Como amamentar um coelho bebê: 15 passos (com imagens)

Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens) Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens) Topo 

Pagamentos

Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens) Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens) Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens)

Para segurança acrescida nos pagamentos online com cartão de crédito, utilizamos o serviço 3D Secure. Verifique junto do seu banco a adesão ao serviço. No caso de cancelamento da encomenda (por vontade do cliente ou por falta de stock) ou caso ocorra algum erro na finalização da encomenda no site por problemas de comunicação, comunicaremos imediatamente à respectiva instituição financeira o processamento da libertação da cativação de plafond, sendo que, dependendo de cada entidade bancária, esse período poderá ocorrer normalmente até um prazo de 15 dias. Se findo esse prazo o processamento não tiver sido efectuado, o cliente deverá contactar o seu banco e/ou o Auchan.pt

*para pagamentos com o Cartão Oney Auchan.**Campanha de crédito gratuito válida nos pagamentos com o Cartão Oney Auchan em todos os produtos assinalados.TAEG DO CARTÃO DE CRÉDITO: 15,6% Exemplo para um limite de crédito de 1.500€ pago em 12 meses. TAN 13,84%. Adesão ao Cartão sujeita a aprovação.

A Auchan atua na qualidade de Intermediário de Crédito a título acessório com exclusividade. Informe-se junto do Oney Bank Portugal. Informação referente à prestação de serviços de intermediação de crédito, disponível aqui.

Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens)

© Copyright 2019. Todos os direitos reservados.

Os preços dos produtos apresentados no site Auchan.pt são os praticados nas compras online.

Antes do registo e autenticação do cliente os preços apresentados servem apenas como referência e são os praticados para entregas e recolhas no código postal 2650-435 Amadora.

Após o login e em função da proximidade e do código postal, serão apresentados os preços em vigor na loja que serve o local de entrega ou de recolha. Entregas apenas disponíveis para o território de Portugal continental, consulte mais informações aqui.

Comida para coelho filhote – SEMANA A SEMANA

Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens)

Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens)

Ver fichas de  Coelhos

Os coelhos são animais que estão ganhando cada vez mais popularidade como animais de estimação. Por isso, se você acaba de adotar um recém-nascido ou se tiver resgatado um coelho para cuidar, você deve saber que em cada etapa de suas vidas os coelhos requerem uma série de cuidados específicos, entre os quais se destaca o tipo de alimentação mais adequada.

A alimentação correta de um coelho bebê deve ser baseada em algo mais do que uma seleção aleatória de alimentos verdes ou ração comercial, já que a saúde do coelho depende da alimentação.

Você quer criar seu coelho corretamente desde o início, semana a semana? Então continue lendo este artigo do PeritoAnimal sobre comida para coelho filhote e tenha todas as informações de como fazer a vida do seu pet ainda melhor!

A única comida para coelho filhote durante seus primeiros dias de vida é o leite materno.

O mais recomendável seria que ele consumisse o leite desde o momento de nascimento até sua sétima semana de vida, mas sabemos que isso nem sempre é possível.

Então, se você tem que cuidar da alimentação se um coelhinho recém-nascido, deverá utilizar uma fórmula preparada com leite de cabra, administrada através de uma pequena mamadeira à tarde, assim como a mãe faria.

Jamais tente administrar alimentos inadequados para a idade, uma vez que isso faria o coelho sofrer de diarreia, algo que nessa etapa inicial poderia causar morte por desidratação em poucos dias.

O leite caseiro para um coelho recém nascido precisa lhe proporcionar os mesmo nutrientes que o leite materno original, sem produzir mal estar, gases, nem diarreia.

Por isso, é recomendado preparar uma fórmula especial de leite para coelhos bebês utilizando leite de cabra, gema de um ovo e uma colherzinha de xarope de milho.

Se não conseguir encontrá-la, a fórmula receitada para gatos recém-nascidos também é adequada para coelhos. JAMAIS administre leite de vaca.

Antes de começar a alimentar o coelho recém nascido, aqueça um pouco o leite e o coloque em um gotejador ou numa mamadeira de bico pequeno, testando para ver se a temperatura não está quente demais. Siga os passos abaixo para dar comida para coelho filhote:

  1. Pegue o coelho em seus braços com as patinhas para baixo, nunca de barriga para cima, e tente levantar um pouco sua cabecinha, sempre de maneira que seja confortável e tranquila. A intenção é simular a postura natural que o coelho adotaria ao tomar o leite de sua mãe.
  2. Introduza a ponta da mamadeira de um lado da boca, nunca na frente. Quando tiver introduzido, você poderá girá-la um pouco para a frente.
  3. Aperte suavemente para que um pouco de leite saia. Ao sentir o sabor, o coelho começará a sugar sozinho.
  4. Quando sua barriga ficar redondinha quer dizer que ele está cheio.

