacional: Eu quero aprender! Eu consigo!

8) Você pode vir a seguir uma profissão de sucesso através do piano

Isso funciona mais como um impulso motivador para quem gosta de piano e se vê trabalhando com isso. Há várias profissões que um músico que sabe tocar piano pode seguir.

Uma dela é o ensino de música – leia nesta postagem – mas há muitas outras que podem ser a sua meta – e é muito importante para os aprendizes de qualquer nível ter objetivos definidos.

Mesmo que você tenha um longo caminho pela frente, é sempre bom conhecer as suas possibilidades e ter o foco no que você quer fazer com esta atividade.

9) Não desista diante de pequenos obstáculos

Em tudo o que você for aprender em sua vida irá ter desafios e obstáculos. Nem sempre é fácil superar as suas expectativas, mas saiba que só depende de você ser melhor no piano do que foi ontem. Não se deixe abalar. Veja ainda quais as causas que possivelmente estão fazendo você desistir de aprender piano – confira neste artigo.

10) Aprenda a utilizar recursos que diminuem o som

Para não criar conflito com seus vizinhos e familiares e até mesmo para não prejudicar a sua audição, escolha bem o tamanho do piano para o espaço disponível, assim como recursos para diminuir o volume – como acontece com o piano digital, já que o comum é quase impossível conseguir isso. Não faça das suas aulas uma experiência desagradável, pois isso desfavorece a sua aprendizagem.

Veja como não incomodar seus vizinhos lendo este artigo.

11) Saiba se o seu instrumento realmente mexe com você

Muitas vezes e aprendiz de piano se questiona se aquele é o instrumento certo para si. Não se assuste se isso acontecer com você, pois ocorre com todos os tipos de pessoas e com todos os tipos de instrumento.

Você pode sempre reavaliar a sua paixão pelo piano e analisar melhor os seus sentimentos e sensações. Para lhe ajudar melhor com a questão, leia este artigo que fala sobre como sabemos quando um instrumento nos realiza.

12) Aprenda a tocar piano e toque com outras pessoas

É importante para um aprendiz de piano tocar com outras pessoas, principalmente se estas tocam outros instrumentos.

Desta forma, você verá como a sonoridade do seu instrumento combina ou não com os instrumentos de seus amigos.

Além disso, é importante compreender o resultado final de quando se toca em conjunto e a fazer da música uma parceria interessante. É uma ótima forma de fazer amigos.

Leia também:  Como armazenar bananas: 14 passos (com imagens)

Como Aprender uma Peça de Piano Rapidamente: 10 Passos

Mas será que tocar sozinho é diferente de tocar em grupo? Quais as diferenças? Veja mais neste artigo. E seja paciente se você sabe partitura e seus amigos não – ninguém é obrigado a saber as mesmas coisas que você – veja mais sobre este assunto nesta postagem.

13) Siga o mestre

O seu professor, seja homem ou mulher, presencial ou on-line, é um profissional e provavelmente sabe mais que você. Mesmo que as aulas possam parecer cansativas em alguns momentos e mesmo que você queira pular uns assuntos com os quais não se identifique, confie no seu professor.

Se ele leciona piano e se escolheu fazer disso a sua vida, pode ser que isso seja um amor incondicional pelo instrumento e pode ser que seja uma pessoa amplamente dedicada a conhecer tudo sobre ele. Aproveite os seus conhecimentos e ouça o que ele diz.

14) Saia da sua zona de conforto

Este é um desafio para muitas pessoas que querem aprender piano. Há pessoas que passam anos fazendo aulas, mas na hora de tocar em público tocam Brilha, Brilha, Estrelinha – mesmo que esta canção tenha sido composta por Mozart, há desafios maiores.

Parabéns para você? Isso você já sabe. Passe para alguma coisa mais elaborada.

E sempre que tiver oportunidade, mostre o que aprendeu para outra pessoa – não precisa ser para um público grande, mas para alguém com sensibilidade, que lhe dê outra perspectiva que não a sua.

