Como alimentar um filhote de pitbull american bully

Qual é a melhor ração para American Bully?

Essa é uma raça relativamente nova, que ainda não tem pesquisas consistentes sobre as predisposições hereditárias dele em relação à doenças.

Mas sabemos que é um cão de companhia, forte, muito dócil e ativo. Apesar da aparência assustadora pra alguns, quem tem um cão desse em casa, sabe que é uma raça maravilhosa.

Fizemos nossa pesquisa considerando as necessidades dessas raças, para dar a você leitor as melhores sugestões de ração.

Lembrando que ele é parente próximo do Pitbull, Bulldogue Inglês e American Starforshire .

IMAGEM PRODUTO
Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
  • Proteína de boa qualidade com suplementação de Whey Protein, somando 31% de proteína bruta
  • Fibras e probióticos para uma boa saúde intestinal
Verificar Preço →
Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
  • Linha completa para atender cães de grande porte desde filhotes até idosos
  • Presença de glucosamina e condroitina
Verificar Preço →
Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
  • Proteína de boa qualidade
  • Alta digestibilidade e palatabilidade
Verificar Preço →
Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
  • Uso de minerais orgânicos
  • Proteínas de boa qualidade e ótima digestibilidade
Verificar Preço →
Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
  • Adição de BCAA na fórmula para potencialização de ganho de massa muscular
  • Proteínas de alta digestibilidade e absorção
Verificar Preço →

Você sabia? Leitores do site ganham 10% de desconto na PetLove com o cupom AMORAOSPETS! Aproveite ❤️

Melhores Rações para American Bully: Conhecendo as Principais Opções do Mercado

Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully

  • Mas para que você tenha uma aprendizagem completa e também consiga entender melhor alguns fatores de escolha, nós fizemos uma mini-análise sobre cada uma das opções.
  • Além disso, colocamos os prós e contras de cada escolha.
  • Mas vale lembrar sempre que essa é a opinião pessoal do Amor aos Pets.

1. Ração PremieR Pitbull: Opção com Adição de Whey Protein (Maior Quantidade de Proteína)

Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully

  1. Ela é específica para o seu parente próximo, o Pitbull, é verdade.
  2. Mas analisando as características das duas raças, vimos que têm a mesma necessidade nutricional, pelo porte e características anatômicas.
  3. Abaixo confira os prós e contras dessa ração:

Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully Proteína de boa qualidade com suplementação de Whey Protein, somando 31% de proteína bruta Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully Fibras e probióticos para uma boa saúde intestinal Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully Sem transgênico e sem corantes Contém antioxidantes sintéticos

2. Ração Royal Canin Maxi: Opção com Linha Completa Desde Filhotes Até Sêniores

  • Essa ração, pode ser extremamente benéfica ao seu cão.
  • Ela conta com alguns componentes de qualidade, que vão nutrir seu American Bully e também ajudar em prevenção de doenças comuns, devido suas características genéticas e anatômicas.
  • Lembrando que ela é uma ração pertencente ao grupo de Super Premium.
  • Com os prós e contras, você entenderá um pouco mais:

Linha completa para atender cães de grande porte desde filhotes até idosos Presença de glucosamina e condroitina Proteína de boa qualidade, suplementada por BCAA que é responsável pela saúde muscular Contém transgênicos e antioxidantes sintéticos

3. Ração Biofresh: Opção com Proteína de Altíssima Qualidade

  1. A Biofresh tem fórmula mais próxima do natural.
  2. Sua composição é sem transgênicos, sem corantes e sem antioxidantes sintéticos, usa componentes bem diferenciados, com a intenção de chegar o mais perto possível da “comida caseira balanceada”.

  3. Para quem gosta de opções mais “naturebas”, essa é uma ótima opção.

  4. Vamos conferir os prós e contras, pra você entender o porque ela é uma ótima opção para o seu American Bully:

Proteína de boa qualidade Alta digestibilidade e palatabilidade Adição de condroitina e glucosamina para saúde articular Sem transgênicos e antioxidantes sintéticos Preço elevado

4. Ração N&D Prime: Opção Mais Completa da Lista

  • A ração N&D Prime é uma das pioneiras na fabricação de “rações naturais”.
  • Essa ideia começou a surgir a partir de estudo que viam que muitos dos componentes sintéticos nas fórmulas de ração, tinham potencial para causar problemas de saúde a longo prazo.
  • A N&D tem uma linha bem completa para atender cães de todas as idades e portes e não é diferente com o seu American Bully.
  • Vamos conferir os prós e contras:

Uso de minerais orgânicos Fonte natural de vitaminas e fibras (frutas e vegetais) Proteínas de boa qualidade e ótima digestibilidade Sem transgênicos e antioxidantes sintéticos Preço mais alto

5. Ração Golden Power Training: Opção com Melhor Preço para seu American Bully

  1. A Golden Power Training é uma ração premium.
  2. Ela foi desenvolvida para cães de alta performance, ou seja, cães ativos e que fazem atividades físicas.

  3. Contém BCAA e L-carnitina em sua fórmula, dois componentes importantes para desenvolvimento muscular.

Essa também é a ração ideal para quem quer oferecer um alimento de qualidade, mas também se preocupa com economia. É a mais barata da nossa lista.

