Como aprender a mexer em um computador: 8 passos

Comprar um desktop completo tem lá a suas vantagens: basta tirar da caixa, plugar todos os fios e começar a usar sem precisar mexer em nada na parte interna do gabinete, mas isso também traz os seus problemas. Grande parte dos sites e lojas físicas que vendem PCs fechados na caixa mostram somente o que eles trazem de bom, muitas vezes não anunciando todos os componentes internos.

Processador Intel Core i7, 8 GB de memória RAM e HD de 500 GB. Ok.

Qual é a placa-mãe? A fonte de alimentação é de qualidade? O gabinete é capaz de deixar os componentes resfriados corretamente? Por esses e outros motivos, muitos usuários optam por montar a sua máquina do zero, escolhendo componente por componente e assim tendo muito mais controle sobre a configuração final que deseja alcançar.

Montar uma máquina é uma tarefa que exige bastante pesquisa tanto de preços quanto de compatibilidade, o que acaba dificultando a vida de muitas pessoas com tantas configurações possíveis. Pensando nisso, montamos um guia para ajudar aqueles que estão dispostos a começar do zero e não se enrolar no meio do caminho. Confira!

Estabeleça um preço máximo e não saia dele

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

Este é um problema que muitos usuários enfrentam quando vão montar a sua primeira máquina, e que acaba fazendo a escolha de componentes se tornar uma verdadeira corrida espacial. O motivo? Quando fazemos um balanço entre desempenho e preço acabamos encontrando opções que possuem um custo benefício cada vez maior cada vez que adicionamos R$ 20 ou R$ 30.

R$ 30 aqui, R$ 50 ali e quando fechamos a configuração vemos que ela ficou 2 vezes mais cara do que tínhamos planejado inicialmente, e por isso é extremamente importante fixar um teto de preço e nos atermos a ele. Claro que não precisamos ser espartanos e pequenas variações até podem aparecer, mas se colocar um teto de cerca de R$ 1500, por exemplo, tente não passar muito de R$ 1600 ou R$ 1700.

Primeiro passo: escolha a plataforma

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

Intel ou AMD? Essa é uma escolha que deve ser feita logo no início, já que as duas empresas possuem modelos que diferem bastante entre preço e desempenho, requerem modelos de placa-mãe diferentes e margens diferentes de upgrades futuros. Os modelos da Intel são consideravelmente mais caros, mas são capazes de oferecer mais performance por clock do que os modelos da AMD.

A AMD traz modelos quad-core pelo preço dos Intel de dois núcleos, o que dá aquela ajuda quando ficamos com vários aplicativos abertos ao mesmo tempo. No caso das APUs, é possível ter um excelente desempenho gráfico sem ter que comprar uma placa de vídeo dedicada separadamente, mas estas são indicadas para os usuários que não pretendem fazer upgrades futuros.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

Muitos usuários começam a montar as suas máquinas escolhendo o processador e em seguida o resto dos componentes, já que este é normalmente a parte de mais destaque. Porém, a placa-mãe é a parte principal de qualquer computador moderno, sendo responsável por gerenciar todos os outros componentes e fazendo com que trabalhem em conjunto.

Não adianta investir muito em um processador top de linha e economizar na placa-mãe (tática utilizada por muitos fabricantes de PCs fechados, diga-se de passagem) porque o resultado final será uma máquina lenta. É melhor investir primeiro na placa-mãe e depois no processador porque é esta que limitará as possibilidades de upgrades futuros.

Escolha sempre modelos que trazem os soquetes de processadores mais novos (atualmente LGA 1155 para CPUs Intel ou AM3+/FM2 para CPUs AMD) para ter acesso às tecnologias mais recentes, mais slots de memória e conexões PCI Express mais rápidas, assim como portas USB 3.0, conexões SATA III para o disco rígido e SSD e assim por diante.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

Após ter escolhido a placa-mãe, está na hora de ir atrás de um processador, e aqui temos uma dica bastante importante: se não sobrar dinheiro para comprar a CPU que você estava planejando e precisar de uma máquina de qualquer jeito, procure o modelo mais básico que seja compatível com a placa-mãe escolhida. Nada de ir atrás de um modelo intermediário e ficar preso conforme o tempo passa. O melhor é gastar pouco no começo e, quando tiver a oportunidade, comprar a CPU que tinha planejado desde o início.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

Em relação à memória, vale mais velocidade do que quantidade.

Sendo um dos componentes mais baratos do PC, o melhor é investir em frequências maiores (1600 MHz ou 1866 MHz) e quantidade de canais (2, 3 ou mesmo 4) do que encher a placa-mãe com modelos lentos e de marcas desconhecidas.

O que dissemos para o processador vale para a memória: se não puder comprar a quantidade desejada com o nível de performance desejado, vale comprar menos e depois fazer um upgrade, já que este é um dos componentes mais fáceis de melhorar na máquina.

Quarto passo: placa de vídeo

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

Essa etapa pode ser ignorada caso o usuário pretenda utilizar os gráficos integrados do processador (Intel HD ou AMD Radeon HD). A escolha da placa de vídeo é algo que costuma causar bastante dor de cabeça, em especial se o uso da máquina será para jogos ou alguma aplicação profissional de imagem ou vídeo. Para esses dois públicos, o ideal é investir um pouco menos no processador se o orçamento estiver apertado, focando em performance gráfica em vez de processamento de CPU.