Além disso, quando aprendemos um instrumento, o levamos para os nossos gêneros musicais preferidos. Conheça outros gêneros musicais e aprenda a tocar músicas destes ritmos.

Crie desafios para o seu aprendizado – é uma forma de aperfeiçoar e se adaptar. Se até agora buscou tocar composições clássicas, se aventure para o jazz ou para músicas a priori mais simples.

Tudo é válido – só não vale ter preconceito.

15) Tenha metas bem definidas em seu estudo

Todo aprendiz, independentemente do assunto que estuda, precisa ter um objetivo. Quando aprendemos piano, isso é fundamental.

Trabalhe com a gestão assertiva do seu tempo disponível, dividindo a sua meta em pequenas conquistas mensais ou semanais. Desta forma, você também tem como mensurar a sua evolução.

Não se prive de realizar as suas outras tarefas, mas não deixe os ensaios em segundo plano. Se planejou ensaiar, faça isso!

Como você se vê tocando piano no fim deste ano? E daqui a dois anos, que tipo de desenvoltura pretende alcançar? Você quer um hobbie ou uma profissão? Na parte mais técnica, sobre os assuntos e aulas, você pode definir uma meta com seu professor. Lembre-se que quem determina isso é você e não ele, mas ele pode fazer a diferença neste processo. Assim, ele já saberá o que você quer e poderá adaptar melhor seu treinamento.

16) Não fique medindo o tempo necessário para aprender piano

Uma questão comum é sobre quanto tempo se leva para de fato aprender piano. Não se preocupe tanto com isso, já que o tempo é bem relativo para cada pessoa.

No entanto, saiba que tudo depende muito do seu esforço e não adianta querer abraçar o mundo sem fazer as lições de casa.

Sem dedicação, não há resultados, e não tem porque você ficar indignado com o mundo, se a sua parte você não fez.

Como Aprender uma Peça de Piano Rapidamente: 10 Passos

A palavra de ordem é praticar! Não perca a oportunidade de treinar seu instrumento e proponha sempre novos desafios nos seus ensaios – ensaiar e o que faz a diferença em aprender mais rápido, pois leva em consideração as suas necessidades pessoais.

Veja mais sobre este tema lendo este artigo que coloca em perspectiva o tempo necessário para aprender piano.

17) Não importa se você é um adulto. Aprender piano não tem idade.

Muitas pessoas possuem preconceito de que são adultos e não podem mais aprender qualquer coisa, muito menos um instrumento tão complexo quanto o piano. Mas podem sim, já que qualquer indivíduo, independentemente da fase de sua vida, tem a capacidade de aprender, mesmo nos seus últimos momentos. Logo, não há desculpas para não aprender a tocar piano se este é o seu sonho.

Além disso, aprender piano pode render outras habilidades e benefícios, como ter uma concentração melhor, ampliar a capacidade de memorização, melhorar a coordenação motora, etc. Estas são vantagens interessantes para pessoas de qualquer idade.

Veja um pouco mais sobre este assunto lendo este artigo especial sobre adultos que aprendem a tocar piano.

18) Invista bem o seu dinheiro

Por mais que as aulas de piano estejam cada vez mais acessíveis – ainda mais para quem opta em tê-las pela internet, por exemplo, é importante saber como investir bem o seu dinheiro, seja com suas aulas ou com a escolha de seu instrumento, por exemplo. Mais uma vez ressaltamos a importância de ter momentos de ensaio, para fazer valer o seu investimento.

Muitas pessoas acreditam que apenas investindo em aulas automaticamente se tornarão exímios pianistas, assim como há aqueles que acham que comprando um carro automaticamente se tornam pilotos de corrida. E a prática, onde fica? Saiba não apenas o preço de se aprender piano, mas o valor que isso tem na sua vida e esforce-se!

19) Inspire-se sempre!

Busque suas referências de pianistas e inspire-se! Comece com músicas interessantes conforme o seu nível de aprendizagem e ouse cada vez mais. Em todos os gêneros musicais, há faixas e músicas interessantes e servem como motivação para você fazer igual ou até mesmo como uma meta a ser alcançada.

