Como aliviar a náusea causada por medicamentos: 10 passos

A náusea é comum e pode causar grande desconforto nas pessoas. Além da gravidez, existem outras situações que podem estimular essa desagradável sensação. E, por isso é importante conhecer maneiras naturais de se livrar da náusea quando ela vier incomodar.

Especialmente para quem não é fã de medicamentos, os remédios feitos para aliviar a náusea podem ter efeitos colaterais igualmente desagradáveis. Um deles, por exemplo, é o excesso de sono – e não é sempre que podemos lidar com ele. Porém, existem opções naturais que resolvem o incômodo sem consequências.

Neste artigo mostramos 17 maneiras naturais de se livrar da náusea. Elas são as principais e mais efetivas, segundo estudos e pesquisas que comprovam sua eficiência. Confira:

1. Consuma gengibre

Como Aliviar a Náusea Causada por Medicamentos: 10 PassosO gengibre é funcional e famoso no trato da náusea. E isso mesmo que seu funcionamento nesse aspecto ainda não tenha sido 100% compreendido. Pesquisadores atestam sua eficiência e afirmam que ele atua como os medicamentos específicos para o caso (1, 2).

Como Aliviar a Náusea Causada por Medicamentos: 10 Passos

2 Presentes + Acesso VIP GRÁTIS!

Cadastre-se e recebe agora 2 Books com 20 Receitas Caseiras SUPERSUCOS + 14 Práticos Chás TERAPÊUTICOS + Acesso VIP Premium.

Seu consumo é extremamente recomendado por grávidas, que diminuem suas náuseas durante a gravidez. Pessoas em tratamento de quimioterapia também se beneficiam de sua ação (2, 3, 4, 5, 6 , 7, 8, 9).

O gengibre não tem efeitos colaterais. Ele age de forma igual a um medicamento alopático. A dose usada nos estudos foi entre 0,5 a 1,5 g da raiz seca de gengibre. Porém não há uma dose ideal definida para o tratamento da náusea (10, 11). A dose só deve ser cuidadosa em quem possua problemas cardíacos ou diabetes.

Algumas opiniões também se dividem na hora de falar sobre o consumo de gengibre na gravidez. Mesmo que seus efeitos colaterais tenham sido estudados e não tenham atingido níveis preocupantes, o ideal é consultar seu médico (1, 3, 12, 13, 14).

2. Faça aromaterapia com hortelã-pimenta

Como Aliviar a Náusea Causada por Medicamentos: 10 PassosA aromaterapia de hortelã-pimenta tem sido avaliada como positiva e funcional através de estudos. Sendo uma excelente forma de aliviar a náusea, seu cheiro se mostrou mais eficaz do que medicamentos e placebo (15).

Outro estudo apontou eficácia de 57% na aromaterapia. Já um terceiro estudo usou um inalador para direcionar o aroma e teve uma eficácia de 44% nos casos.

Em outra pesquisa, a aromaterapia de hortelã-pimenta foi eficaz na redução da náusea em 57% dos casos (16). E em outra, o uso de um inalador contendo óleo de hortelã-pimenta no início da náusea reduziu os sintomas em 44% dos casos (17).

Especialistas sugerem que o chá de hortelã pode ter efeitos similares à aromaterapia no tratamento contra a náusea. Mesmo que não seja comprovada, essa opção é uma medida de emergência funcional.

Os efeitos da aromaterapia de hortelã-pimenta foram adicionados em pílulas. Estas se mostraram eficazes e não demonstraram efeitos colaterais. No entanto, ainda existem poucas informações sobre quão segura é sua ingestão (18, 19).

Essa é uma boa opção. Porém ainda são necessárias mais informações sobre os resultados finais antes de poder ser realmente afirmado sua eficácia.

3. Aposte em acupuntura ou acupressão

Como Aliviar a Náusea Causada por Medicamentos: 10 Passos

Os tratamentos são feitos a partir do estímulo das fibras nervosas. Estas enviam mensagens à medula espinhal comandada pelo cérebro. Especialistas afirmam que são esses sinais que diminuem, de fato, a náusea (20, 21).

Pacientes operados foram capazes de se livrar da náusea com uma eficácia de 28 a 75% com a ajuda da acupressão e da acupuntura, segundo um relatório recente (22, 23).

A similaridade com o efeito de medicamentos também foi observada. Isso prova que esses métodos são tão funcionais quanto a alopatia (23).

A acupressão também foi diretamente conectada à prevenção de náuseas após sessões de quimioterapia. Já a acupuntura se mostrou mais eficaz para tratar náuseas em grávidas (24, 25, 26). O ponto P6 se mostrou essencial em estimulação, sendo chamado de ponto de acupuntura Neiguan (27).

Essa estimulação pode ser feita por conta própria. Basta posicionar o polegar a dois ou três dedos abaixo do pulso, em sua parte interior, acessando dois tendões que ficam aparentes nesse local. Pressione essa região por um minuto e repita o procedimento no outro braço.