Como você pode ver, é muito fácil. Embora as coelhas alimentem seus filhotes uma ou duas vezes ao dia, por não ter o leite materno verdadeiro é provável que você precise alimentá-lo mais vezes, por isso é necessário vigiar o comportamento para notar quando ele estiver com fome.

A quantidade deve ser aumentada gradualmente, começando com apenas 3 mililitros a cada mamada durante a primeira semana de vida, duas vezes ao dia, até chegar aos 15 mililitros por mamada durante as semanas 6 ou 7.

É claro que esses valores são apenas indicativos, já que cada coelho tem necessidades nutricionais diferentes com base em seu tamanho, de maneira que te recomendamos novamente examinar o recém-nascido e estabelecer a quantidade exata que o corpo precisa para ficar saciado.

Se você acabou de adotar um coelho recém nascido, veja também: Nomes para coelhos

Leia também:  Como alterar a cor das linhas de grade de uma tabela no word

Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens)

Ingerir feno traz múltiplos benefícios, tanto para os dentes do coelho filhote como para seu sistema digestivo, além de ajudá-lo a eliminar as perigosas bolas de pelo. Na natureza, os coelhos bebês mordiscam a grama ou relva que se encontram próximas de seu ninho, mas em casa é melhor utilizar o feno.

O mais importante é lhe fornecer o feno, seja de alfafa ou de grama, embora nessa etapa inicial a alfafa seja mais recomendável, pois contém uma maior quantidade de nutrientes e cálcio. No entanto, é contra-indicada para coelhos maiores de seis meses.

Se você está se perguntando quando começar a dar feno para seu coelho filhote, deve saber que a partir da terceira semana de vida você pode começar a introduzi-lo, sem deixar de dar leite.

Como ocorre com todos os filhotes do reino animal, o mais recomendável é realizar uma mudança alimentar de forma progressiva, retirando pouco a pouco o leite e introduzindo cada vez mais o feno na alimentação do filhote de coelho.

Saiba também: Vacinas para coelho

É recomendável administrar ração e pellets de forma moderada para uma boa alimentação do coelho, sempre garantindo que sejam de boa qualidade.

Não se deixe levar pela publicidade que os acompanha e observe atentamente ingredientes, algumas marcas definitivamente não são indicadas para ser comida para coelho filhote.

Muitas dizem ser o melhor para seu coelho, mas ao olhar rapidamente os rótulos é possível ver grandes quantidades de gorduras, açúcares e até mesmo proteínas. Descarta qualquer coisa que contenha nozes, sementes ou similares.

A ração e os pellets de qualidade são constituídos de fibra pura, as quais são muito mais adequadas para a saúde do seu coelho, dando-lhe os nutrientes adequados e evitando problemas de obesidade, gripe, fígado gorduroso e vício em açúcares. Assim, a partir da quinta semana de vida, você pode começar a incorporar esse alimento na dieta do seu filhote de coelho.

O estômago desses pequenos mamíferos é muito sensível, por isso é recomendável experimentar os diferentes vegetais pouco a pouco, sem oferecer uma grande variedade de forma repentina. Do contrário, isso causará diarreia e problemas estomacais.

As verduras mais recomendáveis para alimentação do coelho são:

  • Alface;
  • Cenoura (em pequenas quantidades);
  • Couve-flor;
  • Acelga;
  • Espinafre (em pequenas quantidades);
  • Rabanete;
  • Aipo;
  • Tomate;
  • Pepino;
  • Alcachofra;
  • Couve;
  • Folhas de mostarda;
  • Flocos de aveia;
  • Coentro.

Experimente dar ao seu coelho filhote pequenos pedaços de um desses ingredientes todos os dias e observe as reações. Você também pode adicionar pequenos pedaços de frutas como:

  • Maçã;
  • Pêssego;
  • Damasco;
  • Manga;
  • Abacaxi;
  • Morango;
  • Pera;
  • Mamão.

Agora que você sabe quais são os alimentos adequados para um coelho bebê, vamos te explicar como administrá-los de acordo com cada caso.

