Como aprender mais rápido (com imagens)

Estudar e Aprender são atividades que exigem participação ativa. Essa participação se dá quando você grifa, anota e escreve sobre o conteúdo que você está aprendendo. Envolver-se com o conteúdo é o que gera aprendizado.

No entanto, ainda existem muitas pessoas que persistem no erro de estudar de maneira fria, pegam um livro o leem e depois partem para outras atividades, se você é uma pessoa desse tipo, recomendo rever seus conceitos.

Essas dicas que você irá ver agora estão baseadas no artigo que escrevi sobre o aprendizado ativo, nele você irá descobrir o que é aprendizado ativo e de que maneira ele tem um impacto positivo em seus estudos.

Além disso, todas essas dicas foram oferecidas em primeira mão nas redes sociais. Todos os estudantes e concurseiros que acompanham o Estudar e Aprender nas redes recebe dicas diárias de como estudar, você já curtiu ou segue alguma de nossas páginas? Não? Recomendo que siga ou curta! ????

Então sem mais demora, veja as dicas de aprendizado e coloque todas em prática. Caso deseje salve alguma dica, imprima e deixe-a em um local que você poderá sempre vê-la, isso a ajudará a tornar seu estudo mais eficaz. Boa leitura! ????

Dica #01: Estude pouco, mas estude todos os dias

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

Estou sempre mencionando no site a importância de estudar pouco, mas estudar todos os dias. Além de reforçar os hábitos de estudos você estará facilitando o processo de memorização e aprendizado que ocorre em seu cérebro.

Dica #02: Selecione os assuntos que está com dificuldade

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

A pior coisa que você pode fazer é deixar um conteúdo que você não entendeu. Se você não entendeu então procure novas fontes, livros ou vídeos. Compreender um conteúdo agora, o ajudará a entender melhor em longo prazo todo o conteúdo. Além disso, um conteúdo não compreendido não se fixa em sua memória.

Dica #03: Aprendizado Ativo

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

Aprendizado ativo é você se envolver mais com suas leituras e estudos. Para compreender melhor leia o artigo Aprendizado Ativo e Aprendizado passivo e descubra as diferenças entre ambos e a importância do aprendizado ativo.

Dica #04: Pratique o que você aprende

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

Colocar em prática o que você aprende ajuda você a compreender melhor um conteúdo e também a memorizá-lo. Além disso, quanto mais você praticar mais fácil se tornará seu aprendizado com o tempo.

Dica #05: Utilize seus sentidos

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

Não estude friamente. Envolva seus sentidos em sua aprendizagem, utilize vídeos para estimular sua visão e audição, faça desenhos para estimular sua criatividade, faça notas visuais, enfim, tudo que envolva vários sentidos o ajudará a memorizar melhor um conteúdo.

Dica #06: Evite distrações

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

Quando você estiver estudando, apenas estude. Não adianta você deixar seu celular do lado se você não for usá-lo em seus estudos. Prefira se afastar de tudo que tira sua atenção, pois um estudo desatento não é eficaz.

Dica #07: Seu cérebro

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

Quanto mais você estuda, melhor seu cérebro processará as informações. Isso é ótimo para melhorar o rendimento do seu aprendizado. Ou seja, se agora você sente dificuldade em aprender, quanto mais estudar, mais fácil será seu aprendizado.

Dica #08: Estude de várias formas

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

Estude com amigos, estude enquanto se exercita, etc. Quanto mais você se envolver com os estudos, melhor será. Você pode deixar um vídeo rodando enquanto você lava louça, depois disso você pega e senta para se concentrar no vídeo e ao final faz um resumo, tudo isso irá te ajudar a aumentar a eficácia dos seus estudos.

Dica #09: Desatenção

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

Acabei de escrever sobre isso logo, desatenção é a pior coisa que você pode fazer. Pois a desatenção não estimula sua memorização e também dificulta sua aprendizagem e compreensão.

Dica #10: Crie infográficos e imagens

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

Uma das melhores maneiras de estudar é usando as ferramentas tecnológicas. Você pode criar infográficos do que você aprendeu e também imagens. Tudo isso o ajudará a tornar seu conhecimento mais tangível.

Dica #11: Estude relacionando com sua vida

Estudar tem muito a ver com sua vida. Pare de pensar nos estudos como algo separado, quanto mais ligações você fizer melhor. Pois é mais fácil para você se lembrar de assuntos que tenham a ver com você mesmo, tente integrar o que você aprende com a sua vida ou fatos ligados a ela.

Dica #12: Crie técnicas de estudos

Ao criar suas técnicas de estudos, você estimula sua criatividade tornando seu aprendizado muito mais eficaz. Isso acontece principalmente devido ao envolvimento que acontece seus estudos, você está praticando e tornando o estudo mais presente.

