Como ajudar um hamster com o olho grudado: 10 passos

Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos

Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos

Ver fichas de  Hamsters

Se está pensando em adotar este roedor, é muito importante conhecer as doenças mais comuns nos hamsters para poder prevenir a tempo qualquer problema que possa afetar o seu animal de companhia.

Uma vez que são criaturas noturnas, muitos dos primeiros sintomas das suas doenças mais comuns podem passar despercebidos, por isso recomendamos que faça ao seu pet um exame físico semanal, com o qual possa detetar possíveis condições o quanto antes.

Além de uma correta alimentação e higiene da gaiola do hamster, deve proporcionar ao seu animal os cuidados que precisa e uma prevenção perante as doenças mais comuns que lhe vamos mostrar de seguida no PeritoAnimal.

Os abcessos são protuberâncias de pus subcutâneas, normalmente de cor vermelha e que sobressaem, dolorosos e podem se formar em qualquer parte do corpo, devido a uma reação do sistema imunológico do hamster. Distinguem-se dos tumores porque nos abcessos costumam ficar restos das feridas que o formaram.

Estas protuberâncias ocorrem, geralmente devido a infecções bacterianas ou parasitárias, ou por cortes e mordidas mal curadas.

O tratamento depende da gravidade da infecção ou abscesso, mas normalmente basta abri-lo, limpar bem a zona infetada e curar a ferida com alguma pomada.

Se isto não for suficiente, o veterinário pode recomendar antibióticos, se for necessário, para eliminar as infecções.

Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos

Outra das doenças mais comuns nos hamsters são os ácaros e os fungos. Estes parasitas costumam estar já nos nossos pets mas podem se agravar em situações de estresse, debilidade do sistema imunológico, infecções bacterianas ou cutâneas, uma má alimentação ou uma má higiene da gaiola. Também podem ocorrer por contágio com outros animais infetados por parasitas.

Os sintomas que produzem os ácaros ou fungos nos hamsters causam coceira excessiva, pele irritada ou com zonas sem pele, formação de eczema ou crostas e mais movimento e inquietude na gaiola que o normal.

O tratamento vai depender do tipo de ácaros ou fungos que o nosso pet tiver contraído, mas no geral basta desinfetar o animal (e a sua gaiola) com produtos específicos (sempre proporcionados por um veterinário), manter uma correta alimentação e higiene da sua gaiola e, no caso da infestação ser por sarna na pele, será necessário levar o hamster com urgência ao veterinário, embora esta doença se possa distinguir das condições mais leves porque produz além disso, bolhas nas extremidades, nas orelhas e no focinho.

Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos

Os resfriados são uma das doenças mais frequentes nos hamsters que podem derivar em uma bronquite e/ou uma pneumonia se não foram bem curados. Esta condição normalmente ocorre quando o animal fica afetado por mudanças de temperatura bruscas ou por estar exposto a correntes de ar com frequência.

Os sintomas vão desde dificuldades respiratórios, perda de apetite, espirros, olhos lacrimejantes, tremores ou corrimento nasal. Mas se o resfriado não se curar bem e estes sintomas continuarem junto com tosse, fluxo nasal constante, vermelhidão do focinho e assobios ao respirar, é muito possível que o hamster tenha bronquite ou, inclusive uma pneumonia.

O tratamento nestes casos é muito parecido ao dos humanos. Assim, deverá proporcionar-lhe um local quente e seco, muito repouso, uma comida nutritiva e deve levá-lo ao veterinário pois pode precisar de antibióticos e outros medicamentos.

Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos

A cauda molhada ou a ileíte proliferativa é uma das doenças mais famosas e contagiosas nos hamsters. Trata-se de uma condição muito parecida à diarreia e muitas vezes confunde-se mas não são a mesma coisa.

A doença da cauda molhada costuma afetar os hamsters mais jovens (3-10 semanas de idade), sobretudo os que foram recentemente desmamados, por problemas de estresse ou super povoação, ou por uma má alimentação ou higiene da gaiola.

A causa são umas bactérias que estão inerentes nos intestinos destes animais chamadas coli-bactérias, mas pode ativar-se por alguma destas causas anteriores.

O período de incubação é de 7 dias e os sintomas mais evidentes são as diarreias abundantes e aquosas, a cauda e a região anal muito sujas e de aspeto molhado, a perda de apetite e consequente desidratação, e o encurvamento do animal.

O tratamento para esta condição é muito parecido ao de uma gastroenterite ou da diarreia. Deve-se reidratar e nutrir bem o animal, isolá-lo dos seus outros companheiros para não contagiar a doença, levá-lo ao veterinário para lhe receitar os antibióticos e, desinfetar completamente a gaiola e todos os seus componentes para não afetar outros animais.

Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos

A diarreia e a prisão de ventre são duas doenças comuns nos hamsters que têm sintomas totalmente opostos e por isso podem se diferenciar bem.

