Como capturar e criar uma lagartixa como animal de estimação

A lagartixa jovem precisa ser alimentada com mais freqüência do que uma lagartixa adulta, com pelo menos uma alimentação por dia. O cuidado adequado de um bebê lagartixa é extremamente importante, pois a maioria das mortes de lagartixa ocorre durante o primeiro ano de vida.

Os grilos são geralmente a principal fonte de alimento para uma lagartixa, embora os vermes sejam refeição sejam frequentemente. Um pequeno compartimento é necessário para armazenar e cuidar do bebê lagartixa.

As lagartixas do bebê não devem ser tratadas com mais frequência do que o necessário, pois geralmente leva cerca de um ano para que esse tipo de animal se acalme bem o suficiente para ser manuseado com segurança.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação

A alimentação é uma parte importante na hora de lidar com uma lagartixa bebê. Enquanto as lagartixas adultas podem passar dois ou três dias entre as mamadas, as lagartixas jovens precisam ser alimentadas pelo menos uma vez por dia.

O filhote realmente jovem deve ser alimentado com duas ou mais larvas de tamanho uniforme por dia, pois os grilos são muito difíceis para o lagarto pegar.

Quando o animal começa a amadurecer, os grilos podem receber refeições ao mesmo tempo e os vermes podem ser usados como lanches ocasionais.

Os vermes de refeição precisam ser limpos a vácuo com pó de cálcio antes de alimentá-los com lagartixas para garantir uma nutrição adequada.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de EstimaçãoLagartixa se Alimentando de uma Aranha

Um armário pequeno é importante ao cuidar de uma lagartixa bebê. Isso garante a segurança das lagartixas e facilita o cuidado do animal de estimação pequeno.

Uma pequena caixa de plástico com orifícios cortados na tampa para que a lagartixa possa respirar é ideal, embora um compartimento um pouco maior seja aceitável. Um aquário de 10 litros é o maior compartimento a ser usado para os jovens lagartixas.

Toalhas de papel devem ser usadas como substrato para a lagartixa jovem, pois os utensílios usados para uma lagartixa adulta podem não ser seguros.

Por ter lagartixas em um pequeno armário, ele se acostuma gradualmente aos humanos, porque mãos humanas invadem o armário para alimentação e limpeza. Com um ano de idade, a maioria das lagartixas pode ser tratada com segurança, embora sempre devam ser tomados cuidados para evitar que as lagartixas se sintam nervosas ou ameaçadas.

  • As lagartixas que amadurecem podem ser alimentadas com cigarras.

Capturando Uma

Montar uma armadilha é essencial. Crie um ambiente úmido. As lagartixas geralmente são atraídas por ambientes úmidos e quentes. Você pode criar uma armadilha que replique este tipo de clima para atrair o réptil:

Método 1

Utilize-se de uma rede. Possui uma grande rede ira facilitar, além de ser a forma mais fácil de pegar uma lagartixa, permitindo maior distância.

Envolve a lagartixa com a rede, a princípio por cima. Tente centralizar a borda da rede em torno do local em que a lagartixa está. Solte a rede o mais rápido possível. Segure a borda da rede contra o chão ou a parede para conter a lagartixa, depois de a prender.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de EstimaçãoLagartixa na Mão

Método 2

Obtenha um pequeno armário físico certo para a sua lagartixa. Lagartixas muito pequenas e mais jovens podem passar os primeiros meses de suas vidas em pequenos recipientes de plástico com apenas alguns apetrechos, como uma árvore falsa e uma tigela de água. Montar uma estrutura semelhante a uma árvore falsa é uma boa.

Idealmente, você montaria uma tela na parte inferior da “gaiola”. Se você usar plantas falsas, no entanto, isso não será necessário. Plante várias plantas algumas semanas antes de colocar lagartixas na gaiola. As plantas devem crescer altas o suficiente para as lagartixas subirem, se ainda não o fizeram.

Além disso, você pode querer uma área de musgo plantada na residência do animal.

Coloque um pouco de água no canto da gaiola.

Os itens de decoração, como castelos antigos ou materiais temáticos em geral para aquários, são opcionais, caso você queira que sua lagartixa viva na Idade Média, e podem oferecer lugares bem-vindos para ela se esconder. Inclua outros itens, como partes de caixas de ovos ou pequenos itens. Adicione algumas trepadeiras ou outro item que possa divertir a criatura.

Coloque a tampa da tela na gaiola e deixe o ambiente descansar por um tempo, no mínimo alguns dias. Insira lagartixas depois que as plantas tiverem a chance de se ajustar e começarem a crescer.

Vocalizar

Lagartixas são únicas entre os lagartos vocalizam se comunicando. Os sons exatos que dependem da natureza, mas tendem a produzir uma série de sons chilrear.