4. Corte um limão

Como Aliviar a Náusea Causada por Medicamentos: 10 Passos

Cerca de 100 grávidas comprovaram isso ao inalar essências de limão após uma crise de náusea. Os efeitos foram reduzidos após 4 dias. A amêndoa, por outro lado, não se mostrou funcional nesse aspecto. A redução total foi de 9% em relação ao placebo de amêndoa (28).

O corte ou raspagem da casca de limão libera aromas semelhantes aos dos óleos essenciais usados no teste. Assim, ele pode atuar como uma das maneiras naturais de se livrar da náusea. Você pode também adquirir um frasco de óleo de limão para esse fim.

5. Controle sua respiração

Como Aliviar a Náusea Causada por Medicamentos: 10 Passos

Como o estudo envolvia placebos, mostrou-se que grande parte da funcionalidade na hora de aliviar a náusea se deu por conta do controle da respiração. Os aromas também possuíram efeitos, mas a respiração foi o ponto chave (29).

Em um segundo estudo, foi possível confirmar que a aromaterapia tem efeito independente à respiração. Assim, cada uma funcional à sua maneira. A respiração obteve uma taxa de funcionamento de 62% nos casos estudados, se provando eficiente (16).

Para respirar de forma eficaz é necessário inspirar contando até três, segurar a respiração por mais três segundo e expirar numa contagem de três.

6. Use especiarias específicas

Como Aliviar a Náusea Causada por Medicamentos: 10 PassosAlgumas especiarias são usadas desde tempos antigos como formas naturais amenizar a náusea. E por isso são populares e eficazes em seu tratamento.

Mesmo não sendo todas as especiarias comprovadamente funcionais, três delas passaram por estudos e demonstraram reduzir os seus sintomas:

  • Erva-doce em pó: usada por mulheres em seu período menstrual, ela alivia cólicas e náuseas (30);
  • Canela: tarata náusea, cólica e enjoo com efeitos cientificamente comprovados (31);
  • Extrato de cominho: alivia a náusea e também é eficaz contra a diarreia, dor abdominal, constipação e algumas doenças (32).

Os estudos ainda são poucos.Porém já demonstram a eficácia de se apostar em maneiras naturais de se livrar da náusea, como as especiarias. Também é importante pautar que as doses analisadas vão de 180 a 420 mg por dia.

7. Relaxe seus músculos

Como Aliviar a Náusea Causada por Medicamentos: 10 PassosEssa se mostrou uma maneira funcional de aliviar a náusea, contando com o chamado relaxamento muscular progressivo (RMP). Ele induz pacientes a relaxarem a musculatura de forma sequencial, atingindo não só efeitos no corpo como também na mente (33).

Uma revisão de estudos apontou o relaxamento muscular progressivo como funcional em pacientes que apresentavam náuseas advindas de processos de quimioterapia (34).

Outro estudo apontou para esses pacientes a eficácia da massagem, outra forma de relaxamento muscular. Massageando o braço e a perna por 20 minutos, resultados com até 24% de eficiência foram atingidos (35).

8. Tome suplemento de vitamina B6

Como Aliviar a Náusea Causada por Medicamentos: 10 Passos

Ela é vendida como um suplemento chamado de piridoxina. E, segundo estudos, é eficaz para tratar grávidas com náuseas constantes. Por isso, ela tem sido recomendada por médicos como um tratamento em situações leves (36, 37, 38, 39, 40, 41).

O consumo de até 200 mg por dia da piridoxina é recomendado e não traz nenhum efeito colateral. Sendo seguro para grávidas, ele é recomendado para qualquer paciente que sofra com os enjoos (41, 42,12, 43).

As dicas acima atuam de forma específica no tratamento da náusea. Porém, o ideal seria evitar ao máximo vivenciar esse tipo de desconforto. Dessa forma, algumas opções apontadas como funcionais pela ciência podem ser aplicadas para investir em qualidade de vida (44, 45).

9. Evite alimentos muito gordurosos

Como Aliviar a Náusea Causada por Medicamentos: 10 Passos

Alimentos como batatas, bananas e arroz diminuíram as chances de irritação no estômago e acabaram por prevenir desconfortos.

10. Consuma proteína

Refeições ricas em proteína combatem a náusea e ajudam você a se sentir saciado, especialmente em relação à carboidratos e gorduras (46).

11. Coma mais vezes

Comer mais vezes ao dia em menores porções é extremamente mais eficiente contra a náusea do que consumir grandes pratos poucas vezes ao dia. Invista nisso e previna a náusea.

12. Não deite após as refeições

Indivíduos que costumam se deitar após as refeições se mostraram mais propensos a ter um estômago irritado. Assim, prefira se manter em pé após as refeições.

13. Não beba enquanto come

Evite o consumo líquido junto às refeições. Esse hábito pode encher demais o estômago e estimular sensações desagradáveis de náusea ou refluxo.