No caso da diarreia, o animal apresenta excrementos pastosos ou líquidos, falta de apetite e falta de atividade, e a região anal muito suja (por isso costuma se confundir com a doença da cauda molhada).

A diarreia pode ser causada por infecções bacterianas, sobrealimentação com muitos produtos frescos, falta de higiene na gaiola e os seus componentes, mudanças bruscas na temperatura, etc.

Neste caso o tratamento deve consistir em hidratar o hamster com muita água, suprimir os alimentos frescos da sua dieta (frutas e verduras que laxem, dar-lhe alimentos adstringentes como o arroz cozido, limpar a região anal para evitar infecções e consultar o veterinário para a prescrição de antibióticos se for necessário).

Em contrapartida, no caso da prisão de ventre, há carência ou diminuição de excrementos, que serão pequenos e duros, o hamster terá o ânus inchado e ligeiramente úmido, e pode dar demonstrações de dor, falta de apetite e inchaço no abdômen. Costuma ser causada por uma má ou desequilibrada alimentação e o tratamento consiste em administrar no animal muita água e frutas e verduras laxantes.

Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos

Os hamsters têm umas bolsas nas bochechas para armazenas comida e, às vezes estas podem se obstruir e ficar afetadas com feridas e/ou abscesso.

Ao contrário dos humanos, as bolsas das bochechas destes animais são secas e não úmidas e, por isso às vezes podem ocorrer feridas ou abscessos se ingerirem alimentos em mau estado ou pegajosos, que façam com que não consigam esvaziar as bochechas.

Se o seu pet sofrer desta condição, poderá notar a inflamação das suas bochechas.

Neste caso, poderá tratar o hamster levando-o ao veterinário para limpar e esvaziar as bolsas cuidadosamente, extraindo todo o alimento que ficou no interior e fazendo o respetivo tratamento.

Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos

Muitas vezes os hamsters estão em contato com outros da sua espécie e em algumas das suas brigas ou inclusive brincando, podem se morder ou fazer feridas no corpo.

Normalmente os hamsters afetados costumam limpar as feridas mais leves eles próprios e estas curam-se em poucos dias. Mas se virmos que tem alguma ferida grave ou hemorragia, temos que a tratar curando-a o melhor possível, cortando o pelo da área afetada, limpando a ferida e aplicando uma pomada antibiótica, para não infetar. No caso de infecção, é recomendável consultar um veterinário.

Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos

As irritações ou infecções nos olhos dos hamsters também são outras das doenças mais comuns nestes animais. Sejam por uma briga com outro hamster, por algo como o pó, a sujeira, uma folha de feno ou uma apara de madeira, ou por uma infecção bacteriana, os olhos dos nossos pets podem se lesionar de diferentes formas.

Os sintomas que ocorrem são excesso de lágrimas, olhos salientes e/ou infetados e excesso de remelas.

Neste caso, se a lesão ocular for leve pode limpar o olho afetado com um pano umedecido em água morna até que o animal abra o olho, e uma vez aberto, aplicar a solução salina tipo gotas ou colírio para os olhos.

No caso da lesão ocular ser grave, devemos consultar um veterinário para receitar os medicamentos pertinentes como as pomadas antibióticas, por exemplo.

Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos

Os tumores são umas protuberâncias internas ou externas que os hamsters desenvolvem, tal como as restantes espécies, devido a um aumento das células que os compõem, que podem ser benignos ou malignos. Se o tumor for maligno e tiver capacidade de invasão e de metástases em lugares diferentes do tumor original, chama-se câncer.

Estas protuberâncias podem se distinguir de outras condições como protuberâncias de gordura ou cistos, porque quando toca nelas, estas não se movem e costumam aparecer por múltiplos fatores mas o mais comum é pelo envelhecimento do animal.

Os sintomas mais notáveis são as protuberâncias tanto externas como internas (embora estas últimas sejam mais difíceis de detetar e normalmente não se detetam a tempo), um aspeto doente no geral com falta de apetite, pouca atividade e perda de peso e pelo.

Os tumores externos podem ser removidos através da operação realizada por um veterinário qualificado, embora nada garanta que estes não voltem a sair. E os tumores internos também são operáveis, mas muito mais difíceis de detetar e remover, pelo tamanho do hamster principalmente. O tratamento vai depender da idade e do estado das protuberâncias do animal.

Este artigo é meramente informativo, no PeritoAnimal.com.br não temos capacidade para receitar tratamentos veterinários nem realizar nenhum tipo de diagnóstico. Sugerimos-lhe que leve o seu animal de estimação ao veterinário no caso de apresentar qualquer tipo de condição ou mal-estar.

Se deseja ler mais artigos parecidos a Doenças mais comuns nos hamsters, recomendamos-lhe que entre na nossa seção de Prevenção.

