Como calcular média e desvio padrão no excel 2007

  • ANÁLISE DE DADOS USANDO O EXCEL
  • 1o Passo :
  • Uma vez aberto o programa Excel, clique no menu Ferramentas,
    verifique se existe a opção Análise de Dados. Se sim, pule para o
    próximo item, senão ainda no item Ferramentas selecione o comando Suplementos e então adicione os itens Ferramentas de Análise e Ferramentas de Análise
    VBA
    ;
  • Construa uma tabela com os seus dados;

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

Fig 1. Tabela
com os dados obtidos pelas observações realizadas no laboratório.

3o Passo :

Classifique os dados como crescente. Para isso selecione os dados e clique o ícone  , na janela intitulada Aviso de classificação, selecione o item Continuar
com seleção atual
e clique em Classificar, conforme a figura abaixo:

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

  1. 4o Passo :
  2. Verifique o valor máximo e mínimo e o intervalo a ser
    considerado para construção do histograma;
  3. 5o Passo :

Crie uma coluna com os dados de x correspondentes a cada histograma em diferentes planilhas => Cada planilha representará o comprimento, a largura e a espessura separadamente. Por exemplo, considere o valor inicial como 163.5 como o inicial e 0.

1 como sendo o intervalo. Basta considerar a célula A2 como 163.5, a célula A3 como =A2+0.1, automaticamente a célula A3 será 163.6, clique na célula A3 e cole nas demais células da sua coluna, por exemplo, no nosso caso seriam as células de B4 a B16.

O resultado
deverá ser:

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

Fig 2. Coluna correspondente aos valores que serão representados no eixo das abscissas, denominado eixo das categorias pelo Excel.

6o Passo :

Clique no Menu Ferramentas e selecione o comando Análise de Dados e escolha a opção Histograma.

Entre com o intervalo de entrada, bloco, Em Opções de saída selecione intervalo de saída
(clicar no ícone  e clique num espaço vazio como, por exemplo, B2 na fig.

2 e clique no ícone  para voltar a janela do histograma), selecione a opção Resultado do gráfico
para que o gráfico apareça em sua tela;

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

7o Passo : Você deve ter obtido:

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

8o Passo :

Depois de pronto, você deve configurar o seu gráfico, colocando as legendas e escalas de forma correta. Para isto, basta clicar em
cima do item a ser mudado se dirigir à janela intitulada Gráfico

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

e clicar no ícone de formatação . Por exemplo, suponha que o item descrito é Seqüência “Freqüência”, clicando no ícone ao lado, irá abrir uma janela intitulada Formatar Seqüência da Dados, abrir a pasta Opções, definir a Largura do espaçamento como
sendo 0 (zero).

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

9o Passo :

Você obterá:

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

10o Passo :

Você pode ainda mudar a formatação da escala, excluir a
Legenda, Renomear o título do eixo x e obter:

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

  • 11o Passo :    
  • Assim, teremos para cada medida o seu histograma
    correspondente;
  • 12o Passo : 
  • Na planilha 1, devemos ainda calcular a média, o desvio padrão, o desvio padrão da média, o desvio padrão de 90% e o desvio padrão
    total;
  • 13o Passo : 
  • Para calcular a média, bastar utilizar o comando media(A2:A17), o desvio padrão: desvpad(A2:A17), onde A2:A17 corresponde ao
    intervalo de dados considerado;
  • 14o Passo : 

Uma vez obtida a média e o desvio padrão, você pode ajustar uma gaussiana aos seus dados. Para isso, na planilha onde está o seu histograma, no nosso caso Planilha 2, arraste o seu histograma de forma que
duas colunas fiquem livres para a sua visualização, por exemplo, colunas D e E.

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

15o Passo : 

Na coluna D, digite em D1 distribuição gaussiana, e clique
na célula D2. vá com o mouse no menu Inserir, e escolha a opção função.

  1. Automaticamente a janela Inserir Função deverá ser aberta, escolha então a categoria Etatística e a função dist.norm
    conforme a figura abaixo:
  2. Clique em OK, automaticamente outra
    janela se abrirá:

Insira os valores de x, escolhendo os valores da coluna do bloco, a média e o desvio padrão que devem ter sido calculados anteriormente, no valor lógico para o
cumulativo digite falso. D2 então corresponderá a:                                          =DIST.