14. Beba bastante água

Invista em beber bastante água como uma das maneiras naturais de se livrar da náusea, uma vez que a desidratação se mostrou um impulso para seus sintomas.

Aposte no consumo de água especialmente se suas náuseas incluírem vômitos, pois nesse caso é necessário repor a água perdida.

15. Não abuse de perfumes

Odores fortes também podem ser agravantes da náusea, especialmente em mulheres grávidas. Então evite desconfortos e não abuse de perfumes, desodorantes, aromatizantes caseiros e outros aromas fortes.

16. Cuidado com suplementos de ferro

Mulheres grávidas, em especial, devem evitar o uso de suplementos de ferro, uma vez que eles se mostraram – através de estudos – passíveis a piorar os sintomas da náusea (47).

Leia também:  Como calcular a arbitragem em forex: 11 passos

17. Aposte em exercícios

Se você tem náusea com frequência, pode investir em exercícios funcionais contra ela, como a ioga e algumas opções de exercícios aeróbicos (48, 49).

Vale ressaltar que a maioria dessas últimas dicas são mais informais. Mesmo assim, elas representam pouco risco como maneiras naturais de se livrar da náusea e podem ser experimentadas sem medo.

12 Remédios Naturais para tratar vômito e náusea

O vômito é uma resposta do corpo que rejeita um alimento ou alguma coisa que esteja causando disturbo ao estômago, e geralmente vem acompanhado de náuseas e ânsias. Apesar de ocorrer mais comumente devido a um mal-estar gastrointestinal, o vômito também pode ocorrer por mudanças e transtornos hormonais e ou alergias alimentares.

Alguns remédios naturais podem ajudar a enfrentar a difícil vontade de vomitar, fazendo o vômito cessar ou, pelo menos, aliviando as náuseas.

Mas lembre-se!, o vômito, apesar de ser chato pra caramba, pode ser uma salvação dado que está expelindo alguma coisa que te esteja fazendo mal. Use os remédios naturais abaixo se perceber que não tem mais o que vomitar e que as contrações do vômito estão apenas te fazendo mal.

  1. Gengibre
  2. Suco de limão
  3. Banana
  4. Cravo-da-índia
  5. Folhas de hortelã
  6. Água de arroz
  7. Soro caseiro
  8. Mel
  9. Vinagre de maçã
  10. Acupressão no pulso
  11. Gelo
  12. Bolachas salgadas

Gengibre é um antigo remédio natural contra náuseas e vômitos. Você pode consumi-lo de várias formas, chupando o próprio pedaço da raiz, ou balas de gengibre. Também pode-se fazer um chá de gengibre quente ou gelado.

O gengibre alivia as náuseas e pode impedir que a pessoa continue vomitando.

2. SUCO DE LIMÃO

Chupar um pedaço de limão ou tomar, aos poucos, bem devagar, o suco dessa fruta, combate as náuseas e impede a desidratação. Esprema o suco de um limão em um copo de água e beba-o aos golinhos para obter alívio.

3. BANANA

Quando a gente está passando mal do estômago, comer é a última coisa que passa na nossa cabeça. No entanto, comer pequenas porções de banana amassada pode ser de grande ajuda para regularizar as contrações do vômito e da diarreia, além de dar energia já que, provavelmente, você estará se sentindo muito fraco de tanto vomitar.

4. CRAVOS-DA-ÍNDIA

O Cravo-da-índia é popularmente conhecido para tratar diarreia, vômito, náuseas e indigestão. Faça um chá de cravo, colocando uma colher de sopa de cravo-da-índia a um copo de água e deixando ferver por 10 minutos.

Coe e beba sempre que sentir que vai vomitar. O aroma e sabor do cravo podem criar um alívio imediato tanto do vômito quanto das náuseas.

5. FOLHAS DE HORTELÃ

Simplesmente pegue as folhas frescas de hortelã e mastigue-as! Essa planta é capaz de acabar com irritações no intestino e no esôfago. Também é capaz de eliminar germes no estômago que podem estar causando o vômito.

6. ÁGUA DE ARROZ

Ferva uma colher de sopa de arroz em um pouco de água. Espere que o arroz cozinhe, então coe e reserve a água. Vá tomando aos poucos dessa água para obter alívio contra as náuseas e interromper os vômitos. A água de arroz é um santo remédio para melhorar e resolver problemas de digestão.

7. SORO CASEIRO

Uma solução de água, açúcar e sal, o famoso soro caseiro, vai repor os eletrólitos que seu corpo perdeu com o vômito. Vomitar continuamente pode ser perigoso pois desidrata e causa a perda não só de água mas de muitos nutrientes, sais minerais importantes. Por isso é importante uma reposição rápida.

Para cada litro de água filtrada, coloque uma colher de sopa bem cheia de açúcar e uma colher de café de sal. Vá consumindo a mistura aos poucos, aos golinhos. Isso vai reestabelecer o equilíbrio dos fluidos no corpo e ajudar a parar o vômito.