Conheça: Doenças mais comuns nos coelhos

Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens)

Se você resgatou um coelho filhote ou uma ninhada de coelhos e não sabe como alimentá-los, aqui te mostraremos como. Adotar um desses animaizinhos como companhia doméstica não é a mesma coisa que resgatar um para ajudar a devolvê-lo à natureza, por isso, se o que você quer é cuidar de um filhote de coelho até que ele possa se defender sozinho, siga as seguintes recomendações:

  • Administre leite de fórmula durante a primeira semana, de acordo com o procedimento já explicado;
  • Manipule o coelho o mínimo possível, para que ele não se acostume a você e nem dependa de seus cuidados;
  • Na segunda semana, comece a lhe oferecer grama fresca e deixe que ele coma sozinho, alternando-a com o leite de fórmula. Coloque junto a ele um pequeno recipiente com água baixa, para evitar que se afogue;
  • No começo da terceira semana, adicione à dieta pequenos pedaços de vegetais e observe se não causam danos ao coelho filhote. Certifique-se de que ele sempre tenha água;
  • Quando notar que ele consegue se alimentar tranquilamente e caminhar bem, coloque a gaiola que estava utilizando no jardim para que, dessa forma, ele se acostume a estar ao ar livre;
  • Sob sua supervisão, deixe-o correr pelo jardim por conta própria;
  • Quando for capaz de se defender por si mesmo, escolha um bom lugar para deixá-lo livre. Certifique-se de que há outros coelhos na área.

Existem diversas razões pelas quais um coelho filhote pode ficar sem a mãe, ela ter morrido ou ter o rejeitado. Se um coelho recém-nascido ficou sem mãe e você o adotou, siga este calendário para alimentação do coelho:

  • Semanas 1 e 2: apenas leite de fórmula, ao meio dia e no final da tarde;
  • Semanas 3 e 4: leite de fórmula no mesmo horário. Coloque feno de alfafa em grandes quantidades para que ele coma quando quiser;
  • Semanas 5 a 7: leite de fórmula no mesmo horário, reduzindo os ml por mamada. Feno de alfafa e ração de qualidade em pequenas quantidades;
  • Semana 8: desmame, após essa semana não se deve mais administrar o leite. Apenas o feno de alfafa, ração e início dos alimentos sólidos crus, como frutas e legumes para coelhos.

Lembre-se de aumentar os mililitros de leite durante as primeiras semanas, como explicamos acima, e voltar a reduzir sua quantidade até suspendê-lo por completo no momento do desmame.

Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens)

A partir da oitava semana até os sete meses, ocorre o crescimento final do coelho, passando de filhote para coelho jovem ou adolescente. Até os três meses, a maior parte da alimentação será constituída pela ração, o feno de alfafa, pellets ocasionais e pequenas porções de frutas e vegetais.

Do quarto mês adiante, as porções de alimento cru vão aumentar, para ir substituindo pouco a pouco a ração. Ao chegar no sétimo mês, a alimentação do coelho já será como de um adulto.

Leia também:  Como ajustar uma cadeira de escritório (com imagens)

Se você lhe oferecer uma dieta variada em vegetais e frutas, não serão necessárias rações processadas nem suplementos vitamínicos. No entanto, se você acha que a dieta precisa da incorporação desse alimento, busque orientação de um veterinário.

Além disso, nesse mesmo mês você deve começar a substituir o feno de alfafa pelo feno de grama, muito mais saudável para os adultos.

Nunca se esqueça de oferecer água fresca em todas essas etapas, assim como observar todas as reações do seu coelho diante dos alimentos.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Comida para coelho filhote, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Lactância.

Alimentação de um coelho recém-nascido

A alimentação de qualquer filhote requer cuidados. No caso da alimentação de um coelho recém-nascido, ela é especialmente importante para o seu delicado sistema digestivo. Além disso, devemos fornecer uma série de cuidados e um ambiente caloroso, acolhedor e limpo para os filhotes.

Saber qual é a alimentação de um coelho recém-nascido é essencial para sermos capazes de fornecer os nutrientes e cuidados de que necessita ao longo de sua fase de crescimento.

Cuidar de um animal recém-nascido pode parecer uma tarefa assustadora para um dono de primeira viagem. É por isso que, nas próximas linhas, tentaremos dar orientações sobre a alimentação de um coelho recém-nascido.

Alimentação de um coelho recém-nascido: estágios

O sistema digestivo de coelhos recém-nascidos é muito suscetível a mudanças em seu ambiente. Uma queda drástica ou aumento de temperatura ou uma variação muito abrupta de sua dieta podem afetar sua saúde negativamente.

Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens)

Portanto, é aconselhável seguir uma série de orientações sobre a dieta do nosso animal.