NORM(A2:A16,Plan1!B18,Plan1!B19,FALSO)
Para que você possa colar o valor da gaussiana para os demais valores de x, isto é
preencher o restante da coluna D de D3 até D16, você deverá tomar o cuidado de fixar os valores da média e do desvio padrão.

Isto é feito adicionado dois $´s, por exemplo, a média está na célula B18, como nós queremos que ela seja a mesma
para todos os nossos dados, escrevemos $B$18. Assim, a expressão de D2 fica: =DIST.NORM(A2:A16,Plan1!$B$18,Plan1!$B$19,FALSO).

Agora você deve copiar e colar de D3:D16.

16o Passo :   

Porém, você não deve esquecer de “normalizá-la” ao seu conjunto de dados. No nosso caso você deverá multiplicá-la por 16/(soma($D$2:$D$16)).
Para isto na coluna ao lado, na célula E2 digite =D2*16/(SOMA($D$2:$D$16))

  • 17o Passo :   
  • Se você quiser incluir a sua gaussiana no gráfico do seu histograma, basta ir na janela do seu histograma, clicar no eixo das ordenadas, ir com o mouse até o menu Gráfico e escolher a opção Adicionar dados, na janela Adicionar dados inclua o intervalo referente aos dados da sua
    gaussiana:
  • O
    resultado obtido, por exemplo, para o comprimento será:
  • 18o Passo :   
  • Você pode também calcular a integral da sua função Gaussiana de menos infinito até um determinado ponto x, usando a mesma função,
    porém com a opção verdadeiro:

=DIST.NORM(x,Plan1!$B$18,Plan1!$B$19,VERDADEIRO)

Cavalcante Consultores – treinamento e consultoria em finan�as e Excel

Cavalcante Consultores > Biblioteca de Excel > Coeficiente de variação

O que é?

Em estatística, o coeficiente de variação é uma medida da dispersão de uma amostra em relação à sua média. Ele é útil por estender a análise do desvio padrão, fornecendo uma medida relativa e independente da grandeza com a qual se mede os dados da amostra.

Use o coeficiente de variação, por exemplo, para:

  • Comparar as dispersões relativas de duas amostras, mesmo que suas médias ou grandezas sejam diferentes;
  • Medir o risco de um investimento: quanto menor o coeficiente de variação de seus retornos, menor seu risco.

Como obter o coeficiente de variação

Use a seguinte fórmula:

=DESVPAD(valores)/MÉDIA(valores)

Onde valores é a amostra cujo coeficiente de variação desejamos obter. Note que o coeficiente de variação é adimensional, uma vez que o desvio padrão da amostra possui as mesmas dimensões da média.

Exemplo

No exemplo a seguir, utilizaremos o coeficiente de variação para analisar, de forma bastante superficial, a variação nas cotações de ações de três empresas ao longo de três semanas. Observe a planilha abaixo:

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

Na planilha acima, não é uma boa idéia utilizar o desvio padrão para comparar as variações nas cotações: por exemplo, o desvio em ASSC é maior que em CAVC e CONS, mas há uma grande diferença entre as médias das outras empresas no período e a sua. Nada garante que, proporcionalmente, o desvio em ASSC seja maior que o das outras empresas.

Para descobrir se este é o caso, usaremos o coeficiente de variação para obter os desvios relativos de cada amostra:

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

Calculando os coeficientes de variação para cada amostra, obtemos o seguinte resultado:

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

Observe que o coeficiente de variação é dado em forma percentual. Ao compararmos os valores obtidos para cada empresa, podemos afirmar que, apesar do desvio padrão em ASSC ser maior do que o de CONS, suas cotações variam em uma proporção menor.

Pratique!

Ver exemplo em v�deo

Baixar planilha

Leia também:  Como baixar o obs studio no windows ou mac (com imagens)

0161-Construindo uma Curva de Gauss no Excel

Antes de mais nada, gostaria de pedir desculpas aos estatísticos se utilizar definições inadequadas ao assunto, afinal, embora o tema me interesse bastante, não tenho formação na área.

A curva de distribuição normal, de Gauss ou em sino é a representação da distribuição de frequência dos dados de um fenômeno. É aplicável aos mais diversos campos do conhecimento (demografia, epidemiologia, controle de qualidade, etc).

A interpretação da sua forma nos indica que a maior parte dos dados observáveis concentra-se em torno da média da população/amostra e à medida que nos afastamos deste valor, os dados se tornam cada vez menos frequentes.