Dica #13: Desenvolva perguntas

Perguntas estimulam seu cérebro a trabalhar. Sempre que terminar uma leitura ou um estudo, crie perguntas sobre o assunto, deixe essas perguntas em um local e retome a elas como uma forma de revisão, isso será ótimo para sua memorização.

Conclusão

Essas são dicas simples, mas que se bem empregadas podem transformar sua forma de aprendizado. Coloque em prática o que você aprendeu aqui, pare de deixar para depois e se esforce para estudar com envolvimento.

Quanto mais você pratica e relembra um conteúdo, mais fácil se torna a memorização do mesmo. Espero que essas dicas tenham ajudado você a enxergar seus estudos de uma maneira diferente, até a próxima.

Próximos passos

  1. Coloque em prática o que você aprender e comece a estudar em envolvimento agora mesmo!
  2. Deixe um comentário. Escreva qual dica você irá usar para tornar seu aprendizado mais eficaz, pense nisso como um exercício.
  3. Compartilhe essas dicas com um amigo nas redes sociais clicando abaixo. ????

Saiba como memorizar textos facilmente com 10 dicas incríveis

Ser dono de uma memória capaz de gravar textos de forma rápida é o sonho de muita gente. Esta é uma capacidade muito útil para quem vai prestar um concurso, por exemplo. De forma similar aos exercícios físicos, a memória pode ser desenvolvida através do seu uso frequente.

Lembrar do nosso número de celular é uma tarefa fácil, porque precisamos usá-lo com relativa frequência. Números menos utilizados, como o do seu documento de identidade ou do PIS/PASEP são mais difíceis de lembrar.

Portanto, preparamos estas dicas com técnicas de memorização para colocar a sua memória para funcionar.

1. Leia em voz alta

A memória de longo prazo se beneficia do efeito de falar e se ouvir. Além disso, exercita a musculatura facial enquanto você desenvolve o uso da entonação de voz.

A Universidade de Waterloo no Canadá concluiu um estudo sobre o assunto. Neste estudo, foi constatado que as pessoas que leem em voz alta tendem a recordar o que foi lido de forma mais fácil.

2. Copie o texto à mão

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)Copiar o texto à mão, ativa áreas do cérebro que auxiliam a memória e o raciocínio

Com o avanço da tecnologia, cada vez mais temos mais facilidade de escrever no celular ou no computador do que privilegiar a escrita à mão.

Porém, estudos realizados pela Universidade da Califórnia comprovam que escrever à mão ativa áreas cerebrais associadas com a memória, raciocínio e linguagem.

3. Leia e faça um resumo

Fazer um resumo com os conceitos mais importantes pode ajudar na memorização, principalmente quando se está estudando para uma prova. Após algumas leituras, procure escrever a ideia principal com as suas próprias palavras.

Comece pela ideia geral e aprofunde-se, aos poucos, nas minúcias existentes. Caso ache necessário, faça um esquema baseado em palavras-chave e nos seus detalhes relevantes do que acabou de ler.

4. Desenhe diagramas e esquemas

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)Desenhar diagramas e imagens, cria associações que ajudam a reter a informação

Faça um resumo visual a respeito do seu texto. Use diagramas, desenhos, setas e cores diferentes. Crie um verdadeiro mapa mental a respeito do assunto estudado. O mapa mental é um método que ajuda a fixar mais rápido o assunto, se o apelo visual for importante para você.

5. Peça para alguém ler o texto para você

Nosso sistema de educação se baseia no formato de professor e aluno. Praticamente, todos nós fomos condicionados a absorver conteúdos nesta estrutura de ensino tradicional.

Por isso, ouvir o texto a partir da voz de outra pessoa permite que você use este condicionamento a seu favor.

6. Grave o texto e escute

Hoje em dia, todas as pessoas donas de um telefone celular possuem um gravador de áudio digital. Assim, se torna muito fácil gravar a própria voz e escutá-la, como se fosse outra pessoa.

Desta maneira, você pode aproveitar momentos em que seria impossível ler o texto. Por exemplo, dentro do transporte público no caminho para o trabalho e decorar aquilo que é importante.

7. Procure interagir com o texto

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)Formule perguntas a respeito do que leu, assim acabará por interagir com o texto

Conforme avançar na leitura, procure formular perguntas a respeito do assunto. Questione qual é a ideia central da parte que você acabou de ler. Ou faça o exercício de tentar reescrever mentalmente o que leu com as próprias palavras.

8. Faça pausas durante a leitura

De acordo com o tamanho do texto, defina pausas a cada certo número de parágrafos. Durante as pausas, procure relembrar o que já leu até aquele ponto. Isto ajuda a decorar o que foi lido de forma mais fácil.

Tente também descobrir como a informação lida se encaixa na ideia geral do texto. Ao fazer associações com outras informações que você possua e rapidamente irá relembrar do que leu.

Leia também:  Como alimentar guppies: 13 passos (com imagens)

9. Ensine o texto para outras pessoas

Uma das melhores formas de fixar um texto ou até estudar, ocorre quando tentamos explicar seu conteúdo para outras pessoas.

