Como calcular a porcentagem de redução de custos

Perguntas e respostas de como fazer conta de porcentagem. Calcular o percentual de um número, acréscimo, redução ou desconto, descobrir percentual e vários exemplos usando calculadora ou o Excel.

» Página Inicial

O que é porcentagem? Porcentagem é uma medida de razão com base 100. É uma equação entre dois números, sendo um deles uma parte e o outro inteiro (100). A porcentagem é amplamente usada na matemática, especialmente na matemática financeira para fazer inúmeras representações e resolver equações envolvendo parte e todo.

Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

Quais as suas aplicações?

  • Quando você deposita seu dinheiro na poupança ou em um fundo de investimento, quando faz uma compra a prazo ou a vista, entre tantos outros exemplos, a porcentagem estará presente, quer seja a seu favor ou contra você.
  • Outros diversos cálculos são feitos diariamente e a economia como um todo utiliza a porcentagem para determinar aumento ou diminuição da produção, venda e distribuição, na agricultura, na meteorologia e muitos outros segmentos.
  • Alguns exemplos:
  • Este ano a quantidade de chuva em determinada região foi 20% abaixo do que a média anual dos últimos 30 anos;
  • A produção de laranja poderá ser 50% maior este ano em comparação ao ano passado;
  • A economia brasileira recuou 1,3% no último trimestre;
  • A exportação de carros novos caiu 5% desde o início do ano;
  • Entre outros.

Como fazer conta de porcentagem?

Para realizar a equação ou conta, como alguns conhecem, é necessário ter alguns elementos em mãos, bem como o que se deseja fazer, ou seja, descobrir a porcentagem de um número, aplicar um percentual de desconto ou acréscimo, compreender o aumento ou redução em termos percentuais em determinado cenário e assim por diante. Vejamos alguns exemplos.

Como calcular o percentual de um número?

Quanto é 10% de 1845, ou 71% de 4500? Existem várias situações como essa e portanto é necessário fazer conta. No exemplo abaixo iremos descobrir quanto é 22% de 1600:

1600*22/100 = 352

A fórmula acima pode ser feita manualmente, na calculadora ou mesmo com o auxílio de um programa como o Microsoft Excel.

Como calcular um acréscimo em porcentagem?

Quando precisamos aumentar um valor baseado em um percentual a fórmula é um pouco diferente da anterior que é bem mais simples. Vamos aplicar um aumento de 35% no valor 2500:

2500+(2500*35/100) = 3375

Como calcular uma redução ou desconto de valor baseado em porcentagem?

Neste caso a fórmula é a mesma mostrada anteriormente, modificando apenas o sinal de + para menos. Veja um exemplo para aplicar uma redução de 22% no valor 400:

400-(400*22/100) = 312

Como descobrir qual percentual um valor corresponde de outro?

Outra situação bastante comum é quando precisamos saber qual percentual um valor corresponde de outro. Veja o seguinte exemplo onde iremos descobrir a porcentagem que o valor 75 equivale de 400:

75/400*100 = 18,75%

Como fazer uma conta para descobrir um aumento?

Imagine a seguinte situação: Um dia você passa em uma loja é vê um produto que custa R$ 500,00, dias depois ao passar pela mesma loja, nota que o preço subiu e agora ele está com o preço de R$ 600,00. Qual foi o aumento e como calcular?

Como explicado no início, o cálculo de porcentagem pode ser feito de formas diferentes. Para este caso uma possível solução seria a seguinte:

600/500*100-100 = 20%

Mas e se for o inverso?

Agora imagine o mesmo cenário só que ao inverso, ou seja, inicialmente o produto estava com preço de R$ 600 e depois abaixou para R$ 500. Como ficaria?

500/600*100-100 = -16,6667%

A fórmula é a mesma, muda-se apenas a ordem dos preços. Mas por que o resultado deu diferente se partimos dos mesmos valores.? Neste caso é preciso levar em conta que o fato de invertermos a posição deles, mesmo sendo a mesma fórmula, mas partimos de direções diferentes e portanto os percentuais serão diferentes mesmo.

Como calcular porcentagens no Excel?