Pálpebras

Além de lagartixas-leopardo e outras espécies da família Eublepharis, os olhos de lagartixa não têm pálpebras. Para mantê-los limpos, répteis úmidos costumam lambê-los com a língua comprida.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de EstimaçãoLagartixas-Leopardo

O fato mais notável da lagartixa é a maneira como elas podem grudar em superfícies que lhes permitem andar em superfícies verticais, mesmo em vidro e tetos abobadados. Mais uma vez, as lagartixas-leopardo são diferentes, não têm essa oportunidade e passam todo o tempo na terra. Mas a maioria das lagartixas são árvores ou vivem em paredes de edifícios, tanto dentro como fora.

  • Lagartixas são répteis que compartilham algumas características. Com cerca de 1.500 espécies diferentes, é o maior grupo de lagartos.

Apesar das referências aos “pés pegajosos”, as propriedades pegajosas das lagartixas dos dedos dos pés não se devem à sua viscosidade. Caso contrário, os lagartos não seriam capazes de subir por uma parede. Cada lagartixa é coberta por centenas de milhares de projeções semelhantes a cabelos, chamadas cerdas. Cada cerda acaba em centenas de projeções na forma de uma espátula.

A maioria das lagartixas é capaz se regenerar. Essa é uma estratégia muito útil para evitar um predador. Logo após a formação de um blastema, a cauda começará a crescer, embora geralmente tenham uma cor diferente da original. Muitas lagartixas, quando se sentem ameaçadas, balançam a cauda. Talvez isso chame a atenção para que os predadores mordam a cauda, que pode ser deixada para trás.

A exceção é a lagartixa-de-crista da Nova Caledônia, que pode soltar sua cauda, mas não pode se regenerar. A maioria das lagartixas da Nova Caledônia em estado selvagem, aparentemente sem fila, as perde em algum encontro com um predador.

Lagartixas Transmitem Doenças?

Não é novidade que os humanos não são muito amistosos em relação a lagartixa doméstica tropical. Uma das razões talvez seja a crença de que esses animais são transmissores de doenças. Mas será verdade?

As lagartixas não atacam pessoas, não são venenosas. Na verdade, elas até auxiliam na manutenção do nosso ambiente, pois elas se alimentam de insetos desagradáveis, como baratas, mosquitos, moscas, grilos, etc.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de EstimaçãoLagartixas

Entretanto, é preciso ficar atento a um detalhe importante. As lagartixas andam pelo chão e pelas paredes, locais que nem sempre estão completamente limpos. Além disso, pode acontecer de o animal pisar nas próprias fezes.

O cuidado a ser tomado é o seguinte: quando for comer alguma fruta que estava exposta fora da geladeira, procure sempre lavar o alimento, pois a lagartixa pode ter passado por eles com suas patinhas sujas.

A mesma recomendação vale para talheres ou pratos, já que a lagartixa costuma se esconder nesses lugares mais escuros.

Lagartixa vs. Gatos

Se você tem um gato como animal de estimação, fique atento. Esses felinos costumam “caçar” as lagartixas dentro de casa. Mas o que poucos sabem é que esse réptil é portador de um parasita trematódeo da espécie Platynosomum sp.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de EstimaçãoLagartixas e Gatos

Platinosomose é uma parasitose de felinos domésticos ou silvestres causada pelo Platynosomum sp. O parasita é encontrado em regiões tropicais e subtropicais. O seu ciclo de vida passa por moluscos (caracóis), insetos terrestres (besouros) e lagartixas ou sapos, os quais são os últimos hospedeiros antes dos felinos.

O gato, ao caçar e ingerir a lagartixa, acaba adquirindo os parasitas que estão encistados no fígado destes hospedeiros. Das formas encistadas surgem as metacercárias, que migram para se desenvolver nos ductos biliares dos gatos.

Essa parasitose pode causar lesões de vesícula, fígado, pâncreas, intestino e pulmões. Além disso, o gato perde o apetite, vomita bastante, desenvolve diarreia e fica apático e sonolento. O diagnóstico definitivo é feito pela detecção de ovos nas fezes do felino, o que presume que os parasitas não obstruíram por completo o trato biliar.

Caso o eu gato tenha apresentado esses sintomas, procure o quanto antes um médico veterinário para iniciar o tratamento.

Salmonela

A bactéria salmonela está presente no organismo da maioria dos répteis, incluindo as lagartixas. Isso pode ser uma ameaça para a saúde das pessoas que as manuseiam, como no caso daqueles que possuem lagartixas de estimação. Mas, com precauções simples, é possível reduzir significativamente o risco de contaminação.

Assim como muitos répteis, as lagartixas podem portar a bactéria salmonela em seu intestino. Em seguida, ela transportada para as fezes do animal. Além disso, em cativeiro, algumas lagartixas podem ser alimentadas com carne de frango crua infectada pela salmonela.

