Como calcular a velocidade de digitação: 13 passos

  • Você sabe para que serve e como funciona um teste de digitação?
  • É verdade que o nome já entrega boa parte do que esse instrumento se propõe a fazer, mas há muito mais a saber a respeito.
  • Digitar rápido é uma atividade que exige bastante destreza com as mãos e concentração e é justamente para avaliar essa capacidade que tal teste existe.
  • Ele não é apenas um exame para aliviar a curiosidade quanto à habilidade de teclar com velocidade.
  • Em algumas profissões, o teste de digitação é etapa obrigatória de processos seletivos.
  • Os concursos públicos da Polícia Civil, Polícia Federal e áreas jurídicas, por exemplo, empregam a prova de digitação com caráter eliminatório.
  • Quem pretende se tornar um escrevente ou escrivão, então, não tem como escapar. 
  • Afinal, para exercer essas funções, o domínio da digitação é imprescindível.
  • Portanto, se você está prestes a realizar um teste de digitação e precisa de algumas dicas para mandar bem na prova, continue a leitura deste artigo.
  • Nas próximas linhas, além de descobrir como aprimorar as suas técnicas, você vai conferir recomendações importantes para o dia do exame.

O que é teste de digitação?

Como Calcular a Velocidade de Digitação: 13 Passos

O teste de digitação avalia a capacidade do indivíduo de digitar. Ele leva em conta o tempo gasto e a qualidade dos textos redigidos.

  1. É preciso teclar rapidamente, mas sem errar a escrita de palavras e frases. 
  2. E, embora pareça fácil à primeira vista, o teste é motivo de preocupação para muitos candidatos.
  3. Isso porque um simples deslize, como esbarrar um dos dedos na tecla errada, pode pôr tudo a perder. 

Como funciona um teste de digitação?

Normalmente, os testes de digitação aplicados em concursos públicos pedem que os candidatos redijam ofícios e documentos de órgãos públicos com 1.500 a 1.800 caracteres.

E, no geral, a tarefa deve ser cumprida de seis a onze minutos. 

Além da agilidade, algumas bancas também analisam os conhecimentos básicos de formatação nos programas utilizados, como Word e Excel.

Quantas palavras por minuto conseguimos digitar?

  • Um estudo realizado pela Universidade de Cambridge com mais de 160 mil voluntários concluiu que a velocidade média de digitação em teclados físicos é de 52 palavras por minuto.
  • Segundo os pesquisadores, o número é baixo se comparado aos datilógrafos profissionais das décadas de 70 e 80, que conseguiam teclar de 60 a 90 palavras.
  • No entanto, neste mesmo levantamento, alguns indivíduos obtiveram resultados expressivos, como 120 palavras digitadas em um minuto.
  • Com relação ao smartphone, a média é um pouco menor. 
  • De acordo com um grupo de universidades, que testou 37 mil pessoas, a digitação móvel média é de 36 palavras por minuto.

Como digitar mais rápido no PC?

Como Calcular a Velocidade de Digitação: 13 Passos

  1. O primeiro passo para digitar mais rápido é adquirir um bom teclado. 
  2. Afinal, a digitação pode ser um grande desafio se as teclas estiverem emperradas ou fora do lugar.
  3. Com uma boa estrutura de equipamento, é importante também identificar e assimilar a disposição das letras. 
  4. No Brasil, 99% dos teclados obedecem o padrão QWERTY.
  5. Este nome é atribuído devido às primeiras letras que aparecem. 
  6. A ordem das teclas do computador seguem a mesma lógica das máquinas de escrever.
  7. Foi o americano Christopher Scholes quem criou e patenteou a sequência, com o intuito de aproximar os pares de letras mais usados na língua inglesa. 

Para digitar com velocidade, as mãos devem ficar imóveis. Apenas os dedos devem se movimentar até as teclas.

Como praticar a digitação?