Independentemente de se escolher AMD ou Nvidia, o importante é ler análises da placa que pretende adquirir antes de fechar a compra para ver do que ela é capaz.

Geralmente, modelos de entrada possuem uma péssima relação custo-benefício, e é preferível investir em um processador com gráficos integrados de qualidade e depois comprar uma placa de vídeo dedicada separadamente, ainda mais quando estamos falando de modelos que podem passar dos R$ 5000.

Quinto passo: armazenamento

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

A vantagem dos desktops é o suporte a dois ou mais discos de armazenamento. Para comprar um HD não há muito segredo, basta escolher a quantidade de gigabytes (ou terabytes) e quantos serão utilizados. O ideal é ter um disco para o sistema e outro para dados pois isso torna o equipamento resistente a perdas de dados. Caso algo dê errado com o tempo (como problemas no sistema operacional ou mesmo uma falha no disco) e seja necessário formatar a máquina, os dados ficam armazenados em um lugar seguro.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

No entanto, o HD é o componente mais devagar de qualquer PC, e adquirir um SSD para instalar o sistema e os aplicativos é uma mão na roda.

Estes são componentes ainda bastante caros, mas como estamos falando de um desktop é possível instalar tudo no SSD e deixar arquivos grandes, como filmes, em um segundo disco rígido de maior capacidade.

Nessa configuração, um SSD de 90 GB ou 120 GB já é capaz de armazenar com foga o Windows e todos os programas que você pretenda instalar.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

Muitos usuários costumam dar pouca atenção a estes últimos itens, economizando neles por terem investido alto nos cinco primeiros passos, o que é um grande erro. Já imaginou montar seu computador, instalar o SO, utilizá-lo por alguns meses e ele começar a falhar? Isso acontece pela escolha de uma fonte de má qualidade ou um gabinete que não mantenha a máquina refrigerada. Ou os dois.

Fontes de alimentação de qualidade são caras, e custam quase 4 vezes mais do que um modelo genérico.

Porém, não há muita escolha aqui, já que é ela que será a responsável por transformar a energia da tomada em corrente contínua para cada um dos componentes, e se não fizer esse trabalho direito começam a danificar rapidamente os mais sensíveis (geralmente memória RAM e disco rígido são os primeiros a falhar).

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

Na hora de pesquisar uma fonte, é fácil perceber que as marcas genéricas começam a desaparecer conforme a faixa de preços aumenta, mostrando que o fabricante é incapaz de desenvolver um modelo de qualidade.

O mesmo vale para os gabinetes, que podem ser encontrados entre R$ 50 e R$ 4000.

Além do visual, é importante ver o material com o qual ele é contruído (evite os de plástico) e o suporte a sistemas de resfriamento.

É importante lembrar que quando se trata de gabinetes e fontes de alimentação, marca importa. Empresas como Thermaltake, Coolermaster e Corsair são boas empresas que fabricam tanto um quanto outro.

Sétimo passo: refrigeração

Passo dedicado para aqueles que pretendem montar uma máquina de alto desempenho. Após escolher a configuração, está na hora de correr atrás de fans de gabinete, coolers voltados para overclock de CPU (em alguns casos é melhor utilizar um watercooler), pois nada pior do que gastar uma nota em componentes top de linha e ver a máquina desligando toda hora por superaquecimento.

Com o gabinete em mãos fica mais fácil ver as possibilidades de instalação do sistema de refrigeração.

O desempenho dos fans é medido em CFM, ou a quantidade de ar que eles são capazes de “empurrar” para dentro ou fora do computador.

Em geral, gabinetes voltados para alto desempenho não são vendidos juntamente com a fonte de alimentação, e esta deve ser instalada na parte de baixo em vez do convencional local na parte de cima.

Como deixar seu PC mais rápido sem instalar nada

Deixar seu PC mais rápido pode fazer uma grande diferença no dia a dia. É normal que os computadores fiquem mais lentos com o tempo, o que pode dificultar seu uso.

Isso pode ter diversos motivos, como HD lotado, falta de limpeza no sistema, programas rodando em segundo plano, entre outras possibilidades.

O TechTudo separou sete funções simples para deixar o PC mais rápido sem instalar nada, seja com Windows 7 ou Windows 10.

Aparelho que parece pendrive transforma monitor em computador Ubuntu

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 PassosAlgumas dicas podem ajudar a deixar seu computador 'voando' (Foto: Luciana Maline/TechTudo)

1) Limpeza de disco/cache

É recomendada uma limpeza frequente no sistema do computador, já que durante o uso e acesso à Internet ele acumula arquivos temporários, cache, relatórios de erro ou mais inúteis, que podem lotar o espaço interno sem você perceber. No Windows, há uma ferramenta nativa para esse processo.

Leia também:  Como ajudar um gato com o ombro quebrado (com imagens)

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 PassosFaça a limpeza de disco no computador com frequência (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Para acessar, clique no menu iniciar, selecione “Acessórios” , “Ferramentas do sistema” e depois “Limpeza do Disco”. Após a análise, marque os itens que deseja limpar e conclua em “Ok”. Observe que cada item mostra o espaço ocupado no PC.