Vamos conferir os prós e contras dessa ração:

Adição de BCAA na fórmula para potencialização de ganho de massa muscular Proteínas de alta digestibilidade e absorção Preço acessível Uso do milho e seus subprodutos (transgênicos) Uso de antioxidantes sintéticos

Onde Comprar Ração para American Bully Mais Barata?

  • Alguma das indicações da nossa listinha de melhores rações para American Bully chamou a sua atenção?
  • Quando vamos comprar ração, sempre escolhemos a Petlove – que é a maior e mais confiável loja de pets do Brasil.
  • Os preços deles são muito bons e a entrega vem toda direitinha.
  • Se não teve a oportunidade de testar, eu recomendo MUITO. Tenho certeza que você vai amar ❤️
  • Por ser nosso leitor, você ganha um presentão – 10% de desconto na Petlove.
  • O desconto ficará disponível para compras feitas até 6 de junho de 2020.
  • Basta adicionar o cupom AMORAOSPETS em seu carrinho de compras e garantir 10% de desconto – válidos apenas na sua primeira compra na loja! ✅
  • Clique no botão abaixo e faça o seu pedido agora.

Nutrientes Essenciais para Manter seu American Bully Saudável

Quando estiver procurando uma boa ração para American Bully, você deve se certificar que ela contenha os nutrientes abaixo.

Eles vão garantir que o seu cãozinho cresça e se mantenha sempre saudável.

  1. O American Bully é um cão de alta performance.
  2. Ele é muito ativo e forte também, por isso oferecer uma ração que contenha proteínas de alta digestibilidade e alto valor biológico.
  3. A proteína ingerida deve ser de qualidade, para que o organismo absorva o necessário.

Esse componente já é naturalmente produzido pelo corpo, mas a sua suplementação em pequena quantidade fornece a energia necessária e auxilia na quebra de gorduras (saiba mais).

Condroitina e Glucosamina

Protetores articulares necessários para prevenir doenças como displasia coxo-femoral, luxação de patela, entre outras doenças articulares (saiba mais).

São essenciais para saúde num geral, em especial para a pele e pelagem.

Ideal para cães que tem uma tendência a desenvolver doenças de pele, além das outras funções. Os ômegas também tem ação no sistema cardiovascular e neurológico (saiba mais).

Extrato de Yucca, MOS e FOS

São fontes de fibras e probióticos que agem principalmente no sistema gastrointestinal, promovendo saúde e regulando o seu funcionamento (referências 1 e 2).

OBS.: Nossa listinha de melhores rações para American Bully foi pensada em rações que utilizem esses nutrientes em suas composições. Nosso foco é no bem-estar do seu cão.

Problemas de Saúde Comuns no American Bully

Como falamos no início da análise, não existem ainda pesquisas consistentes sobre as predisposições para doenças…

Pelo fato do American Bully ser uma raça relativamente nova. Ela só foi reconhecida oficialmente em 2013.

Então nos baseamos nas doenças comuns ao seu parente mais próximo o Pitbull, que também tem predisposições que podem ser consideradas gerais, pois acontecem em muitas outras raças.

  • Doença frequente em cães de grande porte.
  • Essa é uma condição que pode ser passada para outras gerações geneticamente e também pode ser adquirida devido a sobrepeso e obesidade, condição do piso (piso liso, podendo provocar quedas e traumas) e o excesso de exercícios físicos.
  • Em termos simples, há um deslocamento na articulação da região do quadril, ocorrendo um desgaste dos ossos e articulações.
  • Com isso, o cão apresenta problemas sérios de mobilidade (veja mais detalhes).
  1. Doenças comuns na rotina do médico veterinário e mais ainda no atendimento de animais de origem “terrier”, com doenças dermatológicas pela sua herança genética predisponente.
  2. Principalmente naqueles cães mais claros e com as mucosas mais rosadas.
  3. Por isso a importância dos ômegas 3 e 6, para proteção e prevenção das dermatites (referência).

Conclusão

Chegamos ao final da análise sobre as melhores rações para American Bully e acredito que você entendeu as reais necessidades da raça.

Por ser uma cão ativo e muito forte, temos que dar prioridade a saúde músculo-esquelética desse cão. Por isso as proteínas de boa qualidade são tão importantes.

Nesse caso então, sugerimos as fórmulas mais naturais para você oferecer para o seu American Bully.

Tanto a N&D, como a Biofresh, tem componentes naturais de alta biodisponibilidade, ou seja, são aproveitados com bastante eficiência pelo organismo.

Opinião da Especialista

  • Aqui nesse artigo estamos falando de ótimas opções, por isso minha indicação será mais que uma.
  • Entre as 3 opções de Super Premium, eu escolheria a Premier Pit Bull.
  • Pelo fato dela ter investido em sua fórmula componentes inovadores como o Whey Protein, aumentando assim a qualidade da proteína ingerida…
  • Já que o uso de proteína vegetal como o milho também está dentro da porcentagem de proteína bruta da ração.
  • E entre as rações Super Premium Naturais, que sempre serão minha primeira escolha, pelo fato de ter ingredientes naturais e qualidade das fontes de proteínas, sendo sua maior porcentagem de origem animal, eu fico com ambas.