  • Até 3 semanas de idade,  é aconselhável alimentar o seu coelho apenas com leite materno ou outro que o substitua. No caso da mãe não estar disponível, tente comprar o produto recomendado pelo veterinário, que provavelmente será rico em calorias.
  • De 3 a 4 semanas, você deve continuar alimentando seu coelho com leite apropriado (não o bovino), mas você pode começar a adicionar alfafa, que fornecerá o cálcio e a proteína que ele precisa. Coelhos adultos e, especialmente fêmeas grávidas, também são alimentados com alfafa por sua valiosa contribuição nutricional. A melhor maneira de incorporar essa planta na dieta de um coelho no processo de desmame é misturá-lo com água ou leite.
  • Após 12 semanas, você pode começar a incluir diferentes tipos de vegetais. A flora intestinal do nosso coelho vai levar tempo para se acostumar com essa nova adição. Por isso, tente dar a eles um tipo diferente de vegetal a cada vez. Espere um pouco antes de dar inserir verduras novas.
  • Após 4 meses, ascoisas começam a ficar mais fáceis. A dieta do nosso coelho é agora a de um adulto. Como tal, consistirá em quantidades elevadas de feno (80%), vegetais frescos (10%) e ração (10%), além de água fresca.

Depois de quatro meses, você pode mudar de comida para bebê para comida de adulto. Nessa fase, você também deve reduzir a quantidade de alfafa e  aumentar a quantidade de feno.

Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens)

O cuidado que você deve dar ao seu coelho recém-nascido

Os animais recém-nascidos dependem da presença da mãe para aprenderem certos hábitos e reflexos básicos. Por exemplo, todas as mães tendem a estimular os esfíncteres de seus recém-nascidos para regular o trânsito intestinal.

Nos casos em que a mãe da cria não está presente, você deve tentar substituir esses cuidados, tanto quanto possível. No caso da regulação do trânsito intestinal, você deve estimular a área genital com um pequeno lenço.

ambiente em que você cria seu coelho recém-nascido deve ser caloroso e acolhedor. Você deve imitar a toca na qual a mãe os teria na natureza, mesmo que eles estejam em sua casa. Então, tente ter uma cama limpa feita de palha, sob a qual você deve colocar papel absorvente.

Às vezes, a mãe dos filhotes está presente, mas ela não se importa com as crias. Se você tem certeza de que ela não está interagindo com eles e, caso esse comportamento não pareça mudar, você deve  separar os filhotes da mãe antes que a saúde deles corra perigo.

Como cuidar de um coelho recém-nascido – 6 passos

Como Amamentar um Coelho Bebê: 15 Passos (com Imagens)

Imagem: iluna.es

Às vezes, quando se tem um coelho e não se esteriliza, pode acontecer juntar-se um macho com uma fêmea para dar cria.

Ou simplesmente por diferentes circunstâncias, você tem ou quer ter um coelho recém-nascido ou vários para cuidar. Mas quais são os cuidados que ele precisa? Porque é óbvio que um coelho adulto precisa de outro tipo de atenção.

Por isso, em umComo.com.br queremos orientá-lo para saber como cuidar de um coelho recém nascido.

Passos a seguir:

1

Se também tem a seu cargo a mamãe do coelho recém-nascido, não se esqueça de cuidar dela adequadamente. É por isso que deve alimentá-la corretamente e cuidar bem dela para que possa ter leite suficiente e de boa qualidade para seus coelhinhos.

2

Arrume seu cantinho como se fosse um ninho para que os coelhos recém-nascidos possam sobreviver. Faça-lhes uma cama para que eles possam ficar tranquilos sem perturbação. Pode fazê-la com uma simples caixa pequena de papelão e com tiras de papel ou jornal em seu interior. Deste modo, a mãe poderá fazer o ninho.

Leia também:  Como calcular o número de termos de uma progressão aritmética

Também deve se certificar que a caixa está sempre limpa. Caso a mãe não esteja presente, arme a caixa como se fosse o ninho e veja se não entra nenhuma corrente de ar e que esteja em um local com a temperatura adequada.

3

Ponha uma fonte de calor agradável perto da gaiola onde estão os coelhos recém-nascidos para que não sintam frio.

4

Se alguma cria de coelho não se alimenta bem da mãe ou simplesmente não está perto da mãe, você deverá alimentá-lo com mamadeira adequada para estas ocasiões que poderá encontrar em qualquer loja de animais. Deverá dar-lhe leite para gatos lactantes a cada duas horas durante uma semana.

Durante as semanas seguintes, vá aumentando o tempo entre cada toma até chegar às 8 semanas, que será quando estão preparados para deixar o leite e poder ser alimentados com sólidos pouco a pouco.