Na impossibilidade de contar com um grupo de pessoas, crie um blog explicando o assunto lido. Além de ajudar na melhoria da sua memória, estará ajudando outras pessoas interessadas no assunto.

10. Estimule seu cérebro

Uma das maneiras de estimular o cérebro para recordar informação é separar as letras iniciais do texto e tentar lembrar o que foi lido a partir desta lista.

Por exemplo, imagine que você deseja memorizar o seguinte texto:

“Todos são iguais perante a lei e, sem distinção, têm direito a igual proteção da lei. Todos têm direito a proteção igual contra qualquer discriminação que viole a presente Declaração e contra qualquer incitamento a tal discriminação.”

Artigo 7° da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Após ler o texto algumas vezes, separe todas as iniciais:

“T s i p a l e, s d, t d a i p d l. T t d a p i c q d q v a p D e c q i a t d.”

Agora, exercite seu cérebro para recordar todo o texto a partir das iniciais.

Para lembrar

É importante dizer que cada método de memorização funciona de forma diferente para cada pessoa. Portanto, procure experimentar cada um para ver qual se adequa melhor para você.

Veja também:

Aprender mais Rápido? Vou te ensinar como [Garantido]

Tempo de leitura: 8 minutos

Como Aprender mais Rápido

Quem não gostaria de saber como aprender mais rápido? Com mais facilidade e maior retenção do conteúdo? Saiba que isso é possível e eu vou te mostrar como.

  • Alguma vez você tentou aprender um conteúdo novo e simplesmente parecia ser impossível aprender ou você tinha que passar horas e mais horas estudando e mesmo assim as informações não pareciam muito claras?
  • E depois de algumas horas já tinha dificuldade de recordar o que havia estudado?
  • E provavelmente você já teve aquele colega que conseguia aprender mais rápido que todo mundo e que todos o chamavam de gênio ou de CDF e que sempre tinha as melhores notas da turma?
  • Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

Sabe qual é a diferença entre seu cérebro e o dele? Nenhuma, exatamente. Vocês possuem os mesmos recursos, a diferença e o método de estudo utilizado.

Eu decidi dar um presente a você que acompanham a nossa página e vou dividir com você as técnicas de aprendizado acelerado que uso em meus estudos!

Vou te contar um segredo! O problema não é e nunca foi com você e sim com o método de ensino usado nas instituições que não leva em consideração as nossas individualidades e as nossas preferências.

Eu tive essa mesma dificuldade no início dos meus estudos, mas eu sabia que se alguém era capaz de aprender mais rápido e com facilidade eu também seria capaz!

Vamos aprender mais rápido?

  1. Então comecei a pesquisar e estudar sobre técnicas de estudos e aprendizado, sobre memorização, leitura dinâmica, hábitos, foco, PNL e tudo que de alguma forma pudesse me ajudar a aprender mais e melhor, com facilidade e retenção de conteúdo.

  2. Depois de ler diversos livros, realizar inúmeros cursos e de aplicar diariamente essas técnicas tomei gosto por estudar e aprender, e agora quero dividir com você todo esse conhecimento.

  3. Eu estou criando uma série de artigos que vou compartilhar com você técnicas e métodos de aprendizado acelerado extremamente poderosas.

  4. Agora vou explicar algumas particularidades do nosso cérebro e as principais diferenças que temos na hora da aprendizagem e ainda te ensinar uma série de técnicas simples, mas altamente eficientes que os maiores gênios das mais diversas áreas utilizam para aprender e se tornarem Expert em sua área de atuação.

O que é aprendizado acelerado?

  • Mas, o que é aprendizado acelerado?
  • São técnicas que nos permitem assimilar as informações em um curto espaço de tempo, com menos esforço, e maior retenção.
  • As técnicas de aprendizagem acelerada são conhecidas há bastante tempo e são baseadas em pesquisas científicas.
  • Nós temos nossas particularidades e preferências sobre uma determinada forma de aprendizagem que nos convém melhor, então se você conhecer e utilizar as técnicas que correspondem à sua forma preferida de aprendizagem, você aprenderá mais rapidamente e com menor esforço e maior retenção.

Quociente de inteligência x Teoria das Inteligências Múltiplas

  1. Antigamente se acreditava que alguém considerado inteligente era uma pessoa com um QI (Quociente de inteligência) alto e uma ótima memória, mas esse conceito está ultrapassado.

  2. Hoje através das pesquisas e da teoria do psicólogo norte-americano Howard Gardner que depois de muitos anos de pesquisas com a inteligência humana, concluiu que o nosso cérebro possui oito tipos de inteligência.

  3. Porém, a maioria de nós possui uma ou duas inteligências mais desenvolvidas.
  4. Ou seja, isto explica porque um indivíduo é muito bom com cálculos matemáticos, porém não tem muita habilidade com idiomas.
  5. Então, vamos conhecer quais são as 8 tipos de inteligências.