  • Digitar envolve técnica.
  • A posição de repouso, que é o início da atividade de digitação, deve seguir algumas regras.
  • Os dedos da mão esquerda precisam ser posicionados nas letras A, S, D e F.
  • Já os da direita devem ficar sobre as teclas Ç, L, K e J.
  • Você já reparou que as letras F e J possuem um alto-relevo? 
  • Ele serve para que seja possível reconhecer o posicionamento adequado das mãos mesmo sem olhar para o teclado.
  • Além da posição de repouso, é importante seguir o movimento correto da digitação.
  • Cada dedo é designado para teclas específicas.
  • O indicador esquerdo, por exemplo, serve para digitar as letras V, B, F, G e T, além dos números 4 e 5.
  • O direito, por sua vez, é usado para digitar N, M, H, J, Y, L, 6 e 7.

Para as letras C, D e E e o número 3, use o dedo médio esquerdo. Já o da mão direita poderá teclar sobre K, I e 8.

Seguindo, com o dedo anelar da mão esquerda digite X, S, W e 2. Com o direito, L, O e 9, além da vírgula.

Ah, os dedos mindinhos também devem ser usados. Aproveite-os para as teclas laterais, como Shift, Enter e Tab.

E, por fim, os polegares, que ficam encarregados de apertar o espaço. 

Dicas para passar em um teste de digitação

Como Calcular a Velocidade de Digitação: 13 Passos

Agora que você já conhece as técnicas e sabe como digitar rapidamente, fique atento às dicas para ter sucesso nessa tarefa e, claro, no teste de digitação.

Pratique

  1. Tudo é uma questão de hábito.
  2. E não pense que a missão é mais fácil para quem já tem o costume de usar o computador.
  3. Muitas pessoas têm facilidade para digitar, mas desconhecem as técnicas corretas.

     

  4. E, com isso, podem desenvolver alguns problemas de saúde, como a tendinite.
  5. Dessa forma, para quem está iniciando a prática, talvez seja mais simples se manter longe dos vícios e aprender a usar o teclado do jeito certo.
  6. Estipule uma quantidade de textos diários para treinar.

     

  7. Pegue um cronômetro e vá contabilizando o tempo gasto. 

Relaxe e concentre-se

  • Você, certamente, já deve ter ouvido que a pressa é inimiga da perfeição, não é mesmo?
  • Mas, então, como fazer para digitar rápido e sem erros?
  • Bom, a dica é se manter relaxado e concentrado. 
  • Enquanto estiver digitando, evite olhar para o relógio ou se dispersar com o que está em volta.
  • Preste bastante atenção nas frases que são ditas para não haver dificuldades na reprodução. 

Procure não olhar para o teclado

  1. Quando você volta seu olhar exclusivamente para o teclado, perde a noção da escrita. 
  2. Por isso, é importante manter o foco na tela do computador.
  3. Olhe para o teclado apenas se houver dúvidas quanto à localização de alguma letra – uma necessidade que desaparece com o tempo, conforme pratica.

Use sempre as duas mãos

  • Você viu, antes, que cada dedo da mão tem uma utilidade na digitação.
  • Procure, dessa forma, seguir todas as recomendações. 
  • Ainda que falte destreza para movimentar todos os dedos, como o mindinho, por exemplo, as duas mãos precisam ser usadas.

Experimente testes para melhorar suas habilidades online

  1. É possível seguir do jeito tradicional, separando alguns textos para digitação e usando um cronômetro para contabilizar o tempo, mas é viável também explorar as ferramentas online.

  2. Afinal, na era em que vivemos, não é difícil encontrar sites na internet para fazer os testes. 
  3. Um deles é o 10FastFingers, que permite realizar avaliações simples e avançadas.

     

  4. Após finalizar o exame, é possível visualizar o resultado de quantas palavras foram digitadas por minuto e a precisão (erros X acertos).

Dedique-se e faça seu melhor

Como tudo nessa vida, a dedicação e o empenho podem surtir resultados significativos.

Portanto, procure dar o seu melhor para aprimorar cada vez mais essa habilidade.

Qual o melhor programa para aprender a digitar?

Como Calcular a Velocidade de Digitação: 13 Passos

  • Não há um programa melhor para aprender a digitar. 
  • Isso porque o ideal é aquele com o qual você tem mais afinidade.
  • Por isso, listamos abaixo três opções para você experimentar.