  1. O Microsoft Excel é um excelente programa para cálculos diversos, inclusive de porcentagens.

    Para fazer no Excel, veja estes exemplos abaixo:

  2. 1 – Calcular um aumento:
  3. Primeiro monte uma fórmula como mostrado abaixo:

Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

O resultado será mostrado como este:

Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

2 – Diferença em percentual entre dois números ou valores

Quero saber a diferença percentual entre os valores 2.200 e 2.500. A fórmula para este exemplo pode ser a seguinte:

Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

Como resultado teremos:

Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

3 – Calcular um desconto

Se quiser descobrir quanto é 15% do 500, basta criar n Excel a fórmula como mostrado abaixo:

Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

E ao resultado será o seguinte:

Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

Note que nos exemplos acima mostrado, para fazer os cálculos no Excel usamos a função SOMA(), enquanto que os valores foram substituídos pelos endereços das células onde eles estão armazenados. Esta técnica do Excel permite, por exemplo que você modifique os valores para obter outros resultados com a mesma fórmula.

Veja também:

  • Ações OI, oibr3, Suzano, Embraer, GOL, goau4, goll4
  • Caixa eletrônico Bradesco: Limite saque, depósito e horários
  • Caixas eletrônicos Banco do Brasil: horários de funcionamento
  • Cartão pré pago internacional. Bandeiras, funcionalidades e recarga
  • Cheque devolvido motivo 20, 21, 22, 31, 48, 70
  • Como funciona o orçamento base zero?
  • Conta no Banco Inter vale a pena? 10 coisas que você precisa saber
  • Financiamento de veículos, carros, motos, novos e usados
  • Imagens e fotos de dinheiro, frases e dinheiro em inglês
  • Módulo de segurança Caixa, Santander e outros bancos
  • Nota fiscal gaucha. Benefícios, CPF na nota e prêmios
  • O que é capitalismo e quem o criou. influencia na globalização
  • O que é lucro antes de juros e imposto de renda?
  • O que é mercado agrícola, imobiliário e consumidor?
  • O que é restituição imposto de renda e quem tem direito
  • O que é Simples Nacional e MEI – Microempreendedor Individual
  • O que são os índices Bovespa, Nasdaq e índice futuro?
  • Como consultar a Tabela Fipe. Preços de carros, motos e caminhões
  • Telefones 0800: Banco Itaú, Banco do Brasil, Votorantim e Volkswagen
  • Tipos de indústrias: De base, intermediárias e de bens de consumo

Calcular porcentagens

Importante: Os resultados calculados de fórmulas e algumas funções de planilha do Excel podem diferir ligeiramente entre um PC com Windows que use a arquitetura x86 ou x86-64 e um PC com Windows RT que use uma arquitetura ARM. Saiba mais sobre as diferenças.

Digamos que a sua empresa tenha vendido $125.000 neste trimestre, e você precisa descobrir a porcentagem do total para o valor de $20.000.

  1. Para descobrir, divida $20.000 por $125.000. Esta é a fórmula na célula C2: =B2/A2. O resultado é exibido como 0,16 porque a célula C2 não está formatada como uma porcentagem.

    Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

  2. Para formatar 0,16 como uma porcentagem, (o que também removerá o zero) na guia Página Inicial, clique no botão Porcentagem.

    Se estiver usando Excel para a Web, clique em formato de número de Excel para a Webresidencial > porcentagem.

    Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

    Agora, vemos que $20.000 equivale a 16% de $125.000.

    Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

Uma empresa vendeu $485.000 em 2011 e $598.634 em 2012. Qual é a alteração percentual entre os dois anos?

  1. Em primeiro lugar, clique na célula B3 para aplicar o formato de Porcentagem à célula. Na guia Página Inicial, clique no botão Porcentagem.

    Se estiver usando Excel para a Web, clique em formato de número de Excel para a Webresidencial > porcentagem.

  2. Na célula B3, divide as vendas do segundo ano ($598.634,00) pelas vendas do primeiro ano ($485.000,00) e depois subtraia 1.

    Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

  3. Veja a fórmula na célula C3. =(B2/A2)-1. A porcentagem de alteração entre os dois anos é de 23%.

    Observe os parênteses ao redor de (B2/A2). O Excel calcula primeiro o que está entre parênteses e depois subtrai 1.

  • Multiplicar por uma porcentagem
  • Função ORDEM.PORCENTUAL
  • Calcular um total acumulado

Digamos que você tenha respondido 42 perguntas de 50 corretamente em um teste. Qual é a porcentagem de respostas corretas?

  1. Clique em qualquer célula em branco.

  2. Digite =42/50 e pressione RETURN.

    O resultado será 0,84.

  3. Selecione a célula que contém o resultado da etapa 2.

  4. Na guia página inicial , clique em .

    O resultado é 84, 0%, que é a porcentagem de respostas corretas no teste.

