Como aparar os pelos pubianos (com imagens)

Cortes para os pelos pubianos masculino, por essa você não esperava, né? Como eu, seu amigo Juan, estou aqui pra te ajudar vamos falar hoje sobre depilação íntima masculina.

A região íntima também precisa de cuidados, nem que seja uma aparada de leve, pra conter os pelos já que vivemos sempre deixando essa região abafada com as roupas masculinas que costumamos vestir no nosso dia-a-dia.

Além de ajudar a manter a higiene, controlando odores indesejados, manter os pelos aparados ajuda ainda a reduzir a foliculite e pode ser até motivo de estilo dependendo do corte íntimo masculino escolhido. Tá curioso para conhecer as possibilidades? Vem comigo ????

Depilação íntima masculina

  • Manter os pelos pubianos em ordem exigem uma boa máquina de cortar cabelo que pode ser específica pro corpo ou não necessariamente, assim você consegue manter e reduzir o comprimento dos fios.
  • Agora se liga nos principais cortes de pelo pubiano masculino aqui e agora!
     

Grama por fazer

Como Aparar os Pelos Pubianos (com Imagens)

Um verdadeiro clássico masculino! Parece que tá bem aparadinho de longe, mas de perto surpreende! Isso porque dá impressão até do pinto ser maior haha

Os pelos são removidos ao redor, como virilha, enquanto a parte central e na bolsa escrotal tem 2 a 3 cm, dando o famoso truque. O visual parece natural e é importante fazer a manutenção.

Bigodinho do Chaplin?

Como Aparar os Pelos Pubianos (com Imagens)

Essa é pra quem é ousado, afinal um tufo de pelo em meio a pele toda depilada é pra poucos né? Apenas o Hitler e Chaplin curtiram essa?

Pra isso você vai precisar depilar toda virilha, indo por boa parte dos pelos pubianos, deixando apenas a região bem próxima a base do pênis. Pode ser mais reto e fino ou ainda arredondado.

Lisinho

Como Aparar os Pelos Pubianos (com Imagens)

Outro bastante controverso, liso que só vendo! No inicio deixa a pele maravilhosa e sem odores, mas quando os pelos começam a crescer pode ser uma verdadeira dor de cabeça com os pelos encravados.

Ainda dá um aspecto mais feminino a região íntima masculina, então pode desagradar a preferência da geral, mas no final das contas o que vale é sua opinião né? O corpo é seu rs

Conteúdo patrocinado pela:

Como Aparar os Pelos Pubianos (com Imagens)

Pista de pouso

Como Aparar os Pelos Pubianos (com Imagens)

Na real não chega a ser tão simétrico quanto na imagem acima, mas é com essa pegada mais verticalizada mesmo que vai alongar tudo, parece até continuação do pênis.

O comprimento vai variar do gosto de cada um, mas costuma exigir uma manutenção maior se for muito simétrico.

Mata atlântica

Como Aparar os Pelos Pubianos (com Imagens)

Depilar? Pra quê não é mesmo? Deixa a mata atlântica crescer à vontade! haha Deixa um aspecto viril e másculo real, mas não funciona com todo mundo.

O perigo é crescer tanto pelo e cobrir o seu membro amigo, além de acumular muita sujeira e odores desagradáveis, então nesse último caso a higiene tem que ser constante pra manter os pelos grandes, mas com tudo nos trinques.

Vídeo bônus: Depilação Íntima masculina

Conheça mais formas de fazer a depilação íntima masculina clicando aqui ????

Depilação criativa

Como Aparar os Pelos Pubianos (com Imagens)

Tava pensando que já conhecia todos os tipos? Olha aqui a prova que dá pra inovar! É bem cara de barbeiro que inventa de fazer o corte dos pelos pubiano né? haha

Listras e traços mais sutis podem ser mais fáceis de fazer que desenhos inusitados como esse.

Pirâmide invertida

Como Aparar os Pelos Pubianos (com Imagens)

Essa depilação íntima masculina parece um cerca de sítio, tá ali pra delimitar bem o terreno haha A ideia é remover completamente os pelos da virilha, base do pênis e bolsa escrotal ou até deixar um pouquinho nessa última parte.

Assim, pode deixar os pelos pubianos com leve ou grande comprimento no formato que se inicia mais largo e estreita até um pouco mais que a largura do pênis.

Tipos de depilação masculina

  1. Conheça os principais jeitos de remover os pelos aqui!
  2.  
    Curtiu conhecer os principais cortes pubianos masculino? Espero ter te ajudado, de forma mais humorada hoje, a conhecer mais sobre depilação íntima masculina ????

Esse conteúdo é um oferecimento da Scruff, aplicativo de relacionamento entre homens na qual você pode conhecer caras para um tudo! Desde fazer novas amizades, sexo casual e até namoro.

Ficou curioso pra fazer parte dessa grande comunidade? Clique aqui agora mesmo e baixe o app!

Os riscos da depilação dos pelos pubianos

Como Aparar os Pelos Pubianos (com Imagens)Homens e mulheres dizem fazer depilação para manter higiene (Foto: Anna Lúcia Silva/G1)

Seja com lâmina, cera ou a laser, depilar os pelos pubianos é algo incômodo. Mesmo assim, o número de homens e mulheres aderindo à prática não para de crescer em todo o mundo.

