Como arremessar uma bola de basquete (com imagens)

Para aprender como jogar basquete é preciso, primeiramente, saber o que é o jogo e como ele funciona. Por isso, continue aqui que a gente vai te contar tudinho sobre o esporte.

O basquetebol, ou simplesmente basquete, é um esporte coletivo praticado entre duas equipes, que tem o objetivo de inserir uma bola na cesta fixa localizada nas extremidades da quadra.

Um dos esportes mais praticados no mundo, tem sua maior popularidade nos Estados Unidos, com quadras espalhadas pelas cidades americanas. No Brasil, vem ganhando uma adesão cada vez maior nas escolas, onde os pequenos aprendem como jogar basquete e se apaixonam pela prática.

Neste post, você vai conhecer diversas características do basquete pra chegar “dunkando”:

  • Como surgiu o basquete
  • Regras de como jogar basquete
  • Quadra
  • Jogadores e suas posições
  • Bolas de basquete: como escolher?

Como surgiu o basquete?

Como Arremessar uma Bola de Basquete (com Imagens)

James Naismith, o fundador do basquetebol

O basquete foi criado em 1891 pelo professor de Educação Física canadense, James Naismith. Na época, ele trabalhava na Associação Cristã de Moços de Springfield, Massachusetts, nos Estados Unidos.

O esporte surgiu como uma alternativa ao inverno rigoroso da região, em detrimento dos outros praticados ao ar livre, como o beisebol e o futebol.

A ideia original era criar um esporte menos violento que o futebol americano e que integrasse os alunos nas aulas de educação física, além de estimular a coletividade dos grupos.

Primeiro jogo oficial

O primeiro jogo oficial de basquete foi disputado em 1892, e teve uma plateia de aproximadamente 200 pessoas. Nesse mesmo ano, as mulheres começaram a praticar a modalidade, inserida pela professora de Educação Física, Senda Berenson.

No entanto, a primeira partida feminina só ocorreu em 1896, mesmo ano que o esporte chegou ao Brasil, trazido pelo norte-americano, Augusto Louis.

Curioso notar que no início o basquete era praticado com uma bola semelhante a de futebol. Somente em 1984 que a bola de basquete, como conhecemos hoje, foi desenvolvida por uma empresa de Massachusetts.

Basquete nas Olimpíadas

Apesar do sucesso, o esporte só entrou para as olimpíadas em 1936, com sua primeira partida disputada nos Jogos Olímpicos de Verão de Berlim, fato que representou uma grande conquista para a disseminação do esporte pelo mundo.

Hoje, cerca de 200 países são filiados à FIBA, Federação Internacional de Basquetebol, fundada em 1932 e responsável por organizar os eventos relacionados ao basquete em nível mundial. Atualmente, sua sede está localizada em Genebra, na Suíça.

Quadra

Como Arremessar uma Bola de Basquete (com Imagens)

O basquete pode ser jogado numa quadra fechada (indoor) ou ao ar livre (outdoor). As dimensões da quadra são de 28 metros de comprimento por 15 metros de largura. O tamanho mínimo fica entre 26 metros de cumprimento por 14 metros de largura.

A quadra de basquete apresenta várias linhas e marcações, cada uma com sua função, como:

Linhas Laterais: delimitam o espaço de jogo;
Linhas Limites: também delimitam o espaço de jogo, no entanto, estão localizadas atrás das cestas;
Linha Central: localizada bem no meio da quadra, ela divide o espaço total em dois lados iguais;
Círculo Central: acima da linha central, um círculo desenhado bem no meio da quadra que possui cerca de 3,6 metros de diâmetro;
Linha de 3 pontos: linha circular localizada a 6,75 metros de cada cesta. Recebe esse nome pois os lances desse local valem 3 pontos;
Linha de Lance Livre: localizada mais próxima da cesta e de maneira frontal, de onde os jogadores lançam a bola.

Regras de como jogar basquete

Como Arremessar uma Bola de Basquete (com Imagens)

O basquete tem como objetivo inserir a bola na cesta correspondente à sua equipe. Portanto, há duas cestas, uma em cada extremidade da quadra, a 3,15 metros do chão. O local onde está a cesta é chamada de tabela, local onde fica um aro de metal com 45 cm de diâmetro, principal alvo dos jogadores

Ganha a equipe que fizer o maior número de pontos, que variam de acordo com o local de arremesso. Ou seja, para cada lance livre convertido é somado um ponto. Já dentro da Linha de 3 pontos, dois pontos são somados ao placar.