1) TypeFaster

  1. Este programa, desenvolvido para Windows, é bastante simples. 
  2. Assim, mesmo que o usuário não tenha tanta familiaridade com sistemas, conseguirá treinar a digitação sem grandes dificuldades. 
  3. Além disso, o software conta com um jogo estilo 8-bits que ajuda a distrair durante a prática.
  4. Acesse aqui.

2) MaxType Lite

  • Se você gosta de desafio, o MaxType Lite pode ser o programa certo. 
  • Além do modo de treino, no qual o usuário pratica digitando as sugestões apresentadas, há também um nível avançado, que faz da máquina um oponente para você pegar firme em suas tentativas.
  • Acesse aqui.

3) Addictive Typing Lessons

  1. Este último software é para quem aprecia personalização. 
  2. Nele, é possível customizar as lições pré-instaladas com palavras de qualquer língua. 
  3. Como não há limitação de sistema operacional, você pode usá-lo em Windows, Mac e Linux.
  4. Acesse aqui.

Conclusão

Então, suas dúvidas sobre o teste de digitação foram esclarecidas? Esperamos que sim.

  • Agora, é só colocar as dicas em prática e aperfeiçoar o exercício.
  • Lembre sempre que é preciso treinar bastante, sobretudo as técnicas. 
  • Você pode até digitar rapidamente, mas, se for do jeito errado, seu desempenho pode se revelar insuficiente para a aprovação em alguma prova.
  • Além disso, o treino também precisa ser controlado, sem exageros. 
  • O esforço repetitivo pode levar ao desenvolvimento de tendinite, tenossinovites, bursite e outras moléstias.
  • O ideal é organizar os momentos de preparação.
  • Para ajudá-lo nessa tarefa, vale dar uma olhada no nosso artigo sobre gestão do tempo.
  • Utilizando algumas técnicas, você será capaz de administrar melhor as suas atividades, de modo a conquistar mais produtividade.
  • Depois, é só pegar todo esse rendimento e aplicá-lo a seu favor, combinando com as recomendações listadas neste artigo.
  • Gostou do conteúdo sobre teste de digitação? 
  • Aproveite o espaço abaixo para escrever o seu comentário e não se esqueça de compartilhar este texto nas suas redes sociais!

Como avaliar Desempenho e Velocidade na Digitação

Como Calcular a Velocidade de Digitação: 13 Passos

  • Para começarmos é necessário entendermos o que é desempenho em um conceito geral para depois aplicá-lo em um contexto, no caso, em uma avaliação na digitação.
  • Desempenho está ligado a maneira como atua ou se comporta alguém ou algo, avaliada em termos de eficiência, de rendimento.
  • No caso da informática, na digitação, a avaliação de desempenho está diretamente ligado a velocidade em que os dedos teclam e geram conteúdo.

Cursos de Digitação

Em geral, as pessoas procuram cursos de digitação ou curso de datilografia como era chamado anteriormente devido a necessidade comprovar o conhecimento na informática.

Os cursos de informática que oferecem estes curso, visam a postura e a correta posição dos dedos. A velocidade se ganha com o tempo portanto siga estes passos de postura para digitar melhor.

Lembre-se que o que vai te ajudar com o tempo é a postura correta, portanto, se monitore sempre.

Importante: Lembre-se que no início de um curso de digitação, é mais importante entender a técnica e acostumar com ela do que ter velocidade.

TPM (toques por minuto) e WPM (words per minute), o que são e como avaliar?

TPM ou toques por minuto é a unidade de medida que irá avaliar o desempenho baseado em quantos toques ou teclas você consegue pressionar corretamente durante um minuto.

WPM ou words per minute é bem similar ao TPM, porém a unidade principal de medida é a quantidade de palavras por minuto, ao invés de teclas. Hoje em dia é muito mencionado palavras por minuto em speedtests e typetests fora do Brasil.

  1. Em geral as duas unidades de medidas vão ser proporcionais devido a velocidade, quanto mais toques por minuto mais palavras tendem a ser digitadas no mesmo período.
  2. Existem seleções de concurso e provas para cargos que exigem este tipo de habilidade que podem exigir um dos dois ou ambos.
  3. O melhor site para medir sua velocidade de digitação é Teste de Digitação Online, que já está no ar há quase 10 anos e conta com um ranking dos melhores que passaram por lá.