8. MEL

O mel é um alimento extremamente curativo. Dilua uma colher de sopa de mel orgânico em um copo de água morna e vá bebendo a mistura aos poucos, bem devagar. Isso ajudará a parar o vômito e as náuseas.

9. VINAGRE DE MAÇÃ

Se o vômito for causado por bactérias (comida estragada por exemplo), então elas precisam ser removidas o mais rápido possível. O vinagre é um poderoso antibactericida e vai ajudar o corpo a eliminar o que lhe estiver causando o vômito. Adicione uma colher de sopa do vinagre de maçã a um copo de água e beba bem devagar, observe o efeito e repita se sentir melhora.

10. ACUPRESSÃO NO PULSO

A acupressão é uma técnica da medicina tradicional chinesa que usa a pressão para estimular certos pontos do corpo e aliviar sintomas. Pressionar o ponto Neiguan (P-6), um lugar perto na palma do antebraço, perto do pulso, pode ajudar a aliviar náuseas e vômito.

Para massagear esse ponto de pressão, siga esses passos:

  1. Coloque três dedos obliquamente sobre o pulso
  2. Coloque seu dedão abaixo do dedo indicado
  3. Massageie esse ponto em um movimento firme e circular, por dois ou três minutos
  4. Repita no outro pulso

Manter-se hidratado é essencial para uma recuperação mais rápida e para impedir o desequilíbrio dos fluidos corpóreos. Mas, nem sempre conseguimos colocar alguma coisa pra dentro nestes casos de total mal-estar. Que tal comer gelo, caso as bebidas líquidas não sejam muito convidativas, para manter-se hidratado?

12. BOLACHAS SALGADAS

As bolachas salgadas tipo cream cracker ou de água e sal podem ajudar em caso de vômito. Elas absorvem os ácidos do estômago e são excelentes para tratar náuseas em geral e enjoos matinais.

Cuidados com crianças

Em caso de crianças, assegure-se de mantê-las deitadas de lado para evitar que inalem o próprio vômito ou engasguem.

Encoraje o consumo de água, já que a desidratação é perigosa para elas.

Contate um médico se:

  • Estiver vomitando a mais de dois dias, se sua criança estiver vomitando a mais de um dia, se o vômito vai e volta por mais de um mês, se você estiver perdendo peso.
  • Busque ajuda médica imediatamente se o vômito vier acompanhado de:
  • Dor no peito, dor abdominal forte, visão embaçada, tontura ou desmaio, febre alta, torcicolo, pele fria, pálida e pegajosa, dor de cabeça muito forte e se você não estiver conseguindo manter comida ou líquidos no estômago por, pelo menos, 12 horas.

Medicamentos no tratamento de náusea e vômito na emergência

  • Pergunta da revisão
  • Revisamos os efeitos de medicamentos no tratamento de náusea e vômito em adultos na emergência.
  • Introdução

Náusea (sentir-se doente) e vômito (estar doente) são sintomas comuns em pessoas na emergência, e pode ser devido a uma variedade de causas.

Além de ser aflitivo, pode causar outros problemas tais como desidratação (situação em que o corpo perde mais fluido do que recebe). Medicações para tratar náusea tem sido úteis em outras situações, tais como após cirurgias, embora não se saiba qual o melhor medicamento para pessoas na emergência.

Características dos estudos

A evidência é atual até Agosto de 2014. Nós incluímos oito ensaios clínicos com 952 participantes.

Os ensaios clínicos avaliaram diferentes medicamentos, em diferentes doses, mas somente três ensaios incluiram um grupo placebo (medicação fictícia) Seis destes ensaios clínicos foram de alta qualidade, com baixo risco de erro (i.e.

viés, no qual o efeito real foi exagerado). Para esta revisão, nós incluímos os efeitos das medicações na náusea e vômito até uma hora após a sua ingestão.

Resultados principais e qualidade de evidência

Os principais resultados de interesse foram o efeito sobre náusea entre zero e 60 minutos após a administração do medicamento, número do episódio de vômitos e efeitos colaterais das medicações. Destes, somente náusea aos 30 minutos e efeitos colaterais foram relatados por todos os ensaios clínicos.

De todos os ensaios clínicos, somente uma medicação foi relatada ser melhor do que placebo e outras medicações. Esta foi droperidol, o qual foi incluído em somente um ensaio clínico com 97 participantes.

Nenhuma outra medicação, individualmente, foi definitivamente melhor do que qualquer outra medicação, e nenhum dos outros ensaios clínicos que incluíram um grupo placebo mostrou que medicamentos definitivamente funcionaram melhor que placebo. Efeitos adversos foram leves.

Nossos resultados sugerem que nos pacientes atendidos na emergência, náusea geralmente irá melhorar, seja tratada com medicamentos, seja com placebo.

Assim, tratamento de suporte, tal como fluido intravenoso (no qual fluido é administrado diretamente dentro do vaso sanguíneo) pode ser suficiente para a maioria das pessoas.