    Observação: Para alterar o número de casas decimais que aparecem no resultado, clique em aumentar casas decimais ou diminuir casas decimais .

Digamos que seus ganhos sejam R$ 2.342 em novembro e R$2.500 em dezembro. Qual é a porcentagem de alteração nos seus ganhos entre esses dois meses? Em seguida, se seus ganhos forem R$2.

425 em janeiro, qual será a porcentagem de alteração entre dezembro e janeiro? Você pode calcular a diferença subtraindo seus novos ganhos de seus ganhos originais e dividindo o resultado por seus ganhos originais.

Calcular uma porcentagem de aumento

  1. Clique em qualquer célula em branco.

  2. Digite =(2500-2342)/2342 e pressione RETURN.

    O resultado será 0,06746.

  3. Selecione a célula que contém o resultado da etapa 2.

  4. Na guia página inicial , clique em .

    O resultado é 6,75%, que é a porcentagem de aumento nos ganhos.

    Observação: Para alterar o número de casas decimais que aparecem no resultado, clique em aumentar casas decimais ou diminuir casas decimais .

Calcular uma porcentagem de diminuição

  1. Clique em qualquer célula em branco.

  2. Digite =(2425-2500)/2500 e pressione RETURN.

    O resultado é-0, 3000.

  3. Selecione a célula que contém o resultado da etapa 2.

  4. Na guia página inicial , clique em .

    O resultado é-3, 0%, que é a porcentagem de diminuição nos ganhos.

    Observação: Para alterar o número de casas decimais que aparecem no resultado, clique em aumentar casas decimais ou diminuir casas decimais .

Digamos que o preço de venda de uma camisa seja de R$ 15, que tem um desconto de 25% do preço original. Qual é o preço original? Nesse exemplo, você deseja descobrir 75% de qual número é igual a 15.

  1. Clique em qualquer célula em branco.

  2. Digite =15/0.75 e pressione RETURN.

    O resultado é 20.

  3. Selecione a célula que contém o resultado da etapa 2.

    1. Nas versões mais recentes:
    2. Na guia página inicial , clique em .
    3. O resultado é R$ 20,00, que é o preço original da camisa.
    4. No Excel para Mac 2011:
    5. Na guia página inicial , em número, clique em moeda
    6. O resultado é R$ 20,00, que é o preço original da camisa.

    Observação: Para alterar o número de casas decimais que aparecem no resultado, clique em aumentar casas decimais ou diminuir casas decimais .

Digamos que você queira comprar um computador por R$ 800 e o imposto sobre vendas foi de 8,9%. Quanto precisou pagar em impostos? Nesse exemplo, você deseja descobrir 8,9% de 800.

  1. Clique em qualquer célula em branco.

  2. Digite =800 * 0,089e pressione Return.

    O resultado será 71,2.

  3. Selecione a célula que contém o resultado da etapa 2.

    • Nas versões mais recentes:
    • Na guia página inicial , clique em .
    • No Excel para Mac 2011:
    • Na guia página inicial , em número, clique em moeda
    • O resultado é R$ 71,20, que é o valor do imposto sobre vendas para o computador.

    Observação: Para alterar o número de casas decimais que aparecem no resultado, clique em aumentar casas decimais ou diminuir casas decimais .

Vamos supor que você passe uma média de $113 em comida a cada semana e queira aumentar seus gastos semanais de comida em 25%. Quanto você pode gastar? Ou, se você quiser diminuir a sua reserva semanal de $113 por 25%, qual é a sua nova bonificação semanal?

Aumentar um número utilizando porcentagem

  1. Clique em qualquer célula em branco.

  2. Digite =113*(1+0.25) e pressione RETURN.

    O resultado será 141,25.

  3. Selecione a célula que contém o resultado da etapa 2.

    1. Nas versões mais recentes:
    2. Na guia página inicial , clique em .
    3. No Excel para Mac 2011:
    4. Na guia página inicial , em número, clique em moeda
    5. O resultado é R$ 141,25, que é um aumento de 25% nos gastos semanais com alimentação.

    Observação: Para alterar o número de casas decimais que aparecem no resultado, clique em aumentar casas decimais ou diminuir casas decimais .

Diminuir um número utilizando porcentagem

  1. Clique em qualquer célula em branco.

  2. Digite =113*(1-0,25) e pressione RETURN.

    O resultado será 84,75.