Comprar com o Melhor Preço

Correções e revisões feitas pela médica veterinária Adriana Rodrigues Fadul, CRMV/SP: 21.048.

American Bully

Tudo Sobre Cachorros > Guia de Raças > American Bully

De origem norte-americana, o American Bully é uma mistura entre o American Pit Bull Terrier e American Staffordshire Terrier. Um fato curioso é que ele tem como parentes distantes o Bulldog Inglês e o Staffordshire Bull Terrier. Possui o reconheciemento do UKC (United Kennel Club).
 

Leia também:  Como apagar todas as fotos de um iphone (com imagens)

Parecem maus, porém costumam ser muito doces e amorosos. Os American Bullies são os cachorros ideais para quem ama cães com personalidade forte e caráter, mas não possuem um espaço confortável para criá-los em casa.

O seu jeito dócil não combina muito com sua aparência brava, mas são uma deliciosa companhia para os seus donos e fiéis escudeiros de família. Hoje, nós do TSC contaremos a você tudo sobre o American Bully.

Conheça esta raça incrível e será difícil não morrer de amores!

 
 

Como Alimentar um Filhote de Pitbull American BullyGrupo do AKC: Terriers

Área de origem: Estados Unidos
Função original: cão de companhia
Tamanho médio do macho: 43 a 51 cm na cernelha (UKC)
Tamanho médio da fêmea: 41 a 48 cm na cernelha (UKC)
Outros nomes: Bully, Bully americano, Bullies (plural)

Posição no ranking de inteligência: N/A

Padrão da raça: confira aqui
 

Energia Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
Gosto por brincadeiras Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
Amizade com outros cães Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
Amizade com estranhos Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
Amizade com outros animais Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
Proteção Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
Tolerância ao calor Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
Tolerância ao frio Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
Necessidade de exercício Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully
Apego ao dono
Facilidade de treinamento
Guarda
Cuidados com a higiene do cão

Origem e história da raça

 
A raça American Bully surgiu da necessidade de ter um cão de companhia amoroso com pessoas e animais e ao mesmo tempo robusto e corpulento. O admirador de pit bulls David Wilson, na década de 1990, começou a se apaixonar por cães Amstaffs “Dual registered”. Reiniciou sua criação com os Amstaffs e desenvolveu a linhagem Razor Edge.

Após anos de seleção, na metade da década de 1990, a linhagem saltou aos olhos pela coloração azul (Blue nose) e pelo físico forte e compacto com cabeça larga, e por sua aparência intimidadora, logo estes cães foram apelidados de “bully style”(“estilo valentão”) e se tornaram populares.

Já no início dos anos 2000, outros “entusiastas”, a fim de produzir cães semelhantes a “pequenos búfalos”, começaram a mestiçar estas linhagens, cruzando-as com diversas outras raças de cães (Bulldog Inglês, Bulldog Francês, Bulldog Americano, Dogue de Bordeaux, etc) originando assim a raça American Bully e suas quatro variedades: standard, classic (original), pocket e XL (extra large); que se diferem em tamanho e peso. Dentre essas variedades, apenas o “Standard” é reconhecido pela UKC.
 

Temperamento do American Bully

 
O cão da raça American Bully é principalmente um excelente companheiro. Ele se mostra confiante, vigoroso e vive com exuberância.

Apesar da sua aparência forte, seu comportamento é dócil e gentil. Esta raça é um perfeito cão de família. O comportamento agressivo com pessoas não é uma característica comum da raça.

É um cão que se relaciona bem com pessoas, inclusive crianças e outros animais.
 

Produtos essenciais para o seu cachorro

Use o cupom TUDOSOBRECACHORROS e tenha 10% de desconto na primeira compra!

 

Como cuidar de um American Bully

A pelagem

Os American Bullies possuem o pelo curto e por isso requer cuidados bem práticos, quase não dando trabalho para seus donos. É essencial fazer uso de xampu específico para cães ao dar banho e este deve ter uma frequência de duas ou três semanas, de acordo com o estado da pelagem.

Evite odores ruins e irritações na pele deixando-o secar bastante ao sol ou utilize um secador de cabelo. É de extrema importancia cuidar das rugas do cachorro para mantê-las sempre limpas e principalmente secas.

Esse procedimento evita doenças e irritações na pele e assim retarda a ida ao veterinário.
 

Como cuidar da alimentação de um American Bully

Quando filhote, o bully se alimenta 4 vezes: de manhã, ao meio-dia, de tarde e de noite. A ração deve ser especial para filhotes e o melhor é que seja qualidade Premium e específica para cada etapa do desenvolvimento do cão, de acordo com a sua idade.

Dos 5 meses em diante as refeições de ração podem diminuir para três ao dia, como as dos humanos: manhã, tarde e noite. Vale lembrar que a quantidade de cada uma delas precisa ser aumentada para equivaler a refeição que foi tirada e o animal aguentar até a próxima.

 

Passeios e treinamento para um American Bully

Leve seu American Bully para passear só a partir dos 3 meses, depois que já tiver tomado todas as vacinas. Antes disso é perigoso para sua saúde.