Como a curva é simétrica, temos que a queda nesta frequência se comporta de forma similar tanto para valores maiores quanto menores que a média.

O nosso objetivo será criar um gráfico como este aqui:

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

Histograma x Curva de Gauss

Este tipo de gráfico, permite-nos comparar visualmente a distribuição dos dados que estamos estudando, frente àquela que seria obtida caso a distribuição fosse exatamente igual à prevista matematicamente pela Curva de Gauss.

O Excel não possui nenhuma ferramenta que permita gerar a curva diretamente, mas é possível construí-la com o auxílio de funções. No nosso exemplo utilizaremos a função DIST.NORMP.N (Para versões anteriores à 2010, a função a ser utilizada é DISTNORMP).

Esta função permite calcular qual a densidade de probabilidade (frequência relativa) dos dados para um determinado valor da variável padronizada (Z).

Para aqueles não familiarizados com esta terminologia, a variável z é calculada obtendo-se a diferença entre um dado valor e a média do conjunto de dados e, em seguida, dividindo-se o valor obtido pelo desvio padrão dos dados. (Z = (X-Média)/(Desvio Padrão)).

Vamos ao exemplo:

Iremos trabalhar com o conjunto de dados a seguir no qual já destacamos os valores mínimo e máximo:

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

Conjunto de dados

  • Para que seja possível gerar o histograma de frequências, é necessário agrupar os dados em conjuntos chamados Classes.
  • Vamos agrupar os dados em grupos de 3, iniciando-se no valor mínimo até o valor máximo.
  • Desta forma, ficaremos com as seguintes classes:

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

Classes de dados

  1. Os rótulos L Inf e L Sup, significam, respectivamente, Limite Inferior e Limite Superior da Classe.
  2. Agora, temos que determinar quantos dados há em cada classe.
  3. Em outras palavras, para cada uma das classes temos que contar quantos valores são maiores ou iguais ao L Inf e menores ou iguais ao L Sup.

Utilizaremos a função CONT.SES, inserindo em N2 a fórmula: =CONT.SES($A$2:$J$21;”>=”&L2;$A$2:$J$21;”

Como fazer média, mediana e desvio padrão

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007Como fazer média, mediana e desvio padrão.
Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

Fazer média, mediana e desvio padrão no Excel não é tão complicado quanto parece. Dentro da matéria de estatística no Excel existem alguns termos que definem basicamente as medidas mais comuns para distribuição de dados em um conjunto de dados. No geral, as medidas mais comuns são: média, moda, mediana, variação, desvio padrão entre outros.

Neste artigo abordaremos um pouco sobre média, mediana e desvio padrão assim como o seus respectivos desenvolvimentos no Excel. Acompanhe a seguir.

Média:

O significado de média em estatística refere-se basicamente ao ponto de equilíbrio de determinada frequência ou a concentração de dados de uma distribuição.

Exemplo:

Maria teve as seguintes notas nas provas de Português: 7,5; 9; 9,5 e 10. Calcule a média das notas.

Neste caso, basta somar todos os valores e dividir o resultado pela quantidade de valores somada para encontrarmos a média. Veja abaixo:

Calculando Média no Excel

Com base no exemplo citado acima, vamos calcular a média das notas de Maria utilizando o Excel.

Com as notas inseridas em células no Excel, basta utilizarmos a formula Média conforme abaixo. Deste modo calculamos os valores contidos no intervalo de (B2 a E2) que são os as notas de Maria.

Ao final da criação da fórmula, basta teclar “Enter” para obter o resultado.

Há ainda a possibilidade de somar os valores e dividir pela quantidade de provas obtendo o mesmo resultado, porém com a fórmula de média no Excel, tal calculo torna-se mais simplificado.

Mediana:

  • O termo mediana refere-se à medida que especifica a tendência central indicando exatamente o valor central de determinados dados.
  • Para melhor compreensão vamos exemplificar de maneira prática.
  • Exemplo 1:

Marcos obteve as seguintes notas no primeiro semestre: 4, 5, 7, 4, e 7. Determine a mediana.

Antes de calcularmos a mediana da proposta, vamos organizar os valores em ordem crescente ficando da seguinte maneira: 4,4,5,7,7.

Deste modo, podemos observar que o valor central é o número 5 no qual passar a ser definido como mediana.

É importante ressaltar que quando temos uma quantidade ímpar de números, definimos a mediana como o número central dos números apresentados conforme mostrado acima. Porém quando se tem uma quantidade par de números, definimos a mediana destes são definidas da seguinte forma: Somam-se os dois números centrais e calcula-se a media entre eles.

