Como aplicar protetor solar: 14 passos (com imagens)

Num verão tão, mas tão quente, em que costuma-se dizer que há um sol no céu para cada pessoa, cuidado é mais do que recomendável, é estritamente necessário. Ou então o resultado pode ser devastador para sua saúde e sua beleza: além de queimaduras, manchas e até doenças de pele. Para evitar quaisquer desses problemas, o aliado mais simples e eficaz é velho conhecido: o protetor solar.

Vice-presidente da Sociedade de Dermatologia do Rio de Janeiro, o dermatologista Egon Daxbacher reforça que os cuidados com os efeitos do sol não devem existir só nos dias de praia e piscina:

— Os danos de exposições diárias, a longo prazo, podem ser maiores do que em eventuais. Se uma mulher vai trabalhar com o cabelo preso, tem que aplicar protetor nas orelhas. Se a roupa for decotada, no colo. Assim, protege e evita o envelhecimento precoce.

Saidinhas rápidas também merecem atenção:

— Caso a pessoa deixe o escritório para almoçar ou vá embora com o dia ainda claro, é preciso reaplicar o protetor, porque o produto não age durante todo o dia. E isso vale para dias nublados e chuvosos.

Nem vilão nem mocinho

Importante para a absorção da vitamina D, essencial na síntese do cálcio do corpo, o sol não pode ser considerado vilão. A dermatologista Vanessa Zagne, do consultório Zagne&Bauk Dermatologia, explica que só o fato de não aplicarmos o filtro corretamente faz com que obtenhamos radiação suficiente para o bom funcionamento do organismo.

— A medida certa para aplicar e reaplicar após duas horas, após suar muito ou ter contato com a água é uma colher de chá de protetor para o rosto e para o pescoço, uma colher de sopa para o peito e a barriga, uma colher de sopa para as costas, uma colher de sopa para os dois braços e uma colher de sopa para as pernas — detalha Vanessa.

Dica da especialista

Muita gente não entende o que significa os termos e a numeração de proteção que um filtro traz em sua embalagem. Os raios ultravioletas são emitidos pelo sol.

O “UVA” é irradiado ao longo do dia, penetra profundamente na pele e pode causar envelhecimento, já o “UVB” é emitido das 10h às 16h, não penetra tão profundamente, mas pode causar câncer de pele. “A pessoa fica vermelha com uma determinada dose de radiação.

Então, quando se lê FPS 30, é porque vai demorar 30 vezes mais tempo para a pele ficar vermelha. Quanto maior o fator de proteção, mais tempo leva para a pele se queimar em exposição ao sol”, explica a dermatologista Vanessa Zagne.

Ela ainda detalha as diferenças entre protetor físico e químico: “A nomenclatura correta é filtro solar ou protetor solar. O nome bloqueador não está certo. Dá a impressão de que protege mais, mas o que acontece é que ele reflete a luz que bate nele. É justamente essa a ação do filtro físico.

Por outro lado, há o filtro químico, que absorve a radiação, impedindo que ela atinja a pele. Há alguns produtos que mesclam as duas características. Para saber qual é o mais indicado para o seu tipo de pele, o ideal é procurar um médico dermatologista”.

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens) Anthelios AIRlicium FPS 30, La Roche-Posay (R$ 66,90); Episol Sec (R$ 78,66); Photoage Fluido Antiox FPS 60, Dermage (R$ 72,10); Capital Soleil FPS 50, Vichy (R$ 67,90); Roc Minesol Oil-Control FPS 70 (R$ 59,90); Physical Fusion UV Defense FPS 50, de SkinCeuticals (R$ 109,90); Nivea Sun Antissinais FPS 50 (R$ 40,15) Foto: Divulgação

Rosto

Há quem prefira usar um filtro solar específico para a área do rosto. Nesse caso, é preciso saber o que se quer para escolher o melhor produto. “No caso de pele seca ou normal, o ideal é usar um gel-creme ou creme.

Já quem tem a pele oleosa precisa escolher um que seja oil control (porque tem o efeito esponja), séruns, water gel ou oil free”, ensina a dermatologista Vanessa Zagne.