Como o próprio nome já diz, toda equipe que fizer cesta atrás da Linha de 3 soma mais três pontos no placar.

Quanto à duração, o jogo é dividido em quatro tempos de 10 minutos cada e o relógio é parado quando a bola não está em jogo. Na NBA, Liga Norte-Americana de Basquete, os tempos são de 12 minutos.

Cada time tem um total de 24 segundos para finalizar sua jogada quando está com a posse da bola

Faltas

Num jogo de basquete um jogador não pode cometer mais que cinco faltas. Se isso acontecer, ele está fora do jogo. As faltas podem ser cometidas quando o jogador dá mais de dois passos sem quicar a bola.

Além disso, o jogador não pode permanecer mais que cinco segundos com a bola nas mãos sem batê-la no chão. Já na área denominada “garrafão”, os jogadores não podem permanecer mais de três segundos. Isso faz com que o basquete seja um jogo bem dinâmico.

Caso a equipe estiver atacando, não pode voltar para sua quadra de defesa. Quando isso ocorre, é considerado infração.

  • Por fim, agressões entre jogadores são consideradas faltas, assim como encostar nos braços ou mãos do adversário que está com a bola.
  • O basquete profissional possui diversas regras, mas para você, basqueteiro, as regras mais básicas já são o suficiente para entrar no mundo do esporte.
  • Confira os produtos de basquete na Fut

Jogadas

Os passes de bola podem ser: passe com a mão, passe de peito, passe picado (ou quicado), passe de ombro e passe por cima da cabeça.

Já os arremessos mais utilizados são a bandeja e o Dunk. As chamadas “enterradas” acontecem quando um jogador salta e coloca a bola na cesta com uma ou duas mãos.

Algumas das principais jogadas:

  • Assistência: o último passe antes da cesta;
  • Alley-oop: a famosa ponte aérea. Momento em que o passe é mais na direção da cesta, com o intuito da enterrada;
  • Bandeja: o arremessador dá dois passos, o primeiro de equilíbrio e o segundo em direção à cesta, deixando a bola apenas com o movimento de bandeja;
  • Backdoor: é a jogada onde ele muda de direção rapidamente, iludindo o defensor;
  • Buzzer Beaters: ponto marcado no estouro do cronômetro;
  • Dribble: controle de bola no solo da quadra;
  • Fast Break: jogada rápida;
  • Rebote: recuperação de bola;
  • Pick and Roll: é a jogada onde um atleta faz o bloqueio para o outro, travando a marcação. O famoso corta luz;
  • Steal: roubo de bola;
  • Infiltração: quando o jogador dribla a defesa entrando no garrafão em direção à cesta;
  • Crossover : jogada onde o atleta dribla a defesa com uma finta de corpo ou mudando a direção da bola. A bola é cruzada na frente do corpo do jogador;
  • Non looking pass: é a arte de passar a bola sem olhar.
Leia também:  Como aliviar a náusea durante a enxaqueca (com imagens)

Fonte: https://www.todamateria.com.br/basquetebol/ –  https://bolapresa.com.br/entenda-os-termos-do-basquete-da-nba/

Jogadores e suas posições

O basquete é disputado entre duas equipes de cinco jogadores cada. As posições são classificadas em armador, lançador, ala/pivô, ala/lateral e pivô.

Com os craques abaixo, é possível ter uma verdadeira aula de como jogar basquete. Confira:

Armador (Point Guard – PG)

Controla a bola e organiza as jogadas, criando chances. Stephen Curry é um dos jogadores da posição.

Ala-arremessador

Arremessa ou cria oportunidades de arremesso. Essa posição é considerada como número 2 no basquete. James Harden é um dos alas-arremessadores.

Ala-pequeno

O ala-lateral, a posição 3 no jogo. Não necessariamente são jogadores menores, mas nesta posição precisa ser mais ágil e versátil, tendo como a principal arma a infiltração. LeBron James e Kevin Durant são alguns dos alas que buscam mais a cesta.

Ala/Pivô

Tenta os rebotes, bloqueia os defensores e arremessa de perto. Tim Duncan foi um dos melhores alas/pivô do basquete.

Pivô

O atleta mais alto do time, atua bloqueando ou tentando o rebote. Shaquille O’Neal, por exemplo, é considerado um dos maiores pivôs da história.