  1. Exemplo 2:
  2. Calcule a mediana dos valores: 1,2,3,3,5,7,8,10,10,10
  3. Deste modo temos os valores 5 e 7 como centrais.
  •  Realizando a média entre eles, encontramos a mediana 6.

Calculando Mediana no Excel

  1. No Excel podemos calcular a mediana de valores utilizando a função MED.

  2. Neste caso, vamos utilizar o último exemplo citado e calcularemos a mediana dos valores pelo Excel conforme abaixo:
  3. Com os valores a serem calculados inseridos nas células, basta aplicar a função =MED e incluir o intervalo de células onde estão os valores a serem calculados.
  4. Ao final da operação basta teclar “Enter” e conferir o resultado.

Desvio Padrão

  • Dentro da estatística, o termo desvio de padrão tem como objetivo demonstrar a regularidade referente a um conjunto de dados de modo a apontar o grau de oscilação destes em comparação com a média dos valores do conjunto.
  • Vamos fazer uso novamente de exemplo prático para melhor compreensão.
  • Exemplo:

Cláudia obteve as seguintes notas em determinada matéria: 2, 3, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10.

Determine o desvio padrão.

Passo 1 – Calcular a média dos valores apresentados. Deste modo temos:

Passo 2 – Calcular os desvios com base na média obtida. Sendo assim, calcularemos cada nota subtraindo cada valor individual pela média calculada.

  1. Passo 3- Cada resultado obtido devemos elevar ao quadrado e em seguida obter a media dos quadrados.
  2. Passo 4 – Após obter-se a média dos quadrados basta extrair a sua raiz quadrada, obtendo-se assim o desvio padrão.

Calculando Desvio Padrão no Excel

  • No Excel o calculo de desvio padrão é simplificado pela fórmula DESVPAD.
  • Vamos ao exemplo prático para melhor compreensão:
  • Exemplo:
  • Os alunos do ensino médio tiveram as seguintes notas na disciplina de Matemática: 5, 5, 7, 8, 10, 3, 7, 8, 9, 7. Determine o desvio padrão:
  • Deste modo, basta inserirmos os valores nas células do Excel, e utilizarmos as formula DESVPAD conforme abaixo, selecionado o intervalo contendo as notas.
  •  Ao final do procedimento, basta teclar “Enter” e verificar o resultado.

Como podemos observar, dentro da estatística temos alguns termos conhecidos em nosso dia a dia assim como outras nomenclaturas utilizadas somente por profissionais da área de economia.

Leia também:  Como calcular a porcentagem de redução de custos

Porém em paralelo a tais diferenças o Excel surge novamente como um auxiliar para calculo de expressões de modo a simplificar cálculos e trazer sempre resultados rápidos de maneira prática e eficaz.

E você, tem interesse em planilhas estatísticas? Está com dúvidas? Entre no Fórum de Excel da LUZ e envie a sua pergunta!

Como fazer média ponderada no Excel

O Excel tem uma função que permite calcular, rapidamente, a média ponderada de um conjunto de números. Esse tipo de cálculo vale para uma sequência de valores que têm diferentes pesos.

O recurso é útil para encontrar um número que represente um conjunto de dados levando em conta a importância de cada item da tabela – em notas escolares, por exemplo, cada disciplina pode impactar a pontuação geral em diferentes níveis.

Veja, a seguir, como encontrar a média aritmética ponderada no editor de planilhas da Microsoft.

Como Calcular Média e Desvio Padrão no Excel 2007

Como criar gráficos no Microsoft Excel

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Passo 1. Ema planilha com valores que contêm pesos, marque a célula que deverá mostrar a média ponderada dos números e use a função “SomaProduto”. Para isso, digite: =SOMAPRODUTO.

1 de 5
Insira a função SOMAPRODUTO no Excel — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Insira a função SOMAPRODUTO no Excel — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 2. Marque primeiro todos os valores sem peso.

2 de 5
Marque os valores — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Marque os valores — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 3. Depois, insira um ponto-e-vírgula na fórmula e marque todos os pesos de uma vez.

3 de 5
Marque e insira todos os pesos na fórmula — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Marque e insira todos os pesos na fórmula — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 4. Por último, feche os parênteses da fórmula e adicione uma barra. Na sequência, digite a fórmula SOMA, abra outro parêntese e marque, mais uma vez, todos os pesos juntos. Não se esqueça de fechar o parêntese.