Segundo várias pesquisas sobre o tema, uma das principais razões apontadas pelos adeptos é a estética, mas não a única.

Um estudo publicado neste mês pela revista Dermatology, da Associação Americana de Medicina (AMA, na sigla em inglês), entrevistou 3.316 mulheres nos Estados Unidos e perguntou por que elas removiam os pelos da região íntima.

  • A resposta de 59% foi “por higiene”.
  • De acordo com o estudo, 62% das entrevistadas afirmaram que removeram todos os pelos pubianos pelo menos uma vez na vida, e 84% disseram que já tinham usado algum tipo de depilação.
  • Um percentual muito menor contou que adotava esse tipo de depilação para agradar o parceiro ou para se sentir mais “sexy” (por volta de 20%).

Melhor para a saúde? Ao contrário do que muitas das pesquisadas acreditam, os principais estudos já feitos sobre o tema não comprovaram a existência de benefícios significativos da depilação total dos pelos pubianos, a não ser reduzir a probabilidade de contrair piolhos nesta área do corpo.

As mesmas pesquisas destacam o contrário: há riscos para aqueles que escolhem retirar todos os pelos da área genital.

“Os médicos não acreditam que (depilar os pelos pubianos) traga benefícios para a saúde”, afirmou à BBC a médica Luisa Dillner, que publicou na semana passada um artigo chamado “É mais higiênico depilar o pelo púbico?” no jornal britânico The Guardian.

“(A depilação) Faz com que a presença de piolhos seja menos provável. Mas aumenta o risco de infecções devido aos pequenos cortes que acontecem na área do púbis”, disse.

Em seu artigo, Dillner esclareceu que a depilação total deixa o púbis sem defesas.

“Seu púbis é um assunto seu. Mas o pelo pubiano está aí por uma razão: para proteger seus genitais da fricção e de infecções. É mais higiênico não raspar.”

Os riscos Um dos estudos que analisou os riscos da depilação do púbis foi realizado pela professora da Universidade do Texas Andrea L. DeMaria e outros colegas.

  1. A pesquisa foi feita há dois anos e entrevistou 333 mulheres americanas que admitiram ter depilado os pelos pubianos em algum momento da vida.
  2. O resultado foi publicado na revista American Journal of Obstetrics and Gynecology, publicação americana especializada em ginecologia e obstetrícia.
  3. De acordo com o estudo, 60% dessas mulheres teve pelo menos um problema de saúde devido à depilação íntima – os mais comuns eram ferimentos na pele e pelos encravados.
  4. Apenas 4% delas procurou um médico ou falou do problema com seu ginecologista, algo que, segundo DeMaria, é importante.
  5. A professora não opinou contra nem favor da depilação dos pelos pubianos, mas advertiu que é importante que as pessoas saibam os riscos dos procedimentos e tentem minimizá-los.
  6. “Os cortes ou folículos abertos em uma zona úmida aumentam a possibilidade de infecções por bactérias ou vírus, incluindo um risco maior de contrair herpes ou outras doenças sexualmente transmitidas.”
  7. “As pessoas não percebem que retirar os pelos da área íntima não é o mesmo que tirar os pelos de outras áreas do corpo”, disse a DeMaria à BBC.

Cuidados Outro estudo publicado por especialistas da Universidade George College & State University, dos Estados Unidos, entrevistou 1.110 estudantes há dois anos e concluiu que a prática é comum entre homens e mulheres: 95% dos pesquisados disseram ter depilado o púbis no mês anterior.

  • Além disso, cerca de 80% relataram ter sentido coceira depois do procedimento.
  • Para quem quiser continuar depilando os pelos pubianos, há alguns cuidados básicos.
  • O primeiro deles é fazer isso depois de tomar um banho, quando os folículos estão mais suavizados.
  • Para quem vai raspar, as dicas essenciais são nunca compartilhar lâminas, usar sempre sabão ou gel sem perfume e raspar na direção do pelo, nunca contra, justamente para evitar a abrasão da pele.
  • E muito importante: falar com o médico se notar o aparecimento de algum problema na pele ou se tiver alguma dúvida.

Como raspar seus pêlos pubianos | Alexandre Taleb

Aqui está uma lista com as coisas básicas a se lembrar quando você for raspar seus pêlos pubianos, para um resultado perfeito e sem irritação!

Como Aparar os Pelos Pubianos (com Imagens)

Essa talvez seja a parte mais importante. O tipo de gilete que você decidir usar pode ser a diferença entre um corte perfeito dos seus pêlos e uma vasectomia indesejada. Por mais que você goste daquela navalha vintage que usa para aparar sua barba, invista em um gilete mais moderno e seguro para o “andar de baixo”. Quanto mais lâminas, menos pressão você precisará colocar.

Planeje

Planeje antes de começar, até onde você quer tirar e coloque limites mentais. Utilize uma tesoura para tirar o excesso. Não use a mesma tesoura que usa no seu rosto (obviamente) – há bactérias diferentes em diferentes partes do seu corpo, e se elas cruzarem, podem contaminar… É nojento. Tenha uma tesoura apenas para os pêlos pubianos e os mantenha longe do restante das suas coisas.