Deixe nos comentários quais você tem maior afinidade e quais você acredita ter mais dificuldade. Vou deixar a minha resposta também!

As 8 tipos de inteligências

Como Aprender Mais Rápido (com Imagens)

Inteligência Espacial

É a capacidade de pensar em três dimensões. Essa é a habilidade de perceber imagens externas, internas e transformá-las em informações gráficas.

Muito desenvolvida em pessoas que gostam de criar e tem facilidade de compreender mapas, plantas de casas, desenhos.

Exemplos: engenheiros, arquitetos, pilotos, escultores, pintores e marinheiros.

Inteligência Corporal

É a inteligência que utiliza o próprio corpo para demonstrar ideias e sentimentos, essa habilidade também inclui uso das mãos para criar objetos, ferramentas e artesanatos.

Pessoas com inteligência corporal desenvolvida possuem capacidades de equilíbrio, flexibilidade, velocidade e coordenação, assim como a habilidade cinestésica.Exemplo: Artesãos, atletas, bailarinas e cirurgiões.

Inteligência Musical

A sensibilidade de perceber variações de notas, ritmo, tom e o timbre, assim como a habilidade de criar musicais e melodias.

Essa inteligência está ligada a pessoas que se sentem atraídas pela música, sons e melodias como por exemplo: Cantores, compositores, maestros e músicos.

Inteligência Linguística

Pessoas com essa inteligência desenvolvida se destaca pela facilidade de aprender idiomas e de utilizar a linguagem falada e escrita para se expressar de maneira efetiva.

Normalmente encontramos essa inteligência desenvolvidas em escritores, jornalistas, linguistas, palestrantes e poetas.

Inteligência Lógica

Inteligência utilizada para solucionar problemas de lógica e matemática, utilizando o raciocínio dedutivo, habilidade de compreender fórmulas e símbolos geralmente presente em cientistas, engenheiros, físicos, matemáticos e programadores.

Inteligência Interpessoal

  • Ligada às nossas habilidades sociais e de relacionamento, capacidade de sentir empatia e de conviver bem com outras pessoas.
  • Portanto pessoas com essa inteligência desenvolvida tem facilidade para conquistar amigos e de lidar com pessoas difíceis, uma vez que tem sensibilidade para compreender as expressões faciais, a voz, os gestos, a postura e sabe o que fazer ou dizer adequadamente em cada situação.
  • Exemplos: Políticos, professores, religiosos e vendedores.

Inteligência Intrapessoal

Relacionada a inteligência emocional, a reflexão e ao autoconhecimento, a capacidade de compreender e lidar com suas próprias emoções, tornando a pessoa autoconsciente de si mesma e de sua vida.

Habilidade presente em escritores, filósofos, psicólogos, sociólogos e teólogos

Inteligência Naturalista

Habilidade de observar, diferenciar, classificar e utilizar recursos naturais encontrados no meio ambiente.

Normalmente ligada a pessoas que gostam de conviver com plantas e animais. Exemplos: biólogos, ecologistas, moradores do campo, geólogos.

Tipos de aprendizados

Na hora de aprender também temos nossas particularidades e preferências. Algumas pessoas gostam de ler em voz alta, outras gosta de escrever ou passar a limpo os conteúdos visto em aula, outras preferem fazer resumos ou mapas mentais.

Então basicamente a maneira em que aprendemos melhor e uma mescla desses três tipos básicos de aprendizado:

Visuais

A pessoas com preferências visuais aprendem através da visão. Aprendem através de leitura de texto, imagens, gráficos, mapas mentais, diagramas e desenhos.

  1. Quanto maior as informações visuais, melhor o seu aprendizado.
  2. Dica 1: Resuma o conteúdo que deseja aprender utilizando mapas mentais, repletos de desenhos e combinações de cores e de traçados diferentes para estimular e organizar o fluxo de ideias e os conceitos aprendidos.
  3. Dica 2: Assistir vídeo aulas onlines com recursos visuais como imagens, gráficos, fluxogramas e etc.
  4. Dica 3: Use flashcards com imagens para te ajudar a lembrar de certas ideias ou conceitos.

Auditivos

  • se beneficiar lendo um texto em voz alta, ouvindo uma história gravada em áudio, ou participando de uma discussão.
  • Para o seu aluno auditivo você deve considerar usar histórias online com áudio gravado, audiobooks.
  • Pessoas com essa preferências aprendem melhor quando ouvem uma vídeo aula ou um podcast ou quando escutam música para estudar.
  • Normalmente preferem que alguém lhe explique o conteúdo ao invés de ler sobre o assunto.
  • Dica 4: Gravar as aulas para rever o conteúdo posteriormente ou complementar os estudos com vídeos disponíveis na internet.
  • Dica 5: Ouvir podcast sobre os assuntos que deseja aprender e sempre que possível repetir em voz alta para aumentar a retenção do conteúdo.