Entenda os gráficos de desempenho de digitação

A primeira exibição é de toques por minuto onde também mostra o valor aproximado de palavras por minuto. Lembrando que quanto menos erros melhor será seu desempenho, considerando que estes erros poderiam ser acertos.

Como Calcular a Velocidade de Digitação: 13 Passos

O teste online também fornece um gráfico de evolução do seu treinamento podendo acompanhar seu crescimento tanto de erros quanto de toques por minuto.

Como Calcular a Velocidade de Digitação: 13 PassosRelatório de desempenho de toques por minuto (TPM e WPM)

A linha verde(TPM) indica quantos toques por minuto foi feito e na mesma coluna na cor vermelha (Erros) indica quantos caracteres digitados errados foram cometidos naquele teste.

A média (na cor amarela) fornecida é um valor considerado “ok” para quem utiliza computador no dia a dia. Se você está acima dessa média, Parabéns! Quanto mais rápido melhor será sua produtividade e também sua postura.

  • Para acessar este relatório você precisa ter praticado pelo menos 2 vezes no site e entrar na página de desempenho utilizando seu e-mail digitado no teste.
  • Se gostou comente abaixo sua velocidade e diga como você pratica no dia a dia. ????
  • Você também pode querer ler

Sabendo que a calculadora científica possui um limite de 79 passos, se eu digitar 1+1+1+…, qual

Como Calcular a Velocidade de Digitação: 13 Passos

Olá.

O limite dessa calculadora é no tocante
da quantidade de caracteres
, que poderão ser no máximo 79. A sequência dada foi:

1 + 1 + 1 + … = n

Para responder essa questão, usaremos
de conceitos de Progressão Aritmética
(P.A). Se observar a sequência, contando
os caracteres, é possível afirmar que os números estão em uma “sequência ímpar”.
Veja:

1 + 1 + 1 + 1 + … = n

  • 1 2 3 4 5 6 7 8
  • Sabendo que o número 1 está em “sequência
    ímpar”, podemos descobrir a quantidade de números 1 usando o termo geral da PA.
  • aₙ = a₁ + (n – 1) × r,
  • Onde:
  • aₙ: o último termo, no caso, 79;
  • a₁: o primeiro termo, no caso, 1;
  • r: razão, periodicidade da repetição,
    no caso, 2.
  • Sendo assim, vamos aos cálculos,
    montando na fórmula e resolvendo.
  • aₙ = a₁ + (n – 1) × r
  • 79 = 1 + (n – 1) × 2
  • 79 = 1 + 2n – 2
  • 79 = 2n – 1
  • 79 + 1 = 2n
  • 80 = 2n
  • 80/2 = n
  • 40 = n

O número 1 irá se repetir 40 vezes. 1 +
39 × 1 = 40, então a resposta certa está na alternativa C.

Quaisquer dúvidas, deixe nos
comentários.

Bons estudos

Determine o ponto I de interseção das retas 2x -y-1=0 e s; 4x+3y-17=0.

Determine a razão de cada PG e classifique-a em crescente, decrescente, constante ou alternante(3,2,4/3…)​

12. Os dados a seguir apresentam as notas de Ana e de Beatriz na disciplina deMatemáticaAna: 5,5-6,0 – 6,5-7,5 – 8,0 – 8,5Beatriz: 6,5 – 7,0 – 7,5-8,5

-9,0-9,0Determine a amplitude desses dados (jente me ajuda)​

Uma empresa tomou emprestado uma quantia de R$ 75.000,00, a ser paga em 8 parcelas mensais no sistema Price. Admitindo que a taxa de juros é de 2% ao

mês. Determine o valor aproximado das parcelas?​

Qual é a razão na PA onde A21=162 e o 1º termo e 2 ?​

Um carro que custa R$ 35.000,00, pode ser parcelado em 38 prestações mensais a uma taxa de juros compostos de 2% a.m., com início do pagamento program

ando para ser feito após 3 meses da compra. Sabe-se que para fechar o negócio foi dada uma entrada de R$ 15.000,00. Calcule neste caso, qual será o valor das prestações.