  3. Selecione a célula que contém o resultado da etapa 2.

    • Nas versões mais recentes:
    • Na guia página inicial , clique em .
    • No Excel para Mac 2011:
    • Na guia página inicial , em número, clique em moeda
    • O resultado é R$ 84,75, que é uma redução de 25% nos gastos semanais com alimentação.

    Observação: Para alterar o número de casas decimais que aparecem no resultado, clique em aumentar casas decimais ou diminuir casas decimais .

  1. Função ORDEM.PORCENTUAL
  2. Calcular um total acumulado
  3. Calcular uma média

Como calcular o custo operacional de uma empresa a partir de 3 dicas infalíveis

Você sabe como calcular o custo operacional de uma empresa?

Esta é uma prática importante para a competitividade do negócio. Isso porque, ao fazer esse cálculo, é possível traçar estratégias para reduzir esses custos e fazer investimentos que possam agregar mais valor ao produto ou serviço oferecido.

Continue a leitura e confira 3 dicas valiosas de como calcular o custo operacional de uma empresa e melhorar resultados.

Leia também: Ideias para reduzir custos nas empresas: 12 dicas que funcionam de verdade + checklist e plano de ação prático

O que é custo operacional?

  • Antes de falarmos sobre como calcular o custo operacional de uma empresa, vale a pena relembrarmos o que isso significa.
  • Os custos operacionais são a soma de todas as despesas necessárias para manter a sua empresa funcionando, bem como o custo dos produtos vendidos.
  • Ou seja, trata-se do valor que você gasta para conseguir oferecer bens e serviços aos seus clientes.
  • Veja mais: 9 formas de redução de custos em empresa de serviços

Os componentes dos custos operacionais

Os custos operacionais são compostos pelos custos fixos e variáveis.

Custos fixos independem do faturamento da empresa.

  • Aluguel para escritórios;
  • Salários de funcionários;
  • Impostos;
  • Contas de água, luz, internet, telefone.

Já os custos variáveis ​​são as despesas diretamente relacionados à produção e a venda de bens ou serviços.

  • Despesas de marketing;
  • Comissões de vendas;
  • Matéria-prima;
  • Reparo e manutenção.

A fórmula para calcular o custo operacional é bem simples:

  • Custo operacional = Custo de bens vendidos + Despesas operacionais

Dessa forma, quanto mais baixos forem os custos operacionais de uma empresa, mais rentável ela será.

3 dicas de como calcular o custo operacional de uma empresa

Agora que ficou claro o que é o custo operacional, vamos às dicas que você precisa seguir na hora de calculá-lo.

1 – Faça a média de todas as suas despesas

Some todas as suas despesas dos últimos três meses, incluindo custos fixos, variáveis e de produtos. Os investimentos não devem ser incluídos no cálculo.

Em seguida, divida a soma de todas as despesas por três e pronto. Você agora tem uma ideia da média de custos operacionais que o seu negócio precisa bancar para continuar funcionando.

2 – Calcule a participação dos custos operacionais no seu faturamento

De todo o faturamento que você recebe, quanto em média vai diretamente para cobrir os custos operacionais? A intenção é manter essa porcentagem o mais baixo possível.

Para fazer esse cálculo, você só precisa dividir a média das suas despesas operacionais (Dica 1) pelo seu faturamento no último trimestre.

Veja também: Vendas B2C: 5 dicas para impulsionar seu faturamento e melhorar os resultados

3 – Encontre seu break even point

O break even point, ou ponto de equilíbrio, é o faturamento mínimo que você precisa ter para cobrir os seus custos operacionais.

Para saber esse cálculo, é preciso antes saber qual a sua margem de contribuição, que é o faturamento médio subtraído os custos variáveis.

Se, por exemplo, o seu faturamento médio for de R$ 50.000,00 e os seus custos variáveis somarem R$ 12.000,00, a sua margem de contribuição será de R$ 38.000,00.

Depois, você precisa dividir a margem de contribuição pelo faturamento para chegar ao seu valor percentual. Ou seja, R$ 38.000,00 / R$ 50.000,00 = 0,76 (76%)

Com esse valor, podemos chegar ao break even point. Basta dividir os seus custos fixos pelo percentual da margem de contribuição que você acabou de calcular.

Suponhamos que os seus custos fixos somem R$ 15.000,00. Logo, seu ponto de equilíbrio será de R$ 19.736,84.

Ou seja, você precisa fatura, no mínimo, R$ 19.736,84 para conseguir cobrir seus custos operacionais da sua empresa.

Este post também pode interessar a você: Dicas para fazer uma boa gestão de indicadores financeiros

Case Apple

Na figura abaixo, temos a demonstração de resultados da Apple em 2018.