2) Desinstalar programas

O usuário pode deixar o computador mais rápido tirando alguns programas que não usa mais. O processo pode ser feito pelo computador nativamente para remover navegadores, programas de torrents e mais. Acesse o “Painel de Controle” e em “Programas” selecione “Desinstalar um programa”.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 PassosDesinstale programas que não precisa mais (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Clique no software da lista e confirme em “Desinstalar”. Depois é só seguir os passos de cada programa para concluir a ação. É recomendado reiniciar o computador depois de desinstalar os programas.

3) Limpar pastas de arquivos inúteis e esvaziar lixeira

Algumas pastas no computador podem acabar sendo esquecidas pelos usuários e acumular muitos arquivos pesados. Um bom exemplo é a pasta de “Downloads”, com diversos itens que nem são utilizados, torrents antigos, fotos já salvas e mais. Vale dar uma vasculhada no PC e deletar o que não precisa mais.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 PassosExclua arquivos e esvazie a lixeira no computador (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Isso libera espaço e faz o computador processar os dados de forma mais rápida. Ao final, delete tudo da lixeira: clique com o botão direito no ícone na área de trabalho e selecione “Esvaziar Lixeira”.

4) Verificar tamanho do HD livre (e usar HD Externo)

Ter uma ideia do espaço de armazenamento interno do computador pode ajudar a planejar o quanto do espaço você vai lotar. Assim, você evita travamentos ou lentidões durante a execução de tarefas. Para saber, acesse “Meu computador” e confira o item “Disco Local”. É recomendado deixar pelo menos 10% ou 20% livres do total.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 PassosConfira o tamanho do HD e deixe espaço livre (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Caso tenha pouco espaço interno, uma boa opção é comprar um HD externo. Confira os modelos de 1 TB para guardar arquivos, nessa lista. Não sabe qual HD escolher? Então veja nossas dicas.

5) Desfragmentação de disco

Os usuários também podem fazer uma desfragmentação de disco para que o sistema fique mais fluido. O processo junta elementos soltos no sistema e “organiza” os dados para que na hora do clique tudo responda da melhor forma. O processo também é nativo do Windows: acesse o menu Iniciar, selecione “Acessórios”, “Ferramentas do sistema” e por fim “Desfragmentador de disco”.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 PassosFaça a desfagmentação de disco (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Inicie o processo por “Analisar Disco” e após a conclusão selecione “Desfragmentar Disco”. O recurso pode demorar algumas horas para concluir, sendo indicado deixar rodando durante a noite, por exemplo, sem movimentações no sistema. Depois, reinicie o computador. Confira o tutorial para o processo completo no Windows 7 e no Windows 8.

6) Ver quais programas estão rodando e encerrar

Alguns programas podem ficar rodando em segundo plano, consumindo armazenamento e memória RAM do seu computador. E isso pode deixar o uso mais lento.

Para conferir o que está aberto no PC, acione o comando de teclado “CTRL+SHIFT+ESC” para abrir o Gerenciador de Tarefas do Windows. Em “Aplicativos” são mostrados os programas abertos.

Clique em um deles e selecione “Finalizar Tarefas” para fechar.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 PassosEncerrar programas e executáveis que estão rodando (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Na aba “Processos” serão indicadas as aplicações que estão rodando também em segundo plano no computador, e quanto de memória está consumindo. Encontre os que não precisa e conclua em “Finalizar Tarefa”. Vale ter cuidado para não fechar nada do sistema operacional, da Microsoft, como o “Explorer”, que se trata da barra de navegação e não browser.

Porque um computador não funciona em 64bits? Comente no Fórum do TechTudo.

7) De olho no desempenho

O Gerenciador de Tarefas do Windows também mostra o quanto da CPU e memória RAM estão sendo consumidos durante o uso, com gráficos. Assim, você pode ter uma ideia se tem algum problema nesse quesito. Para acessar, acione o comando de teclado “CTRL+ALT+ESC” e depois clique a aba “Desempenho”.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 PassosGerencie o desempenho do seu computador (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Serão mostrados os dados em gráficos: observe o nível de consumo de cada item. Caso prefira ver cada aplicação do computador e o quanto está afetando o sistema, selecione o item “Monitor de Recursos”. Os itens estarão separados por CPU, Disco, Rede e Memória. Quer conhecer mais opções? Veja a lista com os utilitários mais práticos para melhorar o desempenho do PC.

8) Remover programas de inicialização automática

Muitos programas acabam programando para se inicializarem automaticamente toda vez que você ligar ou reiniciar o computador, e isso pode deixar o processo mais lento. Para conferir, e escolher quais programas manter nessa função, acesse “Executar” no menu iniciar (atalho: Wind+R) e digite “services.msc” (sem aspas).

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 PassosRemover servições com inicialização automática (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Será aberta uma lista com os serviços sendo executados de forma automática, manual ou desativados. Clique duas vezes em um deles que seja inútil estar rodando e altere no menu para “manual” ou “desativado”. Confirme em “Ok”.