Leia também:  Como castrar um cachorro: 9 passos (com imagens)

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de EstimaçãoFilhote de Lagartixa

Quando a lagartixa defeca, o animal pode pisar nas fezes e portar vestígios das fezes em suas patas. Quando a pessoa for manusear a lagartixa, as bactérias serão transferidas para suas mãos.

Por isso, é fundamental manter sempre as mão bem higienizadas. Lave as mãos após manusear o animal ou qualquer coisa com a qual ele tenha entrado em contato.

Não deixe que crianças pequenas lidem com o réptil, pois elas tendem a colocar as mãos na boca.

De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, todos os anos, cerca de 70 mil pessoas nos Estados Unidos são infectadas pela salmonelose transmitida por répteis. Uma pessoa infectada pode ter uma febre moderada, náuseas, dores abdominais, cólicas e diarreia.

Curiosidade da Lagartixa – Desafiando a gravidade

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de EstimaçãoLagartixa Curiosidades

Você já parou para imaginar como é que as lagartixas conseguem andar pelo teto da sua casa de cabeça para baixo? Saiba que há uma explicação científica para isso.

Em 1960, o alemão Uwe Hiller sugeriu que um tipo de força atrativa, entre as moléculas da parede e as moléculas da pata da lagartixa, fosse a responsável por tal fato. Segundo a hipótese do cientista, essas eram forças intermoleculares de Van Der Waals. A princípio, os colegas de Hiller não lhe deram muito crédito. Mas, algum tempo depois, começaram a cogitar a possibilitar.

O que permite às lagartixas desafiar a lei da gravidade e correr no teto da casa são as mesmas forças que atuam em ligações químicas. As chamadas forças de Van der Waals são as responsáveis pela atração entre certas moléculas, como as do carbono, no grafite, e as dos gases em geral. Sob determinadas condições, essas moléculas trocam elétrons e se atraem.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de EstimaçãoLagartixa do Mato Venenosa

Um grupo de pesquisadores americanos descobriu que a lagartixa é capaz de criar uma interação atômica temporária com a parede graças a estruturas microscópicas existentes na sua pata, conhecidas como setas.

Cada seta tem uma ponta em forma de brócolis onde se localizam entre 400 e 1 000 espátulas de meio milésimo de milímetro cada uma. São essas pontas que trocam elétrons com paredes ou outras superfícies lisas.

A força criada pelo contato é equivalente a dez vezes a pressão do ar. Com essa descoberta, engenheiros puderam desenvolver novos tipos de adesivos, com maior aderência.

A lagartixa também inspirou cientistas a criarem um curativo interno que pode ser usado em cirurgias ou ferimentos internos. Tal curativo possui uma microestrutura similar àquela que torna as patas da lagartixa extremamente adesivas e as permite escalar paredes e até mesmo o teto.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de EstimaçãoLagartixa Camuflagem

Sobre essa microestrutura está uma fina camada de cola que ajuda a fixar a bandagem em superfícies molhadas. Essa bandagem é feita de uma borracha biológica que possui uma estrutura ondulada semelhante à encontrada nas patas das lagartixas.

Devido às cerdas presas em suas patas, as lagartixas são capazes de subir em paredes, vidros e até alguns objetos considerados escorregadios para outros bichos. Foi da lagartixa que surgiu a ideia do homem de criar as ventosas, objetos que grudam com grande facilidade em vidros e utilizado principalmente na produção e manuseio de vidros.

Lagartixa Come Barata?

As Lagartixas são excelentes combatentes contra insetos que presenciam em nossas casas, como moscas, formigas, besouros, além das baratas.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de EstimaçãoLagartixas Comem Barata

Fotos de Lagartixas

Dúvidas dos Leitores – Portal dos Animais Responde:

Onde vou pescar tem diversas lagartixas pretas, posso pegá-las para comer as aranhas da minha casa?

R: As lagartixas são excelentes predadores das aranhas, é recomendado que sejam mantidas em seu habitat natural, mas elas tem grande adaptabilidade a ambientes secos, muros e cercas. Faça um teste com uma delas, pegue uma para ver se consegue se adaptar e realmente comerá as aranhas.

A lagartixa: principais características e curiosidades

É fácil distinguir qualquer espécime das mais de quatro mil espécies de lagartixas. Estes animais pertencem às famílias Gekkonidae e Lacertidae, e o nome científico da lagartixa é Podarcis muralis.

Estes são pequenos lagartos espalhados pelo mundo, exceto na Antártida, que se arrastam com movimentos nervosos em todos os tipos de superfície, na natureza ou em casas.

A aparência da lagartixa muitas vezes inspira simpatia, pois ela é absolutamente inofensiva. É por isso que há pessoas que adotam lagartixas como animais de estimação. No entanto, pouco se sabe sobre este réptil.