Após terminar de cortar, tome um banho quente. Isso amolecerá as raízes e limpará onde é necessário, reduzindo o risco de irritação e infeccção.

Prepare o terreno

Aplique óleo de barbear e depois creme de barbear. Sem moderação. Tenha um pouco de creme por perto, você vai precisar reaplicar.

Estique a pele ao raspar

A pele que não está rígida se prende a uma gilete facilmente, e nada tem menos rigidez do que o testículo, então mantenha a pele esticada enquanto estiver raspando para evitar o pior.

Leia também:  Como ancorar um objeto no indesign: 11 passos

Enquanto a pele estiver esticada, foque lentamente em pequenos pedaços – você não quer fazer tudo rápido porque terá que repetir, e uma das chaves para evitar irritação é minimizar o contato com a lâmina. Ao contrário do seu rosto, não há uma direção para seguir, então trabalhe com a que for mais confortável para você, e a que te dá maior visibilidade.

Aplique loção pós-barba

Isso é crucial. A loção pós-barba no seu rosto ajuda a amolecer a pele e tem cheiro bom, mas nos seus testículos ela tem um papel muito mais importante em diminuir o risco de irritação e possível infecção.

Os pêlos pubianos são mais grossos do que o restante dos seus pêlos, e portanto, são mais fáceis de encravar. Encontre uma loção e aplique sem moderação – não apenas após raspar, mas nos próximos dias também.

Aí está – siga os conselhos acima cuidadosamente e boa depilação!

O que fazer quando os pelos pubianos se inflamam? | Elas por Elas | Tribuna PR

Chama foliculite a inflamação dos pelos em qualquer região do corpo. E, em especial na região pubiana, esse problema costuma incomodar e trazer muito desconforto. Causada por bactérias, vírus ou fungos, pode atingir os tecidos de modo superficial ou profundo. Destes, o mais frequente é o estafilococo, que habita regularmente a pele.

Geralmente, a foliculite se manifesta com o aparecimento de pequenas espinhas vermelhas, com ou sem pus, que se desenvolvem em torno de folículos pilosos. A pele se torna avermelhada e inflamada e, não raro, temos coceira e aumento da sensibilidade. Na maioria das vezes, não há necessidade de tratamento, mas, quando os sintomas não desaparecem, significa que a infecção está se espalhando.

As causas principais seriam a depilação e o atrito que o genital sofre em roupas muito apertadas. Portanto, aqui já temos uma dica de como evitar a foliculite, que seria evitando o uso de roupas que esfregam muito na área afetada.

Nos casos ocasionados por depilação, é importante o uso de uma gilete nova ou elétrica, para garantir que a depilação não cause danos aos folículos.

E, claro, manter sempre a área limpa e seca trará melhor condição de regeneração do folículo piloso e regiões adjacentes.

É importante lembrar ainda que, apesar de a foliculite ser causada por uma irritação e entupimento dos folículos de pelos, a condição em si é uma infecção. Caso ela não seja tratada rapidamente, a infecção irá se espalhar e a área infectada será maior.

Por isso, quando a foliculite aparecer, use sempre um pano ou toalha úmida e morna sobre a lesão. Isso vai ajudar a drenar o conteúdo que eventualmente tenha ficado acumulado dentro do folículo.

Nunca aperte ou tente fazer a expressão, isso irá certamente contribuir para piorar a situação tornando, inclusive, a foliculite crônica.

Quando esses cuidados não resolverem, o uso de antibióticos tópico e oral será necessário, mas sempre sob a orientação de um médico.

Nos casos leves, a foliculite não costuma causar complicações. No entanto, ela podem evoluir para casos mais graves algumas vezes. A infecção pode se espalhar pelo restante da pele e se tornar um problema recorrente.

As outras possíveis complicações incluem furunculose, que é o comprometimento de um número considerável de furúnculos agora sob a pele, e cicatrizes ou manchas grosseiras, que também trazem grande desconforto para a mulher.

Remover ou não pelos pubianos não tem relação com chances de contrair IST

Depilar todos os pelos pubianos não diminui ou aumenta os riscos de desenvolver alguma IST (infecções sexualmente transmissíveis). Deixar os fios crescerem também não tem relação com as chances de contrair essas doenças. A conclusão é de um estudo publicado no periódico Plos One na quarta-feira (4).

A pesquisa, realizada por cientistas da Universidade Estadual de Ohio (EUA), entrevistou 214 estudantes universitárias sobre suas preferências de depilação e realizou testes para clamídia e gonorreia nas participantes.

Os resultados mostraram que pouco mais de 98% das estudantes relataram algum nível de remoção de pelos e 53,6% retiraram totalmente os pubianos no último ano semanalmente ou diariamente.

Ao todo, menos de uma em cada dez das participantes teve clamídia ou gonorreia, mas os pesquisadores não encontraram nenhuma ligação entre os tipos de depilação e a prevalência de qualquer uma dessas infecções.

Segundo os autores do estudo, as descobertas não apoiam a necessidade de abordar a aparência dos pelos pubianos como um fator de risco para IST. Mas consideram que estudos futuros sobre esse tópico poderiam usar uma amostra maior e mais representativa para permitir estimativas mais precisas e maior generalização.