O comando “msconfig” (sem aspas) no Executar mostra os executáveis que são inicializados com o sistema. Selecione a aba “Inicialização de programas” e desmarque todos que você não quiser que inicie automaticamente. Confirme em “Aplicar”.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 PassosGerenciar aplicações inicializadas no computador (Foto: Reprodução/Barbara Mannara)

Em ambos os casos, não é recomendado encerrar softwares como antivírus, conexões Wi-Fi ou demais funções importantes para o funcionamento do seu computador, então escolha com cuidado. Veja o tutorial para acessar no Windows 8. As dicas foram executadas no Windows 7.

Saiba como ensinar os mais velhos a usar o Computador

Cada vez mais estamos habituados a ver pessoas de todas as idades a navegarem na Internet. No entanto, para as pessoas mais velhas, começar a aprender do zero, a mexer nos computadores, e saber o que é a Internet, pode ser uma das coisas mais complicadas do Mundo.

Para isso disponibilizamos algumas dicas e sugestões que podem ser úteis para quem ensina, ou pensa vir a ensinar aos mais velhos, como utilizar o computador e a Internet, para que esta se torne numa experiência motivante e produtiva, invés de uma chatice.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

Dica 1

A primeira vez que estiver a ensinar alguém a lidar com o computador (e aqui não se englobam só as pessoas mais velhas mas também aquelas que dizem “não percebo nada de computadores”), é importante que se ensine o mais básico e mais fácil de executar, sem se utilizar linguagem “técnica”, mas sim linguagem acessível.

Há que ter em conta que, a pessoa que está a ser ensinada pode nunca ter tido a oportunidade de mexer num teclado, e não sabe o que é “enter”, “espaço” ou “delete”, entre outros. É importante informar e esclarecer tudo à pessoa, dando informações do género “Um computador funciona assim…, liga-se/desliga-se desta forma…”.

Caso seja necessário, e para a pessoa poder praticar em casa, pode sempre ir tomando notas do que lhe é ensinado.

Dica 2

Para muitos de nós, os atalhos no teclado são geniais. Mas decerto que quando nos iniciámos na informática, também aprendemos uma coisa de cada vez.

Por isso também se aconselha a, quando ensinarmos as pessoas mais velhas (e aqui temos que ter em atenção alguns problemas de memória que possam existir), se utilize o rato para as operações, e não os atalhos do teclado, pois podem ser mais confusos e desmotivar à aprendizagem.

Como Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos

Dica 3

Esta terceira dica, dedica-se à prática de digitação. Isto é, nós sabemos que, se hoje escrevemos rápido no computador, isso deve-se aos muitos anos e prática que nele temos.

Pois, ao ensinarmos pela primeira vez alguém, essa pessoa estará, durante alguns minutos, a escrever uma frase ou até 2/3 letras, isto porque nunca passou pela experiência. Desta formam quando estivermos a ensinar uma pessoa mais velha, ou mesmo de outra idade, devemos desafiá-la a praticar a digitação, isto é, a escrever uma frase ou duas por dia.

Não devemos esquecer (pois podem haver problemas de acuidade visual), de colocar fontes grandes e o texto sempre visível, para motivar e promover à continuação da prática.

Dica 4

Depois das dicas mais básicas, chega a hora de entrar na Internet, e explicar o que é esse Mundo completamente diferente.

Nesta fase pode-se começar por indicar como entrar na Internet (indicar o Icon, por exemplo), e, uma vez a navegar, mostrar alguns sites úteis (também adequados aos interesses da pessoa que está a ser ensinada), como por exemplo, sites de informação, entretenimento, desporto, culinária, pesquisa, e claro, o pplware! Mas, de forma geral, é importante informar o que é a Internet, e de que forma é que, esta rede funciona.

Dica 5

Apesar de ser a última, esta dica não deixa de ser muito importante. Aconselha-se a que, quando se dedicar a ensinar alguém mais velho a lidar com computadores e Internet, os incentive à prática. É errado pensar-se que uma vez aprendido, nunca se esquece, pois com os computadores não é assim.

É necessário praticar-se para se saber e não se esquecer. Então é importante que, em tempos livres, lhes peça para irem explorando coisas no computador. A instalação de serviços de conversação é também um grande motivador para passarem mais tempo no computador e irem percebendo mais a dinâmica deste.

Curso de Informática: Como Aprender Rápido e Sozinho

  • Fazer Curso de Graça!
  • Você já percebeu que a cada dia que passa, aprender informática e dominar a tecnologia é cada vez mais importante?

Olá, se você chegou aqui é porque você tem interesse em melhorar seus conhecimentos em informática e sabe que é fundamental para sua vida. Então só peço 2 minutinhos do seu tempo para que leia o que tenho para te dizer.

  1. Eu me chamo Francismar e ultimamente algumas pessoas de minha cidade têm me perguntado se dou aula particular de informática, como a realização desse tipo de serviço não faz parte de meu propósito profissional e também porque tenho outras prioridades, sempre respondo que eu não dou aulas particulares.
  2. Normalmente essas pessoas que me procuram são empresários, professores, profissionais que trabalham em horário comercial e estudam à noite…
  3. Por que me procuram para terem aulas?
  4. Acontece que quando essas pessoas vão olhar em uma escola de cursos para aprender informática ou aprimorar os seus conhecimentos na área, elas desanimam.
  5. Desanimam por causa das propostas dessas escolas de cursos profissionalizantes.
  6. As escolas dizem o seguinte: “Olha, nós temos esse curso de informática aqui, você faz aulas 2 vezes na semana, cada aula tem uma hora e meia, você conclui o curso em 10 meses e o custo dele é de 800 reais”.
Leia também:  Como ajustar uma pulseira de relógio em esteira: 7 passos

Isso é o que as escolas tradicionais dizem. E como que eu sei disso?