De natureza elusiva, ele prefere se esconder entre as rachaduras, arbustos ou pedras que têm contato direto com os seres humanos.

Principais características 

A lagartixa pode atingir uma média de 10 anos de vida e medir até 10 cm, sem incluir a cauda. Esta cauda é mais longa que o corpo e pode se estender ainda mais se a lagartixa se sentir ameaçada.

Quanto à sua pele, é coberta por escamas minúsculas, com maior preponderância nas costas do que no abdômen. As cores e tons oscilam entre verde-escuro, verde-claro e marrom.

Machos e fêmeas podem ser distinguidos porque os primeiros têm manchas escuras nas costas; já as fêmeas contam com linhas cruzando nas costas. Para se alimentar, o lagarto procura todos os tipos de insetos pequenos ou médios.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação

De caracóis a besouros, tudo cai bem para este carnívoro animal. Destaca-se seu intenso instinto predatório e sua capacidade de se adaptar a praticamente qualquer região do planeta.

Outro fato que permite à lagartixa se expandir facilmente ao redor do mundo é a quantidade de ovos que ela põe por estação. Durante quatro meses por ano, ela colocará ovos de uma a três vezes. A cada vez, ela pode colocar até uma dúzia de ovos. Quanto maior, maior o número de filhotes.

As fêmeas tendem a ser gregárias durante o período de incubação; elas oferecem companhia uma à outra e geralmente passam o tempo juntas esperando pelo nascimento do bebê.

A lagartixa, uma convidada desejável

Esse tipo de réptil é bem-vindo aonde quer que vá. O motivo é a sua capacidade de estabilizar os ecossistemas, integrando um elo fundamental na cadeia alimentar.

A lagartixa é aquela que lida com as pragas que assombram as plantações do mundo: caracóis, gafanhotos e todos os tipos de insetos presentes nas plantações. Nas áreas urbanas, a lagartixa evita a proliferação de mosquitos, moscas, aranhas, besouros e vários vermes.

Lagartixa ao sol

O banho de sol proporciona um grande prazer a este animal de sangue frio. Depois de um longo período de sono em sua toca, elas buscam o contato da luz do sol em suas escamas nos dias quentes.

Por sua vez, estes banhos de sol dão à lagartixa a oportunidade de examinar pacientemente cada centímetro do espaço que a rodeia. A função do sol produz um efeito nutritivo ou recarrega de energia o lagarto, que aguarda a chegada de insetos.

A língua da lagartixa tem qualidades sensoriais intensas que, juntamente com a acuidade visual, conferem-lhe propriedades de caça de grande calibre. A lagartixa pode passar horas em estado de repouso, com o ventre latejando e o resto do corpo imóvel.

No entanto, estas horas de descanso não são desperdiçadas por este pequeno réptil: ele estará permanentemente à espreita. Depois que ela se energiza com o sol, sai em busca de satisfazer a fome de todo o inverno.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação

A linguagem da lagartixa

A lagartixa possui uma linguagem própria. Para se comunicar com outro membro de sua espécie, ela recorre a uma série de movimentos e posições específicos. Estas ações são realizadas para defender o território de qualquer ataque inimigo.

Em algumas variantes desta espécie, as escamas podem mudar de cor, o que expressa o humor do animal. Outra maneira de se manifestar é soltar a cauda quando ela está assustada com uma ameaça ou um predador.

O pedaço de cauda se move e distrai o predador por tempo suficiente para ela escapar. Em uma semana, a cauda terá crescido novamente.

Como vimos, a lagartixa é um dos animais com melhor adaptação ao meio ambiente. Caso encontre uma, você não deve machucá-la; devemos respeitar sua aparição inofensiva. Ela pode simplesmente ser colocada perto de qualquer árvore.

Veneno caseiro para lagartixa: 11 remédios para se livrar das lagartixas

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação

  • É curioso imaginar que tantas pessoas procurem remédio caseiro para espantar lagartixa, considerando a utilidade do bicho.
  • Como todos devem saber, lagartixas são completamente inofensivas para nós e ainda, prestam o serviço de eliminar insetos e pequenas aranhas.
  • Mas, mesmo assim, é compreensível que sejam consideradas como invasoras, afinal, não deixam de ser visitantes não convidados.
  • Além disso, como qualquer bicho, podem se transformar em praga, caso encontrem condições ideais para sua sobrevivência.
  • Como sempre dizemos, água, alimento e proteção, são o tripé básico da lista de necessidades de qualquer animal e as lagartixas não são diferentes.
  • Portanto, antes de ensinar como espantar lagartixas de parede, faz sentido recomendar algumas atitudes de limpeza.
  • Principalmente, eliminando, pilhas de papéis, removendo lixo e qualquer outra coisa que possa atrair insetos, pois são o alimento das lagartixas.
  • Por outro lado, devemos admitir que venenos industriais costumam ser efetivos contra lagartixas, porque na verdade, são animais frágeis.
  • Mas, infelizmente, estes venenos também podem fazer mal para você e membros da sua família, ou animais de estimação.
  • Por isso, nada mais apropriado que utilizar algum remédio caseiro para espantar lagartixa, antes de tomar qualquer atitude radical.
  • Sendo assim, vamos ver uma lista de itens naturais, que podem te ajudar a se livrar do incômodo destes pequenos répteis.
Leia também:  Como alterar a letra da partição do sistema no windows xp