Pessoas não devem constatar que não ter pelos é mais higiênico

Imagem: Jessé Giotti/UOL

Depilar ou não depilar, eis a questão

De acordo com a Carolina Sumam, médica pela UERJ (Universidade do Estado do Rio de Janeiro) e especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), retirar os pelos da axila, da região pubiana ou de qualquer outra parte do corpo é uma opção da pessoa. “Não é uma questão de higiene e sim de estética”, diz.

Teoricamente, os pelos servem para proteção da pele. Os que nascem na axila, no tórax, na barba e na virilha são respostas aos hormônios sexuais e protegem a pele e as glândulas locais. “Por isso, eliminar os fios pode causar infecções e irritações”, explica Sumam.

Os microtraumas provocados pela lâmina ou até pela cera também favorecem a penetração de micro-organismos no corpo. Essas bactérias e fungos podem causar foliculite –infecção dos bulbos em que o cabelo cresce, chamados folículos — ou até verrugas virais, causadas pelo HPV quando a pele entra em contato com superfícies contaminadas.

Apesar dos possíveis riscos, não é preciso criar pânico da depilação. A ginecologista Silvana Maria Quintana, chefe do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRPUSP), explica que não existem estudos que comprovem que a retirada dos pelos da região íntima aumenta o risco de infecções.

Sumam concorda: “A remoção dos pelos interfere muito pouco no desenvolvimento de doenças, desde que você mantenha uma higiene adequada”.

A ginecologista, inclusive, ressalta que aparar os pelos não traz prejuízos e a retirada do excesso pode até facilitar a higiene da região. O problema existe quando as mulheres retiram totalmente os fios pubianos.

“Como médica, não indico a depilação completa, porque o pelo existe para manter a flora bacteriana saudável”, diz Quintana. “Mas é óbvio que se a paciente se sentir bem em retirar os fios eu não contraindico.

É uma opção dela.”

Quintana ainda alerta que as pessoas não devem constatar que não ter pelos é mais higiênico, como aconteceu no caso da atriz Bruna Linzmeyer, criticada por deixar os pelos na virilha aparentes em uma foto publicada no Instagram (abaixo).

Foque na camisinha e não nos pelos

O preservativo é o método anticoncepcional que apresenta maior variação entre a taxa de proteção no uso perfeito (98%) e na vida real (82%), de acordo com um estudo publicado no periódico científico Contraception. Isso é um indício de que boa parte das pessoas não utiliza a camisinha de maneira certa.

Um dos erros mais cometidos é usar o preservativo somente no fim da transa, quando o homem vai ejacular. Segundo especialistas, isso é arriscado, pois mesmo antes do orgasmo o pênis libera secreção que pode conter esperma.

Outras falhas comuns, que aumentam o risco de estouro (e de gravidez), são não saber colocar o preservativo e armazená-lo de forma inapropriada —deixar muito tempo na carteira, no porta-luvas do carro (exposto ao calor) ou na bolsa, perto de objetos pontiagudo (pentes, chaves, grampos de cabelo etc.).

Vale lembrar que a camisinha é o único e mais seguro método para evitar Infeções Sexualmente Transmissíveis (IST). A OMS também enfatiza a importância da educação sexual para a prevenção.

Como aparar os pelos pubianos: 10 técnicas para experimentar

Todos temos um triângulo de madeixas em nossas partes íntimas. Sim, estamos falando de pêlos pubianos, pessoal. Considere este o seu guia essencial sobre como aparar com segurança os arbustos – ou deixá-los crescer sem manchas.

Como preparar seus pubes
para remoção

Se você estiver em patrulha no cubo, estará lidando com algumas das partes mais sensíveis, por isso vale a pena fazer uma pequena preparação antes de mergulhar com objetos pontiagudos. Uma rotina cuidadosa pode evitar irritações, queimaduras e ferimentos.

Limpe suas ferramentas

Mantenha um kit de tosa separado para suas peças. A multitarefa com as ferramentas que você usou em outras partes do seu corpo pode introduzir infecção. Antes de cada uso, mergulhe seus implementos em um desinfetante como Barbicide por pelo menos 10 minutos ou limpe-os completamente com álcool. Verifique se a tesoura ou a navalha tem lâminas afiadas.

Corte o excesso de pêlos antes de se barbear, modelar ou arrumar

Se você tem uma palha longa e grossa, corte o cabelo para cerca de um quarto de polegada. Esta etapa ajuda a evitar o entupimento do barbeador ou do aparador. Você também terá uma melhor visão da sua pele e direção do crescimento do cabelo, o que ajudará a evitar acidentes.

Tomar banho antes de se arrumar

Quer você esteja depilando tudo ou apenas modelando, comece com uma pele limpa para evitar inchaços causadores de bactérias. Lave bem a região pubiana com água e sabão na banheira ou no chuveiro. Deixe de molho ou vaporize por pelo menos cinco minutos para permitir que a pele amoleça e o cabelo se expanda.