4 de 5
Divida a soma resultante pela somatória dos pesos — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Divida a soma resultante pela somatória dos pesos — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Passo 5. Tecle Enter para ver o resultado da média ponderada na célula. A fórmula utilizada soma cada valor multiplicado pelo peso correspondente e, ao final, divide a somatória de tudo isso pelo total dos pesos.

5 de 5
Média ponderada considera pesos de cada valor — Foto: Reprodução/Paulo Alves

Média ponderada considera pesos de cada valor — Foto: Reprodução/Paulo Alves

DESVPAD.P (Função DESVPAD.P)

Excel do Microsoft 365 Excel do Microsoft 365 para Mac Excel para a Web Excel 2019 Excel 2016 Excel 2019 para Mac Excel 2013 Excel 2010 Excel 2016 para Mac Excel para Mac 2011 Excel Starter 2010 Mais… Menos

Calcula o desvio padrão com base na população inteira dada como argumentos (ignora valores lógicos e de texto).

O desvio padrão é uma medida do grau de dispersão dos valores em relação ao valor médio (a média).

DESVPAD.P(núm1,[núm2],…])

A sintaxe da função DESVPAD.P tem os seguintes argumentos:

  • Núm1     Necessário. O primeiro argumento numérico correspondente a uma população.
  • Núm2, …     Opcional. Argumentos numéricos de 2 a 254 correspondentes a uma população. Você também pode usar uma única matriz ou uma referência a uma matriz em vez de argumentos separados por ponto-e-vírgula.
  • DESVPAD.P considera que seus argumentos são a população inteira. Se os dados representarem uma amostra da população, você deverá calcular o desvio padrão usando DESVPAD.
  • Para as amostras de tamanho grande, DESVPAD.A e DESVPAD.P retornam valores aproximadamente iguais.
  • O desvio padrão é calculado usando o método “n”.
  • Os argumentos podem ser números, nomes, matrizes ou referências que contenham números.
  • Os valores lógicos e representações em forma de texto de números digitados diretamente na lista de argumentos são contados.
  • Se um argumento for uma matriz ou referência, apenas os números da matriz ou referência serão contados. Células vazias, valores lógicos, valores de texto ou de erro na matriz ou referência são ignorados.
  • Os argumentos que são valores de erro ou texto que não podem ser traduzidos em números causam erros.
  • Se você deseja incluir valores lógicos e representações de texto dos números em uma referência como parte do cálculo, utilize a função DESVPADPA .
  • DESVPAD.P usa a seguinte fórmula: onde x é a média de amostra MÉDIA(núm1,núm2,…) e n é o tamanho da amostra.

Copie os dados de exemplo da tabela a seguir e cole-os na célula A1 de uma nova planilha do Excel. Para as fórmulas mostrarem resultados, selecione-as, pressione F2 e pressione Enter. Se precisar, você poderá ajustar as larguras das colunas para ver todos os dados.

Dados
Intensidade
1345
1301
1368
1322
1310
1370
1318
1350
1303
1299
Fórmula Descrição Resultado
=DESVPAD.P(A3:A12) Desvio padrão de resistência à ruptura, considerando que somente 10 ferramentas são produzidas. 26,05455814

Função DESV.MÉDIO

Excel do Microsoft 365 Excel do Microsoft 365 para Mac Excel para a Web Excel 2019 Excel 2016 Excel 2019 para Mac Excel 2013 Excel 2010 Excel 2007 Excel 2016 para Mac Excel para Mac 2011 Excel Starter 2010 Mais… Menos

Este artigo descreve a sintaxe da fórmula e o uso da Desv  função no Microsoft Excel.

Retorna a média aritmética dos desvios médios dos pontos de dados a partir de sua média. DESV.MÉDIO é uma medida da variabilidade em um conjunto de dados.