Há também os protetores com antioxidantes, que ajudam a cuidar ainda mais da pele: “Eles são mais indicados para quem já tem a pele danificada pelo sol ou para prevenção. É bem interessante para mulheres a partir dos 40 anos, porque evita a destruição do colágeno pelo sol”.

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens) Anthelios BB Cream FPS 50, La Roche-Posay (R$ 79,90); Episol Color FPS 70 (R$ 64); Photoplus FPS 50 Color, Dermatus (R$ 148,80) Foto: Divulgação

Protetor x Maquiagem

Protetores com antioxidante e cor, de maneira geral, são indicados para peles mais maduras e com manchas. “Gosto de receitá-los para quem está em tratamento de pele, porque protegem contra toda luz visível (do sol, elétrica, da tela do computador…

)”, explica Vanessa Zagne, que prefere os filtros coloridos à maquiagem: “Eles tendem a ser mais confiáveis, porque a maquiagem não foi desenvolvida por um dermatologista, é um cosmético”.

Egon Daxbacher pontua o fato de o produto também ajudar a camuflar as manchas: “Por ter cor, ele funciona como base, que também reflete os raios ultravioletas, justamente por causa da pigmentação”.

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens) Nivea Sun Protect & Fresh FPS 30 (R$ 49,90); Neutrogena Sun Fresh FPS 30 (R$ 31,90); Sundown Pele Molhada FPS 50 (R$ 58,89); Jenipapo Gel-Creme Protetor Solar FPS 20, L’Occitane (R$ 50); L'Oréal Paris Solar Expertise FPS 60 (R$ 32,39) Foto: Divulgação

Corpo

Os filtros mais fluidos ou em spray são os preferidos de alguns dermatologistas por terem uma melhor espalhabilidade, o que evita deixar alguma parte do corpo exposta. “O ideal é aplicar e espalhar com a mão, para não ficar com a pele listrada.

Esses filtros são boa opção para quem tem muitos pelos”, diz a dermatologista Vanessa Zagne, acrescentando: “Não é indicado usar protetor com bronzeador, a não ser que o produto tenha autobronzeador, aqueles com cor que te deixam bronzeada ao passar na pele. Se o produto está protegendo, não pode estar bronzeando ao mesmo tempo”.

Leia também:  Como calcular densidade populacional: 10 passos

Para Egon Daxbacherra, um ponto a que as pessoas devem prestar atenção, principalmente aqui no Rio, é o fator de proteção. “Vivemos num lugar com alto índice de radiação ultravioleta.

Um filtro com fator abaixo de 30 não é recomendável”, alerta o especialista, avisando não haver problema em usar protetor solar corporal no rosto: “Quem não tem algum tipo de problema de pele nem sofre com oleosidade, pode usar o mesmo no corpo e no rosto, tranquilamente”.

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens) Gloss Protetor Labial FPS 20, L’Occitane au Brésil (R$ 25); protetor labial FPS 30, Cenoura & Bronze (R$ 8,80); Avène FPS 30 stick labial (R$ 31,21) Foto: Divulgação

Proteção labial

Muita gente não sabe nem percebe, mas os lábios inferiores sofrem com a incidência do sol, o que causa envelhecimento e danos que, futuramente, podem virar câncer.

“A regra, nesses casos, é a mesma para os filtros corporais e faciais: a aplicação deve ser feita 20 minutos antes da exposição ao sol e a reaplicação deve acontecer a cada duas horas. Se os lábios secarem não é preciso passar o protetor de novo.

Os ativos já foram absorvidos pela pele”, explica Egon Daxbacher, que não vê problema no uso de batom em cima do protetor: “O bom é que o pigmento reflete a radiação, ajudando na proteção. Mas substituir o filtro por batom com fator de proteção não é recomendável”.