Esfoliar

Usando uma bucha ou uma esfoliação suave, esfolie a área que planeja preparar. A esfoliação remove as células mortas da pele ou o sebo obstruindo os folículos capilares. Isso fornece à sua navalha ou a outras ferramentas a superfície mais lisa possível para deslizar.

Ensaboar-se

Mantenha a pele úmida se planeja fazer a barba. Você precisa dessa lubrificação para minimizar o atrito e evitar cortes. Usar creme ou gel também pode permitir que você veja onde acabou de fazer a barba, para evitar passar por cima da área duas vezes e causar irritação.

Leia também:  Como capturar o moltres em pokémon fire red: 8 passos

Barbear ou aparar na direção do crescimento do cabelo

Indo contra o grão significa que sua ferramenta tem que levantar o cabelo antes de cortar o folículo. Isso cria o potencial de queimaduras de barbear e outras irritações. Você obterá um resultado mais suave se seguir o fluxo.

Tome seu tempo e tenha cuidado

Um trabalho de hacker apressado pode terminar em um corte desagradável ou até mesmo em uma viagem ao pronto-socorro. Um estudo de 2017 descobriu que mais de 25% dos primers para pelos pubianos se machucaram. Sentar-se em uma borda seca da banheira pode ajudar a reduzir o risco de escorregar.

Uma limpeza de pente e tesoura

Se você preferir a aparência do velo, basta recortar e modelar ao seu gosto. Um pente e uma tesoura oferecem uma abordagem sem complicações e quase sem custos.

Método

As tesouras para pêlos faciais, que possuem pontas arredondadas protetoras, funcionam bem nas peles abaixo da cintura.

Começando no ponto mais alto da região pubiana em que você deseja se arrumar, coloque um pente de dentes finos na raiz do cabelo, plana contra a pele. Isso fornece uma barreira protetora entre a pele e a tesoura e oferece um guia para um corte uniforme.

Apenas corte o cabelo que fica acima dos dentes do pente. Trabalhe com uma pequena seção de cada vez e faça o seu caminho para baixo. Concentre-se em um lado da área da virilha primeiro e depois no outro.

Simplesmente repita o processo quando o cabelo crescer demais ou for rebelde para o seu gosto.

Dicas e truques Um pente de bigode manuseado pode funcionar melhor para manobrar em torno de todos os cantos e recantos da sua região inferior. Se você deseja uma aparência mais longa do que a largura de um pente, puxe os cabelos esticados entre dois dedos.

Um aparador oferece uma ótima maneira de obter uma colheita próxima e felpuda. Lembre-se de que os aparadores são diferentes dos aparadores.

Os Clippers normalmente realizam trabalhos maiores, como cortar cabelos na cabeça, enquanto os aparadores lidam com os detalhes mais refinados, como costeletas e fuzz no pescoço. Seu trabalho de precisão e as proteções de segurança são os melhores para aparadores de entalhe.

Opte por um aparador de pelos para o corpo à prova d'água que você pode tomar no chuveiro. Isso evitará confusão no banheiro – mas preste atenção nos entupimentos.

Método

Comece com um cabelo mais comprido primeiro. Você sempre pode fazer outro passe com uma configuração mais curta para obter a aparência desejada.

Se você estiver no chuveiro com um aparador úmido, aplique uma fina camada de creme ou gel com antecedência. Não use espuma ou entre no chuveiro com um aparador de grama.

Faça a barba na direção do grão primeiro, depois faça a barba contra o grão na sua segunda rodada. Sempre use um toque leve.

Para manutenção, esse método exigirá refazer a cada poucos dias a uma semana, dependendo da preferência.

Dicas e truques Você encontrará muitos aparadores projetados especificamente para embelezar seus bares. Veja também as opções comercializadas para o sexo oposto. Não perca algo que funcione melhor para o seu corpo ou orçamento apenas por causa da embalagem.

Práticas recomendadas do Razor

Barbear com uma navalha é o método mais popular de arranjar aqueles cabelos rijos. Sempre comece com uma lâmina limpa e afiada para evitar infecções, irritações e cortes.

Método

Suavize a pele e expanda os cabelos por 5 a 10 minutos na banheira ou no chuveiro. Ensaboar com creme de barbear, gel, óleo ou manteiga. Escolha produtos projetados para peles sensíveis e evite aplicar diretamente na abertura vaginal, na abertura anal ou na uretra. Lave a navalha após cada golpe.

  • Para a área pubiana geral. Para a área acima dos órgãos genitais e do biquíni ou linha curta, puxe a pele esticada e faça a barba na direção do crescimento do cabelo.
  • Para barbear o pênis. Segure o eixo para cima e faça a barba com movimentos lentos e uniformes em direção à base. Se você também está buscando bolas sem pêlos, puxe a pele do escroto e faça movimentos delicados para baixo.
  • Para uma vulva sem pelos. Trabalhe primeiro com as dobras labiais de um lado e depois do outro. Mantenha a pele esticada e faça a barba em movimentos descendentes usando um toque suave.
  • Para embelezar uma cauda espessa. Você pode raspar suavemente o cabelo das nádegas em um movimento descendente. Para o seu crack e períneo, coloque um espelho de mão no chão e fique de pé com as pernas afastadas do quadril. Entre em um agachamento fácil. Puxe uma bochecha esticada e faça a barba com movimentos suaves para fora e para baixo antes de trabalhar com o outro lado.