Como limpar os olhos do seu pet

Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos

Cães e gatos saudáveis costumam excretar uma secreção fisiológica que é responsável por realizar uma limpeza natural dos olhos e dos ductos lacrimais. Essa secreção se assemelha com a remela matutina dos seres humanos que acumula no canto dos olhos. No entanto, alguns cães podem produzir uma secreção que, em contato com o ar e os pelos, chegam a apresentar uma coloração marrom avermelhada. Seja qual for o tipo de secreção dos olhos do seu pet, é muito importante realizar uma limpeza adequada dos olhos do animal.

Leia também:  Como aplicar sombra molhada: 12 passos (com imagens)

Confira no post de hoje dicas para fazer essa limpeza em casa sem drama!

Como limpar os olhos do seu cão ou gato em casa

Siga os passos a seguir para uma limpeza simples, porém muito eficiente, dos olhos dos pets:

  1. Pegue um pedaço de algodão limpo ou gaze estéril;
  2. Embeba a gaze ou algodão em soro fisiológico;
  3. Passe a gaze ou algodão levemente por cima dos olhos fechados do seu pet, sem apertar com força;
  4. Repita algumas vezes;
  5. Caso os olhos estejam irritados, deixe o soro fisiológico na geladeira e passe-o quando estiver gelado.

Essa limpeza deve ser realizada de duas a três vezes por semana, ou durante o banho semanal, com água quente, que auxilia a remoção das remelas mais persistentes e que ficam grudadas nos cantos dos olhos.

Atenção: jamais utilize água boricada para realizar a limpeza dos olhos do seu pet. Por ela conter pequenos cristais em sua composição pode, aos poucos, causar lesões nos olhos do bichinho e até mesmo levar à cegueira.

Caso a secreção do olho do seu pet seja a do tipo que fica marrom avermelhada é possível verificar a possibilidade junto ao seu veterinário de alimentá-lo com uma ração especial, que pode diminuir as manchas.

Poodles, lhasas, cocker spaniels, shih tzus, beagles, rottweilers, pugs e sharpeis são raças de cães mais propensas ao aparecimento dessas “manchas de lágrima”.

Em muitos casos, elas podem irritar a pele dos bichinhos, causando uma dermatite.

Quando a secreção nos olhos de cães e gatos pode ser sinal de algo mais sério?

Existem alguns sinais da secreção dos olhos dos pets que podem indicar algo mais sério. Fique atento caso perceba que:

  • Uma secreção diferente surgiu repentinamente nos olhos do seu cão ou gato;
  • A secreção apresenta uma coloração muito escura;
  • A secreção apresenta um odor desagradável;
  • A secreção aparece em excesso todos os dias;
  • Vermelhidão e irritação ocular;
  • Dor nos olhos (perceptível quando o pet não consegue abri-los com facilidade, ou pisca muito, deixando os olhos cerrados).

Se algum desses sinais aparecerem, é preciso agendar uma consulta com um veterinário de confiança, pois podem ser sintomas de doenças mais leves como conjuntivite, ou até doenças sérias, como pneumonia.

Tempo seco ou altas temperaturas podem criar as condições perfeitas para o aparecimento de irritações oculares. É importante lembrar de nunca aplicar colírio nos olhos do seu pet sem o conhecimento do veterinário.

Seu cão ou seu gato deve comer apenas ração? Tire suas dúvidas em nosso post especial sobre o assunto!

Reprodução ( hamster anão russo)

 
  você está realmente interessado em cruzar dois hamsters? É preciso avaliar que as ninhadas de hamsters anão ruso não são muito grandes (chegam a até 12 filhotes!), mais é difíciu tirar 12 filhotes normalmente nascem uns 5 ou 6.

(eu tive sorte e nasceram 10 dos meus)
Os filhotes de hamster comem muito, o que gera muitas despesas com comida. Além disso, a fêmea tem sempre que receber complementos alimentares.

E por fim, o criador tem que dedicar muito tempo aos filhotes, por isso se você é muito ocupado e não tem alguém hábil para ficar com os filhotes, recomendo que não cruze seus hamsters!

Se você realmente estiver interessado, vamos LÁ.

PARTE 1 PREPARAÇÃO PARA O ACASALAMENTO


É necessário ter um macho e uma fêmea sexualmente ativos (o macho deve ter entre 3 e 14 meses de vida). Para garantir a saúde dos filhotes e de sua fêmea, é recomendável que sua fêmea não tenha engravidado ainda e tenha entre 4 e 6 meses de vida. Mais que isso ou menos que isso pode acarretar diversos problemas. Se ela já tiver engravidado uma vez, recomendo que ela tenha entre 8 e 14 meses de vida.
Agora você deve aguardar até que a fêmea esteja no cio (isso ocorre normalmente de 4 em 4 dias). 