De uma forma geral, a qualidade de evidência foi fraca, principalmente porque não havia dados suficientes.

Conclusão dos autores: 

Nos pacientes de emergência, não existe evidência definitiva para suportar a superioridade de qualquer droga sobre outra, ou a superioridade de qualquer droga sobre o placebo. Participantes recebendo placebo geralmente relataram melhora significativa da náusea, sugerindo que tratamento de suporte tais como fluidos intravenosos possam ser suficientes para a maioria das pessoas.

Se uma droga é considerada necessária, a escolha pode ser baseada em outras considerações tais como preferência pessoal, perfil de efeitos adversos e custo. Esta revisão foi limitada pela pobreza de ensaios clínicos neste tema.

Pesquisa futura deveria incluir o uso de placebo, focar em grupos diagnósticos específicos e realizar o controle de determinados fatores tais como fluido intravenoso administrado.

Leia também:  Como alterar a letra da partição do sistema no windows xp

Leia o resumo na íntegra…

Contexto: 

Náusea e vômito é uma queixa comum e desconfortável na emergência. A etiologia da náusea e vômito na emergência é variável e drogas geralmente são prescritas. Não existe nenhum consenso em relação à melhor medicação para náusea e vômito para adultos.

Objetivos: 

Fornecer evidência da eficácia e segurança das medicações antieméticas no manuseio da náusea e vômito em adultos na emergência.

Estratégia de busca: 

Buscamos no Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL; 2014, Edição 8), MEDLINE (OvidSP) (Janeiro de 1966 a Agosto de 2014), EMBASE (OvidSP) (Janeiro de 1980 a Agosto de 2014) e ISI Web of Science (Janeiro de 1955 a Agosto 2014). Nós também buscamos ensaios clínicos relevantes, registros e apresentações em conferência.

Critérios de seleção: 

Nós incluímos ensaios clínicos controlados randomizados (ECCRs) de qualquer droga no tratamento de náusea e vômito em adultos na emergência. A eligibilidade do estudo não foi restringida por idioma ou status de publicação.

Coleta dos dados e análises: 

Dois revisores independentemente realizaram a seleção do estudo, extraíram dados e avaliaram os riscos de viés nos estudos selecionados. Nós contactamos os autores de estudos para obter informação perdida, se necessário.

Resultados principais: 

Nós incluímos oito ensaios clínicos, envolvendo 952 participantes, dos quais 64% eram mulheres. Ensaios clínicos incluídos geralmente foram de qualidade satisfatória, com seis ensaios clínicos de baixo risco de viés e dois com alto risco de viés.

Três ensaios clínicos com 518 participantes compararam cinco diferentes drogas com placebo; todos relataram o resultado primário como a média da mudança na escala visual analógica (VAS) (0 a 100) para a gravidade da náusea desde o início desta até 30 minutos.

Ensaios clínicos geralmente não relatam resultados primários de melhora de náusea aos 60 minutos ou o número de episódios de vômitos.

Diferenças de mudança do início até 30 minutos entre o placebo e as drogas avaliadas foram: metoclopramida (três ensaios clínicos, 301 participantes; diferença da média (DM) -5,27, 95% intervalo de confiança (IC) -11,33 a 0,80), odansetrona (dois ensaios clínicos, 250 participantes; DM -4,32, IC 95% -11,2 a 2,56), proclorperazina (um ensaio clínico, 50 participantes; DM -1,80, IC 95% -14,4 a 10,8), prometazina (um ensaio clínico, 82 participantes; DM -15,8, IC 95% -26,98 a -4,62), droperidol (um ensaio clínico, 48 participantes; DM -15,8 IC 95% -26,98 a -4,62). A única diferença estatisticamente significante até os 30 minutos do uso foi para droperidol, em um único ensaio clínico de 48 participantes. Nenhuma droga foi estatisticamente significantemente superior ao placebo. Outros ensaios clínicos incluídos avaliaram uma droga comparada a controles ativos (antieméticos alternativos). Não havia evidência convincente de superioridade de nenhuma droga particular comparada ao controle ativo. Todos os ensaios clínicos nesta revisão relataram eventos adversos, mas eles foram variavelmente reportados como impedindo a expressão de resultados. Eventos adversos, foram de uma foram geral, descritos como leves. Não houve relato de eventos adversos graves. De uma forma geral, a qualidade da evidência foi fraca, principalmente porque não havia dados suficientes.

Notas de tradução: 

Tradução da Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brazil (Sócrates Pereira Silva) Contato: [email protected] Translation notes: CD010106

18 remedios para terminar con los dolores de cabeza de manera natural

El dolor de cabeza es una afección frecuente que muchas personas sufren a diario.

Desde un dolor incómodo hasta uno absolutamente insoportable, pueden interrumpir tu vida cotidiana.