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens) Cenoura & Bronze Kids stick FPS 50 (R$ 14); Nivea Sun Kids Sensitive & Pure FPS 60 (R$ 49,20); spray Mustela protetor solar facial infantil (R$ 99) Foto: Divulgação

Infantil

Somente crianças a partir dos 6 meses de idade podem ser expostas ao sol, a ponto de ser necessário o uso de filtro solar. E não é qualquer produto que a pele dos pequeninos aceita… “A mãe deve optar por um protetor físico e hipoalergênico. Também indico o uso de roupas cujo tecido proteja a pele da radiação. Tem blusa, chapéu, diversos artigos.

O bom é que protegem e não há a necessidade de reaplicar o produto”, explica Vanessa Zagne.

Além desses, o vice-presidente da Sociedade de Dermatologia do Rio de Janeiro pontua outros cuidados que os pais devem ter com seus filhos em dias de brincadeiras ao ar livre: “Deixe a criança o máximo possível na sombra e lhe dê muita água, para não haver risco de insolação”.

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens) Camiseta UV.Line (R$ 159); boné Baby Heróis UV.Line (R$ 59); Foto: Divulgação

Protetor via oral

Os comprimidos que prometem ajudar a combater os danos do sol possuem uma substância antioxidante que, ao ser ingerida, modifica o DNA, reparando os danos que a radiação causa. “Não existe um tempo determinado para esse tipo de medicação, mas ela geralmente é usada de novembro a março por pessoas acima dos 35 anos que estão focando no rejuvenescimento.

Para os muito jovens, não é necessário”, pontua Vanessa Zagne. O também dermatologista Egon Daxbacher enfatiza que o uso do protetor via oral não descarta a aplicação do filtro solar sobre a pele: “O oral é muito indicado para pessoas que sofrem com problemas de pele, como melasma e lúpus, já que aumenta a proteção para a questão não se agravar.

Só que não livra a pessoa da proteção tópica”.

Como escolher o Melhor Protetor Solar

Atualmente, sabe-se que o uso de protetor solar é fundamental, não somente quando estamos expostos ao sol na praia ou na piscina, mas também no nosso dia a dia. Quem ainda não tem esse hábito, deve adquiri-lo o mais rápido possível, a fim de cuidar da sua saúde e evitar o envelhecimento precoce da pele.

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens)

Abaixo, separamos algumas informações que envolvem a escolha de um bom protetor solar.

Radiação UVA e UVB

A radiação UVA é presente durante todo o ano e atinge a pele, praticamente da mesma forma, tanto no inverno como no verão. Os raios UVA penetram profundamente na pele e são os principais responsáveis pelo envelhecimento dela. Essa radiação também tem uma participação em alergias e predispõe a pele ao surgimento do câncer.

Os raios UVA também estão presentes nas câmaras de bronzeamento artificial, inclusive em doses mais altas do que a radiação solar. Por isso, cuidado com esse tipo de procedimento estético!

Já a radiação UVB ocorre mais durante o verão. É parcialmente absorvida pela camada atmosférica da terra. Esses raios penetram superficialmente na pele e são os responsáveis pelas queimaduras do sol. Esse tipo de raio é mais invisível, às vezes as pessoas pensam que só porque não ficaram vermelhas, não foram prejudicadas, mas ele favorece muito o envelhecimento da pele.

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens)

O que significa FPS?

Na hora de escolher um protetor solar, um dos primeiros pontos que observamos é o FPS (Fator de Proteção Solar). Mas será que todo mundo sabe, de fato, qual é sua importância?

O FPS mede quanto tempo a pele exposta ao sol demora a ficar vermelha. Quando exposta ao sol sem proteção, ela leva um determinado tempo para ficar vermelha. Esse tempo depende do tipo de pele e do horário da exposição solar. Por exemplo, quanto mais clara a pele, e quanto maior a intensidade da radiação solar, menor é esse tempo.

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens)

Assim, quando se é usado um filtro solar com FPS 15, por exemplo, a mesma pele leva 15 vezes mais tempo para ficar vermelha.

Como fazer uma boa escolha?