Porque eu já fui um professor de informática e conheço o método de ensino e as estratégias por trás disso, e fato é, que muitos alunos reclamavam que o quê o curso ensinava, não estava ajudando no que eles queriam aprender.

Eles chegavam até mim e me diziam: “Olha, Francismar. Eu quero ser capaz de entrar no word e conseguir formatar meu trabalho de escola conforme pede a minha faculdade ou com as normas da ABNT”.

  • Ou ainda diziam, “quero entrar no Microsoft Excel e saber fazer um controle e comissão por vendas dos meus vendedores”, ou professores que no intuito de dar uma boa aula queriam aprender a criar uma apresentação em slides, projetar em um datashow, fazer um plano de aula bacana, elaborar um cartãozinho no word e tudo mais.
  • Ninguém queria ser um hacker do computador, queriam apenas entender como funciona o computador, seus aplicativos e poder utilizar isso no seu dia a dia.
  • Vendo tudo isso, eu criei o curso domine seu computador, que é um treinamento online voltadoComo Aprender a Mexer em um Computador: 8 Passos para essas pessoas que querem aprender informática sem ter que esperar 10 meses para concluir um curso.

Um treinamento que ensina em poucas horas, a utilizar as ferramentas do seu computador e assim você conseguir utilizá-las no seu dia a dia, seja na sua rotina de trabalho, faculdade, ou em outras coisas pessoais, enfim..

O quê que eu ensino nesse curso de informática?

Nesse treinamento, mostro os programas de computador mais utilizados no mercado de trabalho, ou seja, ensino a usar o Windows, que é um sistema Operacional mais utilizado no mundo.

Microsoft Word, que é um editor de textos. O Microsoft Excel onde eu ensino como utilizar as ferramentas desse aplicativo para criar planilhas de gestão de informações.

  1. PowerPoint, que é um aplicativo para criação de apresentações em slides.
  2. E ainda contém aulas abordando assuntos gerais da informática que utilizamos em nosso dia a dia, como utilização de contas de email, redes sociais e mais.
  3. Mas por que criei esse curso se já tem diversas escolas conceituadas no mercado que já oferecem isso?

Porque depois de anos trabalhando com informática, consegui perceber o que as pessoas de fato queriam aprender.

Por isso criei um treinamento rápido, que se a pessoa estudar apenas uma hora por dia, em 7 dias ela já conseguirá trabalhar com um computador que tenha Windows (na versão 10), as ferramentas do Pacote Office (Word, PowerPoint) e saberá como utilizar a internet para coisas rotineiras.

E algo bem bacana, tudo isso que citei acima de forma gratuita, isso mesmo, você vai aprender informática gratuitamente (Windows, Word, PowerPoint e internet). 

Quer fazer esse curso? Clique no botão abaixo e lhe mostrarei o que você irá aprender!

Clique Aqui e Faça o curso Gratuitamente

Como Começar a Aprender Programação de Computadores

  • Programar é muito divertido e extremamente útil, ajuda você a ser criativo e também abre um leque de novas profissões para você. Se quiser aprender como programar, leia o tutorial abaixo para uma explicação de onde ir e o que estudar.
    • Você também pode aproveitar para conhecer os Cursos Gratuitos da Microsoft, com conhecimentos que vão do básico ao avançado em conhecimentos de programação.
    • Parte 1 de 3: Escolhendo uma Linguagem
    • 1

    Escolha uma linguagem de programação. A programação de computadores é composta essencialmente de um conjunto de instruções escritas que o computador segue.

    Elas podem ser escritas em diversas “linguagens”, que na verdade são apenas maneiras diferentes de organizar as instruções e o texto.

    Diferentes linguagens costumam ser usadas para criar diferentes tipos de programas, então escolha uma que você ache que seja relevante para aquilo que deseja fazer. Você sempre pode aprender mais delas depois.

    2
    Considere usar C, C++, C# e outras linguagens relacionadas. Elas são usadas principalmente para criar programas de computador. C e C++ são linguagens fáceis para iniciantes, mas C# tem se tornado bem mais comum.

    3
    Considere usar Java ou JavaScript. Elas são boas linguagens para se aprender se você quiser trabalhar na produção de plugins para web ou de aplicativos móveis. Essas coisas estão em alta agora, então elas são linguagens de programação úteis para se conhecer.

    4
    Tente Python. Ela é uma linguagem muito versátil e usada amplamente em diversas plataformas, sendo ótima para se aprender. Alguns juram que é a mais fácil para os iniciantes, então experimente!

    5
    Considere usar PHP. Geralmente usada para programação web e muito útil para os hackers, é relativamente fácil de aprender e está em alta.

    6
    Considere outras linguagens também. Existem várias delas, todas com usos diversos. Se você quiser trabalhar como programador, você definitivamente precisará conhecer mais de uma, então comece a aprender hoje mesmo!