Hay muchos tipos de dolores de cabeza, pero los más frecuentes son los causados por la tensión. Hay dolores de cabeza en brotes que son intolerables y ocurren en grupos o “racimos”, mientras que las migrañas son un tipo de dolor de cabeza de moderado a intenso.

Si bien hay muchos medicamentos destinados a aliviar los síntomas del dolor de cabeza, también hay varios tratamientos naturales que son eficaces.

Aquí encontrarás 18 remedios caseros eficaces para deshacerte naturalmente de los dolores de cabeza.

  • Una mala hidratación te puede causar un dolor de cabeza.
  • De hecho, los estudios han demostrado que la deshidratación crónica es una causa frecuente de dolores de cabeza causados por tensión y migrañas.
  • Afortunadamente, se ha demostrado que beber agua alivia los síntomas del dolor de cabeza en 30 minutos a tres horas, en la mayoría de las personas que sufren de deshidratación.
  • Además, la deshidratación puede afectar la concentración y causar irritabilidad, lo que hace que tus síntomas parezcan aún peores.
  • Para ayudar a evitar los dolores de cabeza por deshidratación, debes concentrarte en beber suficiente agua durante todo el día y comer alimentos con alto contenido de agua.
  1. El magnesio es un mineral importante necesario para innumerables funciones en el cuerpo, por ejemplo, el control del azúcar en la sangre y la transmisión nerviosa.
  2. Es interesante que el magnesio también ha demostrado ser un remedio seguro y eficaz para los dolores de cabeza.
  3. Hay evidencia que sugiere que la deficiencia de magnesio es más común en personas que tienen frecuentes dolores de cabeza por migraña, en comparación con aquellos que no los padecen.
  4. Los estudios demostraron que el tratamiento con 600 mg de citrato de magnesio por vía oral al día ayudó a reducir tanto la frecuencia como la intensidad de las migrañas.
  5. Tomar suplementos de magnesio, sin embargo, puede causar en algunas personas efectos secundarios en el sistema digestivo como diarrea, por lo que, para tratar los síntomas del dolor de cabeza, es mejor comenzar con una dosis más baja.
  6. Puedes encontrar suplementos de magnesio en línea.
  • Si bien, tomar una bebida alcohólica suele no causar dolor de cabeza en la mayoría de personas, los estudios demostraron que el alcohol puede desencadenar migrañas en aproximadamente un tercio de las personas que experimentan dolores de cabeza frecuentes.
  • También se ha demostrado que, en muchas personas, el alcohol causa tensión y dolores de cabeza en brote.
  • Al actuar como un vasodilatador, el alcohol ensancha los vasos sanguíneos y permite que la sangre fluya más libremente.

En algunas personas, la vasodilatación puede causar dolores de cabeza. De hecho, los dolores de cabeza son un efecto secundario frecuente de los medicamentos vasodilatadores, como los que tratan la presión arterial.

Además, el alcohol actúa como diurético, provocando, al orinar con frecuencia, que el cuerpo pierda líquidos y electrolitos. Esta pérdida de líquido puede causar deshidratación, lo que a su vez puede causar o empeorar los dolores de cabeza.

Hay muchas formas en que la falta de sueño afecta la salud. En algunas personas, puede causar dolores de cabeza.

Por ejemplo, un estudio comparó la frecuencia y la intensidad del dolor de cabeza en aquellos que dormían menos de seis horas por noche y los que dormían más. Se descubrió que los que dormían menos tenían dolores de cabeza más frecuentes e intensos.

Sin embargo, también se ha demostrado que dormir demasiado puede desencadenar dolores de cabeza. Por lo tanto, una cantidad adecuada de descanso es importante para aquellos que buscan la prevención natural del dolor de cabeza.

Para obtener los máximos beneficios, ten en cuenta que el “punto ideal” es de siete a nueve horas de sueño por noche.

  1. La histamina es una sustancia química producida por el cuerpo de manera natural que desempeña una función en el sistema inmune, digestivo y nervioso.
  2. También se encuentra en ciertos alimentos como quesos añejos, alimentos fermentados, cerveza, vino, pescado ahumado y embutidos.
  3. Los estudios sugieren que el consumo de histamina puede causar migrañas en aquellas personas sensibles a esta sustancia.
  4. Algunas no pueden excretar la histamina de manera adecuada porque sufren un deterioro en la función de las enzimas responsables de descomponerla.
  5. Una estrategia útil para las personas que sufren dolores de cabeza frecuentes puede ser eliminar los alimentos ricos en histamina de la dieta.
  • Los aceites esenciales son líquidos altamente concentrados que contienen compuestos aromáticos de una variedad de plantas.
  • Tienen muchos beneficios terapéuticos y se usan con mayor frecuencia por vía tópica, aunque algunos se pueden ingerir.
  • Cuando tienes dolor de cabeza, los aceites esenciales de menta y lavanda son especialmente útiles.
  • Se ha demostrado que aplicar aceite esencial de menta en las sienes reduce los síntomas de los dolores de cabeza por tensión.
  • Por otro lado, cuando se aplica en el labio superior y se inhala, el aceite de lavanda es muy eficaz para reducir el dolor de migraña y los síntomas asociados.
  • Compra aceite de menta y aceite de lavanda en línea.