Fica claro que pessoas com pele mais clara devem investir em um protetor solar com maior FPS, já que precisam de maior proteção contra o sol. Em peles morenas, o FPS pode ser menor, pois a pessoa possui mais pigmento melanina, que é um protetor natural da pele.

Outro ponto importante a se observar é o tipo de pele da pessoa. Por exemplo, aquelas que possuem pele oleosa, podem optar por versões oil-free (livre de óleo), mas sempre seguindo orientação do seu dermatologista.

Leia também:  Como aprender a usar o adobe photoshop: 7 passos

Protetores com texturas mais fluidas como géis, acquagel, creme toque seco são boas pedidas para a pele do rosto. Já para o corpo, protetores em spray e cremes são os mais recomendados devido à praticidade na aplicação, lembrando que o produto, sobretudo o spray, deve ser bem espalhado de forma homogênea, com as mãos.

Reaplicação de Protetor Solar?

Será que é preciso mesmo reaplicar o protetor solar? A resposta é sim! Como o suor e o atrito do dia a dia removem o filtro, o produto deve ser reaplicado em intervalos de duas horas, ou sempre após o banho de mar e piscina ou ainda, sudorese excessiva.

Crianças também devem se proteger?

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens)

Filtros solares podem ser aplicados desde os seis meses de idade e existem vários produtos específicos para os pequenos que possuem principalmente filtros físicos, que não são absorvidos pela pele, formando uma barreira que reflete a luz, diminuindo o risco de irritação e alergia.

Proteção para os lábios

O uso de batons hidratantes e com filtro solar são bem indicados, especialmente para pessoas que vão à praia ou piscina, pois a pele dos lábios é mais sensível e sofre com a exposição solar excessiva. E assim como os filtros para o rosto e corpo, eles também devem ser reaplicados a cada duas horas para garantir uma boa proteção.

Então, não se esqueça: o uso de protetor solar é muito importante para nossa pele. Adquira o hábito de aplicá-lo todos os dias e não somente quando for à praia ou piscina.

Na hora da compra, opte por um produto com um fator de proteção relevante, de preferência, seguindo as orientações do seu dermatologista.

Clique aqui e veja uma variedade de protetores com preços incríveis! 

Fonte: dicasdemulher.com.br

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens)

Aplique o protetor solar corretamente com 7 dicas

​O fator de proteção solar deve ser, preferencialmente, de 50, porém, as pessoas mais morenas podem usar um índice menor, porque a pele mais escura confere uma proteção maior relativamente aquelas com peles mais claras.

Para garantir a proteção da pele contra os raios ultravioleta, também é importante aplicar o filtro solar corretamente, aplicando uma camada uniforme, que deve ser reaplicada a cada 2 horas de exposição solar ou após o contato com a água do mar ou da piscina, por exemplo. Além disso, para uma maior proteção da pele pode-se usar também um protetor solar bebível ou tomar suplementos com carotenos e anti-oxidantes, que ajudam, em conjunto com o filtro solar, a proteger a pele dos danos causados pelo sol. 

Como Aplicar Protetor Solar: 14 Passos (com Imagens)

Pele morena: FPS entre 20 e 30

Apesar de proteger a pele contra os efeitos nocivos do sol, o protetor solar diminui a capacidade de produção de vitamina D. Assim, para uma adequada produção de vitamina D, aconselhado-se tomar sol durante pelo menos 15 minutos antes das 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem usar protetor solar. Veja como garantir a vitamina D no corpo.

Qual protetor solar escolher

Embora seja aconselhado usar protetor solar com índice de proteção 50, as peles mais escuras podem usar índices mais baixos, com segurança, conforme indicado na tabela:

Fator do protetor solar Tipo de pele Descrição do tipo de pele
FPS 50 Adultos com peles claras e sensíveisCrianças Tem sardas no rosto, a pele queima-se muito facilmente e nunca fica bronzeada, ficando avermelhada.
FPS 30 Adultos com peles morenas A pele é morena clara, o cabelo castanho escuro ou preto que, por vezes, se queima, porém, também se bronzeia.
FPS 20 Adutos com pele negra A pele é muito escura, raramente se queima e bronzeia muito, mesmo que o bronzeado não seja muito visível.