Divida os passeios em duas vezes por dia (no mínimo) e coloque intensidade nas atividades pois ele precisa gastar energia, estimular o físico e a mente.

Tome cuidado apenas para não exagerar, os bully sofrem de doença osteoarticular, o que resulta em luxações de cotovelos e quadris.
 

Dica: é importante manter suas unhas aparadas, porém o recomendado é fazer isto no veterinário.

 

Rações para American Bully

Use o cupom TUDOSOBRECACHORROS e tenha 10% de desconto na primeira compra!
 

Saúde do American Bully

 
Em geral, o American Bully é um cachorro bastante saudável e forte, embora os constantes cruzamentos entre parentes próximos tenham provocado o aparecimento de doenças hereditárias. Há uma leve tendência a desenvolver cataratas, displasia de quadril, problemas de coração, displasia de cotovelo, alergias, hipotireoidismo e surdez.
Expectativa de vida: 10-12 anos
 

Preço do American Bully

 
Você quer comprar? Saiba quanto custa um filhote de American Bully. O valor do American Bully depende da qualidade dos pais, avós e bisavós da ninhada (se são campeões nacionais, internacionais etc).

Pra saber quanto custa um filhote de todas as raças, veja nossa tabela de preços aqui: preço de filhotes de cachorro. Veja aqui porque você não deve comprar um cachorro em classificados na internet ou em petshops.

Veja aqui como escolher um canil.
 
 

Cães semelhantes ao American Bully

 

American Pit Bull Terrier

American Staffordshire Terrier
Staffordshire Bull Terrier
 

Fotos de American Bully

 
Veja fotos de filhotes de American Bully e de cães adultos.
 

 

Como cuidar de um American Bully

Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully

Parecem bravos, mas costumam ser os mais meigos; os american bully são os cachorros perfeitos para quem adora os cães com caráter, mas não dispõem de espaço suficiente para tê-los em casa. O seu caráter suave não parece compatível com a sua aparência rude, mas são uma grande companhia para os seus donos e excelentes membros de família. Hoje em umComo contamos a você como cuidar de um american bully; conhecerá um pouco mais sobre esta maravilhosa raça e se apaixonará por eles.

Também lhe pode interessar: Como é o American Bully

Os american bully são uma raça relativamente nova que data de princípios de 1980 e surgiu a partir do pitbull. As suas características físicas o fazem ver como um cão forte e de cuidado, não só por se parecerem com os pitbull, como também por seu tipo de corpo largo, cabeça grande e orelhas curtinhas que contribuem para uma aparência temperamental.

Estes cães são ideais como companhia e fiéis a suas famílias, possuem um caráter dócil inclusive com as crianças da casa, com quem gostam de brincar e compartilhar.

Quanto aos cuidados do cão, é importante ter em conta os básicos: banhos, alimentação e sobretudo, treinamento. Não são cães que precisem de muitos cuidados e costumam ser muito saudáveis. Neste vídeo de umComo contamos para você como é um american bully.

Os american bully têm o pelo curto muito fácil de cuidar por seus donos, já que não costumam requerer muitos cuidados, nem escovagens frequentes.

É importante utilizar um xampu especial para cães na hora do banho, que deve ser a cada duas ou três semanas, dependendo do estado da pelagem.

Para evitar os maus cheiros e as irritações de sua pele após o banho será necessário secar ao sol, ou também pode usar um secador de cabelo.

É completamente imprescindível cuidar das rugas do cão para que estejam sempre limpas e sobretudo secas. Secar as rugas do cão evitará que se formem doenças em sua pele ou irritações que suponham levar ao veterinário no futuro. Em umComo contamos para você como cuidar do pelo de seu cão.

Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully

Imagem: taringa

A alimentação em idade precoce deve ser feita em 4 vezes: pela manhã, ao meio-dia, pela tarde e pela noite. O alimento deve ser especial para filhotes e o ideal é que seja de qualidade Premium e especial para cada etapa de desenvolvimento do cachorro, segundo a sua idade.

A partir dos 5 meses para a frente as ingestões de ração podem reduzir-se a três, como as três refeições dos humanos: pela manhã, ao meio-dia e pela noite. É importante que as quantidades aumentem em consideração ao tirar uma das ingestões, de maneira que o cão possa aguentar até à hora da sua próxima refeição.

É importante levar para passear os american bully só a partir dos 3 meses de idade ou quando já foram aplicadas todas as suas vacinas, caso contrário poderia ser arriscado para a sua saúde.

Os passeios devem ser feito duas vezes ao dia no mínimo, com jornadas intensivas de atividade que lhe permitam estimular o seu físico e mente, com o cuidado de não abusar delas já assim como muitas outras raças, os american bully sofrem de doença osteoarticular, o que culmina em luxações de cotovelos e quadris.

Conselho: Cortar as suas unhas é importante, mas é recomendável que quem o faça seja o seu veterinário.

Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully

Se pretende ler mais artigos parecidos a Como cuidar de um American Bully, recomendamos que entre na nossa categoria de Animais de estimação.