Bolas de Basquete

Foto: Divulgação Spalding

Como jogar basquete sem a famosa bola laranja? Não dá, né! Seja no ambiente indoor ou outdoor, é preciso escolher a bola ideal para seu jogo com os amigos ou aquela partida profissa.

Se liga nos modelos e tamanhos que a Fut oferece para você.

Veja também: Bolas de basquete: como escolher?

Estilo Basquete

Foto: Divulgação New Era

Se dentro das quadras os uniformes são um show à parte, fora delas eles também fazem a cabeça e a moda de diversas celebridades da música, do cinema e de atletas de outros esportes, além de ganhar as ruas com seu estilo urbano.

Confira no nosso blog como os tênis de basquete, bonés e as camisas dos times da NBA influenciam no modo de vestir.

Bom, esse foi o nosso texto: Como jogar basquete? Esperamos ter ajudado os basqueteiros de primeira viagem a entrar no esporte que mais cresce no Brasil e no mundo.

CONFIRA TODA A LINHA DE PRODUTOS DE BASQUETE AQUI NA FUT. CLIQUE NO BANNER

Deixe seu comentário!

Basquete

O basquete é uma modalidade esportiva muito dinâmica e intensa. Suas partidas são disputadas entre duas equipes compostas por cinco jogadores cada uma. Durante o jogo, o objetivo é fazer ponto ou converter a cesta, impedindo que a outra equipe marque pontos.

História

O basquete é originário de Springfield, estado de Massachusetts, nos Estados Unidos, e teve como idealizador o professor de Educação Física da Associação Cristã de Moços James Naismith, em 1891.

O beisebol e o futebol americano eram os esportes mais praticados na época, mas diante da impossibilidade de se realizarem esportes ao ar livre, em razão do frio, surgiu o basquetebol, desenvolvido em ambiente fechado.

O esporte consistia inicialmente em jogar a bola em um cesto suspenso nas duas extremidades da quadra. Após anos de modificações, chegamos ao basquetebol como conhecemos hoje.

A Fiba é a organização internacional responsável pelas regras do basquetebol, as suas determinações são válidas para todos os países onde o basquetebol é jogado, com exceção da Liga Profissional dos Estados Unidos, a NBA, que possui regras próprias.

Regras do basquete

O objetivo do jogo é encestar o maior número possível de bolas. A equipe que, ao final do jogo, tiver o maior número de pontos é a vencedora.

Como Arremessar uma Bola de Basquete (com Imagens)Quadra

O basquetebol é jogado em uma quadra retangular, medindo 28 m de comprimento por 15 m de largura. Nas duas extremidades da quadra, estão colocados os cestos a uma altura de 3,05 m do solo.

Tempo de jogo

Em jogos oficiais, são disputados 4 períodos de 10 minutos, divididos em 2 tempos. Um intervalo de 15 minutos é dado entre o 2º e o 3º períodos e inverte-se o lado de jogo das equipes.

Toda vez que o jogo é parado ou a bola sai de campo, por exemplo, o cronômetro é parado.

Caso o jogo termine empatado durante a disputa do tempo normal, ocorrerá uma prorrogação de 5 minutos. Caso o empate persista, outra prorrogação de 5 minutos será realizada, e assim sucessivamente, até que haja um vencedor.

Pontuação

A pontuação é realizada da seguinte maneira: Quando a bola entra no cesto (aro), é marcado o ponto.

  • 1 ponto para cada arremesso de lance livre convertido (arremessos adquiridos em lance de falta sofrida);
  • 2 pontos nos arremessos convertidos de pequena e curta distância, mais precisamente dentro da delimitação de 6,75 metros;
  • 3 pontos nos arremessos que forem convertidos fora da delimitação de 6,75 metros.

Como Arremessar uma Bola de Basquete (com Imagens)

Posse de bola

A bola é jogada com as mãos. Não é permitido ao jogador andar se estiver de posse da bola nem provocar o contato da bola com os pés ou pernas, e muito menos driblar a bola com as duas mãos, ao mesmo tempo.

O jogador que estiver de posse da bola em sua zona de ataque não poderá recuá-la para sua zona de defesa.

De posse da bola, a equipe tem 24 segundos para lançá-la no cesto adversário. Caso não efetue o arremesso, é marcada uma penalidade.

O drible é o ato de o jogador quicar a bola, no chão e, neste caso, quando de posse da bola, ele pode dar o número de passos que quiser, desde que esteja driblando (quicando) a bola no chão.