Dicas e truques Um banho na banheira com um pouco de óleo de banho faz maravilhas para suavizar suas partes sensíveis antes do barbear. No entanto, não fique lá por muito tempo ou corre o risco de lidar com a poda da pele. Lave as mãos com água e sabão antes de barbear para evitar derrapagens.

Como manter sua área pubiana livre de inchaços e irritações

O que você faz após a limpeza tem tanta importância quanto a maneira como você o faz. Trate sua pele com um pouco de CPT para evitar pêlos encravados, inchaços e irritações.

Depois de se barbear ou de se depilar com métodos que removem os pêlos da raiz, você terá folículos e poros abertos que podem ficar inflamados. Veja como evitar e tratar dilemas abaixo.

  • Acalme e hidrate. Aplique um tratamento com ácido salicílico em áreas externas para combater a inflamação e os pêlos encravados. Deixe secar e aplique um óleo calmante sem perfume ou outro hidratante para condicionar a pele e os folículos e ajudar a prevenir a temida coceira.
  • Usar skivvies de algodão e evite roupas apertadas por alguns dias. O poliéster ou outras fibras sintéticas podem causar irritação, enquanto o algodão é macio e respirável.
  • Tratar inchaços. Se você notar pêlos encravados ou queimaduras de barbear nos dias seguintes, aplique uma compressa quente e úmida para ver se consegue abrir os folículos ou poros. Em seguida, aplique um creme de hidrocortisona sem receita e antibiótico tópico para reduzir a inflamação e combater a infecção.
  • Esfoliar diariamente. Use uma bucha ou aplique um produto de ácido salicílico para manter a pele livre de colisões e preparada para a sua próxima sessão de preparação.

Escolha o que fazer com seus pubes. Independentemente de você manter tudo, modelá-lo ao seu gosto ou ficar lustroso, é com você.

De acordo com um estudo de 2017, deixar os púbis no lugar pode fornecer uma proteção menor contra infecções sexualmente transmissíveis (DSTs). Os métodos de remoção de pêlos apresentam o risco de cortes, abrasões e aberturas microscópicas da pele, que podem convidar bactérias e vírus, como as DSTs.

Apenas tenha cuidado ao preparar o seu adesivo de prazer. Obviamente, lembre-se de que os pelos pubianos intactos não são uma proteção adequada quando se trata de sexo seguro.

Você estiliza suas cortinas, então por que não seu tapete? Se você prepara seus bares, tem opções estéticas a considerar.

Outras possibilidades de limpeza de cubos

Aparar e barbear são apenas algumas das maneiras de acabar com os pelos, mas você também tem outras opções de cortes.

  • Um depilador é um dispositivo elétrico que prende e arranca os cabelos pela raiz, com resultados que duram cerca de quatro semanas. No entanto, o fator ai pode agravar a pele sensível.
  • Depilação usa cera quente e tiras de pano para arrancar o cabelo pela raiz. Os resultados duram de quatro a seis semanas ou mais. Por razões de segurança, a depilação é melhor realizada em um salão de beleza com um esteticista treinado e acompanhada com cuidados posteriores inteligentes.
  • Rosqueamento lassos seu cabelo e puxa-o pela raiz. Embora a segmentação tenha resultados duradouros, como a depilação com cera, é demorada e geralmente funciona melhor para remover pequenas partes do cabelo ou para limpar os fios perdidos após a depilação.
  • Sugaring envolve a aplicação de uma pasta ou gel, geralmente feito de água, açúcar e suco de limão, que adere ao cabelo e não à pele e o puxa pela raiz. Os resultados são semelhantes à depilação. Para depilação em órgãos genitais, deixe esse método para os profissionais.
  • Depilatories são cremes que produzem uma reação química para quebrar o cabelo para que ele possa ser enxaguado. Os resultados duram de alguns dias a uma semana. Embora os depilatórios possam ser usados ​​no biquíni ou na linha curta, eles não devem ser aplicados à genitália. Pessoas com pele sensível devem evitá-las completamente.
  • Depilação a laser e eletrólise use luz altamente concentrada para destruir o folículo piloso. Com o tempo, você pode obter resultados duradouros.

Seu patch, sua prerrogativa

Você tem muitas opções quando se trata de sua lã maravilhosa, mas lembre-se de que os pelos pubianos não são motivo para pânico. Você pode fazer o que quiser com seus bares. Não permita que um parceiro ou amigo o pressione para escolher algo que não é adequado para você. Cultive-o, prepare-o ou fique nu. Basta escolher o que faz você e suas peças preciosas felizes.

Jennifer Chesak é editora de livros freelancer e instrutora de redação baseada em Nashville. Ela também é uma escritora de viagens de aventura, fitness e saúde para várias publicações nacionais. Ela obteve seu Master of Science em jornalismo na Northwestern Medill e está trabalhando em seu primeiro romance de ficção, ambientado em seu estado natal, Dakota do Norte.

Como Raspar os Pelos Pubianos

X

Este artigo foi escrito em parceria com nossa equipe treinada de editores e pesquisadores que validaram sua precisão e abrangência.