    Sua melhor opção será procurar por anúncios para o tipo de emprego que você deseja e ver quais as linguagens que eles pedem.

Parte 2 de 3: Aprendendo a Linguagem

1
Considere fazer um curso. Embora boa parte das empresas que contratam programadores se preocuparão mais com as habilidades que você tem, do que com as letras depois do seu nome, ainda é melhor ter uma graduação. Você aprenderá mais e de forma mais eficiente, do que se aprender sozinho, além de receber o treinamento de um profissional.

  • Há várias bolsas de estudos disponíveis para pessoas cursando faculdade de computação. Não se sinta intimidado pelo preço do curso: é possível fazê-lo!

2
Procure por cursos online. Quer você esteja cursando uma faculdade a distância, ou esteja fazendo um programa gratuito como o maravilhoso Coursera, do MIT, você pode aprender muito sobre programação a partir destes cursos estruturados.

3

Guia com os primeiros passos para o seu novo PC

Com a popularização das tecnologias, o sonho de adquirir um computador é compartilhado por crianças, jovens e adultos. Entretanto, a euforia, a alegria e a falta de experiência fazem com que muitos usuários fiquem perdidos na hora de configurar o PC novinho em folha.

Você ganhou ou comprou um computador e está com dúvidas de como proceder para protegê-lo ou como deixá-lo tinindo para navegar na web, ouvir músicas ou assistir a vídeos? Não saber por onde começar é uma situação corriqueira, não entre em pânico.

Acompanhe as dicas que o Baixaki preparou neste guia indispensável para a sua máquina nova. Seguindo estes passos, sua experiência será mais proveitosa e tranquila. E aí, caro leitor, preparado para tunar seu computador?

Crie um ponto de restauração

A primeira ação que todo usuário deve fazer antes de manipular qualquer configuração da máquina é criar um ponto de restauração do sistema operacional. Dessa forma, caso algo saia errado durante a configuração do PC, é possível reverter os danos ocorridos no SO – parte vital para o funcionamento do computador.

Para aprender a criar um ponto de restauração, clique no link correspondente à versão do Windows instalado na sua máquina:

Desinstale os softwares inúteis que geralmente vêm com o PC

Com a segurança do sistema operacional garantida, podemos começar a modificar a configuração do PC. Normalmente, os computadores vêm com um amontoado de aplicativos instalados que não servem para nada. Portanto, é preciso eliminar esses programas inúteis. Vasculhe os menus e identifique aqueles softwares que não suprem qualquer necessidade.

Ao contrário do que muitos imaginam, o Windows não possui um desinstalador próprio. A clássica seção “Remover Programas” do Painel de Controle é apenas um atalho para os recursos de eliminação dos softwares instalados. Com isso, muitos dados ficam jogados no HD mesmo depois de solicitada a desinstalação de um aplicativo.

O Revo Uninstaller é uma ferramenta que tem grande utilidade para a limpeza completa do PC, pois ele realiza uma busca por arquivos e registros deixados na máquina após a remoção de um programa. O CCleaner é outro aparato que pode auxiliá-lo, não é por menos que ele é um dos campeões de download no Baixaki. O Ashampoo Magical Uninstall e o FineUninstall são alternativas para este processo.

O software indesejado não possui desinstalador? Os programas indicados acima não adiantaram? Calma, ainda é possível remover aplicativos manualmente. Faça periodicamente a desfragmentação do disco rígido para que a máquina ganhe desempenho na hora de buscar informações. O Defraggler é um excelente aplicativo com esta finalidade.

Crie um sistema de backup

O próximo passo é assegurar a integridade dos dados e informações armazenadas no seu computador. Para isso você tem duas possibilidades:

Lembre-se de fazer este procedimento com frequência, pois ele é fundamental para evitar que você perca informações caso a máquina apresente algum defeito.

Atualize o Windows

Um importante aviso para os viajantes tecnológicos de primeira viagem: mantenham o Windows e os programas instalados sempre atualizados! Este simples fato pode evitar enjoos e sérias dores de cabeça, pois as atualizações contêm melhorias nos sistemas de defesa dos softwares contra ameaças virtuais.

Temos que admitir que esta não é a atividade mais agradável para ser feita no computador. Entretanto, ela pode salvar as suas informações pessoais das garras dos crackers.

Você tem preguiça de pesquisar os softwares que possuem atualizações? Cadastre-se no Baixaki e faça sempre os downloads pelo nosso site.

Assim, você tem a sua disposição o “Meu Baixaki”, onde é informado quando um programa oferece atualizações.

A Microsoft também oferece um serviço de atualização dos seus produtos, é o Windows Update. Ainda não o conhece? Clique aqui e descubra como ele funciona e quais são os seus benefícios.

A atualização de softwares, principalmente aqueles que possuem alguma relação com a configuração do SO, muitas vezes solicitará a reinicialização do Windows. É indicado que seja aceita a indicação do sistema operacional, pois algumas implementações só conseguem ser ativadas com a inicialização do PC.

Leia também:  Como armazenar relógios em casa: 12 passos (com imagens)

Instale um firewall

Você não vai querer que sua máquina novinha seja infestada por pragas digitais logo no primeiro dia, não é mesmo? Para aumentar ainda mais a segurança do PC é interessante que seja configurado o Firewall do Windows.