5

Os coelhos recém-nascidos não sabem fazer suas necessidades por si mesmos e é bastante importante ensinar-lhes, estimulando-os. Para o conseguir, pegue em um pedaço de algodão e molhe-o com água morna. Depois passe pela zona genital de 15 a 30 segundos antes de comer e se perceber que não consegue nada, volte a tentar após ter comido.

6

Se tem alguma dúvida sobre como cuidar do seu coelho recém-nascido, não hesite em ir ao veterinário para o aconselhar melhor.

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como cuidar de um coelho recém-nascido, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

Aula 15 – Cuidados com o recém-nascido na sala de parto

Assim que nasce, o bebê tem como primeiro desafio se acostumar ao ambiente fora do útero. Em outras palavras, terá de respirar e controlar a temperatura do corpo por conta própria. Além de se acostumar com a intensidade da luz, dos sons e dos cheiros. Para auxiliá-lo nessa tarefa, deve haver, na sala de parto, um pediatra.

É esse especialista que vai colocá-lo em um berço aquecido para ajudar a estabilizar sua temperatura. E é ali também que o médico o seca e faz os primeiros exames. O objetivo é checar como o pequeno está. Esses testes não são aleatórios e seguem padrões que mostram como o recém-nascido reage nos primeiros minutos de vida.

Trata-se do chamado boletim de Apgar.

O Apgar analisa cinco itens relacionados à saúde da criança: frequência cardíaca, respiração, tônus muscular (se é rígido ou flácido), coloração da pele e se o bebê está ativo e reativo à manipulação.

Essa avaliação acontece, aproximadamente, no primeiro minuto pós-nascimento e, em seguida, no quinto minuto de vida. Para cada item é dada uma nota, que varia de 0 a 2.

O pediatra soma essas notas e chega a um resultado final tanto para o primeiro quanto para o quinto minuto de vida do pequeno.

Outro ponto que o pediatra observa nesse momento é o choro do bebê ou o esforço para abrir o berreiro. Apesar de as lágrimas brotarem espontaneamente na maioria dos recém-nascidos, algumas crianças não botam a boca no mundo.

A ausência do chororô costuma indicar muito mais uma característica do pequeno do que a presença de algum problema grave, principalmente se os outros dados do Apgar apontarem que ele está se adaptando bem fora do útero.

Vale saber que dar um tapa no bumbum do recém-nascido para que ele chore não é uma prática adotada pelos médicos na sala de parto.

Logo após o nascimento, o choro tem uma função importante. Ele auxilia o bebê a reter o ar dentro dos pulmões. Para facilitar ainda mais esse processo, o médico pode colocar uma sonda que também libera a passagem de ar.

Como isso é realizado? A sonda é ajustada primeiro na boca e depois no nariz e, assim, suga o líquido amniótico que não foi expulso durante o parto. Os pais, muitas vezes, se assustam com esse procedimento.

Mas não há com o que se preocupar porque isso é algo normal e feito para o bem-estar do pequeno.

Terminado o Apgar e a retirada do líquido dos pulmões, o neonatologista pinga um colírio especial nos olhos da criança para prevenir a conjuntivite neonatal. Por fim, se ela estiver com a temperatura estável, será pesada e medida e, em seguida, tomará um banho.

Essa primeira limpeza, que em algumas maternidades ocorre fora da sala de parto e na companhia do pai, não higieniza o recém-nascido nem retira totalmente o vérnix, camada de gordura branca que recobre os bebês nascidos no tempo certo, mas, sim, tem o objetivo de estimular o primeiro contato entre pai e filho. Depois disso, o bebê é apresentado ao seio materno.

A ideia não é necessariamente alimentá-lo, mas sobretudo proporcionar um momento de carinho e aconchego.

Dali, a criança segue para o berçário, onde continuará sendo observada pela equipe médica. É importante que antes de sair da sala de parto ela já esteja com a pulseira de identificação, colocada no braço e/ou na perna. E, em poucas horas, o bebê, finalmente, estará próximo não apenas da nova mamãe mas de toda a família.

Quando é preciso ir para a UTI

Às vezes, o bebê não se adapta tão bem à vida fora do útero e então segue para a unidade de terapia intensiva, a UTI, onde será avaliado mais detalhadamente. Essa opção assusta muitos pais, mas, em geral, ela é tomada por um excesso de zelo, e não necessariamente por um problema grave. O importante é manter a calma. Logo o pequeno estará na companhia da família.

Quer saber mais? Assista à aula completa:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*