Leia também:  Como aplicar o acolchoamento de solo nas hydrangeas

O wikiHow possui uma Equipe de Gerenciamento de Conteúdo que monitora cuidadosamente o trabalho de nossos editores para garantir que todo artigo atinja nossos padrões de qualidade.

  1. 1

    Apare os pelos. As lâminas são feitas para raspar pelos bem curtos e ficam cegas rapidamente quando usadas em pelos longos. Para aparar, puxe os pelos para cima com cuidado e corte com uma tesoura pequena e afiada ou com um aparador elétrico de pelos do corpo sem lâminas rotativas. Procure deixar os pelos com cerca de meio centímetro de comprimento.

    • Se não tiver experiência, é bom deixar os pelos curtos por alguns dias para se acostumar com a sensação de estar careca lá embaixo.
    • Se não tiver muita habilidade com a tesoura, pode ser até perigoso usá-la em uma área tão sensível. Imagine um corte por acidente aqui e ali nessa região. Ui! Uma opção é usar um aparador elétrico para pelos do corpo.
  2. 2

    Amacie os pelos e folículos tomando um banho quente. Esse pode parecer um passo desnecessário, mas é ele que vai tornar a base dos pelos muito mais fácil de raspar.

    • Sem tempo? Então basta deixar um pano umedecido com água morna em cima da região por 5 minutos. O resultado será o mesmo de um banho.
    • Procure fazer uma exfoliação antes de raspar. A exfoliação ajuda os pelos a ficarem para fora, ao mesmo tempo que livra sua pele das células mortas, permitindo um barbear mais rente e diminuindo as chances de cortes.
  3. 3

    Passe espuma para evitar irritações. Use espuma, creme ou gel de barbear sem perfume para lubrificar seus pelos pubianos. É recomendado que você use espuma ou creme específicos para a área pubiana, e não para o rosto. A pele da região genital é muito mais sensível do que a pele do rosto.

    • Sempre teste o creme em outra parte do corpo antes de começar a passá-lo nos pelos pubianos, já que algumas pessoas sofrem de reações alérgicas a alguns produtos.
    • Só porque um produto é voltado para o público feminino, não quer dizer que os homens também não possam usá-lo. Os cremes para depilação com lâmina de barbear para mulheres são geralmente mais suaves do que os equivalentes masculinos. Aliás, os produtos para homens costumam conter uma fragrância mais forte, o que pode causar irritações. Mas se você é homem, não precisa entrar em uma perfumaria lotada de mulheres e sair levando um tubo enfeitado com florzinhas. Basta surrupiar um pouco do creme da sua irmã/namorada. Ela não vai reparar.
  1. 1

    Aposte em uma lâmina de barbear nova. Quanto mais nova, melhor será o resultado e mais segura será a depilação. As melhores são as que vêm com lâminas múltiplas e com uma tira lubrificante, o que suaviza o barbear.

    • Não quer ficar toda hora comprando lâminas novas? Então a solução é cuidar bem das que você já tem. Reserve uma exclusivamente para os pelos pubianos e limpe-a bem depois de cada uso. E procure não deixá-la molhada — a água acelera o processo de corrosão das lâminas, deixando-as sem corte.
  2. 2

    Estique firmemente sua pele. Caso contrário, você pode acabar se cortando. As lâminas de barbear funcionam melhor em superfícies planas. Com a mão que está livre, estique firmemente a pele e segure-a bem.

    • Comece pela parte mais fácil, ou seja, na área logo abaixo do umbigo. Puxe a pele para cima. O formato no qual você deixará os pelos raspados é você quem decide.
  3. 3

    Raspe suave e lentamente. Você pode raspar no sentido do crescimento dos fios para evitar irritações e pelos encravados.

    Se raspar no sentido contrário ao crescimento dos pelos, o barbear será muito mais rente. É preciso analisar a sua situação antes de decidir.

    Por exemplo, se você tem a pele muito sensível, vale a pena raspar no sentido do crescimento dos pelos, mesmo que dessa forma a depilação demore muito mais.

    • Conforme os pelos vão ficando mais curtos, experimente passar a lâmina lateralmente em relação ao sentido do crescimento. Por exemplo, se os pelos de determinada área crescem para baixo, passe a lâmina para a esquerda ou direita. Tente acostumar-se a perceber o sentido do crescimento dos pelos pelo tato e não pela visão. Assim ficará muito mais fácil depilar-se.
    • Não exagere. Passe a lâmina apenas o suficiente para remover os pelos, mas não passe muitas vezes, senão vai inflamar.
    • No começo, você vai perceber que raspar os pelos pubianos dois dias seguidos causa bolinhas vermelhas e coceira. Espere alguns dias entre uma depilação e outra até sua pele se acostumar com o processo.
  4. 4

    Não esqueça a região do bumbum. Atualmente, tanto homens quanto mulheres estão aderindo à depilação anal, seja por questões estéticas ou de higiene. Fique agachado(a) com um espelho no chão para visualizar a área. Todo cuidado é pouco para não se cortar. Passe um gel pós depilatório à base de aloe vera, calêndula e camomila depois da depilação, pois a área é extremamente sensível.