Uma informação importante que deve ser observada no rótulo do protetor solar é a proteção para os raios ultravioleta do tipo A e B (UVA e UVB). A proteção UVB garante proteção contra as queimaduras solares, enquanto a proteção UVA garante proteção contra o envelhecimento precoce e o câncer de pele.

Como aplicar o protetor solar corretamente

Para usar o protetor solar deve-se ter alguns cuidados, como aplicar o produto até mesmo nos dias nublados e menos quentes, sendo importante:

  • Passar o protetor solar na pele ainda seca, pelo menos 15 minutos antes da exposição solar;
  • Repassar o protetor solar a cada 2 horas;
  • Escolher um protetor solar específico para a cor da pele;
  • Usar também protetor labial e um protetor solar próprio para o rosto;
  • Passar o protetor por todo o corpo de forma uniforme, cobrindo também os pés e as orelhas;
  • Evitar ficar muito tempo diretamente exposto ao sol e no horário de mais calor.

Antes de utilizar pela primeira vez um protetor solar, deve-se fazer um pequeno teste, para saber se o corpo faz alergia ao produto. para isso, pode-se passar uma pequena quantidade atrás da orelha, deixando atuar por cerca de 12 horas, para ver se a pele reage ao produto. Caso não ocorra nenhuma reação, significa que pode ser aplicado em todo o corpo.

  • Veja quais são os sintomas da alergia ao protetor solar e o que fazer.
  • Assista ainda o vídeo seguinte sobre proteção solar e confira estas e outras dicas:

Outras dicas importantes para se proteger do sol são ficar debaixo do guarda sol, usar óculos de sol e um chapéu com abas largas e evitar a exposição solar em horas de mais calor, entre as 10:00h  e as 16:00h.

Produtos de beleza com proteção solar

Muitos produtos de beleza, como cremes e maquiagem, possuem proteção solar na sua composição, auxiliando no cuidado com a pele. Além disso, existem produtos que também são enriquecidos com substâncias que previnem o aparecimento de rugas e manchas na pele, como as vitaminas A, C, D e colágeno.

Caso os produtos não tenham proteção solar ou tenham um índice baixo, deve-se aplicar um protetor solar antes da maquiagem, mesmo que ela também ofereça esse tipo de proteção.

Alimentos que protegem a pele

Os alimentos que ajudam a proteger a pele são aqueles ricos em carotenoides, pois estimulam a produção de melanina, substância que dá cor à pele e fornece proteção contra os raios solares. Além de ajudar a pele, os carotenoides são antioxidantes que também fortalecem o sistema imunológico e previnem doenças como o câncer.

Leia também:  Como casar com uma pessoa de religião diferente

Os principais alimentos ricos em carotenoides são: acerola, manga, melão, tomate, molho de tomate, goiaba, abóbora, couve e mamão. Esse alimentos devem ser ingeridos diariamente para prolongar o bronzeado e proteger a pele. Veja mais alimentos ricos em betacaroteno.

O vídeo a seguir traz dicas para prolongar o efeito do bronzeado:

Como aplicar protetor solar ao longo do dia se estiver maquilhada

A chegada da primavera e, principalmente, do verão traz não só o sol e o calor, mas também a necessidade de ter alguns produtos que são essenciais nesta altura do ano.

O protetor solar é um deles, ainda que não deva ser só usado nas estações mais quentes. Como já é de conhecimento geral, o protetor solar deve ser usado ao longo de todo o ano, principalmente no rosto, como uma rotina normal de beleza, para evitar manchas e o envelhecimento precoce da pele.

Enquanto as férias não chegam e os dias ainda são passados a trabalhar, há muitas mulheres que se maquilham. E não é por estarem maquilhadas que devem deixar de ter cuidado com o sol no rosto.

O ideal para quem se maquilha é aplicar o protetor solar no rosto depois de o limpar e só depois fazer a maquilhagem. Depois, ao longo do dia, deve voltar a aplicar.