Cinestésicos

Cinestésicos aprendem melhor quando coloca a “mão na massa”. Tem uma maior aprendizado quando pode praticar e aplicar de forma prática. Esse tipo de aprendizagem exige prática e movimento.

  1. É o tipo de pessoa que adora fazer amplas anotações e sempre que possível gosta de passar tudo a limpo ou de fazer resumos dos assuntos.
  2. Dica 6: Quando estiver estudando ou fazendo suas anotações procure gesticular, se movimentar, coloque energia em suas ações.
  3. Dica 7: Após fazer suas anotações faça um resumo do assunto simplificando o assunto e logo em seguida faça um mapa mental resumido repassando mais uma vez o conteúdo, porém dessa vez você estará usando um técnica diferente.
  4. Todos nós podemos combinar dois ou mais estilos, normalmente havendo um predominante.
Leia também:  Como alinhar no indesign: 11 passos (com imagens)

Conhecimento para aprender mais rápido

Conhecendo as melhores forma de aprendizado para cada um dos estilos você pode adaptar os seus estudos para ter maior proveito e rendimento.

Então, se esse assunto te interessou e você quer aprender de forma mais rápida e eficiente, se inscreva para receber em primeira mão as próximas publicações aonde vou te explicar passo a passo técnicas de aprendizado acelerado que vão te ajudar aprender qualquer coisa de forma incrivelmente rápida e definitiva!

3 truques para conseguir memorizar coisas mais rápido

São Paulo – No site de perguntas e respostas Quora, um usuário perguntou como memorizar conteúdos mais rapidamente. A resposta mais bem cotada  veio de uma empreendedora do Vale do Silício, Nela Canovic, blogueira aficionada por temas ligados a produtividade. Estas são as suas três principais dicas:

1. Use um timer

“É muito difícil ter foco em qualquer matéria se você sabe que vai gastar horas na sua mesa estudando”, escreve. Para sessões de estudo , use um cronômetro e crie prazos curtos para você seguir. A vantagem é que, de acordo com ela, o cérebro consegue trabalhar de maneira mais objetiva e efetiva em períodos curtos de tempo.

Para ler um texto pela primeira vez, ela indica definir um período de meia a uma hora para se esforçar pela concentração total. Uma ferramenta que pode ser útil é a técnica Pomodoro que estabelece 25 minutos de atenção intercalados por cinco minutos de pausa.

Ao estudar para uma prova, ela sugere utilizar uma lista de perguntas sobre os temas centrais de cada disciplina e a técnica Pomodoro para respondê-las por blocos o mais rápido que conseguir.

2. Ensine para alguém

Revisar, relembrar e reter. Os três verbos que explicam a vantagem de encarnar o professor e transmitir a alguém o conteúdo recém estudado. E tudo isso bem mais rapidamente do que se você estivesse quieto lendo o material, garante Nela Canovic.

Pode ser um amigo, um parente ou até uma audiência inventada, para quem fica de cabelo em pé com a ideia de falar em público. Ela indica até que você improvise uma lousa com papel branco colado na parede onde poderia grifar os conceitos previamente escritos nas folhas. Treine como tivesse que fazer uma apresentação no trabalho ou uma palestra sobre o tema.

3. Construa um palácio da memória

Esta é uma técnica bastante antiga e usada por muitos especialistas e participantes de competições de memorização. Também chamado de método de Loci, o recurso está ligado a uma sequência de localização espacial de itens.
De preferência eleja um local que já conhece muito bem como o seu palácio ou, se preferir, construa mentalmente um lugar e desenhe depois.

Seja detalhista e então escolha os cômodos, móveis ou até mesmo objetos em que serão depositadas as informações de que precisará se lembrar. Sendo um local real , você pode percorrê-lo enquanto faz essas anotações mentais. A empreendedora indica o passo a passo do wikiHow para quem quiser se aprofundar no assunto, além de citar mais referências e ainda livros e um TED TALK. Confira:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=FF0OmIO18-8%5D

77 dicas para aprender melhor, mais rápido e mais profundamente

  • As férias estão chegando ao fim e mais um semestre de aulas vai se iniciar.
  • Para que você aumente seu conhecimento e possa aproveitar ainda mais os estudos, separamos várias dicas de saúde, concentração, memóriamotivação, técnicas para autodidatas e conselhos para professores e pais.
  • Confira a seguir 77 dicas para aprender melhor, mais rápido e mais profundamente.

Uma razão comum para a falta de concentração é baixa circulação do sangue. Se você está sentado há muito tempo em um lugar, mexa as suas pernas durante um minuto ou dois.

Você pode fazer isso na cadeira ou sair para uma volta rápida.

2. Não pule o café da manhã

É costume entre muitas pessoas ignorar a primeira refeição do dia. Mas o café da manhã é muito importante e não deve faltar especialmente para quem estuda no período matutino. Lembre-se que a falta de proteína, além de provocar dor de cabeça, também prejudica a criatividade e concentração.