Las vitaminas B son un grupo de micronutrientes solubles en agua que tienen muchas funciones importantes en el cuerpo. Por ejemplo, contribuyen a la síntesis de neurotransmisores y ayudan a convertir los alimentos en energía.

  1. Algunas vitaminas B pueden tener un efecto protector contra los dolores de cabeza.
  2. Varios estudios han demostrado que los suplementos de vitamina B riboflavina (B2), ácido fólico, B12 y piridoxina (B6) pueden reducir los síntomas del dolor de cabeza.
  3. Las vitaminas del complejo B contienen las ocho vitaminas B y son una forma segura y rentable de tratar naturalmente los síntomas del dolor de cabeza.
  4. Debido a que son solubles en agua y que cualquier exceso se eliminará a través de la orina, las vitaminas B se consideran seguras para tomar regularmente.
  5. Puedes encontrar vitaminas B en línea.
  • El uso de una compresa fría puede ayudar a reducir los síntomas del dolor de cabeza.
  • La aplicación de compresas frías o congeladas en el área del cuello o la cabeza disminuye la inflamación, ralentiza la conducción nerviosa y contrae los vasos sanguíneos, todo lo cual ayuda a aliviar el dolor de cabeza.
  • En un estudio realizado en 28 mujeres, la aplicación de una bolsa de gel frío en la cabeza redujo significativamente el dolor de migraña.
Leia também:  Como agir durante uma simulação de incêndio: 13 passos

Para hacer una compresa fría, llena una bolsa impermeable con hielo y envuélvela en una toalla suave. Aplica la compresa en la parte posterior del cuello, la cabeza o las sienes para aliviar el dolor de cabeza.

  1. La coenzima Q10 (CoQ10) es una sustancia producida naturalmente por el cuerpo que ayuda a convertir los alimentos en energía y funciona como un poderoso antioxidante.
  2. Los estudios han demostrado que tomar suplementos de CoQ10 puede ser una forma eficaz y natural de tratar los dolores de cabeza.
  3. Por ejemplo, un estudio en 80 personas demostró que tomar 100 mg de suplementos de CoQ10 al día redujo la frecuencia, la intensidad y la duración de la migraña.
  4. Otro estudio que incluyó a 42 personas que experimentaron migrañas frecuentes encontró que tres dosis de 100 mg de CoQ10 durante el día ayudaron a disminuir la frecuencia de la migraña y los síntomas relacionados con la migraña como las náuseas.
  5. Los suplementos de CoQ10 están disponibles en línea.
  • Los estudios sugieren que en algunas personas la intolerancia a ciertos alimentos puede desencadenar dolores de cabeza.
  • Para descubrir si un determinado alimento está causando dolores de cabeza frecuentes, prueba una dieta de eliminación que suprima los alimentos comúnmente vinculados con los síntomas del dolor de cabeza.
  • Las personas que padecen de migrañas, informan que el queso añejo, el alcohol, el chocolate, las frutas cítricas y el café están entre los desencadenantes de alimentos que se reportan con más frecuencia.

En un pequeño estudio, una dieta de eliminación de 12 semanas disminuyó el número de dolores de cabeza por migraña que experimentaron las personas. Estos efectos comenzaron a las cuatro semanas.

Lee más aquí sobre cómo seguir una dieta de eliminación de manera adecuada.

  1. Cuando tienes dolor de cabeza, beber bebidas que contienen cafeína, como el té o el café, puede proporcionar alivio.
  2. La cafeína mejora el estado de ánimo, aumenta la atención y contrae los vasos sanguíneos, todo lo cual puede tener un efecto positivo en los síntomas del dolor de cabeza.
  3. También ayuda a aumentar la efectividad de los medicamentos comunes utilizados para tratar los dolores de cabeza, como el ibuprofeno y el acetaminofeno.
  4. Sin embargo, también se ha demostrado que, si una persona consume regularmente grandes cantidades de cafeína y la deja repentinamente, la abstinencia de cafeína le puede causar dolores de cabeza.
  5. Por lo tanto, las personas que sufren dolores de cabeza frecuentes deben tener en cuenta su consumo de cafeína.
  • La acupuntura es una técnica de la medicina tradicional china que consiste en insertar agujas finas en la piel para estimular puntos específicos del cuerpo.
  • En muchos estudios, esta práctica se ha relacionado con una reducción en los síntomas de dolor de cabeza.
  • Una revisión de 22 estudios que incluyó a más de 4,400 personas encontró que la acupuntura era tan eficaz como los medicamentos comunes para la migraña.
  • Otro estudio encontró que la acupuntura era más eficaz y segura que el topiramato, un medicamento anticonvulsivo utilizado para tratar las migrañas crónicas.
  • Si estás buscando una forma natural de tratar los dolores de cabeza crónicos, la acupuntura puede ser una opción que valga la pena.