Como Calcular a Porcentagem de Redução de Custos

  1. Fonte: Investopedia
  2. Como podemos observar, a Apple teve uma receita total de US$ 84,310 bilhões (destacado em azul).
  3. O custo total dos produtos vendidos foi de US$ 52,279 bilhões, enquanto as despesas operacionais foram de US$ 8,685 bilhões (destacado em vermelho).
  4. Aplicando a fórmula, temos:
  • Custo operacional = US$ 52,279 bilhões + US$ 8,685 bilhões
  • Custo operacional = US$ 60,964 bilhões
  • Para saber se a Apple está gerenciando seus custos operacionais de maneira eficaz, é preciso analisá-los periodicamente (geralmente a cada três meses).
  • Além disso, os investidores podem monitorar as despesas operacionais e o custo das vendas de forma separada a fim de determinar se eles estão aumentando ou diminuindo no decorrer do tempo.
  • Agora que você já sabe como calcular o custo operacional de uma empresa, que tal fazer esse cálculo no seu negócio?

Reduza custos operacionais automatizando a emissão de notas fiscais

Com um gerenciador de notas fiscais como o NFe.io você perde menos tempo com burocracia e, assim, pode se dedicar a tarefas mais lucrativas.

Além disso, como o cálculo dos impostos são automáticos, não há erros de cálculos. Portanto, menos multas.

Isso sem falar no desconto na emissão do certificado digital. Quer saber mais sobre isso? Então. confira em nosso blog: Como comprar seu certificado digital com desconto 

Custo operacional: aprenda como calcular e reduzir seu valor

O custo operacional está presente em qualquer empresa, já que é necessário para mantê-la funcionando. Porém, é importante estar atento às fontes de gastos, pois, muitas vezes, é viável reduzir seu valor.

Ao conhecer os custos operacionais da loja, é possível planejar melhores preços e aumentar sua competitividade. Além disso, ao adotar estratégias para diminuir as despesas, a empresa passa a ter mais dinheiro disponível para fazer novos investimentos.

Quer saber o que é o custo operacional, como calcular seu valor e reduzir as despesas de sua loja? Veja a seguir!

O que é custo operacional?

Os custos operacionais estão relacionados às despesas que uma empresa tem para manter seu funcionamento. No caso das lojas físicas ou virtuais, algumas das principais fontes de custos operacionais são:

  • aquisição de produtos para estoque;
  • pagamento de funcionários;
  • despesas com viagens e materiais promocionais;
  • manutenção de computadores e outros equipamentos;
  • compra de materiais de escritório, como papel e tinta de impressão;
  • pagamentos de juros, impostos, emissão de notas fiscais e multas;
  • aluguel, hospedagem de site, água, luz, internet etc.

Como calculá-lo?

O custo operacional pode variar de um mês para outro, porém, é importante calcular uma média dos valores gastos. Assim, é possível fazer um melhor planejamento financeiro e garantir o bom funcionamento do estabelecimento. A seguir, você confere um passo a passo sobre como calcular o custo operacional em sua empresa ou loja física:

  1. o primeiro passo para a realização desse cálculo é conhecer a fundo todas as despesas recorrentes da empresa. Para isso, é preciso fazer um levantamento de todos esses gastos mensalmente, com cuidado para não esquecer nenhum valor importante;
  2. para que o custo operacional se torne uma variável tangível, é preciso estabelecer uma média de valores. Para tal, os levantamentos mensais do item anterior se fazem úteis: considerando um intervalo de tempo específico — geralmente de 3 a 6 meses —, basta fazer uma soma de todos os valores obtidos em cada um dos meses e dividir pelo número de meses considerados. O resultado obtido será o custo operacional médio do seu negócio;
  3. outro passo importante para conhecer o custo operacional da empresa é colocá-lo em comparação ao seu faturamento. Nesse caso, basta dividir o valor obtido pelo faturamento médio da empresa nos últimos meses e multiplicar o resultado por 100. Por exemplo, se uma loja tem um faturamento médio de R$ 10.000,00 mensais e uma média de custos operacionais de R$ 1.000,00 mensais, significa que esses custos equivalem a 10% de seu faturamento;
  4. para que o custo operacional possa ser analisado, é essencial conhecer o faturamento mínimo necessário para cobri-lo, mantendo o negócio sustentável e em funcionamento. Esse valor é conhecido como “ponto de equilíbrio”. O cálculo desse índice pode ser feito da seguinte forma:
  • subtraindo os custos variáveis do faturamento médio, obtemos a margem de contribuição. Esse valor deve ser dividido pelo faturamento médio, para que possamos obter um número percentual;
  • o ponto de equilíbrio equivale à divisão entre seus custos fixos e essa margem obtida.