3. Lanches leves

Durante os intervalos entre as aulas opte por lanches leves, como uma barra de cereais ou frutas. Comidas muito pesadas podem causar sonolência.

4. Gingko biloba

A planta Ginkgo biloba é usada no combate aos radicais livres e como auxiliar da oxigenação cerebral. É um suplemento natural usado para melhorar a memória e auxiliar na concentração.

5. Estresse e depressão

estresse e depressão podem reduzir a habilidade de lembrar informações e inibir o aprendizado.

Equilíbrio

A importância do descanso é imensa para os estudos. Não importa quanto tempo você gaste com leituras, seu sono deve ser preservado todos os dias.

7. Faça uma boa pausa

Faça um intervalo de cinco a 15 minutos de duração para cada hora de estudo. É a oportunidade que sua mente necessita para absorver as informações e evitar o estresse e tensão de ficar muito tempo concentrada em apenas uma única coisa.

8. Faça uma caminhada pelo bairro

Se você estuda pela manhã, pela tarde faça uma caminhada rápida pelo bairro ou pela sua rua para mudar de perspectiva e pensar em outras coisas.

9. Mude o foco

Se você não tem tempo para fazer uma caminhada ou uma pausa a cada hora de estudo, mude o foco de sua atenção. Alterne entre matérias técnicas e não técnicas, por exemplo, história e física.

Perspectiva e foco

Além de mudar de matérias você também pode mudar de modos de aprendizado. Alterne entre materiais visuais, sonoros e sinestésicos.

11. Medite andando

Você pode revisar conteúdos e meditar sobre eles enquanto anda. É uma ótima maneira de se exercitar e aprender ao mesmo tempo.

12. Foco total

Enquanto estiver estudando tenha foco total naquilo que faz. Não tente assistir televisão ao mesmo tempo. Fazer duas coisas ao mesmo tempo pode aumentar a ansiedade e diminuir a capacidade de aprendizado e retenção de conteúdos.

13. Bloqueie as distrações externas

Sons altos e outras distrações externas podem atrapalhar seu aprendizado. Procure um local silencioso de estudos onde é possível se concentrar sem nenhum lapso de atenção e foco.

14. Tomar banho

Tomar um banho ou uma ducha rápida ajuda você a relaxar a mente e deixá-la mais preparada para aprender e ter ideias.

Técnicas de memória

Fazer músicas para se lembrar de conteúdos mais difíceis é uma ótima forma de treinar sua memória.

16. Leitura dinâmica

Técnicas de leitura dinâmica podem ajudar você a ler com mais eficiência. Se você deseja ler mais rápido, mas sem perder nenhum conteúdo, aproveite essas técnicas para aprimorar a leitura.

17. Acrônimos

Acrônimos, ou siglas, são palavras formadas pelas primeiras letras de várias palavras. Você pode usá-los para lembrar-se de nomes e outras informações difíceis de recordar.

RECURSOS VISUAIS

Desenha um esquema ou ilustração simples daquilo que está aprendendo.

19. Faça um mapa mental

Se você tem dificuldades para se lembrar de temas históricos, crie um mapa mentalde acontecimentos interligados. Esse recurso pode ajudar você a relacionar informações e lembrar-se com mais precisão e facilidade.

20. Símbolos

Crie ou memorize símbolos de determinadas disciplinas para aprender com mais facilidade. Pode ser o caso de matemática ou física, por exemplo.

21. Use recursos on-line

Há diversos cursos e canais de vídeos on-line que podem ajudar você a estudar. Procure por aquilo que é de seu interesse e aproveite as informações.

22. Use materiais gráficos

Cartazes e ilustrações também são ótimas maneiras de aprender. Você pode criar uma estrutura para cada conteúdo e relacioná-la com aquilo que precisa lembrar-se mais tarde.

23. Organize seus pensamentos

Mapear aquilo que você aprende também é muito importante. Para concluir os estudos do dia faça um mapa de tudo que você aprendeu, sem consultar suas anotações ou livros, é claro.

Recursos auditivos

Assim como as músicas você também pode usar jogos de rimas ou palavras sem sentido para lembrar-se das matérias.

25. Brainstorm

Reúna-se com outras pessoas para fazer um brainstorm de estudos. Dividam dicas, ideias e técnicas para melhorar o aprendizado de todos.

26. Grave áudios

Grave áudios de leituras e outras anotações suas e as escute durante o trajeto para a escola ou até mesmo antes de dormir. É uma ótima maneira de revisar conteúdos e aprender sem perda de tempo.

27. Super aprendizado

Algumas práticas são essenciais para que você tenha um super aprendizado: dormir, relaxar, descansar, meditar, estar alerta e concentração. Cultive esses hábitos e aproveite os estudos de forma equilibrada.

28. Ria

Rir relaxa o corpo e a mente. Duas coisas muito necessárias para ter novas ideias e aproveitar o conhecimento.