DESV.MÉDIO(número1, [número2], …)

A sintaxe da função DESV.MÉDIO tem os seguintes argumentos:

  • Núm1; núm2; …    Núm1 é obrigatório, números subsequentes são opcionais. Argumentos de 1 a 255 para os quais você deseja obter a média aritmética dos desvios absolutos. Você também pode usar uma matriz única ou uma referência a matriz, em vez dos argumentos separados por ponto-e-vírgula.
  • DESV.MÉDIO é influenciada pela unidade de medida nos dados de entrada.
  • Os argumentos podem ser números, ou nomes, matrizes ou referências que contenham números.
  • Os valores lógicos e as representações de números por extenso que você digita diretamente na lista de argumentos são contados.
  • Se uma matriz ou argumento de referência contiver texto, valores lógicos ou células vazias, estes valores serão ignorados; no entanto, células com valor zero serão incluídas.
  • A equação para o desvio médio é:

Copie os dados de exemplo da tabela a seguir e cole-os na célula A1 de uma nova planilha do Excel. Para as fórmulas mostrarem resultados, selecione-as, pressione F2 e pressione Enter. Se precisar, você poderá ajustar as larguras das colunas para ver todos os dados.

DadosDescrição
4 Média dos desvios absolutos dos números nas células A2:A8 a partir de sua média (1,020408)
5
6
7
5
4
3
Fórmula Resultado
=DESV.MÉDIO(A2:A8) 1,020408

Observação:  Esta página foi traduzida automaticamente e pode apresentar erros gramaticais ou imprecisões. Nosso objetivo é que este conteúdo seja útil para você. Você pode nos dizer se as informações foram úteis? Use o artigo em inglês como referência.​

Desvio Padrão no Excel como calcular? Studio Excel

  • Muito utilizado por grandes analistas e também para quem adora analisar através do excel, utilizamos o desvio padrão no excel.
  • Embora, pouco conhecido, quando utilizamos serve para representar o grau de risco ou variação de algum resultado.
  • Em outras palavras, suponha-se que em um valor médio de itens você chega a um valor final de 24.
  • Mas para isso, embora os valores finais são iguais, se utiliza o desvio padrão para descobrir qual desses valores ocorreu maior variação.
Leia também:  Como calcular o valor no vencimento: 6 passos

O que é o Desvio Padrão?

  1. O desvio padrão é um parâmetro que pertence as funções de estatística utilizado para indicar grau de variação entre algum conjunto.
  2. Embora, seja uma função pouco conhecida, ela tem diversas vantagens para ser utilizada por analistas experientes.
  3. Pois permite realizar comparações avançadas, possibilitando uma melhor tomada de decisão.

Calculando o Desvio Padrão no Excel

Em primeiro lugar, vamos demonstrar a função média na prática em dois exemplos distintos, chegando ao mesmo resultado.

Mas, para isso utilizamos dois estados como referência e três meses do ano, ambos vão representar a maior temperatura naquela região.

Base para aplicar o desvio padrão

Após isso, vamos aplicar a média em ambos os casos, chegando a um resultado igual: 24.

Como calcular desvio padrão

No entanto, como é possível observar, tivemos dois resultados de 24 em ambos.

Em segundo lugar, vamos inserir o desvio padrão e será possível observar qual dos estados teve maior variação.

Fórmula =DESVPAD()

Para isso utilizamos a fórmula de desvio padrão: =DESVPAD()

Embora, essa função hoje não seja mais utilizada, ela é possível de ser utilizada no Excel 2007 e anterior, rodando apenas em modo de compatibilidade.

=DESVPAD() aplicado no Excel

Portanto, como foi possível observar para o Estado do Rio de Janeiro o valor demonstrado foi superior ao Rio Grande do Sul.

Como conclusão, tivemos que a variação de temperatura mensal no Rio de Janeiro foi completamente superior ao Rio Grande do Sul.

Come Calcolare Media e Deviazione Standard con Excel 2007

X

Questo articolo è stato scritto in collaborazione con il nostro team di editor e ricercatori esperti che ne hanno approvato accuratezza ed esaustività.

Il Content Management Team di wikiHow controlla con cura il lavoro dello staff di redattori per assicurarsi che ogni articolo incontri i nostri standard di qualità.

  1. 1

    Avvia Microsoft Excel. Fai doppio clic sull'icona corrispondente caratterizzata dalla lettera “X” di colore verde posta su uno sfondo bianco.

    • Se hai preparato un foglio Excel in cui hai inserito i dati da elaborare, fai doppio clic sulla relativa icona in modo da aprirlo con Excel 2007. A questo punto procedi direttamente al calcolo della media.
  2. 2

    Seleziona la cella in cui inserire il primo dato dell'insieme. Clicca la cella in cui digiterai il primo numero.

    • Assicurati di selezionare la cella della colonna che utilizzerai per inserire tutti i valori numerici da analizzare.
  3. 3

    Inserisci un numero. Digita il primo numero dell'insieme di dati.