PARTE 2 ACASALAMENTO

Pegue o macho e a fêmea e deixe-os juntos na gaiola do macho ou em um território neutro (em uma caixa, por exemplo). Deixe-os lá, por uns 20 minutos, vigiando. Se você notar que eles brigam, separe-os.

É recomendável usar uma luva protetora, pois quando eles brigam você provavelmente será alvo de uma dentada. No caso de briga ou se não “der em nada”, separe-os e tente outro dia.
Normalmente ocorre assim: a fêmea fica parada com o rabo levantado.

O macho então começa a cheirá-la. Se ele mostrar interesse, montará nela.

  • Observação: para saber se o acasalamento realmente deu certo, dentro de 10 dias mais ou menos a hamster deve engordaR MUITO.
  • PARTE 3 GESTAÇÃO 
  • Continue dando comida normalmente a ela, mas dê vários complementos, como: ovo cozido, pão molhado em leite

(leite morno – miolo de pão) e ração de gato.
Além disso, não leve-a mais para passear, nem brinque, nem fique incomodando. Apenas vigie para saber se a saúde dela está boa e mantenha ela sempre com comida, mas sem exageros. Aos poucos você vai notando algumas características da gravidez. A fêmea será um pouco menos ativa. Deixe ela em paz, até a hora do parto.
A gestação do hamster sírio varia entre 16 e 18 dias. Se ultrapassar esse período, a fêmea pode ter sofrido de gravidez psicológica ou problemas durante o parto. Mas se você ainda não observar características da gestação, então eu acho que não deu certo! Volte para a parte 2.
Quando chegar no dia 14 ou 15 da gestação, sugiro que faça uma lavagem completa em toda a gaiola e troque a serragem. Retire a rodinha. Verifique então se a gaiola está apta para receber os filhotes: não é recomendado ter gradinha no fundo do primeiro andar. É preferível que as grades também não sejam muito grandes. Se o filhote cair onde a fêmea não puder entrar e pegar, ele pode morrer.
Dê bastante material para a fêmea fazer ninho (algodão e papel higiênico neutro).

Agora que seguiu todos os passos, aguarde até o nascimento!    

OBS:o hamster anão russo é o unico que não ha necesidade de separar o macho da femea, por que ao contrário das outras espécies, ele ajuda a femea a cuidar dos filhotes, mais que fique bem claro que para a saúde da femea é melhor separalos pois assim que a femea acaber de parir todos os filhotes , eles vao cruzar de novo,e isso pode gerar problemas no parto ou até mesmo a morte da femea, pois ela estara muito cansada e seria muito difíciu sobreviver a um parto em cima do outro.
Tempo de Gestação:
Hamster anão russo: 18 a 21 dias

PARTE 4 O PARTO

O nascimento ocorre normalmente de madrugada, podendo também ocorrer no começo da noite. Se você estiver próximo da fêmea e acordado, não incomode ela no parto. Ela sabe se virar sozinha. Ao contrário do que você pensa, ela tem completo controle sobre a situação.
O intervalo entre o nascimento de cada hamster é de 10 minutos. Junto com eles, vem a placenta que é digerida pela próxima fêmea. Pode ocorrer de haver sangue nas serragens, o que é perfeitamente normal.

Não se preocupe se a hamster aparentemente esquecer alguns filhotes pela gaiola. Ela é responsável e logo trará todos de volta. O importante é não tocar de forma alguma nos filhotes, pois além do risco de machucá-los, você pode passar um cheiro ao pequeno hamster e a mãe não irá mais identificá-lo como filho.

Não tente intervir em nada. Apenas acompanhe e mantenha bastante comida a sua disposição.
Não troque a gaiola até que os filhotes tenham pelo menos 2 semanas de vida, mesmo que o cheiro torne-se insuportável. A hamster pode não identificar os filhotes e rejeitá-los. Como Ajudar um Hamster com o Olho Grudado: 10 Passos hamsters anão russo recem nascidos.

PARTE 5 ALIMENTAÇÃO POS PARTO

A dieta a ser seguida agora deve ser parecida com a da amamentação: ovo cozido, pão com leite e ração para gato. É recomendável até mesmo aumentar a quantidade de vegetais, para que a hamster fique com mais leite. Todo o cuidado é pouco, pois agora a hamster não comerá somente por si, terá de alimentar muitos filhotes!
Deixe bastante comida a disposição dos animais, verificando se no interior da casinha a comida já não está demais. Se você notar que existe bastante comida estocada, não é necessário dar mais. Deixe que aquela esvazie um pouco e ponha novamente, para que a comida não se estrague.
Dentro de uma semana de vida os filhotes estarão saboreando alimentos comuns para hamsters, junto com o leite. Neste período as despesas com alimentação dobram.

Mantenha a alimentação sempre nesta rigidez e acompanhe o crescimento dos filhotes.