    • Passe a lâmina uma ou duas vezes. Use um espelho para conferir se não ficou nenhuma parte sem depilar. Fique de frente, de lado, de costas, enfim, veja se não ficou nenhum pelo indesejado entre as pernas.
      • Caso tenha interesse em raspar completamente tudo, é importante saber que, dessa forma, você fica mais vulnerável a contrair DSTs.
  5. 5

    Limpe a bagunça. Já pensou o ralo ou a pia entupidos com seus pelos pubianos? Você vai ser motivo de chacota até o Natal do ano que vem! Evite essa queimação de filme e demonstre educação ao limpar tudo depois que terminar.

    • A limpeza fica mais fácil se você aparar os pelos em cima da privada e raspá-los no box do chuveiro. Depois de terminar, confira o ralo, o chão, as toalhas e a lâmina.
  1. 1

    Faça esfoliações para manter a pele limpa depois de raspar e remover as células mortas. Com o seu sabonete corporal normal, limpe a área suavemente. Isso vai ajudar a remover qualquer coisa que possa bloquear seus poros e causar pelos encravados e infecções. O esforço vale a pena: do que adianta mandar os pelos embora e ficar com um monte de bolinhas vermelhas no lugar?

    • Um truque inteligente é usar açúcar para esfoliar a pele da região. Na falta dele, pode-se usar bicarbonato de sódio.
    • Se for mulher, cuidado para não deixar entrar sabão entre seus lábios vaginais. A vagina é naturalmente protegida pelo corpo e não precisa ser limpa com nada além de água. Na verdade, sabonetes podem alterar o pH (que é baixo para expulsar bactérias nocivas) e tornar a vagina mais suscetível a infecções.
  2. 2

    Use óleo de ovo. O óleo de ovo contém diversas substâncias bioativas que previnem infecções e inflamações e ajudam a pele irritada a se recuperar mais rápido.

    • Massageie o óleo de ovo na área depilada duas vezes por dia por uma semana.
    • Deixe o óleo fazendo efeito na pele até o próximo banho. Não é necessário lavá-lo, pois ele é facilmente absorvido pela pele.
  3. 3

    Enxágue o restante dos pelos e seque com batidinhas suaves e hidrate. Pode usar Aloe Vera ou pomada para assaduras de bebê. Evite hidratantes com fragrâncias e corantes.

    • Seja qual for o produto escolhido para tratar a pele após a depilação, o essencial é que ele seja sem perfume. E fuja das loções pós-barba masculinas – elas vão arder muito e fazer seus genitais pegarem fogo (no sentido dolorido)!
    • A pomada Bepantol é bastante usada para recuperar a pele, seja a do bumbum assado dos bebês ou de gente que acabou de ser tatuada. Experimente passar uma camada sobre a região depilada.
    • Cuidado ao usar óleo para bebê na região genital. Se você pretende transar depois da depilação, saiba que o óleo pode danificar a camisinha. Prefira outro produto para hidratar as partes íntimas.
  4. 4

    Cuidado se for passar talco. Apesar de absorver o suor e a oleosidade ao redor da área pubiana, ele pode entupir os poros e provocar espinhas. Além disso, o risco de causar alergias e irritações é grande.

    • Mulheres nunca devem passar talco na área genital, pois ele está associado ao aumento do risco de câncer no útero. Na verdade, o talco nem é mais utilizado para secar/lubrificar luvas cirúrgicas, pois acredita-se que ele se torna tóxico ao entrar em contato com as mucosas do corpo.
  5. 5

    Use a pinça para tirar o que a lâmina deixou para trás. Até mesmo o mais experiente depilador com a lâmina mais cara acabam deixando de lado um pelo aqui e outro ali. A pinça causa um pouco de dor, mas é uma questão de segundos. Nada que você não tire de letra.

  • Caso comece a sentir coceira ou apareçam bolinhas de pelos encravados, passe Bepantol ou um gel pós-depilatório. Nunca coce com as unhas, senão você só vai piorar a situação.
  • Lembre-se de que seus genitais são muito sensíveis, sendo homem ou mulher, e de que pode demorar um pouco para você se acostumar com a sensação de tê-los raspados. Depois de quatro ou cinco sessões, a sensibilidade deve desaparecer. Até se tornar mais experiente em raspar os pelos pubianos, você provavelmente não vai conseguir uma raspagem tão rente.
  • Espere pelo menos meia hora depois de acordar para raspar os pelos. Durante o sono, os fluidos do corpo acumulam-se debaixo da pele, deixando-a um pouco inchada.
  • Mantenha a lâmina usada para os pelos pubianos separada das que você usa no rosto ou nas axilas.
  • Se você for deixar um pouco de pelos, experimente o formato em “V”. Ele deixa sua área genital com um aspecto bem-cuidado.
  • É melhor usar uma lâmina de qualidade em vez daquelas descartáveis. Vale a pena o investimento, pois o barbear será bem mais rente.
  • Use pomada para assaduras em bebês nas bolinhas vermelhas.
  • Tesoura ou aparador elétrico de pelos do corpo.
  • Lâmina afiada.
  • Creme para barbear.
  • Esfoliante corporal.
  • Aloe Vera, pomada para assaduras, gel pós-depilatório.
  • Pinça.
  • Toalha.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*