Não é permitido realizar duas saídas (bater a bola, agarrá-la e batê-la novamente). Ao segurá-la, o jogador não pode dar mais de dois passos com ela

Leia também:  Como calcular tempo em uma planilha do excel

Punições

O atleta tem o limite de cinco faltas individuais, sendo desqualificado da partida na quinta falta cometida.

A equipe que cometer um total de quatro faltas em um período sofrerá a penalização de dois lances livres nas outras faltas individuais.

Fundamentos do basquete

  • Empunhadura: ato de segurar a bola com as pontas dos dedos, e não com a palma das mãos.
  • Manejo do corpo: estão incluídos aqui os giros, as fintas e as corridas executadas durante a partida.
  • Drible: ato de bater a bola no chão; pode ser de progressão, de proteção e pedalada (bate-se a bola, passando-a por debaixo das pernas).

Passe: lançamento para outro colega de equipe.

O passe pode ser de peito (empurrando a bola para frente com as duas mãos), com uma das mãos, passe picado (ou quicado), passe de ombro e por cima da cabeça. O que determina qual passe deve ser utilizado é a distância e a situação em que o jogador se encontra durante a partida.

Arremesso: “jogar” a bola no aro, pode ser com uma das mãos, um salto e na bandeja (arremesso em que o atleta executa apenas dois passos), pode ser realizado em movimento com passe ou com drible.

Como Arremessar uma Bola de Basquete (com Imagens)Enterrada.

  1. Rebote: recuperação da bola após um arremesso não convertido.
  2. Enterrada: jogada em que a bola é colocada com firmeza dentro do cesto, após um salto.
  3. Assistência: passe certeiro para um companheiro que o converte em ponto após a recepção da bola.
  4. Toco: ato de bloquear o movimento da bola que está sendo arremessada para o cesto.

Posições dos jogadores

O basquetebol é jogado por cinco jogadores titulares e sete reservas. São três as posições desempenhadas pelos jogadores: os alas (que atuam pelas laterais), o armador (planeja as jogadas da equipe) e o pivô (geralmente os mais altos e mais fortes da equipe, responsáveis pelos rebotes e enterradas).

Em geral, as equipes jogam com 1 armador, 2 alas e 2 pivôs. Entretanto, durante o jogo e conforme a escala que o treinador faz de sua equipe, ele pode usar os jogadores que começaram a partida como reservas para tentar mudar ou melhorar o jogo.

Também é importante ressaltar que alguns jogadores apresentam qualidades para assumir dupla função em quadra, como um jogador que atue como ala/armador. Conheça as funções dessas posições.

Armador

É aquele que organiza e planeja as jogadas, conduzindo a equipe para o ataque. Ele observa como a outra equipe joga defensivamente e define cada ataque. Costuma ser o melhor driblador e passador da equipe.

Ala-armador

É aquele que tem a função de ajudar o armador quando este está sendo marcado, organizando as jogadas de ataque e também sendo o jogador que inicia um contra-ataque com um passe longo, sempre que possível.

Ala

É aquele que precisa fazer uma leitura completa do jogo como um armador. Ele tem a capacidade de se infiltrar no garrafão, apresenta um bom arremesso de curta, média e longa distância, além de disputar os rebotes.

Ala-pivô (líbero)

É a função desempenhada pelo jogador que tem potencial para o arremesso, força física e domínio dos fundamentos de que necessita um atleta dessa posição. Assim, caso o jogador tenha as características que o levam a ter uma vantagem física sobre os adversários e tenha os fundamentos de pivô, provavelmente ficará perto da cesta, sobressaindo no grupo.

Pivô

É quem joga mais próximo à cesta, tanto no ataque como na defesa, para disputar os rebotes (quando o adversário arremessa a bola, que não é convertida e volta porque bate no aro ou na tabela); geralmente, é o jogador mais alto da equipe.

Veja também:

  • Futebol
  • Handebol
  • Beisebol
  • Voleibol

Ciência calcula o arremesso perfeito no basquete

Como Arremessar uma Bola de Basquete (com Imagens)

Fazer um arremesso certeiro no basquete é geralmente atribuído a anos de prática e a um talento nato. Mas e se você pudesse sempre acertar nos arremessos, ou ficar bem melhor nisso, apenas aprendendo um pouquinho de ciência mecânica?