Com a maquilhagem? Sim.

Ao longo do dia, deve voltar-se a proteger o rosto com protetor solar, nem que seja por camadas. Isto é, se tem a pele maquilhada, tem que escolher a melhor forma de poder aplicar novamente algum fator de proteção, quer seja com produtos de maquilhagem quer seja com um spray. Protetor em creme, não é uma boa ideia.

Há marcas de maquilhagem que têm pós bronzeadores e pós compactos com fator de proteção solar, o que faz com que possa aplicar um pouco mais desse produto na pele ao longo do dia, sabendo que está um pouco mais protegida. Um pouco só, porque o fator de proteção num pó bronzeador nunca terá o mesmo efeito do que um creme protetor, ou seja, não estará bem protegida para estar com o rosto diretamente ao sol.

As brumas são outra solução para se ir reaplicando protetor solar ao longo do dia enquanto se usa maquilhagem. São um spray sem cor e com fator de proteção, que não só protege, como ainda refresca o rosto, sem estragar a maquilhagem.

Qualquer uma destas soluções é prática e fácil, visto que dá para todas as peles, pode andar na carteira e se pode usar em qualquer sítio e em qualquer altura.

Protetor solar com cor para pele oleosa: 4 dicas para segurar o produto na pele

O protetor solar com cor já virou um curinga na rotina diária – além de proteger e hidratar a pele, ele ainda pode substituir alguns passos do ritual, como a aplicação da base e do corretivo.

Porém, quem tem pele oleosa – especialmente no calor do verão – pode ter alguma dificuldade em manter o produto na pele durante todo o dia sem sofrer com o brilho excessivo ou o efeito escorrido.

Para driblar esses problemas, o DermaClub entregou algumas dicas infalíveis para manter o rosto sequinho por muito mais tempo. Confira!

Invista num protetor solar com cor específico para pele oleosa

Em primeiro lugar, é preciso escolher muito bem o produto. Ao investir no seu protetor solar com cor, além de escolher um tom bem semelhante ao seu, é essencial apostar numa fórmula que seja específica para o seu tipo de pele. Assim, procure por um filtro com toque limpo e textura leve, de preferência que controle a oleosidade e umidade.

Dica de uso: Anthelios AIRlicium FPS 70 com cor, de La Roche-Posay.

Lave o rosto corretamente antes de aplicar o produto

A primeira dica para segurar a oleosidade do rosto e, assim, conseguir manter o protetor solar com cor intacto por mais tempo, é lavar o rosto de forma correta.

Antes de aplicar o produto, utilize um sabonete específico para pele oleosa, como aqueles enriquecidos com ácido salicílico e gluconato de zinco, que limpam em profundidade sem ressecar a pele, evitando, assim, o seu efeito rebote.

Dica de uso: Effaclar Gel Concentrado, de La Roche-Posay.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Aplique um pouco de pó matificante na zona “T”

Em seguida, para garantir que a sua pele fica bem sequinha durante muitas horas, uma dica infalível é aplicar um pouco de pó compacto no rosto todo – ou apenas na zona “T”, se você prefere um visual menos matte. A dica é optar por fórmulas não comedogênicas – ou seja, que não obstruem os poros -, e ainda que possuam proteção contra os raios UVA, UVB e luz visível, para agregar à proteção do filtro com cor.

Dica de uso: Effaclar BB Blur Pó Compacto, de La Roche-Posay.

Aposte no spray de zinco para pele oleosa

Por fim, você pode apostar no spray de zinco para segurar a oleosidade da pele. Além de controlar o excesso de brilho, este produto é capaz de minimizar a aparência de poros dilatados e ainda ajuda a fixar a maquiagem na pele – perfeito para usar por cima do combo protetor solar com cor + pó matificante. A dica é levar a embalagem na bolsa e retocar sempre que necessário.

Dica de uso: Serozinc, de La Roche-Posay.

*Ficou com dúvidas? Procure o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e agende uma consulta!

Publicada em: 11 de Março de 2019 Modificada em: 14 de Março de 2019

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*