Vamos exemplificar: se seu faturamento médio é de R$ 5.000,00 e os custos variáveis somam R$ 2.500,00, a margem de contribuição é de R$ 2.500,00. A porcentagem obtida pela divisão desses números é de 50%.

Supondo que os custos fixos somem um valor de R$ 3.000,00, o resultado final da divisão entre ele e o percentual acima obtido é R$ 6.000,00, o que representa o valor mínimo do faturamento mensal que garante a sustentabilidade do negócio.

Como reduzir seu valor?

Ao reduzir os custos operacionais, a empresa passa a ter maiores lucros e torna-se mais competitiva no mercado. Veja, a seguir, as principais formas de conseguir diminuir as despesas da loja.

Controle os desperdícios

Os desperdícios de materiais podem ocorrer em qualquer lugar da empresa, mas, no caso das lojas, é preciso dar atenção especial ao setor de estoque. Portanto, conscientize os colaboradores a fazerem o armazenamento e o manuseio dos produtos de forma adequada para evitar possíveis danos.

Além disso, é importante conhecer as reais necessidades de sua loja, planejar melhor suas compras e, ainda, fazer uma boa gestão do estoque. Ao girar o estoque de forma mais rápida, é possível evitar problemas com produtos parados há muito tempo.

Negocie diretamente com fornecedores

Procure avaliar melhor os preços praticados pelos fornecedores da loja e fazer negociações para diminuir gastos. Em alguns casos, pode ser interessante, até mesmo, trocar de fornecedor, não só em relação aos produtos do estoque, mas também em relação aos prestadores de serviços — como telefonia ou internet.

Defina uma meta

Ao definir uma nova meta de porcentagem de custos operacionais a ser atingida em relação ao faturamento, fica mais fácil tomar as medidas necessárias para alcançá-la e visualizar melhor seus resultados. Portanto, estabeleça uma meta realista, informe o objetivo aos colaboradores e faça novos cálculos de tempos em tempos.

Adote um sistema de gestão

Um sistema de gestão permite registrar, de forma organizada, todos os custos operacionais da empresa, o que facilita seu cálculo e sua análise. Além disso, ele possibilita um melhor controle de estoque, já que permite conhecer o perfil dos clientes da loja e entender quais são os produtos mais buscados e quais as quantidades necessárias de cada um.

Engaje seus funcionários

Manter a equipe informada sobre as questões financeiras relacionadas ao negócio pode trazer alguns benefícios capazes de fazer a diferença. Um deles é o engajamento.

Conhecendo os principais desafios do negócio, o time se sente corresponsável pelos gastos e pelos custos gerados, e passa a agir com mais consciência, evitando desperdícios e contribuindo para soluções que aprimorem o custo operacional.

Otimize processos já existentes

Antes de investir alto numa mudança de processos, reúna sua equipe de inteligência e reflita: como é possível otimizar os procedimentos já existentes, tornando-os mais eficazes? Mesmo que a solução demande um investimento financeiro, em muitos casos, ele será menor do que a completa substituição do modus operandi.

Avalie custos logísticos

A constante avaliação de todas as condições que influenciam no custo operacional pode levar a descobertas antes inimagináveis. Mudanças logísticas, como um novo endereço de funcionamento ou a locação de um espaço para estoque de suprimentos mais próximo da sede, podem acarretar mudanças substanciais nos resultados da empresa.

Renove maquinários e equipamentos

Aqui, é preciso agir com sabedoria! Renovar maquinários e equipamentos de forma impensada pode se converter num gasto a mais, com impacto direto no custo operacional. Entretanto, com base em análises e avaliações periódicas nos resultados gerados pelos equipamentos, é possível obter índices que justifiquem a troca de máquinas por versões mais modernas.

Quando feito de forma estratégica, o investimento pode trazer, em médio e longo prazo, mais retorno em produtividade.

Considere a terceirização

Está aí outra dica que deve ser utilizada com sabedoria. Terceirizar etapas do processo deve ser uma atitude tomada com consciência. Em alguns casos, a terceirização acarreta gastos desnecessários, mas isso não deve ser tomado como verdade absoluta. Empresas especializadas e capacitadas podem ajudar a otimizar muito o tempo e os gastos do seu negócio.