Por padrão, este recurso de defesa já vem ativado com o sistema operacional. Seu objetivo é filtrar todos os dados que entram e saem do computador, barrando os registros não autorizados.

Instale um antivírus e anti-spyware

Para completar o seu sistema de defesa contra a ação de malwares, é imprescindível a instalação de um antivírus e um anti-spyware confiáveis. Aliados ao Firewall e às atualizações do SO e programas instalados, sua máquina vai ser osso duro de roer para os invasores digitais. Confira:

Configure sua conexão à internet e tire o melhor proveito dela

O principal propósito de comprar um computador é para acessar a internet. Portanto, manter a configuração de rede em sintonia com a sua necessidade é fundamental para atingir a melhor experiência possível ao surfar pela web.

Se você é um internauta completamente inexperiente, não tenha vergonha em questionar suas dúvidas. O Baixaki já publicou algumas dicas para os usuários iniciantes, as quais exploram as dúvidas mais comuns em relação à conectividade com a internet.

Pensando em montar uma rede sem fio na sua casa? Aprenda com os nossos artigos como configurar redes wireless, as formas de melhorar o sinal dentro da sua residência e as informações mais importantes para esse tipo de conexão.

Depois de algum tempo mexendo nas configurações da rede sem fio, você será capaz de melhorar o sinal Wi-Fi manipulando o roteador.

Você contratou um serviço de internet de 10 MB e só baixa arquivos a 1 MB? Entenda como acontece o tramite de dados e descubra o porquê isso acontece clicando aqui.

Instale o kit básico de programas

Conectado à internet e com a segurança da máquina em pleno funcionamento, você está pronto para iniciar a instalação dos programas que se fazem necessários no seu dia a dia. O Baixaki elaborou um pacotão de aplicativos essenciais para que qualquer usuário consiga assistir a vídeos, ouvir músicas, editar imagens, interagir com conteúdos multimídias e muito mais!

Deixe o Windows com a sua cara

Chegamos ao momento mais esperado do nosso guia: a personalização do sistema operacional. Divirta-se deixando o computador com a sua cara:

Transferindo seus arquivos

Seu novo computador tem uma versão diferente do Windows da lata velha que você usava? Não caia na conversa de técnicos de informática fajutos que dizem que não há o que fazer. É possível transferir suas fotos, vídeos e músicas do XP ou Vista para o Windows 7. O Baixaki ensina você a realizar o procedimento sem enrolação.

Configure a impressora

Apesar de trocarmos mensagens textuais por email ou mensageiro instantâneo, carregarmos anotações em serviços online que acessamos pelo celular e até mesmo a exibição de fotos em porta-retratos digitais, a impressora ainda é um equipamento com muito utilizado.

Nesse contexto, é sempre bom ter alguém na empresa, por exemplo, que saiba configurar impressoras. Aprenda a compartilhar uma impressora em rede e como manter a comunicação entre este aparelho com diferentes versões do Windows no Baixaki.

Conheça o seu computador

Só nos damos conta de como é importante saber as características técnicas de um computador quando precisamos acionar a assistência técnica do fabricante. Para não passar aperto e se estressar com situações banais, tenha o HWinfo instalado na sua máquina. Com este programa é possível identificar toda a configuração do PC em um piscar de olhos. Quer mais moleza do que isso?

Leitura complementar

O seu computador que há instantes estava zerado, já deve estar tinindo e pronto para voar pela web e espaços do seu disco rígido.

Mas como em toda área do conhecimento, sempre temos algo para aprender.

Para o deleite dos usuários do Windows 7, o Baixaki preparou um apanhado com todas as dicas e tutoriais publicados, formando a Bíblia do Windows 7 (Parte I e Parte II) – não deixe de usufruí-la!

Ainda não está satisfeito com a velocidade de processamento de dados do seu PC? Então não perca tempo pesquisando preço de processador, placa-mãe ou memória RAM e leia o artigo “Guia Básico: como melhorar o desempenho do computador”.

Esperamos tê-lo ajudado a desvendar um pouco dos mistérios da informática. Com o tempo você vai assimilando novos conhecimentos e experiências, as quais servirão para manter seu PC ágil, veloz e robusto. Espera! E o que fazer com o computador velho? Conheça algumas ideias brilhantes para reaproveitar a máquina que esteve tanto tempo ao seu lado!

Fique antenado com os artigos publicados pelo Baixaki e continue aprendendo cada vez mais sobre tecnologia. Até a próxima!

Noções Básicas de Algoritmo para Aprender a Programar

Este artigo foi feito em parceria com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, pelos alunos do Curso de Informática para Internet Alessandra da Silva, Débora de Jesus e Matheus Mouta.

Algoritmo não é o bicho papão dos contos infantis. Se realmente pararmos para ver, ele é bastante simples, já que está frequentemente presente em nossas vidas. Ao começarmos a fazer algoritmos, fica muito mais fácil desenvolvê-los com segurança quando realizamos analogias com coisas simples do dia a dia. É isso que vamos ver a seguir.

Noções de Algoritmos

Algoritmo é a base da ciência da computação e da programação. Quando falamos em programar, falamos, basicamente, em construir um algoritmo. Todo programa de um computador é montado por algoritmos que resolvem problemas matemáticos lógicos com objetivos específicos.