PARTE 6 CRESCIMENTO DOS FILHOTES 

Tabela de Desenvolvimento do Filhote 1 DIA – os hamsters nascem cegos, surdos, sem pêlo e, como são roedores, com dentes 3 DIAS – começam a crescer os pêlos muito discretamente 6 DIAS – a pele já está toda coberta por uma pequena camada de pelo
7 DIAS – eles já começam a comer pequenas quantidades de comida
12 DIAS – eles já começam a andar pela gaiola, apesar de que os olhos ainda estejam fechados
16 DIAS – os olhos já estão bem abertos e eles estão bem ativos, andando por toda gaiola
20 DIAS – agora eles mamam com menor intensidade e estão bem mais independentes
28 DIAS – chegou a hora do 'adeus': eles já estão independentes da mãe
35 DIAS – já podem ser vendidos.

Leia também:  Como aprender a usar o wordpress: 12 passos (com imagens)

Rattery Brasil

Ratos são animais realmente muito higiênicos e limpos. Como gatos, estão sempre se lambendo e lambendo uns aos outros. Infelizmente, apenas isso não dá conta de manter a higiene corporal, afinal, ratos liberam porfirina e podem deitar na própria urina (coisa que os gatos não fazem).

Um rato saudável pode, inclusive, ignorar a sujeira da própria cauda ou não limpá-la adequadamente, exigindo alguma atenção por parte do proprietário.

Um pouco depois que desmamam, lá pelos 60 dias, já podem começar a ser acostumados com banho de forma que não seja estressante para eles ao longo de sua vida; na verdade, conhecemos animais que realmente adoram tomar banho e ainda são exigentes!

Você pode dar banho a cada 15 dias se o seu rato for porquinho ou se a gaiola dele for abafada/pequena, ele não usar o banheirinho e houver tocas, redes e tubos — que aumentam a concentração de amônia.

Neela mostrando que banho é bom.

Mas somente o banho não irá resolver o problema, pois a ideia de dar banho em ratos é melhorar sua saúde, principalmente a respiratória e da pele.

Ratos que não tomam banho tendem a ficar com pelos oleosos, arrepiados, quebradiços, o que faz com que a pele produza mais óleo para se proteger e o rato fique fedido, com crostas, coceira e libere mais porfirina, notavelmente nos flancos, laterais do corpo e em cima da bunda (um amarelado esquisito).

Esse acúmulo de óleo e amônia nos ratos também prejudica seu sistema respiratório e ocular. Ratos que vivem sem tomar banho comumente terão olhos ressecados e opacos, bem como seu pelo.

A cauda acumula uma crosta amarelada/alaranjada e fica realmente nojenta ao tato, com crostas de sujeira, quando a cauda limpa de um rato é sequinha, maleável e cor de rosa; mesmo os ratos que têm a cauda preta (black hooded, irish, english irish, self), não há manchas, marcas ou crostas.

Uma cauda suja e duas limpas

• A SujeiraO pH da urina de ratos é de, em média, 7 a 8. Ou seja, mais ou menos o mesmo da nossa pele. Porém, a alta concentração de amônia contida na urina é ácida. Quando a urina evapora, o que resta é a amônia. Quanto mais urina, maior a concentração de amônia.

Se ficar concentrada na gaiola ou mesmo no corpo do rato, aumentará a acidez da pele, consequentemente, seu pH.

Esse aumento do pH prejudica os nociceptores cutâneos (que são responsáveis pelos sinais de dor e sua resposta) e causará inflamações em vários níveis (coceira, pele irritada, ressecada, opaca, pálida, etc).

Dessa forma, banho também é um ponto importantíssimo na manutenção da boa saúde do rato, junto da higienização e esterilização da gaiola, potinhos, brinquedos, tecidos como falamos no post sobre higienização.

• Identificando um rato que precisa de banhoO pelo será áspero, crespo e oleoso. Poderá haver algumas falhas pequenas, pedacinhos pequenos de pele exposta e crostas na cauda. O pelo ao redor dos olhos e atrás das orelhas será ralo.

Um rex ou double rex pode ser mais difícil de identificar, mas ao tato dará pra sentir uma imensa diferença do ideal, já que ratos têm pelos brilhantes (mesmo os rex; é só analisar a cabeça e a bundinha), macios e pele rosada.

O pelo de um macho será um pouco mais grosso em comparação com o de uma fêmea, mas o brilho estará ali. A pelagem deve ser uniforme.

Um hairless deverá ter a pele lisa, uniforme, sem crostas e frágil; quando o hairless fica com a pele manchada, amarelada, com crostas ou que pareça grossa ao tato, talvez seja adequado um banho e uma visitinha ao veterinário.

Ratos saudáveis, com uma boa higiene, que tomam banho e têm sua gaiola adequadamente limpa, não terão manchas de urina em seus pelos. Para ver se está tudo ok com os seus, basta dar uma olhadinha em sua bundinha, genitais e pernas.  