Quais os compositores que mais gosta? Quais os artistas que sempre mexem com você sempre que ouve uma de suas músicas? Faça uma relação de artistas inspiradores e passe a estudar a sua produção, principalmente em relação ao piano. Aprender uma música é conhecê-la profundamente e entender o que o artista quis expressar com isso e quais os recursos musicais que usou.

20) Nunca é tarde para recomeçar

Você já desistiu do piano? Sempre desiste porque acha difícil? Nunca é tarde para recomeçar. Às vezes, o que faltou foi estímulo, tempo, recursos e uma série de coisas que nada têm a ver com o piano em si. Às vezes, simplesmente não era o momento mais adequado. Então, faça uma nova tentativa!

O piano era uma obrigação na sua infância, quando tinha que fazer aulas? Isso é bem comum. Não há nada pior do que aprender algo por intimação dos pais. Mas as coisas mudaram e há outros métodos mais divertidos que com certeza farão você mudar de ideia. Além disso, se é adulto, terá uma compreensão bem maior agora e já “aprendeu a aprender” ao seu modo. Tente novamente!

Como aprender a tocar piano sem professor

“A técnica do piano é realmente muito simples, mas leva-se anos para dominá-la.” Glenn Gould

Mas afinal, não é possível aprender nada novo de um dia para o outro: todo estudo envolve dedicação e paciência, e não seria diferente com o piano. Você só precisa começar e estar disposto a dar um passo de cada vez.

Música de modo geral e o básico do piano são coisas que podem ser aprendidas de várias maneiras: há conservatórios, escolas de música, professores particulares…

Mas esses métodos também têm algumas desvantagens: eles podem ser difíceis de encaixar em seu dia a dia ou caros demais. Além disso, como adulto iniciante, pode ser muito complicado encontrar um treinamento musical que realmente o leve a progredir.

Por que não, então, aprender o piano como um autodidata?

Neste artigo você encontrará algumas dicas para aprender piano com sucesso, ainda que você seja iniciante: tudo isso sem ter aulas, apenas estudando sozinho.

Armadilhas que você deve evitar se decidir estudar sozinho

Primeiramente, é melhor estar ciente das dificuldades de aprender a tocar piano (ou qualquer outros instrumento) sozinho. Mas se você pelo menos está pensando na possibilidade, isso já é um bom sinal. Sua motivação provavelmente está em alta.

Confira aula de teclado para iniciantes!

Como Aprender uma Peça de Piano Rapidamente: 10 Passos

A motivação é importantíssimo para aprender piano sozinho.

E além da motivação, você vai precisar de rigor, disciplina e regularidade.

Leia também:  Como amadurecer kiwi: 10 passos

Não compre nenhum método

Nenhum material de piano fará de você um bom pianista. Nenhum!!! O agente principal será a sua dedicação.

O essencial para começar a estudar sozinho é ter um piano ou pelo menos um sintetizador / teclado.

Antes de comprar o mais novo método de piano da moda, sente-se atrás de seu instrumento e deixe seus dedos passarem pelas teclas. Você provavelmente já conhece alguma melodia, mesmo sem nunca ter tido aulas de piano ou aprendido teoria musical.

Ouça os diferentes sons, aprenda a diferenciar sons altos e baixos, tente encontrar melodias simples no ouvido…

Há quem comece com algumas aulas em associações e só depois parta para os estudos sozinho. Também é válido.

Cuidado com a partitura gratuita na internet

Geralmente, quando você quer aprender sozinho, não é na perspectiva de se tornar um pianista mundialmente famoso, mas simplesmente poder tocar algumas músicas que você aprecia.

Logo de início, é normal começar a procurar pelas partituras em questão. No entanto, partituras gratuitas geralmente contêm erros de ritmo, medida, notação ou dedilhados. Então você corre o risco de aprender detalhes errados se começar a se basear apenas nelas.

  • Por outro lado, uma partitura paga será editada por um profissional, o que traz uma certa garantia de qualidade.
  • Sinta-se à vontade para ir a uma loja de música e receber dicas de um profissional, se isso fizer você se sentir mais confiante.
  • Veja aqui aula de teclado!