Mesmo pessoas que usam uma linguagem de programação para fazer seus programas de computadores estão, na realidade, elaborando algoritmos computacionais em suas mentes.

Relacionado: Guia de Introdução a Programação

Um algoritmo não passa de passos sequenciais e lógicos que são organizados de forma a realizar a conclusão de certo problema. Mas precisamos entender que existem dois tipos de algoritmos – os Não Estruturados e os Estruturados.

Programadores usam algoritmos estruturados, pois se adequam a determinado objetivo ou certo fim.

Mas não são apenas os programadores que usam algoritmos. Em nosso cotidiano, os algoritmos Não Estruturados são trabalhados em nossas mentes sem nem mesmo percebermos. Vamos aprender mais sobre eles.

Algoritmos não estruturados

Em nossa rotina, executamos algoritmos sem perceber. Quando você levanta pela manhã, quando você sai de casa, quando almoça. Você está sempre executando tarefas enquanto realiza análises de decisões, análises de possibilidades, valida argumentos e diversos outros processos.

Há muitos exemplos de algoritmos. Um deles são os manuais de instruções. Manuais de instruções sempre contêm informações detalhadas sobre o que fazer em cada situação e nos previnem de maiores problemas.

Confira: Curso de Programação para iniciantes

Imagine a seguinte situação:

Situação: Dirigir até uma lanchonete e almoçar.

O que é preciso fazer para realizá-la?

  • 1º Passo: Saia de casa.
  • 2º Passo: Entre no carro.
  • 3 º Passo: Se a garagem estiver aberta, saia. Senão, abra-a e saia.
  • 4 º Passo: Dirija até o local desejado.
  • 5º Passo: Se chegou, estacione o carro. Senão, continue até chegar e estacionar.
  • 6 º Passo: Se estacionou, retire a chave da ignição e saia do carro.
  • 7 º Passo: Tranque o carro e dirija-se à lanchonete.
  • 8 º Passo: Se a lanchonete estiver aberta, entre e dirija-se ao caixa. Senão, volte para o carro. Procure outra lanchonete aberta, entre e dirija-se ao caixa.
  • 9º Passo: Faça o pedido e efetue o pagamento.
  • 10º Passo: Aguarde.
  • 11º Passo: Se o número de seu pedido for chamado, dirija-se ao caixa e pegue sua refeição. Senão, aguarde ser chamado e pegue-a.
  • 12 º Passo: Procure um lugar para sentar e coma.
  • 13 º Passo: Se estiver satisfeito, jogue o resto na lixeira. Senão, faça outro pedido e coma.
  • 14º Passo: Saia da lanchonete e dirija-se ao carro.
  • 15 º Passo: Entre, ponha o sinto de segurança e vá para casa.

Você conseguiu almoçar?

Viu como você usa algoritmos na sua vida? Agora pense desde quando você acorda até quando você volta a dormir. Quantas tarefas necessitam de suas decisões? Com certeza muitas. Lógico que não paramos para ver a vida detalhadamente, mas quando percebemos que o que fazemos faz parte de um grande algoritmo de decisões, escolhas, entendemos como funciona um algoritmo computacional.

Abaixo estão listados alguns passos importantes para a escrita de um algoritmo computacional:

  • Preste atenção à ordem lógica da execução das tarefas;
  • Lembre-se de que ele deve ter um início e fim;
  • Ele deve ser completo;
  • Deve ter um alto nível de detalhes;
  • Cada tarefa é uma instrução, assim, defina-a bem.

Algoritmos Estruturados

São aqueles que buscam resolver problemas através do uso de um computador. São criados com base em uma linguagem de programação e podem ser escritos de diversas formas.

Um algoritmo pode ser representado pelo chamado Português Estruturado, que é uma ferramenta que usa combinações de sequências, seleções e repetições. São evitados advérbios e adjetivos, formas verbais diferentes da imperativa, muita pontuação e descrição esparsa.

Observe esse exemplo bem simples de Algoritmo Estruturado na linguagem de programação JAVA.

Listagem 1: Exemplo de algoritmo estruturado em Java

public class filmes extends conexao {
private String nome;

public String getNome() {
return nome ;
}

public void setNome(String nome) {
this.nome = nome;
}
}

Nesse exemplo, vemos uma classe chamada filmes, que é uma extensão de outra classe chamada conexão. Logo após, é declarada uma variável e são implementados os métodos get/set.

Para que um algoritmo em Português Estruturado seja conciso, ele deve seguir alguns pontos:

  • Evitar comandos longos;
  • Evitar adjetivos e advérbios;
  • Ter comandos legíveis;
  • Ter os comandos bem alinhados;
  • Possuir comentários para o esclarecimento de comandos;
  • Evitar ninhos de SE (muitas possibilidades desnecessárias para uma única situação. Ex.: se chover, eu pego o guarda-chuva; se não chover, eu não pego o guarda-chuva ou se eu pegar o vermelho, ele combinará com a roupa; se eu usar o roxo, não combinará).

Com essas noções de algoritmos podemos agora começar a programar sem medo. Afinal, todos nós temos um programador dentro de nós que realiza algoritmos diariamente e com toda a segurança.

Assista o vídeo abaixo:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*