E: um dumbo limpo, macho, adulto, com pelo brilhante. D: dumbo, macho, rex com a pele pálida, pelo ressecado, sujo.  

Mibo, 3 meses, pós-banho, rex. Limpa, com o pelo brilhoso, cauda rosada, sem falhas. 

  • Para banhar um rato, você irá precisar de:• um copinho de 200-300ml OU chuveirinho• shampoo para roedores e ferrets OU para gatos, neutro, sem perfume • água quente • toalha• escova de dentes • secador
  • • pia

• Introduzindo o Rato ao BanhoComo nem tudo são flores, alguns ratos podem ter medo de banho. Seja pela pressão da água, por escorregar na pia ou pela temperatura não estar adequada, alguns podem reclamar — e irão. Primeiro você deve apresentar seu rato à água.

Começar no box do banheiro é uma boa pedida, principalmente no verão.

– tape o ralo do box- adicione brinquedos – encha na altura de dois dedinhos- coloque os ratos – se possível, sente na água para dar o exemplo; ratos são animais de colônia e aprendem uns com os outros, e isso inclui você

Você pode fazer isso 3x por semana até ver que estão realmente curtindo aquele momento com água aquecidinha. Tem que ser aquecida, pois o banho será com água morna/quente. Vá molhando o corpo deles (nunca a cabeça e orelhas!) conforme brinca, esfregue a cauda, passe a escovinha de dentes. Fique assim pelo maior tempo que puder ou até cansarem.

• Começando o BanhoTalvez você precise de um tapetinho anti-derrapante para o fundo da pia. A temperatura da água deve ser medida com a parte de baixo do braço, igual mamadeira para bebê, pois é mais sensível que a palma da mão. Se estiver muito morna, ao corpo pode parecer gelada.

Sempre aqueça a água a uma temperatura confortável.

– encontre a temperatura ideal- adicione o tapetinho – encha a pia- coloque o rato segurando-o firme – enxágue-o com a torneira fechada, use a água da pia e o copinho- adicione uma moedinha de shampoo no rato- massageie: esfregue costas, ombros, barriga, patinhas, genitália e bundinha- ligue um pouquinho a torneira- tire o sabão (com água limpa)- ensaboe a cauda- passe a escovinha em direção à ponta (na direção contrária, poderá acumular sujeira embaixo das “películas” da cauda, o que pode causar uma infecção; então nada de movimentos ida-e-volta)- esfregue com a mão

– tire o sabão

Na hora de tirar o sabão, tire a água da pia e enxágue com o copinho, com a água corrente da torneira ou encha novamente com água limpa. Usar a água da pia deixará resíduos de shampoo na pele. Quem já enxaguou mal o cabelo sabe que fica uma crosta de shampoo na pele e deixa o cabelo/pelo duros, coça e incomoda. Também pode causar alergias nos ratos.

• Secando o RatoTire a água, feche a torneira e deixe o rato se sacudir e ficar à vontade. Enquanto isso, estenda a toalhinha em um banco ou na privada (fechada, é claro).

Pegue o rato e coloqueo-o em cima da toalha. Pegue suas bordas e seque-o, tirando o excesso de água.

– ligue o secador apontado para cima ou lado, não direto no rato, mas sem soltá-lo; pode dar carinho ou pegá-lo no colo com a toalha enrolada nele

– conforme seu rato reagir, configure o secador para médio e, a uma distância segura (depende da potência do seu secador; alguns são bons há 20cm, outros precisam de até 45cm pra não queimar, mesmo no médio — mas vamos evitar usar jato frio, ok?) e em movimentos frequentes e rápidos para os lados (nunca deixe o secador parado num mesmo ponto, queima!). Vá passando a toalha, a mão ou a escovinha de dentes para ajudar a secar os pelos. Se for um hairless, só a toalha já está bom. Não esqueça da barriga!

Agora que seu rato parece um pompom cheiroso e limpinho, é hora de voltar para a gaiola e descansar. Alguns indivíduos não são uns doces logo de primeira, então não desista.

Às vezes é só questão de encontrar a temperatura certa ou a forma como ele prefere ser banhado.

Testes que você pode fazer nas próximas tentativas:• diminuir ou aumentar a altura da água na pia• não ligar a torneira• ligar a torneira, mas não encher a pia• não usar o copinho

  1. • não usar secador (você irá precisar de duas toalhas, nesse caso)
  2. E não esqueça de dar aquele merecido petisco após o banho.

• Banho SecoExistem dois tipos de banho seco: o banho em pó e a limpeza com lenço umedecido. O banho em pó é para chinchilas, porque na natureza usam da terra para se proteger de ácaros e da umidade.