Técnicas de sinestesia

Escrever suas anotações e resumos são ótimas forma de aprender e reter conteúdos.

30. Carregue um caderno

Ideias inesperadas podem acontecer a qualquer momento. Para não perdê-las, leve um caderno de anotações com você, onde quer que for.

31. Mantenha um diário

Mantenha um diário com suas experiências de aprendizado e dificuldades. Você pode usar materiais visuais, como fotos, por exemplo, para realçar a memória.

Leia também:  Como calcular a porcentagem de redução de custos

32. Organize com cores

Organize as suas matérias com cores. Use canetas, fitas e marca textos coloridos.

33. Use blocos de anotação

Os blocos de anotação autocolantes são muito práticos e podem ajudar você a não esquecer de prazos de entrega para trabalhos e provas.

Dicas de motivaçao

Use um sistema de recompensas para motivá-lo a se esforçar cada vez mais. Estabeleça metas e quando alcançá-las, escolha uma recompensa que gostaria de receber.

35. Motive-se

Por que você deseja aprender determinada coisa ou matéria? Qual é a sua meta principal? Estabelecer claramente seus objetivos pode ajudar você a se sentir motivado.

36. Prepare-se

Ao estabelecer uma meta, prepara-se ao máximo para conseguir alcançá-la. Procure recursos e informações que ajudam você a fazer isso.

37. Pense positivo

Tenha fé em si mesmo e acredite em suas capacidades, principalmente para as matérias que você tem maior dificuldade e não sente vontade de aprender.

38. Faça listas de organização

Uma dica que pode ajudar você a se organizar é fazer listas de coisas que precisa fazer ou aprender. Essas listas podem conter objetivos diários, semanais ou mensais, por exemplo.

39. Toda habilidade é aprendida

Falar, andar e gesticular. Praticamente tudo o que sabemos fazer é aprendido. Pense nisso quando estiver com vontade de desistir.

40. Reduza distrações

Aprender coisas novas, por exemplo, um idioma diferente, pode ser muito difícil, especialmente para pessoas na idade adulta. Reduzir as distrações enquanto estiver estudando é essencial para ser bem-sucedido.

41. Envolva outras pessoas

Envolver seus amigos e familiares pode ajudá-lo a aprender com mais eficiência e motivação.

42. Estabeleça regras

Determinar regras, prazos de entrega e limite de tempo pode ser uma forma de manter você concentrado e focado em suas metas de aprendizado.

Técnicas suplementares

Não apenas em número de livros ou páginas, mas também em diversidade de fontes e assuntos.

44. Conecte assuntos

Ler sobre coisas diferentes ajuda você a fazer conexões entre matérias inesperadas e a pensar criticamente.

45. Aprenda outro idioma

Aprender idiomas diferentes pode ajudar você a aprender mais sobre diversas coisas.

46. Aprenda como aprender

Converse com pedagogos e seus professores para saber sobre técnicas e dicas de como você pode aprender melhor.

47. Identifique o que você sabe

Muitas pessoas podem achar que não entendem ou sabem nada. Se você pensa assim, faça uma lista com todas as coisas que sabe fazer e já aprendeu.

48. Multi tarefa

Fazer várias coisas ao mesmo tempo não é bom, mas você pode organizar suas tarefas em categorias e blocos diferentes para que sejam feitas com mais agilidade e rapidez.

49. Tenha uma visão ampla

Uma visão ampla das coisas que você sabe é uma ótima forma de aprender com mais facilidade e profundidade.

50. Repetições

A repetição pode ajudar você a lembrar-se das informações com mais facilidade. Você pode, por exemplo, estudar a mesma matéria mais de uma vez por semana.

51. Faça testes

Peça para seus amigos ou um familiar para fazer perguntas sobre o que você estudou para saber se os conteúdos foram realmente absorvidos.

52. Tenha as ferramentas necessárias

Calculadora, réguas, lápis, borracha, e outras matérias básicas são essenciais para que você consiga estudar com eficiência.

53. Ferramentas on-line

Outras ferramentas que podem ajudar você, mas que estão disponíveis on-line são os tradutores de idiomas, calculadoras científicas e sites de busca, por exemplo.

54. Pensamento crítico

O pensamento crítico é muito importante para sua formação como indivíduo. Questione aquilo que aprende e busque diferentes visões sobre o mesmo assunto para não ser dominado por apenas uma linha de interpretação.

55. Resolução de problemas

A interpretação de texto é essencial para todas as matérias, não apenas para a gramática. Você precisa dela para resolver problemas de matemática, por exemplo, ou questões de biologia. Treine sua interpretação de textos com leituras desafiadoras.

Dicas para professores e pais

Informações simplesmente ouvidas ou vistas, por exemplo, em uma lousa, não são absorvidas concretamente e acabam esquecidas. Além disso, esse tipo de aula estimula o “decoreba” para a prova que muitos alunos adotam como estratégia para conseguir notas boas. Ensinar é muito mais que isso. Envolva os alunos no processo e aprenda com eles também!