American Bully

Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully

  • O que faz do BULLY uma das melhores raças é o seu temperamento e a sua interação com as pessoas.
  • Mesmo sendo originários dos TERRIERS, ou seja, cães de temperamento dominante, os BULLIES são dóceis, brincalhões e divertidos, e o principal, a maior satisfação para um BULLY é estar junto das pessoas, de preferência sempre próximo a seu dono.
  • Eles têm energia, mas pelo seu porte compacto convivem bem em lugares pequenos, desde que junto da família.
Leia também:  Como ajudar um amigo que é vítima de bullying na escola

Quando você anda na rua com um BULLY as pessoas literalmente param o que estão fazendo para olhar o cão. O AMERICAN BULLY é um cão muito exótico.

Por ser uma raça ainda desconhecida fora dos Estados Unidos, com uma cabeça enorme, mandíbula de crocodilo e olhar penetrante, poucas pessoas possuem coragem suficiente para colocar a mão ou entrar em um local onde tem um AMERICAN BULLY. Portanto, também os consideramos bons cães para a sua segurança.

Em resumo, ter um AMERICAM BULLY é ter muito mais que um cão. Com ele você ganha uma ótima companhia para ter dentro de casa. Ele pode viver tranquilamente no apartamento, no quintal ou no sítio, desde que protegido do calor e do frio extremo. Com o BULLY você também ganha um cão divertido, brincalhão e obediente.

Outra grande virtude do AMERICAN BULLY é que latem pouco, quando um BULLY latir vá ver o que está acontecendo, pois esses cães não fazem alarde por qualquer coisa, eles observam atentamente cada movimento da casa e percebem a intenção de acordo com a atitude das pessoas estranhas.

  1. País de origem:Estados Unidos
  2. Utilização:Companhia e exposições
  3. Tamanho:Os machos em torno de 43cm e as fêmeas em torno de 40cm
  4. Peso:28 a 38 Kg
  5. Aspectos Gerais:Cão de aspecto sólido, maciço, atarracado, mas dando impressão de grande agilidade.

Pelagem:A pelagem é brilhante e lisa, deitada no corpo e moderadamente áspera ao toque.Qualquer cor ou distribuição de cores, bem como qualquer combinação de cores são aceitas.

  • Longevidade:10 a 14 anos
  • Agressividade:Baixa
  • Área de Criação:Pelo seu porte compacto convivem bem em lugares pequenos, desde que junto da família.
  • Temperamento:Amável
  • Atividade Física:Alta

Texto: fonte – internetImagem: fonte – http://www.primepittz.com/king_moto

American bully filhote – Bem vindo ao canil Rhinocerus Bullys

Como Alimentar um Filhote de Pitbull American Bully

Parecem bravos, mas costumam ser os mais meigos; os american bully filhote são os cachorros perfeitos para quem adora os cães com caráter, mas não dispõem de espaço suficiente para tê-los em casa. O seu caráter não parece compatível com a sua aparência rude, mas são uma grande companhia para os seus donos e excelentes membros de família. Hoje iremos contar a você como cuidar de um American bully filhote;  você conhecerá um pouco mais sobre esta maravilhosa raça e se apaixonará por eles.

VEJA OS FILHOTES À VENDA

Sobre o american bully filhote

O american bully é uma raça relativamente nova que se iniciou na década de 80 e surgiu a partir dos pitbulls. As suas características físicas o fazem ser visto como um cão forte e de grande impacto, não só por se parecerem com os pitbulls, como também por seu tipo de corpo pesado e mais forte, como cabeça grande e orelhas curtinhas que contribuem para uma aparência unica.

Estes cães são ideais para companhia e fiéis a suas famílias, possuem um caráter dócil inclusive com as crianças da casa, com quem gostam de brincar e compartilhar seus melhores momentos.

Quanto aos cuidados do cão, é importante ter em conta os básicos: banhos, agua, alimentação e sobretudo a presença do dono. Não são cães que precisem de muitos cuidados.

A pelagem do american bully filhote

Os american bully filhote têm o pelo curto muito fácil de cuidar por seus donos, já que não costumam requerer muitos cuidados, nem escovagens frequentes.

É importante utilizar um xampu especial para cães na hora do banho, que deve ser a cada duas ou três semanas, dependendo do estado da pelagem.

Para evitar os maus cheiros e as irritações de sua pele após o banho será necessário secar ao sol, ou também pode usar um secador de cabelo.

É completamente imprescindível cuidar das rugas do cão para que estejam sempre limpas e sobretudo secas. Secar as rugas do cão evitará que se formem doenças em sua pele ou irritações que suponham levar ao veterinário no futuro.

Como cuidar da sua alimentação

A alimentação para filhotes deve ser feita em 4 vezes: pela manhã, ao meio-dia, pela tarde e pela noite. O alimento deve ser especial para filhotes e o ideal é que seja de qualidade Premium e especial para cada etapa de desenvolvimento do cachorro, segundo a sua idade.