Em uma indústria que produz peças automotivas foi analisado o peso de bandejas de suspensão. O valor médio foi de µ = 1,0204 kg e o desvio padrão de 0

,02103 kg. Dentro deste universo de informações e com base na tabela Z, determine a probabilidade dos valores estarem:
a) Abaixo de 0,98 kg.
b) Entre 1,0316 kg e 1,0552 kg.
c) Estar entre 0,9655 kg e 0,9877 kg.

IREMOS UTILIZAR NESTE PRIMEIRO MOMENTO SOMENTE A PRIMEIRA FÓRMULA: an = a1 + (n – 1) . rCalcule o 28° termo da P.A.: (10, 20, 30, 40, …)Calcule o 11

° termo da P.A.: (04,08,12, …)Calcule o 22° termo da P.A.: (03, 06, 09, 12, …)Calcule o 31° termo da P.A.: (05, 10, 15, 20, …)Calcule o 14° termo da P.A.: (1,2,3,4,5, …)Alguém me ajuda?​

Qual o valor da potência:(3/7)2:a) 6/14b) 9/49​

Tendo que f”(t) + f'(t) -6f(t) = 1, para f(0) = 2 e f'(t) = -1, os valores dos coeficientes A,B e C são: Escolha uma: A. – 1/¨6, 16/15 e 11/10 B. 1/6,

16/15 e 11/10 C. 1/6, 15/16 e 11/10 D. -1/6, 16/15 e 10/11

Teclado virtual diminui tempo de digitação por meio de gestos do olhar

Como Calcular a Velocidade de Digitação: 13 Passos
O pesquisador fica frente à interface do EyeSwipe. Créditos: Andrew Kurauchi

O rastreador de olhar em conjunto com o teclado virtual já se tornou uma ferramenta muito utilizada por indivíduos com doenças degenerativas e por jogadores de videogames de realidade aumentada. O que resta, agora, é encontrar maneiras de tornar a digitação por meio do olhar mais rápida e confortável para o usuário. Essa é a área de pesquisa de Andrew Kurauchi e tema de sua tese de doutorado defendida no Instituto de Matemática da Universidade de São Paulo e orientada pelo professor Carlos Hitoshi Morimoto.

Com isso em mente, o pesquisador propôs o EyeSwipe, um software de teclado virtual que funciona de uma maneira diferenciada dos tradicionais.

Ao invés do usuário olhar para cada letra separadamente para montar as palavras, o EyeSwipe funciona de maneira parecida com a função “swipe” de digitação nos smartphones.

O usuário olha para diferentes letras e o software se encarrega de dar sugestões de palavras que ele acha que foram escritas. Tal método se mostrou mais eficaz em termos de rapidez de digitação e conforto para o usuário.

Como funcionam

Tradicionalmente, as formas mais convencionais de digitação utilizando o rastreador de olhar funcionam da seguinte maneira: o usuário tem na frente de si uma tela que mostra um teclado e, para digitar uma palavra, é preciso que ele fixe o olhar em cada letra por um determinado período de tempo (aproximadamente meio segundo). Dessa forma, a interface compreende que o usuário quer selecionar aquela letra, e não está apenas passando a visão pelo teclado.

Essa forma de digitação, porém, pode ser lenta. O EyeSwipe, proposto por Kurauchi, se mostrou mais eficaz em termos de velocidade de digitação. Ao invés de ter de esperar um determinado tempo para cada letra ser selecionada, o EyeSwipe se baseia no caminho do olhar.

O usuário deve apenas passar o olho por cada letra que deseja para compor a palavra, sem a necessidade de passar um tempo encarando cada uma delas. Assim, o software, por meio do caminho do olhar do indivíduo, tenta adivinhar a palavra que ele está digitando.

As possíveis opções de palavras aparecem rapidamente logo acima do teclado e o usuário seleciona a correta.

“Comparado com outros métodos, acho que o grande diferencial é a ideia de usar as palavras inteiras. As linguagens em geral costumam ter bastante repetição, e com formações de sílabas e coisas assim a gente consegue extrair mais informação do que com simplesmente letras soltas”, afirma o pesquisador.

Eyeswipe 1 e 2

Foram desenvolvidas duas variações de interações com o programa: o EyeSwipe 1 e o EyeSwipe 2. A diferença entre eles é simples e está na forma de comunicar à interface que uma palavra foi iniciada ou finalizada.