1. Cascas de Ovos

  1. O primeiro repelente para lagartixa desta lista, age como um provocador dos instintos da lagartixa.

  2. Na presença de cascas de ovos, o animal entende que há outros seres por perto e tende a fugir do local.

  3. Simplesmente, espalhe algumas cascas pelos cantos, portas e janelas da sua casa, só cuide para substituí-las por outras mais frescas, com alguma regularidade.

2. Pó de Café e Tabaco para afastar lagartixa

Faça pequenas pelotas, misturando tabaco e pó de café, espalhando pelos caminhos das lagartixas e descubra um dos venenos mais potentes contra este animal. A água de fumo também pode ser utilizada para afastar lagartixa.

Ao se alimentarem das pelotas, as lagartixas morrem na hora, ou deixam sua casa para morrer em outro lugar.

De qualquer forma, você se livra delas de maneira rápida e simples com esta solução caseira.

3. Alho

Outro repelente para lagartixa muito efetivo é o alho, que funciona de duas formas:

  • Dentes de alho espalhados pelos caminhos e esconderijos das lagartixas;
  • Como spray de suco de alho para borrifo nos lugares apropriados.

E por lugares apropriados nos referimos a todos os cantos onde você já notou a presença delas.

4. Cebolas

  • Pois é, cebolas também são ótimas contra lagartixas, porque elas não suportam o cheiro de substâncias sulfurosas.
  • Neste caso, assim como no exemplo acima, também é possível espalhar pedaços de cebola pela casa, ou utilizar um spray misturando o suco da cebola com água.
  • Como é um produto natural, também é preciso renovar a dose com alguma frequência, bem como, substituir os pedaços de cebola.

5. Spray de Pimenta

Outra possibilidade de remédio caseiro para espantar lagartixa, é utilizar um spray feito a partir de pimenta preta moída.

Basta misturar com água e borrifar todos os cantos e caminhos pelos quais você sabe que os animais passam.

6. Naftalina Para Espantar Lagartixa

Naftalina é uma excelente alternativa para espantar lagartixa. Sim, também funciona contra lagartixas, pelos mesmos motivos de outros itens desta lista: o odor as espanta.

Mais uma vez, o segredo está em espalhar as bolinhas pelos locais mais apropriados da casa.

7. Papel Pega Mosca

  1. Um método eficaz, mas que exige disposição para se livrar pessoalmente das lagartixas, porque ficarão presas na cola, assim como outros insetos.

  2. Considerando a dupla utilidade, pode ser uma boa ideia caso queira se livrar de várias pragas ao mesmo tempo.

  3. Principalmente, porque é possível posicionar as armadilhas pelas paredes, local preferido para os passeios destes animais.

8. Água Gelada

  • Pode parecer estranho e reconhecemos que a água gelada não é propriamente um repelente para lagartixa, mas um agente paralisante.
  • Ou seja, se borrifar água gelada em uma, ela será imobilizada por tempo suficiente para que você se livre dela.
  • Ainda que pareça um método desajeitado, funciona e é fácil de testar; nem que seja apenas para você se divertir, verificando esta informação.

9. Molho de Pimenta

  1. Uma alternativa para quem não quer moer pimenta preta, é utilizar molho de pimenta comum, basta seguir uma receita bem simples.
  2. Duas colheres de chá de molho de pimenta, misturadas com água em uma garrafa com borrifador.
  3. Como sempre, basta borrifar as áreas desejadas para ter o efeito desejado, com este ótimo repelente para lagartixa.

10. Tenha um Gato

Gatos são caçadores de lagartixas, mesmo que não costumem comê-las porque, na verdade, gostam mesmo é da perseguição.

Assim, se tiver disposição para ter um gato, ele pode lhe ajudar a se livrar de muitas lagartixas, muito mais rápido do que imagina.

11. Penas de Pavão

  • Pode não ser fácil de conseguir estas penas, mas, como se trata de um predador natural de lagartixas, poucas coisas têm efeito maior sobre os pequenos répteis.
  • Espalhar algumas destas pela casa, é um remédio caseiro para espantar lagartixa dos mais naturais e eficientes.
  • Com a vantagem de simplesmente expulsá-las, sem lhes causar qualquer mal; afinal lagartixas tem sua utilidade, não é mesmo?
  • De qualquer forma, antes de encerrar, precisamos organizar uma listinha de outros afazeres.