Larry Silverberg, engenheiro mecânico da North Carolina State University, analisou “milhões de trajetórias baseadas em arremessos dos melhores jogadores de lance livre”, e identificou o melhor método:

A fórmula mágica: um ângulo de arremesso de 52 graus, três rotações por segundo de backspin [giro para trás], e mirando em um ponto a 7cm atrás do centro da cesta, em direção à parte de trás do aro.

“Com o backspin, se a bola bater no aro ou na tabela, o contato amortece a bola”, diz Silverberg. “Isto significa que ela fica mais lenta, permanece mais perto da cesta, e a chance de entrar é maior.”

Mirar atrás do centro da cesta, em vez de mirar no centro, é melhor porque permite ao jogador errar a mira e ainda ter a chance de marcar cesta. E lançar a bola a 52 graus (ideal para um jogador de 2m) pode parecer meio absurdo de se lembrar, mas dá para fazer isto tentando mirar o ângulo da bola na parte superior da tabela.

Silverberg explica que, obviamente, ninguém vai usar um livro de matemática durante o jogo, mas os cálculos ajudam no treinamento:

Jogadores não podem criar estas imagens mentais no frenesi de um jogo, é claro, mas fazendo isso na prática eles podem obter uma percepção intutiva de onde mirar a partir de diferentes pontos da quadra. “É uma ferramenta de treinamento”, diz Silverberg.

Talvez você não chegue até a NBA usando cálculos, mas experimente estas dicas da próxima vez que você tentar um lance livre – você vai jogar bem melhor. [Reuters]

Foto por S.Pytel/Shutterstock

Veja quais os fundamentos e o sistema de pontuação do basquete

1 de 1
Bora saber mais sobre o basquete??? — Foto: Reprodução/Zappeando

Bora saber mais sobre o basquete??? — Foto: Reprodução/Zappeando

Neste sábado (17), Isa e Dieguinho mergulharam no universo do basquete, que tá bombando em Bom Sucesso, a nova novela das 7. E a gente aproveitou a oportunidade para separar alguns fundamentos do esporte, além do sistema de pontuação. Desce um pouquinho e confere:

Leia também:  Como aprender inglês: 15 passos (com imagens)

Passe: A troca de passes é fundamental para abrir espaços na quadra e encontrar as melhores oportunidades para pontuar. Esse fundamento é dominado, principalmente, pelo armador — que tem o papel de comandar as jogadas —, mas os alas e os pivôs também precisam rodar bem a bola para o ataque funcionar.

Drible: O drible é quando o jogador encontra espaço ou quer acelerar a jogada, já que ele bate a bola para frente em alta velocidade. Um ponto importante é que, depois da primeira quicada, não é possível parar e voltar a quicar, o que configura dois dribles e a perda da posse.

Lance livre: O lance livre ocorre quando um jogador sofre a falta no ato do arremesso ou quando a equipe estoura o limite de cinco faltas por quarto. O jogador, então, tem direito a arremessar da cabeça do garrafão, o que geralmente é feito de forma estática, sem elevação.

Arremesso: O arremesso é a ação para acertar a bola na cesta, pontuando para o time. Alguns jogadores não têm um ótimo desempenho nessa área, mas todos precisam ter a capacidade de executar uma bandeja ou marcar quando estiverem livres.

Rebote: Por fim, o rebote ocorre quando um jogador erra um arremesso e a bola sobra para alguém, que ganha ou mantém a sua posse.

Já a pontuação é a seguinte:

  • 3 pontos: Atribuídos aos jogadores que fazem a cesta quando estão atrás da linha de 3 pontos;
  • 2 pontos: Atribuídos aos jogadores que arremessam e fazem a cesta de qualquer lugar dentro da linha de 3 pontos.
  • 1 ponto: Quando os jogadores sofrem falta, eles têm direito a arremessos de lance livre. Cada arremesso convertido vale 1 ponto.

Lance livre

Roger Grimau fazendo um arremesso de lance livre em uma partida da Euroliga em fevereiro de 2008.