Respeite os dedilhados

A armadilha mais séria para um iniciante é não respeitar os dedilhados de uma partitura. Eles são os números impressos acima ou abaixo das notas. E todos correspondem a um dedo:

Como Aprender uma Peça de Piano Rapidamente: 10 Passos

Você deve respeitar os dedilhados na hora de aprender a tocar piano online.

  1. polegar;
  2. indicador;
  3. médio;
  4. anelar;
  5. mínimo.

Não respeitar o dedilhado é, infelizmente, um erro comum. Muitas vezes, não prestamos atenção a esse detalhe tão importante.

Se você não for cuidadoso desde o início, poderá adquirir maus hábitos e não conseguirá a fluidez e velocidade necessárias em algumas músicas. O seu aprendizado, nesse caso, demorará muito a avançar.

Jamais negligencie o ritmo

O metrônomo não está lá de enfeite! Você tem que aprender a usá-lo, assim que aprender os primeiros acordes de piano. O ritmo é muito importante! É ele que fará a diferença entre um trabalho bem sucedido e qualquer concerto amador.

É o ritmo que faz você querer bater palmas e dançar quando ouve rock, pop ou jazz.É também graças ao ritmo que minimizamos as notas erradas.

Se você quer trabalhar improvisação, respeitar o ritmo é absolutamente obrigatório, especialmente em grupos! Portanto, crie o hábito de trabalhar sempre com atenção ao ritmo, ainda que seja necessário começar pelos mais lentos.

Nada de queimar etapas

Todo iniciante fica ansioso, querendo progredir rapidamente. No entanto, aprender teoria musical e tocar músicas no piano leva tempo, especialmente quando se estuda sozinho.

Não tente aprender canções muito complicadas logo no início. Você pode ficar desanimado e isso prejudicará o seu progresso, podendo levá-lo até mesmo a desistir.

O ideal é sempre dominar um conceito antes de passar para o próximo e dar um passo de cada vez.

Veja curso de teclado online!

É possível aprender a tocar piano sem um professor?

Começar a aprender piano sem um professor demanda trabalho, a menos que você se chame de Mozart, Beethoven ou Bach! Quando se trabalha sozinho,método e organização são primordiais.

É preciso, ao mesmo tempo, preparar as aulas de piano, tocar e observar a si mesmo para poder se corrigir.

Isso não é para todos: a preparação da aula e a observação normalmente fazem parte das principais habilidades dos professores. Sem um curso de piano iniciante dirigido por um professor, pode ser que você tenha muita dificuldade em encontrar esse caminho.

Alguns pontos de bloqueio podem aparecer:

  • Os erros de digitação são comuns e facilmente corrigidos por um professor. Mas como um autodidata, você precisará ser muito rigoroso para vencê-los, antes que se tornem um vício;
  • Nem sempre é fácil identificar um ritmo: daí a importância de investir em um metrônomo;
  • O mau posicionamento dos braços ou pulsos, além de prejudicar o seu desempenho, pode deixá-lo com dores. Um professor vai corrigí-lo desde o início, fazê-lo sozinho será mais difícil. Não hesite em se filmar para verificar sua postura.

É possível aprender piano sozinho, mas você precisará ser um tanto multitarefa para corrigir os próprios erros. As escolas de piano pode ajudá-lo no início.

As dificuldades do auto-aprendizado

Aprender a ler uma partitura sem um curso de  é complicado, mas o autodidata ainda se fará outras perguntas.

Por onde começar?

Para começar, é melhor escolher um método de piano para seguir. Peça conselhos em uma loja de instrumentos, se for o caso, para escolher o método que mais lhe convier.

Não negligencie os fundamentos da teoria musical, que você pode encontrar em um livreto específico (ou mesmo online) e também compre um livro de partituras fáceis.

Como Aprender uma Peça de Piano Rapidamente: 10 Passos

Estudar teoria musical online também é necessário para aprender a tocar piano.

O texto é um começo, mas o vídeo é ainda melhor! Assista a uma aula de piano online para estudar de forma mais descontraída.