Outro Remédio Caseiro Para Espantar Lagartixa Além dos Produtos Naturais

Limpeza e alguns cuidados básicos! Porque como sabemos, você não quer apenas expulsar as lagartixas que já estão na sua casa.

Você quer evitar que outras apareçam e para conseguir isso, é preciso eliminar aquele tripé básico que citamos no início, principalmente, comida e abrigo.

Por isso, além de manter a casa sempre limpa:

  • Instale telas nas janelas;
  • Luzes atraem insetos e lagartixas, se possível, deixe-as desligadas;
  • Deixe os móveis afastados da parede (pelo menos 15 cm);
  • Retire os lixos com frequência;
  • Quadros na parede são esconderijos perfeitos, se puder, elimine alguns ou todos.

Aliando estes poucos cuidados com alguma das nossas dicas sobre como espantar lagartixas de parede, você se livra delas rápido.

Mas, ainda precisamos fazer uma ressalva que sempre é importante, quando se trata de pragas domésticas.

Um Repelente Para Lagartixa é Bom, Dois é Melhor, Três Mais Ainda…

  1. Todos os itens que apresentamos aqui, como repelente para lagartixa, são produtos naturais, com poucas exceções, como a naftalina.
  2. Também, são soluções absolutamente caseiras e eficazes que podem muito bem ser combinadas.

  3. Ou seja, porque espalhar apenas dentes de alho pela casa, se você pode utilizar um spray de pimenta em conjunto?
  4. Principalmente, para atingir as áreas mais altas, nas paredes e tetos por onde as lagartixas passam.
  5. Em outras palavras, combinar vários métodos é a maneira mais eficaz de se livrar de pragas domésticas.

  6. Sobretudo, porque você quer resultados rápidos e apenas um repelente para lagartixa, por mais tóxico que seja para elas, não será suficiente.
  7. Assim, também cabe dizer que, se tiver um sótão ou porão na sua casa, estes são os primeiros lugares aos quais deve se dedicar.

  8. Seguindo esta lógica, você provavelmente se livrará não apenas das lagartixas, mas também, de muitos hóspedes não desejados, como aranhas e outros insetos.
  9. A única ressalva é que, após exterminar as lagartixas, mesmo que possa parar de utilizar o remédio caseiro para espantar lagartixa, a limpeza deve continuar.

  10. Afinal, você não quer que a praga volte e a única forma de garantir isso, é mantendo sua casa sempre limpa.

É permitida a reprodução parcial ou total deste conteúdo em outros sites e/ou blogs desde que mencionada a fonte – Fonte: Ribeira Dedetizadora – https://www.ddribeira.com.br/

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação

Ribeira Dedetizadora e Desentupidora

O que você precisa saber antes de levar um réptil para casa

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação

Antes de ter o seu primeiro réptil de estimação, é importante levar alguns pontos em consideração. A gente te ajuda a decifrar esse mistério

Está pensando em ter um réptil como animal de estimação? O primeiro ponto é entender que há uma enorme diferença em adotar um cão ou gato e ter um réptil como pet. Isso acontece porque todos os répteis precisam de cuidados especiais que podem não ser tão comuns.

Entretanto, é válido dizer que a maioria dos répteis são criaturas aptas a se tornarem animais de estimação e podem se adaptar à vida doméstica.

Quero ter um réptil, e agora?

No primeiro momento, os cuidados com um réptil podem ser estranhos, pois estamos acostumados com animais mamíferos que possuem costumes mais próximos aos nossos. Dessa forma, o primeiro passo é ter um pouquinho de conhecimento sobre a espécie desejada.

Eles precisam de um espaço próprio

Não basta apenas comprar uma caixa de plástico ou um terrário e deixar o animal largado, pois isso será extremamente prejudicial a sua saúde. Cada espécie possui reações diferentes com temperaturas altas e baixas.

Esses animais têm a necessidade de residir em um ambiente que tenha a mínima exposição solar, mas que também tenha locais escuros e cobertos para o seu descanso. O mais recomendado para quem deseja um réptil é investir em um terrário de dois andares, com espaço para movimentação na parte de cima e descanso na parte inferior.

Além disso, esses animais costumam gostar de galhos, cascalhos ou objetos para subir. Por isso, vale investir em um terrário que possa ser adaptado ou possua essas características.

Não se esqueça de limpar a casa do animalzinho ao menos 1 vez por semana, retirando as necessidades dele e limpando o local totalmente.

Leia também:  Como animar sua namorada (com imagens)

Alimentação

Aqui vale uma ressalva. Existem répteis que só consomem folhas ou plantas, mas também há aqueles que se alimentam de outros animais. Por isso, é importante dizer que pode não ser tão fácil alimentar um réptil que coma insetos, por exemplo.