Mesmo assim, o pó pode ser inalado e prejudicar suas vias respiratórias, então não pode ser dado com muita frequência. No caso de ratos, existem dados e vídeos internet afora mostrando os selvagens e ferais tomando banho na chuva. Eles não usam de pó ou terra para isso.

Leia também:  Como baixar vídeos do flowplayer: 9 passos (com imagens)

Tenha sempre em mente também que nossos ratos têm micoplasmose pulmonar e já possuem lesões no trato respiratório. O pó apenas agravaria o caso quando inalado.Já o lenço umedecido é um ótimo quebra-galho quando o rato está doente ou se sujou um dia depois do banho; mas só. Ele é um complemento e exige atenção.

A maioria dos lenços umedecidos é muito perfumada e quase todos contêm álcool e hidratante para a pele; por essa lógica, é preferível que você use álcool em gel sem perfume e cuide para o rato não lamber enquanto evapora.

Mas álcool não é feito para a pele e isso definitivamente não é uma boa ideia; NÃO FAÇA ISSO! E hidratante não é feito pra rato, então cuidado com a marca que você compra e quantidade desses químicos — o banho que o rato precisa é o com água e shampoo!

Não recomendamos o uso de nenhum desses produtos, por suas consequências à saúde dos ratos.

• O que NÃO FazerNão usar shampoo para bebês; geralmente têm cheiro forte e irritam a pele do rato, ressecam e aumentam a produção de oleosidade (o que não queremos, não é?)- Não molhar a cabeça; a água pode entrar nos ouvidinhos e causar otite e molhar os olhos (principalmente com sabão) pode irritar a vista- Não usar jato frio; mesmo que o rato esteja aquecidinho ou seja verão, a água fica fria com o jato gelado e pode causar uma queda brusca na temperatura corporal do rato, frio ou uma hipotermia e demora mais pra secar- Não segurar pelo rabo; a cauda é a extensão da coluna e é muito fácil causar uma lesão nela, segure sempre pelo tórax- Não deixar a pia crua quando encher de água; escorregar é agoniante para o rato, que acha que vai cair na água e não conseguirá voltar, causando pânico. Se você não tiver um tapetinho, coloque outra toalha.- Não usar sabonete; em geral, resseca a pele e pode causar alergias- Não usar água gelada; se sua pia não aquece a água, aqueça uma boa quantidade na chaleira para ir misturando com a água fria até chegar a uma temperatura boa (não ferva a água!)- Não dar banho mais que uma vez por semana; banhos muito consecutivos aumentam a produção de oleosidade corporal, o que é a causa do mau cheiro

• Dúvidas ComunsRatos podem tomar banho?Sim! Chinchilas, gerbilos e hamsters não podem, pois têm uma baixa tolerância à água ou pelos muito densos.

Mas ratos naturalmente foram desenvolvidos para tomarem chuva, nadarem e por isso proliferaram pelo mundo pelos esgotos e arroios.

Ratos com o imunológico enfraquecido também são sensíveis à sujeira e bactérias, então banhos ajudam.

  • Ratos doentes devem tomar banho?
  • Qual a quantidade mínima de banho?
  • Posso deixar meu rato úmido após a secagem com a toalha?
  • Posso colocar meu rato pra secar no sol?

6 dicas de expert para sair do zero e iniciar uma nova era de boa forma

Começar é sempre a parte mais difícil. Contar com um personal trainer sempre ajuda a iniciar a jornada. Mas… impossível contar com a ajuda de um profissional agora? Então, com as dicas motivacionais certas, você conseguirá ser seu próprio instrutor. Sim, parece ambicioso, mas é possível. Temos várias histórias de sucesso para comprovar!

E aí, chegou a hora da virada? Está pronto para transformar profundamente seu estilo de vida, mas está um tanto perdido com o excesso de informação disponível? Então esse post é para você.

Veja aqui 6 dicas da personal trainer Lunden Souza para começar sua jornada fitness:

1. Se comprometa CONSIGO MESMO!

Perspectiva da personal trainer:

Por que as pessoas pagam personal trainers? Em geral, para ter alguém que “mande” elas treinarem. No fim das contas, só quem segue fielmente o plano vê resultados. Mas a decisão de mudar de vida e se exercitar é totalmente pessoal.

Só você pode decidir quando será o momento de começar a transformar sua vida. Se faltar comprometimento TOTAL com o processo e preparação para os pequenos imprevistos do dia a dia, você não vai conseguir alcançar seus objetivos.

É questão de trabalho mental, também: você precisa se convencer de que, independente das emoções e das dificuldades que surjam, VAI CONSEGUIR ter sucesso! Encontrar seu equilíbrio é crucial, e isso exige 100% de comprometimento.