A partir dos 5 meses para a frente as ingestões de ração podem reduzir-se a três, como as três refeições dos humanos: pela manhã, ao meio-dia e pela noite. É importante que as quantidades aumentem em consideração ao tirar uma das ingestões, de maneira que o cão possa aguentar até à hora da sua próxima refeição

VEJA OS FILHOTES À VENDA

Pitbull: Saiba mais no Guia de Bichos

  • Grupo: Grupo 3 – Terrier
  • Porte: Cão de luta (bullbaiting)
  • Machos: altura: entre 35 e 60 centímetros, peso: entre 10 Kg e 35 Kg
  • Fêmeas: altura: entre 35 e 60 centímetros, peso: entre 10 Kg e 35 Kg
  • Expectativa de vida: 12 a 16 anos 

Escala de 1 a 5

  • Para tutores de primeira viagem: 2
  • Energia
    4
  • Inteligência
    4
  • Facilidade de adestramento
    4
  • Como cão de guarda
    3
  • Adapta-se ao calor:
    3
  • Adapta-se ao frio: 2
  • Adapta-se bem à vida em apartamento
    3
  • Necessidade de atividades físicas
    5
  • Fica bem sozinho
    1
  • Relacionamento com a família: 5
  • Relacionamento com crianças:
    5
  • Relacionamento com estranhos
    4
  • Tendência a latir
    3
  • Tendência à obesidade
    3

O
Pitbull é um cão marcado pela força e personalidade, características que
remontam às suas origens. A raça foi desenvolvida a partir dos antigos Bull e
Terrier, e por volta de 1835 passou a integrar as lutas de cães (bullbaiting)
para diversão popular na Inglaterra.

O Pitbull é um ótimo cachorro, conhecido por sua inteligência, força e
lealdade. Recentemente, tem-se dito que a raça é muito agressiva e perigosa, o
que tem afetado a popularidade da raça. Enquanto o Pitbull realmente é dono de
uma personalidade forte, a história da raça revela um temperamento muito mais
complexo.

Como muitas raças modernas, é impossível ter a certeza dos detalhes da
longa história do Pitbull. Entretanto, muitos entusiastas da raça acreditam que
as origens da raça podem chegar à família de cachorros Molossianos.

Essa
família de cachorros recebe seu nome das pessoas com as quais eles são mais
associados – a tribo Molossi, um grupo de pessoas que vivia na Grécia Antiga e
preferia usar cachorros robustos e musculosos para ajuda-los no trabalho.

Os Molossianos deram origem à outra família de cachorros, conhecidos
como os Mastifes. Os Esses cachorros eram usados como guarda.

Quando os romanos
tomaram posse da região em que esses cachorros viviam, esses cachorros chamaram
a atenção.

O Imperador Claudio logo viu uma oportunidade de importar
quantidades selecionadas desses cachorros para Roma, satisfazendo assim o
apetite de seus compatriotas por entretenimento nas arenas e coliseus de Roma.

Uma vez em Roma, os cachorros foram cruzados com outras raças romanas.
Entre os anos 50 D.C. a 410 D.C., os cães foram disseminados por todo o Império
Romano para serem usados como cães de briga. Pelo caminho eles se misturaram
com outras raças pela Europa, criando os bulldogs, que são considerados os
antecedentes imediatos do Pitbull.

Infelizmente, os romanos não seriam os últimos a usar Pitbulls em
esportes sangrentos cruéis. Quando os Normandos invadiram a Inglaterra em 1066,
eles introduziram um novo esporte chamado baiting , que no caso consiste na luta entre um touro e um cachorro.

Esse
esporte originou-se com açougueiros que mantinham cachorros para lidar com
touros, enquanto eles eram levados ao mercado para o abate.

Quando um touro pisava
fora da linha ou exibia um comportamento incontrolável, os cachorros iriam se
pendurar em seu nariz e ficar lá até que o açougueiro conseguisse recuperar o
controle do animal.

Como muitos dos donos de cachorros, os açougueiros tinham orgulho de
seus companheiros caninos e sua tenacidade em lidar com touros muito maiores e
potencialmente mais perigosos que eles. Consequentemente, demonstrações
públicas foram arranjadas para mostrar as habilidades dos cachorros.

Pelo século XVI, quase todas as cidades da Inglaterra possuíam seu
próprio ringue para a prática de baiting .

  A popularidade desses eventos
não tinha paralelos na época, devido à habilidade que eles possuíam em juntar
espectadores de todas as classes sociais.

A popularidade aumentou mais ainda
com a percepção equivocada de que a tortura prolongada garantia a maciez da
carne do touro.

Em eventos de baiting , não mais do que dois ou três cachorros eram soltos para brigar com o
touro.

Eles eram treinados para molestar os touros até que eles tivessem um
colapso devido a fadiga, seus machucados ou os dois. Esses episódios duravam
longos períodos, ás vezes três ou quatro horas.

Eventualmente, o público se
cansou dos touros e novos animais foram introduzidos ao esporte, como ursos,
cavalos e até macacos.

A prática do baiting tornou-se ilegal pelo
parlamento inglês em 1835. Mesmo assim, essa legislação não saciou o desejo do
público de ver o espetáculo dos cachorros em esportes de luta. Como resultados,
a atenção virou-se para uma variedade de outros esportes desse estilo.

No final, o público caiu nas graças da luta entre cachorros,
primariamente pelo motivo dessa poder ser escondida da lei com mais facilidade
do que outros esportes.

Como a luta entre cachorros requeria animais menores e
mais ágeis do que os animais que eram utilizados em outros esportes, bulldogs
de briga foram criados com terriers.