Practicar yoga es una excelente manera de aliviar el estrés, aumentar la flexibilidad, disminuir el dolor y mejorar tu calidad de vida en general.

La práctica del yoga incluso puede ayudar a reducir la intensidad y la frecuencia de tus dolores de cabeza.

Un estudio investigó los efectos del yoga como terapia en 60 personas con migrañas crónicas. La frecuencia e intensidad del dolor de cabeza se redujeron más en aquellos que recibieron terapia de yoga y atención convencional, en comparación con aquellos que solo recibieron atención convencional.

Otro estudio encontró que las personas que practicaban yoga durante tres meses tenían una reducción significativa en la frecuencia del dolor de cabeza, la intensidad y los síntomas asociados, en comparación con aquellos que no practicaban yoga.

  1. Hay algunas personas a quienes los olores fuertes como los de los perfumes y los productos de limpieza les pueden causar dolores de cabeza.
  2. Un estudio que incluyó a 400 personas que sufrían de migraña o dolores de cabeza tensionales encontró que los olores fuertes, especialmente los perfumes, a menudo desencadenaron dolores de cabeza.
  3. Esta hipersensibilidad a los olores se llama osmofobia y es común en personas con migrañas crónicas.
  4. Si crees que puedes ser sensible a los olores, evitar los perfumes, el humo del cigarrillo y los alimentos con aroma intenso puede ayudar a disminuir la probabilidad de que se desarrolle una migraña.

Algunas hierbas como la matricaria y la petasita pueden reducir los síntomas del dolor de cabeza.

La matricaria es una planta con flores que tiene propiedades antiinflamatorias.

Algunos estudios sugieren que tomar suplementos de matricaria en dosis de 50-150 mg al día puede reducir la frecuencia del dolor de cabeza. Sin embargo, otros estudios no han encontrado ningún beneficio.

La raíz de petasita proviene de un arbusto perenne nativo de Alemania y, al igual que la matricaria, tiene efectos antiinflamatorios.

Varios estudios han demostrado que tomar extracto de petasita en dosis de 50-150 mg reduce los síntomas del dolor de cabeza tanto en adultos como en niños.

Por lo general, la matricaria se considera segura si se toma en las cantidades recomendadas. Sin embargo, la petasita se debe consumir con precaución, ya que las formas no purificadas pueden causar daño hepático y se desconocen los efectos de su uso a largo plazo.

La matricaria está disponible en línea.

  • Los nitratos y nitritos son conservantes alimenticios comunes que se agregan a las salchichas, embutidos y tocino para mantenerlos frescos al evitar el crecimiento bacteriano.
  • Se ha demostrado que, en algunas personas, los alimentos que los contienen provocan dolores de cabeza.
  • Los nitritos pueden desencadenar dolores de cabeza al causar la dilatación de los vasos sanguíneos.
  • Para minimizar tu exposición a los nitritos, limita la cantidad de carnes procesadas en tu dieta y siempre que sea posible, elige productos sin nitrato.
  1. La raíz de jengibre contiene muchos compuestos beneficiosos, incluidos antioxidantes y sustancias antiinflamatorias.
  2. Un estudio en 100 personas con migrañas crónicas encontró que 250 mg de polvo de jengibre era tan eficaz como el sumatriptán convencional para el dolor de cabeza para reducir el dolor de la migraña.
  3. Además, el jengibre ayuda a reducir las náuseas y los vómitos, síntomas comunes asociados con dolores de cabeza intensos.
  4. Puedes tomar jengibre en polvo en forma de cápsula o preparar un té concentrado con raíz de jengibre fresca.
  • Una de las formas más simples de reducir la frecuencia y la intensidad del dolor de cabeza es tener actividad física.
  • Por ejemplo, un estudio en 91 personas encontró que 40 minutos de bicicleta fija en interiores tres veces por semana fue más efectivo que las técnicas de relajación para reducir la frecuencia del dolor de cabeza.
  • Otro estudio grande que incluyó a más de 92,000 personas mostró que un bajo nivel de actividad física estaba claramente relacionado con un mayor riesgo de dolores de cabeza.
  • Hay muchas maneras de aumentar tu nivel de actividad, pero uno de los métodos más fáciles es simplemente aumentar tu cantidad de pasos durante el día.
  1. Muchas personas se ven afectadas negativamente por dolores de cabeza frecuentes, por lo que es importante encontrar opciones de tratamiento naturales y eficaces.
  2. El yoga, algunos suplementos, los aceites esenciales y cambios en la dieta son formas naturales, seguras y eficaces de reducir los síntomas del dolor de cabeza.
  3. Si bien los métodos tradicionales como los medicamentos suelen ser necesarios, hay muchas formas naturales y eficaces para prevenir y tratar los dolores de cabeza.
  4. Leer el artículo en Inglés

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*