No EyeSwipe 1 essa indicação é feita com alguns gestos específicos com o olhar que o usuário deve realizar. Já no EyeSwipe 2, essa indicação é feita de forma mais implícita.

Quando o usuário desvia o olhar da área da tela em que fica o teclado, o programa assume que ele terminou a digitação e mostra as opções de palavras que é provável que ele tenha escrito.

O EyeSwipe 2 foi proposto durante o desenvolvimento e teste do EyeSwipe 1, visando um aprimoramento deste. Os dados, de fato, mostram grandes diferenças de velocidades de digitação.

Considerando aqui uma palavra como sendo o conjunto de cinco caracteres, com os métodos mais convencionais de digitação com o olhar o usuário é capaz de digitar, em média, entre 10 e 15 palavras por minuto (ppm).

Com o EyeSwipe 1, as velocidades mais altas chegaram a 21 ppm, enquanto a média foi cerca de 12 ppm. Já com o EyeSwipe 2, as velocidades máximas chegaram a 32 ppm, e a média a 14 ppm.

Público e impacto social

O Eyeswipe é destinado a qualquer usuário que não possa usar um teclado comum para se comunicar.

Esse grupo abrange desde pessoas com doenças que afetam as funções motoras até usuários de videogames de realidade virtual que não possuem um teclado físico no momento do jogo. “É um pouco essa ideia de um design universal.

O que a gente assume é: o que ele [o usuário] sabe fazer? A gente assume que o que ele consegue fazer naquele momento é mexer os olhos”, explica Andrew.

Por outro lado, o pesquisador reconhece uma maior necessidade por parte do público com doenças degenerativas como a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) ou a Síndrome do Encarceramento.

“Às vezes elas conseguem mexer só o olho e todas as funções cognitivas estão preservadas funcionando, mas não conseguem nem se comunicar.

Então acho q isso me deu bastante motivação de querer fazer alguma coisa”.

O pesquisador menciona o recém falecido físico Stephen Hawking e destaca a importância de se dar voz a essas pessoas. “A sociedade perde quando a gente não ouve o que essas pessoas também têm para falar. Então acho que a motivação foi poder ajudar as pessoas a terem voz e a comunicarem o que elas estão pensando”, diz ele.

Chegar nesse público, porém, nem sempre é a tarefa mais fácil. Andrew destaca a necessidade de uma maior integração na universidade, onde em teoria seria possível interagir com pessoas de diferentes áreas, como a medicina.

Na prática, ainda falta um próximo passo para chegar nas pessoas que necessitam da tecnologia.

“Esse é um grande desafio pra gente, de tentar dar esse passo a mais que nem sempre rende publicação mas é onde a gente consegue chegar no impacto de verdade, social”.

Próximos passos

Uma das dificuldades observadas é que pessoas com menos experiência em digitação com movimentos do olhar levam mais tempo tanto para aprender a utilizar quanto na utilização em si. Um possível aprimoramento é tornar mais fácil o aprendizado, de forma que um usuário inexperiente possa ter um primeiro contato com o software e já conseguir se comunicar.

Outro empecilho reside na questão financeira. Os rastreadores de olhar muitas vezes são caros devido à importação, o que impede que essa tecnologia consiga atingir as pessoas que necessitam.

Kurauchi pensa que uma possível solução para esse problema seria tentar trabalhar com apenas o que o indivíduo já possui em seu computador, como a câmera, para que a aquisição possa se tornar mais barata.

É muito importante que o EyeSwipe chegue nas pessoas para que seja possível dar os próximos passos em relação ao seu desenvolvimento e aprimoramento. É preciso que as pessoas o utilizem para que se possa levantar problemas, requisitos e demandas que irão conduzir futuras pesquisas.

“Pra mim o desafio agora que eu acabei a tese – e acho que tem varias possibilidades pela frente – é de dar esse passo a mais de chegar nas pessoas, eventualmente em associações de pessoas com deficiência”, afirma o pesquisador. “Acho que é interessante tanto a gente entrar em contato quanto eventualmente alguém que tiver interesse também entrar em contato com a gente. Acho que o próximo passo é fazer isso acontecer de verdade”.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*