O resultado foi o Pitbull que hoje conhecemos
criado especificamente para combater outros cachorros.

A prática da briga entre cachorros era extremamente cruel e sádica. Os
combatentes caninos passavam por um treinamento rigoroso, que os privava de um
contato normal com humanos e que os enchia de um desejo intenso de derramar o
sangue de seus oponentes.

Não era incomum que esses cachorros fossem
alimentados com uma dieta de sangue e carne crua, além de serem mantidos em
escuridão completa na maior parte do dia. Para salientar ainda mais a vontade
do cachorro de matar, os instrutores forçavam eles a correr com um animal mais
fraco na frente deles que estivesse sempre fora de alcance.

No final do
exercício, os cachorros recebiam permissão para matar o animal como recompensa.

Leia também:  Como cancelar uma conta do dropbox (com imagens)

Quando os imigrantes ingleses chegaram a América, seus cachorros vieram
com eles. Não é surpreendente que a luta de cachorros também era comum nos
Estados Unidos durante o século XIX. Mesmo assim, junto aos imigrantes viajavam
para o oeste, os Pitbulls encontraram uma outra função, servindo como cães de
pastoreio e guarda.

Apesar de sua história não começar bem, o Pitbull se tornou um amado
símbolo dos Estados Unidos, e muitos estadunidenses famosos já foram donos de
Pitbulls, como Theodore Roosevelt, Thomas Edison, Mark Twain e Fred Astaire.

Hoje, o Pitbull é usado em uma variedade de funções na sociedade,
incluindo cães de polícia, de terapia e de fazenda. Mesmo assim, a publicidade
negativa tem levado muitas cidades a condená-los como problemas da comunidade. Essa
percepção tem sido alavancada com lutas de cachorro ilegais que ainda
prevalecem nos Estados Unidos.

American Bully: tudo que você precisa saber sobre a raça mais companheira

O American Bully está ficando popular como um animal de estimação, apesar de ser uma nova raça. Saber como cuidar, alimentar e manter o bem-estar do cachorro é algo que qualquer proprietário em potencial (ou que possua um) deve conhecer. A história, a aparência e o temperamento desta raça companheira são tópicos interessantes para ler.

O que é o American Bully e qual sua origem?

As origens do American Bully são mais recentes, ao contrário de outras raças de cães desde a fundação entre 1980 e 1990. A raça American Bully foi criada por volta de 1990 e ganhou reconhecimento e estabelecimento em 2004 com o início do Registro ABKC. O United Kennel Club ou UKC reconheceu a raça American Bully em 2013.

Os American Pit Bull Terrier e os American Staffordshire Terriers foram as raças usadas para criar um Bully. No entanto, existem pelo menos cinco outras raças usadas para obter o seu aspecto Bully. As raças são o Bulldog Francês, o Bulldog Americano, o Bulldog Inglês, o Staffordshire Bull Terrier e o Olde English Bulldogge.

Temperamento e aparência do American Bully

Um cão American Bully não é agressivo com você ou com qualquer ser humano. O Bully foi criado para ser um cão da família. Assim, seu temperamento é gentil e amigável.

O que diferencia esta raça do American Staffordshire Terrier e do American Pit Bull Terrier, é a sua aparência física. O American Bully carrega uma estrutura óssea muito mais pesada. Uma raça reinventada foi formada com o propósito de ser a melhor raça companheira, e esta raça é a “American Bully”.

O American Bully é  um cão forte e poderoso. Seu tamanho varia de compacto a médio/grande, com corpo musculoso bem definido e uma cabeça quadrada.

As características essenciais do American Bully são a força, confiança e vigor. Esta raça está pronta para agradar e triunfar com entusiasmo. O American Bully é excelente companheiro da família e sempre foi conhecido por seu amor às crianças. O comportamento agressivo com os seres humanos e outros cães não é característico da raça.

A cabeça do American Bully é uma das principais características da raça. Tem aparência enorme e impressionante, grande e larga, dando a impressão de poderosa, mas não desproporcional ao tamanho do corpo.

Lista de Tamanhos Reconhecidos do American Bully

Apesar de ser uma raça moderna, os American Bullies têm variações quando se trata do tamanho. Talvez você tenha uma preferência em quão grande você quer seu animal de estimação, se sim, então esta lista pode ser o seu guia.

  • Tamanho padrão: O corpo compacto do cão é médio ou grande, dando a impressão de que o animal é forte. Os machos são 43 à 50 centímetro e as fêmeas são 40 a 48 centímetros.
  • American Bully Xl: Um dos mais populares e maiores cães Bully na sua categoria. o maior, mais alto e mais pesado tipo de American Bully. Em relação à aparência e personalidade, o cão Bully XL é semelhante a outros americanos Bullies.
  • American Bully Classic – Este cachorro possui todas as características da raça Bully, mas tem um corpo mais leve e menos massa corporal. Em comparação com um American Staffordshire Terrier e American Pitbull Terrier, o cão tem mais substâncias e ossos. Simplificando, os caninos Bully Classic têm armações mais leves. O tamanho do Bully Classic é o mesmo que o Bully Standard.
  • American Bully Pocket – Também chamado de Pocket Bully, este cachorro é uma versão mais curta do cão Bully Standard. Exceto pelo tamanho pequeno da raça, suas características de Bully são semelhantes ao Bully Standard. E apesar da palavra “bolso” no nome do cachorro, ele não cabe no seu bolso. Os machos são 35 a 43 cm e as fêmeas são 33 a 40 polegadas.