No basquetebol, o Lançamento Livre, ou Arremesso Livre, ocorre quando o jogador sofre falta no ato de arremessar. O árbitro então assinala a infracção e determina a cobrança de lances livres. Neste momento, a bola está morta e o cronómetro parado. A equipe que sofreu a falta é beneficiada com o arremesso do Lançamento Livre, onde o jogador que sofreu a falta, obrigatoriamente, deve arremessar a bola na cesta sempre da mesma posição, atrás de uma linha, chamada de “foul line”, que fica a uma distância de 5,8 metros da linha de fundo e 4,6 metros da tabela, e dentro de um tempo de 5 segundos. Os demais jogadores colocam-se nos espaços ao longo da área restritiva para a disputa dos rebotes. Caso o jogador acerte a cesta, ele marca 1 ponto. Se o último lance livre de uma sequência não for convertido, jogadores de ambos os times podem disputar o rebote pela posse de bola.

Conforme o livro de regras do basquete, “um lance livre é uma oportunidade dada ao jogador para marcar um (1) ponto, sem marcação, de uma posição atrás da linha de lance livre e dentro do semicírculo.“[1]

Os lances livres no basquetebol ocorrem em duas situações, a saber:
1- Quando um dos times excede o limite de faltas e, a partir da próxima falta em qualquer lugar da quadra é marcado 2 lances livres.
2- Quando o jogador faz o movimento de arremesso a cesta e sofre a falta.

Caso a bola caia na cesta, valem os pontos e é marcado 1 lance livre. Caso a bola não caia, vale a falta e lances livres. Se a falta for cometida quando o jogador estava dentro da linha dos 3 pontos, ele tem direito a 2 lances livres.

Já se a falta for cometida quando o jogador estava atrás da linha dos 3 pontos, ele tem direito a 3 lances livres

Estilos de Arremesso no Lance Livre

Segundo as regras do esporte, num lance livre, o jogador poderá utilizar qualquer método de arremesso desde que a bola acerte a parte superior da cesta antes de tocar o solo. Desta forma, ao longo do tempo, vários estilos de arremesso no Lance Livre já foram utilizados, conforme demonstra a tabela abaixo:

Estilo
Posição do Corpo
Movimento
Adeptos
Ortodoxo De frente para a cesta O jogador segura a bola com as duas mãos por cima da cabeça, fazendo um ângulo obtuso com seu cotovelo. A bola é arremessada com o movimento dos antebraços apenas Quase 100% dos jogadores.
de lado para a cesta Alex Garcia[2]
Com apenas 1 das mãos De frente para a cesta O jogador arremessa a bola na cesta com apenas 1 das mãos, sem o apoio da outra mão. Don Nelson[3]
“Toque de Volei” De frente para a cesta O jogador arremessa a bola na cesta como se estivesse dando o chamado “toque”, muito utilizado pelo levantador no voleibol. Bill Cartwright
Push Shot De frente para a cesta Ao invés de arremessar, é como se o jogador empurrasse a bola para a cesta Michael Adams[3]
Cobrança de Lateral De frente para a cesta Os arremessos são feitos com as mãos partindo por detrás da cabeça. Ou seja, a bola é arremessada como se o jogador estivesse fazendo uma Cobrança de Lateral do futebol. Jamaal Wilkes[3]
“Arremesso por Baixo” ou “Lavadeira”[4] De frente para a cesta Conhecido nos EUA como underhand free throw ou jocosamente como granny shot (algo como “arremesso de vovozinha”). Basicamente, o arremesso é feito por baixo, lançando a bola do meio das pernas, de baixo para cima.
  • Rick Barry foi o mais notório jogador a utilizá-lo.
  • Outro que o utilizou foi o brasileiro Ubiratan.
  • Apesar de ter sido a forma predominante de arremesso de lance livre até meados da década de 1950, caiu em desuso e atualmente é utilizado apenas por iniciantes.

Realização de um bom arremesso

Segundo Byra Bello, comentarista do basquete no canal SporTV, para se ter um bom arremesso, é necessário obedecer a 4 pontos fundamentais para uma boa performance: equilíbrio, olhos na cesta, posição do cotovelo (diretamente abaixo da bola) e movimento final.[2]

Ver Também

  • Hack-a-Shaq

Referências

  1. ↑ esportes.br101.org/ Regras do Basquete: Artigo 43 – Lances livres
  2. a b sportv.globo.com/ sportv.globo.com/] Alex Garcia e seu arremesso curioso
  3. a b c mondobasquete.com.br/ TOP5: Arremessos de lances livres mais estranhos da história da NBA
  4. ↑ espn.uol.com.br/ Lavadeira!? Jogador de Louisville 'apela' no lance-livre e diverte Rômulo e Agra
  • Portal do basquetebol
  • Portal do desporto

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*