Várias coisas são essenciais no começo para aprender piano online:

  • Soltar os dedos;
  • Trabalhar a mão esquerda (ou a direita, se você for canhoto);
  • Trabalhar as duas mãos simultaneamente;
  • Trabalhar acordes mais complicados;
  • Começar com músicas mais fáceis. Concentre-se na trilha sonora do seu filme preferido em vez de buscar grandes sucessos de música clássica!

Como avaliar a dificuldade de uma partitura?

Como iniciante, se aprender teoria musical pode ser complicado, saber se uma música é muito difícil para o seu nível pode ser ainda mais.

Aqui estão algumas dicas para saber por quais partições começar:

  • O comprimento: comece a tocar músicas curtas e em diferentes estilos musicais;
  • Dedos e movimentos das mãos: evite notas muito distantes. Como iniciante, ainda não temos a flexibilidade necessária nos dedos e isso é normal!
  • Ritmo: escolha um simples ritmo binário simbolizado na pontuação por C, 4/4, 3/4 ou 2/4,
  • Tempo: evite tempos muito rápidos no início, marcados na partitura por muitas notas de 16 ou triplas;
  • Independência entre as mãos: escolha músicas com poucas notas feitas com a mão esquerda.

Como continuar progredindo?

Tendo atingido um certo nível, você certamente se sentirá estagnado e não saberá o que fazer para continuar progredindo rapidamente.

Nesse momento, será benéfico ter algumas aulas com um professor particular. Ele poderá lhe passar novos exercícios práticos, além de corrigí-lo em alguns pontos que podem ser problemáticos.

Ele fará um balanço do seu progresso para tranquilizá-lo e dar-lhe outras ideias. Esta é uma ótima maneira de saber se está preparado para avançar. Sem contar que o professor também ajuda nessa preparação.

Como Aprender uma Peça de Piano Rapidamente: 10 Passos

Você precisa gerenciar seu tempo para aprender sozinho.

Reflita: o professor pode ser um novo alento em seu aprendizado para uma motivação e compromisso renovados!

Algumas músicas de piano acessíveis a principiantes

Para progredir, é importante escolher músicas que você goste, de acordo com seu estilo de música preferido. Mas elas também não podem ser muito difíceis de tocar.

Aqui estão algumas canções de piano perfeitamente acessíveis para os pianistas aprendizes para ajudá-lo:

  • Mistral gagnant, de Renaud;
  • Let It Be, dos Beatles;
  • My heart will go on, de Celine Dion;
  • Gymnopédie, de Erik Satie;
  • Für Elise, de Beethoven;
  • Aleluia, de Leonard Cohen;
  • My baby just cares for me, de Nina Simone;
  • No surprises, do Radiohead;
  • Imagine, de John Lennon;
  • Dream on, de Aerosmith;
  • A maioria de Yan Tiersen;
  • Breakfast in Amercia, do Supertramp;
  • Angie, dos Rolling Stones;

Repertório e Tempo de Estudo ao piano

Tags: FernandaMachado, repertório

Você já esteve preocupado se poderia começar uma peça nova ou não daria tempo de terminá-la até o final das aulas? Ou se conseguiria administrar peças antigas, outras ainda estão em estudo e mais as que pretende começar?

Estas são preocupações normais para quem ainda não dominou a arte de planejar o estudo e o repertório em função do tempo. Mas fique tranquilo, aqui vão algumas dicas valiosas para você dar os primeiros passos conseguir começar e terminar músicas novas, enquanto mantém a amadurece o restante do repertório.

Como Aprender uma Peça de Piano Rapidamente: 10 Passos

Vamos considerar 4 pontos importantes sobre repertório e tempo de estudo:

#1 – Peças novas devem ser lidas em até 1 mês

O importante é escolher uma que tenha poucas novidades dentre o que você já está acostumado a tocar e seja de um tamanho razoável para inclui-la no seu tempo reservado ao piano.