Outros tipos de American Bully

Vários tipos de cães da raça American Bully são raças não oficiais que não aderem aos padrões. Há o Micro Bully, o Bully XXL, o Mini American Bully e o Extreme Bully. Os clubes canis não reconhecem que essas raças são variações legítimas devido a serem nomes alternativos para outros cães American Bully.

Agora que você decidiu qual das raças American Bully você decide adotar, você deve saber coisas importantes que garantirão a saúde de seus cães escolhidos. A saúde do American Bully é um reflexo de como o dono se importa e ama.

Problemas de saúde do American Bully

Um típico American Bully pode sofrer de vários problemas de saúde. Aqui estão alguns desses problemas:

  • Displasia da anca – O distúrbio mais comum que afeta cães e é geneticamente herdado. Displasia da anca é uma malformação da articulação do quadril do animal que causa claudicação.
  • Catarata – Os olhos de um cão podem ficar opacos quando envelhecem devido ao início da catarata. O tamanho da catarata geralmente determina o quanto o impacto é significativo no animal. Cataratas muito pequenas não afetam a visão dos cães Bully, mas as cataratas ficam maiores com a idade dos caninos.
  • Hipotireoidismo – A glândula pituitária do cão produz hormônios estimulantes da tireoide, mas se a glândula não produzir hormônios, o hipotireoidismo se instala. Ganho de peso, diminuição do apetite, pele seca, perda de pelo e infecções recorrentes são sinais de hipotireoidismo. O iodo insuficiente também causa hipotireoidismo.
  • Sarna– Os ácaros infestam o animal de estimação. Assim, a sarna é uma condição em que o pelo do cão cai devido a coceira incessante. Ácaros causam irritação e coceira na pele do cachorro.
  • Flatulência – Se um cachorro tem flatulência, é um sinal claro de que seu animal está comendo alimentos estragados ou que não são facilmente digeríveis. Alimentos picantes, ervilhas, soja e alimentos ricos em gordura são as causas da flatulência.

Os American Bullies se receberem cuidados e manutenção adequados, poderão viver vidas relativamente saudáveis. Algumas doenças exigem uma visita ao veterinário, mas você pode lidar com outros problemas sozinho.

Vivendo com um American Bully

Um american bully é um bom exemplo de um cachorro da família. O cão mostra muita lealdade junto com o amor à sua família e as crianças. Apenas certifique-se de supervisionar qualquer interação entre seu animal de estimação e as crianças para evitar um acidente.

O cachorro pode ter problemas com outros cães ou animais de estimação. Então, se você tem outros cães ou outros animais de estimação como gatos, haverá problemas em suas interações.

Como cuidar dos filhotes American Bully

Você deve manter o bem-estar do seu American Bully e protegê-lo do tempo frio. O mais bonito sobre uma raça Bully é que seu pelo é curto e liso, assim requer escovação apenas uma vez por semana.

A única desvantagem do pelo do cachorro é que o animal pode ficar com frio rápido demais. Assim, você deve deixar seu animal de estimação dentro de casa ou dar-lhe algo para vestir.

Treinando seu American Bully

Desde o começo, é importante estabelecer o comportamento e hábitos que você quer em um cachorro Bully. Discipline o filhote com firmeza e cuidado. Com este cuidado, você pode remover os comportamentos negativos do filhote.

Sempre use reforços positivos para incentivar o sucesso do filhote. O treinamento também inclui socialização com outros animais ou pessoas e faz com que o filhote se acostume com seus ambientes.

 Não se esqueça do treinamento usual para “sentar”, “ficar de pé”, “rolar”, “buscar”, etc.

Comida do American Bully

O melhor tipo de alimento para um American Bully é carne de alta qualidade que contém muita proteína e muita gordura . Quanto alimento seu cão precisa, depende do apetite dele.

Exercício para o American Bully

Andar com seu Bully ao ar livre e ir em passeios pode manter o cão em forma e saudável. Sem mencionar que estes exercícios são agradáveis ​​para o cachorro. Há também outros exercícios que um American Bully pode desfrutar.

A natação pode ser divertida, já que os American Bullies adoram brincar na água e também é um exercício completo. Agilidade do cão é uma atividade física que requer saltar, esquivando-se e cruzar obstáculos. Este exercício também conta como um treinamento de obediência.

Por fim, mantenha a mente do cachorro ocupada por estimulação mental para evitar o tédio. Um American Bully entediado tende a ter um comportamento destrutivo.

Se você quer um American Bully para um companheiro de estimação, nunca se esqueça de dar amor e carinho. As informações apresentadas aqui devem ajudá-lo a garantir que seu precioso Bully seja um animal de estimação feliz e saudável.

Se você quer um cão Bully como animal de estimação, mas ainda não tem um, então não demore para conseguir um. Há Bully lá fora, esperando por seu amor e companheirismo.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*