  4. 4

    Premi il tasto Invio. Il numero inserito verrà memorizzato all'interno della cella selezionata e il cursore si sposterà automaticamente sulla cella successiva della colonna.

  5. 5

    Inserisci tutti gli altri valori che compongo l'insieme di dati da elaborare. Digita il numero successivo, premi il tasto Invio, e ripeti il passaggio finché non hai inserito nel foglio tutti i valori da analizzare. In questo modo calcolare la media e la deviazione standard di tutti i dati che hai inserito risulterà più semplice.

  1. 1

    Clicca una cella vuota. Seleziona la cella in cui vuoi inserire la formula per il calcolo della media.

  2. 2

    Inserisci la formula per calcolare la “media”. Digita la stringa di testo =MEDIA( ) all'interno della cella selezionata.[1]

  3. 3

    Posiziona il cursore del testo all'interno delle parentesi della formula. Puoi premere la freccia direzionale sinistra della tastiera per spostare il cursore del testo nel punto indicato. In alternativa clicca lo spazio fra le due parentesi poste all'interno della barra delle formule collocata nella parte superiore della finestra di Excel.

  4. 4

    Inserisci il range di dati da elaborare.

    Puoi digitare il nome della prima cella dei dati, inserire il simbolo dei due punti e digitare il nome dell'ultima cella dell'insieme dei dati.

    Per esempio, se i valori con cui calcolare la media vanno dalla cella A1 alla cella A11, dovrai digitare il seguente codice A1:A11 all'interno delle parentesi.

    • La formula completa dovrebbe essere simile alla seguente: =MEDIA(A1:A11)
    • Se hai la necessità di calcolare la media di pochi numeri anziché di un range esteso di valori, puoi digitare i nomi delle singole celle che contengono i dati all'interno delle parentesi anziché l'intervallo di celle da prendere in considerazione. Separa ogni valore usando una virgola. Per esempio se vuoi calcolare la media dei valori memorizzati nelle celle A1, A3 e A10 dovrai digitare la seguente formula =MEDIA(A1,A3,A10).
  5. 5

    Premi il tasto Invio. Il risultato della formula verrà calcolato immediatamente e visualizzato nella cella selezionata.

  1. 1

    Clicca una cella vuota. Seleziona la cella in cui vuoi inserire la formula per il calcolo della deviazione standard.

  2. 2

    Inserisci la formula per calcolare la “deviazione standard”. Digita la formula. Digita la stringa di testo =DEV.ST( ) all'interno della cella selezionata.[2]

  3. 3

    Posiziona il cursore del testo all'interno delle parentesi della formula. Puoi premere la freccia direzionale sinistra della tastiera per spostare il cursore del testo nel punto indicato. In alternativa clicca lo spazio fra le due parentesi poste all'interno della barra delle formule collocata nella parte superiore della finestra di Excel.

  4. 4

    Inserisci il range di dati da elaborare.

    Puoi digitare il nome della prima cella dei dati, inserire il simbolo dei due punti e digitare il nome dell'ultima cella dell'insieme dei dati.

    Per esempio se i valori con cui calcolare la deviazione standard vanno dalla cella A1 alla cella A11, dovrai digitare il seguente codice A1:A11 all'interno delle parentesi.

    • La formula completa dovrebbe essere simile alla seguente: =DEV.ST(A1:A11)
    • Se hai la necessità di calcolare la deviazione standard di pochi numeri anziché di un range esteso di valori, puoi digitare i nomi delle singole celle che contengono i dati all'interno delle parentesi anziché l'intervallo di celle da prendere in considerazione. Separa ogni valore usando una virgola. Per esempio, se vuoi calcolare la deviazione standard dei valori memorizzati nelle celle A1, A3 e A10, dovrai digitare la seguente formula =DEV.ST(A1,A3,A10).
  5. 5

    Premi il tasto Invio. Il risultato della formula verrà calcolato immediatamente e visualizzato nella cella selezionata.

  • Modificare un valore all'interno delle celle che compongono l'insieme dei dati analizzati causerà l'aggiornamento di tutti i risultati delle formule in cui viene preso in esame.
  • I passaggi descritti nell'articolo possono essere utilizzati anche in qualsiasi versione più recente di Excel (per esempio Excel 2016)
  • Controlla attentamente la correttezza dell'insieme dei dati prima di calcolare la media e la deviazione standard.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*