Leia também:  Como aprender a criar projetos em cad: 8 passos

Selecione algumas obras pertinentes ao que você está buscando no momento, ouça interpretações, leia as partituras e escolha aquela que você quer e pode tocar agora. Faça um planejamento bem realista do estudo [1 semana para planejar e aprontar a exposição + 1 a 2 semanas para o restante da peça + 1 semana para revisar a interpretação e ser capaz de tocá-la inteira, ainda que lenta].

Ah! Não tente achar que desta vez você fará diferente e ficará 4x mais tempo que o usual estudando. A peça deve caber no tempo que você costuma dedicar ao piano hoje em dia. Se a animação for tanta que você realmente fique mais tempo envolvido com a música, ela ficará pronta ainda mais cedo!

#2 – Tempo e experiência trazem o amadurecimento

Acelerar a música antes da hora e passar horas sobre o piano vão no máximo trazer tensão e vícios.

Apenas a experiência vai fazer com que uma peça já lida fique realmente madura. Monte um cronograma de estudo completo para ensinar o seu cérebro o hábito de tocar corretamente sempre e relembrar todos os detalhes da peça. Adicionando audições críticas, leituras e oportunidades de tocar a peça para outras pessoas você tem a receita perfeita para levá-la a um nível profissional.

Ou seja, um tempo mínimo ao piano, mais um pouco para pensar, ouvir e ler sobre a peça e por fim oportunidades de apresentá-la são tudo que você precisa nesta etapa.

#3 – Estudos planejados e consistentes ocupam menos tempo

Para manter uma peça antiga em dedos ou mesmo amadurecê-la, você não precisa fazer todos os estudos possíveis a cada dia. Um planejamento cuidadoso, de preferência feito com o seu professor, permitirá que você mantenha todos os elementos da peça sendo amadurecidos enquanto você trabalha, organiza a casa ou se diverte com seus amigos.

Basta que você aborde a peça por uma perspectiva diferente a cada dia e revise rapidamente a perspectiva do dia anterior para alimentar o seu subconsciente. Estas informações serão suficientes para ele trabalhar por você fora do piano.

#4 – Saber dizer não para poder dizer sim

 Seja você um pianista profissional ou amador, é preciso selecionar as peças que você vai dar atenção.

Tanto faz se você tem 30 minutos ou 8 horas para o seu piano a cada dia, precisará escolher quais peças serão trabalhadas de cada vez.

Pense em sempre ter pelo menos 1 peça pronta para tocar, 1 peça sendo amadurecida e 1 peça nova. A quantidade total vai depender principalmente do seu desejo de tocar e da sua agenda.

Defina quanto tempo você pode dedicar ao piano e distribua seu repertório nele. Se não couber, diga “agora não” para algumas peças antigas e guarde-as na gaveta (elas podem voltar em oportunidades futuras). Faça uma lista do repertório que você pretende trabalhar e diga “sim” às obras que são realmente importantes para você agora.

Como Aprender uma Peça de Piano Rapidamente: 10 Passos

Aproveite seu tempo ao piano e divirta-se!

Com a ajuda de um bom professor você poderá organizar o seu repertório e planejamento de estudos de uma forma bem eficiente, mantendo suas músicas favoritas e começando peças novas que ficarão prontas rapidinho. Depois é só curtir cada segundo de experiências fantásticas junto ao seu piano, sejam elas de sons, amizades, cores, saudades, sabores, paixões, …

Se você ainda não tem um professor que possa oferecer esta orientação, monte um plano de aulas personalizado conosco. Ficaremos muito felizes em ajudar.

92

Agora nós temos um e-book genial! A arte de dominar o silêncio ao piano Repertório & Tempo

Como ler partituras mais rápido: 6 dicas essenciais

Como Aprender uma Peça de Piano Rapidamente: 10 Passos

Se você deseja aprender a ler partituras mais rápido, hoje nós separamos 6 dicas para te ajudar com isso.

Obviamente que você pode aprender a tocar um instrumento musical sem saber ler partituras. E até mesmo pode fazer os cursos da Guitarpedia sem saber isso.

No entanto, a leitura de partituras te abre novos caminhos. Você poderá ter acesso a exercícios usando essa representação musical e até mesmo compor usando-a.