2. Crie um quadro de visualização

Perspectiva da personal trainer:

Ter seu objetivo claramente estampado na mente será importante para praticar atividades físicas naqueles dias em que você simplesmente “não vai estar a fim”. Criar um estímulo visual pode ajudar na hora de angariar motivação para se exercitar, mesmo após um dia estressante.

Consiga um mural de cortiça ou magnético e comece a criar uma visualização que se aplique à sua vida. Imprima figuras da internet, recorte de revistas… use imagens que reflitam seus sonhos mais ousados. O CÉU É O LIMITE!

Este mural não precisa conter só fotos de corpos maravilhosos que inspirem você. Coloque também gente sorrindo, a casa perfeita, o emprego dos sonhos, frases motivacionais… criatividade é a alma do negócio.

Coloque o quadro em um local bem visível. Alcançou uma das metas do quadro? Enjoou de uma imagem ou frase, ou achou referências ainda melhores? Refaça, aprimore. Quanto mais dinâmico e alinhado com quem você quer ser, melhor!

3. Comece com pouco: faça 10 polichinelos e 10 agachamentos

Perspectiva da personal trainer:

Progredir é fundamental. É melhor começar aos poucos e ir aumentando a carga do que começar “com tudo, gás total, pegando fogo”, consumir todo esse gás em duas semanas e voltar à rotina sofá-geladeira-sofá. Seu corpo se acostuma a treinos repetitivos: ir elevando a intensidade é importantíssimo.

Você nunca praticou atividades físicas? Seja realista: não se consuma internamente pensando em criar, do dia para a noite, uma rotina de treinos completa. Comece HOJE, mas comece com 10 polichinelos e 10 agachamentos. Amanhã, aumente para 11. “Olha, não aguento nem 10”. Beleza, comece com 5. Não pense demais, não: vai e faz!

4. Lembre-se que “antes pouco do que nada”

Perspectiva da personal trainer:

Quem transforma o corpo, transforma a rotina do dia a dia também. Para efeitos reais, não basta treinar em um horário predefinido e “pronto, acabou”. É preciso transformar tudo em oportunidade para melhorar, dia após dia, para o resto da vida.

Às vezes um dia que era para ser tranquilo acaba ficando super ocupado, ou você perde a hora e acorda tarde. Antes de entrar em pânico ou desistir totalmente de treinar no dia, tente encontrar uma janela de 5-10 minutos para um treino de peso corporal, uma caminhada mais intensa ou mesmo uma sessão curta de yoga antes de ir dormir.

Não se deixe tomar pela sensação de fracasso toda vez que a vida não correr exatamente como você planejou. A vida é cheia de imprevistos, e o único jeito de ser feliz é “se virar nos trinta”. Ache um jeito! ????

5. Nada de estresse com pesos

Perspectiva da personal trainer:

Não é obrigatório iniciar sua jornada fitness se matriculando em uma academia e pagando um dinheirão. Você pode começar a treinar em casa mesmo, utilizando seu melhor equipamento: o peso do próprio corpo!

Sim, é possível fazer uma transformação total no corpo utilizando nada além do peso corporal. Não, não estou dizendo que é desnecessário ir à academia ou a outros treinos externos.

Desnecessário é pensar que se matricular em aulas pagas fora de casa é a única maneira de ser fitness.

Experimente treinar de forma independente usando o app adidas Running para dar os primeiros passos na corrida, ou faça treinos de força caseiros com o aplicativo adidas Training.

6. Seja mais consciente sobre seus movimentos e pensamentos no dia a dia

Perspectiva da personal trainer:

A hora de treinar é o momento em que você se dedica exclusivamente ao corpo e à mente. Sim, à mente também! Foco mental é determinante para mudar de vida. Seja aprendendo novos exercícios ou desenvolvendo firmeza mental para quando a chapa esquentar, a prática de “mindfulness” vai ajudar você a entrar em forma.

Saia da “rodinha do hamster” e pare de passar o dia com os olhos grudados na tela do computador, tablet ou smartphone. Quando estiver na rua a caminho do trabalho, do supermercado ou quando sair para almoçar, faça um esforço ativo para enxergar o que se passa ao seu redor.

Observe os odores. Que cheiro é esse? O que está vendo? Busque cores e padrões que capturem seu olhar.

O que você está pensando ou sentindo neste momento? Em vez de andar com o olhar vidrado na telinha do telefone, olhe para a frente e, quem sabe, não vai receber um sorriso vindo de um colega ou até de uma pessoa desconhecida? Ou, de repente, quando se pegar caminhando “no automático” rumo ao elevador ou à escada rolante, se estiver consciente, você com certeza vai lembrar de usar as escadas.

Lembre-se:

Começar qualquer coisa na vida é meio estranho, mesmo. Se planeje, siga firme nos pequenos passos iniciais e, conquista após conquista, esta sensação de estranheza sumirá. Quando este dia chegar, você vai se surpreender com o quanto aprendeu e realizou!

***

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*