57. Pirâmides de informação

Pode-se dizer que o aprendizado ocorre em camadas. Ninguém passa de cálculos simples para super equações em apenas alguns dias.

São necessários anos de estudo para que conceitos mais complexos possam ser aprendidos. Seu ensino deve funcionar a partir desse conceito.

Construa os conhecimentos básicos nas primeiras aulas e vá passando para as matérias mais complexas conforme o aprendizado dos alunos.

58. Use vídeo games

Há diversos jogos que podem ajudar você a dar aula. Esqueça os violentos e procure por jogos que possam, por exemplo, dar exemplos de matérias vistas em geografia ou história.

59. Encenar

Montar pequenas peças de teatro em sala de aula com seus alunos pode ajudá-los a entender melhor os conceitos ensinados. Outra dica é usar roteiros de cinema em sala de aula.

60. A regra do 80/20

Vamos adaptar a regra do 80/20 para o ensino. Podemos dizer que 20% das matérias ensinadas durante o ano requerem mais esforço e tempo, enquanto 80% não necessitam de tanto empenho.

61. Conte histórias

Use histórias para explicar os conceitos mais complexos (os 20% citados acima). Conteúdos de física ou geometria, por exemplo, podem ser compreendidos com mais facilidade quando você usa contextos presentes nas rotinas dos alunos para explicá-los.

62. Vá além do planejado

Muitas vezes, o currículo da escola não é suficiente para o aluno. Como pai ou professor você pode expandir esse horizonte e apresentar outras áreas menos exploradas dentro da escola, como a cidadania, a música e idiomas estrangeiros. O ensino de qualidade dessas matérias pode transformar o desenvolvimento dos estudantes.

63. Ensino na prática

Por que mostrar fotos de pinguins se você pode vê-los ao vivo? Ou estudar as regras da física apenas em exemplos de livros e não em um parque de diversões? O ensino na prática é uma das maneiras mais eficientes de aprender e nunca mais esquecer.

Dicas para estudantes e autodidactas

É fácil se sentir desmotivado com os estudos, principalmente quando você tem mais dificuldades para aprender determinadas coisas. Não deixe isso acontecer. Pense no tanto que você já conquistou até aqui e em tudo que está esperando você e seja aplicado nos estudos sem deixar de perseverar.

65. Ensine a si mesmo

Se você sente que pode aprender mais do que o que é passado na escola e quer ser desafiado, então aprenda de maneira diferente. Há diversos recursos nas bibliotecas e na internet para quem quer aprender sem ter que sair de casa.

66. Reúna-se

Se estudar sozinho não funciona e você gosta de ter os amigos por perto, monte um grupo de estudos.

67. Ensine outras pessoas

Ensinar é uma das melhores maneiras de aprender. Separe alguns amigos que têm dificuldades em matérias que você entende e explique esses conceitos de maneira objetiva e personalizada.

68. Escreva sobre tudo o que sabe

Você pode escrever sobre todas as matérias que aprendeu no ano escolar ou sobre as que mais gosta. Divida o conhecimento em tópicos e escreva sobre elas em um blog ou diário.

69. Aprenda com a experiência

Uma das formas mais fáceis de aprender é fazendo. Converse com seus pais e professores para que ajudem você a por na prática aquilo que aprendeu.

70. Faça testes

Depois de estudar você pode fazer testes consigo mesmo. Peça para seus amigos ou pais formularem perguntas para que você responda sem consultar nenhum material.

71. Aprenda o básico

Aprender exige paciência. Não tente passar por cima do básico e ir diretamente para os conceitos mais complexos. Você pode se frustrar e querer desistir antes mesmo de começar.

72. Planeje seu aprendizado

Planeje seu tempo e aprendizado para que sua vida permaneça equilibrada e você não fique desesperado quando a semana de provas estiver chegando.

Dicas finais

Se você se sentir intimidado com novas matérias ou ao entrar na faculdade, não desista. Todos podem aprender inclusive você.

 Basta perseverar e nunca deixar que o medo ou insegurança sejam maior que isso.

Se as pessoas disserem que determinada coisa é impossível para você, feche seus ouvidos para esses comentários.

Acredite em si mesmo e nunca pense que é incapaz de aprender.

75. Desafie a si mesmo

As pessoas são muito mais inteligentes do que pensam. Nunca se contente com o aceitável, mas procure desafios para aprender sempre mais e melhor.

76. Relaxe antes das provas

Se você seguir essas dicas e planejar seus estudos, não terá que se matar de estudar antes das provas. Aproveite o dia anterior para relaxar e pensar em outras coisas.

77. Compartilhe experiência, não seja neurótico

Não se preocupe, cada um tem seu tempo para tudo. Compartilhe suas experiências e preocupações com outras pessoas, seja presencialmente ou em fóruns on-line.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*