Como ler partituras mais rápido

Nosso objetivo aqui é passar dicas que te ajudem a otimizar seus estudos, te mostrando um caminho mais fácil e com mais eficiência.

Então, sem mais delongas, vamos ver as dicas!

1 – Comece devagar

Um dos segredos para conseguir aprender a ler partituras mais rápido é ter paciência.

E quando falamos em começar devagar, nos referimos tanto ao tempo (metrônomo), como também a sua velocidade de estudo. Estude com calma, não tenha pressa, pois quanto mais afobado você ficar, então pior será o seu desempenho.

Não há como acelerar na leitura e executa de uma peça musical sem que você domine isso antes. Ou seja, é impossível tocar uma partitura rápido se você não está preparado. Comece devagar, domine e, quando estiver pronto, então acelere.

2 – Comece estudando músicas simples

De nada adianta querer aprender leitura de partituras iniciando por partituras complexas. Você ficará ali por muito tempo, se sentirá frustrado e poderá desistir.

O importante é que você consiga aprender a música toda. E com uma música bem simples isso é possível.

Comece estudando partituras mais simples. E conforme for dominando essas, então passe para as mais complexas.

Quando você estuda uma partitura difícil, especialmente quando está aprendendo, o seu cérebro pensa que não está havendo progresso e você começa a se sentir desmotivado. É por isso que muitos acabam desistindo.

Cursos de Música Online

Materiais soltos na internet podem deixar uma pessoa confusa e atrapalhá-la de progredir no seu instrumento. É por isso que na plataforma de cursos online da Guitarpedia você encontra mais de 1400 vídeo aulas organizadas em 10 cursos.

  • E esses cursos são organizados em módulos, ajudando a tornar seu aprendizado progressivo.
  • Nossos professores são músicos profissionais com anos de experiência, já tendo ajudando diversos alunos a aprenderem um instrumento ou aprimorar as habilidades de quem já toca há um certo tempo.
  • Para conhecer todos os cursos que você pode ter acesso hoje mesmo por apenas R$ 39,90 mensais, CLIQUE AQUI.

3 – Estude parte por parte, uma coisa de cada vez

Uma dica excelente. Quando você estuda a música parte por parte isso facilita o seu aprendizado.

Pegue a partitura que deseja aprender a ler e estude partes dele. O ideal seria estudar uma ou duas partes por dia.

E se o objetivo for aprender a leitura de partituras, então estude um assunto por dia. Por exemplo: hoje você estuda as notas nos espaços, amanhã estuda as notas nas linhas, no próximo dia estuda os símbolos musicais, etc.

4 – Estude as musicais que gosta

Quem trabalha a leitura de partituras com músicas que gosta acaba tendo uma desenvolvimento melhor.

Por isso, escolha músicas que gosta (se forem simples, melhor ainda) e comece por elas. Sem contar que, com isso, seus estudos serã muito mais prazerosos, mais divertidos.

5 – Treine todos os dias

  1. Essa é uma dica meio óbvia, pois a maioria dos músicos e estudantes de música sabem dessa importância.
  2. Mas é importante que você pratique diariamente, somente assim conseguirá evoluir.

  3. Você pode, inclusive, praticar a chamada “leitura a primeira vista” que consiste em pegar sempre uma partitura nova e que não conheça e tentar executá-la.

  4. Esse método citado acima pode ser feito da seguinte forma: você pega uma partitura que nunca tenha visto antes, senta-se com seu instrumento (guitarra, teclado, violão, etc) e tenta tocá-la, usando um andamento lento a princípio.

6 – Domine o assunto

De nada adianta querer aprender a ler partituras mais rápido se você não domina o assunto em si.

É importante que você conheça os símbolos musicais (figuras de tempo e de pausa), as claves, o que é tempo, compasso, entre outros.

Logo, no seu cronograma de estudos, separe um tempo para estudar leitura de partituras. Nesse artigo aqui nós falamos um pouco sobre o que é uma partitura e como dar seus primeiros passos na leitura dela.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*