Como você viu, a redução do custo operacional da loja é muito positiva para a empresa, já que permite aumentar seus lucros e manter sua saúde financeira. Para isso, basta identificar as fontes de custos em todos os setores e adotar estratégias para otimizar os gastos do negócio.

Se você quer ficar por dentro de todos os nossos conteúdos sobre esse e outros temas, assine nossa newsletter e não perca nada!

Calculando a redução da base de cálculo do ICMS

  • Existem muitas situações onde a mercadoria comercializada, ou até mesmo a mercadoria importada, possui redução de base de cálculo do ICMS.
  • Entretanto, diversos contribuintes calculam de forma incorreta o ICMS que deve ser destacado no documento fiscal e pago em sua apuração mensal à secretaria da fazenda de sua jurisdição.
  • As reduções de bases de cálculo são benefícios fiscais concedidos pelas administrações tributárias, através de atos do Poder Executivo, cujo objetivo é diminuir a carga fiscal de determinados segmentos da economia.

No estado do ES as reduções de base de cálculo do ICMS são regidas pelo artigo 70, do Decreto 1.

090-R/2002 RICMS/ES.

Como calcular

Sistemática: 100% dividido pelo percentual da alíquota da operação, o resultado multiplicar pela carga tributária (percentual). O resultado encontrado será o percentual tributado dentro de 100%.

Exemplo:

  • De 17% para 7% = 100% / 17% = 588, 2352 x 7% = 41, 1765.
  • De 12% para 7% = 100% / 12% = 833, 3333 x 7% = 58,3333.
  • De 17% para 12% = 100% / 17% = 588, 2352 x 12% = 70, 5882%.

Exemplo prático:

Em um faturamento de 2.000 bolsas, onde cada bolsa custa 186,00, tributado pela alíquota interna de 17%, deverá ser reduzida a base de cálculo de forma que a carga tributária resulte em um percentual de 7%.

Assim, teremos:

Valor dos produtos = 2.000 x R$ 186,00 = R$ 372.000,00. Base de cálculo do ICMS cheia = R$ 372.000,00

  • Percentual a tributar de 17% para 7% = 100 / 17% = 588, 2352 x 7% = 41, 1765
  • Base de cálculo do ICMS cheia = R$ 372.000,00 x 41, 1765% = Base reduzida = R$ 153.176,58
  • Valor do ICMS = R$ 153.176,58 x 17% = R$ 26.040,00

Comprovação do cálculo:

Para achar o valor do ICMS, basta multiplicar base cheia pela a carga tributária:

  • R$ 372.000,00 x 7% = R$ 26.040,00

Para achar a base de cálculo do ICMS, basta dividir o valor do ICMS pela alíquota da operação:

  • R$ 26.040,00 / 17% = R$ 153.176,58

Quando a metodologia de faturamento utilizado pela empresa for custo + impostos + lucro (preço fechado), deve ser aplicado no fator a carga tributária e não a alíquota da operação, para que seja cobrado do cliente o valor do ICMS devido.

Margarete Páscoa Tamanini – Tecnóloga em Comércio Exterior pelo CETFAESA e especialista em tributação e Fundap.

COMO CALCULAR CUSTOS DE PRODUÇÃO NA PRÁTICA

Com a competição que existe hoje no mercado, as indústrias precisam apurar de forma simples e assertiva seus custos de produção.

Essas informações permite que os gestores tomem decisões estratégicas como: avaliar a rentabilidade de um produto, negociar aumento de preços com os clientes, ou nos casos de fornecedores de montadoras negociar a não redução de preços exigida por elas anualmente. Além disso, a apuração de custos de produção também é uma exigência do SPED Fiscal. 

Neste post você vai entender como funciona a metodologia de cálculo de custos de produção para uma indústria de manufatura. Todas as etapas que descrevemos aqui podem ser automatizadas para agilizar o processo de cálculo. E ainda aumentar a confiabilidade da apuração de custos e dos processos que impactam diretamente nessa apuração, por exemplo, os apontamentos de produção.

Métodos para calcular custos de produção

Existem diversos métodos de custeio, e cada empresa pode adotar o método que preferir nas análises gerenciais de custos. Entretanto, o exigido pela Legislação Brasileira para fins de contabilidade e apuração de Imposto de Renda é o método Custeio por Absorção ou Integral, por isso utilizaremos este em nosso exemplo.