Porém, com a escolha de seu primeiro réptil definido, pesquise e fale com especialistas para que eles possam auxiliá-lo no momento da escolha da alimentação do seu animal.

Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de Estimação

Não são lá tão companheiros

Se você está à procura de um animal de estimação, um companheiro para todas as horas e que vire de barriga para baixo para receber carinho, então é melhor escolher um cachorro ou um gato, pois os répteis não são lá tão companheiros e nem são feitos para pegar a bolinha ou passear no parque.

Além disso, se você tiver criança em casa, pode não ser uma boa ideia ter um animal desse tipo, afinal, ao mesmo tempo que chamam atenção, não podem ser tratados com toques, beijos e abraços, algo que os pequenos geralmente fazem.

Qual espécie escolher?

Iguana

A iguana é um dos répteis mais indicados para se ter em casa, afinal é muito atraente, bonita e curiosa. Porém, vale lembrar que quando jovens, elas são pequenas e tendem a aumentar consideravelmente de tamanho na vida adulta.

Para se ter uma iguana em casa, é preciso adaptar um terrário que tenha altura suficiente para colocar um tronco em que o réptil possa subir. Além disso, é preciso controlar a temperatura e a umidade.

Em geral, as iguanas se alimentam de insetos, frutas, legumes e folhas e costumam comer mais na fase jovem do que na fase adulta, sendo necessário alimentá-las apenas três vezes por semana nessa época da vida.

Lagartixas

Você sabia que é possível ter uma lagartixa como animal de estimação? Se você for iniciante no ramo dos répteis, esse animal é muito fácil de cuidar, pois são muito dóceis e precisam de pouco espaço para movimentar-se.

Um simples terrário e um pouco de água serão suficientes para cuidar do animal. Porém, sua alimentação é à base de insetos, algo que pode complicar um pouco os cuidados com o animal.

Tartarugas

Não há como negar que as tartarugas são um dos répteis mais famosos para se ter em casa. Porém, é preciso entender que existem diferentes tipos, cada um com diferentes necessidades em termos de cuidados.

E aí, já dá para ter seu réptil em casa? Com essas dicas e com um muito cuidado e carinho para dar, não fica difícil ter um animal diferente com você, não é mesmo? Aproveite!

Lagarto

 Nota: Para outros significados, veja Lagarto (desambiguação).

Foram assinalados vários problemas nesta página ou se(c)ção:

  • As fontes não cobrem todo o texto.
  • Texto necessita de revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa.
  • Precisa ser wikificada.
Lagartos
Ocorrência: 199–0 Ma
PreЄ
Є
O
S
D
C
P
T
J
K
Pg
N

Jurássico-Holoceno

Classificação científica
Gravura do livro Kunstformen der Natur
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Família: várias

O Wikispecies tem informações sobre: Lagarto
Como Capturar e Criar uma Lagartixa como Animal de EstimaçãoReproduzir conteúdo A movimentação de fuga de um lagarto.

Os lagartos, como os demais répteis, são animais que apresentam corpo coberto por escamas, 4 membros e cauda. Eles fazem parte da ordem dos Escamados juntamente com as serpentes. São ovíparos mas alguns são onívoros, como o Teiá.

Apresentam grande variação de tamanho desde poucos centímetros até mais de 1 metro da cabeça à ponta da cauda.
Existem mais de 3 mil espécies de lagartos, distribuidos em 45 famílias.

Dentres os lagartos mais conhecidos, podemos destacar as iguanas, camaleões e lagartixas.

Habitat

Os lagartos são animais de sangue frio. Por isso, a maioria deles procura lugares quentes para viver. Muitas espécies habitam regiões tropicais úmidas ou desertos secos. Os lagartos vivem debaixo da terra, sobre o chão ou em árvores e plantas. Algumas espécies passam parte do tempo na água.

Características físicas

Os lagartos variam mais de tamanho e de forma que qualquer outro grupo de répteis. Alguns medem apenas alguns centímetros. Mas o maior lagarto de todos, o dragão-de-komodo, pode chegar a 3 metros de comprimento.

A maioria dos lagartos possui quatro pernas fortes, mas alguns não têm pernas. Assim, ficam parecidos com cobras ou serpentes e frequentemente são confundidos com elas. Porém, eles possuem pálpebras e aberturas auriculares, isto é, ouvidos.

Geralmente também têm a cauda longa.

A maioria dos lagartos tem escamas secas cobrindo o corpo. As escamas são pequenas placas lisas ou rugosas, com frequência marrons, verdes ou cinzentas.

Muitos lagartos possuem características singulares. Alguns têm chifres ou espinhos. Outros têm uma placa óssea em volta do pescoço. Essas características os ajudam a amedrontar seus inimigos e a mantê-los a distância. Algumas espécies possuem pregas de pele adicional nas laterais do corpo; quando as abrem, elas parecem asas, e esses lagartos conseguem planar de uma árvore para outra.