Composição do custo de produção

Para fazer a apuração de custos de produção em uma indústria é preciso considerar os custos Diretos e os Indiretos. Entretanto, para separar estes custos é crucial ter conhecimento sobre os conceitos de custos diretos x indiretos, fixos x variáveis.

  1. Custos Diretos: são componentes comprados e produzidos. E que compõe a estrutura do material e as horas/homem utilizados para produção.
  2. Custos Indiretos: recursos necessários para a produção, mas não diretamente aplicados ao produto final, por isso precisam ser rateados para todos os itens produzidos em um período.

Como calcular o custo de produção de cada item

Para aqueles que utilizam um sistema de gestão, o cálculo do custo nada mais é do que o resultado de várias rotinas e movimentações realizadas durante o mês. Se a sua empresa não utiliza, é necessário consolidar todas estas diferentes informações para chegar ao valor final. Por isso, mostraremos como fazer o cálculo de cada um dos tipos de despesa que compõe o custo final de produção.

 1. Custos Diretos de Produção

a. Custo dos Materiais Comprados

O controle de recebimento de material é o processo que irá gerar a informação sobre os custos de material comprado.

Assim a matéria-prima e componentes adquiridos pela empresa precisam ser controlados através do cálculo de custo médio ponderado.

Ou seja, a cada material recebido é descontado os valores de impostos embutidos no preço, e multiplicado pela quantidade daquele item no estoque para posteriormente ser divido pela quantidade total e chegar em um valor de custo médio ponderado.

Cálculo Custo Médio Ponderado = (Valor do produto na nota fiscal − impostos 〈ICMS/PIS/COFINS〉 × quantidade recebida) + (custo unitário × quantidade em estoque) ÷ (quantidade em estoque + quantidade recebida)

b. Custos da Mão de Obra Direta

Para apurar os custos com a mão de obra é preciso saber o tempo gasto na produção de cada item, qual profissional realizou o trabalho e o custo horário desse profissional para a empresa.

Exemplo: O João tem um salário de 2.000,00 + os benefícios e encargos, assim ele tem custo de 4.000,00 para a empresa. Como sua carga horário mensal é de 200 horas, o custo da sua hora é se R$20,00.

Dessa forma:

Custo Mão de Obra = (Horas de produção item × Custo Hora Funcionário A) + (Horas de produção item × Custo Hora Funcionário B)

2. Custos Indiretos

Os custos indiretos podem ser rateados para toda a produção. Então despesas como: aluguel, água, energia, materiais auxiliares, manutenção geral, mão de obra, entre outros são somados e divididos por todos os materiais produzidos no período.

Esta divisão pode ou não seguir um critério de proporcionalidade, isso depende das características do seu negócio.

Por isso, alguns sistemas trabalham com uma Taxa Mensal que é aplicada no cálculo do custo por produto, já considerando todos estes custos indiretos.

Procedimentos que geram informações para o custo

Para que estes custos sejam apurados, é necessário que alguns procedimentos de controle sejam realizados durante todo o mês para que se tenha os dados para fazer estes cálculos.

1. Recebimento dos materiais 

Como já mencionamos anteriormente, o controle do recebimento dos materiais é um dos pontos críticos do custo. Porque neste momento que são registrados o custo unitário dos materiais comprados. Por isso, um bom procedimento que garanta este controle é fundamental.

2. Controle das Requisições de Material

Além de saber todos os materiais que foram retirados do almoxarifado e planejar melhor suas compras, as requisições controlam todos os materiais diretos e indiretos que foram utilizados na produção de cada ordem de fabricação durante o mês.

3. Apontamentos de produção

Através dos apontamentos de produção você saberá o total de peças produzidas no período, o total de horas alocadas de cada profissional e o total de horas/máquina utilizada na produção. Dessa forma, todos os custos diretos de produção serão apurados com base nas informações da ordem de fabricação.

Como calcular o custo total da produção

Com todas estas informações apuradas corretamente, para se chegar no custo total de produção basta somar todos os dados:

Custo total = Custos Diretos + Custos Indiretos

Em um sistema de gestão ERP a cada movimentação de material e apontamentos de ordem de fabricação as informações são registradas, atualizando automaticamente os custos dos seus produtos, de acordo com os parâmetros determinados pela sua empresa. Caso você busca agilizar este processo e ganhar confiabilidade nas informações obtidas, um ERP é a melhor opção.

+LEIA MAIS: Como um indústria reduziu seus custos de produção em 70% com o Q4-ERP

CUSTO DE PRODUÇÃO, GERENCIAMENTO DE CUSTOS

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*