Três espécies de lagartos são venenosos: o monstro-de-gila, que é muito vistoso e vive no sudoeste dos Estados Unidos, o lagarto-de-contas, do México,e o dragão-de-komodo. O veneno deles é forte o suficiente para matar uma pessoa.

Comportamento

A maioria dos lagartos é ativa durante o dia e repousa à noite. As lagartixas, porém, geralmente são ativas do anoitecer até o raiar do dia. Os diferentes tipos de lagarto se locomovem de maneiras diversas.

A maioria corre sobre quatro pernas, mas alguns correm mais velozmente sobre as patas traseiras, apenas levantando a parte da frente do corpo. Os lagartos sem pernas se locomovem do mesmo modo que as serpentes.

Muitos lagartos conseguem mudar sua coloração escura e discreta por uma cor mais viva e forte. Fazem isso quando tentam atrair um lagarto do sexo oposto ou assustar outro animal. Para alguns lagartos, a mudança de cor é um meio de comunicar-se com outros lagartos, faz parte de sua linguagem. A temperatura e a luz também afetam as mudanças de cor.

Os lagartos passam boa parte do tempo procurando alimento. A maioria deles se alimenta de insetos, mas alguns comem sementes e plantas. Os lagartos podem escavar a terra em busca de alimento, mas também podem aguardar sua presa se aproximar e então avançar de repente para agarrá-la.

A maioria dos lagartos foge de seus inimigos. Mas às vezes é impossível evitar um deles. Quando isso acontece, ele se infla de ar e fica ereto. Isso faz o lagarto parecer maior e mais assustador.

Muitos lagartos usam a cauda para escapar de seus inimigos. Ela se desprende do corpo quando é tocada e então fica se retorcendo no chão. A cauda em movimento distrai a atenção do inimigo e, enquanto isso, o lagarto escapa. Geralmente uma cauda nova se desenvolve no lugar da que caiu.

Reprodução

A maioria dos lagartos se reproduz botando ovos. As fêmeas da maioria das espécies botam vários ovos de uma vez, mas as de alguns tipos de lagartos põem apenas um ou dois ovos. A casca deles é resistente, lembrando couro.

Os lagartos costumam enterrá-los ou escondê-los debaixo de folhas. Em algumas poucas espécies, as fêmeas ficam vigiando os ovos até eles eclodirem, mas a maioria dos lagartos abandona-os depois de botá-los.

Alguns poucos tipos de lagartos dão à luz filhotes vivos, em vez de botar ovos.

Os lagartos e os seres humanos

Em algumas partes do mundo, as pessoas comem lagartos grandes, como iguanas, ou, em caso de necessidade, até espécies menores, como os calangos. Muitos lagartos pequenos são úteis às pessoas porque se alimentam de insetos.

As atividades humanas vêm ameaçando a sobrevivência de algumas espécies de lagarto. A derrubada de árvores para criar espaço para construções destruiu o habitat de alguns lagartos.

Outro fator que reduz seu número é a captura e a venda de lagartos para servir de animais de estimação.

O grande dragão-de-komodo da Indonésia, por exemplo, foi quase exterminado; hoje ele é protegido por lei.[1]

Taxonomia

Lagarto em destaque.

Infraordem Iguania

  • Família Corytophanidae – basiliscos
  • Família Iguanidae – iguanas
  • Família Phrynosomatidae
  • Família Polychrotidae
  • Família Leiosauridae
  • Família Tropiduridae
  • Família Liolaemidae
  • Família Leiocephalidae
  • Família Crotaphytidae
  • Família Opluridae
  • Família Hoplocercidae
  • Família Agamidae
  • Família Chamaeleonidae – camaleões

Infraordem Gekkota

  • Família Gekkonidae – geckos ou lagartixas
  • Família Pygopodidae
  • Família Dibamidae

Infraordem Scincomorpha

  • Família Scincidae – scincos
  • Família Cordylidae
  • Família Gerrhosauridae
  • Família Xantusiidae
  • Família Lacertidae
  • Família Teiidae
  • Família Gymnophthalmidae

Infraordem Diploglossa

  • Família Anguidae
  • Família Anniellidae
  • Família Xenosauridae

Infraordem Platynota

  • Família Varanidae – lagartos varanos e monitores
  • Família Lanthanotidae
  • Família Helodermatidae – monstro-de-gila
  • Família Mosasauridae – mosassauros (extintos)

Galeria de fotos

Referências

  1. lagarto. In Britannica Escola Online. Enciclopédia Escolar Britannica, 2013. Web, 2013. Disponível em: http://escola.britannica.com.br/article/481760/lagarto. Acesso em: 30 de dezembro de 2013.
Este artigo sobre lagartos, integrado no Projeto Anfíbios e Répteis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  • Portal de anfíbios e répteis

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*